Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Opinião Feminina #90 – The Summer of Punk II

This is not a popularity contest, this is not ballet, this is the WWE and I’m it’s champion. (…) The 1000th episode of Monday Night Raw ended the exact way every episode of Monday Night Raw should end, with the focus, the attention and the spotlight on the WWE champion, the best wrestler in the World.”

CM Punk, Monday Night Raw de 30 de Julho de 2012

A WWE é uma entidade extremamente manipuladora. Sim, acredito que muito provavelmente não estou a dar novidades a ninguém, mas, por incrível que pareça, ainda fico brevemente surpreendida com algumas das suas manobras. Não que estas sejam pouco nobres, mas porque é curioso ver até que ponto eles vão para virar todas as críticas contra si em algo lucrativo. Não só essa característica é extremamente engenhosa e, certamente muitos desejavam tê-la, como em certas ocasiões é de génio.

The Summer of Punk”, não é só o título do DVD de CM Punk produzido pela Ring of Honor, é também uma expressão que começou a ser usada o ano passado para assinalar o início da imortalização da personalidade de CM Punk. E o que é que foi o catalisador de tudo isto? A histórica promo de CM Punk feita numa Monday Night Raw a Junho do ano passado.

Agora que um ano passou e que tivemos todo esse tempo para reflectir, o que é que CM Punk disse ao certo o ano passado?

Embora, tal como muitos, no momento me tenha deixado contagiar pela adrenalina e excitação que decorreu depois daquele episódio da Raw – afinal, é isso que ser um fã significa -, cada vez me convenço mais que toda a história de CM Punk do ano passado foi um jogo de manipulação soberbo.

Afinal, se analisarmos cuidadosamente tudo o que este disse, o discurso dele não passou de um chorrilho de críticas feitas por vários fãs da WWE. Fãs que não acreditam na noção de que John Cena é o melhor, fãs que ficaram aborrecidos por The Rock ter tido mais destaque do que muitos outros lutadores, fãs que tinham visto o seu ídolo – Paul Heyman – sair da companhia numa onda de controvérsia, fãs que não suportam Triple H e que, acima de tudo, duvidam das suas capacidades de gerir a companhia. E no topo dessa lista infindável de fãs que CM Punk representou, estão os fãs de CM Punk.

E não, CM Punk não representou os fãs que só se lembraram da sua existência no dia daquela promo. CM Punk representou os fãs que assistiram ao seu percurso nos circuitos indy, que celebraram as suas vitórias nos combates de Money in the Bank, que vibraram quando assistiram ao início dos seus reinados e que, acima de tudo, celebraram o início da sua imortalização.

A WWE agarrou nas críticas que lhes eram apontadas e arranjou alguém que lhes desse voz. Alguém que pudesse ser um símbolo para os fãs insatisfeitos. A WWE arranjou alguém que mantivesse os fãs insatisfeitos agarrados ao produto e que lhes desse esperança de um futuro melhor. Tudo isto numa promo que por momentos fez lembrar a Attitude Era, mesmo sendo feita num ambiente PG. E foi assim que no Verão passado a WWE colocou a larga maioria dos seus críticos dedicados ao seu produto. A sua inteligência não conhece limites, afinal, por alguma razão é a companhia de Wrestling mais bem sucedida a nível financeiro.

Embora não tenha tido o mesmo impacto que no ano passado – mais porque no ano passado ninguém esperava que CM Punk fizesse aquela promo – a promo que CM Punk fez na semana passada fez-me em muito lembrar a sua primeira pipebomb. Afinal, mais uma vez, as críticas dos fãs estavam a fazer-se ouvir em plena televisão através de CM Punk.

Pessoalmente, nunca me revoltei com o facto de CM Punk não encerrar os pay-per-views, porque estou conformada com a noção de que John Cena é – quer queiramos, quer não – a pessoa que mais lucro dá à WWE, logo é apenas lógico que seja este o “main-event”, embora isso não signifique tenha o melhor combate da noite. Sinceramente, entre isso e ter John Cena a disputar o título todos os meses ou a ter um reinado imparável para que o título da WWE encerre o pay-per-view, até prefiro que as coisas continuem como estão. Contudo, no que toca à minha falta de raiva e indignação perante este assunto, eu faço parte uma minoria.

Depois de ter dito várias vezes que não se importava de não fazer parte do último combate do card, CM Punk finalmente abordou o assunto sob outra perspectiva. E mais uma vez, CM Punk fez as delícias dos fãs revoltados e, mais uma vez, estão todos a assistir ao produto ansiosos para ver o que é que o seu representante irá dizer de seguida.

Ora, sem querer desiludir os fãs expectantes, acredito veemente de que CM Punk vai tornar-se um heel. Mais uma vez, para alguns de vocês isso não será novidade alguma, alguns outros até já reconheceram que é para lá que Punk está a caminhar, mas saberemos o porquê desta necessidade de CM Punk ser heel?

A WWE precisa de apresentar um produto que seja apelativo a todas as faixas etárias de ambos os sexos. CM Punk e Daniel Bryan apelam maioritariamente aos fãs mais puristas de Wrestling, propriamente dito, e aos descritos como sendo mais inteligentes. John Cena e, pelo andar da carruagem, Sheamus apelam às crianças e à grande maioria do público feminino. É certo que há muitos outros exemplos, que poderão descrever outros grupos mais específicos, mas a verdade é que estes são os mais generalistas.

Acontece que enquanto a WWE precisa de apresentar hipóteses que apelem a todo o tipo de fãs, a WWE não pode ter uma entidade que insistentemente se queixe da companhia. Principalmente, não pode ser uma entidade que seja vista como a voz da razão ou alguém que diga sempre a verdade, como os faces normais. É simplesmente ridículo da parte da companhia estar a sujeitar-se a críticas negativas de forma regular, principalmente quando algumas delas são reais. Mas quando estas são feitas algumas vezes e de forma inteligente, acabam por surgir resultados extremamente positivos, como o que se passou no ano passado.

Portanto, nestes casos, a WWE possui duas hipóteses: na primeira, CM Punk continua a ser babyface, terminando de vez com as suas críticas negativas – como aconteceu o ano passado, onde Punk ficou bem com Triple H, o representante da WWE na história – ou, na segunda hipótese, CM Punk vira heel e as suas críticas são vistas, pelos fãs mais susceptíveis, como devaneios de um egocêntrico que não está satisfeito com o sucesso que tem.

Ora, se no passado a WWE optou pela primeira via, penso que é seguro apostar – principalmente tendo em conta quem ajudou a iniciar a transformação da sua personagem – que desta vez irá seguir o segundo caminho.

De qualquer das formas, não é possível, nem inteligente para a WWE ter alguém que constantemente ataque a companhia e mesmo assim, seja um “herói”.

Aliás, outro aspecto que me faz acreditar que CM Punk irá tornar-se um heel autêntico no futuro é a rivalidade que este teve com Jeff Hardy em 2009. Quando fez o cash-in, Punk era face e nos dias seguintes, continuou a sê-lo argumentando que não entendendia o porquê do ódio dos fãs, quando na realidade ele só tinha feito a Hardy aquilo que no ano interior tinha feito a Edge. Nesse momento, os fãs odiavam CM Punk, mas ele não era um heel. Contudo, meses depois, temos a criação da Straight Edge Society, inspirada por essa mesma história. Pessoalmente, não duvido que seja mais uma vez, este o caminho de CM Punk.

Acontece que com a popularidade que tinha, principalmente depois de ter ganho os fãs de forma sentimental através da sua rivalidade com Chris Jericho, era muito complicado tornar CM Punk um heel. Os fãs adoravam-no – e ainda adoram, pelo menos a maioria deles, logo para tentar forçar uma mudança de atitude era preciso algo muito especial para o fazer. Ora, podem existir muitos fãs “inteligentes”, mas a legião de fãs de Dwayne “The Rock” Johnson é muito maior. Portanto, nesse sentido, ninguém melhor que The Rock para ajudar CM Punk a começar a sua transformação.

Quando me perguntaram pela primeira vez se a meu ver CM Punk era heel no momento em que atingiu The Rock com o GTS, respondi negativamente, argumentando que aquele era apenas o CM Punk de Junho de 2011. Argumentei que Punk estava apenas a ser leal à promo que tinha feito em 2011 e que o tinha caracterizado como rebelde. Acontece que, algo que muitos se esquecem, eu incluída, é que CM Punk era heel a Junho de 2011, aliás só depois da sua fantástica recepção no Money in the Bank 2011 e depois de ter fugido com o título é que os fãs o começaram a tratar como face. CM Punk foi vaiado antes e até durante a sua promo.

Pode-se assim concluir que ambos os argumentos são válidos, mas na realidade não interessa o que CM Punk foi no momento que fez o GTS. Não interessa o que CM Punk foi a semana passada ou o que será na próxima. A verdade é que, ou a WWE nos está a enganar muito bem, ou CM Punk vai ser heel puro, independentemente de todas estas incertezas actuais. Afinal, as dúvidas só existem para prolongar o suspense e forçar as pessoas a falar do produto.

De uma certa forma, não era só a WWE que precisava de algo semelhante para conseguir fugir à monotonia, mas CM Punk também precisava. Eu não me oponho a reinados longos, aliás eu prefiro reinados longos, contudo CM Punk já começava a dar sinais de precisar de algo que voltasse a impulsionar o seu reinado – para o tirar da estagnação em que se estava a encontrar – e também para promover este Summerslam. Embora as suas rivalidades, e especialmente os seus combates, tenham sido excelentes, a personalidade de Punk estava a tornar-se demasiado previsível. Não só para isso já temos John Cena, como CM Punk não precisa de ajudar as outras estrelas a ofuscarem-no. Pelo contrário, ele precisa de se destacar cada vez mais, esteja The Rock no card do evento ou não. Desta forma, sempre há um motivo actual para os fãs estarem preocupados com o que acontece todas as semanas, tendo por isso sido de génio terminar o milésimo episódio da Raw da forma que terminou: com a atenção no futuro.

Alguém que nos últimos tempos tem feito tudo, menos ser usado para ajudar o talento do futuro, é Big Show que se encontra em mais um combate importante. Sinceramente, não consigo entender – ainda – a sua inclusão na história. No que toca à qualidade do combate proporcionado, o uso de Big Show é definitivamente visto como uma desvantagem. Não só as Triple Threat são combates dificeis de satisfazer, geralmente não são boas o suficiente, como já é um dado adquirido que Cena e CM Punk conseguem fazer excelentes combates juntos e que possuem uma grande química. No que toca à parte verbal da história, Big Show não está a ser usado de forma inovadora, o que diz e o que faz não surpreende ninguém e, dificilmente levanta quaisquer dúvidas ou mistério sobre a história, pois poucos são os fãs que acreditam que ele sairá vitorioso.

Até ao momento, não estou a ver vantagens na sua inclusão, mas como é natural na WWE, tudo pode mudar até a poeira assentar de vez.

Ora, se as vantagens da inclusão de Big Show são um enigma autêntico, que dizer da vitória de John Cena no Money in the Bank? Quer dizer, não é como se John Cena fosse alguém que ainda precisasse de se qualificar para um combate pelo título, muito menos através do uso de uma mala de Money in the Bank, da qual outros talentos precisam desesperadamente.

A sua vitória e o uso da mala não serviu de nada. Ele não se tornou um main-eventer mais consolidado, o combate não é certamente candidato a combate do ano, não impediu Cena de continuar na luta pelo título, por isso repito, não serviu para nada.

Imaginando que a WWE nunca teria colocado Cena no combate de Money in the Bank e que preferia tê-lo a desafiar o campeão só “porque sim”, é bem possível que isso irritasse alguns fãs. Mas de qualquer forma, continua a ser mais aceitável do que realmente se passou, afinal uma mala de Money in the Bank foi desperdiçada. E de qualquer forma, John Cena ainda é a maior estrela da actualidade, logo tê-lo a desafiar CM Punk, poderia não agradar a muitos fãs – como a maioria das coisas que Cena faz – mas não seria estranho ou até injusto. Afinal, não é como se John Cena só aparecesse meia-dúzia de vezes por ano!

O facto de John Cena ainda ser a maior estrela da actualidade justifica a sua inclusão numa rivalidade importante num dos pay-per-views mais importantes da companhia. Contudo, o que é que significará a longo prazo? Será esta mais uma manobra da WWE que não apresenta melhorias ou sequer diferenças?

Acredito que se a WWE e CM Punk conseguirem fazer com que a personagem deste último seja mesmo odiada, então ele poderá servir para ajudar a calar, nem que seja por momentos, os cânticos “Cena Sucks”. Sejamos honestos, John Laurinaitis pode não ter sido um General Manager convencional e que levemos a sério, mas ajudou imenso a acalmar estes cânticos, por isso, talvez seja esse o objectivo da WWE a longo prazo ao investir na personalidade heel de CM Punk.

Talvez seja também para começar a preparar o Royal Rumble 2013 e a Wrestlemania 29. Qualquer pessoa que enfrente The Rock num combate e que não seja uma Lenda, será tratado como heel, por isso, talvez a WWE queira, com o heel turn de CM Punk, começar a tratar do assunto para não ter outra personalidade de topo da companhia a ser vaiada quando é suposto receber o tratamento contrário, como aconteceu a John Cena.

Por sua vez, pouco mais há a dizer sobre The Rock que eu não tenha dito já. Uma das vantagens que a presença de The Rock garante, sem qualquer dúvida, é a atenção dos fãs. Quando ele está presente, os fãs ouvem o que ele diz e querem ver o que ele faz. Qualquer pessoa que interaja com ele, mesmo que seja Daniel Bryan a ser denominado de “oompa loompa”, só tem a ganhar, porque a partir desse momento, sempre que falarem de um segmento em especifico, o nome da pessoa que estava envolvido com The Rock será sempre mencionado. Isso é boa publicidade. É assim que as Lendas devem ser usadas.

O facto de The Rock chegar ao ringue e anunciar que vai voltar a lutar pelo título, mesmo que não o ganhe e mesmo que faça sentido daqui a uns meses, é absolutamente revoltante. Qualquer combate que The Rock faça irá ser especial, por isso o mais provável é que o título seja ofuscado e não realçado. Mas desse assunto já falei há umas semanas e nada mudou deste então.

Quando na sua promo do ano passado, CM Punk mencionou The Rock, fiquei extremamente empolgada com a ideia de um confronto verbal entre ambos. Tal como fez a John Cena, The Rock é capaz de forçar os seus adversários a darem o seu melhor, pois como se sabe, The Rock ao microfone é absolutamente imparável, por isso ou os seus adversários se mostram à altura, ou são completamente humilhados. Ora, se CM Punk já possui alguns dos trejeitos de Paul Heyman a falar, no sentido de que consegue fazer tudo soar como uma “shoot”, então se for parelhado com The Rock é certo que vai ser um sucesso, faça-o como heel ou face.

Embora eu gostasse imenso de ver este confronto verbal numa altura em que estivessem apenas a trabalhar um com o outro, sem outros lutadores à mistura, não sei se isso compensa o risco de ver CM Punk perder contra The Rock. A verdade é que a derrota de John Cena pode não ter significado nada para nenhum dos lados, mas certamente irá significar para CM Punk, caso lhe aconteça o mesmo. De qualquer forma, não vale a pena sofrer por antecipação, quando chegar a altura logo veremos o que é que a WWE tem planeado para o Royal Rumble de 2013 e para a Wrestlemania 29.

Para o Summerslam, que irá ocorrer já nesta próxima semana, prevejo uma vitória de CM Punk, mais uma vez. O meu problema em não conseguir visualizar CM Punk a perder o título continua. Acredito também que a vitória de CM Punk irá eliminar Big Show da história. Não o estou a ver a permanecer, pois se neste momento não faz sentido, dificilmente fará daqui a umas semanas. Mas, mais uma vez e como sempre, nunca se sabe o que a WWE está a planear.

Em relação à qualidade do combate, não espero que seja o combate da noite. Embora o Summerslam tenha potencial para surpreender pela positiva, acredito que o combate da noite seja aquele que foi anunciado na passada Smackdown, para grande alívio meu diga-se de passagem. Contudo, lá porque não deverá ser o combate da noite, não quer dizer que não seja bom ou que não surpreenda, principalmente se as expectativas iniciais forem baixas. É dificil convencer com combates de Triple Threat, mas não é impossível. É certo que, tal como disse acima, Big Show não vai ajudar o combate, tendo em conta aquilo que nós sabemos que Cena e Punk conseguem fazer, mas estes dois últimos podem sempre salvar a situação.

Algo que acredito ser absolutamente crucial é o empenho que a WWE precisa de colocar nesta história e, especialmente, em CM Punk para que este não perca o gás, como aconteceu o ano passado. Em parte, não acredito que falhem, afinal ele tem um DVD para ser lançado em breve, contudo a lição que aprendemos o ano passado continua bem fresca na memória. Como é óbvio, será dificil voltar a recriar o que CM Punk fez o ano passado e especialmente levá-lo assim até à Wrestlemania, mas prejudicá-lo o menos possível é o ideal! Desta forma começa assim a segunda parte do “Summer of Punk”. Veremos se esta segunda parte é concluída de forma mais adequada e justa. Por esta semana é tudo, bom domingo e bom pay-per-view da TNA a todos!

Sobre o Autor

- Administradora. Publico parte das notícias, faço a gestão da League, dos Passatempos e ainda sou escritora do artigo “Opinião Feminina”.

14 Comentários

  1. Pantallica - há 4 anos

    Grande artigo! Dos melhores, senao mesmo o melhor que ja li neste site. Parabens Salgado! :)

  2. Frederico_WWE - há 4 anos

    Exelente artigo é impressionante é sensacional!
    CM Punk para mim é o melhor da actualidade e como heel é do melhor que há, houve e alguma vez haverá…
    Espero muito sinceramente que ele não perca o titulo para John Cena porque não merece o homem é fenomenal e a batalha de mic skills com The Rock vai ser épica!
    A WWE precisava de um abanão (booom) e pelo segundo ano consecutivo é CM Punk que se encarrega de nos voltar a colar os olhos ao que se passa no ecrã da WWE.
    Só faltou falares no teaser Revolution para o WWE’13 em que Punk aparece e se isso pode vir a significar algo… e também na suposta criação de uma stable com CM Punk como lider e as possiveis vantagens ou não disso para o “Best in the World”…

  3. pedroWWE - há 4 anos

    Excelente artigo Salgado! Adoro a tua capacidade de redigir um texto!

    CM Punk está no topo neste momento. Está a ter um reinado espectacular( na minha opinião um dos melhores dos últimos anos) com excelentes combates! Por min ele podia ser campeão por mais um ano! Ele é simplesmente um óptimo wrestler e tem um carisma sensacional, e esta Gimmick de rebelde fica lhe mesmo a matar. Mic Skills simplesmente fenomenais ( quando penso no que aconteceu na WWE em 2011 penso sempre na sua promo) se ele continuar a este nível por mais alguns anos vai sem considerado um dos melhores de sempre. Não me importava que ele lutasse contra The Rock na WM29, ele merecia por tudo o que faz durante o ano. E também porque não queria ver um “twice in a life time” entre cena e the Rock, apesar de saber que esse combate iria vender muito.

  4. JONY - há 4 anos

    Bom artigo! O CM Punk é o melhor wrestler sendo heel ou face, mas acho que o CM Punk ficava melhor face , eu acho que os segmentos de Punk são melhores quando ele é face,tal como aconteceu no ano passado no verão

    BEST IN THE WORLD

  5. GJD - há 4 anos

    Excelente artigo:
    WWE sempre esteve por trás da promo do CM PUNK, acho excelente o CM PUNK como a voz dos revoltados , o Laurinaitis para mim fez um bom trabalho porque o público odiava ele, o grande erro foi dos escritores da WWE em fazer lutas idiotas .
    Eu já sou um dos que defende que o título obrigatoriamente tem de estar no Main Event , a não ser no Royal Rumble e no Survivor Series .
    Concordo com você que dois tipos de fãs mas eu não gostaria de ver o Sheamus se tornar o SUPER SHEAMUS para fazer dupla com o Super Cena , eu preferia que o Sheamus voltasse a ser heel o um face de atitudes como teve no raw passado.
    Sobre longos reinados eu gosto mais para isso as feuds tem que ser bem desenvolvidas , como está sendo o caso do CM PUNK .
    Sobre o Big Show ele só atrapalhará o combate na minha opinião , sobre a mala foi um dos grandes erros da WWE , por exemplo o vencedor da mala poderia fazer o cash in no Rock no Royal Rumble .
    ESPERO QUE O CM PUNK retenha o título , mas acho que em Boston possivelmente o Cena vença .
    Concordo se a WWE der tempo suficiente CHRIS JERICHO VS DOLPH ZIGGLER TEM TUDO PARA SER UMA DAS MELHORES LUTAS DO ANO E SERÁ NA MINHA OPINIÃO COM CERTEZA A MELHOR DA NOITE, DEPOIS ACHO QUE SERÁ BROCK LESNAR VS HHH , PARA MIM CM PUNK VS CENA VS BIG SHOW SERÁ A TERCEIRA MELHOR DA NOITE

  6. danielLP21 - há 4 anos

    Artigo fabuloso Salgado!

    Pessoalmente,pouco me importa se o CM Punk é Face,Heel ou Tweener,mas não posso negar que a personagem dele já se estava a tornar um pouco monótona.

    Desde que ele continue a ser a voz dos revoltados que se reveêm nele e o anti-herói que já provou ser eu fico satisfeito.

    Com a saída (provosória) do Chris Jericho,o Punk vai “subir” na lista dos meus favoritos na actualidade na WWE,directamente para o 1º lugar. O Ziggy e o Kane que me perdoem xD

    Eu já não posso ver o Big Show à frente e espero que ele saia desta história depois do SummerSlam,aliás,estou quase certo de que é isso que vai acontecer. Talvez a WWE não quisesse repetir o Main-Event do ano passado e por isso incluíram o Big Show…mas para mim o Main-Event repetia-se sem problemas nenhuns!

    Também acho que Punk sairá do SummerSlam como Campeão da WWE,não faria sentido ele perder o título agora…

    Eu já disse e volto a dizer: eu acho que a rivalidasde entre Punk e Cena vai marcar PG Era da mesma forma que a rivalidade Stone Cold/The Rock marcou a Attitude Era,ou seja,a história vai ter várias partes várias interrupções,tal como a história de Austin e Rocky Maivia ( xDDD).

    Parabéns Salgado.

  7. Tibraco - há 4 anos

    A WWE tornar Punk heel? Não acho nada que isso vá acontecer. Para começar foi à cerca de um ano que ele se tornou face, portanto ainda é muito cedo para fazer um turn novamente. Depois é preciso ter em conta que por muito que a WWE quisesse, seria dificil pôr o público a apupar o Punk. Ele é, atualmente, dos lutadores que mais consenso consegue reunir em seu redor, de modo que uma tentativa de pôr o público contra ele parece-me condendada ao fracasso.

    Punk, para mim, é um Tweener. Nem mais, nem menos. Ele conquistou a sua legião de fãs com uma promo de rebelde e com um toque de egocentrismo, e terá que ser essa faceta a predominante do seu personagem. Ninguém quer um Punk muito bonzinho ou coitadinho. Não, o público quer o Punk do verão anterior a partir do MITB. E se ele até fazer a “proma da pipebom” era heel, a partir dessa mesma promo tornou-se um Tweener.

    Concluindo, ao contrário de ti, acho que a WWE não altera muito mais a personalidade do Punk. Penso que ele vai atacar quem se colocar no caminho dele independentemente de ser heel ou face. Aliás, nas ultimas semanas tem sido assim que ele tem agido.

  8. Mister m - há 4 anos

    Salgado és a MAIOR, excelente artigo.

    Sinceramente, prefiro o Punk heel pois sinto que ele diz tudo que lhe vai na cabeça enquanto, face isso já não acontece, com tanta frequencia.

    Punk é tweener, ele conquistou vários fãs que se vêem nele, fãs que o admirão pela sua rebeldia, fãs que, se o realmente são, não o abandonarão.

    Punk e bryan estão bem a fazer o seu papel, sheamus preferia vê-lo heel, acho que é mais a sua praia e Cena claro o homem das mulheres e das crinças.

    Acho do que Punk precisava mesmo para ser considerado um dos maiores, ao lado de stone cold, the rock…, era mesmo ter de volta a Atitude Era, as suas promos ainda seriam melhores mas, enquanto Cena lá tiver vai ser difícil.

    Agora passando para janeiro, mais propriamente o royal rumble, acho que vai mesmo ser Cm punk vs The rock, porque não faria sentido ser outra vez The rock vs Cena, e via twitter the rock e Cm punk “atacarm-se”, Cm punk postou uma foto onde a figura de ação de the rock estava deitada e a de Punk estava com um pé em cima, depois the Rock respondeu a Punk assim:”@CMPunk You knocked by delivering a GTS. I’ll answer by delivering the ass kicking of a lifetime. @WWE Championship #Rumble2013 #RockTalk”

    Continua assim Salgado. :)

  9. guilherme godoi - há 4 anos

    gostei muito deste artigo e concordo com ele

  10. reiv - há 4 anos

    So eu e que acho que com estes umores da NWO, que o Big sho pode estar no combate so para dar o titulo o punk caso este se torne mesmo heel, sendo assim o primeiro menbro da faction?
    Juntando-se prosteriormente outros, entre les epero wade barret. E finalmente termos uma faction que domnine todos os titulos depois do flhanço dos nexus dos the core e ate mesmo da SES. Sendo a prieira vitima o cena que teria descanso durante ums meses, voltando como heroi para fazer equipa com o the rock. Pareceme uma historia que a wwe podia fazer enquanto toda a gente esta concentrada num combate pelo titulo.

  11. Poborsky - há 4 anos

    O Punk é um dos meus preferidos como já referi em alguns posts, ele depois daquela “shoot” ficou uma personagem mais real, agora não façam como fizeram ao Super Cena

    O Reinado dele vai continuar após o SummerSlam, tem sido longo mas não aborrecido ora revejam as rivalidades dele com o Ziggler, Del Rio, Jericho e Bryan.

    O Big Show tem que pensar na reforma ele já não é o que era e esta é a última oportunidade de ele lutar pelo título principal. Não tenho grandes perspectivas para o combate.

    Isto da mala foi péssimo, não mudou em nada o John Cena.

    Na minha opinião o Punk é tweener e terá o seu heel turn no RR 2012

  12. Comment Master Punk - há 4 anos

    Olá Salgado!
    Devo dizer que gosto muito dos teus artigos, e que já há muito que conheço o PTW. Embora nao costume de comentar muito, vou começar a fazê-lo mais vezes. Sobre o teu artigo deve ser: Concordo com muitas das tuas opiniões e eu acho que o Punk pode ser uma grande “mais valia” para a WWE. Confesso que o Punk já me começava a chatear e sinceramente esta é a melhor coisa que pode ter acontecido ao WWE Champion, a sua personagem variou muito mudando as nossas opiniões sobre ele muitas vezes alternando entre heel e face. Sobre os seus fãs enquanto face acho que estes sempre continuarão a gostar do Punk, independentemente deste ser heel, face ou tweener. A verdade é que indiscutivelmente o Punk é o melhor no microfone actualmente e também tem muita qualidade no ringue conseguindo dar show com qualquer superstar. Eu sempre gostei do Punk e acho que ele (juntamente con Daniel Bryan, Dolph Ziggler e Sheamus) pode contribuir para a maior ascensão da WWE em todos os seus anos enquanto empresa de wrestling, e um dos sinais disso poderia ser a nWo liderada pelo Punk ( e Barret) com muitos dos mid-carders na stable, no entanto as probabilidades disso acontecerem sao cada vez menores. Mais uma vez excelente artigo!

  13. Master of Chaos - há 4 anos

    Edição especialíssima Salgado, 90 edições deste glorioso artigo.

    Punk perdeu mesmo o gás em 2011, mas de qualquer maneira eu gostei dele no passado ano, tinha uma boa atuação e demorou para ser eliminado na RR. Ele foi muito bem na EC e na WrestleMania lutou bem contra Randy Orton.

    Mas gostei foi de vê-lo saindo como campeão da WWE em 2011, depois deuma grande feud com John Cena e Alberto Del Rio e já começou o ano em feud com Dolph Ziggler.

    Estou a esperar que o Punk não perca o título nem neste PPV e nem no Night of Champions. Espero vê-lo enfrentando o The Rock na RR.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador