Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Pepsi Plunge #33 – Fim da Brand Split

Boas Leitores do PTW. Esta semana tivemos uma smackdown “especial” que deu em directo na terça-feira onde viu Randy Orton manter o título depois da luta contra Christian no Main-Event mas que mesmo tendo vencido acabou por entrar no Hall Of Pain de Mark Henry que tem estado bastante dominante nas últimas semanas vamos a ver onde vai dar esta feud.

O assunto que venho falar esta semana é sobre o fim da brand split. Durante a semana saiu uma notícia que dava conta do fim da brand split e os lutadores a mostrarem descontentamento em relação a este assunto.

Durante um mini-debate com o Chazz_Princeton chegou-se a falar de uns certos tópicos que são bastante importante para perceber que acabar com a brand split pode vir a ser um erro, sim porque eu estou contra o fim da brand split. E no artigo vou desenvolver mais esses tópicos abordados.

Com a Brand Split tínhamos lutadores exclusivos a cada brand, os lutadores da Raw limitavam-se a trabalhar na Raw e os lutadores da Smackdown limitavam-se a trabalhar na Smackdown e só em casos especiais é que se juntavam e trabalhavam entre si e dou dois exemplos em noites de Draft e quando era para preparar o Bragging Rights. E continuo a defender que as coisas deviam continuar assim desta maneira.

Porque com o fim da brand split não faz sentido continuar haver drafts e os shows de draft custumam ajudar nas audiências. Se a WWE faz o draft com objectivo de refrescar as brands, arranjar novas feuds, etc isso agora passa a ser completamente desnecessário.

E é aqui que começa o descontentamento dos lutadores da empresa se até agora muitos deles já não tinham grandes oportunidades e muitos com talento para merecer oportunidades então agora com o fim da brand split ainda vão ser mais escassas essas oportunidades o que com certeza vai acabar por levar a muitos despedimentos e mais uma vez vão ser despedidos lutadores com talento que mereciam um lugar na empresa mas com esta situação torna-se muito difícil.

E sem dúvidas que os lutadores do Low-Card e do Mid-Card serão os mais afectados com esta situação que também vai acabar por afectar alguns lutadores do Main-Event da empresa.

Mas eu vejo uma boa oportunidade de alguns desses lutadores não sofrerem esse destino ingrato do despedimento e essa opção é a divisão cruiserweight voltar mesmo como tem sido noticiado ultimamente.

Lutadores como JTG, Justin Gabriel, Primo Colon, Trent Barreta, Yoshi Tatsu, Zack Ryder juntando-se depois a lutadores como Christian, Cody Rhodes, Daniel Bryan, Evan Bourne, John Morrison, Kofi Kingston, Sín Cara e Rey Mysterio podiam lutar nessa divisão e além de terem mais oportunidades para mostrar o que valem salvam-se de perderem lugar na TV e do despedimento e também a divisão Cruiserweight é uma mais valia para a WWE.

Outra coisa que pode sair prejudicada são as storylines. Dou o exemplo da feud entre Randy Orton e Christian que teve uma grande duração se ambos os lutadores tivessem aparecido em ambas as brands para promover a feud ela só tinha durado metade ou então demorava o mesmo tempo mas ela ia começar a cansar bastante o que era mau para a empresa e para os lutadores.

John Cena na última Raw fez uma promo e acabou por chamar Alberto Del Rio ao ringue e na smackdown seguinte fez o mesmo agora imaginem o que é começar a levar com isto semanalmente, quando os lutadores se enfrentarem no PPV já nos estamos fartos da feud.

Ou os writters começavam todos a trabalhar o dobro ou muitas storylines iam começar a desgastar-se muito.

Mais uma coisa que podia acontecer com o fim da brand split era eventualmente os campeões quererem lutar pela supremacia da empresa e marcar uma posição e com isso a WWE ia levar os planos que se falhou há uns meses atrás de unificar os títulos coisa que eu não concordo nem nunca concordei e só ia prejudicar muitos lutadores.

Com a unificação de títulos muitos lutadores do Main-Event ia ser prejudicados porque com a unificação de títulos íamos começar a ver muitos “cães” a um “osso” mas se continuar haver dois títulos já víamos esses “cães” divididos a lutar por esses títulos. O que ia acabar por acontecer era lutadores do Main-Event perderem o lugar e descer no card.

Não me vou aprofundar muito a falar da unificação de títulos porque já falei disso noutro artigo. Para quem quiser consultar esse artigo clique aqui

Para concluir se a WWE ás vezes quiser usar um lutador em especial da Raw para lutar com alguém especial da Smackdown menos mal mas agora temos as storylines a desenvolver-se em ambas as brands não espero coisa em grandes mas espero estar enganado.

Mas eu para isso melhorava era o Superstars e lá faziam lutas multi-brand só mesmo para ver combates espectaculares.

Para concluir espero que a WWE tenha consciência das coisas negativas que implica acabar com a brand split e que trabalhe muito bem isso para ninguém sair prejudicado com esta decisão.

Deixo agora algumas questões para os leitores:

Achas bem ou mal o fim da brand split?
Com o fim da brand split quem acham que vai sair prejudicado no meio disto tudo?
O que esperas que aconteça agora com o fim da brand split?

Bom domingo e até para a semana ;)

Sobre o Autor

37 Comentários

  1. Fábio - há 5 anos

    Para mim foi a pior coisa que a wwe fez nos ultimos meses eu adorava a luta raw vs smackdown no Bragging Rights.
    para mim quem vai sair prejudicado sao os lutadores do mid-card que não estão envolvios em nunhuma frend.

  2. BrunoBomb15 - há 5 anos

    P.:Achas bem ou mal o fim da brand split?

    R.:Acho terrivelmente mal isso acontecer.

    P.:Com o fim da brand split quem acham que vai sair prejudicado no meio disto tudo?

    R.:Certamente as pessoas de low-card e mid-card, pois terão poucas opurtunidades de mostrarem o seu valor. Mas se trazerem o Cruserweight Championship, então só mesmo os que estãop em low-card e mid-card que não são cruserweught.

    P.:O que esperas que aconteça agora com o fim da brand split?

    R.:Sem ser sincero muitos despedimentos e iremos ver a WWE a ficar muito fraca e má. Ser sincero, dizemos adeus as superstars da WWE e olá novas superstars de outras companhis que pertenceram à antiga WWE. Eu acho que só haver 1 programa vai fazer muitos se despedirem, no fim a WWE começa a perder dinehiro pelos fãs irem-se embora até que a certa altura a WWE vai à falência.

  3. Tiago97 - há 5 anos

    Atenção, a Brand Split foi necessária, porque a WWE tinha sh*tloads de lutadores, quando compraram a WCW.

    Agora que já não têm esse overload, acho que a Brand Split já não é necessária.

    • Mas o fim da brand split, a meu ver, vai fazer com que muitos mid-carders e low-carders percam o seu lugar nos shows principais e sejam renegados para o NXT ou Superstars (que são transmitidos no WWE.com!!).

      Vamos a ver como a WWE vai gerir isto…

      • São renegados para esses shows e acabam despedidos.

      • Tiago97 - há 5 anos

        Talvez…

        Mas se formos ver em 1996 (e por essas alturas) a WWE sucedeu a gerir isso.

    • Chazz_Princeton - há 5 anos

      Atenção, a brand split não ocorreu apenas por haver demasiados empregados, sim, foi uma das razões principais, mas não a razão… E o que dizes, face ao que o Tiago disse neste artigo, não justifica o fim da brand split.

      • Para mim a única que pode provar que o fim da brand split pode ser boa é a própria WWE mas há coisas que não faz sentido continuar haver e o Draft infelizmente é uma delas e até era um show que o pessoal gostava de ver e criava sempre muitas expectativas.

      • Chazz_Princeton - há 5 anos

        Exacto e eu esqueci-me completamente de referir o Draft e o Bragging Rights no meu outro comentário, mas são ambas duas mais-valias para a WWE, o Draft pela sua imprevisibilidade, atraía sempre muita gente a ver o show por não se saber o que ia acontecer, e por vezes tínhamos surpresas bem inesperadas! O Bragging Rights, era dos PPV’s que dava mais pica de ver, pela feud entre as brands, que é sempre empolgante e atraente…

      • E o MITB como é que vão fazer Raw Ladder Match e Smackdown Ladder Match se os lutadores vão andar aparecer em ambas.

        E se unificarem os títulos vão ter que fazer o MITB Ladder Match prai com 16 lutadores xD

      • Chazz_Princeton - há 5 anos

        Olha, mais um argumento! LOL nem me lembrei do MITB… antigamente havia só um MITB e era só com 6 gajos, e acho que o contrato era por um dos títulos principais à escolha… agora que são dois MITB’s, cada um com 8 gajos, vão por 16 gajos num MITB? Eu cá, acho que não faz sentido… o melhor era haver dois MITB’s, cada um com 8 lutadores, mas com dois títulos obviamente, mas se passa a haver um só título, não faz sentido haver dois MITB’s.

      • Para o PPV já não fazia muito sentido eu preferia que continuasse na WM e foi um erro tirar o MITB de lá mas a WWE vai perceber isso e pode ser já para o ano.

        Agora ter o PPV e só haver um MITB já não faz lá grande sentido.

        Mas claro que a WWE com o fim da brand split vai ter que mostrar muito para convencer os fãs e até pode ser que consiga, atenção eu disse “até pode ser” xD.

      • Chazz_Princeton - há 5 anos

        Eu também não gostei do facto de terem tirado o MITB da WM, mas a ideia do PPV com os dois MITB’s fez-me não dar tanta importância a não haver MITB na WM, acho que nem foi um erro, até foi bem jogado. Assim, a Wrestlemania continua a vender as quantidades astronómicas que vende, e o novo PPV que criaram na altura, o MITB, também consegue atingir mais vendas… eu acho que foi uma decisão económica que funcionou muito bem. Agora, se o PPV passa a ter apenas um MITB, acho que não faz tanto sentido continuar a haver esse PPV, mais vale porem o MITB de volta na Wrestlemania…

        Isto do brand split é só desvantagens xD ainda não vi uma vantagem nisto …

      • Vê bem a WM perdeu um dos grandes atrativos o MITB e tudo indica que em 2012 o Undertaker se retira e perde-se outro grande atrativo na WM.

        Para 2013 a WWE tem que arranjar maneira de voltar arranjar atrativos para a WM.

        O PPV ao ter dois MITB um da smackdown e da raw o que gosto é que alguem do mid-card vai receber um grande push e com dois MITB um em cada brand iamos ter dois talentos a subir no card e isso era excelente mas agora não sei não.

        Com o fim da brand split estou morto por saber o que se passara no proximo ano.

      • StinGeR - há 5 anos

        Eu penso que no próximo ano a WWE irá, finalmente, unificar os principais títulos e esse será o principal atrativo da WrestleMania de 2013.

      • Isso para mim não é atrativo nenhum muito antes pelo contrario é que dá é vontade de não ver isso sequer.

  4. Mario Magalhaes - há 5 anos

    Respondendo as perguntas:
    1 – É ruim o fim da Brand Split, pois desta forma a WWE poderá reduzir o número de lutadores.
    2 – Com certeza serão os lutadores do mid e do low-carders, pois não terão espaço nos shows, uma vez que os principais lutadores estarão presentes nos dois shows.
    3 – Espero que os lutadores façam algumas aparições surpresa, mas não os Campeões, de repente algumas mudanças, como The Miz e R-Truth tumultuando a Smackdown ou algo do gênero.

  5. Chazz_Princeton - há 5 anos

    Desde já, devo dizer que é uma honra ter o meu nome mencionado num dos teus artigos xD, já que eu acho que o teu espaço é um dos mais antigos aqui do PTW.

    Bem como já estivemos a falar sobre isto, já sabes mais ou menos a minha opinião, aliás, disseste todos ou quase todos os pontos que eu disse no nosso mini-debate, por isso vou limitar-me a responder às tuas perguntas.

    1 – Achas bem ou mal o fim da brand split?
    Acho muito mal, por todas as razões que já disseste, mas ainda estou à espera que alguém me faça ver algo de positivo no fim da brand split, se alguém souber algum argumento a favor do fim da brand split, por favor que me digam. E por favor, não venham com argumentos que já estão refutados no artigo do Tiago Silva.

    2 -Com o fim da brand split quem acham que vai sair prejudicado no meio disto tudo?
    Quem saíria mais prejudicado no meio disto tudo? Toda a gente LOL Não são só os mid e low-carders… esses claro que saem prejudicados, pois vão ser “draftados” para o Superstars. Mas muito mais gente vai ser prejudicada. Reparem: equipa criativa, main eventers, fãs, e como consequência, a própria WWE. Vamos por partes:

    -Mid e low-carders; como já disse, vão perder destaque e o mais provável é alguns serem despedidos.

    -Main eventers; se os mid e low-carders perdem destaque, esse destaque vai para os main eventers, e se esse destaque vai para os main eventers, eles vão ter de trabalhar mais, as lesões vão surgir mais frequentemente, e o cansaço vai aparecer mais cedo ou mais tarde.
    -equipa criativa; vão sofrer também, pois, como já disseste, ou trabalham o dobro e fazem storylines decentes, que consigam ser suportadas duas vezes por semana, e ao mesmo tempo que tenham uma duração decente, e isso acabará por os cansar mais cedo ou mais tarde, mais cedo ficam sem ideias e mais cedo serão despedidos, ou então continuam o mesmo ritmo de trabalho e as storylines, assim como os shows, tornam-se aborrecidos por estarmos a ver tanto a Smackdown como a Raw a começar, por exemplo com o Alberto Del Rio e o John Cena, e aí os fãs vão-se cansar também, o que me leva ao ponto seguinte:

    -os fãs; os fãs vão se cansar, vão perder o interesse, vão deixar de ver alguns wrestlers do low e mid card que gostavam (eu por exemplo prefiro o Tyson Kidd ao John Cena, adoro ver o Drew McIntyre, o Wade Barrett, Justin Gabriel, entre outros e com isto estou mesmo a ver que já só os vou poder ver no Superstars, completamente à deriva, alguns já estão LOL), e vão acabar por deixar de comprar o produto… ou seja… por último, quem sofre com isto será:

    – A WWE; vai perder dinheiro.

    3 – O que esperas que aconteça agora com o fim da brand split?

    O que espero que aconteça? A resposta acima já responde a parte desta pergunta, mas, para aprofundar um pouco, além de todas aquelas desvantagens, ainda temos a hipótese de unificarem os títulos -.-‘ isso é que não, por favor! Vai retirar alguma pica ao programa, e aquela coisa de haver combates e promos entre o WWE Champion e o World Heavyweight Champion ocasionalmente (que eu adoro) vai deixar de existir se unificarem os títulos, já para não falar, q

    • Mal saiu a noticia que anunciou o fim da brand split pensei logo em fazer um artigo sobre o tema e houve aquele mini-debate por isso é que referi o teu nome porque era justo faze-lo porque opiniões não saiam só de um lado e depois ainda se via por ai comentários a dizer que era fixe o fim da brand split e que não fazia diferença e comecei logo a ter a certeza que queria escrever isto.

      O resto que queres que diga a não ser concordo? xD

      E talvez para a semana seja os lutadores mais prejudicados com isto, mas TALVEZ xD.

      • Chazz_Princeton - há 5 anos

        Mas devo já dizer também que escolheste muito bem o tema, porque essas pessoas que acham o fim da brand split “fixe” ou que acham que não faz diferença, deviam ler isto a ver se ganham algum juízo.

        E realmente, a única entidade que nos pode provar que o fim da brand split é algo de bom, é a WWE, mas eu mesmo assim gostava que alguém me desse argumentos a favor, que não estivessem já refutados com o teu artigo e o meu comentário… se alguém quiser argumentar, força xD

      • O interesse quando se le artigos é debater isso depois e se alguem apresentar argumentos para algo positivo que o faça porque todos tem a sua opinião e sempre bom ouvir opiniões diferentes desde que façam sentido é claro.

    • Sin Mascara - há 5 anos

      Queres saber de algo bom com o brand split? O aumento do prestígio dos títulos intercontinental e dos Estados Unidos pois estes vão passar a rodar por main eventers que os vão voltar a meter ao mesmo nível dos títulos mundiais. Se as desvantagens são mais que as vantagens? Sim, são, mas vantagens existem.

      • Esse ME a lutar pelos Títulos dos Estados Unidos e Intercontinental são o ME que vão perder o lugar no card e se a WWE quiser voltar aos planos antigos que nunca chegaram a ser descartados esses títulos acabaram por ser unificados.

      • Chazz_Princeton - há 5 anos

        Isso de facto é uma vantagem, o facto de elevar os títulos secundários, mas é uma vantagem, vantagem essa que trás mais desvantagens, por exemplo, supondo que os main eventers que vão descer no card começam a lutar pelo título IC e o USA, lutadores como Jack Swagger, Dolph Ziggler, Cody Rhodes, vão começar a aparecer menos, não vão poder brilhar. E depois ainda é possível a unificação dos títulos.

        Acho que a tua justificação não compensa, porque os títulos secundários podem muito bem ser elevados de outras formas, tendo os mesmos lutadores no mid card que temos agora, se fizessem storylines mais bem construídas, e se promovessem mais essas storylines, não era preciso ter main eventers no mid card.

  6. Chazz_Princeton - há 5 anos

    3 – O que esperas que aconteça agora com o fim da brand split?

    O que espero que aconteça? A resposta acima já responde a parte desta pergunta, mas, para aprofundar um pouco, além de todas aquelas desvantagens, ainda temos a hipótese de unificarem os títulos -.-’ isso é que não, por favor! Vai retirar alguma pica ao programa, e aquela coisa de haver combates e promos entre o WWE Champion e o World Heavyweight Champion ocasionalmente (que eu adoro) vai deixar de existir se unificarem os títulos, já para não falar, que, como disseste, vai passar a haver demasiados cães para o mesmo osso, e vai haver muito pessoal que merece ser campeão, que se agora não tem oportunidade (Miz e R-Truth), se houver apenas um título, ainda vai ter menos.

    Quanto ao título Cruiserweight, eu espero mesmo que o tragam, pois isso pode vir a salvar muitas superstars, embora não salve todas… mas é já uma ajuda.

    De qualquer modo, escreveste um bom artigo, e depois de o lerem, não sei como é que há alguém que seja a favor do fim da brand split, sem refutar todos e cada um dos teus argumentos, argumentos esses que eu acho muito difíceis de refutar.

  7. daniel (celtic warrior ) - há 5 anos

    sory o ke é a brand split ??? nao me estou a lembrar

    • Le com atenção a seguinte parte e vê se consegues perceber porque esta no artigo se ainda assim não perceberes diz que eu tento explicar por outras palavras.

      “Com a Brand Split tínhamos lutadores exclusivos a cada brand, os lutadores da Raw limitavam-se a trabalhar na Raw e os lutadores da Smackdown limitavam-se a trabalhar na Smackdown e só em casos especiais é que se juntavam e trabalhavam entre si e dou dois exemplos em noites de Draft e quando era para preparar o Bragging Rights. E continuo a defender que as coisas deviam continuar assim desta maneira.”

    • Chazz_Princeton - há 5 anos

      Antigamente na WWF tinhas a Raw, e os lutadores da WWF apareciam na Raw. Depois surgiu a Smackdown, e os lutadores da WWF apareciam nos dois shows.

      Depois, com a aquisição de algum pessoal da WCW e da ECW quando o Vince as comprou, a WWF ficou com um roster enorme, e para dar espaço à maior parte, fizeram a brand split. Dividiram o roster pelas brands, ou seja, um determinado número de superstars passaram a ser exclusivos da Raw e outro número da Smackdown, ou seja, não havia lutadores da WWF a aparecerem nos dois shows, mas sim lutadores da Raw a aparecerem na Raw e lutadores da Smackdown a aparecerem na Smackdown.

      O fim da brand split, é voltar a antes da aquisição, ou seja, voltar a fazer com que toda a gente (em teoria) apareça em todos os shows.

  8. Malamadre - há 5 anos

    Eu estou de acordo em tudo que é dito no artigo. Draft que é dos shows que eu mais gosto nao vai msm vai fazer sentido nenhum e o Bragging Rights tambem e daqueles ppvs que eu gosto e custuma ser muito bom e os shows de preparaçao nem se fala.
    Unificaçao de Titulos nem pensar nisso era demasiado mau.
    Para lutadores despedimentos, descidas no card nem pensar.
    O Fim da Brand Split foi a pior decisao de Triple H desde que começou a mandar na empresa.

  9. Malamadre - há 5 anos

    Achas bem ou mal o fim da brand split?

    – Nao acho bem nem acho mal acho simplesmente MUITO MAL.

    Com o fim da brand split quem acham que vai sair prejudicado no meio disto tudo?

    -Lutadores do Low-Card e Mid-Card e alguns lutadores do Main-Event tmb.

    O que esperas que aconteça agora com o fim da brand split?

    -Despedimentos, unificaçao de titulos, storylines cansativas, reinados mais pequenos e titulos descredibilizados.

  10. Tibraco - há 5 anos

    Tiago,

    Concordo com os teus argumentos e confesso também que não sou um apologista do fim da Brand Split. Contudo, considero que as pessoas que decidem os destinos da WWE não são propriamente burras e devem ter os seus motivos para levar esta ideia em frente.

    Existem pessoas que só acompanham o Raw e outras só o Smackdown. Eu , por exemplo, poucas são as semanas que vejo o Smackdown. Nesse sentido o facto de deixar de existir a Brand Split pode aumentar a audiência dos dois shows pois , provavelmente, irá cativar as pessoas que antes só se interessavam por um dos programas.

    Outro argumento a favor do fim da Brand Split é a possibilidade de feuds como Champion vs Champion ou Lutadores do Raw vs Lutadores do Smackdown , uma espécie de Bragging Rights só que com maior regularidade e não dedicada só a um PPV.

    Apesar de achar que esta nova situação pode orginar uma maior dinâmica nos programas semanais, estou bastante reticente quanto a esta solução pois pode fazer com que nos deixe saturados de ver sempre os mesmos lutadores a terem destaque. Enfim, é uma questão de aguardar os resultados mas para já não tenho uma opinião 100% definida.

    • Isso das feuds Champion vs Champion é das coisas que mais me preocupa porque ter campeões em feud tem que levar combates aos PPV´s e se isso acontecer tenho receio que surga a tal unificação de títulos coisa que eu não defendo.

      Feuds Raw vs Smackdown pode ate ser interessante no inicio mas vai com o tempo começa a cansar e torna-se uma coisa farta de se ver tal como a gimnick do John Cena.

  11. Johny - há 5 anos

    acho que uma coisa muito má que vai acontecer com o fim da brand split é o facto de o Royal Rumble, agora só ir ter superstars de uma brand. ás vezes existem aquelas rivalidades de smackdown vs raw e agora isso vai deixar de existir

    • A Royal Rumble até é das coisas menos afectadas. O Objectivo continua a ser o mesmo independentemente da brand.A única coisa que pode ser diferente é em caso de unificação de títulos o vencedor não ter opção de escolha.

      • Chazz_Princeton - há 5 anos

        Exacto, e se unificam os títulos, depois o que fazem com a Elimination Chamber que supostamente, há sempre uma que é pela oportunidade de ir à Wrestlemania…

        A Elimination Chamber acaba por ser afectada de maneira semelhante ao MITB…

        A Royal Rumble não perde interesse, o que se perde é a dúvida de qual o campeão que o vencedor da Rumble vai escolher…

      • Normalmente nas Elimination Chamber os dois títulos principais são defendidos tirando a edição de 2011 foram sempre defendidos ambos. Se estiver enganado alguem que diga.

      • Salgado - há 5 anos

        Tens razão no que estás a dizer, as únicas outas excepções, além dessa que referiste, foram em 2008 em que ambas as elimination chambers foram por oportunidades ao titulo na Wrestlemania e nao ao titulo em si.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador