Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Piledrivin’ Everyone #12 – Day After

Sejam bem vindos a mais um Piledrivin’ Everyone!

Hoje falaremos sobre um assunto que costuma gerar muita discussão. Desde que voltei à ativa, assistindo regularmente aos programas televisionados da WWE, uma coisa sempre me chama a atenção: o que esperar da RAW do dia seguinte a um Pay Per View? E às vezes é uma preocupação pertinente, pois normalmente, os PPVs deixam no ar – para bem ou mal – o que poderia acontecer na sequência de certos desenvolvimentos. Geralmente muita gente reclama da RAW do dia seguinte, mas será que temos motivos para temê-las?

Decidi focar em datas mais recentes, mais especificamente a Raw que sucedeu a WrestleMania 28, sendo que desde lá se seguiram 4 “RAWs-Day-After”.

wm_card

WrestleMania 28: um card de respeito!

Pode não ser uma unanimidade, mas tivemos este ano uma boa Wrestlemania. É claro que não conseguem fazer tudo certo – o combate pelo WHC entre Sheamus X Bryan, por exemplo, pra mim foi um fiasco -, mas no geral, houve bons combates, ou alguém ousaria negar que o “The End of an Era” não foi um dos melhores combates de sempre?

Neste cenário, o que poderia nos reservar a WWE para a RAW do dia 02/04? Uma RAW de tirar o fôlego! Com altos e baixos, mas inegavelmente um show que valeu a pena assistir.

The Rock aparece dizendo que ainda sonha em ser campeão (bom começo), um combate pelo US Championship entre Santino, Ziggler e Swagger, o retorno de Alberto del Rio e as “estreias” de Tensai e Abraham Washington (sendo que o último começou a ganhar certo destaque somente agora), bons combates e segmentos importantes, como o ataque de Jericho a CM Punk com bebida e é claro, o retorno de Brock Lesnar e o consequente ataque a Cena. Sem dúvida, uma dessas que devem ser lembradas entre as quase 1000 que já foram ao ar!

Algumas semanas depois, tivemos o Extreme Rules, PPV muito esperado, por contar com o combate – excelente, por sinal – entre Lesnar X Cena. Para além disso, tivemos ainda Orton X Kane, Rhodes X Big Show, o rematch entre Sheamus X Bryan, mais um capítulo da rivalidade entre Punk X Jericho e o regresso com direito a título de Layla. No geral, também um bom PPV. E quanto à RAW do dia 30/04, teria dado continuidade a tudo que foi visto no domingo?

cena_lesnar

Lesnar X Cena: eletrizante, do início ao fim!

Com um início avassalador, com direito a Brock Lesnar a “partir” o braço de Triple H, a RAW em questão teve ainda um combate pelo Tag Team Championship. E neste combate trocaram de mãos, cabendo a Kofi Kingston e R-Truth o feito. Ainda podemos destacar os cinco combates Beat the Clock (Santino/Miz, Y2J/Big Show, Orton/Swagger, Kane/Khali e Bryan/Jerry Lawler), em que Daniel Bryan se tornou #1 Contender pelo WWE Championship e o segmento em que houve o ataque de Laurinaitis, Tensai e Sakamoto a John Cena, o que culminaria no combate principal do Over the Limit. Um bom PPV, e uma ótima sequência, em que novas histórias tiveram seu início.

Com o Over the Limit, a WWE trouxe um PPV em minha opinião razoável no que toca a ótimos combates, mesmo assim foi melhor que o de 2011, sendo os combates pelos títulos principais os que mais empolgaram. Quanto às surpresas, o retorno de Christian a ganhar um Battle Royal e o Intercontinental Championship na mesma noite, e é claro, o heel turn de Big Show, depois de um main event que só serviu para aumentar o “descontentamento” principalmente de Cena com relação ao “People Power” (voz rouca). Já que o PPV teria deixado a desejar, o que a RAW traria no rescaldo?

show_johnny

Over the Limit: breve sobrevida do “People Power”…

Esta RAW do dia 21/05 tinha que colocar às claras uma história: quem intereferisse no main event não seria demitido? Laurinaitis não disse que readmitiu Big Show no sábado? E aí, o que fazer? Depois de algum papo e algumas declarações no Twitter e Facebook e uma historinha muito mal contada, o que se viu foi um Big Show definitivamente recontratado e firmando seu heel turn. Cena enfrentou Otunga (WHAT?) e obviamente venceu. Entre os campeões, somente Christian combateu num solo vencendo Jinder Mahal. Sheamus fez tag com Cena, num main event Handicap Match contra Tensai e a ainda dupla Swagger/Ziggler. As grandes presenças ficaram (pra variar) por conta de Del Rio/Orton, com interferência de Y2J e Kane/Bryan. Uma RAW que conseguiu levar emoção a quem assistiu, e na minha opinião, conseguiu mais combates excelentes do que no PPV do dia anterior.

Enfim, o No Way Out! Um PPV que mais do que qualquer dos outros, foi muito controverso, sendo que praticamente só houve vitórias faces (o praticamente fica se considerarmos Titus O’Neil/Darren Young heels). Por conta disso, muitos gostaram, mas boa parte até considerou como o pior PPV do ano. O fato é que enfim John Laurinaitis enfim ouviu as “duas palavras” de Vinc McMahon. Particularmente, gostei do PPV, com excessão aos “combates menores”, mas ainda viria a RAW…

slater_cyndi

Retorno de Cyndi Lauper: alguém tire o microfone do Slater, por favor…

Mas, o que aconteceu neste 18/06? Mick Foley como GM provisório até agradou, mas a parte boa se resumiu aos dois primeiros combates (apesar do combate entre Ziggler/Swagger ter sido muito rápido, pelo que representava) e o retorno de Triple H, e seu embate físico com Paul Heyman. Del Rio vs Marella e o Tag Team Match ficaram muito aquém do que se esperava. Para o retorno de Cyndi Lauper eu sinceramente esperava mais. Até fez sentido Slater dizer que ele era melhor, e que aquele disco de ouro era coisa antiga, mas aquela música dele foi terrível! Pra finalizar a RAW, um combate fraco, que teve como ponto alto o abandono de Otunga e Big Show a Laurinaitis. Pelo jeito, pra ele voltar à TV, deve ser em algum papel parecido com o que Teddy Long vinha apresentando. Mas sem dúvida foi uma RAW fraca, pelo que se esperava.

A pergunta que me faço, sempre que acaba um PPV: o que poderia esperar para o dia de amanhã? Pois parece que, depois da Wrestlemania, que foi um bom PPV e teve uma RAW à altura, o que se seguiu foi que quando temos um bom PPV, parece que buscam correr atrás na RAW seguinte, mas quando vemos um ótimo PPV, a RAW deixa a desejar – de modo mais geral. O que acontece com a WWE atual? Será que os bookers não são tão bem pagos, que não têm a capacidade de usar sua criatividade para apresentar qualidade nos dois dias? O que podemos notar é que os ratings de RAWs não têm sido tão atrativos nos últimos tempos e muitos cânticos de BORING se têm ouvido.

raw_1000

RAW #1000: expectativa em alta. Será correspondida?

Às vésperas de uma comemoração histórica – a RAW de número 1000 -, nos resta esperar que esta, numa data especial, seja a primeira de muitas em que teremos shows em que não tenhamos sono, que consigam nos prender com olhos muito bem abertos, do início ao fim. O início de uma era de RAWs (e shows e PPVs em geral) em que os títulos e os combates por eles sejam de excelência, em que as feuds sejam bem construídas, com combates bem planejados e histórias coerentes, ou não passou pela cabeça de ninguém a ausência por lesão de Del Rio no No Way Out e sua presença na RAW seguinte? Um dia resolveu seu problema?

Este artigo foi mais como um desabafo! Às vezes sinto como se a WWE tivesse momentos de “branco”, em que boas feuds são esquecidas, outras sem sentido são criadas, bons talentos são relegados ao “limbo” e títulos perdem seu “valor”, passando de mão em mão tal como uma batata quente!

Enfim, deixo perguntas para discussão: andas satisfeito com o que se tem apresentado nas “RAWs-Day-After”? Achas que o problema está somente nelas ou é um problema generalizado, que se estende também à SmackDown e demais programas?

C ya next time! YES, I’m back!

Sobre o Autor

Foto de perfil de Facebook
- Professor e futuro Analista de Sistemas. Amo música de qualidade, computadores, wrestling e um bom futebol (não necessariamente nessa ordem).

14 Comentários

  1. João Macedo - há 4 anos

    Andas satisfeito com o que se tem apresentado nas “RAWs-Day-After”? Achas que o problema está somente nelas ou é um problema generalizado, que se estende também à SmackDown e demais programas?

    Em princípio, o problema deverá estar principalmente nas Raw’s, uma vez que é o principal programa e é dele que as pessoas esperam mais. Isso das Raw’s não darem seguimento à qualidade de um PPV é algo recorrente nos dias de hoje na WWE, penso que isto acontece porque não tem uma concorrência muito aberta (como tinha nos anos 90, com a WCW). Hoje, tem a TNA, que tem subido a olhos vistos, mas ainda não consegue proporcionar disputa taco a taco com a WWE. Mas não sei se é este o causador deste problema, apenas os bookers deverão saber…e Vince, também.

    • Foto de perfil de Facebook

      Flavio Bruniera - há 4 anos

      Boas João!

      A falta de concorrência é um caso sério mesmo. Tudo que é monopolizado (sem desmerecer a TNA) acaba padecendo com a falta de qualidade em alguns momentos. Realmente não é tanto culpa deles, mas da situação…

  2. Frederico_WWE - há 4 anos

    Grande Flávio para nossa alegria aqui estás de regresso!
    Andas satisfeito com o que se tem apresentado nas “RAWs-Day-After”? Achas que o problema está somente nelas ou é um problema generalizado, que se estende também à SmackDown e demais programas?

    Sinceramente eu tenho sido um bocado critico com a qualidade do que se tem visto ultimamente e principalmente depois do Extreme Rules há muitos aspectos tal como a Salgado referiu naquele seu artigo o “Step by Step” que neste momento estão a falhar na WWE.
    Não tive dúvidas em classificar o No Way Out como um dos piores PPV’s do ano aliás já esperava isso quando comentei na Antevisão ao No Way Out.
    Aqui terei de repetir um comentário que fiz há pouco tempo porque julgo fazer todo o sentido neste teu artigo:

    Não se admirem se os ratings forem baixos e as vendas do No Way Out desastrosas!
    Estou a ficar um pouco farto de ouvir todas as semanas os comentadores da WWE dizerem: “this was probably one of the best moments in the history of the wwe” não brinquem com as pessoas só para parecerem bem porque não temos visto nada de muito relevante nas últimas semanas e pode ser que se os cânticos “BORING” aumentarem a WWE acorde e faça pelo menos metade do que a Salgado disse no seu artigo sensacional de como a WWE podia melhorar aos seus olhos!
    É preciso um BOOOOM novamente na WWE!
    E prontos basicamente este comentário foi a minha shoot promo deste Verão mas não vai levar a nenhum angle…
    WAKE UP WAKE UP WWE!
    Dizer também que eu penso que isto vai melhorar ou seja o grande angle de Verão ainda está para vir espero eu e há dados interessantes como o WWE ’13 falar em revolução e ter muitas personagens da Attitude Era e agora o DVD da Attitude Era ser lançado e eu não acredito como é óbvio no regresso dessa Era porque tal é impossivel mas algo relacionado com ela tipo uma invasão na RAW 1000 sei lá nem sei que pensar a ver vamos…
    Parabéns!

    • Foto de perfil de Facebook

      Flavio Bruniera - há 4 anos

      Olá Frederico. Bom vê-lo por aqui!

      Realmente havia lido este seu comentário e o conjunto dele com os vários que tenho lido (especialmente após a WM) me fizeram refletir sobre este assunto. BORING só se tem feito mais e mais presente nos cânticos, tanto durante combates quanto em segmentos diversos (Cyndi Lauper ouviu um bocado desses).
      Quanto aos PPVs, digo isso no geral (analisando combates, estreias, aparições, definição de histórias), acredite ou não, não gostei do Over the Limit, mas o No Way Out e o Extreme Rules não me agradaram, mas gostei um pouco mais.

      Pura questão de gosto mesmo, mas respeito demais seus motivos para não gostar, até porque nossos pensamentos, em sua maioria, convergem.

  3. Mario Magalhaes - há 4 anos

    Grande artigo Flávio, sobre as perguntas.

    Andas satisfeito com o que se tem apresentado nas “RAWs-Day-After”?
    Olha fiquei também um pouco decepcionado com esta última Raw. A WWE precisa resolver essa questão logo de quem será o novo GM, penso que eles estão muito a se preocupar com o SummerSlam e a Raw 1000 e deixando um pouco de lado as questões atuais.

    Achas que o problema está somente nelas ou é um problema generalizado, que se estende também à SmackDown e demais programas?
    A decisão da WWE, de termos a Raw Supershow e com isso o fim das brands, parece que deixou os escritores das histórias com várias dúvidas e assim eles acabam não dando prosseguimento a rivalidades e a certas ideias que acabam colocando em prática e em seguida é totalmente esquecida.

  4. Tomás Carneiro - há 4 anos

    Agora sim, ainda bem Flavio, parabens.
    “andas satisfeito com o que se tem apresentado nas “RAWs-Day-After”? Achas que o problema está somente nelas ou é um problema generalizado, que se estende também à SmackDown e demais programas?”

    Tal como disseste as RAWs-Day-After são quase como a bolsa, alguns estão em alta e outros muito em baixo, por exemplo tal como diz no artigo, a Raw depois da WM foi muito boa, eu concordo completamente, mas depois do NWO tivemos esta Raw fraca, apesar do NWO ter sido um PPV com bons combates, foi previsível, e o facto de ter sido um PPV previsível dificulta muito a construção de storylines, acho eu.
    Sinceramente acho que a SmackDown pós-PPV não descem nem sobem muito de qualidade, sinceramente para mim acho que a Smackdown, devido a RAW Supershow, têm menos Star Power, tal como a Salgado escreveu no seu artigo. Uma coisa que acho piada é que com um roster um pouco fraco, a WWE parece ter às vezes títulos a menos, apesar do roster mais fraco, pois os grandes talentos, como Tyson Kidd, Dolph Ziggler (agora já não), estavam esquecidos e nem em feuds por títulos têm, nem um push têm, quando às vezes pessoas como o Heath Slater tem um título, parece-me também que tem títulos a mais, pois não conseguem ter histórias credíveis o suficiente para um título.

    Parabens pelo artigo.

  5. FábioVaz - há 4 anos

    Muito bom artigo meu amigo Flávio, e realmente tens razão…a WWE tem alguns problemas, como essa storyline entre Punk/Bryan/Kane/AJ… a storyline para o PPV ficou incrivel e cada pessoa do WWE Universe tinha um palpite diferente para o que aconteceria na luta pelo PPV… e a luta em si foi algo que desapontou a grande maioria pela ansiedade que todos estávamos para esse embate… a WWE peca muito devido ao Vince tomar as rédias sempre e não deixar os outros trabalharem direito, e as vezes as ideias que o Vince tem são simplesmente ridículas.

    “andas satisfeito com o que se tem apresentado nas “RAWs-Day-After”?”
    Realmente é como você disse…quando o PPV é bom, a Raw deixa a desejar… quando o PPV é ruim, eles tentam agradar na Raw…acho que a WWE tinha de arranjar um equilibrio pra isso, pois do que adianta agradar a todos em um dia e no outro decepcionar geral?

    “Achas que o problema está somente nelas ou é um problema generalizado, que se estende também à SmackDown e demais programas?”
    A Smackdown hoje, pra mim, não é nem sombra do que já foi, é lamentável para os antigos fãs da WWE verem como as coisas estão agora, NXT e Superstars são shows que a WWE achou pra tampar os buracos dos dias de semana… enfim, acho que nesse tempo estamos bens fracos quanto a tudo.

    See you on next week my friend!!

  6. The Whole Fuckin Show Off - há 4 anos

    sem ofença mas nao curti muito este artigo

    • Foto de perfil de Facebook

      Flavio Bruniera - há 4 anos

      Não é ofensa alguma Fuckin Show Off!
      Justamente por ser um artigo de opinião tem muito mais chance de isso acontecer.
      Deixe alguma sugestão para que ele possa melhorar.
      Confesso que me surpreendi com teu comentário, mas é ótimo pra que eu possa rever minha escrita, quem sabe até pensar melhor sobre o que escrever.

      Obrigado pela visita!

      • João Macedo - há 4 anos

        Interessante…toda a gente achou o assunto do artigo interessante e ele não gostou, porque será? Cá para mim não leu, foi o que foi…mas pronto, cada um tem direito à sua opinião. Excelente artigo Flávio, existem pistas sobre o tema a abordar na próxima semana?

      • Foto de perfil de Facebook

        Flavio Bruniera - há 4 anos

        Olá João!
        Costumo esperar algum assunto especialmente após as RAWs, mas às vezes dou uma “escafunchada” no WWE.com. Vejamos o que pode acontecer nos dias que se seguem. Mas agora fiquei curioso: sua pergunta foi por que tinhas alguma sugestão? Se for, não hesite, mande-a!

        Abraço e obrigado!

  7. 619 D-generation X - há 4 anos

    Slater deveria mesmo parar de usar o microfone e rivalizar com alguem tipo Justin Gabriel

    • Dolph Ziggler - há 4 anos

      O Justin Gabriel, ultimamente, tem feito equipa com o Tyson Kidd e digo-te já que fazem uma equipa excelente. Portanto, está fora de questão o Justin Gabriel ter rivalidades individuais, a não ser que a WWE separe o Justin e o Tyson, o que, para mim, era uma má ideia.

      Quanto ao Slater, penso que podiam usa-lo um bocado melhor, é verdade que ele é bastante fraco no micro, mas a lutar não é assim tao fraco.

      Agora sobre o artigo, gostei bastante de ler e estou curioso para saber o que vais escrever na próxima semana.

      Bom trabalho e bom dia!

  8. Master of Chaos - há 4 anos

    Grande Bruniera.

    Grande artigo cara, realmente, o dia após a WM foi sensacional, gostei de cada segmetno, menos o pelo WHC é claro, onde até o Dark Match foi melhor.

    Adorei o End of a Era, foi sensacional.
    Para os outros PPV’s o memso, mas o que foi muito bom também form as Raw’s dos dias seguintes, onde vimos um ataque de Lesnar a Cena e o regresso de A-Train.

    Andas satisfeito com o que se tem apresentado nas “RAWs-Day-After”? Achas que o problema está somente nelas ou é um problema generalizado, que se estende também à SmackDown e demais programas?

    R:. Com as Raw’s pós-PPV eu estou satisfeito, mas ultimamente não vi Raw’s lá emocionantes como as antigas, mas acho que o problema está somente na Raw, a SD para mim está ótima, o Superstars não tem nenhum problema.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador