Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Pensamentos #63 – Look Who’s Back!

Sejam bem-vindos meus queridos fãs. Sejam bem-vindos ao espaço que vai já na 63ª edição. O maravilhoso, o fantástico, o mais estúpido e mal escrito espaço do site, o Pensamentos. Esta semana vou abrir o coração. Esta semana, vou falar do meu lutador favorito. Pelo titulo, é muito fácil perceber quem é. John Cena claro! Não, não é. O meu lutador favorito é o homem que sozinho, no meio de um ringue, com um microgaitas na mão, consegue destruir qualquer adversário, rival ou personagem do mundo do wrestling. Este homem  fez o seu regresso no Payback. Falo claro, de CM Punk.

Antes que comecem a dizer “Olha, mais um que ficou fã do Punk depois da promo épica que ele fez. Vai virar frangos, meu!”, desenganem-se. Claro que como a grande maioria de nós, eu conheci o Punk quando ele entrou na WWECW, em 2006. Até então, eu não fazia ideia de que existia tal homem. Mas desde o momento em que lhe coloquei os olhos em cima, percebi que aquele miúdo tinha um factor que o tornava diferente de toda a gente. Eu não sei explicar bem o que era, mas ele tinha uma ponta solta, que mais ninguém tinha. Quando Punk se estreou, era o típico lutador Face, que teve a sua onda de vitórias, que levava porrada em fartote, mas no fim vencia sempre. Uma espécie de Mysterio em ponto maior. Eu não achava nada daquilo estranho, mas vim a saber anos mais tarde que por detrás daquela história toda, estava uma direcção da WWE que via em Punk um gajo que não ia ter futuro. Altura houve em que um monte de bosta qualquer da equipa de escritores, fazia tudo para que Punk fosse despedido.

punk

Numa altura em que se discutia o futuro e a personagem, já Punk andava a perder combates para o mauzão Hardcore Holly. Mas numa reunião, Shawn Michaels deu um murro na mesa e disse que eles tinham de aproveitar Punk, porque a empresa não podia contar sempre com os mesmos lutadores para trazer audiências. Foi o ponto de viragem na carreira de Punk, que a partir dai saiu lançado, venceu inúmeros títulos, incluindo 3 Mundiais, antes de mais um momento dar uma virada de 180º graus na sua carreira. Foi-lhe dada a oportunidade de agarrar num microfone e dizer tudo o que tinha a dizer sobre o estado da sua carreira, da empresa e dos lutadores, tudo isto em directo na Monday Night Raw. Punk fez uns apontamentos nas ligaduras nas mãos, vestiu uma t-shirt de Stone Cold, sentou no stage e explodiu completamente. Foi uma promo que até os esquimós ouviram. Punk destruiu completamente a WWE com a promo, chegando ao ponto de chamar idiota a Stephanie McMahon e referir os nome das New Japan Pro Wrestling e da Ring of Honour. Foi a melhor Worked Shoot promo que se viu em largos anos, feito numa altura em que a WWE não permitia sequer palavrões.

A partir desse dia, veio o ganhar o titulo numa arena cheia de fãs, o levá-lo embora e colocá-lo dentro do frigorífico, o aparecer de repente com uma música espectacular, o reinado de mais de 400 dias, as promos ao microfone que a grande maioria das vezes eram a rebentar completamente com quem quer que fosse. O estatuto que Punk tinha quando entrou na empresa, era agora o completo oposto. Punk conseguia ser maior do que a empresa, conseguia carregar gente em combates. Venceu lendas como Jericho, Triple H e Cena. Apenas teve a sua estrada parada, quando o moço dos filmes regressou. Mas apesar de já não ter o SEU Titulo da WWE, Punk não alterou em nada o seu estatuto. Esteve a milímetros de quebrar a streak de Undertaker na Wrestlemania, com o combate do ano e depois saiu para umas merecidas férias.

No Payback, Punk regressou em todo o seu esplendor. Regressou a atitude de sempre, com os fãs nas mãos, com os adversários no tapete. É verdade que está emagreceu um pouco, mas isso poderá ser reparado ao longo dos próximos meses, com o ganho de massa muscular, porque mesmo estando fora, Punk não deve ter estado completamente parado a nivel de ginásio. É uma questão de tempo até termos o velho Best in the World novamente a gritar esta frase….mas para quem? Para quem viu o video com Heyman, Punk mostrou sinais de que está um pouco chateado por Heyman se ter referido a ele como “seu cliente”. Punk disse que os únicos que são clientes de Heyman e que precisam de ajuda do mesmo são Curtis Axel e Brock Lesnar. Se no primeiro caso até é verdade, no segundo alguma coisa vai sair daqui, e provavelmente vai culminar no SummerSlam. Sim, vamos ter CM Punk vs Brock Lesnar, mais cedo ou mais tarde. Está escrito, vai acontecer. E Paul Heyman vai estar do lado de quem? Não faço ideia, mas se continuar com este cenário, Punk vai ser o Face da equação.

punkpayback

O homem regressou em grande e espero que se mantenha assim durante o próximo ano. Ainda é demasiado cedo para se falar em lutar por qualquer titulo. Não faz sentido, até porque este combate contra Jericho foi feita á pressa, sem rivalidade. Viu-se o respeito entre os dois homens, notou-se que este combate serviu apenas para trazer Punk de volta em grande. E eles entregaram e de que maneira: temos candidato a combate do ano. Mas pára aqui. O alvo de Punk não é Jericho, ninguém sabe quem é. Mas será com certeza centrado na separação de Punk e Heyman. O futuro dirá se a razão está do lado de quem defende que com Heyman, Punk está mais limitado, porque tem aquele gajo a atrapalhar nos combates e afins. Veremos o que o futuro nos traz e que tipo de CM Punk teremos.

PS: Este texto foi escrito antes da Raw. Qualquer avanço de história, comentem que eu respondo.

See you next week, here on WPT!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Pensamentos”.

10 Comentários

  1. Mindfreak - há 3 anos

    É verdade. Jericho vs Punk foi um combate para trazer o Punk de volta em grande e eu acho que a WWE conseguiu cumprir esse objetivo. Quanto a Lesnar vs Punk não me agrada muito esta ideia mas como o Vince só pensa em dinheiro e já se está mesmo a ver que este combate vai gerar muito lucro o combate vai acontecer mesmo ( e já vimos que sim na noite de ontem ) .

    PS : Bom artigo ! Parabéns!

  2. danielLP21 - há 3 anos

    O “PS” é engraçado, uma vez que acertaste em tudo ahah! xD

  3. WWEdge - há 3 anos

    Gosto da comparação que faz entre o Punk e o Rey Mysterio, pois quando comecei a ver WWE, o Rey era um dos meus preferidos e quando o Punk se estreou na ECW em 2006, também conseguiu ser um dos meus preferidos devido à sua forma de lutar. Fico contente por Shawn Michaels ter conseguido manter o Punk na WWE.

    Adorei a sua descrição para o The Rock xD
    “(…) quando o moço dos filmes regressou.”

    Bom artigo!

  4. João Macedo - há 3 anos

    Ora bem, certo é que temos Punk vs. Lesnar para o SummerSlam, mas não estou a ver o que a WWE fará com ele no Money in the Bank. O mais provável é fazerem uma espécia de Triple H vs. Lesnar V2, dar construção da feud Raw sim, Raw não.

  5. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Bom Artigo!Fácil leitura e não foi muito longo.gostei!
    Brock vs CM Punk…vai a bruxa…não fala com o RicardinhoO

  6. MicaelDuarte - há 3 anos

    Gostei bastante deste “Pensamentos”, não fosse ele acerca de uns dos que mais me dá gozo assistir, CM Punk.

  7. Daniel Bray - há 3 anos

    É bom ter o Best in the World de volta!
    CM Punk vs Jericho foi um dos maiores combates do Payback e CM Punk saiu vencedor.
    Como agora CM Punk foi atacado pelo Brock Lesnar com um F5 deve ser por causa do Paul Heyman.
    Houve uma conversa nos balneários e CM Punk disse o seguinte: ” Nunca me chamaste de cliente antes. Eu não sou teu cliente. Curtis Axel é teu cliente. Curtis Axel precisa da tua ajuda, pois precisa de alguém que o guie e ajude e percebo isso. Havia uma altura na minha vida onde poderia ter precisado do mesmo de ti, mas nunca fui teu cliente. Sempre fui teu amigo. Curtis Axel precisa da tua ajuda, Brock Lesnar precisa da tua ajuda. Eles são teus clientes. Eu sou teu amigo. Por favor, sê apenas meu amigo. Por favor.”
    Mas pelo menos é bom ele voltar porque muitos fâs tinham saudades de vê-lo a lutar e todos eles revoltaram.

  8. bdias14 - há 3 anos

    Gostei bastante desta edição muito pelo facto de partilharmos as mesmas ideias e gostos. Tal como tu também só conheci Cm punk quando ele entrou para a ECW. Desde daí vi logo que este gajo ia longe. Estava destinado. Na altura em que ele pega no microfone vê-se que este é o tipo de wrestler que não se encontra aí às boas. Claramente o “The Best In The World”. Mais uma vez parabens pelo teu artigo.
    PS: Tal como o Punk diria “PIPEBOMB” :D

  9. Anónimo - há 3 anos

    Gostei, até porque eu também sou um “Punk boy2 desde os tempos em que ele ir para a WWE era apenas uma miragem.

  10. Duarte_WWE - há 3 anos

    Best in the woooooooooooooooooooooorld!

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador