Pepsi Plunge #2 – Unificação de Títulos

Olá a todos. Esta semana trago um artigo que fala sobre a Unificação de Títulos que tanto se tem falado na WWE ultimamente.

A política de unificação de títulos já começou algum tempo quando a WWE decidiu unificar os World Tag Team Championship com os WWE Tag Team Championship e mais recentemente o WWE Women’s Championship com o Divas Championship. Agora fala-se também da unificação do Título da WWE com o Título Mundial, e o Título Intercontinental com o Título dos Estados Unidos.

Mas agora a pergunta-se que se faz, é boa ideia? É má ideia? O que muda?

No artigo de hoje vou expressar a minha opinião sobre este assunto.

WWE Tag Team Championship

– WWE Tag Team Champions Carlito & Primo Colon venceram World Tag Team Champions The Miz & John Morrison para se tornarem Unified Tag Team Champions.

Para muita gente a unificação destes títulos foi uma enorme surpresa. Na altura eu não contava nada com esta surpresa, mas se fomos a pensar bem foi o melhor que a WWE fez com este títulos. Como toda a gente sabe a divisão de equipas á muito tempo que anda em baixo, já não se vê espectáculo nesta divisão e os títulos eram basicamente defendidos sempre pelos mesmo, então se assim é, o porque de manter um título de equipas em cada brand?

Na minha opinião esta unificação foi a decisão mais acertada a fazer. É verdade que hoje a divisão de equipas ainda anda desaproveitada mas agora temos um único título onde wrestlers de ambas as brands podem ter oportunidade de vencer este título. Agora as poucas equipas que a WWE tem, tanto na Raw como na SmackDown podem todas lutar por um só objectivo e talvez daqui por mais algum tempo esta divisão tenha o destaque que merece. O caso de dois títulos; um em cada brand só se justificava se houve-se muitas equipas e tivessem bem distribuídas por ambas as brands e tivessem a competitividade certa, agora quando não havia nada disto dois títulos não se justificava. Por isso assim o digo foi boa ideia e á mais competitividade para a divisão de equipas.

Divas Championship

– WWE Women´s Champion Michelle McCool venceu Divas Champion Melina para se tornar Unified Divas Champion

Se houve algo na WWE que me deixou a pensar foi haver dois títulos femininos. Ou seja, concordo totalmente com esta unificação. A divisão feminina da WWE é pequena e mesmo sendo pequena á divas que não são aproveitadas, estão no seu auge enquanto são campeãs, mal perdem o título poucas vezes as vemos e depois a história dos títulos andam sempre á volta das mesmas e ainda á aquelas que já mereciam uma oportunidade e não sequer lhes dão. Agora ter duas brands e cada uma ter o seu título onde á meia dúzia de divas a lutar por cada um não faz sentido nenhum, nem no mundo nem na minha terra.

Na minha opinião esta unificação foi o melhor que a WWE fez, agora temos o pequeno plantel de divas todas atrás do mesmo o que gera mais competitividade, melhores histórias, melhores lutas mais espectáculo que é os fans querem ver (entre outras coisas). Com esta unificação as divas podem andar em ambas as brands a marcar as suas posições e mostrarem que merecem uma oportunidade. Como disse para os títulos de equipa digo o mesmo para os títulos femininos só se justificava dois caso tivessem um plantel maior.

WWE Championship/World Heavyweight Championship e
Intercontinental Championship/United States Championship

Agora o centro da discussão esta entre estes 4 títulos. Com a unificação dos títulos de equipas e dos títulos femininos concordei sem dúvidas nenhumas, agora que queiram unificar os títulos principais e unificar os títulos secundários não concordo nada. Temos o título da WWE na Raw que pertence a The Miz e temos o título Mundial na SmackDown pertencente a Edge. Ao contrario de não concordar com títulos de equipas e títulos femininos em ambas as brands e expliquei o porque em cima, com estes dois títulos estou 100% de acordo em que mantenham os dois. Cada brand tem o seu plantel, os seus main-events que já mostraram que são capaz de lutar pelos títulos principais, capaz de fazer grandes promos e protagonizaram uma grande feud envolvendo os títulos ou não. Se pensamos um bocado o que ira acontecer caso a WWE decida mesmo unificar os títulos?

O título andara multi-brand e vamos ver demasiados main-events atrás do mesmo, não me acredito que alguns main-events vão ser aproveitados o que descredibiliza aquele wrestler que já esteve no topo. Ou seja, a WWE em 2010 promoveu wrestlers ao main-event e agora em 2011 deve subir um ou outro, que sentido faz isto se pensam unificar os títulos? Se isto sempre acontece-se os lutadores que estão a subir ao main-event iriam voltar ao mid-card o que só vai descredibilizar o lutador. Mas o mesmo problema acontece com a unificação do Intercontinental com o United States Championship, se agora muitos lutadores não são aproveitados não têm uma oportunidade aos títulos sequer o que vai ser deles no caso da unificação se confirmar, o que vai acontecer é muito mais despedimentos para reduzir o plantel, porque com menos dois títulos desta envergadura um plantel extenso é para a maior parte dos actuais low-cards nunca aparecerem nos shows. Outra questão fica, se a WWE pensa mesmo levar esta ideia para a frente que sentido faz programas como o NXT para procurar novos talentos se a maior parte nunca terá uma oportunidade decente.

É verdade que alguns deles neste momento estão mal aproveitados mas de qualquer maneira a WWE tem um bom plantel, tem fantásticos Main-Event, outros que estão a caminho de lá, tem bons mid-cards capaz de dar um bom espectáculo. Para além do mais na minha opinião o título Intercontinental e o título dos Estados Unidos a única coisa que têm em comum é que são títulos secundários de resto não têm nada haver um com o outro não vejo mesmo nenhum motivo para os unir. Resumindo caso a WWE vá em frente com a unificação destes títulos o que vai ter que acontecer é descida de alguns main-event ao mid-card devido ao excesso deles para um só título, uma redução de plantel terá que acontecer sem dúvida senão as criticas dos wrestlers serão um mimo, e se assim for não vale a pena programas como o NXT e o Tough Enough para procurar novos talentos para não lhes dar oportunidade.

Eu pelo menos espero bem que não mais será que poderá haver um WWE Heavyweight Champion ou um Intercontinental United States Champion?!

Sobre o Autor

13 Comentários

  1. benny cr9 - há 6 anos

    para mim nem os titulos de tag team eram unificados … a wwe pode ter poucas tag team mas tem muitos superstars que nao ganham titulos a anos … e por isso deviam criar mais equipas e voltar a haver 2 titulos de tag team.

    Com os titulos femininos ate concordo porque a poucas superstasrs…

    Com o resto nao concordo….imaginem se por exemplo o the miz perde o titulo para o edge e este torna se wwe e world heavyweight champion e se kofi kingston ganha o titulo ao daniel bryan …. vao 2 titulos pa smackdown …

    • Tiago Silva - há 6 anos

      Foi como disse , se a divisão de equipas da WWE tivesse outro tipo de destaque e se houvesse mais equipas um título em cada brand aceitava-se, mas da maneira que esta a divisão a unificação foi o melhor que fizeram.

  2. benny cr9 - há 6 anos

    para acabar a RAW NAO FICA COM NENHUM TITULO PRINCIPAL

  3. Zecena - há 6 anos

    Porque razão viriam 2 lutadores da SD! para lutar por títulos da RAW?

  4. Tiago Batista - há 6 anos

    Está bom o artigo, mas falta-te MUITA vez o “H” quadno te referes ao “Há” de haver .

  5. Tirando alguns pequenos erros ortográficos acho que está aqui um bom artigo sobre um tema ainda pouco falado na CWO ; )

    • Tiago Silva - há 6 anos

      E peço desculpa por esses erros. O dificil é iniciar , mas depois as ideias surgem e a escrever para elas não fugirem esse tipo de erros como o “á” e o “há” surgem , é obvio que faço revisão mas a ler é o mesmo e nem me apercebo, faço a correcção de erros de outras palavras como por exemplo “quadno” para “quando”, agora o “á” xD. Mas da proxima vou tar mais atento.

      Quanto ao tema sempre quis ter opiniões sobre ele mas como não se fala muito nele decidi fazer o artigo sobre este assunto para saber as opiniões de outros leitores. =D

  6. Pedro Costa - há 6 anos

    Sinceramente, não precebi porque é que a divisão de equipas da WWE se foi abaixo, talvez porque eles mesmo assim o quiseram, começando no ano de 2005/2006 onde tinhamos equipas que valiam a pena como Londrick, Maxicools, MNM, L.O.D, Big Show e Ksne, essas equipas eram do melhor para mim., depois em 2008/2009/2010 começou-se a desvalorizar equipas e a separalas sem mais nem menos, casos como Vance Archer e Curt Howpkins e Duduebusters por exemplo, eram equipas que eu pensava que iriam da uma lufada de ar fesco a divisão, mas o que é que os criativos fizeram, separaram-nas e mandaram pro olho da rua membros de cada equipa enquanto so outros apenas servem como Jobbers, o Kendrick foi o unico que se tentou aguentar mas mesmo depois da Scramble acabou por ir para o olho da rua, e isto que faz a TNA ganhar pontos, pois por vezes manter os wrestlers juntos é muito melhor do que andarem ao Deus de Ará, eu tomo o caso dos MCMG que se formaram nos mesmos tempos do que Paul london e Brian Kendrick e só agora recoloheram os frutos do seu trabalho, isto quer dizer que a equipa criativa não “desistiu” deles, e acho que é isso que a WWE, desde os tempos PG está a fazer

    • Tiago Silva - há 6 anos

      Em comparação com a TNA a divisão Tag Team da WWE esta muito abaixo neste momento, MCMG , Beer Money,Generation Me, Inc Ink, Team 3D ate umas semanas atras deram bastante espectaculo coisa que falta á WWE. ROH outra federação que da gosto ver combates tag team.

  7. Rocha - há 6 anos

    concordo ctg, n pode haver unificação dos títulos principais da wwe nem dos secundários.
    seria 1 chatice ter 2 campeões qd se pode ter 4.
    e se os low carders já pouco aparecem em programas q n seja o superstars, ficariam definitivamente arrumados desses shows. já para n dizer q n valeria a pena ter 1 plantel tão extenso nem promover jovens, como estão a fazer com o nxt e o regresso em breve do tough enough.
    tá bem q têm os house matches para realizar, mas n evitaria 1 corte nas despesas e no balneário.
    sim, alguns erros ortográficos, mas percebe-se.
    boa aquisição aqui para o site!!!
    continua…

  8. General Manager - há 6 anos

    É o primeiro artigo sobre isto de fundir os títulos
    ta 1 bom texto pqs erros sim mas n é grave
    concordo é mau unir esses títulos, ia ser o desagrado para muita gente

  9. Tiago Silva - há 6 anos

    “concordo é mau unir esses títulos, ia ser o desagrado para muita gente”

    Arrisco-me a dizer que “muita gente” é pouco, ainda gostava de ver uma votação para ver o que acham deste assunto

  10. Malamadre - há 5 anos

    O titulos de equipas da maneira que anda a divisao nao fazia sentido ter dois e dois titulos de divas para a pior divisao da WWE actualmente tambem nao fazia sentido so acho que deviam ter unificado mas manter o womens pela historia que tem era bem melhor.
    Os restantes nao ia gostar que fossem unificar e acho que nao fazia sentido e concordo com os argumentos que apresentaste.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador