Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Sharpshooter #31 – Análise ao WWE Championship

Olá a todos do Sharpshooter! Bom, minha rotina começa bem cedo, acordei nesta Sexta-feira (20/09/2013) pensando em um bom tema para o artigo, cheguei a conclusão e vou abordar vários temas com um único fundamento, o WWE Championship, o principal cinturão daquela que é considerada a maior empresa de Wrestling do mundo.

Primeiro vamos voltar um pouco no tempo, deixando ênfase naquele que é um grande wrestler e o melhor mic-work da PG Era, CM Punk. Vamos voltar ao ano de 2011, a primeira troca de cinturão que aconteceu foi de Miz para John Cena, após ele ganhar uma Steel Cage Match com John Morrison também. A partir daí começou algumas trocas que começaram a desvalorizar o cinturão que The Miz tinha acabado de ter um grande reinado.

Começou então com o início dos dois WWE Champions, CM Punk ganhou de Cena no Money in the Bank daquele ano, como era seu último dia de contrato, ele abandonou a empresa com o cinturão. Uma semana depois teríamos outro campeão coroado ao cinturão vago, visto que Rey Mysterio venceria um torneio pelo WWE Championship e se consagrou pela primeira vez campeão do mesmo. Entretanto, a felicidade de Rey durou bem pouco… Triple H chega ao ringue e defende que Cena deveria ter uma rematch pelo cinturão, aquilo seria na mesma noite e Cena ganharia mais uma vez o WWE Championship. Mas… resumindo, ainda tínhamos Punk como campeão, dois WWE Champions.

No Summerslam 2011, com Triple H como árbitro especial, saberíamos que seria o verdadeiro WWE Champion. Tivemos um excelente combate, em que Punk ganhou após um GTS em Cena e o pin com o pé de Cena na corda. Após o combate a congratulação de Punk, aparece Kevin Nash e ataca CM Punk, deixando-o vulnerável ao cash-in de Del Rio, que se tornaria WWE Champion na mesma noite.

Havia boatos com o que aconteceria com Del Rio e seu reinado, que poderia dar valor ao WWE Championship e ao próprio Del Rio, mas a WWE decide coroar Cena pela décima vez campeão da WWE, deixando Alberto Del Rio com um mísero reinado (detalhe: este reinado de Cena não durou sequer um mês, mas ele era 10 vezes WWE Championship).

Não durou um mês porque Del Rio conquistaria novamente o cinturão no Hell in a Cell, contra CM Punk e John Cena. Outra vez, Del Rio teria um curto reinado, pois o cinturão da WWE iria trocar de mãos novamente, parando nas mãos de CM Punk (desta vez no Survivor Series). Neste momento ninguém botava esperanças naquele cinturão, sendo um cinturão desvalorizado, apenas mais um cinturão.

Mas aí que nos enganamos! Foi exatamente no dia 20/11/2011 que o WWE Championship iria tomar um novo rumo, Punk iria defender com sucesso o cinturão por várias ocasiões. Começou no TLC, o último Pay-per-view daquele ano, ganhando uma Triple Threat Ladder Match frente a Alberto Del Rio e The Miz, depois, começando 2012, ele vence Dolph Ziggler em um combate com John Laurinaitis como Special Refree.

Punk seguiu com um reinado bom, mas algo novo começaria na Raw 1000, quando Cena fez o cash-in de seu Money in the Bank Contract e depois uma interferência de Big Show, Cena se tornaria o primeiro a falhar o cash-in, depois viria The Rock e Punk atacaria o mesmo, fazendo com que The Rock marcasse um combate com Punk pelo WWE Championship no Royal Rumble 2013. Mas até lá, Punk teria que defender seu cinturão.

Isto aconteceu! Em minha opinião, o melhor combate do ano passado foi John Cena vs. CM Punk no Night of Champions, terminou empatado, um combate em Cena sobreviveu a dois GTS, um Anaconda Vise e um Rock Bottom (paródia) e Punk sobreviveria a dois STF e outros dois Attitude Adjustment de Cena, um grande combate. Depois veríamos Punk lutar contra Ryback também pelo cinturão.

Bom, chega o Royal Rumble e ele iria defender seu cinturão contra The Rock, após o WWE Championship se tornar um verdadeiro cinturão novamente, muito valorizado por Punk (seja Face ou Heel) e 494 dias de reinado, a WWE decide tirar o cinturão de suas mãos para colocar a um ator que abandonou o Wrestling, que nada mais representa no esporte, tudo isto a fim de marketing e o pior, The Rock só precisou aplicar um People’s Elbow para vencer.

Na mesma noite, John Cena já havia vencido o Royal Rumble Match e iria escolher o WWE Championship para lutar ao mais tarde dos dias, assim teríamos o John Cena vs. The Rock II, desta vez pelo cinturão da WWE na WrestleMania XXIX. Cena, como já sabemos iria ganhar (eu gostei do combate, mas não das “consequências”). Agora, depois desta cronologia, começa a minha insatisfação.

Bom, John Cena, como todos sabemos, é a Cara da WWE e não precisa de um cinturão para continuar no topo, torná-lo 11ª vez campeão não era necessidade, mas isto nós já estamos até “roxos” de saber. Cena começou defendendo o cinturão contra Ryback, depois contra Mark Henry e, no grande Summerslam deste ano, vimos seu reinado de quatro meses acabar em um combate frente a Daniel Bryan com Triple H como árbitro especial.

Me desculpem a piadinha

Entramos no que tem tudo pra ser a história do ano, a Corporation contra os wrestlers. Na mesma noite do Summerslam, enquanto comemorava a conquista, aparece Randy Orton com seu contrato do Money in the Bank e quando parecia que ele não vai fazer o cash-in, Triple H o ataca com o Pedigree, o cash-in acontece e o Orton se torna WWE Champion.

Começou a feud, Triple H explica que Daniel Bryan é um segundo plano e ele não deveria ser WWE Champion, não é “bom para os negócios”, Randy Orton é melhor e representa o futuro da companhia. Vimos Bryan ser atacado inúmeras vezes por Orton e pelos The Shield (Big Show chorar várias vezes…). Até que no Night of Champions, Bryan teria sua rematch contra Orton pelo cinturão, sem a interferência de ninguém.

Para mim, o improvável e indesejável aconteceu, Daniel Bryan ganhou. Eu não queria que Bryan ganhasse pelo fato destas trocas rápidas de cinturão, mas não era de todo mal, também não achava ruim. Eu não gostei do Night of Champions deste ano, nem do combate pelo cinturão da WWE nem dos outros, ainda mais com aquela contagem rápida do juiz no Main-event (de acordo com Bryan: poderia contar até 20, Randy estava Knock-out).

Na Raw seguinte, o resultado do Night of Champions seria anulado, o cinturão agora se encontra vago, o que fez alguns fãs pedirem reembolso do Night of Champions, pelo que pagaram para ver e da continuação do que aconteceu. Para mim, desde que The Rock ganhou o cinturão, o WWE Championship vem em crescente decaída, só se tornou apenas mais um cinturão no roster da WWE. Mas, e você, leitor: achas que está certo ou errado o que a WWE vem fazendo com o seu principal cinturão?

Sobre o Autor

- Curitibano, brasileiro e torcedor do Grêmio Foot-ball Porto Alegrense e colaborador no WPT, como escritor do quadro Sharpshooter. A quem gostar dos artigos e quiser me adcionar ao Facebook para ter mais de Wrestling e demais assuntos do nosso cotidiano, sinta-se à vontade! Apenas procure por: Bruno do Nascimento Costa. Peço apenas que, caso adicione, me mande uma mensagem, se identificando como leitor assíduo do WPT.

8 Comentários

  1. don_ricardo_corleone - há 3 anos

    Eu discordo, o WWE Championship tem sempre prestigio, quer o reinado dure um ano, quer dure um minuto. O importante é a história que está por de trás. Neste caso um reinado curto fez sentido, à imagem do que acontecia com o WHC no tempo do Evolution. Quantas vezes Triple H foi campeão nessa altura? E ficava vago? A existência de reinados curtos valoriza reinados mais curtos valoriza os mais longos como o de CM Punk ou de John Cena (sim, eu acho 4 meses um reinado longo).

    • AwesomeTheMiz - há 3 anos

      Eu não quis dizer que o WWE Championship não tem prestígio, é claro que sempre tem! Mas digo que há superstars e reinados que conseguem dar valor a ele bem mais do que outros, isto varia com o tempo.

  2. FábioVaz - há 3 anos

    Particularmente concordo com o artigo. Mas nao foi só o WWE Championship a ser desvalorizado, o WHC anda à ruina neste momento, se duvidar, o Divas Championship está em uma feud mais interessante.

    Sinceramente, a WWE tem de ter cuidado com essa perseguiçao do HHH ao Bryan, pois fica algo até cansativo de se assistir

    • AwesomeTheMiz - há 3 anos

      A feud é interessante, Fábio, mas tem que se tomar cuidado para não desvalorizar o principal cinturão da companhia.

  3. The Game - há 3 anos

    O estado do titulo da WWE não me preocupa muito embora eu não gosto de reinados curtos porque não traz muita credibilidade e também os lutadores ficam com um número ridiculo de conquistas pelo titulo ,o Cena é 13 ou 14 vezes campeão mundial o Orton penso que seja 10 vezes o D.Bryan de há um mês era apenas uma vez e já é 3 vezes campeão, o Del Rio já é sim ou 6,o Ziggler é duas vezes mas reinados fracos tais como o Christian.Antigamente o titulo era mais dificil de conquistar e isso gerava mais emoção na altura que os titulos mudavam o Undertaker é “apenas” 7 vezes campeão mundial o HBK é apenas 4 mesmo o The Rock é 7 vezes.e o titulo que me está a preocupar é uma sugestão para o teu proximo artigo é o estado lastimavél do titulo mundial, é praticamente um titulo secundário já não vemos nenhum lutador de top atrás do titulo mundial,as rivalidades não tem interesse e a WWE não lhe dá interesse das 3 últimas wrestlemanias o titulo mundial foi o combate de abertura em duas dela a última vez que o titulo mundial foi main-event de uma Wrestlemania foi na 24 o Undertaker Vs Edge, a última vez que o titulo mundial foi main-event de um ppv foi no Hell In a Cell de 2010 no Undertaker Vs Kane.Acho que é prejudicado por causa da separação de brands mas isso é conversa para outra altura

    • AwesomeTheMiz - há 3 anos

      Olá, The Game! Sua sugestão está acatada, no Sharpshooter #32 vamos falar sobre o World Heavyweight Championship!

      Obrigado pelo comentário, boa complementação.

  4. Leonardo Trevisane - há 3 anos

    Bom artigo, so uma correção é 434 dias com o WWE Title o Punk

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador