Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Sharpshooter #62 – Once or Twice in a Lifetime

Não, o Sharpshooter desta semana não vai irá falar sobre os combates de John Cena e The Rock em WrestleManias, afinal nem se tem o por quê. O leitor Vitor Oliveira aqui do Sharpshooter está a pedir há duas semanas um artigo com pay-per-views que só tiveram uma ou duas edições na história, que o vimos uma ou duas vezes na vida. Atendendo ao pedido, o Sharpshooter desta semana irá fazer uma lista de cinco pay-per-views que tiveram uma ou duas edições. Vou dar minha opinião sucintamente, apesar de talvez o artigo ficar um pouco wikipediano, mas enfim… Prazer, sou Bruno do Nascimento Costa e este é o Sharpshooter.

Os pay-per-views são eventos grandiosos aonde se concentram os melhores combates com as feuds construídas para nos dar uma grande aflição ao mesmo para assistirmos. A WWE teve vários pay-per-views em sua história, vários que já saíram do ar para dar lugar a outros eventos, alguns destes que não existem mais marcaram a indústria havendo uma ou duas vezes na história, tais como os cinco apresentados hoje aqui.

1. Over The Edge

Este pay-per-view nós tivemos apenas duas edições do mesmo na história, uma vez em 1998 e outra vez em 1999. Na primeira edição tivemos The Rock a continuar como Intercontinental Champion após vencer Farooq, Kane a derrotar Vader e Austin derrotar Dude Love para continuar como WWF Champion como os principais combates daquela edição.

Na segunda e última edição aconteceria talvez a história mais negra que já ocorreu na WWE, que é esquecida e faz com que Martha não queira que a WWE usufrua do nome de seu ex-marido Owen Hart. Não, o pay-per-view não é lembrado pelo combate entre The Rock e Triple H, também não é lembrado pelo main-event, aonde The Undertaker venceu Austin para se tornar o novo WWF Champion, é lembrado pela trágica morte de Owen Hart enquanto ensaiava sua entrada no intervalo do pay-per-view, caindo de uma altura de 15 metros direto ao chão, morrendo no local. Por este motivo o pay-per-view saiu do ar.

2. Bragging Rights

Duas vezes, duas vezes vimos um excelente pay-per-view com uma temática bem boa, a centralizada feud entre Raw contra SmackDown, aonde nos dois anos a Brand Azul saiu vencedora nos combates de 7 vs 7. Ocorreu nos anos de 2009 e 2010, aonde no primeiro ano a SmackDown venceria com Jericho a fazer o pin em Kofi, no main-event vimos um incrível e doloroso combate entre o campeão Randy Orton e Cena pelo WWE Championship em um Ironman 60-minutes, aonde o último se tornou o novo campeão numa contagem de 6-5.

No ano seguinte outro excelente pay-per-view. Vimos um combate incrível apesar da interferência um tanto quanto inexplicável do Nexus entre Kane e The Undertaker em um Buried Alive Match, com Kane a vencer e continuar como World Heavyweight Champion e a SmackDown, mais um ano venceria o time do Raw após sobrar Rey Mysterio e Edge, com o último a eliminar The Miz após um Spear e dar vitória a SmackDown. Talvez não tenha sido uma edição tão boa quanto a primeira, mas foi uma edição legal; há indícios que o pay-per-view saiu do ar pelos combates de 7 vs 7 de eliminação, com certa semelhança ao Survivor Series.

2009:

Kane, Chris Jericho, R-Truth, Matt Hardy, Finlay e The Hart Dynasty, Tyson Kidd e David Hart Smith (SmackDown) derrotaram Triple H, Shawn Michaels, Big Show, Cody Rhodes, Jack Swagger, Kofi Kingston e Mark Henry (Raw)

2010:

Big Show, Jack Swagger, Kofi Kingston, Tyler Reks, Alberto Del Rio, Rey Mysterio e Edge (SmackDown) derrotaram The Miz, Ezekiel Jackson, Sheamus, John Morrison, CM Punk, Santino Marella e R-Truth (Raw)

3. Capitol Punishment

Um pay-per-view que para mim, não teve uma qualidade muito boa, poderia ter sido bem melhor. Teve feuds bem construídas, mas não julgo que os combates fossem dignos de um pay-per-view bom, mas ainda vimos algo que minimamente deu para se aproveitar. Os principais combates foram Randy Orton a continuar como World Heavyweight Champion após vencer Christian, Cena derrotar R-Truth no main-event para continuar como WWE Champion e um combate entre os ex-parceiros The Miz contra Alex Riley, vencido supreendentemente pelo último. Este pay-per-view ocorreu em 2011.

Card:

– Dolph Ziggler venceu Kofi Kingston para se tornar o novo United States Champion
– Alex Riley venceu The Miz
– Ezekiel Jackson venceu Wade Barrett para se tornar o novo Intercontinental Champion
– CM Punk venceu Rey Mysterio
– Randy Orton venceu Christian para continuar como World Heavyweight Champion
– Evan Bourne venceu Jack Swagger
– John Cena venceu R-Truth para reter o WWE Championship

4. Fatal 4-Way

Um evento que só ocorreu uma vez na história da WWE, e este evento ocorreu no ano de 2010 em New York. Não, não é uma estipulação, mas este tipo de combate que dava característica ao pay-per-view e assim como é o TLC e o Hell in a Cell hoje, apenas os combates principais eram neste tipo. Foi um evento bom, aonde os combates de Fatal 4-Way (WWE Championship, World Heavyweight Championship e Divas Championship) tiveram trocas de cinturões: Alicia Fox conquistaria o Divas Championship de Eve, Rey Mysterio se tornaria World Heavyweight Champion tirando o cinto de Swagger e Sheamus ganharia seu segundo WWE Championship na carreira.

Card:

– Kofi Kingston derrotou Drew McIntyre para manter o Intercontinental Championship
– Alicia Fox derrotou Eve, Gail Kim e Maryse para ser a nova Divas Champion
– Evan Bourne derrotou Chris Jericho
– Rey Mysterio derrotou CM Punk, Big Show e Jack Swagger para se tornar World Heavyweight Champion
– The Miz derrotou R-Truth para continuar como United States Champion
– The Hart Dynasty derrotou The Usos
– Sheamus derrotou John Cena, Randy Orton e Edge para se tornar o novo WWE Champion

5. Invasion

Digamos que o nome que se deu ao pay-per-view que ocorreu apenas no ano de 2001 é meio óbvia, né!? O pay-per-view ocorreu em meados da Invasion, da invasão do roster da WCW e da ECW na WWF, com todos os combates entre wrestlers da WWF contra wrestlers das antigas concorrentes. O main-event foi um combate de 5 vs 5 da Team Alliance composta por wrestlers da WCW e da ECW (Booker T, DDP, Rhyno, Bubba Ray e D-Von) contra a Team WWF (Steve Austin, Kurt Angle, Chris Jericho, The Undertaker e Kane), aonde a aliança entre WCW e ECW saiu vencedora do combate. No mais, um pay-per-view simplesmente espetacular!

Card:

– Edge & Christian (WWF) venceram Mike Awesome Lance Storm (ECW)
– Earl Hebner (WWF) venceu Nick Patrick (WCW)
– APA (WWF) venceram The Natural Born Thrillers (WCW)
– Billy Kidman (WCW) venceu X-Pac (WWF)
– Raven (ECW) venceu William Regal (WWF)
– Chris Kanyon, Shawn Stasiak, e Hugh Morrus (WCW) venceram Billy Gunn, Big Show e Albert (WWF)
– Tajiri (WWF) venceu Tazz (ECW)
– RVD (ECW) venceu Jeff Hardy (WWF) em um Hardcore Match para se tornar o novo Hardcore Champion
– Alliance venceu Team WWF

Alguns destes pay-per-views estão disponíveis hoje a nós na Internet, e em locais específicos tais como a WWE Network. Estes são cinco pay-per-views são os que mais me trazem boas memórias e bons combates a se ver. Agora chegou a sua vez leitor de responder e debater aqui no Sharpshooter: quais combates mais te marcaram nestes pay-per-views? Quais outros pay-per-views com uma ou duas edições que gostou?

Sobre o Autor

- Curitibano, brasileiro e torcedor do Grêmio Foot-ball Porto Alegrense e colaborador no WPT, como escritor do quadro Sharpshooter. A quem gostar dos artigos e quiser me adcionar ao Facebook para ter mais de Wrestling e demais assuntos do nosso cotidiano, sinta-se à vontade! Apenas procure por: Bruno do Nascimento Costa. Peço apenas que, caso adicione, me mande uma mensagem, se identificando como leitor assíduo do WPT.

28 Comentários

  1. JoãoRkNO ® - há 3 anos

    Excelente artigo Bruno . O Bragging Rights e o Fatal Four Way foram dois PPV’s com temáticas que me agradaram muito , tenho pena que tenham vindo a ser esquecidos com o tempo . Ainda me estou a rir com o ME do Capitol Punishment , apesar de gostar daquela faceta heel do Truth , grande Tag que poderiam ter dado os Awesome Truth .

  2. John_3:16 - há 3 anos

    De facto ao ler o teu artigo fiquei com saudades do punishement e do bragging rights, de recorder também o Decembre of dismember e um que me lembro bem o over the limit

  3. johnsil107 - há 3 anos

    Grande artigo, fiquei tambem com saudades de um antigo PPV, o Cyber Sunday (Taboo Tuesday) cheio de imprevisibilidade que dava aos fãs a possibilidade de escolher o tipo de combate, o árbitro…entre outros. Fico com pena pelo fim do Bragging Rights que era o único evento onde existia um Smackdown vs Raw mas que pelo fim da brand split n fazia sentido continuar. Caso regressase a brand split penso que era um PPV a considerar fazer o seu regresso

    • Sandow For Champion - há 3 anos

      Tocaste num ponto…o Cyber Sunday era daqueles PPVs com gimmicks que faziam td o sentido de acontecer e a tamatica tornava-o num dos mais aguardados anualmente.Nao entendo o pk de a WWE ter acabado com ele mas entender a WWE tmb nao é o mais aconselhavel

    • Obrigado, johnsil107! O Cyber Sunday era um pay-per-view de excelente qualidade com a possibilidade dos fãs escolherem as estipulações, o árbitro e as regras, aonde a edição que mais me agradou foi a de 2006. Até aonde li, não foi o fim da Brand Split que causou o fim do excelente Bragging Rights, mas sim o fato de ser parecido com o Survivor Series

      • johnsil107 - há 3 anos

        Sim eu tmb li isso aqui neste mesmo site, mas acredito que poderia regressar mas sem ser um combate de 7×7 eliminação, apenas um 7×7 normal. O cyber sunday 2006 foi espetacular, especialmente com os champs vs champs match, o do jeff hardy vs carlito, o dos dx vs ratedrko e o combate de divas lita vs mickie james

  4. Afonso.A.Q17 - há 3 anos

    Excelente artigo Bruno! Tens melhorado imenso desde a 1ª edição do Sharposhooter! Este espaço já começa a merecer mais comentários…

    • Obrigado, Afonso.A.Q17! Isto muito se deve a todos que leem e estão a comentar, e graças a todos tenho percebido minha melhora com o passar dos tempos. Mais uma vez, obrigado!

  5. PedroSWWE - há 3 anos

    Belo artigo!
    Gostei desses PPV’s, como também gostei do Breaking Point, que apenas aconteceu em 2009, com uma boa temática, em que todos os combates tinham de acabar com a desistência do lutador.

  6. Don_Ricardo_Corleone - há 3 anos

    Este artigo deu para recordar algumas feuds e para eu me aperceber de algo que nem tinha reparado ainda: Que o Alberto Del Rio já lá estava em 2010 e nem me lembrava desse titulo do Rey Mysterio, por incrivel que possa parecer.

  7. Hildo - há 3 anos

    Excelente Bruno. Bragging Rights é o PPV que mais me agradou, na edição de 2010 destaco aquele espetacular combate do Ziggler contra o Bryan.

    • Obrigado, Hildo! O Bragging Rights consegue muito bem combater com o Invasion em qualidade, o combate que citaste foi muito bom, assim como ambas as edições do mesmo!

      • Hildo - há 3 anos

        Ainda não tive a oportunidade de assistir ao PPV Invasion, por isso não posso falar muito sobre ele.

  8. Zé Tomé Dias - há 3 anos

    Bom artigo Bruno

    Dos que falaste não me importava se voltasse o Bragging Rights. Os dois ppvs foram ótimos e adorava ver as lutas do raw vs SM.

    • Obrigado, Zé Tomé Dias! Também não me importava a volta do mesmo, ambos foram excelentes e as lutas entre as brands eram as que causavam maiores excitações!

  9. Obrigado, João! Estes dois pay-per-views são dois com temáticas bastante interessantes, mas que infelizmente não tiveram futuro na empresa. Eu, pessoalmente, prefiro o R-Truth face

  10. Realmente, também entender a WWE não é o mais aconselhável, mas o Cyber Sunday era realmente um evento incrível.

    P.S.: li hoje sua resposta na edição passada e, de fato, as diferenças nos causam estranhamentos, assim como as várias diferenças do “português brasileiro” com o “português de Portugal”. Quero agradecer com gostar do trabalho e dizer que tens sim o direito de criticar, desde que não seja de forma destrutiva e grossa (coisa que não fizeste por sinal, argumentou bem, não sendo grosso e em nenhum momento fiquei ofendido).

  11. Obrigado, PedroSWWE! Eu, pessoalmente, gosto da estipulação do Breaking Point por envolver algo mais técnico e submissões, mas eu fiquei desapontado por tido uma edição apenas e com um main-event ruim, com um final ridículo.

    • PedroSWWE - há 3 anos

      Lá isso, o main event entre CM Punk e Undertaker teve um final mesmo mau, pior do que isso, só no Montreal Screwjob.

  12. Muitos tiveram as feuds bem construídas e isto contribuiu para bons pay-per-views, apesar de pouquíssimas edições. Fico contente em saber que trouxe ainda mais lembranças aos leitores!

  13. Alexandre Romano - há 3 anos

    Excelente artigo Bruno. Daí eu gostava muito da ideia do fatal 4 way e do Bragging Rights. Os outros PPV’ são razoáveis mas não gostei muito nem do card nem do tema do Capitol Punishment é que normalmente os melhores PPV’s são os que têm combates típico (Heel in a Cell, TLC, Elemination Chamber etc) e o Capitol Punishment não tinha.

    • Obrigado, Alexandre Romano! Os dois que citaste são muitos bons, assim como sabes. De todos, o que menos sou fã é do Capitol Punishment, principalmente pelos combates e a gimnick.

  14. darkfire - há 3 anos

    bom artigo,so que o team wwf não era constituido por the rock,cris,big,show,kane e the undertaker e o team alliance por steve austin,kurt angle,rob van dam e booker T?

  15. wesley da silva - há 3 anos

    bom artigo,so que o team wwf não era constituido por the rock,cris,big,show,kane e the undertaker e o team alliance por steve austin,kurt angle,rob van dam e booker T ?

  16. wesley da silva - há 3 anos

    bom artigo,so que o team wwf não era constituido por the rock,cris,big,show,kane e the undertaker e o team alliance por steve austin,kurt angle,rob van dam e booker T ?

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador