Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Pensamentos #87 – Ring of Honor

Sejam bem-vindos ao primeiro Pensamentos de 2014. Depois de uma pequena paragem para as festividades, estou de volta para vos trazer o melhor artigo que vocês alguma vez vão ler neste dia, a esta hora. Ora bom, depois das introduções, vamos ao tema que nos traz aqui hoje. Como já poderam ver pelo titulo, hoje vou falar de uma empresa famosa em todo mundo, que é considerada a rainha das Indys. Falo claro da Ring of Honor ou simplesmente ROH.

A história de um pequeno Grande

rohwrestling

Não podemos dizer que a ROH foi realmente criada, porque a sua criação não foi algo normal. Em 2001, a RF video, empresa de distribuição de multimédia relacionada com wrestling, precisava de uma nova “sede” de wrestling para divulgar o seu nome, já que a sua maior fonte, a ECW, tinha fechado portas e todos os “brand names” tinham sido comprados pela WWE. Apesar de ter filmado e distribuído alguns eventos regionais, o Presidente Rob Feinstein queria algo maior e depois de várias tentativas falhadas de um contrato com a CZW, Rob Feinstein resolveu promover os seus próprios shows e assim, conseguir matar dois coelhos de uma cajadada só: Ter wrestling para filmar e vender e não ter de andar a choramingar a outros empresas.

Foi então que no dia 23 de Fevereiro de 2002, realizou-se o primeiro evento que viria a culminar no que a ROH é hoje, intitulado The Era of Honor Begins“, que teve como main-event um combate Eddie Guerrero e Super Crazy pelo WA Intercontinental Heavyweight Championship e como “Super Mid Card Match” um Triple Treath Match entre Christopher Daniels, Bryan Danielson e Low Ki. O evento teve um sucesso tremendo. Durante o resto do ano, a RF Video promoveu mais 14 eventos, todos eles com bastante aceitação por parte dos fãs. Não foi então de surpreender que em 2003 a RF video tenha expandido os seus eventos pelo país fora (no principio, os eventos eram apenas em 4 cidades). Ao mesmo tempo, a já Ring of Honor começou a ganhar fama internacional, ao promover um evento conjunto com a promoção inglesa FWA.

Em 2004, a empresa estabeleceu uma parceria com uma tal de TNA. A parceria consistia na “troca” de talentos para shows, ou seja, qualquer um dos talentos de uma empresa poderia aparecer na outra. Essa parceria foi bastante benéfica, principalmente para a TNA, pois deu a oportunidade a muitos talentos de se darem a conhecer ao mundo, como AJ Styles, CM Punk, Christopher Daniels, Samoa Joe, etc. Tudo parecia correr ás mil maravilhas, mas nesse mesmo ano de 2004, Rob Feinstein foi acusado de tentativa de pedofilia pela Internet (que mais tarde se provou ser falso) mas que levou Rob Feinstein a demitir-se da ROH. A empresa foi vendida a Cary Silkin e deu um enorme salto em termos de divulgação. Com Silkin, a ROH passou a ter uma loja online, que enviava por correio. Outra das novidades foi a venda de merchandise de alguns lutadores da empresa, assim como videos de shoot interviews de lutadores, managers, etc…

A empresa foi, naturalmente, crescendo, ganhando cada vez mais fama, não só nos Estados Unidos, como no mundo. Em 2007, a ROH fez uma tour pelo Japão, em que realizou dois shows, um em conjunto com a Noah e outro com a Dragon Gate. Nesse ano, a ROH também fez história ao tornar-se a primeira empresa de sempre a ter todos os seus titulos nas mãos de lutadores não-americanos. Os títulos de Tag Team estavam nas mãos de Naruki Doi e Shingo e o ROH World Championship estava nas mãos de Takeshi Morishima. Ainda em 2007 (este foi um ano histórico para a ROH) a empresa assinou com G-Funk Sports & Entertainment, o que permitiu que a empresa tivesse vários PPV’s transmitidos In Demand. Um ano mais tarde, viria novo acordo, agora com a HDNet Fights para um programa semanal.

A partir daqui, tudo mudou e até aos dias de hoje que a ROH tem sido a 3ª empresa de wrestling a nível nacional nos Estados Unidos. Do nada, ao topo.

A sua importância

rohtalent

Acho que neste ponto a resposta é unânime. Durante todos os anos da sua existência que a ROH mostrou ser um sitio onde lutadores independentes querem trabalhar, pois é uma empresa segura, de confiança e que dá protagonismo a um factor que hoje em dia muito poucas empresa dão: Ao wrestling puro. A ROH é uma empresa onde podemos ver muitas coisas novas, mas principalmente é um sitio onde podemos ver muito bom wrestling, principalmente técnico. Claro que existem muitos tipos de lutadores, nem todos são Daniel’s Bryan’s ou CM Punk’s, nesses casos, o tipo de combates é diferente. Ainda há pouco tempo, o combate entre Matt Hardy e Kevin Steen não foi um clássico de 30 minutos, longe disso. Assim como o Ladder Match entre Steen e Generico. Quando a situação assim o obriga, o wrestling adapta-se. Mas não existe pirotecnia, não existem luzes de todas as cores, apenas um ringue, fãs e os wrestlers.

A importância da empresa em termos de Wrestlers é o mais elevada possível. A ROH é um verdadeiro ninho de grandes talentos, muitos deles prontos a subir mais um degrau e a mostrar-se ao mais alto nivel. Durante anos, a ROH lançou dezenas talentos para o estrelato: Samoa Joe, CM Punk, Christopher Daniels, Daniel Bryan, Austin Aries, Abyss, entre muitos, muitos outros. A empresa é um verdadeiro “fornecedor” das grandes empresas, principalmente a TNA.

O Presente

Actuais Campeões da ROH:

ROH World Champions – Adam Cole
ROH World Tag Champions – Bobby Fish e Kyle O’Reilly
ROH Television Champion – Tommaso Ciampa

Como podemos ver, a ROH está em excelentes mãos. O seu plantel está recheado de grandes talentos, com um futuro brilhante á sua frente. Além dos já referidos campeões, o actual plantel da empresa é constituído por talentos como: Alex Koslov, Chris Hero, Jay Briscoe, Jimmy Jacobs, Michael Bennett, Michael Elgin e Roderick Strong. Uma infinidade de minas de ouro por explorar. Na minha opinião, a ROH tem o melhor plantel das empresas Norte-Americanas, a anos luz de distância das maiores empresas.

E o futuro?

matthardy

O dia de amanhã da Ring of Honor parece ser o mais brilhante possível. A empresa foi comprada há apenas 2 anos pela Sinclair Broadcast Group, está com as finanças em dia e com um futuro risonho pela frente. Além do imenso talento, podemos ver alguns veteranos a aparecerem na empresa, não só para lutarem, mas para ajudarem na formação de futuros lutadores na academia da empresa. Lutadores como Matt Hardy e Chris Ero, além de lutarem, dão aulas na academia, o que proporciona aos novos talentos, uma nova visão do que será a sua carreira.

Tenho a certeza absoluta que a ROH vai continuar a ser o que sempre nos habitou a ser, uma empresa em que o factor predominante vai ser o wrestling e um sitio em que é possível ser-se um verdadeiro Wrestler Profissional.
The Era of Honor is here to stay.

See you next week, here on WPT!

Quero aproveitar  este parágrafo para prestar o meu tributo a Eusébio da Silva Ferreira. O melhor jogador Português de sempre, que ficará para sempre nos corações de todos os amantes do futebol e principalmente dos Portugueses!

“Many come and go, but Legends never die!”, Descansa em Paz, Eusébio!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Pensamentos”.

12 Comentários

  1. Francisco Pereira - há 3 anos

    Quando é que vão por ROH novamente no site?

  2. Diogo Vieira - há 3 anos

    Adoro a ROH mas devido a ter pouco tempo livre nao tenho acompahado

    E ja agora boa homenagens ao THE KING

  3. melk - há 3 anos

    por fala nisso. por onde anda matt hardy ?

  4. Bruno - há 3 anos

    ROH VAI SER MAIOR QUE A WWE , ONE DAY .

  5. Dolph Ziggler - há 3 anos

    Bom artigo, Ricardinho. É uma das empresas que gosto mais ver e é o sitio perfeito para o pessoal ver do wrestling mais puro que pode haver. Não há grandes gimmicks como há nas grandes empresas, não há entradas espetaculares, nem há segmentos longos, apenas combates e uma promo ou outra de vez em quando. E o wrestling é do melhor mesmo. Davey Richards, Eddie, Elgin, Cole, Briscoes, Ciampa, Bennett, Lethal, enfim, muito talento por explorar. A empresa está num bom caminho, mas não concordo com o que disseram aí em cima. A ROH nunca terá recursos para ser melhor que a WWE. A WWE é um império enorme e a ROH é uma empresa indy. Pode um dia desenvolver para algo maior, mas nunca a esse nível.

    E por fim, gostava de dizer que o Adam Cole vai ser uma grande estrela no futuro.

  6. danielLP21 - há 3 anos

    Antes de mais nada, parabéns pela homenagem ao “King”. Sei que és portista, por isso um obrigado um pouco mais especial pela referência ao maior nome de sempre do desporto português. Estive ontem no Estádio da Luz, e foi de arrepiar.

    Passando ao tema do artigo, muito bom. Discordo apenas quando dizes que a ROH tem, de longe, melhor plantel do que a WWE e a TNA. Confesso que já não vejo ROH há meses, mas duvido que alguma empresa, neste momento, tenha um plantel melhor do que o da WWE.

    • akujy - há 3 anos

      DE facto Daniel, concordo em absoluto com a tua ultima frase. Ha não mt tempo diria que isso era para rir (ha não tanto tempo assim) mas a verdade é que a WWE se reforçou muito bem nos ultimos tempos.

      • José Sousa - há 3 anos

        Também concordo, os reforços da nova geração tornam a WWE um plantel fortíssimo, e com uma média etária que permite ter qualidade para os próximos anos. Nomes como Reigns, Rollins, Ambrose, Crowe, Sami Zayn, Kalisto,Adrien Neville, entre outros fazem parte do futuro da WWE, e são jovens e talentosos.

  7. alexgrand99 - há 3 anos

    será que não podem fazer mais alguns-The Wrestling Road Diaries!!

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador