Opinião Feminina #62 – A Look Into The Future

“Let’s get ready to Rumble” Michael Buffer, Royal Rumble 2008

É definitivamente a segunda noite mais excitante do ano, a seguir à WrestleMania. A WrestleMania, mesmo quando previsível, acaba sempre por ser uma grande noite simplesmente pela forma como é construída e promovida. E a maioria das vezes deixa-nos satisfeitos com o resultado geral. Não é possível olhar para o passado e sentir a mesma alegria e expectativa que as pessoas daquela época, mas as WrestleManias de agora, como somos deste tempo, deixam-nos sempre ansiosos. E acaba por ser algo que dá de falar por três ou quatro meses.

O Royal Rumble resulta não só por causa das surpresas ocasionais, mas pela expectativa criada de roda da identidade do vencedor. O conceito de combate de Royal Rumble, quando bem contado, acaba por ser único e diferente todos os anos. Até quando temos um palpite forte sobre o vencedor, acabamos sempre por sentir alguma dúvida, por mais ínfima que seja. As entradas surpresas e os momentos “OMG” acabam por brincar com as nossas emoções, num dia em que já estamos demasiados ansiosos por si só.

Resumindo, é uma fórmula que resulta, não tivesse durado 25 anos. A história que o PPV possui é uma mais-valia e tal como a WrestleMania e o Survivor Series, também o Royal Rumble chegou ao seu 25º aniversário! Isto ajuda-nos a colocar as coisas em perspectiva, obrigando-nos a perceber que se isto continuar a correr assim, daqui a muitos anos irão falar de algo que nós vimos em primeira mão.

Ora, sem mais demoras vou dar a minha singela opinião sobre as rivalidades que estão em PPV, o que pode acontecer nesta noite e o seu impacto causado nos próximos meses. Como normal, a minha opinião não torna nada uma verdade inquestionável e cada pessoa tem direito à sua.

CM Punk é um dos campeões ideais que a WWE possui. Carisma e mic-skills irrepreensíveis. Independentemente do que pensarmos dele ou do que diz, a verdade é que a sua presença já consegue ser das mais ovacionadas da arena. CM Punk com o seu mítico discurso em Junho fixou-se de vez no main-event. Desde essa história no verão que CM Punk fixou uma personagem. Aquela que o vai definir para o resto da sua carreira e desde então, que se tornou num candidato válido ao título sem precisar de se provar. Não digo que antes não o fosse já aos olhos de alguns fãs, mas para a WWE esta foi a consolidação definitiva de CM Punk. Este já deu todas provas que tinha a dar, agora é fazer jus ao que já atingiu e continuar a somar sucessos.

Agora, temos o seu adversário: Dolph Ziggler. Na minha opinião, a partir de agora e durante todo o ano de 2012, tudo o que tiver a ver com Dolph Ziggler tem que ser para preparar a sua transição para a rota dos títulos principais. Dolph Ziggler subiu de nível, mas ainda não está lá exactamente. Ele tem que ser campeão em 2012, se não é uma injustiça tremenda, mas não é já. Nesta altura do campeonato, precisamos de campeões sólidos e consolidados na Wrestlemania. Dolph Ziggler merece o título mas precisa de ser posto à prova com o mesmo antes de o colocar numa situação tão importante como a Wrestlemania. Não digo isto por achar que Ziggler não fosse capaz de dar conta do recado, confio imenso nas habilidades dele, mas é imprudente tomar este risco com o maior evento do ano. Já existiram apostas em lutadores mais novos que não correram pelo melhor, como por exemplo Jack Swagger.

Gostava contudo que houvesse este cuidado noutros aspectos de preparação da Wrestlemania e não só nos combates pelos títulos principais. Dolph Ziggler é a pessoa que imagino a ganhar o MITB na Wrestlemania 28, por exemplo, não a lutar pelo título. É claro que não é uma aposta definitiva, até lá muita coisa pode mudar, mas penso que é justo. Ziggler precisa de trabalhar esta fórmula dele e acostumar os fãs a vê-lo na rota dos títulos. Fixar a imagem dele como vilão importante. Despegá-lo da imagem de títulos de USA e Intercontinental, não por simbolizarem algo negativo, mas porque a percepção que passa nem sempre é a melhor.

Algo irónico é que no ano passado, no mesmo PPV, Ziggler também lutou por um título principal. Mas as diferenças são absurdamente grandes. No ano passado, Ziggler não estava tão afirmado como agora. Neste momento, acho-o mais próximo do mesmo do que estava no ano passado. Isto só ajuda a convencer que 2012 é o ano de Ziggler.

Agora a estipulação que vem estragar tudo é John Laurinaitis. A meu ver, deixar Dolph Ziggler e CM Punk trabalhar sozinhos já era perfeito. As minhas expectativas para a qualidade deste combate estão muito elevadas, por isso receio que o envolvimento de Laurinaitis e a constante interrogação do que é que ele irá fazer para tramar Punk ofusque o trabalho destes dois. Não só ofusque, como de alguma maneira possa condicionar.

Num combate com um potencial destes, a atenção devia estar sempre concentrada nos lutadores. Óbvio, que é neles em quem eu vou estar concentrada, mas bem ou mal, a verdade é que Laurinaitis está lá a fazer um papel. Não sei o que é que Laurinaitis irá fazer e em que sentido será, mas algo terá de ser de certeza, senão a presença dele lá não se justificava. Ora, apesar de termos um combate com grande potencial, temos também alguém incapaz a desempenhar um papel importante o que torna tudo muito pior.

Enfim, mesmo com Laurinaitis, espero que este seja o combate da noite (aparte do Rumble que é algo difícil de avaliar, com muitas coisas para se ter em conta). Como deu para entender, penso que o vencedor será CM Punk pelo simples facto que precisamos de preparar a Wrestlemania. Não acredito que Ziggler ganhe e também preferia que tal não acontecesse. Dar-lhe o título para o perder no próximo PPV não compensa e como já disse, não acredito que vá como campeão ou lute pelo título na Wrestlemania.

Nesta rivalidade toda pelo título de Pesos Pesados saliento a imensa pena que tenho Mark Henry e também uma grande admiração. Continuar a trabalhar com uma lesão, apesar de ser terrivelmente perigoso e eu me opor firmemente, continua a ser de louvar. O facto de esta lesão ter ocorrido na altura onde Henry estava a viver o ponto alto da sua carreira é triste. Agora, segundo recentes rumores sofreu outra lesão. Não sei em que é que isto vai influenciar o combate de hoje, mas se eu já não acreditava que ele pudesse voltar a ganhar o título, então com estes novos desenvolvimentos, deixou simplesmente de ser considerado uma hipótese. Contudo, espero que tudo corra pelo melhor e ele não piore.

Como outro adversário temos Big Show. É difícil ter pena de um monstro como Big Show. É difícil vê-lo a chorar porque não é algo normal. Aquele momento com AJ só resultou pela incrível diferença de tamanho entre ambos, porque a queda dela em si não foi assim tão impressionante. O trabalho de Show e Bryan de roda de toda esta história é que tem sido muito bom. Ambos foram muito convincentes e é fácil de imaginar que Show tenha tido problemas do género em mais novo.

Ora, correm rumores de que Show irá debater-se com Shaquille O’Neal na Wrestlemania. Independentemente disso, não acredito que Show tenha um papel muito relevante no maior evento de todos. Show tem 40 anos ou mais, o seu trabalho de momento deve ser para elevar outros e quando não está a fazê-lo, não deverá roubar o foco daqueles que o precisam. Tem tido um lugar de destaque ultimamente, que embora não tenha proporcionado nenhum combate espectacular, sempre foi uma recompensa pelo seu trabalho para com a companhia.

A estatura de Show é tão convincente que mesmo depois de chorar e ter um reinado de segundos, Show conseguiu ser assustadoramente convincente na passada Smackdown. Ele chegou a um nível onde quase nada magoa a sua reputação e trabalho, visto ter saltitado entre gigante afável e monstro destruidor várias vezes ao longo da sua carreira.

Não sou a favor de um combate entre ele e Shaquille na Wrestlemania pelo simples facto que eu sou contra toda e qualquer interacção física entre lutadores e celebridades. Não é fácil ser lutador profissional logo não penso que só porque uma estrela se mete uns dias no ginásio, seja ela quem for, já tem direito a brilhar no ringue na Wrestlemania, o evento mais conhecido de wrestling profissional do ano. Na verdade, acho isso incrivelmente revoltante.

Agora em relação ao nosso campeão, só tenho elogios. O trabalho de Daniel Bryan tem sido um grande motivador para seguir a Smackdown. Apesar de preferir heels mais arrogantes e confiantes, esta personalidade mesquinha fica-lhe muito bem. Ele é heel, mas não o é declaradamente, o que acaba por dar azo a desenvolvimentos e situações interessantes. Eu já gostava dele como heel no NXT, aliás, penso que ele é mais convincente como heel, a face o seu trabalho não é assim tão bom.

Reza a história que os envolvimentos de Bryan com as divas, não contribuem bem para as suas histórias (Gail Kim  e Bellas por exemplo), mas neste caso AJ não só tem um trabalho relevante como está a correr bem. O trabalho de Bryan até agora tem sido hilariante, no bom sentido, e convincente, o que não é fácil. Deixa-me realmente curiosa para ver o que é que ele vai fazer todas as semanas. Ter AJ a declarar o seu amor e vê-lo a esquivar-se de falar dos sentimentos dele está muito bem. Aliás, não dá para enumerar todas as alturas em que Bryan me fez rir com esta nova personalidade de safado. Gostava que AJ não ficasse de fora por muito mais tempo para ver quanto tempo é que esta interacção vai durar.

A multidão também está a reagir muito bem ao assunto, detectando já a mudança na sua personagem o que acaba por ser ainda mais cómico. Noutra situação, eu não ficaria tão confiante que ele sairia vencedor, mas tendo em conta que Henry está lesionado e que Big Show não deve estar em nenhuma luta pelo título na Wrestlemania 28, parece-me normal pensar que Bryan irá arrecadar a vitória, pelo menos até ao Elimination Chamber.

Tenho pena que Bryan tenha ficado com estes dois lutadores para trabalhar e com estas vitórias fáceis. Pois apesar de complementarem a personagem, ficava um bonito tributo ao trabalho de Bryan tê-lo a trabalhar com alguém que pudesse de facto resultar num combate muito bom. Ver Bryan brilhar como campeão. Não sei durante quanto tempo é que Bryan se vai manter com o título, contudo não ponho de parte ele competir pelo título na Wrestlemania. Não o vejo a entrar na mesma como campeão, mas não é impossível. Não só Bryan está a fazer um trabalho convincente como o seu trabalho e talento já é há muito conhecido por parte do público.

Portanto, com isto dito, calculo que ele mantenha hoje à noite. Como? Da mesma forma que toda a gente já andou a pensar, escapando pelo topo da cela. Não sou fã de não dar aos heels uma vitória justa de vez em quando, mas da forma como a história foi construída, o facto de ser uma Ameaça Tripla e ser numa Cela, não me leva a crer o contrário. E além disso, não difere muito do que ele fez na semana passada na Smackdown.

De seguida temos a rivalidade mais sobrenatural do PPV. Já falei recentemente de praticamente tudo o que está envolvido nesta rivalidade, mas visto que agora estou a falar do que pode acontecer no Rumble, uma breve revisão é então necessária. Um assunto que é inevitável voltar a tocar é o suposto e tão desejado heel turn de John Cena.

Pessoalmente, como fã, admito que seria algo que eu teria curiosidade em ver. Acho que podia ajudar a desenjoar um pouco a personagem de John Cena, contudo também poderia ser um completo fracasso a vários níveis. E mais importante que qualquer razão subjectiva, são os factos. Facto número 1: John Cena como face, como “poster boy”, como cara da companhia, só dá sucesso! E não é pouco.

John Cena representa a WWE e representa-a bem. Recentemente, John Cena recebeu o recorde de 250 desejos concretizados pela fundação Make a Wish! Ele é a pessoa que já concretizou mais desejos pela fundação. Ele até já a cara dele tem em caixas de cereais! Eu não penso que se deveria controlar uma história pensado unicamente na imagem exterior, mas é o que acontece. O que se passa cá fora vai sempre influenciar o que se passa no mundo da WWE e isso é inevitável. Penso que se poderia trabalhar numa forma de balançar ambos os “mundos”.

Uma mudança tão drástica na personagem de Cena precisava de ser por alguma razão forte, algo que justificasse o risco, neste momento, quanto sei, não há justificação para tal. Isto não significa que sou contra o heel turn, apenas não me faz crer que tal aconteça.

Tal como CM Punk encontrou a sua personalidade ideal, que acaba por ser uma extensão de si mesmo, John Cena também já encontrou aquela que o identifica. Já aconteceu há mais tempo, o que acaba por saturar os fãs da forma como é usado, mas tenho sérias dúvidas que Cena alguma vez mude. E de qualquer forma, a história em que ele está envolvido nem sequer se aproxima de um heel turn. A não ser que Cena ataque Ryder ou declare que já não quer saber do que lhe acontece, não há maneira dele virar heel. Julgar que só pela atitude mais agressiva ele já é heel ou é indicador de uma mudança nesse sentido, simplesmente não faz sentido.

Ao porem Cena a odiar Kane, porque este magoou o seu melhor amigo, não faz dele vilão. Apenas faz dele uma personagem menos santinha que o normal, mas esse tipo de expressividade é normal para um face, principalmente um face herói! Pô-lo a ser agressivo para com pessoas que magoaram o seu melhor amigo, não é muito diferente da forma como ele foi para com William Regal e Randy Orton em 2007, quando o último agrediu o seu pai! Intensidade semelhante, atitudes semelhantes, mas no fim ele continuou a ser um face no passado, tal como o é agora. Isto é tudo para semear a dúvida e a entender aos fãs que Cena está prestes a mudar de personagem, senão esta história não resultava.

Mesmo quando Kane diz que John Cena tem que aceitar o ódio, isso não significa obrigatoriamente que ele vai-se tornar num vilão. O facto dele odiar o Kane pelo que está a acontecer a Ryder, já é uma forma de abraçar o ódio. É certo que uma atitude mais agressiva é algo que pode ajudar a definir os heels, mas não é uma característica única que só eles possuem.

E vamos supor que a WWE cedia e tornava John Cena num vilão, ao trair Zack Ryder, por exemplo. Isso não faria com que ele fosse mais apoiado nas arenas.  A larga maioria das pessoas que não gosta de Cena não vai mudar de opinião só porque ele é heel. Neste momento, não gostar de Cena e vaiá-lo é moda! Não há muito que Cena possa fazer para mudar isso. Aliás, basta ouvir as reacções das pessoas quando ele estava a agredir Swagger para entender isso.

Não nos podemos esquecer que a direcção desta rivalidade vai ser influenciada pelo combate de Rock e Cena na Wrestlemania 28. The Rock tem uma legião fiel de fãs, que agora estão contra John Cena. Já este tem uma legião de fãs própria, é menor que a de Rock, mas existe. Para aqueles que gostam dele, John Cena é face, para aqueles que não gostam, ele vai ser sempre heel, não graças a mudanças de personagem, mas sim graças à forma como o vêem. E tornar agora Cena um vilão, arrasava com todos os argumentos que Cena já apresentou a The Rock desde que começaram a construir esta rivalidade.

Cena não pode alienar os fãs que ainda tem, porque precisa deles para esta rivalidade com The Rock. Ele precisa de defender algo e não consegue fazê-lo sem fãs! Não é uma questão de ser face contra face, é uma questão moral. A WWE aproveitou opiniões sinceras entre ambos para fazer um Dream Match. Cena vai ser para The Rock o que este último foi para Hulk Hogan há dez anos atrás! Ambos têm fãs, mas quando chegar a altura a maioria vai estar a torcer por um apenas e a não é um heel turn que vai mudar isso.

O ideal era que esta rivalidade não prejudicasse nem Kane, nem John Cena, pois ambos precisam de todas as ajudas possíveis. John Cena está demasiado descredibilizado em relação a The Rock. Já Kane, é injusto para ele perder todo este impacto do seu regresso com a máscara logo na primeira rivalidade. Ele agora é relevante, deviam aproveitar isso. Não faz sentido voltar com esta história e só ajudar uma estrela. Sair enterrado desta situação é extremamente injusto, visto que a WWE visa trabalhar num plano contínuo e não com objectivos a curto prazo.

Para o combate de hoje espero uma vitória por desqualificação de Kane. Não faz sentido Cena ter ficado tão aborrecido e agressivo na passada Raw senão fizer algo em relação a isso. Não espero um combate do outro mundo, mas penso que no fim Cena irá ceder à pressão e ao desejo de vingar Ryder e atacará Kane de forma ilegal. Não respeitar uma contagem ou usar alguma arma são exemplos que podem ocorrer. Contudo, lá porque Cena se desqualifica, tal como disse, Kane não deveria sair prejudicado. Por isso, gostava que a WWE balançasse bem a situação e não prejudicasse severamente nenhum dos dois lutadores.

E por fim, o tão mítico Royal Rumble Match. Pessoalmente, posso ver o mesmo combate de Royal Rumble múltiplas vezes e descobrir sempre coisas novas. É um combate cheio de acção, sempre com coisas novas a acontecer e por vezes ao concentrarmo-nos na acção central, acabamos por perder também muitos outros pormenores. É um combate que nunca se torna aborrecido, nem mesmo quando se tem uma stable só em ringue (New Nexus) ou só uma pessoa (Stone Cold Steve Austin), porque a expectativa de quem está para vir cultiva-nos a curiosidade.

Além dos nomes do costume que estão confirmados, há muitos outros nomes que podem aparecer, mais especificamente os lesionados. Alberto Del Rio e Christian são nomes de que me lembro que não surpreendiam se aparecessem. Christian já está a ser agendado para alguns house-shows daqui a pouco tempo e Del Rio também não ponho de parte porque a lesão não o iria obrigar a ficar fora durante muito tempo. Apesar do seu fiel empregado ter dado a entender que ele não aparecia, mas afinal ninguém esperava que ele fizesse o contrário.

Depois temos nomes como Kevin Nash, Undertaker e Triple H. Em relação a Nash, não me oponho a que seja só uma aparição e se eles precisarem de alguém conhecido, ou pelo menos mais conhecido que o resto das opções, para preencher lugar. Já Triple H e Undertaker são os suspeitos do costume porque no ano passado já houve esta conversa. Undertaker terá que voltar para construir o seu combate na Wrestlemania, seja ele com Triple H ou Chris Jericho. De qualquer forma, devido à condição física de Undertaker não espero que ele o faça antes da Elimination Chamber, tal como no ano passado. Já Triple H está numa posição em que só deve participar em ocasiões especiais e para ele voltar, tendo em conta o nível que já atingiu, e não ganhar acaba por ser um pouco em vão. E todos sabemos que Triple H não precisa de mais uma vitória no Royal Rumble.

Se algum destes aparecer será para começar a construir o combate da Wrestlemania 28 com aqueles que os eliminarem, seja esse combate com quem for. Não penso que a WWE os considere uma prioridade e não sei se a WWE resiste à oportunidade de criar mais umas vignettes para anunciar o regresso do Undertaker.

Também já ouvi rumores em relação aos highflyers Sín Cara e Rey Mysterio. Com a ausência de John Morrison e Evan Bourne, a WWE precisa de alguém para criar aqueles momentos especiais que nos deixam espantados. Duvido que ultrapasse o que se passou o ano passado, mas é  uma questão de ver. Do que ouvi recentemente sobre Rey Mysterio, ele não está recuperado para o Rumble, e como ele é alguém que já passou por isto algumas vezes, duvido que ponha a saúde em jogo para uma aparição o Rumble.

Em relação a Sín Cara, não sei nada sobre a sua recuperação mas espero que ele só volte quando estiver 100% recuperado para não se prejudicar. De qualquer forma, continuo a achar mais viável apostarem no Justin Gabriel ou Kofi Kingston para criarem certos momentos, porque se de facto Sín Cara voltasse, da forma como ele se engana, não punha de parte ele eliminar-se sem querer.

Espero que consolidem algumas estrelas ao deixá-las permanecer lá um período considerável de tempo, como The Miz, Brodus Clay, Sheamus, Wade Barrett, Cody Rhodes e Jack Swagger. Neste lote de estrelas que acabei de referir penso que a única surpresa seja Jack Swagger, mas a verdade é que ele tem um título em mãos, por isso por respeito ao título peço que não o eliminem de forma ridícula ou demasiado rápida.

Espero que a entrada de Orton seja o grande momento da noite, não fosse ele uma das maiores estrelas de momento e não fosse o Rumble na sua cidade natal. Contudo, não espero que seja ele a ganhar.

A minha aposta para vencedor do Royal Rumble vai para Chris Jericho. Contudo, não estou 100% convicta disto. Aliás, não estou 100% convicta na maioria das apostas, simplesmente porque penso que são demasiado previsíveis e não ponho de parte a WWE mudar alguma coisa de forma radical. Afinal, é o Rumble!

Penso que Randy Orton vai ser dos últimos a ser eliminado e não me admirava que fosse eliminado por Jericho de forma matreira. A meu ver, Chris Jericho voltou como heel. Aliás, um heel soberbo como só ele consegue ser. Acontece que os fãs ainda não o começaram a vaiar seriamente, só o fazem no fim dos seus segmentos, ou seja ainda não o vêem como vilão. Eu espero que neste Royal Rumble, Chris Jericho finalize a sua consolidação como heel ao eliminar um top babyface, estragando-lhe assim os planos de ganhar o Rumble.

E há melhor babyface que Randy Orton, tendo em conta todas estas circunstâncias? É claro que não espero que seja prejudicado, daí eu ter dito que a eliminação seria de forma matreira. Ora, tudo isto e como pode acontecer é pura especulação. Ele a meu ver já é heel, mas pode nem sair de lá vaiado como estou a especular. De qualquer forma, as minhas expectativas para o que ele vai fazer estão muito elevadas, afinal vai ser o fim do mundo.

Chris Jericho é o candidato mais óbvio para ganhar o Rumble porque neste momento ninguém possui uma construção tão curiosa e tão bem sucedida quanto a dele. Este é o momento dele. Regressou em grande estilo, tem dado com os fãs em loucos e nada melhor que finalizar isso com uma vitória no Rumble, algo que ele nunca fez.

Eu não digo que não hajam estrelas que também o mereçam, mas essas têm muitos anos pela frente para tentar. Chris Jericho pode ter voltado a tempo inteiro, mas ficará apenas por dois ou três anos e não voltará a aparecer uma oportunidade para ganhar o Rumble assim tão bem situada. As condições, neste momento, são perfeitas. Pelo menos, eu acho que sim. De qualquer forma, este PPV tem potencial para ser memorável, veremos como eles constroem tudo.

“The road to WrestleMania begins tonight!” Absolutamente sem perder! Bom PPV a todos :)

Sobre o Autor

- Administradora. Publico parte das notícias, faço a gestão da League, dos Passatempos e ainda sou escritora do artigo “Opinião Feminina”.

6 Comentários

  1. Master of Chaos - há 5 anos

    Espero que o Ziggler vença msm o MITB.
    Mas foi um bom artigo.

  2. Frederico_WWE - há 5 anos

    LINDO artigo exelente!
    Algumas notas:
    1- Ziggler não deve ganhar hoje ainda é precoce para ser WWE Champion mas nos próximos anos ele tem que andar no topo e estou convencido que estamos perante um homem que poderá figurar entre os melhores dos melhores desta empresa de todos os tempos tal como CM Punk.
    Afinal talento não lhes falta e o Ziggler até nas mic skills está a melhorar.

    2- Daniel Bryan está a ser um dos motivos para ver a SmackDown ele tem estado muito bem tem feito aqui um trabalho espectacular.
    E ele em breve perde o titulo mas hoje não.

    3- Cena e Kane, se há alguem que não pode ser prejudicado é Kane porque é importante após o seu regresso que se afirme ou seja basicamente que não perca para Cena de forma limpa, se isso acontecer para mim será um escândalo e um mau tratamento a Kane.
    Cena recebeu em 2008 um dos maiores pops da WWE que me recorde naquele seu regresso no Royal Rumble 2008, hoje em dia Cena divide opiniões e sinceramente eu pergunto: O TLC não teve Cena certo? E foi por isso que o PPV teve poucas vendas? Não o PPV TLC até surpreendeu a nivel de vendas pela positiva e não teve Cena.
    Heel turn é dificil mas uma mudança de personagem de atitude não é complicado mudar…
    Quem o odeia é moda, ok que é moda mas ok que a sua personagem já farta e por isso é vaiado, não é apenas por ser moda.
    Kane que não saia prejudicado por amor de deus.

    No Main Event: Já em alguns comentários que tenho feito é esta a minha ideia do que se vai passar:

    A minha aposta para vencedor do Royal Rumble vai para Chris Jericho. Penso que Randy Orton vai ser dos últimos a ser eliminado e não me admirava que fosse eliminado por Jericho de forma matreira.Eu espero que neste Royal Rumble, Chris Jericho finalize a sua consolidação como heel ao eliminar um top babyface, estragando-lhe assim os planos de ganhar o Rumble.
    E há melhor babyface que Randy Orton, tendo em conta todas estas circunstâncias? Jericho brinca com os fãs até ficar o último no ringue depois entra elimina o que la tiver (Orton) e vence!
    E sendo o 25º PPV Royal Rumble atingindo esta marca estou há espera de uma noite memorável!
    Rigorosamente a não perder :)

  3. Mister - há 5 anos

    Acredito que o Randy Orton seja um dos últimos a entrar se não for o último vai pegar o ringue cheio tirar uns 6 lutadores entre eles o Wade Barrett que quando Orton estiver distraído volta e o elimina, ficando apenas Chris Jericho e outros 2 lutadores( um face como Sheamus e um hell que queiram dar espaço como Hunico)Jericho elimina eles e vence.

  4. Excelente artigo e é interessante ver que pensas nas coisas como eu xD

    No combate entre CM Punk e Dolph Ziggler com Laurinaitis a arbitro para mim o Ziggler é apenas um adereço porque a rivalidade principal esta entre Punk e Laurinaitis e este para mim é o combate mais previsivel e mesmo com Laurinaitis com o objectivo de prejudicar o campeão ele vai conseguir manter o título. No caso de Ziggler ele é excelente e trabalha bem com qualquer um mas não me acredito que a WWE o queira levar á Wrestlemania como campeão do título mais importante na empresa. Mas Ziggler merece este título para a sua afirmação final, só espero que não o estraguem e que seja campeão ainda em 2012 e com um reinado decente. Concordo quando dizes que o combate se fosse apenas Punk vs Ziggler já era suficiente para assistimos a um grande combate.

    No combate principal mesmo que Mark Henry não tivesse lesionado a minha aposta era na mesma em Daniel Bryan porque muitos pensam que esta totalmente em desvantagem por estar numa jaula com dois monstros e eu discordo totalmente, isto é perfeito para ele manter o título e afirmar-se como heel e continuar com o excelente trabalho que tem mostrado nos últimos tempos. Também não me acredito que chegue á Wrestlemania como campeão mas acredito que possa lutar pelo título nela, tudo vai depender do resultado da Rumble de logo.

    No caso de Kane vs John Cena estou 100% de acordo contigo e até tinha em mente a vitória de John Cena no evento mas depois dos acontecimentos da última Raw mudei totalmente a minha opinião e para a vitória de Kane por DQ. Porque aquela expressão final não pode ser esquecida, ele não vai fazer turn nenhum mas vai fazer aquilo que sempre quis que ele fizesse, ser face mas mais agressivo e com mais iniciativa. Espero ver algo do genero John Cena vs Randy Orton no Unforgiven 2007 e portanto acho esta opção bastante provavel e o melhor é que não descridibiliza nenhum dos lutadores devido ás situações que ambos enfrentam e tu referiste no caso de Kane ser a primeira rivalidade desde o seu regresso e Cena estar muito abaixo de Rock nesta rivalidade. Quanto á questão do turn de Cena já não aposto mais nisso nem comente, podia ter surgido em duas situações e não aconteceu portanto não conto com isso mas gostava de ser surpreendido num futuro proximo. Mas um John Cena mais agressivo agrada-me bastante. O Son Goku era super heroi mas tinha o seu lado agressivo e não cansava de ver.

    Quanto á Rumble se á coisa que não digo é ter a certeza de quem é o vencedor porque tudo pode indicar para aquele lado e chegar ao fim e não ser. Também aposto numa vitória de Chris Jericho e eliminar Orton em último vai ser a cereja no topo do bolo e vai fazer ser apupado fortemente visto que eliminou o menino da terra que é bastante adorado e isso vai tirar as dúvidas de certas pessoas que não percebem que ele é heel. Para mim ele é heel desde o seu regresso e a partir do momento que não fez nenhuma promo no seu “debut” percebi que ia ser heel e para muitos não compreender mas para mim ele tem feito um excelente trabalho.

    Jericho tem feito um excelente trabalho e tu também Salgado ;)

  5. Malamadre16 - há 5 anos

    Muito Bom sem dúvida

    CM Punk vs Dolph Ziggler – Vai andar tudo mais em volta do arbitro e do campeão do que propriamente no nº1 contender e espero que vença CM Punk.

    Daniel Bryan vs Big Show vs Mark Henry – Dificil para Bryan mas possivel e vencendo este combate vai ajudar afirma-lo como campeao e como heel.

    John Cena vs Kane – Primeira não quero que nenhum dos dois seja descridibilizado e essa opção de Kane vencer por DQ é excelete mesmo.

    Royal Rumble Match – Y2J, Y2J, Y2J, Y2J, Y2J

  6. mcmahonhelmsley era - há 5 anos

    para mim continuo a dizer undertaker nº 28 no rumble e brock lesnar nº30 e ganha

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador