Signature Move #8 – Trio de Reis

Cá está “yours truly” Pedrito Juarez a dar-vos mais um Signature Move como acontece a todas as sextas.

É o artigo nº8 e desta vez foi para um assunto muito menos underground do que aqueles que explorei nas semanas anteriores e tentei também fugir um pouco ao estilo mais lírico e aproveitei para colorir o meu “livro” de crónicas com outras cores que não as do romantismo… ao qual, apesar de bem tentar, não consegui fugir. Mas há menos. E tentei explorar mais do meu lado de “observador” e “analista”.

Trio de Reis

“Calma, respira fundo, ainda há muito para dar, tu também és talentoso fora dos ringues. Vai dar certo” – dirá um senhor que conhece bem a casa da maior empresa de wrestling do mundo (WWE) depois de ver 2 projetos seus fracassarem.

O regresso de Kharma foi um deles, e desvaneceu-se por falta de espaço, de tempo na conjuntura das storylines femininas.

O outro foi a ascensão de Sin Cara como outra vedeta-mor (para além de Del Rio) para os fãs ibero-americanos. De certo modo, isso conseguiu-se e ainda há muito miúdo com admiração pelo Místico I… mas não chega e a popularidade vai estagnando, e o espaço de manobra para aceitar as diferenças culturais também (no balneário ou dentro do ringue).

Perante o cenário caótico de duas “não-concretizações” e do aumento do ruído de fundo relativamente à sua competência enquanto “senhor de fato e gravata”, eis que surge a ideia de se pôr três jovens do desenvolvimento a entrar, sem pedir licença, no topo da hierarquia televisiva da WWE. Aceita-se, com reticência, mas o que é que se pode perder tamanha a falta de storylines e possível caída drástica de buyrates no Survivor Series 2012?!

Assim, depois de um jantar bem passado, e depois de um show sofrível, chega a altura dos seus meninos entrarem em ação. Os nervos acumulam-se na espinha, no estômago de um homem bastante “cerebral”, mas passam quando o show chega ao final e há uma aparente confusão da parte do público em ver os seus 3 meninos a atirar com aquela que era suposto ser a maior estrela em ascensão e os planos para ela através de uma mesa.

Boom! Impacto criado no RAW seguinte e nos fóruns desta comunidade online cada vez mais em crescendo (mundialmente falando). Os avatares de vários utilizadores tinham os três meninos do NXT como figura de proa, e as “crónicas” que por aí circulavam não tomavam nenhuma direcção contra esta fação e os seus motivos, que foram logo explicados.

História bem contada, expressões faciais bem presentes e utilização extensiva em quase todos os shows para maximizar o impacto dos The Shield na WWE. A isto juntou-se a importantíssima aprovação do público. O público em geral aceitou Dean Ambrose, Seth Rollins e Roman Reigns como três lutadores de topo e capazes de fazer estragos. Gente perigosa e que leva as suas crenças e motivos a sério, e não abdicam deles por nada, nem por ninguém. Fossem encarados como gente para se apupar ou apoiar, ninguém lhes ficou indiferente e o “office” da WWE respirava a fragância de respeito que o senhor que referi acima começou  a emanar.

O plano manteve-se sem desvios nos motivos (acção perante “injustiças”), e sem que deixasse de haver suspense (ainda agora, com a questão do Punk) e expectativa para os ver! E chegamos a Brooklyn, para o PPV seguinte à primeira aparição dos The Shield, com o primeiro combate, marcado contra 3 dos homens mais bem amados do público em geral para que não houvesse dúvidas nem uma diminuição da reação às novas caras da WWE.

Mas nem era preciso! Tiveram uma receção calorosa e todo o público que esteve presente no novíssimo Barclays Center aceitou os The Shield como os “seus” maus do filme a que assistiam regalados!  Mas não só eles, a comunidade de wrestling pelo mundo fora aceitou os The Shield como estrelas de topo, de Main Event da WWE e pagantes e não-pagantes também ficaram hipnotizados pelo spotfest que eles fizeram questão de trazer ao último PPV do ano! Roubaram o show, literalmente.

Há mitos e recordes. Esses servem para ser desfeitos como diria uma grande personalidade do meio futebolístico.

No “nosso” mundo diz-se que é preciso vários anos para que um lutador chegue ao estatuto sustentado e consolidado de Main Eventer depois de ter marcado o primeiro impacto.

Eu creio que esse mito tem ficado desfeito nos últimos tempos com a entrada destes três rapazes para o topo da cadeia!

Reigns é o protótipo de lutador da WWE. Imponência física, e bons “looks”, intensidade no olhar e a agressividade e a força saem-lhe naturalmente pelos poros.

Rollins já mostrou o trabalho in-ring que consegue fazer na ROH, FCW e no NXT, apresentando-se como a força dos Age of the Fall por alturas de 2009 e revelando-se como um babyface adoradíssimo pelas massas (mais diminutas) do público com mais atenção à programação da WWE. Revelou ser capaz de se pôr “over” com facilidade.

Ambrose tem um estilo característico, parece que nasceu para isto, é um jeito natural de falar e de lutar inexplicável e que dá ares de um heel perfeito. Faz-me lembrar, inconscientemente, da personagem do The Joker interpretada por Heath Ledger  no The Dark Knight. É um elogio estrondoso!, gigantesco! que lhe posso fazer, principalmente por eu não saber explicar as semelhanças.  Ou seja, tem um acting perfeito e provou ser igual fazer performances para 100 ou 10 mil pessoas. Para mim, é o futuro da companhia em termos de maus da fita. Merece-o.

E cá estou eu a dar a palmadinha nas costas ao homem que referi no início da crónica. Tudo deu certo, Hunter!

Sobre o Autor

-

36 Comentários

  1. José Sousa - há 4 anos

    Olha fantástico artigo Juarez! Verdadeiramente estes são os três Reis Magos da WWE deste ano. O futuro destes homens na empresa só não é de topo se algo muito mau acontecer.

    Sim descreves bem o Reigns, ele era claramente aquele que eu menos conhecia mas tenho ficado surpreendido pela positiva pela performance dele. Não é fantástico nas promos mas é fantástico na agressividade aquele spear no TLC para mim é um dos momentos altos do combate.

    Depois o Rollins, no máximo tem que melhorar as promos para quando tiver a solo, o resto ele têm-lo como tu dizes, ele no ring é muito bom e já o conhecia desde da ROH. E técnicamente é dos melhores talentos do roster

    Depois tens o Ambrose que é carta mais forte do baralho dos Shield. Quando ele estreiou eu disse logo aqui no meu espaço, e depois no da Salgado que ele tinha potencial de main-eventer, e que mal lhe dessem espaço para mostrar isso no ring, e com promos as pessoas iam notar isso. Para mim todo aquele trabalho de expressão facial não é surpresa era exctamente o que eu sabia que ele valia. A WWE é que podia não usa-lo no seu máximo potencial. Sim eu não consigo explicar mas aquelas expressões lembram-me o Joker do Dark Knight e para mim é um elogio porque sou fã do filme. Felizmente que nós que já o conheciamos estamos a ver o bom trabalho que ele está a fazer e espero que o futuro seja brutal para o Ambrose e deverá ser. Ele é sem dúvida um dos top heels do futuro. Só me resta dizer(não a ti) eu avisei que o Ambrose era brutal não avisei!

    • Juarez - há 4 anos

      José, é sempre um prazer “ter-te aqui” eheh. Muito obrigado por mais um comentário construtivo e ficam desde já os agradecimentos aos elogios generosos ao artigo!

      Reigns é a força. Concordamos a 100% sobre ele.

      O Rollins ainda está verdinho no carisma, é verdade. Mas é um “natural”, e encaixaria melhor como baby face na minha opinião. No entanto, está no caminho acertado. Deverá ser o primeiro a desmembrar os Shield.

      Se avisaste que o Ambrose ia ser brutal, tiveste uma visão acretadíssima. É como tu dizes – será um dos top heels no futuro e daqueles que marcarão a história da nossa indústria! Fico feliz por saber que partilhas da minha opinião… e da minha impressão- do estilo à la Joker!

      • José Sousa - há 4 anos

        Sim eu já o conhecia e o meu maior medo é que não o deixassem apresentar o nível dele logo ao ínicio. Mas felizmente até agora a WWE tem-se portado bem na construção do Ambrose.

  2. vascosilvavasco - há 4 anos

    Artigo muito interessante e excelente,Juarez.
    Concordo os The Shield são uns reis e que reis.Que combate fizeram no TLC .
    Reigns é um powerhouse(não sei se escrevi bem) no qual eu vejo futuro.
    Rollins é um excelente lutador só é pena não ter as mic skills que o ambrose tem.
    Ambrose tem tudo para ser um main eventer excelente.Ring skills brilhantes, mic skills soberbas e as expressões que ele tem quer faciais ou em gestos são naturais e espetaculares.Ambrose tem tudo para ser main eventer.Elé é awsome!

    • Vinícius Nunes - há 4 anos

      escreveu bem sim.

    • Juarez - há 4 anos

      Vasco, muitíssimo obrigado mais uma vez. Parece que todos fomos apanhados pela “fixação” (natural) sobre o Ambrose. Espero que continue o seu trajecto rumo ao patamar que parece merecer.

  3. Frederico_WWE - há 4 anos

    Artigo muito convicente mas muitos não estariam a esta altura a falar neles se a tal stable que eu e poucos mais defenderam não tivesse acontecido…

    • Lara Corrêa - há 4 anos

      Acho que o site deveria fazer uma estátua tua, depois tiravam a foto e colocavam na página inicial do site, já que tudo é feito com bases nas tuas previsões, isso é o mínimo para homenagear o grande inspirador de todas as produções do WPT.

      • José Sousa - há 4 anos

        Nem tenhas dúvidas Lara. Eu nem andei por teoria propria antes do Summerslam a pensar que a história com o Punk ia dar em stable. Aliás eu cheguei a pensar que não ia acontecer. Mas não uma vez mais foi o Frederico que nos ilumina os temas e envia-nos por telepatia para escrevermos

      • Lara Corrêa - há 4 anos

        Mas deixem ele em paz coitado, ele pensa que ele é o Punk do site, deixe ele assim

    • Lucas Santos - há 4 anos

      Claro,pois sua previsão fez a WWE criar os The Shield…

      • Frederico_WWE - há 4 anos

        Eu previ que o Fandago não ia dar em nada e começaram a dizer ah e tal espera pa ver não fales antes de ver e ai está… as ideias foram abortadas pelo Vince e já não há bailarino pa ninguém… obrigado obrigado grande Amália…

        Eu merecia que me tratassem desse jeito: http://3.bp.blogspot.com/_wnPGQTmeHc4/TCy_nzTphdI/AAAAAAAAACc/IvsT-yyVM1I/s1600/amalia.jpg

      • Lucas Santos - há 4 anos

        Ah amigo,se enxerga.Você é só um babaca que quer sempre ser o centro das atenções.Você acha que só você previu uma stable ? Que só você previu que o Fandango não ia dar em nada ? Coitado. As suas previsões são as mesmas que as de qualquer um que entenda um mínimo de wrestling.

      • Frederico_WWE - há 4 anos

        Lucas Santos tu é que não percebes de wrestling porque não consegues perceber o que são heels e o que é encarar uma gimmick de heel persona…

      • Lucas Santos - há 4 anos

        Amigo,não fale besteiras.Quando eu comecei a ver wrestling,você provavelmente ainda era uma criança.É óbvio que eu sei o que é um heel,como sei o que é encarar uma gimmick de heel.

    • Juarez - há 4 anos

      Obrigado pelo teu testemunho, Frederico! Continua a comentar ;)

  4. Miguel - há 4 anos

    Depende dos artigos…

    Há uns que grandes ficam bem e outros que não.

    Por exemplo o Juarez fez um bom artigo e é curto.

    Mas a Salgado se fosse curto não sei se se iria exprimir tão bem…

    O artigo longo é adequado para ela e não me canso a ler.
    É um exemplo.

  5. valugi - há 4 anos

    Grande artigo Juarez parabens pelo texto, finalmente o hunter (triple h) acertou nessa escolha, os 3 são bem talentosos, mas ambrose e o cara que já esta preparado para o main eventer e sempre vi potencial nele desde da CZW, Rollins acompanho desde da epoca que ele ersa chamado de Marcus Black e o Roamn Reigns q o que esta me supreendendo, tem tudo para ser um grande powerhouse

    • José Sousa - há 4 anos

      Valugi eu não quero estar errado mas o Rollins na ROH era o Tyler Black foi campeão e lutou contra o Bryan. Austin Aries, o Cesaro etc. Só estou a ajudar nem interpretes mal.

    • Juarez - há 4 anos

      Valugi, muitíssimo obrigado mais uma vez! és presença assidua nos comentarios e só te posso estar agradecido por toda esta atenção para comigo, assim como o feedback constante. Muito obrigado mesmo.

      Também acho que Ambrose está muito bem preparado. O Rollins, desde a altura dos Age of the Fall na ROH já mostrava potencial para ser um bom porta-bandeira da companhia.

  6. Vinícius Nunes - há 4 anos

    Muito bom artigo Juarez, esse seu jeito diferenciado de escrever é algo fascinante, o site estava precisando disso, o que mostra o porquê do WPT ser o melhor e o mais inovador site de wrestling de língua portugesa.

    O tema foi muito bem escolhido, pois esses 3 caras marcaram seu espaço logo de cara, e que velocidade conquistaram o público e a crítica: Roman, Rollins e Ambrose mostram que merecem o main-event, mostram que cada um deles merece um lugar ao sol, mostram que merecem o topo do mundo, o combate no TLC para mim representa apenas o início do que eles podem fazer.

    Roman é um powerhouse clássico, tem uma voz imponente, uma presença marcante, uma agressividade sem limites, é um daqueles tipos quase imparáveis, daqueles que marcarão presença, se tudo ocorrer bem, grande lutador.

    O cara dos spots, Seth Rollins, aquele que arrisca seu corpo nas manobras hig-flyer, na minha opinião o mais habilidoso dos 3 dentro do ringue, consegue contar verdades e mentiras em uma luta de wrestling, só precisa melhorar as promos, e um pouquinho o carisma, mas pra quem o conhece da ROH ou FCW ou NXT, sabe que ele no ringue é formidável.

    Ambrose, o mais completo dos três, tem todas as características de um main-event, ring-skills, mic-skills, carisma natural, expressões faciais marcantes, é uma verdadeira estrela, um heel natural, um verdadeiro exemplo que tem gente que nasceu para o negócio.

    Uma coisa, tem que falar do Vince também, pois este concordou com a ideia e deu força para ela acontecer, pois se não pode cair no senso comum, tudo de bom é graças ao Paul Lavesque e tudo de ruim é por causa do Mr.McMahon, no mais grande trabalho e continue assim.

    • Lara Corrêa - há 4 anos

      Por que todo comentário seu é um testamento?

    • danielLP21 - há 4 anos

      O teu último parágrafo está perfeito.

    • Juarez - há 4 anos

      Muito obrigado, Vinicius, quer pelo comentário quer pelo elogio que fizeste ao meu artigo. Estou muito agradecido por reconhecer a forma de eu escrever como algo refrescante e positivo para o ambiente de leitura do site. É fantástico alguém reparar nisso, e ainda bem que partiu de alguém como tu que, está à vista, têm opiniões formadas e fundamenta-as.

      Quanto à referência ao Vince: não o fiz porque isto foi um projecto da exclusiva responsabilidade do HHH. Vince limitou-se a dar carta branca… no entanto, eu não sou fundamentalista ao ponto de infernizar o vince ou de glorificar o genro dele. Aliás, estou-lhe grato por muitas coisas e qualquer dia ainda lhe faço uma carta de agradecimento a enumerar tudo xD

      • Vinícius Nunes - há 4 anos

        Por nada Juarez, todo o mérito é o seu, pois soube se diferenciar e no lado positivo em uma área que o WPT tem que é positiva, que são os artigos, são (além dos comentários abalisados de muitos visitantes aqui) os que deferencia WPT do resto.

  7. Ricardo - há 4 anos

    alguem que jogue wwe 13 na ps3 me pode dar o seu nick?

  8. Gman - há 4 anos

    Conta os fatos com um brilhantismo que vejo apenas em grandes escritores de livros.
    O lado sonhador que demonstra nos seus textos me encanta. Ganhaste um fã.

    • Juarez - há 4 anos

      Eu já começo a soar repetitivo, mas isso é um excelente sinal de que o feedback é sempre o mesmo – positivo: é uma honra saber que alguém escreveu essas palavras direccionadas à minha pessoa. Estou muito satisfeito por escrever para um público que inclui pessoas como tu, que não tem medo de elogiar aquilo que gostam. Em poucas palavras, fizeste-me corar e ganhar força para melhorar no futuro. Muito obrigado, Gman!

  9. danielLP21 - há 4 anos

    Artigo bem conseguido, mais uma vez.

    Já muito se disse sobre este grupo, por isso não vou estar a falar sobre cada um mais uma vez.

    Prevejo um futuro muito risonho para o Dean Ambrose.

    • Juarez - há 4 anos

      Muito obrigado daniel, mais uma vez!

      Eu também considero o Dean Ambrose o mais talentoso, aliás, como referi.

  10. Vince It Factor - há 4 anos

    Mais um excelente artigo Juarez.

    Também já tenho vindo a comentar várias vezes a prestação e capacidade deles, pelo que restam poucas ou nenhuma dúvida, que são realmente bons, o futuro.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador