Signature Move #5 – David que não quis ser Golias

Muito obrigado por todos os comentários no último Signature Move. Fiquei satisfeito com o número de reações e contentíssimo com o conteúdo das mesmas. Muito obrigado a todos.

Tentarei manter o registo e a parada alta e com a esperança de que a inspiração não me traia quando arrisco neste tipo de artigos. Sem os vossos comentários e sem a vossa força seriam incapazes de se manter neste espaço. Soa a cliché, e só agora entendo o porquê de se tornar numa frase tão repetida- é a resposta ao que fazemos que nos dá mais força para fazermos ainda melhor e sem essa força seria impossível superar-mo-nos, principalmente a nível motivacional.

Por isso, só tenho de vos agradecer (enquanto ouço Wake Up pelos Arcade Fire, btw ;)) e fazer uma vénia prévia a quem comentou, a quem gostou e a quem leu.

Esta semana manterei o registo, e foco-me na história de um homem que abdicou de mundos e fundos para estar, apenas, presente no nosso desporto:

O David que não quis ser Golias

O comum dos mortais ligado a uma profissão não rejeita, em condições normais e dignas, um aumento, um upgrade, uma promoção. A menos que motivos de saúde, familiares ou de força maior ordem se metessem no meio, duvido que a oportunidade fosse declinada e no final do mês o vencimento seria, posta a normalidade, maior.

A máquina capitalista exige-o. O extra que se recebe no final do mês já dá para inscrever filhos em actividades extra-curriculares, dá para levar a patroa a jantar fora mais uma vez por mês ou dá para mimar mais o seu futuro e reforçar a reforma que (não) receberá… ou outra coisa qualquer. “Extra-cash” costuma ser muito bem vindo, não importando, por norma, o que se faz a mais para o receber.

Há cada vez menos exceções à regra. Gente que está disposta a rejeitar um aumento no vencimento final por amor à função/cargo que desempenham. Fica-se no departamento onde são bem tratados, onde há familiaridade e flexibilidade para estar mais tempo com os miúdos; fica-se no banco menos conhecido porque tem-se a noção que no maior poderão não ser tão bem reconhecidos profissionalmente e imaginam-se mais bem sucedidos naquele emprego, futuramente.

O mundo do wrestling, o nosso, e os artistas, também nossos, não são imunes às imposições do mundo cruel, da realidade. Os músculos são maiores, a capacidade para suportar a dor também (ajudados ou não por comprimidos), mas sentem da mesma maneira a tristeza e a alegria que a escassez do vil metal nos traz. A ganância e o medo da pobreza entram constantemente pelos poros de quem nos entretem da mesma maneira que entram nos nossos.

Mas também aqui, tal como no mundo cruel e real, há excepções admiráveis à regra. Gente que foge ao que dita o capitalismo e prefere seguir a paixão, o amor que tem ao lugar onde estão.

Um deles é David.

David não é um lutador famoso, apesar de lutar para a maior empresa de wrestling do mundo. David cresceu ambicionando ser o que é hoje (talvez um pouco mais), mas os pais sempre lhe impuseram os estudos, e ele correspondeu extremamente bem: um curso superior dos mais difíceis de tirar e logo numa das universidades mais históricas e exigentes do mundo. David passou com mestria ao desafio e pôde escolher: emprego garantido num trabalho fixo durante meses e meses e cujas habilitações fariam dele uma pessoa procurada e, provavelmente, extremamente bem remunerada e por um longo período de tempo (300 mil dólares por ano, por aí, e durante uns 30 anos); ou escolher um emprego que o desgaste fisicamente como é o wrestling (e todos os sacrifícios alimentares a que esse emprego o sujeita), correndo o risco de ter de começar da mó de baixo, como um ninguém, fazendo viagens constantes (e também elas desgastantes) e ganhando um salário mais baixo que o da primeira opção e sem garantia de estar a efectivo na indústria (risco de lesões, contrato não-permanente…).

David ouviu o coração, e seguiu em frente. O resultado e a estabilidade que tem será muito menor de que aquela que teria se seguisse a outra opção. Se não vejamos: desde 2008, o máximo que conseguiu foram os títulos de Tag Team da WWE, teve numa stable que “incendiou” a companhia de heat (positivo) e agora… está preso, não se sabe o que fazer com ele.
É chamado poucas vezes à TV, e quando é ou é humilhado numa promo qualquer ou é derrotado.

…em casa, imagino o filho dele a ver os Monday Night RAW’s à espera que o pai apareça e “esteja” com ele o tempo que não está com ele presencialmente. A coisa raramente acontece, e quando acontece é uma desilusão. Mas a vida é feita de escolhas. E Otunga escolheu a paixão.

Tem o meu TOTAL respeito e toda a minha admiração. Está a viver uma história emocionante e que honra em todos os aspectos o nosso desporto e mostra o quão importante ele ainda é.

Sobre o Autor

-

62 Comentários

  1. Frederico_WWE - há 4 anos

    Ele na WWE é 0! Este Otunga é uma nódoa na WWE do pior que já passou pela empresa… e ele bem podia enfiar a sua história num sitio que eu cá sei porque mais valia não ter aparecido nesta indústria…
    Quanto ao artigo não gostei porque com todo o respeito soube a pouco continuas a fazer artigos muito curtos tenta melhorar esse aspecto :)

    • CCris - há 4 anos

      O homem deixou de receber não sei quantos milhoes de dolares, nao esta com o filho tantas vezes como devia.
      Devias era estar orgulhoso, enquanto fã de wrestling. Eu tambem nao gosto dele como performer mass isso é o que distingue nos distingue de um mark- o respeito pelo sacíficio, pela pessoa fora da personagem.

      • Desculpa Frederico mas desta vez tenho de concordar com o CCris eu não também não gosto dele na sua personagem mas da pessoa que ele é ,é uma diferença muito grande

    • Tyson - há 4 anos

      Gostas de criticar, queria ver se fazias melhor.

      • Rated - há 4 anos

        É a opinião dele.

      • Frederico_WWE - há 4 anos

        Face turn do Tyson WOW!

      • Master of Chaos - há 4 anos

        lol. E eu a pensar que das mais recentes face-turns do W.PT seria a minha.

        Enfim, tens tua opinião formada e eu respeito isso, mas dizer que o artigo ficou ruim só porque falou do Otunga é exagero.
        Quem acha que tem mais talento?
        Heath Slater ou David Otunga?

      • Frederico_WWE - há 4 anos

        O Heath Slater lol

      • danielLP21 - há 4 anos

        Master of Chaos, o Otunga é o pior de sempre… Vá, o único pior que ele é o Great Khali, por isso sim, o Slater é melhor. Pelo menos sabe vender uma manobra. O Otunga é mesmo muito mau, nem sabe o que fazer dentro de um ringue…

    • Pedrito Juarez - há 4 anos

      Frederico, obrigado por teres deixado aqui o teu comentário. Repito que não falei da qualidade do homem no ringue nem nas suas habilidades no micro… vinquei a história dele como achei que devia ser vincada.
      Lamento que não tenhas gostado do artigo baseado no tamanho do mesmo, mas respeito cada opinião e cada tomada de posição.
      No meu caso particular (ainda que ninguém o tenha perguntado), não julgaria um artigo mau ou bom pelo seu tamanho mas sim pelo seu conteúdo. Mas aceito que nem toda a gente possa pôr os mesmos critérios na avaliação de artigos, crónicas, textos.

      Mais uma vez, obrigado por teres deixado a tua opinião e o teu comentário ;)

  2. CCris - há 4 anos

    Mais uma excelente peça literária do senhor Juarez!
    Entendo que este nome não possa ser tão bem aceite como os anteriores de que falaste, mas a história dele é tocante – trocar o wrestling por mais dinheiro e mais tempo com o filho e numa profissão mais bem vista, é de louvar. Muito bem apontado.

    Continua assim… ah, e não, não tires nem ponhas mais nada nos artigos! Está muito bom como está :)

    • Pedrito Juarez - há 4 anos

      CCris, mais uma vez muito obrigado pelos elogios e pelo comentário. Fico contente por teres apanhado o essencial daquilo que eu queria transmitir – a história de vida dele – e por te agradar o tamanho do artigo ;)

  3. valugi - há 4 anos

    Não e por causa que não gosto de um lutador que direi que o artigo esta ruim, pelo contrario esta muito bom, mas um belo trabalho do Juarez. Apesar de não ser fã do David acho louvavel ele ter desistido da carreira dele como advogado e virar wrestler, seguir o sonho da vida dele, para quem não sabe o otunga e um dos caras mais participativos em relação aos projetos sociais da wwe.

    T

    • valugi - há 4 anos

      Só para deixa claro que como lutador acho um 0 a esquerda, mas tem habilidades no micro e tem uma história legal.

      • Pedrito Juarez - há 4 anos

        Valugi, mais uma vez muitíssimo obrigado pelos comentários e pelo elogio e… é isso mesmo! A história dele dignifica o wrestling, e tudo o que o envolve incluindo nós, os fãs. Ainda bem que percebeste onde eu queria chegar!

  4. Luís Rufini - há 4 anos

    Como sempre,artigo espetacular.Também sou dos que não gosta do Otunga,mas o repeito pelas suas escolhas.Seguir um sonho onde não se há garantia de um bom futuro quando se tem a opção de uma carreira com mais garantias,é algo que merece o respeito de todos.

    • Pedrito Juarez - há 4 anos

      Rufini (como a regra eheh ;)), muito obrigado pelo teu comentário e pela valorização ao artigo.
      Fico contente por respeitar a escolha pela história de vida dele e pelo facto de a respeitares ;)

  5. José Sousa - há 4 anos

    Sim eu valorizo a vontade de seguir um sonho do Otunga mas será que não existem outros que merecem este sonho e com o dobro do talento do Otunga?Claro que abdicou da carreira de advogado sim , mas sem ser nas promos ele não é bom wrestler na minha opinião. Temos imensos wrestlers nas indys tipo ROH e mesmo no NXT a merecerem muito mais valor. O seguir os sonhos é de valorizar mas também tirar o lugar a outros com o mesmo sonho sendo melhores que tu também é de referir na minha opinião. Tu podes ter o sonho de ser futebolista e não seres bom, e o Otunga é assim teve o sonho de ser Wrestler mas se calhar é melhor advogado que wrestler. Aliás por mais bonito que seja contar o lado da carreira e abdicar todos nós sabems que um dos motivos por estar na WWE é a mulher dele, se ele não fosse marido de uma cantora com prémios e famosa não estava na WWE, isso é quase certo.

    Quanto ao texto Pedro ele está bem feito, mas como é óbvio eu não tenho que concordar sempre com o contéudo, se nem todos concordam com os contéudos dos meus não sou obrigado a não apresentar pontos de vistas contrários e faço-o com respeito ao teu ponto de vista e á tua narrativa. Porque nesse aspecto tiveste bem, só que não consigo valorizar a história de vida do Otunga quando em parte não foi só o empenho que o pôs na WWE e as verdades tem que ser ditas também.

    • MikeD - há 4 anos

      “em parte nao foi so o empenho que o pos na WWE”

      Estamos em 2012. Ele entrou como toda a gente entra- pela porta de um reality show ou wtv. Tal como o vosso adorado The Miz e afins.

      • José Sousa - há 4 anos

        Toda a Gente? a maioria deles não entra por um Reality Show de famosos desculpa. Tu sabes quem é a mulher dele?ok. Desculpa mas desse tipo de programas só o Miz é que o unico caso de bem sucedido até agora, e mesmo assim entre alguem que tem talento e um Otunga prefiro alguem que tem talento.

        Eu respeito a tua opinião, mas por certo que não irás gostar se um dia alguem com menos talento que tu ficar o lugar porque ” tem alguem importante” ajudar. Desculpem mas não se pode ocultar que a Jennifer Hudson é um dos factores se não o factor principal que levou á contratação do Otunga,aliás isso é assumido que eles esperam que esse facto o leve a ser importante.

      • José Sousa - há 4 anos

        Mas mesmo sendo um factor importante eu admito que ele tem mic skills razoáveis, e podia ser marido de quem é e continuar advogado. É o sonho dele entao que tente, ao menos tentou muitos tem sonhos e nunca chegam a arriscar.

        Desculpem por aquele ataque do surto da gripe”Frederico”. Tou a brincar não te passes comigo Frederico.

    • Pedrito Juarez - há 4 anos

      José, obrigado pelo teu “testemunho” ;). Fico contente por ter opiniões longas e estrtuturadas nos meus artigos.

      Acho discutível dizer-se que foi a mulher dele que o colocou dentro da WWE. Não sou ingénuo ao ponto de referir que isso não aconteceu ou que não existem cunhas na WWE ou noutra companhia, mas é discutível. Mais uma vez, não me vou pronunciar sobre o talento dele para não alimentar polémicas (se concordasse, ia “na onda”, se não concordasse, “agora que és contestado, tentas fugir do que escreveste” [nada mais errado, mas já vi comentários deste calibre por aqui]).
      Quanto à história de vida dele: eu bem sei que há gente (MUITO!!) mais talentosa que ele “perdida” pelas indys, eu bem sei que há gente (MUITO!!) mais merecedora de um lugar na WWE do que ele e que se encontra pelo NXT ou pelas indys… e sim, acho que Chris Hero (Cassius Ono), Kevin Steen, El Generico, Lethal, Roderick STrong, Davey Richards, Ricochet, Eddie Kingston, Gargano, (só para mencionar alguns) merecem um lugar no topo da “liga” muito mais que os David Otungas da vida!
      Mas repara que não foi do merecimento do lugar que eu falei, mas sim daquilo que ele abdicou para seguir a carreira de wrestler. Da vida estável que ele deixou para trás em busca de um sonho. Ele podia ter sossego, estar todos os dias com o filho e ganhar ainda mais dinheiro do que aquele que recebe actualmente (não é dos mais bem pagos, informei-me)… mas não!, preferiu manter-se fiel ao sonho que sempre teve. E isso é admirável pela coragem que teve… não que merecesse o lugar ou deixasse de o merecer, que isso fique bem vincado!

      Fico bastante contente por teres gostado do texto, e saúdo o facto de teres feito um comentário longo e construtivo! Obviamente que não tens de concordar com o que escrevo, fico até contente com um ou dois comentários discordantes na zona dos comentários ;)!

      • José Sousa - há 4 anos

        Sim comigo podes contar sempre com uma opinião construtiva seja positiva ou discordante. Não quero guerras com um colega no site, até te digo a mim quando me fazem criticas construtivas até gosto porque faz reflectir se será que podes mesmo melhorar algo ou não. As destrutivas sem apresentar nada para melhorar esquece a sério é do que mais existe por vezes;)

  6. Ruben - há 4 anos

    Para mim ele nao é mau de todo !
    Ele tem corpo e sabe falar ao micro –”
    Para mim ele devia é começar do 0 como fez RyBack :)
    Nova entra, nova musica e uma nova personalidade …
    Vamos lá ver como corre o futuro dele mas se continuar assim nao dura lá muito tempo na wwe.

    • Kurt Rocker - há 4 anos

      Não só ele como o Jack Swagger.

      • José Sousa - há 4 anos

        Sim sem dúvida, e agora falando calmamente o que falta ao Otunga que é wrestling skills o Swagger tem, e o que Otunga falta ao Swagger.

    • Pedrito Juarez - há 4 anos

      Obrigado ruben pelo comentário. Eu prefiro não comentar o que Otunga é ou não para mim no ringue ou como performer para não alimentar polémicas e manter a minha posição de imparcialidade nesse aspecto.
      Quanto a planos alternativos, acho que faz sentido dar-se outro tipo de programa e talvez uma mudança de gimmick se tal fôr possível. Ou seja, começar do 0 não seria má ideia

  7. MikeD - há 4 anos

    Mais um artigo AWESOME!
    Eu percebo porque é que o acham curto- lê-se demasiado bem! É tipo aqueles livros que se devoram em meio dia e têm 300 e tal páginas. É a narrativa do Mr. Juarez a fazer furor.

    Odeio o Otunga, mas a história de vida dele é brutal. Porque opta por uma industria como a que nos gostamos. e É mesmo isso: dignifica-nos.

    • Pedrito Juarez - há 4 anos

      Obrigado MikeD por mais uma comentário e elogio. Adorei a descrição do “livro” e deixa-me orgulhoso e encantado por isso mesmo.

      Ainda bem que apanhaste o essencial do que eu queria transmitir quanto À história dele.

  8. Eliel Junior - há 4 anos

    O Otunga naao e pessimo no ringue..e razoavel..eu prefiro ele como campeao americano do que o santino marella..

    • Pedrito Juarez - há 4 anos

      Obrigado pelo comentário Eliel.
      Quanto ao título dos US, cá para mim, está bem onde está :P

  9. Gian Br - há 4 anos

    Estou realmente satisfeito em ler este artigo!
    Grande texto e também assunto, parabéns Juarez!

    Poucas pessoas têm a coragem e a honra de trabalhar com o que ama.

    • Pedrito Juarez - há 4 anos

      Obrigado Gian Br!

      Sem dúvida, o último parágrafo sublinha bem o que se deve reter da história dele.

  10. Enigma - há 4 anos

    Eu acho que mais vale curto e com grande qualidade,direto e objetivo. do que um “livro” gigantesco e cansativo,que se lê e nem sequer lembra do 1º parágrafo.

    Detesto o David Otunga wrestler, e ainda mais sua Gimmick, é um sonho que ele escolheu seguir mas escolheu errado.Na minha opinião, se calhar daqui por diante nem o United States Title ele botará na cintura.

    Nada contra a pessoa dele mas, na WWE é inútil.
    Que siga carreira de Advogado porque concerteza se sairá muito melhor do que como Wrestler.

    Ótimo Texto Juarez, que continue assim, curto e direto.
    Grande qualidade e adoro o Signature Move.

    • Pedrito Juarez - há 4 anos

      Enigma, muito obrigado pelo teu comentário! Continua a comentar por aqui ;).

      Eu respeito a decisão de Otunga, aliás, admiro-a, invejo-a e até fiquei contente que a tivesse tomado… pelo significado que o “desporto” a que assistimos ganhou – alguém abdica de estar com o filho e de um salário melhor para ter breves momentos de aparições nesta industria

  11. takini the french - há 4 anos

    bom artigo parabens sao curtos mas captivantes emocionantes e permitam conhecer mais.
    agora sobre o Otunga muitos nao gostem dele eu ate gosto acho que pode sair um bom manager porque ele teem mic skills e um certo carisma quando e posto em frente o unico prolbema e que os seus combates nao captivam muito mas tambem ainda nao teve uma rivalidade focada em si e com sentido desde que saiu dos nexus o melhor que teve foi uma lutas contra o santino marella que foram pateticas
    dou lhe o benificio da duvida xd
    bom artigo continua assim

    • Pedrito Juarez - há 4 anos

      Takini the french, muito obrigado pelo teu comentário. E fico bastante enternecido pelo facto de achares os artigos “captivantes emocionantes”. É algo que eu tento passar e é bom registar que alguém o captou. Muito obrigado por teres soltado essa frase e esses adjectivos em específico.

      Quanto ao wrestler, não me vou alongar muito. Mas concordo que não tenha havido uma storyline muito focada em si e que talvez lhe falte isso para se tirar conclusões maiores. Quanto ao trabalho in-ring, já se tiraram, e são demasiado evidentes (mais não digo, sei que compreendes).

      Mais uma vez, muito obrigado.

  12. joao pedro - há 4 anos

    A destacar duas coisas:
    A primeira:O primeiro comentário feito a este artigo é estrondosamente pátetico, não só por ter dito que não gostou do artigo porque não é capaz de pora sua opinião de lado quanto ao David Otunga, como criticar o facto de dizer que o artigo é muito curto, pelos vistos nunca deve ter ouvido a expressão: ” Para bom entededor, meia palavra basta.”

    A segunda: Muitos parabens mais uma vez ao Juarez é de louvar a “coragem” ao fazer um artigo sobre a personalidade em questão pois decerto que ja saberias que ias ser criticado por muita gente por não gostarem do performer em questão, o artigo foi mais uma vez soberbo na minha opinião.

    O facto de ser curto não importa nada, pois pelo menos para mim e apesar de seres o membro mais recente do staff do pt.wrestling para mim os teus artigos já são os 2º melhores, apenas batidos pelos da Salgado, que mesmo com todo o seu génio que o tem sem duvida, exagera no tamanho dos seus textos, continua o teu percurso Juarez que tem sido fantastico, parabens.

    • danielLP21 - há 4 anos

      Concordo com absolutamente todas as palavras, letras, vírgulas e pontos deste comentário.

      Mas, já agora, acho relativo falar-se da extensão dos artigos. Por exemplo, o Juarez tem facilidade em exprimir-se com artigos curtos. Já a Salgado parece precisar de artigos mais extensos para nos dar a entender o que pretende exprimir e de certeza que se fizer artigos mais curtos vai deixar alguma coisa por dizer.

      Enfim ,varia de pessoa para pessoas, e além disso os artigos abordam temas completamente diferentes, pelo menos até agora.

      • José Sousa - há 4 anos

        E depois tens o mais fraquinho de todos o meu;)

      • Frederico_WWE - há 4 anos

        É ridiculo haver gente leia se Daniel ou João Pedro por exemplo a dizer que curto é que é bom e tal… só estão a dizer isso porque o Juarez é novo aqui se ele já tivesse há muito tempo no site enfiavam que os artigos dele necessitavam claramente de mais conteúdo ele é um bocado superficial parece me evidente mas vê se que ele tem potencial para mais e melhor.

      • danielLP21 - há 4 anos

        É ridículo que tu precises tanto de atenção e que nos últimos tempos venhas para aqui armado em “criança carente”. Não é por nada, mas porque é que eu não posso ter uma opinião diferente da tua? Sim, gosto dos artigos dele assim, tens problemas? Resolve-os…

        Já para não falar do facto de todos nós termos uma vida, e tu não sabes se ele tem uma agenda preenchida ou não. Mas claro ,isto é só chegar aqui e mandar postas de bacalhau! Nem são postas de pescada, são mesmo de bacalhau, porque para mim o bacalhau cheira pior que a pescada e é isso exactamente isso que acontece com esta história: já cheira mal!

      • danielLP21 - há 4 anos

        E eu não disse “curto é que é bom”. Lê bem o comentário antes de responderes.

      • Pedrito Juarez - há 4 anos

        Frederico: Eu acredito que cada um tem o direito à sua opinião e que se manifesta conforme o que acha de cada artigo. Também considero que o julgamento que um indiviuo faz sobre o trabalho de alguem não se baseia no facto de a pessoa ser habitual ou não. Vou ter de discordar contigo aí.

        Quanto ao facto de achares que os meus artigos têm um conteúdo “superficial”… bem, respeito isso. É a tua opinião e fico contente pelo facto de a dares aqui ;). Fico agradecido por isso, e também pelo facto de me reconheceres potencial para melhorar.
        Obrigado por mais um comentário e lamento o facto de os meus artigos não te agradarem na totalidade.

      • Pedrito Juarez - há 4 anos

        Daniel e joao, muitíssimo obrigado pelos elogios e pelos comentários deixados! É excelente aperceber-me que deixo uma marca saudável e de agrado nos vossos registos. É um honra, no fundo. São comentários como os vossos (e a maior parte dos restantes) que me dão força para manter a variedade dentro de um artigo objectivo e… directo.

        Quanto ao comentário do Frederico, já me pronunciei sobre ele e não vale a pena estar a adiantar mais. Muito obrigado, mais uma vez

      • Pedrito Juarez - há 4 anos

        Ah, e João: colocares-me em 2º lugar num “ranking” do PTW é algo excelente para mim. Muitíssimo obrigado, é um privilegio ver o meu trabalho ser assim reconhecido

  13. danielLP21 - há 4 anos

    Excelente artigo. Também gosto do artigo assim, curto e objectivo.

    O David Otunga é horrível como Wrestler. Na vida pessoal, não gosto nem desgosto. Não o conheço de lado nenhum. Respeito-o como Wrestler como respeito os outros todos, tal como já disse há umas semanas.

    • Pedrito Juarez - há 4 anos

      Daniel, mais uma vez muito obrigado pelos teus comentários. Fico muito contente por te agradarem os artigos da maneira que os faço. Continua a deixar a tua opinião ;)

      Como já referi, não me vou proununciar sobre o wrestler que Otunga é.

  14. Master of Chaos - há 4 anos

    Desde que comecei a praticar wrestling com meu tio em Portuga (eu era bem mais novo) eu pensava que estaria um dia com o cinto de campeão da WWE. Mas foi depois de meus 9 anos que percebi que não é tão fácil assim.
    Castigar bastante o corpo em certos treinamentos, para um dia ser como o Daivid na WWE não é nada agradável.
    Mas como ele, eu desejo ter uma profissão ótima, como eu tenho dois sonhos. O primeiro é ser um wrestler profissional (sonho em estar um dia pelo menos na FCW) e medicina.
    Lendo teu artigo, vejo que eu devo escolher entre uma das duas profissões.

    Ótimo artigo Juarez e até para a semana.

    • Pedrito Juarez - há 4 anos

      Master o Chaos, obrigadíssimo pelo teu comentário e por teres deixado os teus sonhos em partilha connosco. Eu desejo-te, sinceramente, a melhor das sortes para a tua vida profissional (e não só) futura!

      Fico muito contente por teres captado o essencial do artigo – a história dele, o facto de se “castigar bastante o corpo” e que ele podia não passar por esse mesmo “castigo” e ter uma vida mais “sossegada”.

      Mais uma vez, muito obrigado!

  15. icarocaminha - há 4 anos

    Ótimo artigo curto e de grande qualidade

  16. THE KILLER - há 4 anos

    Ele teve um bom momento na ERA NEXUS é no Inicio de 2012 acho que a WWE Devia valorizar ele naquele momento dando a oportunidade de ganhar o U.S Champion

    • Pedrito Juarez - há 4 anos

      Acho, no mínimo, discutível ser-lhe merecido ou não um título. De qualquer das maneiras, falei da história dele e foi isso que tentei passar para os leitores.

  17. Vince It Factor - há 4 anos

    Excelente artigo mais uma vez ! Parabéns !

    Gosto de artigos assim, curtos, bem escritos, contados e objetivos.

    Quanto ao Otunga, ele é muito mau perfomer tirando as mic skills, mas eu falo por mim, não sei se abdicaria de um futuro como o que ele iria ter, para dedicar ao wrestling, independentemente do motivo da contratação, ele teve coragem.

    • Pedrito Juarez - há 4 anos

      Muito obrigado, Vince. Fico contente por gostares do tipo de escrita que venho a apresentar.

      “não sei se abdicaria de um futuro como o que ele iria ter, para dedicar ao wrestling, independentemente do motivo da contratação, ele teve coragem.” – exactamente! foi muitíssimo corajoso em optar por esta vida e não tem o retorno que certamente esperaria

  18. manel17 - há 4 anos

    Depois de ler este artigo só tenho de dizer 3 coisas, em primeiro lugar parabéns ao Juarez pelo artigo, curto e objectivo, é a tua forma de te exprimires e fazes da melhor maneira, quando ao tema em questão, é um tema diferente, correste um risco enorme em falar de uma das superstar mais fracas do pro wrestling, e tives-te bem, parabéns.
    Em segundo lugar, “respeita para seres respeitado” é uma das minhas citações preferidas, o Frederico deu a opinião dele e o resto do pessoal so tem de respeitar, assim como o Frederico tem de respeitar as opiniões dos outros, sejam adultos, aprendam a aceitar as diferenças uns dos outros, já agora Frederico, gosto de ler os teus comentários mas desta vez podias ter moderado a agressividade ;)
    Por fim, eu tenho outra paixão que não é o wrestling e recentemente vi-me privado de a praticar devido a uma lesão, e ai sim dei valor ao futebol, ha coisas mais importantes que o dinheiro, e vida só há uma, no lugar do David Otunga, teria feito exactamente o mesmo, seguia o meu coração e jamais iria desistir quando toda a gente me incentiva a tal, é de homens assim que o desporto no geral precisa.

  19. YOUSOLDOUT - há 4 anos

    Juarez sucks!

  20. vascosilvavasco - há 4 anos

    David Otunga no ringue é simplesmente 0 ,eu acho que ele até tem boas mic skills mas acho que deviam modar-lhe um pouco a sua gimnick e acho que ele devia ficar de fora por uns tempos para aprender para fazer do ringue porque como disse em cima ele no ringue é simplesmente 0.

    • Pedrito Juarez - há 4 anos

      Vasco, obrigado pelo comentário. Mas mais uma vez- não me pronunciei relativamente ao seu talento ou falta dele. Mas sim, em relação à história de vida

  21. Pedrito Juarez - há 4 anos

    Antes de comentar os comentários individuais, gostava de criar aqui uma nota sobre a escolha de David Otunga para este artigo:
    – Eu não coloquei “em jogo” a qualidade dele no ringue ou a sua competência como performer, apenas frisei a sua história pessoal que engrandece o wrestling em geral. Acho importante isso ficar bem vincado, pareceu-me que houve pessoas que não entenderam.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador