Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Pensamentos #89 – TWRD: One Night Stand

 (A arena está cheia de cima a baixo. A tensão que esteva no ar era imensa. Diziam algumas pessoas que as paredes tremiam. O barulho, os movimentos, tudo era gigante. Aquela noite trazia lembranças. Lembranças do que aquilo tudo já tinha sido. Uma arena inteira a gritar um só nome. Parecia uma verdadeira revolução. Os fãs queriam ver o combate pelo qual compraram bilhete. Queriam ver a sua estrela, o seu campeão. Mas ainda era cedo. O show ainda mal tinha começado.)

– John, temos de gravar um pequeno segmento.
– Ok, o que é que eu tenho de fazer?
– Encosta-te á parede, olha para o titulo e depois dás 2 passos, até saíres da frente da câmara.
– Ok

johncena

(Foi um segmento de 12 segundos. Nada de especial. Foi rapidamente gravado. Mas quando a câmara se desligou, John deu um passo atrás e encostou-se novamente á parede. Era a 1ª vez desde que soube que iria ter de defender o seu titulo naquela ambiente adverso, que teve algum tempo para pensar. Seria mesmo uma boa decisão lançá-lo assim ás feras? Aos fãs que o queriam ver derrotado e sovado? Fãs que prometiam motins se ele vencesse?)

– Isto é surreal! Surreal! Aquelas pessoas querem matar-me! São os fãs mais extremos que eu alguma vez vi. E eu tenho de ter combate em frente a eles? Caramba….

(O seu pensamento era assolado pela situação. Seria assim tão descabido e perigoso ter um combate perante aquela plateia de fãs, que queriam a sua cabeça?)

– Bom, aqui sozinho a pensar não aprendo nada.

(Percorreu os corredores da arena. Corredores frios e escuros. Para chegar aos balneários, tinha de passar pela Gorilla Position. Ainda não tinha chegado a meio do caminho e já ouvia gente a discutir. Altos berros. O que raio se passa? Deu mais 10 passos e deu de caras com algo pouco usual)

– Que merda é esta? Arn? Dean? Que merda é esta? Agora nem posso sequer fazer a minha entrada, que os fãs até murros me dão? Mas afinal o que é isto?

– Randy, tem calma. Já se sabia que o público ia ser selvagem

– Selvagem o caraças! Ninguém me avisou que isto ia ser assim! O que raio estão os seguranças a fazer lá fora? A olhar para o boneco? Eu fui cuspido lá fora!!!

(Enquanto via a discussão entre Randy e alguns agentes, John imaginava-se naquela situação depois do seu coombate. Se os fãs fizeram o que fizeram e desencadearam uma raiva tão grande a Randy, o que poderia ele sofrer “ás mãos” daquele público arruaceiro?)

– Em frente a esta gente não luto mais na minha vida. Não me coloquem em mais eventos destes porque eu não vou. Nem que me despeçam!

randy orton

(A tensão estava no limite. Nem mesmo o público da Wrestlemania 22 meses antes tinha chegado a este ponto. Ao ponto de agredir lutadores. John dirigiu-se a um dos agentes)

– Arn, se eles fizeram aquilo ao Randy, o que é que vai ser de mim? Eles vão matar-me lá fora!

– Não vamos por aí, jovem.

– Não vamos por aí? Eu é que não vou para ali. Isso sim! Se isto continuar assim, eu nem sequer saio lá para fora.

(Nesse momento chega o homem que mudou tudo numa questão de segundos. Com meia dúzia de palavras, transformou aquela situação em algo normal)

– O que raio se passa aqui? – perguntou na sua inconfundível voz rouca.

– Vince, aqui o campeão está assustado por causa do público. Acha que o vão matar. Tem medo de um motim.

– Motim? Esta gente sabe lá o que é um motim! Mas se realmente tens medo, vou mandar colocar mais seguranças na primeira fila. Se for preciso, até ponho lá o Show.

(Aquelas palavras eram pouco tranquilizadoras. Nem o facto de Vince lhe prometer protecção chegava para o acalmar. Precisava de falar com a pessoa com que ia trabalhar. E assim o fez.)

– Então, o que é que se passa?

(A situação foi novamente explicada. O medo era maior que a vontade. Os motins estavam a um passo e acontecer)

– John, eu sou um símbolo, um ídolo para esta gente. Eu não deixo que te façam nada. Eles respeitam-me demasiado. Á mínima coisa, paramos o combate e eu resolvo a situação.

(A proposta teve a concordância de todos. Ao mínimo incidente, Rob resolvia a situação. Ao segundo incidente, acabasse o combate. Os fãs não podiam controlar o combate como bem lhes apetecesse, muito menos partir para agressões)

rvd

(Durante o tempo em que o evento decorreu, toda a gente seguia o evento por uma televisão que estava no balneário. Quando Mick e Terry recolheram ao backstage depois do combate, todos tentavam ajudar em qualquer coisa. Ambos estavam completamente destruídos, devido á violência do combate em que tinham trabalhado. Isso também ajudou a que o pensamento dentro da sua cabeça mudasse)

– Bem, depois desta violência toda, que era o que eles queriam ver, por esta altura devem estar mais calmos – pensava ingenuamente, ao mesmo tempo que se preparava para o combate

(A hora tinha chegado. A hora decisiva. O combate mais difícil da sua carreira. Nunca se tinha sentido tão fora do contexto como naquele dia. Mas tudo aquilo teria de ser colocado para trás das costas. A concentração teria de estar no nível máximo. Qualquer erro poderia ser fatal.)

(Mais uma vez, percorreu os corredores. A cada passo que dava, sentia-se cada vez mais confiante, mas ao mesmo tempo assustado. Chegou á Gorilla Position e deu de caras com todos já prontos para se decidir de vez o que se ia fazer)

– John, como já tínhamos decidido, o titulo vai mudar de mãos. O final também vai ser da maneira como decidimos, mas tem de ser rápido, porque o Adam está bastante moído do combate que teve.

– Ok…e os fãs, como estão? Mais calmos?

(Da boca saiu da a questão. Mas a resposta ia ser dada de outra maneira: Rob ia fazer a sua entrada. Naquele momento, John ia saber o que o esperava. E ao contrário do que tinha pensado, o público não estava cansado, estava sim, bem vivo e pronto para o apupar pela porta fora.A hora tinha chegado. Era o momento com que todos sonham, o momento com que todos vibram. O momento de percorrer o inferno e lutar.)

– Achas que consigo fazer isto?

(A pergunta é dirigida a Vince, com resposta pronta)

– I’m sure you can, god dammit!!

“My time is now, you can’t see me, my time os now….”

See you next week, here on WPT!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Pensamentos”.

16 Comentários

  1. Diogo Teixeira - há 3 anos

    Simplesmente espetacular, é bem capaz de ter sido este o pensamento que passou na cabeça do John Cena, ele realmente estava numa casa que não era dele, a jogar contra o RVD , p herói daquela cambada
    muito bom artigo

  2. David_ - há 3 anos

    Epah simplesmente adoro o TWRD =D

    Bom trabalho

  3. danielLP21 - há 3 anos

    Fantástico. Acho apenas que podias ter continuado mais um pouco, pelo menos até à situação em que os fãs recusam a camisola dele. Mas foi muito bom na mesma, sem dúvidas!

  4. MicaelDuarte - há 3 anos

    Gostei muito. Por mim, faz mais e mais disto :)

  5. The Mentalist - há 3 anos

    Esse Ricardinho é fera. Espetacular !!!!!!

  6. HILDO - há 3 anos

    Artigo muito bom, Parabéns

  7. Dolph Ziggler - há 3 anos

    Epah, muito bom. Adorei.

  8. Mateus Macieira - há 3 anos

    Gostei muito !!

  9. Andretaker - há 3 anos

    Epah, espectacular!!

  10. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Simplesmente BRUTAL!

  11. BRRM - há 3 anos

    Fenomenal!

  12. The Miz - há 3 anos

    Texto fantástico!

  13. AwesomeTheMiz - há 3 anos

    Se pedir para me definir em uma palavra: SENSACIONAL!!!!!!

  14. The Showstopper - há 3 anos

    Excelente.
    Uma sugestão, no próximo poderia fazer um TWRD de alguma luta do Taker na mania.

  15. Vitor Costa - há 3 anos

    Grande!!! Você conseguiu captar exatamente o que devia estar passando pelo backstage, grande artigo!! Meus parabéns! Continue nesse nível.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador