Pensamentos #58 – The Monday Night Wars

Sejam bem-vindos ao Pensamentos desta semana, que vem atrasado “pa catano”. Desde já peço desculpa, mas estive em pleno processo de mudança de Internet e não consegui escrever. Mas ainda vai a tempo, até porque as minhas ideias magnificas não podem ser contidas dentro do meu minúsculo cérebro e têm de sair cá para fora. Por isso, toca a andar…

Pessoal, toca a sentarem-se nas vossas cadeirinhas, a tirar o material para fora e a estarem a tentos, porque hoje o Professor RicardinoO vai dar uma aulinha de história. Vamos falar, como os meus prezados alunos já poderam ver, nos anos em que a WWE teve uma concorrência a sério e que chegou mesmo a ser ultrapassada, neste caso a WCW. A esta rivalidade deram o nome de Monday Night Wars ou Guerras de Segunda á Noite em Português bem dizido.

As Monday Night Wars tiveram este devido aos programas de ambas a empresas, A Raw da WWF e o Nitro da WCW, serem transmitidos á Segunda-Feira á noite, exactamente á mesma hora, competindo pela preferência dos espectadores e pelo maior número em questão de audiências  Esta guerra começou no dia 4 de Setembro de 1995 e terminou 6 anos depois no dia 26 de Março de 2001. Foram 6 anos em que puderam ser vistos os mais criativos (ou seriam desesperados) métodos a serem usados para atrair as pessoas. A WCW tinha como dono, tal como a WWF, um bilionário de nome Ted Turner, que como não percebia a ponta de um corno de wrestling, colocou o dinheiro em cima da mesa e deu toda a liberdade a Eric Bischoff para conduzir os destinos da empresa e vencer a WWE nas audiências ou até mesmo destruir a WWF (coitado). O facto é que durante 84 semanas consecutivas, a WCW foi a empresa de wrestling mais vista no mundo. A esta distância é incrível que mesmo sendo uma empresa relativamente nova na altura, a WCW conseguiu bater a empresa de Vince durante quase 1 ano e meio.

Voltado aos métodos usados por ambas as empresas, dificilmente veremos coisas idênticas serem usadas novamente. Muito do talento da WCW eram antigas grandes estrelas da WWF, como Hulk Hogan, Kevin Nash, Scott Hall, Randy Savage, Ultimate Warrior ou Ric Flair. Mas o sucesso da WCW não se devia apenas a ser uma WWF 2, pois a empresa “criava” o seu próprio talento de topo, que ajudou imenso no sucesso, principalmente quando a divisão de CruserWeights apareceu. Homens Chris Jericho, Eddie Guerrero, Dean Malenko, Rey Mysterio e Psicosis faziam da WCW algo diferente e apresentavam um produto alternativo ao que os “cães grandes” tinha implementado. Falo do quê? Da NWO, pois claro. Um dos maiores e mais polémicos grupos na historia do wrestling, constituído por imensa gente, mas principalmente por Hogan e Nash, que controlavam tudo dentro e fora do ringue. O Titulo Mundial da WCW estava sempre com um destes dois ao barulho, até porque Nash além de lutador, fazia parte da equipa criativa da empresa. Já podemos ver o quão egomaniacos aqueles gajos eram. Infelizmente, este foi um dos muitos pormenores que enterraram a WCW e que fizeram com que a WWF conseguisse vencer a guerra. Mas sigamos em ordem cronológica.

rantings

Em 1998, um talento de topo rompeu pela WCW dentro. E quando digo rompeu é mesmo assim, porque este tipo destruía tudo e todos os que se atrevessem a passar-lhe á frente e não era de falinhas mansas, quem tivesse tomates para entrar no ringue com ele, era completamente espezinhado. 173 combates, 173 vitórias. Sem tirar nem por. Titulos e mais títulos surgiram e fizeram deste homem uma das, senão a, maiores estrelas da WCW na altura, falo claro do monstro Bill Goldberg. A sua onda de destruição só parou quando Kevin Nash (pois, o tal do booking) venceu Bill e lhe tirou o titulo mundial. Durante este ano, a WCW teve os maiores ratings que se viram na guerra de empresas e manteve-se até cerca do fim de 1998. Tudo corria de feição na WCW: grandes estrelas, grandes ratings, muito dinheiro gasto mas também muito dinheiro ganho e wrestling para dar e vender. Tudo era perfeito.

No dia 4 de Janeiro de 1999, uma frase apenas destruiu a WCW para sempre. Sim, uma única frase. Nesse dia, Eric Bischoff soube de antemão os resultados da Raw que iria para o ar nesse dia, porque a Raw nessa altura era gravada. Eric com o rei na barriga e tendo a certeza que iria destruir a WWE de vez, ordenou a que um dos comentadores do Nitro revelasse, em directo para os espectadores o que de principal se tinha passado na Raw que estava a ser transmitida ao mesmo tempo. E assim foi, a meio da emissão, o espertinho do comentador soltou a frase que esmagou a WCW:

“Fãs, se estão a pensar em mudar de canal para ver a nossa rival, não o façam. Nós sabemos que Mick Foley vai vencer o Titulo Mundial deles. Ah, isso vai colocar gente nas cadeiras.”

Mal esta besta, que não tinha culpa nenhuma, afinal estava a cumprir ordens, acabou de proferir a frase, ainda estava ele a engolir a saliva de ter estado a falar, 600.000 pessoas mudaram de canal e viram Foley vencer o Titulo da WWF. Nessa noite, a Raw venceu o Nitro nas audiências e a partir desse momento, as Monday Night Wars levaram uma viragem. As audiências do Nitro começaram a descer de uma maneira incrível  de tal maneira que no dia 10 de Setembro de 1999, Eric Bischoff foi despedido do controlo criativo da empresa. Mas se a WCW estava mal, foi de mal a pior, pois nesta altura, um moço de nome Vince Russo estava a controlar a WCW o que levou muitos, demasiados, erros de booking que destruíram a WCW de dentro para fora, como por exemplo o segmento conhecido como “Fingerpoke of Doom”. Quando Eric saiu, Vince tomou conta da empresa e conduziu-a até ao seu último dia.

fingerpokeofdoom

Nos seus últimos 2 anos, a WCW entrou em declinio. Em 2000, Ted Turner já não era o dono da empresa, porque a tinha vendido ao grupo AOL. E 2000 foi o pior ano da WCW em termos financeiros, porque a empresa teve um prejuízo de 62 milhões de dólares. A queda continuou  agora dentro do ringue, com shows péssimos, booking horrivel e talentos de topo a sairem para a WWF. A empresa estava condenada, mas ainda havia gente que tinha esperança de a reerguer. Em 2001, a companhia FMV, gerida por Bischoff anunciou que queria comprar a empresa e torná-la de novo na maior do mundo. Mas quando o lugar de CEO da empresa foi ocupado, as emissões televisivas foram canceladas, ou seja, havia uma empresa gigantesca, sem transmissões. A WWF aproveitou e comprou a WCW por 3 milhões, terminando assim a Monday Night Wars. A WCW, como todos sabemos, foi apagada da história até aos dias de hoje.

As Monday Night Wars foram o culminar de várias guerras entre Vince e os altos promotores que na altura tinham o sistema de territórios e que foram apagados pela empresa de Vince. A WCW foi até aos dias de hoje, a verdadeira empresa que conseguiu bater a WWE em ratings e em dinheiro. Nunca nenhuma conseguiu repetir o feito até aos dias de hoje e tão cedo não vai acontecer. Se fosse hoje em dia, será que aconteceria a mesma coisa? Será que se houvesse uma WCW moderna (não a TNA) iria ter o mesmo sucesso que teve a original? Nunca saberemos…

See you next week, here on WPT!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Pensamentos”.

10 Comentários

  1. FranciscoAP - há 4 anos

    Oh Sr. Professor e falar do que sabemos? Não? Pronto então. Estou a brincar mas acho engraçado como tu descreves a WCW como algo que trouxe talentos da WWF mas também criou novos e tinha uma divisão que revolucionou tudo e depois, no fim do artigo, perguntas como seria ter um WCW actual MAS não a TNA. Será assim tão complicado juntar os pontinhos? Talentos e grandes nomes da WWE? Check. Novos talentos e main-eventers que são dos melhores do mundo? Check. Divisão revolucionária? X-Division, check! Queres mais do que isto? Ah, vamos falar em dinheiro. A TNA lançou-se à estrada este ano e já emite os programas semanalmente de várias arenas diferentes ao longo dos Estados Unidos. Pelo que sei, é líder no Reino Unido. Eu não gosto de fazer comparações e falar em novas WCW, etc, mas se querem fazer isso ao menos que façam bem e não fechem os olhos ao óbvio… Repito, pouco me importa (para já) se a TNA está a roubar muitos ou poucos espectadores à WWE mas digo uma coisa: não considero a TNA concorrente da WWE e não tem nada a ver com números. É que a TNA não tem uma oferta infantil, logo não está a competir com nada. Agora vocês é que têm de ver do que gostam e tirar as vossas conclusões.

    De resto, um artigo bastante interessante e bem escrito. Os meus parabéns.

    • Vince It Factor - há 4 anos

      Grande comentário Francisco.

      De referir ainda que a TNA também já é líder na Alemanha, ou seja os dois maiores mercados Europeus. Vamos lá a seguir o crescimento.

  2. Sin Nick - há 4 anos

    Quando uma frase mudou o mundo (do wrestling)
    “Fãs, se estão a pensar em mudar de canal para ver a nossa rival, não o façam. Nós sabemos que Mick Foley vai vencer o Titulo Mundial deles. Ah, isso vai colocar gente nas cadeiras.”

    Aquele segmento Fingerpoke of Doom foi um dos piores.

    • Sin Nick - há 4 anos

      Sera que o cara não sabe que as pessoas são curiosas também ? Se eu ouço que alguém vai ganhar algum titulo eu também trocaria de canal na hora.

  3. DX Rules - há 4 anos

    A frase que mudou as guerras é de certa forma inspiradora. Os fãs gostam de surpresas e de storylines bem construídas. E quando ouviram que de todos os wrestlers possiveis quem tirou o título ao Rock foi o Foley, mudaram para lá para ver algo inacreditável. Aposto que se ouvesse WCW agora e dissessem que o Santino Marella tinha ganho ao John Cena o título toda a gente também via. Se n acreditam basta ver a reação dos fãs na Eliminatio nChamber do ano passado

    Bom artigo!!!

  4. danielLP21 - há 4 anos

    Excelente artigo.

    O dia 4 de Janeiro de 1999 foi, realmente, um dos mais importantes da história do Pro-Wrestling…

    De resto, não posso nem gosto de comentar algo que não acompanhei em tempo real nem sequer em vídeos. “Ouvi dizer”, para mim, quase nunca significa nada.

    • Enigma - há 4 anos

      Iroicamente a TNA tentou recomeçar as Monday Night Wars exactamente 11 anos depois no mesmo dia, 4 de janeiro…

      A WWE não tem e não terá tão cedo uma CONCORRENTE ao patamar que eles estão.

  5. Evandro Monari - há 4 anos

    Bela aula

  6. jcfcarvalho - há 4 anos

    hum…acho que nao havera mais nada deste genero temos que ver uma coisa a wwe mudou, para melhor ou para pior vai de gostos, mas ficou alterada como é obvio pessoas que gostam de vilencia palavroes e porrada vao estar sempre nos ringues da tna a encher, que nao sao poucas, mas existe sempre aqueles pais que gostam de sair com os filhos, criar laços e essas coisa sem interesse (ironia) ficam a volta da wwe por isso nao temos uma grande companhia mas sim duas, quem sabe daqui a uns anos começem a negociar entre as mesmas…
    exelente artigo muito muito…………………..han eu nao tava a dormir…? ahhhh a aula acabou ate para a semana entao…..tou a brincar esta completo e muito interessante

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador