Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Pensamentos #54 – WrestleMania, Foi Tudo Mau?

Sejam muito bem-vindos á 54ª edição do Pensamentos, uma crónica bastante arguta. Não sabes o que quer dizer arguta? Então compra um dicionário ou vai para a escola, porque para burros, já temos o Miguel Relvas. Mas vamos ao que interessa…

Ora bem, a Wrestlemania já lá vai. E depois de todos os grandes shows de wrestling, jogos de futebol ou outros eventos de magnitude considerada grande, o que temos de fazer é rever o que se passou, o que não se passou, o que se deveria ter passado e o que era para se passar, mas que depois não houve tempo, porque afinal precisavam de mais tempo para os combates principais e é logo neste ponto que vamos começar: Quer dizer, temos uma empresa que anda a planear este maldito show com 3/4 meses de antecedência, a escolher todos os grandes combates, a fazer de tudo e mais alguma coisa para que o espectáculo não falhe em nenhum ponto crucial e mesmo em cima da hora, resolvem deixar um combate de fora? Mas que raio de teoria é esta? Eu sei o que estão a pensar “Olha lá ó tótó, a quem é que interessa que esse combate tenha sido removido? Ia ser fraco na mesma!”. Talvez sim, talvez não, mas não é a qualidade ou falta dele do combate que está em causa, mas sim o facto de uma preparação ser tão cuidadosa, ao ponto de quase spoilarem os resultados e depois chega-se á hora crucial e o combate é removido? Transcende a minha inteligência.

Mas vamos então ao show em si. No geral, podemos dizer que a Wrestlemania desiludiu. Em termos de “Wrestling Quality”, apenas um combate durante todo o evento encheu as medidas. Vamos por partes: Houveram pontos positivos, pontos negativos e pontos que deveria ter acontecido. Vamos explorar-los:

Pontos Positivos

– Em termos de “aparência” e design, a Wrestlemania 29 foi uma das melhores de sempre. Apesar de não ter pirotecnia de entrada, o stage e a estrutura acima do ringue estavam bastante apelativos e deram um toque de classe ao facto da Mania se ter realizado em New Jersey

– Novos talentos se estrearam. Fandango e Big E Langston fizeram as respectivas estreias, dando um sinal claro que a WWE quer introduzir sangue novo no plantel e misturá-lo com a velha guarda, para assim se cimentarem como Superstars

– CM Punk/Undertaker foi sem dúvida o combate da noite, apesar do Deadman não estar nem perto nem longe na sua melhor forma, aguentou-se de forma incrível com um dos melhores actualmente na industria do wrestling. Punk levou Taker ao limite, contando uma história brutal em todo o combate e com um sempre polémico toque de insolência: Punk aplicou o Old School e um TombStone a Taker! Podemos afirmar com toda a certeza que será o combate do ano. Foi verdadeiramente um combate de nível Wrestlemania.

– O Titulo da WWE voltou ás mãos de um lutador a Full-Time. Apesar de muito pouca gente ter gostado de voltar a ver o Super-Cena vencer The Rock e conquistar o titulo pela 11ª vez, temos de olhar pelo outro lado da situação. Rock é sinónimo de audiências, mas isso não explica tudo, muito menos ter um campeão mundial da empresa mais fora do que dentro dela. Por essa razão é que eu compreendo e gosto de ver Cena novamente com titulo, pois significa que a empresa vai estar representada todos os dias e não só quando não alguém tem de promover filmes da treta.

– Este foi para mim o maior ponto positivo do evento: Mais wrestling! Mesmo que tenha sido por falta de tempo e mesmo com um concerto de um gajo qualquer a meio, este ano, os segmentos de bastidores, a maior parte das vezes sem sentido, foram deixados de lado e deram mais tempo a alguns combates, apesar de apenas ter sido nos principais. Mas um ponto importante, pois o maior evento do ano tem de se concentrar em wrestling e não em segmentos só para encher chouriços e meter gente na TV! Aponta, Vince!

Pontos Negativos

– Apesar do aspecto espectacular da arena, a WWE preocupou-se mais com isso do que com a qualidade do espectáculo e de com o facto de algumas pessoas tiveram de ser colocadas noutros sítios  por não conseguirem ver o ringue. Os pilares que circundavam o “palco dos gladiadores” eram enormes para poderem suster a plataforma com as luzes dirigidas para o ringue e isso devia ter sido previsto pela empresa. A não repetir.

– A qualidade dos combates deixou muito a desejar, principalmente por falta de tempo. Nenhum combate teve a qualidade necessária para um evento da magnitude da Wrestlemania. A destacar neste ponto os combates entre Ryback/Mark Henry e entre Triple H/Lesnar. Estes, na minha opinião, foram os piores combates da noite em termos de qualidade e pelos vistos os público presente na arena concorda comigo, porque durante os combates, principalmente no H/Lesnar, o público estava tão caldo que se um dos lutadores desse um peido, quem estava a ver pela TV conseguia ouvir. Faltaram os factores emoção, aquela sensação de não sabermos que vai ganhar e pouco se viu disso.

– O Main-Event foi o combate errado. Não por onde se pegar. Mas como o Tio Vince quer é os seus beija rabo no final da noite, claro que tínhamos de levar com Rock e Cena no combate final, só porque eles é que são as estrelas, eles é que levam os fãs á arena para ver o show. Pois claro que sim, e até podem ser, mas não mereciam ser o Main-Event. Acho que toda a gente concorda no combate que deveria ter sido apresentado no final da noite: Fandango vs Chris Jericho, é claro!

– O combate Cena/Rock foi, mais uma vez, muito fraco. É incrivel que mesmo tendo a experiência do ano anterior, a WWE continua a insistir nos mesmos erros, apesar de toda a gente falar. Rock e Cena podem ser excelentes lutadores, espectaculares em tudo e mais alguma coisa, mas está mais do que visto que a lutarem um contra o outro, não resultam. Aquela parte final do combate, uma chuva de finishers, mostrou bem o quanto a WWE estava já desesperada por não saber o que fazer com eles e resolveram colocá-los a aplicar bombas um ao outro até um deles já não aguentar. Um final perfeito sem dúvida, que é a forma ideal como termina a Mania e por falar nisso, é muito credível que dois gajos andem durante 2 ou 3 anos a mandarem farpas um ao outro e no fim da rivalidade, abraçam-se. Está bem, pelo andar da carruagem, para o ano temos Rock vs Cena 3.

rockcenaii

Pontos que deveriam ter acontecido

– Toda a gente estava á espera e voltou a não acontecer. Ziggler ainda não cobrou a mala dos Money in the Bank. Este reinado do Ziggy com a mala tem sido demasiado longo e chato, principalmente quando ele anda a ser enterrado no Mid-Card e nem combates da treta ganha na Raw. Ontem era o momento ideal para Ziggler cobrar a mala. Se a WWE quer elevar Ziggler ao máximo quando ele cobrar a mala, que sitio melhor para fazê-lo do que na Wrestlemania, em frente a milhares de pessoas? Não compreendo do que é que a WWE está á espera para que isso aconteça. Se calhar estão á espera dos dos últimos minutos no Money in the Bank PPV para ele cobrar…

– Turns, turns e turns. Os que deviam ter acontecido não aconteceram, os que já está toda a gente farta, voltaram a acontecer. Porque raio Big Show voltou a fazer um Heel-Turn? Já não chega de enterrar o gigante, com bonzinho e mauzão 30 vezes por ano? Porquê Vince, porquê? Já chega, deixa lá o homem ser Face ou Heel até ele se aposentar. E Randy Orton, Vince? Ontem era o momento ideal, estava tudo conjugado para isso, Orton anda a pedir isso quase de joelhos, anda a vaguear pelo mid card, sem rumo e mesmo assim, zero. Foi uma das maiores desilusões da noite e pelo andar da carruagem, não vai acontecer tão cedo.

– Já nos habituámos a ver bandas a tocar as músicas de entrada de certos lutadores para os combates! Bandas como MotorHead, POD e Limp Bizkit já lá estiveram e deram show. O mesmo aconteceu com os Living Colour, até aqui, tudo bem. Agora, que raio de sentido faz colocar um gajo qualquer a dar um concerto no meio da Mania? Gastar tempo precioso que podia ser utilizado de forma muito mais útil, foi gasto a cantar. Isto tem de acabar, queremos ver wrestling, não cantorias da treta.

A Wrestlemania foi um show bastante difícil de digerir, principalmente para aqueles que estavam com as expectativa altas. Eu não fui um desses. Estava á espera de um show que pudesse ser de nivel Wrestlemania, por mínimo que fosse, mas foi mau demais. É preciso investir mais nos combates, na gestão do tempo, de colocar os talentos dentro do ringue (Hello Vince, Antonio Cesaro?) e não em trazer gente de fora apenas para atrair os meios de comunicação. Eu percebo que os tempos mudaram que o wrestling é cada vez mais entretenimento e menos wrestling, mas no maior evento de wrestling, da maior empresa de wrestling do mundo, não se pode estar a entregar o show aos fotógrafos e aos músicos. Espero que daqui a um ano estejamos aqui todos a discutir de como a Wrestlemania 30 foi uma das melhores de sempre!

See you next week, here on WPT!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Pensamentos”.

8 Comentários

  1. GJD - há 4 anos

    Eu acrescentaria nos pontos negativos o pré-show

  2. montesinhos - há 4 anos

    pra quem nao sabe…
    arguto
    adj.
    1. Subtil e engenhoso.
    2. Agudo.

    Mais uma coisa, o zigler pode nao ter cobrado a mala na mania mas cobrou na raw.

  3. Ricardosantos98 - há 4 anos

    Eu acho que a wrestlemania foi boa, apesar de faltarem wrestlers, o combate entre HHH e Brock foi o que se pareceu mais a combate na wrestlemania. mas o do undertaker já não foi tão bom. e o punk não aplico nenhum tombstone.

  4. DX Rules - há 4 anos

    Foi um Wrestlemania má sem dúvida. Mas acho que o reinado de Ziggler com o MITB devia (e foi mesmo) acabar na RAW proqeu na Mania havia chance de haver menos lembraça enquanto que na RAW era o ponto alto

  5. Mario Magalhaes - há 4 anos

    Tivemos uma Wrestlemania muito abaixo das expectativas, achei bem mais interessante a Raw :D

  6. ThiagoCenation - há 4 anos

    faltou o brodus clay

  7. André Carvalho - há 4 anos

    Muito bom xD entao a parde dos lutadores nao puderem dar um peido senao ouviasse fartei-me de rir ma snão devia rir porque realmente é muito triste numa wrestlemania o combate antes do main-event o publico estar practicamente calado e a (desculpem a expressão) cagar-se para o combate, para o ano tem de ser melhor.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador