Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Pensamentos #94 – TWRD: The Dream (2)

Se não leram a 1ª parte desta história, podem lê-la aqui.

(5. Era o número de dias que o separavam do seu sonho. Durante esses 5 dias, tudo lhe passaria pela cabeça, andaria a 1000 à hora, sempre a pensar, sempre a treinar, sempre nervoso e ansioso. E não era para menos, afinal o seu objectivo estava mesmo ali ao lado.)

Dia 1

(Levantou-se cedo, ainda mais cedo do que costumava fazer. Já tinha feito o itinerário para aquele dia: Manhã de ginásio, tarde de ringue. Iria ser um dia cansativo, mas o cansaço nem se faria sentir, porque de cada vez que pensava na sorte que tinha por poder prestar provas na maior empresa do mundo, a sua adrenalina subia e o seu corpo transformava-se novamente numa máquina de força e poder)

– Tenho de conseguir aguentar o ritmo, tenho de conseguir aguentar-me no ringue com os melhores, tenho de aguentar qualquer dor por mais forte que ela seja.

(Este era o seu pensamento a toda a hora, a todo o minuto, a todo o segundo. Era este o pensamento que o levava a levantar mais um peso, a correr mais um km, a suar mais um pouco. O treino de ginásio estava feito, agora vinha a parte de aperfeiçoar as ring-skills que o tornaram famoso na cena independente. E ninguém melhor para o auxiliar que o seu 1º treinador)

– Estou, chefe? Tudo bem? Preciso muito de falar consigo.
– Ok miúdo, sabes onde me encontrar

(O chefe. Quem era o chefe? O chefe dá pelo nome de Rob Leicester. Ex-Wrestler e ex-treinador. Tinha sido uma estrela nas companhias independentes nos anos 80 e tinha recusado uma proposta milionária da WWF. Era um homem de convicções, tranquilo, directo. Gostava da sua vida calma e organizada. Por isso recusou a WWF. Vivia ainda na sua rolote, com o seu cão. Treinou vários lutadores e era agora reformado. Mas mesmo com idade avançada, conseguia ensinar muita coisa e ainda dava uns belos murros. Seria ele o treinador, mais uma vez)

– Olá chefe, estou contente por vê-lo.
– Eu também miúdo. Diz lá, o que queres do velhote?
– Chefe, recebi um convite para ir prestar provas á WWE. E queria treinar consigo. Mais uma vez.
– Essa gente não me larga. Agora até aos meus alunos fazem propostas. Bem, eu não sei se tenho ritmo e sabedoria para te ensinar o que quer que seja. Já és crescidinho o suficiente para saber tudo…
– Chefe, você ensinou-me tudo o que eu sei, mas não me ensinou tudo o que você sabe…
– Hum….Mostras uma inteligência acima da média. Bom, vamos lá…

(O treino durou até ambos estarem completamente exaustos. Principalmente o Chefe, naturalmente devido à sua idade)

– Já não tenho idade para isto. Mas ainda te consigo esticar bem
– Sem dúvida e o meu ombro que o diga
– Diz-me uma coisa, sentes-te preparado para agarrar a oportunidade?
– Sim, diga-mos que sim…
– Pois eu acho que não, amanhã quero-te aqui novamente.

(Aquilo ficou-lhe na cabeça. Porque será que não estaria preparado? Faltaria técnica? Força? Manobras especificas?)

Dia 2

(Tal como lhe tinha sido pedido pelo seu Chefe, chegou ao treino para saber o que realmente faltava para o chefe achar que ele não estava preparado)

wrestling training

– 100 flexões, vamos.
– O quê?
– 100 flexões.
– Está a falar a sério, chefe?
– Mais do que nunca

(As flexões eram realmente uma parte importante do aquecimento. Mas assim do nada?)

– Ok, feitas. Vamos lá treinar?
– 200 abdominais.
– Outra vez?
– Vamos lá…

(Mais uma vez exercícios sem sentido. Para quê aquilo?Os exercícios duraram toda a tarde. Nem uma única manobra, um armlock, nem mesmo um run on the ropes. Nada.)

– Chefe, explique-me o porquê de tudo isto. Era isto que queria dizer quando disse que eu não estava preparado?
– Sem dúvida.
– Está a falar a sério?

(O Chefe olhou-o nos olhos e sentou-se na sua cadeira de baloiço. Passou a mão na cabeça do cão e acendeu o seu cachimbo. Depois de dar umas passas, finalmente revelou o porquê daquela tareia física)

– Sabes miúdo, eu ainda sei uma coisinhas. E algumas delas são as mesmas do meu tempo. Quando eu recusei a proposta da WWF, apesar de o ter feito, eu também tive uma pequena tryout lá. Não foi bem um tryout, foi mais um teste. Eles queriam ver como é que eu me safava assim do nada. E quando eu pensava que eles me ia colocar num combate, deram-me uma tareia física como a que eu te dei hoje. No fim, disseram que eu me safei bem e para assinar contrato. Mas tal como eu tinha prometido a mim próprio, recusei…
– Mas isso quer dizer que…
– Quer dizer que este treino foi uma forma de te preparar para o que podes vir a enfrentar. Eles não ligam só ao que tu fazes no ringue, principalmente gajos como o Regal e o Finlay.
– Não tinha pensado nisso…
– Pois, por isso é que eu sou o mestre e tu és o futuro campeão Mundial.

(Sorriram e abraçaram-se. Nessa noite, jantaram juntos e o Chefe contou muitas das suas histórias ao seu aluno. Ele ouvia como uma criança a ouvir as histórias infantis. Imaginava-se a viver essas mesmas histórias, essas mesmas experiências. Imaginava-se dali a muitos anos, ele próprio no lugar de Mestre. Mas antes, ainda haviam 2 dias de treino pela frente. E não iam ser nada fáceis…)

See you next week, here on WPT

Pessoal, como todos sabem ou pelos acho que sabem, este tipo de histórias é bastante difícil de construir. Eu meti-me nesta que estou a desenvolver um pouco ás cegas, ou seja, eu sabia o conceito que queria criar, mas estou com muitas dificuldades em dar um rumo certo á história. O que eu gostava de vos pedir era que dessem ideias de como esta historia deveria prosseguir. Não tenham medo, podem dar ideias de pormenores, rumos, seguimentos, cenas, até diálogos entre personagens. Eu vou ler tudo e utilizar as melhores ideias, dando créditos á pessoa. Força.

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Pensamentos”.

11 Comentários

  1. PedroSWWE - há 3 anos

    Bom artigo.
    Esta aqui já não é a parte 3? Há algumas semanas fizeste uma em que ele ainda andava na ROH e ia ter 2 combates no fim de semana e recebeu uma proposta da WWE, e pediu à ROH para treinar para a WWE em vez de ter os 2 combates.

  2. Miguel Carlos - há 3 anos

    Excelente novamente! É este tipo de coisas que enriquece e distingue o Wrestling.PT de todos os outros sites. Não serem só pessoas a falar do que se passa no wrestling mas coisas destas, histórias sobre wrestlers.
    Já que queres ideias, aqui vai: podes pô-lo a falar com lutadores que fizeram try-outs na WWE, tipo Colt Cabana, podes pô-lo a pedir ao presidente da ROH para montar um ringue numa arena para ele ter um combate contra alguém, podes pô-lo a ir a casa de um ex-lutador que lhe ensine algumas manobras.

  3. AlexR - há 3 anos

    Ele poderia entrar para o nxt e vencer o batle royal no mania xxx passar para o raw e entrar em conflito com ambrose pelo United states champion

  4. punt kick - há 3 anos

    Razoavel artogo!!
    Propostas: podias acrescentar uma pequena lesão só para dar emoção à história;
    ele quando chega-se ao tryout podia encontrar um velho amigo (possivel teg-team) i irem os 2 para a nxt;
    … ou podia encrontar um “inimigo” com quem dividissem o ultimo lugar para entrar na nxt;
    podia juntar um manager;

  5. Jardel Silva - há 3 anos

    Bom Artigo.Para a Próxima Edição Poderia Fazer Com Que Ele Ganhe o Contrato Com a WWE,Mas Que Ele Tinha Que Aperfeiçoar Algumas Coisas.e Ele Treinaria Com Um Cara Que Ele Não Se Dar Bem.e Futuro Os Dois Possam Ser Grandes Amigos e Parçeiros De Tag-Team e a Caminhada Dos Dois Até o Roster Principal.

  6. MicaelDuarte - há 3 anos

    Tenho pena que não tenhas conseguido dar continuidade ao trabalho, mas tudo bem.

    Da próxima certifica-te que tens ideias suficientes xD

  7. RVD_77 - há 3 anos

    E que tal se quando ele chegasse a WWE todos os lutadores o odiassem pois tinham ciúmes dele o que levava o Vince a quere lo despedir mas este conseguiria ficar com a ajuda de apenas uma pessoa… Daniel Bryan!!!
    Este por sua vez iria reconhecer o seu talento o que o levava a protege-lo contra tudo e contra todos pois sabia que não ele mas sim o miúdo era sem duvida o grande futuro do wrestling.

    Isto era só uma ideia pois eu já inventei a história toda na minha cabeça, para a semana se pedires mais ideias eu irei referi las com todo o gosto.

    • RVD_77 - há 3 anos

      Contrariamente a ti acho que inventar historias não é muito difícil pois quando me dão uma história eu adoro logo inventar inúmeras ideias e já que tu até tens a sorte de ter um espaço aqui no site estas a fazer um grande trabalho com esta história.

      • Coisa - há 3 anos

        Sem querer faltar ao respeito, achei ridículo.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador