Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Pepsi Plunge #51 – Rescaldo: WWE PPV’s em 2011 (Parte 2)

O Pepsi Plunge desta semana pretende dar continuidade ao tema iniciado na semana passada onde pretendo relembrar o que de melhor e de pior aconteceram nos PPV´s da WWE em 2011. Este domingo trago a segunda parte desses rescaldos falando do que aconteceu no Extreme Rules, Over The Limit e Capitol Punishment.

Extreme Rules

Depois do maior evento do ano, Wrestlemania, seguiu-se o Extreme Rules onde podemos considerar que foi um dos melhores PPV´s de 2011. Tendo a vantagem que todos os combates tinham estipulações extremas.

O Extreme Rules abriu em grande com um Last Man Standing entre Randy Orton e CM Punk. Inicialmente sabíamos que íamos ter um excelente combate mas a maior dúvida era quem venceria o combate, estas dúvidas existiam no inicio mas só mesmo no inicio quando os membros da New Nexus liderado por CM Punk foram banidos e ai praticamente foi fácil prever quem venceria o combate. Ambos os lutadores “respeitaram” o nome do evento e deram-nos um combate extremo tanto dentro como fora do ringue. Randy Orton acabou por vencer o combate após aplicar um RKO brutal e CM Punk não se conseguiu levantar antes da contagem do árbitro até 10. Este combate marcou o fim da rivalidade entre estes dois e até porque Randy Orton tinha draftado para a smackdown dias antes deste evento.

Depois de um excelente opener neste evento seguiu-se um Tables Match onde estava em jogo o Título dos Estados Unidos que se encontrava em poder de Sheamus. O Combate foi marcado momentos antes por Teddy Long num segmento com Sheamus e o seu adversário foi Kofi Kingston. No Draft que ocorreu dias antes do Extreme Rules ambos tinham mudado de brand, Sheamus foi para a smackdown e levou com ele o Título dos Estados Unidos e Kofi Kingston mudou para a Raw. Neste momento a Smackdown tinha os dois títulos secundários em sua posse portanto este combate podia alterar o rumo das coisas e fazer regressar o título à Raw. E foi mesmo isso que aconteceu Kofi Kingston venceu o combate após aplicar o Boom Drop em Sheamus que o fez atravessar a mesa, levando assim o Título dos Estados Unidos de volta a casa.

O terceiro combate da noite por um Country Whipping Match que opôs Michael Cole e Jack Swagger a Jerry Lawler e Jim Ross. Este era um combate e uma rivalidade que pouco interesse despertava nos fãs mas que foi uma grande aposta por parte da WWE no inicio de 2011. Neste combate os lutadores podiam usar um cinto e acabou por ser um combate como se esperava desinteressante a vitória acabou por ir para a equipa heel com Michael Cole a garantir a vitória por roll-up em Jim Ross.

O combate seguinte ia opor dois lutadores que estavam a ter uma das melhores feuds actuais, Rey Mysterio e Cody Rhodes num Falls Count Anywhere Match. Foi um combate muito bom e cheio de acção em todos os lados que este combate permite a vitória acabou por ser de Rey Mysterio após aplicar o 619. Este combate marcou o fim desta feud visto que Mysterio dias antes o Draft ditou a mudança para a Raw. Apesar da derrota de Cody Rhodes ninguém lhe tira o mérito de tudo que mostrou durante a feud e que foi o elevar da sua carreira.

O combate seguinte deu-nos acção feminina que opôs Layla e Michelle McCool que até á pouco tempo atrás formavam uma dupla, este combate tinha uma estipulação muito especial visto que a lutadora que perdesse o combate tinha que abandonar a WWE. Este foi dos melhores combates de divas que vimos nos últimos tempos na WWE e a vitória acabou por ser de Layla onde ditou que Michelle McCool tinha que abandonar a empresa. Mas não ia abandonar a empresa sem receber um presente, após o fim do combate aconteceu um dos debuts mais aguardados dos últimos, Kharma. Ela apareceu e atacou Michelle McCool aplicando o Implant Buster. Era assim os últimos momentos de uma das melhores divas que a WWE tinha.

O próximo combate era muito especial visto que um dos participantes ia tornar-se pela primeira World Heavyweight Champion. O combate era um Ladder Match entre Christian e Alberto Del Rio. Inicialmente este combate ia opor o Campeão, Edge a Alberto Del Rio mas semanas antes recebemos uma terrível notícia que devido a uma grave lesão Edge ia-se retirar dos ringues, uma notícia que apanhou de surpresa o mundo. Visto que Edge não podia competir tinha que se arranjar um novo candidato ao título e esse foi Christian que venceu uma Battle Royal para ter esta oportunidade. Ambos os lutadores deram tudo naquilo que foi o melhor combate da noite e onde Christian venceu e tornar-se pela primeira vez World Heavyweight Champion muitos anos depois de ter começado a sua carreira. No fim Christian festejou com o seu grande amigo Edge que lhe deu uma ajuda importante no combate.

De seguida tivemos um Lumberjack Match onde os WWE Tag Team Champions, Kane e Big Show iam defender os seus títulos contra o Intercontinental Champion, Wade Barrett e contra Ezekiel Jackson. Os WWE Tag Team Champions acabaram por manter os títulos após Big Show aplicar um chokeslam em Wade Barrett. E como é normal houve a tradicional confusão entre Lumberjacks.

Até agora tínhamos tido uma noite com grandes momentos e ainda faltava o Main-Event da noite onde o WWE Champion, The Miz ia defender o seu título numa Steel Cage Triple Threat Match contra John Cena e John Morrison. Foi um excelente combate e R-Truth ainda conseguiu interferir e impedir que John Morrison conquistasse o título. Foi um combate com muitas emoções que acabou quando The Miz se preparava para fugir da Cage e John Cena impediu aplicando o AA do topo das cordas garantindo a vitória e conquistando mais uma vez o Título da WWE.

Uma noite extrema sagrou novos campeões sendo dos deles dos títulos principais da empresa e neste evento a WWE mostrou que consegue fazer combates com estipulações mais extremas sem prejudicar a PG.

Over The Limit

O Over The Limit contou como grande destaque da noite um I Quit Match entre o WWE Champion, John Cena contra The Miz que acabou por desiludir e contou com um excelente combate pelo Título Mundial entre Randy Orton e Christian.

O combate que abriu o Over The Limit opôs R-Truth a Rey Mysterio. R-Truth tem estado muito bem desde que sofreu o heel turn e tinha agora uma hipótese de se afirmar como tal contra alguém como Rey Mysterio. O combate foi bom e R-Truth acabou por se conseguir afirmar-se visto que venceu Rey Mysterio apesar do final ter sido fraco. Depois do combate ter terminado R-Truth continuou a mostrar-se como heel e deu com uma garrafa de agua na cabeça do seu adversário.

O segundo combate esteve em jogo o Título Intercontinental de Wade Barrett que ia defender contra Ezekiel Jackson que era até pouco tempo atrás seu companheiro nos The Corre. Ezekiel Jackson acabou por vencer o combate por Desqualificação quando Heath Slater e Justin Gabriel apareceram e atacaram Jackson. Wade Barrett perdeu o combate mas como foi por desqualificação mantém-se assim Intercontinental Champion.

O terceiro combate foi entre a nova sensação da WWE, Sín Cara, que depressa deixou de ser sensação contra Chavo Guerrero. O Combate foi cheio de manobras high-flyer e algumas com falhas que acabaram por crucificar ainda mais Sín Cara. Apesar dessas falhas Sín Cara acabou por vencer o combate mas onde muita gente esperava muito mais.

De seguida tivemos acção tag team onde os WWE Tag Team Champions iam defender os títulos contra o líder dos New Nexus, CM Punk e contra um dos seus mais fortes aliados, Mason Ryan. O combate foi razoável e a vitória acabou para ir para os campeões que aplicaram um Double Chokeslam em Mason Ryan mantendo assim os títulos.

O combate seguinte proporcionou-nos acção feminina onde Brie Bella ia defender o Título de Divas contra Kelly Kelly. O combate não foi nada de especial e com ajuda da sua irmã Nikki Bella, a Campeã acabou por manter o título.

De seguida íamos assistir aquele que podia ser dos melhores combates da noite onde Randy Orton ia defender o Título Mundial contra Christian. Christian tinha conquistado o título no Extreme Rules mas perdeu-o na Smackdown seguinte para Randy Orton naquilo que tinha criado alguma polémica e tinha agora oportunidade de recuperar aquilo que lhe foi tirado. O Combate foi excelente e facilmente se percebeu que ia ser dos melhores combates da noite, a vitória acabou por ser Randy Orton após aplicar o RKO que lhe permitiu manter o Título Mundial.

Tudo indicava que a rivalidade entre Jerry Lawler e Michael Cole poderia chegar hoje ao fim e ambos se iam enfrentar num Kiss My Foot Match onde o derrotado tinha que beijar os pés ao vencedor. Michael Cole ainda tentou não combater devido a uma atestado médico que dizia que não podia competir mas o árbitro ignorou e o combate aconteceu. A vitória finalmente sorriu a Jerry Lawler e depois do combate ter terminado decidiu castigar Michael Cole por tudo que tinha feito nos últimos tempos e chamou alguma das pessoas mais criticadas por ele, primeiro apareceu Eve que aplicou em Cole um Moonsault de seguida apareceu Jim Ross que o sujou com molho e o melhor esteve no fim quando Bret Hart apareceu aplicando um sharpshooter em Michael Cole ao mesmo tempo que beijava os pés a Jerry Lawler. Finalmente esta rivalidade chegava ao fim.

No Main-Event da noite John Cena ia defender o Título da WWE contra The Miz num I Quit Match e com esta estipulação facilmente se percebeu o que ia acontecer neste combate. O combate foi de sofrimento para John Cena que praticamente foi dominado por The Miz e o seu “escravo” Alex Riley mas Cena nunca disse as palavras mágicas, o que não surpreende ninguém, então usaram uma estratégia brilhante que era uma gravação com a voz de John Cena a dizer I Quit, The Miz por momentos foi considerado vencer mas um erro permitiu ao arbitro descobrir o gravador e recomeçar o combate. Quando o combate recomeçou o Cena facilmente fez The Miz dizer as palavras mágicas o que desiludiu bastante neste combate. John Cena passou o combate todo a levar pancada e no fim faz uma ou duas manobras e faz The Miz dizer I Quit. O resultado era óbvio mas podiam ter dado mais credibilidade a The Miz na parte final.

Neste evento não houve mudanças de títulos mas se num combate pelo Título Mundial tivemos um combate excelente já o Main-Event deixou a desejar pelo final.

Capitol Punishment

O Capitol Punishment tinha a primeira edição em 2011, primeira e última pelos vistos. Os grandes destaques deste evento foram mais uma vez para os combates pelos títulos principais da empresa.

O opener deste PPV esteve em jogo o Título dos Estados Unidos onde Kofi Kingston ia defender o título contra Dolph Ziggler que se fazia acompanhar com Vickie Guerrero. Foi um bom combate e Dolph Ziggler contou durante o combate com ajuda da Vickie e acabou mesmo por vencer o combate após deixar Kofi Kingston inconsciente com o Sleeper. Dolph Ziggler venceu e tornou-se novo United States Champion naquilo que ia ser um grande reinado.

O segundo combate foi entre Alex Riley e o seu antigo PRO, The Miz. Depois de ter sido PRO de Alex Riley na segunda edição do NXT nunca mais se livrou dele e este durante muito tempo ajudou The Miz a conseguir os seus objectivos ajudando muito enquanto foi campeão, os desentendimentos aconteceram quando Alex Riley custou o título a The Miz no Over The Limit e Riley mudou de atitude marcando um forte impacto e tendo um forte apoio do público. Foi um bom combate e a vitória de Riley acabou por surpreender e tudo indicava que era o inicio de uma grande carreira na WWE.

O combate seguinte opôs Alberto Del Rio a Big Show. O confronto entre ambos começou logo durante a entrada de Alberto Del Rio quando foi atacado por Big Show e pouco de pois aparece outro “monstro” furioso que procurava vingança sobre Big Show, Mark Henry. Apareceu e destruiu Show quando aplicou o World´s Strongest Slam na mesa de comentadores. Quando o combate começou Alberto Del Rio aproveitou a lesão do gigante e massacrou durante o combate inteiro a perna do seu adversário e o árbitro acabou por terminar o combate ao dar Big Show como incapaz de competir.

Wade Barrett de seguida ia defender o Título Intercontinental mais uma vez contra Ezekiel Jackson. Desta vez as coisas acabaram melhor para Ezekiel Jackson visto que acabou por vencer e desta vez conseguiu conquistar o título quando fez Wade Barrett desistir com o Torture Rack. Depois desta derrota de Wade Barrett muita gente se questionou se esta derrota era o inicio de uma caminhada para o Main-Event.

O próximo combate do Capitol Punishment opôs CM Punk a Rey Mysterio. Sem dúvida foi um grande combate com ambos a protagonizarem um excelente combate e que foi um dos melhores deste evento. Depois desta vitória de CM Punk abriu-lhe novas oportunidades na empresa e a história ainda ia ser feito daqui para a frente.

Finalmente um dos combates que mais se esperava ia acontecer. Novo combate entre Randy Orton e Christian pelo Título Mundial ia acontecer e depois dos combates vistos entre estes dois só se podia esperar mais um grande espectáculo. O Combate não foi tão bom como o combate no Over The Limit mas ainda assim foi um espectáculo muito bom. Randy Orton venceu este combate mas de forma polémica depois de o Campeão aplicar o RKO e ter feito o pin o pé de Christian encontrava-se debaixo das cordas mas o árbitro não viu e nada foi alterado. Christian reclamou, reclamou e reclamou e como toda a gente sabe que Randy Orton não tem muita paciência para estas coisas acabou por acertar com o título em Christian. Sem dúvida que depois destes acontecimentos que a feud ainda esta longe de terminar. Mas outra pergunta que faço foi o porque de este combate não ser Main-Event? Porque sem dúvida que este combate era o que mais interessantes despertava.

Antes do Main-Event da noite tivemos mais um combate que inicialmente não estava marcado que opôs Evan Bourne a Jack Swagger que já vinham a ter conflitos nas últimas semanas. O combate até que foi bom e acabou com a vitória de Evan Bourne.

No Main-Event da noite estava em jogo o Título da WWE onde John Cena ia defender o título contra R-Truth. Muita gente classificou inicialmente este combate de desinteressante e muita gente não percebeu o porque deste combate ser o principal da noite. O combate foi fraco e no final R-Truth foi traído por um “Little Jimmy” que lhe atirou com água e isso permitiu John Cena vencer o combate. Combate fraco para um final fraco.

Os maiores pontos de interesse para este combate foi para o combate pelo Título Mundial entre Randy Orton e Christian e a feud ainda promete continuar, outra curiosidade após este evento foi em relação ao futuro de CM Punk.

Nos três eventos falados neste artigo em relação aos títulos principais John Cena nos três eventos esteve na luta pelo Título da WWE, num conquistou o título e nos outros dois defendeu-os com sucesso. Na luta pelo Título Mundial, Christian também esteve na luta pelo Título Mundial nos três, num conquistou o título e nos outros dois tentou reconquista-lo.

Termino assim a 2ª parte deste artigo e deixo agora algumas questões para os leitores:

– Qual destes três eventos gostaram mais de assistir?
– Que combates destacas deste eventos?

Bom domingo e até para a semana ;)

Sobre o Autor

18 Comentários

  1. Ale - há 5 anos

    Vai te a 3ª parte desse artigo,né? tem q fala do Money In the Bank, pra mim o melhor PPV do ano, com a melhor storyline, melhor combate, five stars match entre CEna e Punk.

  2. Frederico_WWE - há 5 anos

    Parabéns pelo artigo:
    Tivemos um extraordinário Extreme Rules e quando dizes que tivemos a vantagem de ver combates com regras extremas tens toda a razão são tão poucas as vezes que isto acontece que quando há por si só já se torna especial e é também aí que digo que esta era está gasta porque combates mais “violentozinhos” que qualquer homem gosta de ver só acontecem muito de vez em quando enfim…
    Christian ter ganho o Titulo Mundial deixado vago pela retirada de Edge foi o ponto alto do Extreme Rules mas o main event com Cena, Miz e John Morrison foi brutal um dos melhores PPV de 2011 mesmo.
    O Over the Limit e o Capitol Punishment foram maus deseiludiram muito com Main Events fracos e com Cena sempre campeão já tava a fartar não ha muito a dizer espero que em 2012 a WWE apresente PPV melhores que o Over the Limit e o Capitol Punishment principalmente este último que foi uma desilusão.

  3. WWE Universe - há 5 anos

    Gostei mais de assitir ao Extreme Rules pois todos os combates tiveram estipulações extremas

    Destaco do Extreme Rules o main-event
    Destaco do Over the Limit o combate Kiss My Foot Match
    Destaco do Capitol Punishment o combate entre Del Rio e Big Show

    Este rescaldo terá 5º parte?

  4. Malamadre16 - há 5 anos

    Bom artigo!
    Destes PPV´s o melhor foi o Extreme Rules sem dúvidas e para mim esta no top5 de melhores PPV´S de 2011 e o Capitol Punishment na minha opiniºao foi o pior PPV de 2011 e de certeza que muita gente concorda comigo.
    Os combates que destaco deste artigo sao:

    – Extreme Rules – Randy Orton vs CM Punk; Rey Mysterio vs Cody Rhodes; Christian vs Alberto Del Rio

    – Over The Limit – Christian vs Randy Orton

    – Capitol Punishmente – Christian vs Randy Orton.

    O Main-event do OTL foi uma vergonha e pelos motivos que tu referiste, um bom reinado de The Miz ate perder para Cena e no rematch com o comeback perde em poucos segundos? E O Main-event do CP R-Truth vs John Cena?

    • Sim nisso concordo para mim o Extreme Rules também esta na minha lista de 5 melhores PPV´s de 2011.

      O ME do CP é o que designamos de Little Jimmy´s ao poder xD

      • Malamadre16 - há 5 anos

        gostei da expressao little jimmys ao poder xDDD
        O cp é normal qe ninguem o compre pela porcaria qe foi

  5. José Sousa - há 5 anos

    Gostei mais pessoalmente do Extreme Rules, no Extreme Rules melhor combates foram Randy Orton vs CM Punk; Rey Mysterio vs Cody Rhodes; Christian vs Alberto Del Rio. nos restantes concordo e considerei os melhor combate sempre o Orton contra o Christian.

  6. WWE Universe - há 5 anos

    Destaco o Kiss My Foot Match porque quando penso no Over the Limit o combate que me faz recordar o PPV é Jerry Lawler vs. Michael Cole
    Mas tambem gostei muito do World heavyweight match

  7. lucasmania - há 5 anos

    Extreme Rules com certeza
    John Cena VS Miz VS John Morrison

  8. Jorge Silva - há 5 anos

    Extreme Rules
    O combate do steel cage pelo Título da WWE e os combates entre Randy Orton e Christian principalmente no Over The Limit ke foi dos melhores deste ano.

  9. Master of Chaos - há 5 anos

    É cara, o Cena venceu pelo título nestes três PPV’s citados.

  10. Jerry Tyler - há 5 anos

    PPV Extreme Rules, na minha opinião foi o melhor

    ER – Christian vs Del Rio, Kingston vs Sheamus, Punk vs Orton e Cena vs Miz vs Morrison

    Over the Limit – Orton vs Christian e Cena vs Miz

    CP – Riley vs Miz e Christian vs Orton

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador