Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Pensamentos #52 – WrestleMania Rewind

Bem-Vindos, meninos e meninas, á 52ª edição do Pensamentos, uma crónica onde os animais são protegidos, os pobres têm alimentos e os maus são castigados com a ida para o Inferno. Mas deixemos as divagações de lado e vamos retroceder no tempo, shall we? Vamos retroceder no nosso tempo, mas individualmente, nas minhas memórias enquanto fã de wrestling, de como eu conheci a Wrestlemania, de como cresci a ver este grande evento e comparar os tempos antigos com os de hoje. Siga…

Ora bem, como muitos de nós, principalmente os fãs portugueses, eu comecei a ver wrestling em 2005, mais ou menos quando Batista estava a entrar em rivalidade com Triple H na Monday Night Raw e pelos lados do Friday Night SmackDown, um conhecido nosso começava a dar os primeiros passos em direcção ao seu primeiro Titulo da WWE, John Cena estava em rivalidade com JBL. E estas e muitas outras rivalidades iam conhecer o seu destino na Wrestlemania 21! Wrestlemania? Que raio é isso, pensei eu. Afinal, eu apenas via a Raw e, vagamente, a SmackDown. Mas durante as semanas que se seguiram, eu “aprendi” que a Wrestlemania era um evento especial, mas eu sabia que era o mais especial de todos. Mas para mim, era o evento especial em que as lutas iam acontecer. Mas havia um problema, a Wrestlemania 21 não ia ser transmitida, ou seja, teria de esperar que a Raw e a SmackDown voltassem a dar para saber os resultados. Se fosse hoje, era tudo tão simples: vinha ao WPT e já sabia, só que nessa altura, eu nem computador tinha, quanto mais Internet… Restava-me esperar e torcer para que Batista desse uma tareia a Triple H (Sim, eu era um autêntico mark).

mania

Os tempos foram passando e a informação a reter continuou a ser cada vez maior. Agora, já não “eventos especiais”, eram os PPV e iam começar a ser transmitidos na TV (na altura, quem se lembra bem, era a SIC Radical) e então o primeiro que eu vi foi a Survivor Series 2005, pouco depois da morte de Eddie Guerrero, que tomei conhecimento na escola e andei com um elástico no braço nas aulas de Educação Física que tinha escrito a marcador “E.G” em homenagem ao grande senhor que foi Eddie. E a estrada continuou até que chegamos á Royal Rumble 2006! E essa, eu já vi e adorei quando Mysterio venceu o combate Royal Rumble e seguiu para a Wrestlemania 22, a primeira que eu ia ver, a minha primeira Wrestlemania. Mas o meu interesse desvaneceu-se um pouco, porque alguns dias antes da Mania ser transmitida na televisão, tive um amigo que tinha Net, que foi bastante frontal e saiu-se com esta “O Rey ganhou o titulo, caralho!”. Foi o primeiro conhecimento que tive de “Spoilers”. Mas mesmo assim, vi o evento e adorei! A partir daqui, o resto é história.

8 anos passados e aqui estou eu, com 6 Wrestlemania em cima. Uma boas, outras más, mas sempre com momentos para lembrar, momentos que apesar de ter o conhecimento de tudo o que o wrestling é hoje, transformei-me num verdadeiro mark. Exemplos: o combate Shawn Michaels vs Undertaker (Streak vs Career). Admito, eu queria por tudo no mundo que Shawn vencesse, mas por dentro, sabia que era impossível e que Shawn iria encerrar a carreira. Mas apesar disso, markei completamente quando Shawn safou-se do primeiro TombStone. Um momento épico. Outro exemplo, e este é bastante comovente, foi quando vi a Wrestlemania 20 e no fim, os já falecidos Eddie e Benoit abraçaram-se no ringue, os dois campeões do Mundo.

Mas sem dúvida alguma que o meu momento de uma Wrestlemania, o momento que mais me fez agradecer ser fã deste grande desporto, foi quando, e isto vai parecer estranho a muitas pessoas por ser um pouco contra-natura, John Cena venceu Triple H na Wrestlemania 22. Era a minha primeira Mania e eu detestava o Triple H. Aliás, Hunter foi sempre um dos que eu mais odiei, juntamente com Finlay. Estes dois, cada um á sua maneira, faziam tão bem o seu trabalho, que me faziam detestá-los e só querer entrar pela televisão e bater-lhes. Quando Cena fez HHH desistir, foi o melhor momento da Wrestlemania que eu presenciei e o meu favorito até aos dias de hoje e  posso dizer que já assisti a grandes momentos na Mania. Inesquecível!

Mas com o passar dos anos até hoje, aquela magia da Wrestlemania perdeu-se muito. Já não é a mesma coisa. Talvez por saber do que se trata toda esta indústria, mesmo tentando ver os shows como se fosse real, mas conhecendo tudo o que se passa “atrás da cortina”. Já não fico pregado á TV ou ao computador para ver um show como fazia antes. E não só por conhecer o wrestling, mas porque os intervenientes também mudaram drasticamente. Muitos estão “reformados”, outros estão do outro lado da barricada (leia-se TNA) e depois de tantos anos de Internet, é normal que já não seja a mesma coisa. Não quero dizer com isto que já não sou fã de wrestling, longe disso. Sentem-me numa cadeira, e ponham um qualquer combate de Shawn Michaels num ecrã, que eu deixo de saber de que cor é sol, mas aquele suspense de ver os shows, e não saber os resultados, ver os meus favoritos ganhar já não existe (e ainda por cima o meu favorito este ano está num combate que não ganha nunca, deixo ao vosso critério descobrir quem é).

Comparando as minhas primeiras Wrestlemanias com as de hoje, só posso dizer que, na minha opinião, a qualidade desceu bastante, devido também ás mudanças drásticas que a WWE atravessou nestes anos. Hoje em dia, uma Wrestlemania preocupa-se mais com grandes combates de pessoas que estão fora do que fazer coisas com os que estão dentro e em meter celebridades em combates a envergonharem os talentos. Mas lá está, os tempos mudam, antes tentavam fazer dinheiro com a fama, do que com o produto em si. E eu compreendo, porque os dias de hoje assim obrigam. É a lei da vida.

Bom, fico por aqui. Para a semana, vou fazer as minhas previsões dos combates da Wrestlemania. Aproveito também para dizer que espero que o card seja melhorado em alguns aspectos até lá.

See you next week, here on WPT!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Pensamentos”.

12 Comentários

  1. |Ryback*[Feed Me More]| - há 4 anos

    Excelente Artigo Ricardinh0o, bom um tema para abordar e com interesse.

    Ainda me lembro bem desses tempos como tu dizes,aquele interesse de torcer essencialmente pelos faces (eu ficava absolutamente eufórico e com as mãos na cabeça quando um face se safava do finisher do heel),mas é como tu dizes;com o tempo a magia foi se perdendo assim que começámos a saber o que la esta por tras.Aquele suspanse,quem ira ganhar,espero que seja o face….Ver um combate com uma esperança enorme de ver o heel levar porrada,porrada,porrada!Eu comecei a ver wwe em 2007 (altura em que eu tambem era mark e que existia o RANDY ORTON A HEEL,por isso ja estao a ver xD).

  2. PacmanKid - há 4 anos

    Coincidência a perda de interesse em nas surpresas de cada storyline aparecer na mesma altura em que começas a perceber que o “wrestling é a brincar” e na altura em que passas a ler spoilers, noticias e jogos de bastidores na internet??

    não me parece

  3. MicaelDuarte - há 4 anos

    Bom artigo.

    É verdade que a quantidade de informação que existia antigamente não era tão abundante como nos nos dias de hoje, e portanto o pessoal andava mais “à toa” com o que se passava por detrás daquilo e deixa levar-se pela magia do que via na TV.

    A meu a ver, a maior culpa de grande parte do suspense ter desaparecido deve-se à WWE. A construção das storylines evoluiu (para pior claro!) de tal maneira que a história ainda vai no início e nós fãs já sabemos o final…

    Não é por ser o Punk, mas existem quase sempre coisas relacionadas com o Punk que servem de exemplo para (quase) tudo, ora vejamos: No MITB 2011, a quando do seu combate com o Cena, não se sabia para que lado aquilo ia tender, se ganhava o Punk ou o Cena, e porquê? Porque foi uma feud bastante bem construída e que devolveu o entusiasmo aos verdadeiros fãs de wrestling que há muito se havia perdido, e assim toda a gente queria ver o que acontecia do início ao fim do combate pela sua imprevisibilidade…

    A quantidade (de fuga) de informação hoje é realmente grande mas não creio que seja esse o factor principal para a perca de entusiasmo…

  4. gabrielgustavo23 - há 4 anos

    Eu também já perdi meu interesse no wrestling só vejo coisas que os outros (Principalmente Daniellp2 e Enigma ou uns dos colaboradores do site)comentam que foi incrivel aquela luta,segmento ou promo ,eu não assisto como antes perdi meu interesse não sei se foi por saber que wrestling é combinado ou se o produto é ruim,mas acho queé a ultima opção

  5. wwe champion nj - há 4 anos

    bom artigo
    tambem me lembro quando comecei a ver wrestling naquela altura tambem gostava bastante porque pensava que aquilo era a serio mas quando soube que aquilo era tudo a fingir apanhei uma grande desilusao e comecei a perder o interesse em ver wrestling mas mesmo assim continuava a ver porque existia algo que me fascinava mas de a uns anos para ca(quando comecou a pg era)deixei de me fascinar pois o produto de agora nao se copara ao de 2006(quando eu comecei a ver wrestling)

  6. danielLP21 - há 4 anos

    O teu lutador favorito é o Undertaker xD

  7. Jopê22 - há 4 anos

    Gostei muito do artigo, e, como tu também queria que o Shawn Michaels ganhasse, pois ele é o meu favorito), mas enfim ningúm consegue fazer do impossível, o possivel. O primeiro PPV que vi foi o Judgment Day de 2008. Adorei quando o Undertaker tirou o Edge quase de dentro de ringue para entrar ele e fazer o Edge perder.

  8. Jopê22 - há 4 anos

    Gostei muito do artigo, e, como tu também queria que o Shawn Michaels ganhasse, (pois ele é o meu favorito), mas enfim ninguém consegue fazer do impossível, o possivel. O primeiro PPV que vi foi o Judgment Day de 2008. Adorei quando o Undertaker tirou o Edge quase de dentro de ringue para entrar ele e fazer o Edge perder. Eu não sabia muito bem a história dessa rivalidade mas agora sei e sinceramente achei fantástico dois combates (o tlc quando o Edge atirou o Undertaker do escadote para quatro mesas e o Hell In a Cell esse não tenho momento preferido pois foi um grande combate). No judgment Day também adorei o combate entre o Triple H e o Randy Orton dentro da steel cage. Fiquei a adorar o Triple H pois eu pensava que aquilo era tudo a sério e vi o Triple H em cima da jaula eu achei-o muito corajoso. Depois via a rivalidade com o Edge e ainda gostava mais dele até o Jeff Hardy ganhar o titulo. Senti uma emoção enorme quando aquilo aconteceu e passei a gostar mais do Jeff do que do Hunter. Eu por mim continuava aqui a escrever mas as horas mandam em mim e tenho de ir pra cama. Adoro o WPT.

  9. Rui Ribeiro - há 4 anos

    Bom artigo, RicardinhoO.

  10. Anónimo - há 4 anos

    Bom artigo! :)
    Concordo com tudo o que disses-te, pois, a mim foi a mesma coisa.

  11. RuiFerreira222 - há 4 anos

    Concordo com tudo o que disses-te, pois, para mim, foi a mesma coisa.
    Muito bom artigo! Gostei bastante :)

  12. The_Rock_Sucks - há 4 anos

    eu vejo wrestling desde 2005 e só tenho 15 anos na altura também era um mark detestava o triple h e quando triple h leva uma sova na wrestlemania adorei

    o wrestler que falas é cm punk mas tenho fé que ele ganhe nem que seja por DQ

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador