Smoke and Mirrors #111 – The Champion of Champions

No final do ano de 2013 existe um nome que brilha na constelação da WWE, e quem dissesse isso no inicio do ano nunca acreditaria que Randy Orton poderia ter tido o 2013 que acabou por ter. E por isso mesmo, esta semana o Smoke and Mirrors irá dedicar a sua última edição do ano ao homem do momento na WWE: o Campeão dos Campeões.

Para isso, tentarei fazer uma retrospectiva daquilo que foi o mais positivo e negativo durante o último ano para o Apex Predator da WWE. Porque sem dúvida que foi um ano cheio de topos e fundos para Orton, mas como a maioria dos fundos aconteceu no inicio do ano eles acabam por parecer irrelevantes face ao destaque que teve nos últimos meses. No entanto, nem tudo foi perfeito mesmo na fase mais positiva do ano, e por isso mesmo tentarei rever e fazer a minha revisão crítica de todos esses pormenores mais positivos e negativos.

Além disso, como irei tentar perspectivar o que poderá trazer-nos a Road to Wrestlemania para o Randy Orton, e se isso influenciará ou não o seu reinado enquanto WWE World Heavyheight Champion. Ou seja, mais importante do que saber se Randy Orton será campeão na Wrestlemania, importa saber se ele será importante nesse evento, porque é diferente ser campeão e ser o destaque de uma Wrestlemania, ou ser campeão e ser menos importante do que pelo menos dois combates. E, porque já chega de introduções, está na altura de passar para a verdadeira análise do renascimento da “Viper” Randy Orton.

1.Inicio do ano “negro”

O início do ano de 2013 para Randy Orton foi tudo menos positivo, porque parecia que iria continuar o seu calvário de desvalorização na WWE, que vinha já desde de 2012 onde além de afastado da rota dos grandes títulos, também tinha estado sobretudo em feuds de menor importância com Del Rio ou mesmo com Dolph Ziggler. Assim, Orton parecia ter perdido a importância que tinha há anos atrás, e cujo inicio desse problema tinha ocorrido com o seu “problema” com o Wellness Program durante o seu reinado de campeão Mundial em 2011.

Mas mesmo nessa época, e tendo em conta os bons combates que teve com Christian, a verdade é que a feud não atingiu a qualidade que poderia ter atingido, e começava-se a ver indícios de uma menor aposta da WWE na pessoa de Randy Orton. Para sermos sinceros, Randy tinha perdido folêgo depois do seu face turn, e mesmo com destaque, lutas pelos títulos e reinados, a verdade é que as pessoas perderam o seu motivo para apoiar Randy Orton.

O que quero dizer com isto, é que Randy Orton tornou-se popular porque as pessoas gostavam da sua gimmick, reviam-se na irreverência da sua personagem e na qualidade que apresentava dentro do ringue enquanto performer. E, quando ficou face de repente aos olhos dos fãs toda a magia que ele tinha pareceu-se desvanecer com o passar do tempo, e cada vez mais foram crescendo o número de fãs que ficavam indiferentes ao que Randy Orton fazia. Não que ele não continuasse a ser dos wrestlers com mais pop da WWE, mas crescia o sentimento que quanto mais tempo ficasse como face, maior seria a probabilidade dele nunca mais recuperar a importância que tinha outrora.

Sendo que, o inicio do ano para Randy Orton foi a continuação desta mesma situação, pois o seu papel no Rumble e Elimination Chamber não foi muito relevante, e na Wrestlemania o seu papel consistiu sobretudo na elevação dos Shield, e em criar uma feud para o Extreme Rules com Big Show. E por mais que valorize o papel dos lutadores de topo na valorização de novos talentos, a verdade é que fiquei com a clara impressão que a WWE deu mais foco á rivalidade Orton e Show do que propriamente aos Shield na Wrestlemania. Não que eles não tenham sido valorizados, mas foram secundarizados para uma rivalidade que se comprovou ser inócua e sem qualquer valorização dos dois intervenientes.

Aliás, tenho certas dúvidas que o Big Show ainda precise de todas estas rivalidades que tem tido nos últimos anos, quando rara excepções ( Cody Rhodes, Shield, Sheamus,  e Del Rio) alguém saiu verdadeiramente valorizado desses confrontos com o gigante, e o Orton não o foi nas duas vezes que enfrentou Big Show em 2013.  Em ambas as situações acabaram por não ser combates péssimos, embora o do Extreme Rules tenha sido melhor devido á estipulação. Aliás, quem me dissesse que iria assistir a dos Show vs Orton em 2013, eu dizia que estariam loucos porque não iria valorizar ou melhorar a situação do Randy, e a verdade é que não foi com esta feud com Orton recuperou importância.

Dessa forma, Orton só volta ao mapa no Money in the Bank, quando venceu a mala pela oportunidade do titulo da WWE contra todas as expectativas de muitos críticos, que o consideravam morto para a WWE. Mas, essa noite provou exactamente o contrário, e com isso Randy Orton ficou cada vez mais perto do seu heel turn que tanto era ansiado, e desde cedo era visível que o seu cash-in será feito num curto período de tempo.

Aliás, parecia óbvio para todos que ele iria ocorrer no Summerslam e logo após a conquista do título da WWE pelo seu rival Daniel Bryan, com o qual já tinha tido alguns confrontos antes da conquista da mala de Money in the Bank. Só não sabíamos que iria faze-lo com a ajuda de Triple H, e por isso o Summerslam marcou a primeira noite de Randy Orton enquanto “ a cara da WWE” de Triple H, e com isso tinha recuperado a sua importância dentro do main-event da WWE.

2. Altos e baixos dos seus reinados

Para se ter a verdadeira consciência dos reinados de Orton é importante referir que ele está na rota do título já desde Agosto, o que perfaz quatro meses nos quais Orton foi ou esteve na luta pelo título máximo da WWE.  Durante esse período lutou em 5 PPV´s, e em apenas um deles é que perdeu um combate (Night of Champions), mas a verdade é que apenas no TLC é que venceu sem qualquer ajuda da Autority, o que por si não ajuda muito a credibiliza-lo como campeão.

Não quero dizer com isto que Orton não é um wrestler credível para ser a figura de topo da WWE, mas isso por si não basta, ou seja, a WWE tem que igualmente passar a imagem aos fãs que ele é um campeão credível. E isso, não foi propriamente o que a WWE fez durante os primeiros meses de Orton na rota do título principal, e posso dizer claramente que até ao combate do TLC que Orton não era verdadeiramente credível enquanto campeão, e muito por culpa da WWE que não o afirmava totalmente durante as suas rivalidades.

Porque, se analisarmos bem a rivalidade com o Bryan vemos que apesar de ter saído por cima porque saiu como campeão da WWE, a verdade é que durante maior parte da rivalidade ele nunca foi o campeão. E quando foi campeão saiu por cima na maioria das semanas, mas acabou por perder o combate e o título para Bryan quando isso não seria propriamente o mais correcto para a sua valorização como campeão. Sendo que, o pior desta decisão é que nem o Bryan nem o Orton saíram propriamente muito bem desta decisão, nem da que foi tomada no Battleground, aliás essa só serviu para aproximar o Big Show da história e a rota do título da WWE.

Claro que esta história acabou por beneficiar mais Orton do que o Bryan, mas a verdade é que nunca vimos durante esta rivalidade o Orton a fazer um RKO ao Bryan. O que por si, demonstrou uma vontade da WWE de tentar proteger o Goat, ao mesmo tempo que afirmava o Orton enquanto campeão. Mas, apesar de tudo esse processo não foi perfeito e nem um nem o outro saíram como seria desejável desta rivalidade, e como Orton era o campeão da “Autority” saiu por cima e os pequenos erros da rivalidade foram minimizados por essa decisão.

No entanto, devo admitir que gostaria de ter visto durante este tempo todo o Orton mais independente do “Poder”, é verdade que ele já se revoltou contra eles, mas também não deixa de ser verdade que ele acabou sempre por ter as suas costas guardadas de alguma forma. Tenha sido por Triple H, HBK, ou mesmo pelos Shield, Orton numa primeira fase foi demasiadamente o campeão “heel” que vence sempre com ajudas. E isso não é necessariamente negativo, porém não se deve usar sempre essa fórmula, também é importante que se deixe o campeão vencer de forma clara para que saia consolidado.

Sendo que, não foi com uma rivalidade com o Big Show que isso foi resolvido porque essa rivalidade apesar de não ter sido mal contada, foi algo que não despertou a curiosidade dos fãs, dado que não eram assim muitos os que queriam ver um Show vs Orton como Main-Event de um Survivor Series. E a prova foi o rating do PPV que foi mais fraco do que a WWE julgava, e por isso esse combate não foi o melhor para o negócio, e muito menos o melhor para credibilização de Randy Orton no seu regresso ao topo.

Infelizmente a WWE só fez bem esse processo de valorização de Orton no segmento final da feud com Cena pela Unificação, e sobretudo quando venceu o WWE World Heavyheight no TLC. Aliás, esse foi claramente o momento em que demonstrou: Este é uma aposta clara, e não tenham dúvidas que ele está pronto para ser de novo a cara da companhia. E quando se fizer as contas finais, e os relatos sobre 2013 não tenham dúvidas que Orton é um dos nomes que se irá falar por causa dessa vitória.

Sendo que, essa vitória surgiu contra todas as odds já que muitos acreditavam numa vitória de Cena, nem que fosse simplesmente porque era o Cena, e isso fazia com que as possibilidades de vitória fossem ainda muito mais altas. Mas, desde sempre parecia-me que esta história iria servir como fórmula de reabilitação de Randy Orton no Main-Event, e foi exactamente o que acabou por acontecer no PPV. Orton venceu sozinho, de forma credível e agindo como um verdadeiro campeão heel de topo, algo que voltamos a assistir de forma muito convivente na Raw do dia seguinte.

Aliás, nenhum de nós pode negar que ele dentro dos possíveis tem sido um heel convincente e eficaz, tal como seria pedido a um Orton “heel”. Claro que já não é o mesmo Orton de 2008 ou 2009, mas não nunca poderia ter sido, e por isso ver vislumbres de agressividade no ringue e nas promos tem sido bastante positivo, porque tornam o Orton um wrestler com mais interesse do que tinha há um ano atrás. Porém, a grande questão passa sobretudo por perceber o que serão os próximos 4 meses para Orton, ou seja, o que aguarda Orton e o seu reinado na Road To Wrestlemania.

3. Perspectivas para a Road to Wrestlemania

Que Orton será campeão até ao Rumble isso parece-me certo, agora se vai ser campeão depois do Rumble isso já não é tão certo, ou pelo menos dependerá muito dos planos que a WWE tenha para ele e para o WWE World Title para a Wrestlemania. Muito embora, eu duvide muito que o Orton perca o título no Rumble, pois se fosse a perder acredito que isso só acontecerá caso exista Triple Threat e para Daniel Bryan.

Num one-on-one com John Cena eu acredito que ele vai acabar por encontrar forma de defender o título, nem que seja de forma suja para justificar a entrada do Cena numa possível Chamber pelo título no PPV seguinte. Mas isso, são pormenores para abordar na edição do Smoke and Mirrors de Antevisão do Royal Rumble, porque até lá perceberemos o verdadeiro desafio de Orton nesse PPV.

Assim, e partindo do principio que Randy Orton irá defender o título no Rumble será certo que será o campeão na Wrestlemania, e assim o seu destino estará dependente de quem será o vencedor do Rumble. Muito embora, e numa primeira análise, parece-me muito provável que ele perca o título na Wrestlemania (desunificando ou não), e nesse campo parece-me um pouco indiferente se o vencedor do Rumble for Batista, Daniel Bryan ou CM Punk, porque qualquer um dos três sairia como campeão na Wrestlemania.

O que muda é o tipo do combate, porque com Bryan e Punk na rota do título na Wrestlemania, tenho quase a certeza que poderíamos ter mais hipóteses de termos um Triple Threat pelo título nesse mesmo evento, no que seria um dos combates mais esperados do PPV. No caso, de um Batista vs Orton sinceramente acho que venderia mais pelo nome do Batista e do Orton, mas teria como desvantagem o facto de termos já assistido a embates entre eles e como no caso do Show nunca foram verdadeiramente grandes combates.

Além disso, não consigo visualizar um Batista vs Orton como o Main-Event de um Wrestlemania, muito sinceramente acho muito improvável. Não digo que Orton vs Bryan vs Punk o fosse, mas teria mais potencial de main-event do que este confronto. Todavia, devo dizer que dificilmente vejo outro combate a ser main-event desta Wrestlemania que não seja o combate do Undertaker( sobretudo se for contra o Cena).

Mesmo assim, Orton indo como campeão será sempre um dos três combates principais da noite em teoria, mas sempre com risco de ser secundarizado pelos fãs em relação aos combates que envolvam Cena, Triple H, Bryan e Punk. Sim porque, se estes quatro nomes estiverem em combates diferentes na próxima Wrestlemania, o combate pelo título da WWE corre o risco de perder a importância que devia ter no trigésimo aniversário do maior PPV da companhia. Daí, a importância da escolha certa do oponente para Orton e isso será perceptível no Royal Rumble, e espero que a WWE escolha não pelos egos mas sim para o que é o melhor para a Wrestlemania.

Deste modo concluo a edição desta semana, para a semana regresso para a primeira edição do ano de 2o14 do Smoke and Mirrors. Uma edição que versará na minha antevisão sobre os possíveis destaques do ano de 2o14 na WWE, por isso mesmo espero que gostem dessa previsão e que comentem concordando ou não com a minha perspectiva. Até lá desejo que tenham uma excelente entrada no novo ano, e até para a semana para o kickoff de 2014 do Smoke.

Figuras da Semana

Wyatt Family- Gostemos ou não da ideia, eles começam cada vez mais a ser mais importantes na WWE, claro que ainda não estão no Main-Event, mas tem tido protagonismo e vitórias, e isso deverá valer-lhes um title Shot no Rumble.

John Cena- Podemos não gostar muito dele, mas a verdade é que mesmo vencendo ele fez brilhar o Seth Rollins na Smackdown e isso é inegável. Aliás, nunca podemos chamar o elo fraco de uma stable, a um wrestler que tem um main-event de um programa contra o Cena, sobretudo quando brilha como brilhou Rollins.

Big E Langston- Pode não me ter convencido totalmente mas a verdade é que esta semana esteve em destaque, e não deixa de ser uma das figuras da semana pelas vitórias que teve, e não posso negar que é uma aposta da WWE, e isso faz dele um destaque da semana.

Reigns e Rollins-Esta semana, os Shield não estiveram os três em destaque, dado que Ambrose teve uma semana mais fraca. Porém, Reigns continua em alta com muito destaque e vitórias(contra o Henry), e Rollins tal como referi brilhou com Cena mesmo perdendo, e isso é ótimo para o seu futuro.

EC3- Vitória sobre Hardy e Sting com a ajuda de Spud e dos Bromans traz mais credibilidade e importância a este jovem talento, e é inegável que cada vez mais ele é uma das rising stars da TNA, e espero que esta aposta continue.

Joseph Parks- Fantástico performer, e isso foi visível na forma como desempenhou o seu papel no Monster Ball, mas mesmo vencendo os Bad Influence, a história dele com eles e do regresso a Abyss está longe de ter sido concluída, e é uma das melhores histórias da TNA actual

Jeff Hardy- Depois de AJ Styles, foi a vez de Hardy “sair” da TNA em conflito com a presidente Dixie Carter. E pode ser impressão minha ou estas histórias todos vão confluir numa só história, só não sei bem qual será o papel de Hardy nela.

Bully Ray- Mais uma excelente promo que deu brilho, e numa semana menos brilhante por parte TNA, a promo de provocação a Anderson foi sem duvida um dos destaques da semana.

Surpresa da Semana

Ziggler combater com o WWE Champion- Não que isto signifique algo para o Showoff, até porque continua a streak de derrotas, mas não deixou de ser surpreendente a WWE dar-lhe uma oportunidade para lutar contra Orton. E como o habitual entre eles, o combate foi de muito boa qualidade.

Desilusão da Semana

Promoção da Raw de Ano Novo-Tendo em conta que será um Raw live e mais séria, dispensava-se aquele vídeo que torturou a vista de todos nós, incluindo de membros da WWE que ficaram desagradados.

Perguntas da Semana

Qual a tua opinião sobre o ano de 2013 de Randy Orton? Quais consideras ser os pontos negativos e positivos desta “caminhada” de volta ao topo?

Quais as tuas expectativas para o Road to Wrestlemania para o actual Campeão Unificado?

Concordas com as figuras, surpresas e desilusões da semana? Ou escolherias outras?

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Smoke and Mirrors”.

47 Comentários

  1. Franciscoxb - há 3 anos

    Exelente artigo José.

    Qual a tua opinião sobre o ano de 2013 de Randy Orton? Quais consideras ser os pontos negativos e positivos desta “caminhada” de volta ao topo?
    O ano de 2013 começou mal para o Orton,mas acabou muito bem,no inicio do ano o orton andava perdido no mid card,e os fâs,na minha opinião começaram a cansar-se dele como Fce e desejar com muita força o seu Heel turn,tinha uma grande opurtunidade de fazer o seu Heel turn na Wrestlemania,mas isso não aconteceu,depois andou numa rivalidade com o Big Show,só para não ficar fora do Extreme Rules,quando ele ganhou o Money in the Bank,já toda a gente acreditava no seu heel turn mais tarde ou mais cedo,eu não me importavam quando o Randy Orton defendia o seu titulo por interferencias,pois isso só lhe dava mais heat,provavelmente vai perder o titulo na Wrestlemania para o Batista

    Quais as tuas expectativas para o Road to Wrestlemania para o actual Campeão Unificado?

    Vai andar numa feud com o Batista e acabar por perder o titulo na Wrestlemania

    Concordas com as figuras, surpresas e desilusões da semana? Ou escolherias outras ?

    Concordo menos com a surpresa da semana,o Cena fez um grande combate com o Seth Rollins e acho que o valorizou,agora o Cena deve-se preocupar a elevar jovens,e não a conquistar titulos,para alimentar ainda mais o seu Ego,e aquele seguemento do Big Show,nem tenho palavras para o descrever,nojento,horrivel,um autentico atentado ao pudor…

    Para mim a surpresa da semana,foi a saída do Jeff Hardy da TNA,para mim não foi surpresa nenhuma o ziggler lutar com o campeão da wwe

    • José Sousa - há 3 anos

      Sinceramente eu devo ser dos poucos que não acredita nada no Orton vs Batista pelo titulo. Sejamos sinceros Francisco, o combate não seria o destaque da Wrestlemania, aliás facilmente seria secundarizado pelos combates do Punk, Triple H, Cena, Bryan e Taker. Só esses 5 nomes despertariam mais atenção dos fãs que um Orton cs Batista, com todo respeito pelos dois.

      Mas uma Wrestlemania 30 é uma data importante demais para termos um title Shot como este. O title shot de uma Mania como este tem que ser histórico, porque se a WWE não criar WM Moments este ano então está a ver as coisas da forma correcta. Depois acho que muitos acham que temos Orton vs Batista só pelos rumores, e querem acreditar em todos os rumores.

  2. MicaelDuarte - há 3 anos

    Excelente artigo José.

    O Orton de 2010, que se comportava como “tweener”, era, na minha opinião, perfeitamente aceitável. O pior veio depois… O Orton teve uma péssima promoção como Campeão da WWE, não passando apenas de uma “puppet” da Autoridade. Voltar a ter aquele Orton “psicopata” de 2009 seria algo improvável, mas pedia-se muito mais do que aquilo que nos foi oferecido no início dos seus reinados. Felizmente, ganhou o TLC de forma limpa (e por favor, não me venham dizer que aquilo foi uma vitória suja, quando estamos a falar de um combate TLC -.-‘) e aquele “low-blow” e RKO, no Bryan e no Cena, respectivamente, foram dignos de um bom “heel”. Vamos lá ver se a promoção, daqui para a frente, começa a ser outra…

    Sinceramente, espero que, no máximo, haja um “Triple Threat” na WrestleMania, entre Orton, Bryan e Punk. Orton/Punk e Bryan/Punk acho que não é o mais viável em termos de WM. O primeiro, porque ainda há pouco tempo finalizaram a “feud”, e o segundo, porque acho que Orton/Punk não consegue atingir um nível de WrestleMania (falo, também, com base no combate da WM 27 que, para mim, não foi lá grande coisa). Assim, para um “Triple Threat” haveria mais margem de manobra e o combate tornar-se-ia, como disseste, num dos combates mais atrativos da WM. Não sei até que ponto a WWE está interessada em concentrar logo três “main-eventer’s” num só combate, mas gostava de ver o combate.

    Depois, poderíamos ter, na WM, outros combates de topo como:

    – Sheamus vs Lesnar (tenho uma curiosidade enorme em ver este combate!);
    – Cena vs Undertaker (é preciso dizer alguma coisa? xD);
    – Batista vs Triple H (não será difícil de isto voltar a acontecer);
    – No Shawn Michaels, simplesmente porque está reformado e a carreira dele terminou da melhor forma possível.

    • José Sousa - há 3 anos

      Ou Batista vs Sheamus Micael. Tipo o Sheamus podia voltar no Rumble e ser ele a eliminar o Batista no combate, seria uma forma do Sheamus ter um combate importante na próxima Wrestlemania. Eu sinceramente não me acredito mesmo em Batista vs Orton pelos motivos que disse ao Francisco.

      Ou seja, e partindo do principio que o Orton chega campeão, Batista vs Orton era main-event? É que tipo Hbk vs Bryan, Triple H vs Punk, o Cena, e Lesnar vs Taker seriam sempre combates com mais importância (mesmo que informal) que esse embate entre ex-Evolutions.

  3. Dolph Ziggler - há 3 anos

    Bom artigo, José. E sem duvida que este foi um ano de altos e baixos para o Orton. Nos primeiros meses esteve um pouco perdido em feuds com os Shield e Big Show mas a partir do Money in the Bank que tudo mudou. Até eu fiquei um pouco surpreendido pela sua vitória tendo em conta que basta uma pequena falha para que o Orton seja imediatamente despedido da WWE mas foi um grande voto de confiança por parte da WWE e apesar de não ser grande apreciador dele, fico contente por tal ter acontecido porque abriu o caminho para este fazer o heel-turn.

    E sim, espero que a partir de agora o booking do Orton seja mais credível e consistente e acredito que aquela vitória limpa sobre o Cena significa isso mesmo. No RR acredito que irá ser somente Orton/Cena e espero que este consiga sair vitorioso sem a ajuda da Autoridade. Pode ganhar sujo, mas espero que o faça sozinho.

    Como disseste no outro dia, é possível que o Wyatt tenha um combate com o Bryan nesta futura edição do Raw e que esse combate talvez seja o final da feud, mas ainda assim, não o vejo a ser inserido no combate pelo título no Royal Rumble. Acho sim que este vai participar no Royal Rumble match e vai ser um dos favoritos á vitória, juntamente com o Punk e o Batista. E sim, adorava ver Orton/Bryan/Punk na Wrestlemania, mas sinceramente, não vejo um triple-threat a acontecer tendo em conta que a WWE prefere combates individuais.

    Quanto ao resto, concordo com a surpresa da semana. Fiquei contente pelo Ziggler ter enfrentado o Orton no Smackdown e mais contente ainda por se ter saído bem, mas infelizmente, isto não quer dizer nada.

    • José Sousa - há 3 anos

      Dolph na Wrestlemania 25 o main-event foi um Triple Threat( Cena, Orton e Triple H), é verdade que não é muito utilizado mas não é assim tão improvável. Junto isso ao facto que Batista vs Orton não cativa totalmente todos como main-event da WM 30. Dizendo melhor esse combate nunca vai ser o main-event da Mania 30, caso seja mesmo esse o combate. E acho que o WWE title merecia um combate histórico na próxima Mania por ser a edição que é.

      • Dolph Ziggler - há 3 anos

        Não tem que necessariamente ser O main-event, mas sim UM dos main-events. E olha que a WWE é bem capaz de o fazer. Aliás, o que é que convenceu o Batista a voltar á WWE? Não terá sido uma vitórizinha no Rumble no contracto e o consequente combate pelo título na Wrestlemania? E o Batista não tem necessariamente que ganhar, mas seria um pouco chunga o vencedor do Rumble perder na Wrestlemania. Já tem vindo a acontecer demasiadas vezes para o meu gosto e isso não ajuda em nada a credibilidade da vitória.

        Mas olha, o combate poderia ser um pouco meh, mas o Batista é um nome que vende mais no main-event do que por exemplo o Punk ou o Bryan. E como a Wrestlemania is all about the part-timers, eu diria que o Batista tem boas hipóteses de vencer.

      • José Sousa - há 3 anos

        Eu não concordo contigo neste caso, acho mesmo que as pessoas quereriam mais depressa ver o HBK vs Bryan e o Triple H vs Punk do que um Batista vs Orton. Lá está a ideia que um Big Guy vende sempre mais, nem sempre é verdade e a prova disso é o Big Show.

        E para quem sabe foi durante um reinado de um Big Guy que a WWE teve dos piores anos em qualidade e vendas, chegando mesmo abanar. E tu sabes bem que o Diesel apesar do reinado que teve não foi quase nada lucrativo. Por isso nem tudo o que é Big Guy é o que vende mais.

      • Dolph Ziggler - há 3 anos

        Não é por ser um big guy, é por ser o Batista. O Batista pode não ser uma estrela tão grande como o Brock Lesnar, mas achas que as pessoas pagariam mais para ver Orton contra o Bryan ou contra o Punk ou o Orton contra o Batista, que foi uma grande estrela na WWE nos anos de ouro (como muitos dizem) e onde este teria o seu primeiro combate depois de anos de ausência? Atenção, não estou a dizer que quero ver este combate porque não, só estou a dizer que há hipóteses de tal acontecer e isso não pode ser negado. Tu não queres ver esse combate e eu também não, mas de certeza que a WWE não descarta tal ideia.

        E claro, isso dos big guys venderem mais não é verdade e o Big Show é prova disso, mas tal como o Lesnar, depois de anos de ausência, voltou e o Extreme Rules vendeu como pão quente. O mesmo pode acontecer com o Batista num combate pelo título na Wrestlemania, mesmo este não sendo um draw tão grande como o Lesnar.

        É apenas um ponto de vista a considerar. Claro que se fosse eu a escolher, o Batista teria um combate menos importante e o ME seria um 3 way com Punk, Bryan e Orton.

  4. Fandangooo!! - há 3 anos

    José mais uma vez um belo artigo, concordo com tudo que disse e a minha opinião do ano do Randy Orton foi que mesmo que ele tenha começado o ano abaixo do esperado conseguiu se recuperar e teve um belo ano tanto que com o inicio do ano nem podíamos imaginar que ele terminaria o ano desta maneira. já as minhas expectativas para o Orton é dele ter uma boa feud no road to wrestlemania talvez com Bryan a vencer a elimination chamber e punk o rumble para o wm termos Orton vs Bryan e Orton vs Punk para desunificar os títulos e outra poderia ser Orton vs Batista. as surpresas da semana concordo mais ou menos deria a surpresa ao fandango que se tornou o n1 contender ao cinturão intercontinental e a Ziggler que na mesma semana lutou pra n1 contender e lutou com o campeão Randy orton isso pode até significar um push para ele no road to wrestlemania.

    um bônus do meu comentário gostaria de colocar aqui os combates que espero que aconteça na wrestlemania

    Randy Orton vs Batista ( wwe world heavyweight championship)
    Undertaker vs John Cena
    Triple H vs Cm Punk
    Shawn Michaels vs Daniel Bryan
    Brock Lesnar vs Sheamus
    The Shield vs Wyatt Family (Tag Team and United States Championships)
    Cody Rhodes vs Goldust
    Sin Cara(Hunico) vs Rey Mysterio

    outra opção seria

    Daniel Bryan vs Randy Orton (WWE Championship)
    CM Punk vs Randy orton (WHC Championship)
    Brock Lesnar vs Sheamus vs Batista
    Triple H vs Shawn Michaels

    • José Sousa - há 3 anos

      Na opção 1 mostras exatamente o que eu quero dizer quando não defendo Batista vs Orton, porque todos os combates que apresentas a seguir são mais interessantes e dignos de WM Moments do que um Orton e Batista, o que torna o Title Match menos importante do que a WWE pretende. Afinal iam unificar para depois as pessoas quererem saber do Punk, do Bryan e do Taker, e menos do WWE Title?

      • Fandangooo!! - há 3 anos

        sim e por ser uma grande wrestlemania todos os combates no mínimo deveriam ter um grande destaque e qualidade, então eu gostaria mais se a wwe colocasse Brock Lesnar vs Sheamus vs Batista por que aí o Batista e o Lesnar teriam um combate e o Sheamus poderia ser hell e Batista face

      • José Sousa - há 3 anos

        Sim dai eu falar do Sheamus para eliminar no Rumble o Batista, porque eu acredito plenamente que podia dar inicio ao heel turn. Eu sei que o Batista vai ter pop, e eu não desgosto dele, mas seria muito burro por parte da WWE não dar destaque aos dois wrestlers mais over na actualidade.

  5. The Mentalist - há 3 anos

    Bom artigo José !!!

    Essa história do Orton negar dar uma chance pro Bryan lutar pelo título, ta me cheirando que o Bryan vence o Rumble e assim na Wrestlemania o Orton não teria como negar a oportunidade. Mas temos é que esperar pra ver o que acontece, e estou torcendo muito pra que a Road to Wrestlemania de 2014 não decepcione como nesse ano.

    • José Sousa - há 3 anos

      Não sei se é por causa disso, e talvez juntem o Punk á mistura na Wrestlemania. Mas também me junto á ideia louca que o Bryan vai bater as odds todas no Rumble, podemos estar errado. Mas daqui a um mês vemos que tem razão não é?

  6. danielLP21 - há 3 anos

    Excelente artigo José. Só gostava de saber quem teve a ideia de fazer aquele vídeo com o Big Show…

    Ah, e o Batista não ganha o Royal Rumble. NO! NO! NO!

    • Tibraco - há 3 anos

      Daniel,

      Só agora vi a tua pergunta, portanto, com a licença do José, respondo-te aqui.

      Há umas semanas considerava possível a vitória do HHH no Rumble, na medida em que estava inclinado para uma vitória de Cena no TLC. Como tal não aconteceu, e tendo em conta o cenário atual, descarto essa possibilidade. Acho que fica entre o Bryan e o Punk, mas nunca para o Batista.

      • José Sousa - há 3 anos

        Claro que podes. Eu nunca pensei no Triple H, também acho que as coisas para o Batista vão ser outras. Tipo falou-se do Sheamus voltar heel no Rumble, então um Batista vs Sheamus seria uma feud bem agradável para Wrestlemania. Eu tenho uma ideia de quem acho que ganha o Rumble, mas vou esperar pela antevisão para o dizer, porque nesta altura dize-lo será um pouco insane.

      • Tibraco - há 3 anos

        Mas um Batista vs Sheamus sem ser pelo Título, certo?

        Ainda está tudo muito indefinido. Resta ver quem será o oponente do Orton no Rumble mas, independentemente disso, acredito que ele será o campeão na ´Mania. E talvez não seja de descartar o Reigns destas contas…

      • José Sousa - há 3 anos

        Sim sem ser pelo titulo, o Sheamus eliminava o Batista no Rumble match. Eles os dois vao estar entre os 6 finais por isso era uma forma inteligente de dar o turn ao Sheamus.

        Quanto ao vencedor não é insane, mas eu ainda acredito que o Bryan vai quebrar todas as odds e vencer mesmo o Rumble.

      • Tibraco - há 3 anos

        Mas assim estás a partir do principio que o Batista regressa como face… Não tenho assim tanta certeza.

        Se o Bryan ganhar não é bem “quebrar todas as odds”. Com o destaque que ele tem tido, julgo até que ele é dos principais favoritos. Eu acredito mais que é para o Punk mas talvez nem eles saibam quem vai ganhar quanto mais nós.

      • danielLP21 - há 3 anos

        Tiago, qual pergunta? lol

      • Anónimo - há 3 anos

        Daniel,

        Se eu realmente acreditava que o HHH vai ganhar o Rumble.

      • Tibraco - há 3 anos

        Daniel,

        Se eu acreditava mesmo que o HHH vai ganhar o Rumble.

    • José Sousa - há 3 anos

      Também eu queria, para enviar para um tutorial de como não fazer uma promo para cativar espectadores.

  7. danilo'-' - há 3 anos

    O Orton desempenha mesmo um papel fantástico como heel e eu por acaso deixo uma menção ao Triple, não que o Orton não conseguisse sozinho e a prova disso é as promos dele que é para lá de outro mundo, a autoridade tem mesmo “peças” bem encaixadas e foi mesmo uma boa escolha ser o Orton para a cara da WWE, nos tempos em que era o Sheamus, Show e Orton eu mesmo fiquei parvo a ver o Orton sendo a “voz” da consciência nesse trio.

    Já estava mesmo muito gritante o heel turn do Orton que era tão necessitado, eu também espero que ele consiga defender o titulo no Rumble numa boa, sobre o RR, eu não consigo ver o Batista sair vencedor, consigo o ver mais indo para o Triple H do que com o Orton pelo titulo.

    • José Sousa - há 3 anos

      Danilo eu já disse hoje aqui e por acaso fazia sentido ser o adversário do Sheamus na Wrestlemania. Tipo o Sheamus eliminava o Batista no Rumble, e começava a feud com ele, sendo que com esse ataque dava-mos inicio ao heel turn do Sheamus. Juntava-se o útil ao agradável.

      • danilo'-' - há 3 anos

        Sim era uma boa também, só dei como exemplo o Triple sendo mais “facil” do que ele vencer o Rumble, para você vê o quanto eu não acredito na vitoria dele, também gostava que fosse ao Sheamus

      • José Sousa - há 3 anos

        Eu também não Danilo, chamem-me louco, mas eu estou mesmo a ver alguém a bater as odds e a vencer o Rumble. E sinceramente gostava que fosse ele para calar quem diz que tem duvidas que ele é mesmo Main-Eventer.

      • Dolph Ziggler - há 3 anos

        Se alguém de fora destes 3 – Batista, Punk e Bryan – não vencerem o Rumble, espero muito siceramente ou que seja o Roman Reigns ou então o Cody Rhodes. Eu até poderia dizer Ziggler, mas já deu para ver que a WWE perdeu toda a confiança nele.

      • Dolph Ziggler - há 3 anos

        correção – Se alguém destes 3*

      • danielLP21 - há 3 anos

        E porque é que o “heel-turn” não podia ser do Batista, como forma de se vingar da tal eliminação às mãos do Sheamus no Royal Rumble? Vocês e esse desejo de ver o Sheamus como “heel”…

      • danilo'-' - há 3 anos

        o Sheamus voltar face não há problema, mas ai só foi uma forma do Batista com o Sheamus seguir até a wrestlemania,uma rivalidade com o Sheamus “heel” não era mal, acho que mesmo ai sendo citado do Sheamus a ser o “heel” não teria nenhum problema em ser o Batista o heel, visto que eu pelo menos acho o Sheamus um bom face, eu não vi nada que dissesse em que teria problema do Sheamus ser o face, repito que só foi uma forma dos dois avançarem até a wrestlemania…

      • danielLP21 - há 3 anos

        danilo, o meu comentário era para o José Sousa.

      • danilo'-' - há 3 anos

        desculpa

      • José Sousa - há 3 anos

        Não é o desejo. Tipo o Batista vem numa primeira fase tipo como o RVD, ou seja por três ou quatro meses, é mais simples numa primeira run vir como face, e usar isso a favor para um turn de alguém.

        Além que o Main-event precisa de um novo top heel, com unificação só temos praticamente o Orton, o Del Rio não se sabe bem o que é, e depois Cena, Bryan e Punk são os top faces. São mais faces do que heels, o meu objectivo era equilibrar a balança, e o Sheamus conseguiria isso Daniel.

  8. JoãoRkNO - há 3 anos

    Excelente artigo José. Bem, foi um ano que foi tudo menos previsível. Mas bastante merecido, um push que já deveria ter acontecido há mais tempo, ele encarna a personagem de heel duma forma que muito poucos conseguem. Sinceramente, não estou a ver o Dave Batista a ser elevado assim do nada para o ME da WM, apesar de reconhecer claramente todo o seu histórial e o grande wrestler que é. Posso dizer-te que acredito mais num Ryback/Batista do que num Orton/Batista, mas pontos, são opiniões. Um Feliz 2014.

    • José Sousa - há 3 anos

      Eu acredito é num Sheamus vs Batista, mas vou mesmo esperar pelo Rumble para confirmar essa ideia.Boas entradas para ti também.

  9. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Já tinha lido José. Mais um artigo classe, com um tema bem escolhido, Boas entradas!

  10. Dreamer - há 3 anos

    Bom artigo, José. Bem, o ano pode não ter começado tão bem para o Randy, mas finalmente recebeu aquilo que merecia depois. Sobre os combates da WM, concordo contigo quando fala que Batista vs. Orton não teria tanta importância pelo WWE World Title, porque dependendo dos protagonistas dos outros combates, ele vai ficar secundarizado. Para Batista, apoio sua idéia de fazer um heel-turn no Sheamus para um feud com Batista no “Grandest stage of them all”. Acredito que o Orton vai ficar com o título até a Mania, acho que pode ter a Triple Threat com ele, o Punk, e o Bryan, ou apenas um one-on-one contra o Bryan. Pro Taker, acho que vai ser o Brock Lesnar ou o Super Cena. Os outros combates não tenho muita certeza, Acho que vai ter Cody(Face) vs. Goldust(Heel) com o Dusty como árbitro. Para o Shield, podemos ter uma feud deles com a Wyatt Family, Ou triple threat pelo US Title. Não sei muito o que esperar nessa Road to WrestleMania, só espero que ela não nos decepcione.

    • José Sousa - há 3 anos

      Também espero que não saia desiludido as possibilidades eram altas mas tudo vai depender da WWE em termos de qualidade, porque tem que acertar nas feuds e combates correctos. Finalmente alguém que me percebe, o Batista vai vender mais o Rumble porque é o regresso, numa Mania Batista vs Orton não vende mais que Bryan vs HBK, nem Triple vs Punk, ou Cena vs Taker.

      • Dreamer - há 3 anos

        E essa questão do Batista desvalorizar o Main Event da Mania é justamente porque ele é um regresso. Acho que ele precisaria de mais tempo e uma maior credibilização. O combate do Taker teria muuuuuito mais cara de Main event do que um combate assim. Não sei porque os outros querem isso. Acho que é o costume de a WWE fazer cagada…

  11. ARCM - há 3 anos

    Excelente artigo José.
    Quase de certeza que o combate do Orton não será o main event da Wrestlemania. Vince já disse que Cena é o seu “headline”. Depois, um combate Orton vs Batista, caso não seja o main event, e dando destaque na mesma com os seus combates a Punk e Bryan, até pode ser um bom combate, dado à história que estes dois têm entre si (Evolution, etc.)
    A meu ver, durante a maior parte do ano Orton foi subvalorizado, fazendo-o perder um pouco a sua credibilidade, que está a pouco e pouco a recuperar. Oxalá se aproxime do Orton que era há 5 anos atrás, de preferência já neste ano.
    Relativamente aos The Shield, como já disse, gostaria de ver Ambrose vs Rollins vs Reigns pelo US title na Wrestlemania XXX.
    Boa Ano José.

  12. lisandrolopes20 - há 3 anos

    eu acredito que a wwe fez esta grande rivalidade entre orton e bryan para dar destaque na wrestlemania mas tudo é possível. na minha opinao orton vs bryan seria um grande combate para a wrestlemania e claro com o bryan a ganhar seria um boa historia pois o orton ainda nao ganhou legalmente ou merecidamente e seria uma vingança de bryan sem interferência de ninguém melhorando este combate so com o cm punk num combate Triple Threat (bryan,Orton,Punk) tipo como a wrestlemania 25 e cm punk faz sentido também ter uma oportunidade porque também não é grande fã de orton e entre eles há uma grande animosidade.
    P.S. Grande artigo, nao costumo ler artigos neste site por serem grande de mais mas vou começar a ler pois este esteve mesmo 5*.

  13. Diogo7 - há 3 anos

    Excelente artigo José.

    O Orton teve a primeira metade do ano muito fraca. Não venceu a Rumble, nem a Elimination Chamber pela oportunidade pelo WHC. Na WrestleMania perdeu para os Shield, para depois ter um “feud” irrelevante com o Big Show, onde saiu vencedor. Depois teve uma mini “feud” com o Bryan, onde saiu derrotado. Parecia que ia ser mais um ano desinteressante do Orton…

    Na segunda metade, o Orton ia participar no “MITB All-Stars”, onde surpreendentemente, venceu. Com esta conquista, renascia a esperança de ver o Orton novamente no ME, e foi isso que aconteceu daqui para a frente com os altos e baixos que tu disseste.

    Agora o Orton é o “Champion of Champions”, onde venceu o Cena “limpinho” no TLC. Temos que aguardar por qual o “contender” do Orton no Rumble e quem vai vencer o Royal Rumble match. Acho que o Cena vai ter o seu “rematch” no Rumble e o vencedor do Rumble vai ser entre o Punk, o Bryan e o Batista.

    Bom 2014 José ;)

  14. Ricardo Silva - há 3 anos

    Não foi o melhor S&M que já li, mas a qualidade da análise manteve os padrões altos. Gostei que tivesses falado de todas as perspetivas dos vários pontos que abordaste, enquanto estava a ler ia me lembrado de factos/possibilidades que tu mais tarde falaste. Isso prova a análise completa.

    1- Um ano fantástico. Isto, tendo em conta que ele não era nada e parecia perdido… E acabou como o “The Man” indiscutível. Como ponto negativo aponto a derrota dele para o Bryan no Night Of Champions. Tudo de errado nessa decisão. Primeiro, o Bryan já era um ex-WWE Champion, não precisava para nada de outro “reinado”. Segundo, o Orton precisava de sair por cima desse combate, de sair credibilizado, de fazer um RKO… Acabou como o menino escolhido a dedo, completamente fragilizado. Terceiro, o angle do Scott Armstrong serviu para quê mesmo? Para nada.

    2- Das duas uma, o Orton perde o título para o Bryan na Rumble ou perde na Mania. Se for já na Rumble, ganha o Punk a Rumble. Se na Rumble for o Cena vs Orton parte 6534, então é na Mania e ganha a Rumble o Bryan.

    3- Destaque para o combate do Ziggler. Pode não ser nada, mas é qualquer coisa e melhor que tudo que ele tem feito nos últimos meses.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador