Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Opinião Feminina #44 – Champion’s Fall

Há muito para dizer acerca dos recentes PPV da WWE. Tanto o Summerslam como o Night of Champions, foram bons em termos de qualidade de wrestling, mas pecaram nos resultados dos combates, o que acabou por borrar um pouco a pintura do quadro geral.

Primeiro que tudo, devo referir que apesar de da rivalidade entre CM Punk e Triple H estar muito bem construída e merecer estar em main-event, não concordo com a sua inclusão neste evento, simplesmente porque não há títulos em jogo, e o cargo de COO não é um título. Já que fazem eventos com gimmicks e condições, mantenham-se fiéis a eles, senão eles perdem a razão de ser e aquilo que os distingue de todos os outros. E para piorar a situação, este é o segundo ano consecutivo em que isto acontece, logo a desculpa do “foi apenas uma excepção”, não resulta aqui. Mas a verdade, é que não se sabe se a equipa criativa conseguiria arrastar isto com qualidade, e manter CM Punk fora de um PPV nesta altura do campeonato deveria ser considerado crime.

Para começar este evento, tivemos o combate de Tag Team entre AirBoom e Awesome Truth. Foi uma excelente forma de começar o evento. Combate rápido, fluído, bem construído e que conseguiu envolver quem estava a ver o combate. Este combate, provou em muitos sentidos a recente atenção que esta divisão tem estado a receber. Não é algo do outro mundo, mas é mais do que já teve nalgumas alturas. Através de um bom combate, conseguiram não cair na tentação de dar os títulos aos Awesome Truth e serem fiéis à história que estão a trabalhar. Todas aquelas confusões com o árbitro resultaram na perfeição na história da conspiração. Agora só resta esperar que ambas as tag teams durem. Porque uma equipa, não é uma coisa que se junta e constrói num mês ou dois. São coisas que demoram tempo, mesmo depois desta rivalidade em específico acabar. Mas isto já mostra que pelo menos há preocupação, agora só falta arranjar mais equipas e continuar o investimento. Já agora, metam a mesma música para ambos os lutadores de forma a entrarem ao mesmo tempo.

A minha opinião não mudou desde a semana passada, mas se calhar eu tinha expectativas demasiado elevadas. Esperava mais do combate pelo título Intercontinental. Não foi um mau combate, até foi bom, e teve um fim previsível. Afinal, não tinha lógica o título mudar já e muito menos DiBiase acabar o combate “enterrado”, por assim dizer. Desta forma as coisas poderão continuar entre ambos e podem fazer melhor da próxima vez. Pelo menos, a credibilidade de DiBiase continua viva. Já agora, sejam bons ou maus da fita, a meu ver o campeão vem sempre em último lugar. E mudem a música ao DiBiase, não conjuga com ele.

De seguida veio o combate de Fatal Four Way pelo título dos Estados Unidos. Alex Riley, está no bom caminho para o sucesso. Tem o público do seu lado, possui carisma suficiente para ser trabalhado, e em ringue nota-se que está a trabalhar todos os dias para ser sempre melhor, apesar de não ser mau. Jack Swagger, embora nem sempre convincente oralmente, é dos melhores em ringue, tecnicamente, e já nos proporcionou grandes combates, tanto na sua passagem pela ECW, como nalgumas Raw ou Smackdown em especial. John Morrison é um caso complicado, primeiro acho que está na personagem errada, e depois por intermédio de terceiros (leia-se, a sua namorada), não está nas boas graças da direcção, mas o seu talento continua inegável. E por fim, Dolph Ziggler, como um todo, é sem dúvida o melhor destes quatro. A sua personagem assenta-lhe bem, é convincente e no ringue, fornece bons combates. A sua vitória neste evento foi a decisão correcta. O combate foi bom e interessante, conseguiu segurar o espectador, como só poderia ser, tendo em conta os envolvidos. Todos eles tiveram uma oportunidade de brilhar e fazer parte do PPV, o que acaba por ser positivo.

Todavia, o conceito “Fatal Four Way”, implica sempre um pouco de confusão, e não acredito que se possa obter um combate melhor envolvendo quatro pessoas, ao invés de duas. Logo, eu teria ficado com melhores expectativas em relação ao combate se tivesse sido unicamente entre Ziggler e Swagger, o que também teria feito mais sentido, tendo em conta a disputa de Vickie Guerrero entre ambos. Mas mesmo assim, não ficámos mal servidos. E pode ser que tal ainda venha acontece no futuro.

Em relação ao combate pelo Título de Pesos Pesados, era este o resultado que eu preferia, como já tinha referido anteriormente, mas não era o que estava à espera. O que é compreensível, visto Randy Orton ser um dos mais populares junto do público, e também um dos preferidos nos bastidores. Há quem diga que Randy Orton está a tornar-se numa variação de John Cena. Não nego que a WWE goste muito de ver o título nele, mas acho que Orton ainda não chegou a esse ponto, apesar de também, como John Cena, andar de volta do título várias vezes. E sinceramente, espero que não chegue, para “John Cena” já temos um, não precisamos de mais.

Este combate foi uma pequena amostra do que tem sido o caminho de Mark Henry, desde que começou esta nova história: Orton, neste caso, tenta sucessivamente manter Henry no chão. Orton acabou por conseguir aplicar algumas manobras, mas não a crucial, o RKO. Porém, Henry conseguiu aplicar o World Strongest Slam, e isso tornou-o o novo campeão de Títulos Pesados. Eu quero que esta história, e este reinado, dure o tempo necessário e seja bem justificada, porque tal como já referi anteriormente, Henry não vai voltar a ter esta sorte devido à sua idade e lesões. Não podemos esquecer que Henry continua a ser Henry, e que é muito difícil um combate com ele ser o melhor da noite, mas o esforço dele tem sido notado e Randy não é um qualquer, logo o esforço de um com o talento de outro, conseguiu criar um combate bom o suficiente para ser por um título. Já agora, que Orton mantenha as suas expressões de doido a meio dos combates, são uma mais valia.

E foi aqui que as coisas começaram a correr mal num evento que estava a correr bem. Divas, uma eterna dor de cabeça, aparentemente. Há algo nesta história que não faz sentido. Na realidade, há várias, mas vamos por ordem. Qual é o objectivo de criar uma facção de divas poderosas que proclamam ser melhores que as outras, e anunciam provocar uma mudança, se elas não vão ganhar? Que credibilidade e justificação tem Beth Phoenix para desafiar Kelly outra vez? Nenhuma. Que credibilidade tem Natalya para a desafiar? Nenhuma, a não ser que queiramos todos (incluindo a equipa criativa) esquecer que Kelly já a venceu numa Smackdown, recentemente.

Portanto, volto a perguntar, qual a lógica desta facção? E depois ainda existe a questão, que nem sequer as trabalham bem. Primeiro mudaram os fatos de Beth Phoenix. Nada de estranho à primeira vista, tendo em conta que ela já usou coisas parecidas no passado. Mas agora? Com maquilhagem e roupas chamativas? Que a Eve vá toda arranjada para estar ao lado da amiga no combate ainda se entende, afinal é a Eve, ela tem que se manter fiel ao que sempre foi para as Divas of Doom ainda terem argumentos para as atacarem, mas a Natalya? Outra coisa que me chocou, foi a forma histérica como Natalya berrou e espernou quando Eve a atacou. É isto que uma diva faz? Esta história desde o início que está mal contada, e aparentemente está a acabar mal.

Kelly Kelly está obviamente a ficar superior, e o título já não parece tão fácil de obter, se já nem a poderosa Glamazon conseguiu, mas continua a não ser o que esta divisão merece. Quem percebe do que está a ver, continua a não acreditar na Kelly porque não tem razões para isso. Nem que ela vença Beth cinquenta vezes, os fãs continuarão a ver isso como cinquenta injustiças e não como uma Kelly com mais qualidade.

Dizem que Kelly está a melhorar, mas isso é esperado, está lá há pelo menos cinco anos logo melhoria era algo exigido, e não esperado. Mas ainda não chegou ao nível necessário para ter o título da divisão e ser justo para com divas como Beth Phoenix e Natalya. No Summerslam, ainda dei o benefício da dúvida, mas no Night of Champions na cidade natal de Phoenix, nada justifica aquela derrota. E agora a minha pergunta é a seguinte, qual será a próxima candidata ao título? Já conseguiram eliminar as únicas decentes por falta de qualidade da história, isto significa que voltamos para a Eve? Ou para as Bella? De qualquer das maneiras, as probabilidades disto acabar bem são muito poucas.

Na Night of Champions, o público estava presente no combate! Há quanto tempo, não vemos uma audiência apoiar e ver um combate de divas? Não só para passar o tempo, mas sim para apoiar e sofrer? Eu não me lembro do último, mas sei que a ovação que Beth recebeu foi uma das melhores que alguma das Divas recebeu nos últimos tempos. E no fundo, isso foi uma pequeníssima razão no meio de tantas que justificariam uma vitória de Phoenix. Ambas mostraram o seu arsenal, como também já tinham feito antes, e tal como já tinha sido feito antes, a vitória foi por roll-up. Que é provavelmente, das formas menos credíveis de se ganhar. E já é a segunda vez. O título é um pouco valorizado por a campeã ser a mesma, mas poderia ser tão muito mais se mudassem, o problema é que como as coisas estão, já nem isso faz sentido.

E numa noite, que já estava a começar a ser frustrante, descobri que ainda não tinham acabado as frustrações. Antes demais, há uma diferença que tem de ser estabelecida. Christian, está com uma personagem de queixinhas, quer o título a qualquer custo, logo vê-lo pedir ajuda ou andar em campanhas por mais uma oportunidade, é normal. Faz sentido. Christian, anda nisto há mais de quinze anos, e quer ganhe vinte, quer ganhe cinco títulos, quer faça promos de cobarde, quer seja um preferido aos olhos dos fãs, isso pouco ou nada afecta a sua carreira ou a forma como os fãs o vêem. Porque ele já está afirmado. O quer que ganhe a partir de agora é porque merece e não porque precisa.

Agora olhamos para Del Rio, uma pessoa com muito talento, com uma personagem muito trabalhada e conseguida, que chegou à WWE há pouco mais de um ano, e que precisa mais do que nunca, de ser levado a sério. A vitória dele no Royal Rumble foi uma oportunidade. Depois do Royal Rumble, ele precisa de provar que mereceu, e os fãs precisam de ver o esforço recompensado justamente. Del Rio não pode estar a passar por cobarde, pelo menos não de forma tão forte. Tudo bem, que como é o mau da fita, tem que agir e ser de uma certa maneira, mas não abusem. Ele é um lutador em ascensão. E depois, a forma como ele ganhou o título (cash-in), já fala por si. Já é um argumento garantido para o face, que estiver contra ele, usar. O que não afecta Christian, afecta Del Rio, e muito. E para começar em grande este combate (leia-se, ironia pura), temos que a entrada de Del Rio, que é uma das suas grandes características, é arruinada pelo seu adversário. Desta vez, uso outra personagem para explicar a minha revolta e afirmo que Del Rio não é o JBL. O que não afectava JBL, afecta Del Rio porque estão em momentos diferentes de carreira!

Mas isto é do lado do Del Rio, olhamos para o seu oponente e temos John Cena. Que esteve em todos os main-events de PPVs deste ano. Royal Rumble e Elimination Chamber são compreensíveis, mas olhem para os outros. A história em relação a John Cena é a mesma. A direcção abusa, os fãs fartam-se e ele leva por tabela, por assim dizer.

Ou seja, tudo o que levou a este combate, estava a correr mal. O combate em si, foi muito bom. Del Rio provou que mesmo perdendo, continua a merecer as oportunidades que lhe são dadas, é pena é que construam mal as coisas. Del Rio não só, não podia perder, como perder por submissão é um disparate autêntico. O estrago que aquilo faz à sua credibilidade nesta altura do campeonato é revoltante. Não só não o trabalharam decentemente pré-PPV, como o estragam no PPV, e arruínam o seu futuro pós-PPV. Neste momento, a credibilidade de Del Rio está danificada, ele merecia um reinado mais longo e muito melhor construído, e se tiver que ganhar ao John Cena, que assim seja, mas infelizmente as coisas não são assim tão simples. E mesmo que volte a ganhar o título no Hell in a Cell, com que credibilidade fica o título ao ser mudado quase todos os meses? Muito mal feito. E já agora, mais uma vez, o campeão tem de vir em último! Já agora, eu usei o nome do Christian e o nome do JBL para melhor explicar o meu ponto de vista.

Para terminar a noite, CM Punk vs Triple H. Já referi acima que não concordo com a inclusão deste combate, mas também já está explicado, agora resta-me dizer que apesar de ser uma história muito bem construída até agora – aliás, é de admirar que nos tempos de hoje a WWE ande a construir uma história de longa duração sem falhas muito grandes, até agora – acho que foi ligeiramente cedo demais para por o “emprego” de Triple H em jogo, mas não é nada de grave. O facto de não haver desqualificações, avisa que vai haver interferência de certeza.

Até à interferência de Miz e Truth estava a ser muito bom ver como estes se entendiam. O facto de CM Punk não ter deixado Triple H acabar a sua entrada foi um pormenor que aprovei. Todavia, como referi, os crentes na teoria da conspiração resolveram interferir e a partir daqui as coisas correram um pouco mal.

Tentarem provocar a vitória de Punk foi compreensível, o que não se entendeu foi o facto do árbitro ter bloqueado um murro de um antigo campeão da WWE, de um homem que esteve no main-event da Wrestlemania. Tentam sempre dar a entender que os árbitros são personagens mais fracas fisicamente, facilmente vão ao chão ou ficam magoadas ao ponto de não conseguirem fazer o seu trabalho na perfeição. Ou seja, tentam fazê-los parecer inferiores aos lutadores.

Mas aqui tivemos um árbitro que não só bloqueou um murro, como desferiu um, num (e repito) antigo campeão da WWE e main-eventer da Wrestlemania deste ano. Só digo uma coisa: mal feito.

E ainda me esqueci referir que esse mesmo árbitro com um empurrão, vai ao chão segundos depois. Mais uma vez: mal feito.

E ainda houve outro pormenor que me deixou um pouco desiludida, então Truth e Miz vão tentar provocar a derrota de Triple H. Mas após o aparecimento de Laurinaitis e do segundo árbitro, CM Punk aplica o GTS, faz o pin, mas R-Truth interrompe. Tudo bem, tinha sido atacado por CM Punk pouco antes, mas o objectivo de tudo não era fazer Punk ganhar? Então porquê interferir? Se me escapou algum pormenor que explique isto, por favor chamem à atenção, porque isto, a meu ver, não fez sentido suficiente para ser aceitável.

Depois tivemos Laurinaitis a mandar uma mensagem, que anunciou o que veio a seguir: Kevin Nash voltou. Ou seja, os iludidos que tinham celebrado o seu despedimento (leia-se: eu), podem esquecer. É desta que vemos Kevin dentro de um ringue para lutar, mais uma vez, infelizmente. Para o futuro, prevejo um choque entre Triple H e Laurinaitis, não no ringue, claro. Afinal, este momento entre Laurinaitis e Nash há-de vir à baila quando Nash voltar portanto, é uma questão de ver como as coisas progridem.

Em relação ao PPV como um todo, foi muito bom em termos de wrestling e entretenimento, mas no que toca a histórias e sua continuação, correu mal, infelizmente. Veremos como corre o próximo e até para a semana!

Sobre o Autor

- Administradora. Publico parte das notícias, faço a gestão da League, dos Passatempos e ainda sou escritora do artigo “Opinião Feminina”.

12 Comentários

  1. Malamadre - há 5 anos

    estou totalmente de acordo contigo!
    Kelly Kelly manter o titulo contra uma das melhores da wwe e John Cena estragar o reinado de Del Rio manchou o PPV que em termos de combate foi muito bom.

  2. Zecena - há 5 anos

    Acho engraçado tu dizeres que o Del Rio deu um bom combate e nem sequer dizeres que o Cena também o fez. Conspiracy.

    • Salgado - há 5 anos

      A partir do momento em que digo que um combate é bom, é óbvio que é devido a ambos lutadores, pois é impossível haver um bom combate só com o trabalho de um. Porém, naquele contexto eu estava a explicar o lado do Del Rio e da injustiça dele ter perdido o título, por isso é que me expliquei dessa forma.

  3. Air Boom vs Awesome Truth estou de acordo com tudo o que dizes e fiquei satisfeito por saber que Air Boom não iam apenas ser campeões de transicção, a WWE fez muito bem em apostar nestes dois para equipa conseguem convinar muito e os Awesome Truth a mesma coisa só espero que quando regressarem o façam como equipa e a feud continue e pelo meio enquanto não regressarem era fixe os Usos terem a sua oportunidade.

    Ted DiBiase vs Cody Rhodes ainda é cedo para Rhodes perder o título para DiBiase porque a feud ainda não se desenvolveu o suficiente para isso mas espero que continue e no fim DiBiase seja campeão.

    O combate pelo Título dos Estados Unidos concordo que tinha mais lógica um Ziggler vs Swagger mas a Fatal 4 foi muito boa e qualquer um deles que saisse campeão era merecia e tinham tudo para dar um bom campeão fiquei surpreendido por Ziggler reter o título mas até gostei espero agora feud entre Ziggler vs Swagger o que já espero algum tempo.

    Mark Henry vs Randy Orton eu sou daqueles que defendo que Henry merecia ser Campeão Mundial mas fui apanhado de surpresa ao conquistar o título já esperava que fosse só para o HIAC ou então no Vengeance e só espero que Henry tenha um reinado bom.

    Pelo Título de Divas estou como tu no Summerslam ainda se aceitou a vitória de Kelly mas no NOC achei totalmente injusto o que se passou. A Kelly Kelly não tem qualidade para fazer frente ás Divas Of Doom e o push que recebeu é demasiado alto para ela e estou como tu aos anos que KK esta na WWE senão melhora-se é que era estranho mas falaste de outra coisa muito importante que credibilidade vão ter Beth ou Natalya para ir atras do título. Uma coisa tenho a certeza se fosse uma divisão só de bonecas Kelly kelly até estava a ter um reinado decente mas quando esta divisão tem lutadoras como Phoenix e Natalya isso simplesmente não chega.

    Combate pelo Título da WWE foi um grande combate que apenas me desilude o resultado final. Não tenho nada contra o Cena mas o Del Rio de facto não merecia o que se passou mas espero que volte a tornar-se campeão em breve.

    O ME sinceramente não me surpreendeu em nada é verdade que não estava á espera que Truth e Miz interferissem mas de resto aconteceu como era esperado e Laurinaitis promete continuar a dificultar a vida a Triple H. Agora o combate acontecer no NOC não me incomoda nada, se todos os títulos forem defendidos e houver um combate extra não me afecta em nada.

    Excelente artigo Salgado( mais uma vez).

  4. CmPunkForWweChampionAGAIN - há 5 anos

    Muitos parabéns por mais uma excelente crónica!
    Adoro as tuas opiniões e crónicas.
    Tu e o Tiago Silva, estão de parabéns. Devem ser os únicos que percebem mesmo disto por aqui.

    • BrunoBomb15 - há 5 anos

      Não são os únicos. São eles os 2, o Luís Slavador e mais uns poucos (eu estou excluido dessa lista).

  5. Flavio Bruniera - há 5 anos

    Belo artigo. Minha decepção com a vitória de KK só será desfeita com uma vitória de uma das Divas of Doom no HiaC.

  6. Tibraco - há 5 anos

    Concordo que as decisões de dar a vitória à KK e ao Cena não foram as melhores. Aliás essa é uma opinião quase consensual entre os fans. Outra decisão que não me agradou, embora essa divida mais as opiniões, foi o facto de terem tornado já o Mark Henry como campeão.

    Contudo o erro mais grave , na minha opinião, não foi nenhum dos referidos anteriormente mas sim a derrota do CM Punk. Triple H tem a carreira feita , dificilmente voltará a lutar regularmente e nesse sentido é incompreensivel ter sido ele a vencer o combate quando temos o CM Punk a precisar de vitória para se afirmar como uma Superstar de topo.

    É evidente que a partir do momento em que o cargo de HHH está em jogo o que faz mais sentido é a sua vitória mas essa estipulação era completamente desencessária. Punk tem feito um trabalho incrivel mas precisa de vitórias em PPV’s para continuar esta fase fantástica que vive atualmente. Sem essas vitórias acabará por perder o impacto que causa em todos os shows.

    Um aspeto que referiste , e bem, foi o facto de Del Rio ter perdido via submissão. Sinceramente não tinha pensado nisso antes mas o Cena poderia ter vencido atrvés de um AA e , dessa forma, não tornaria Alberto tão “fraco”. Talvez a WWE não esteja muito interessada em protegê-lo tao como fez com o Cena no MITB e no SummerSlam onde este nunca perdeu de forma completamente limpa.

  7. The Max - há 5 anos

    A todos que continuam a reclamar de John Cena ter ganhado o título eu tenho a explicação e a explicação é: John Cena esteve a dois pay-per-views perdendo em seguida e para reconquistar a confiança do público a WWE decidiu lhe dar uma vitória para que a torcida reconquistasse a confiança no super-herói Super Cena e no Hell in a Cell foi feita apenas uma Match entre três para que Alberto Del Rio pinasse a CM Punk ao invés de Cena assim não dando o gosto da vitória na revanche de Del Rio sobre Cena e logo dando maior ênfase a feud entre John Cena e The Rock e talvez sobre CM Punk Kevin Nash e Triple H, mais o que me é questionado é quem poderia ser colocado a uma próxima feud com Alberto Del Rio pelo WWE Champion?
    Os plano poderiam ser que Rey Mysterio voltasse mais não foram dados indícios na imprensa ainda e a lesão exigiria mais tempo para recuperação segundo os médicos.

    • Salgado - há 5 anos

      Primeiro, o Cena não precisa de ganhar para toda a gente achar que ele é o super-herói ou que é a pessoa com mais probabilidade de ganhar num combate. Depois destes anos assim, Cena conseguiu atingir esse patamar.

      Segundo, em 2008 esteve em três PPVs seguidos a perder e isso não afectou a sua personagem.

      Com esta vitória no Night Of Champions, estragaram todo o trabalho que andava a ser feito no Del Rio e ainda descredibilizaram o título. Se tivessem feito ao contrário, o Cena não teria ficado mal.

      Sinceramente também acredito que Del Rio ganhe no HiaC mas o título e a credibilidade de Del Rio sofreram danos que eram absolutamente desnecessários.

      Em relação aos próximos contenders, é uma questão de “pushar” alguem que já anda a merecer oportunidades.

    • Chazz_Princeton - há 5 anos

      O que é que a imprensa tem a ver com a WWE?

  8. Mario Magalhaes - há 5 anos

    Salgado, sinceramente os resultados da lutas me decepcionaram muito, mas muito mesmo. John Cena ganha a cada três PPVs seu cinturão.Mark Henry como Campeão é complicado e Kelly Kelly é o novo Cena. E o Del Rio é o novo Christian, espero que no próximo PPV as coisas se ajustem.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador