Smoke and Mirrors #113 – He is a Carter and…

A história da WWE é feita de nomes que foram bem sucedidos e que tiveram o seu spotlight, mas também é feita de um monte de nomes que apesar do seu talento nunca tiveram verdadeira uma oportunidade de o demonstrar. E acabam por falhar seja por um pequeno erro, falta de carisma, ou mesmo por falta de uma gimmick que revele o verdadeiro potencial do indivíduo enquanto wrestler.

Michael Hutter foi um desses casos, ele foi um jovem que fez quase o seu processo de desenvolvimento enquanto wrestler na WWE, e nos seus territórios de desenvolvimento ( FCW e OVW). Nesses territórios foi ganhando nome enquanto competidor de Tag Team ao lado de Leo Kruger e posterior com Johnny Curtis com o qual foi campeão de Tag Team na FCW. No entanto, fosse como agente secreto, ou com a gimmick de “Mantastic” Bateman sempre pareceu aquém do seu potencial durante o tempo que esteve na WWE.

Ou seja, por mais que a presença de Daniel Bryan como seu mentor no NXT o tenha ajudado em termos técnicos, a verdade é que sempre senti a falta de aposta numa gimmick diferenciada para Bateman. Pareceu-me sempre daqueles wrestlers cujo potencial existia, mas no qual a companhia (neste caso a WWE) nunca esteve verdadeiramente interessada em investir nele, e por isso até sair o seu trabalho foi sobretudo de jobber.

Todavia, tudo muda no dia em que ele faz um combate “teste” na TNA como dark match do Impact Wrestling, porque nesse dia os oficiais da companhia de Orlando viram nele talento e potencial para ser uma figura dentro da TNA.  E, em menos de um mês estávamos a ver as primeiras vignettes sobre a estreia de uma nova superstar na TNA, Ethan, que semanas depois percebemos que era Bateman como Ethan Carter III, o sobrinho da presidente Dixie e que se iria estrear no Bound For Glory.

E desde desse momento que EC3 tem tido uma streak de vitórias, claro que a grande maioria contra jobbers ou empregados da TNA, mas a verdade é que ele acabou por ser um dos grandes destaques do final do ano de 2013 na TNA.  Sendo que, não seria grande risco se disser que ele graças a esta feud com Sting pode-se tornar numa das maiores promessas da TNA, e 2014 poderá ser ainda melhor para Ethan Carter III.

Por esse motivo esta semana o Smoke and Mirrors vira-se uma vez mais para a TNA, nomeadamente á análise da performance até agora de Ethan Carter III na companhia, sempre com olhos postos no que poderá ser o futuro de EC3 nos próximos tempos na TNA. Ou seja, irei apresentar a minha perspectiva sobre um wrestler, e uma gimmick que irá fazer impacto durante 2014, e penso eu já era tempo deste tema ser abordado, e esta semana é a oportunidade perfeita.

1.Análise á gimmick e performance de EC3

A gimmick de EC3 tem sido bem construída por parte da TNA, sobretudo porque tudo tem sido feito com paciência, e sem queimar etapas importantes da evolução da personagem. E esse facto é muito importante, porque por vezes uma gimmick não resulta pura e simplesmente porque se apressa a sua evolução natural, e tudo o que seja um push exagerado na grande maioria das situações tem como resultado final o desastre.

Por isso, todo este processo onde Ethan Carter esteve a dar squashes a jobbers com o Dewey Barnes e o Norv Fernum , lutadores menores como Shark Boy e Curry Man, e mesmo com Earl Hebner podem parecer chatos para o público, mas a forma como foi feita foi a ideal porque criou o heat que aquela personagem precisava. Ou seja, o objectivo era exactamente aquele, era dar ideia que ele por ter influencias e dinheiro consegue ter tudo o que quer, e por isso mesmo é uma gimmick que verdadeiramente consegue ser odiada, mas no bom sentido.

Por outras palavras, EC3 é aquilo que eu chamo de um verdadeiro heel, aquele que tu odeias porque é mesmo irritante, e para isso é preciso uma gimmick forte. E, verdade seja dita a gimmick de menino rico, mimado, membro da família da “chefe” no papel parece ser sempre algo positivo, porque acaba por ser uma personagem protegida pelo poder, e isso gera o tal heat que considero ser necessário para este tipo de personagem. O que pretendo dizer, é que este tipo de personagem não consegue ser aquele heel cool, aquele que mesmo que devas “odiar” acabas por apreciar porque tem mais conteúdo e personalidade que o face.

Porém, no caso de EC3 isso não acontece, e não acontece porque ninguém vai gostar de um protegido, que é mimado e irritante, e que sabendo isso ainda provoca mais os fãs e os seus oponentes simplesmente pelo facto de saber que nada lhe irá acontecer. Mas, para uma personagem destas resultar é necessário que o intérprete seja verdadeiramente desprezado pelo público, mas o desprezo tem que ter importância, ou seja não pode ser daquele tipo de heat que surge por considerar a gimmick irrelevante.

Dessa forma, é fundamental que o heat seja natural, e que o heel seja alvo de apupos mas daqueles que demonstrem que a personagem começa a ser relevante. E para isso, o booking e o trabalho do wrestler tem que ser feito de forma muito competente, e sobretudo ambos têm que confluir no mesmo trilho. E a grande questão que deve ser feita é: Será que Ethan Carter III tem cumprido até agora essas características?

Na minha opinião, considero que até agora o trabalho dele têm sido muito positivo, sempre desempenhando a personagem dele de forma muito competente. Aliás, a personagem assenta-lhe que nem uma luva, e isso é visível na forma como a desempenha porque ele consegue apresentar pormenores nas suas expressões faciais que complementam bem com o discurso irritante que ele tem que apresentar.

Por isso, a avaliação que faço do desempenho de EC3 fora do ringue, ou seja, do ponto de vista interpretativo só pode ser positiva, porque ele tem gerado heat, e tem apresentado o carisma que a personagem pede, e para isso tem ajudado em muito as boas promos que ele tem feito.  Porque elas têm sido exactamente o que elas pedem: irritantes. Mas honestamente é que lhe é pedido ser irritado, dar aquele ar de protegido pela Dixie porque enquanto continuar assim será sempre um heel odiado e alvo de ataque por parte dos faces.

Claro, que ainda não vimos tudo o que ele poderá valer, sobretudo enquanto wrestler dentro do ringue, mas pelo que conheço dele (dos tempos da WWE) ele parece-me será competente o suficiente para ter desempenhos interessantes. E nisto, mesmo não sendo o adversário ideal, Sting irá servir como primeiro verdadeiro teste ao real potencial de EC3 dentro da TNA, e o resultado final da feud poderá influir no futuro status na companhia.

Ou seja, a sua performance na feud com Sting será um sinal sobre qual poderá ser o seu destino na companhia, e para isso é importante que ele demonstre que ele é parte do futuro do main-event da companhia. Porque caso não o faça corre o risco de ser colocado no midcard  no futuro. Porém, é importante referir que se a TNA o colocou logo numa feud com o Sting é porque tem grandes expectativas, e planos para ele, e por isso o seu futuro só depende dele, e da sua performance nesta rivalidade.

Pois, ele apenas tem que ser competente e manter o nível que tem apresentado nos confrontos com o Stinger, porque caso o faça ele passa com distinção nesta rivalidade, e com isso começará a trilhar logo um caminho de sucesso na TNA. Não estou a dizer que esse trilho é certo, mas a verdade é que ele tem tudo a favor dele: ele tem talento in ring, carisma, e capacidade de criar impacto. Claro, que não é o melhor actor da TNA, porém não é tão mau quanto muito julgariam (pelo o que viram dele na WWE), e essa competência em conjunto com um booking inteligente tem jogado a favor dele.

Até porque, a verdade deve ser dita e de facto esta feud com Sting tem os seus riscos para EC3, mas sobretudo tem benefícios para o lado do jovem talento, porque tem tudo a ganhar com ela. Claro que, correndo mal tem muito a perder, no entanto prefiro ver esta rivalidade como a rampa de lançamento dele para a ribalta na TNA. Não posso dizer que não é arriscado porque em caso de correr mal ele pode perfeitamente ficar perdido, como muitos outros (caso de Crimson) ficaram no passado.

A hipótese de ser mais uma promessa perdida existe e isso não pode ser negado, no entanto não posso deixar de dizer uma vez mais, que caso ele continue ao nível que tem estado que ele aparentemente será uma gimmick que irá resultar. No entanto, é ainda muito cedo para julgamentos definitivo, e o seu futuro nos próximos tempos dependerá em grande parte do resultado da rivalidade com Sting, e nisso o Genesis será o verdadeiro teste ao potencial de EC3. Até porque, e apesar da curta carreira na TNA, uma vitória nesta feud frente a um dos maiores nomes da companhia seria importante, e faria dele uma Breakout Star dentro do roster.

E, apesar de todos os heels que a TNA possui serem extremamente talentosos e capazes de durar mais alguns anos como top heels, a verdade é que não se pode nunca descurar o futuro. Assim, nomes como EC3, Samual Shaw, e o Rockstar Spud são possivelmente o futuro da TNA no que diz respeito aos heels de main-event. Sendo, que nessa guerra Ethan sai á frente dos restantes porque já deu provas suficientes no ringue e fora dele que tem potencial para fazer parte da elite da TNA.

Claro, que as provas dentro do ringue podem não ter convencidos todos devido ao facto de terem sido combates contra jobbers, mas repito, pelo que conheço do trabalho dele enquanto wrestler, parece-me que ele irá dar conta do recado nos combates com Sting. Aliás, acho que a performance dele poderá surpreender muito boa gente que o acha apenas mais um push apressado. Claro, que existe esse risco mas parece-me que ele tem os instrumentos para conseguir superar este desafio, e afirmar o seu status dentro da companhia.

2. O que espera o futuro de EC3?

Assim, a grande questão é perceber o que reserva o futuro á personagem de Ethan Carter, e se ela continuará a ser um sucesso ou irá acabar por perder ímpeto com o tempo. Mas, tal como já referi em princípio a aposta nele é para manter-se durante este ano, até porque ele tem respondido a bom nível, e enquanto continuar assim por certo que continuará a ter destaque por parte da TNA. Ficando apenas por perceber qual será a verdadeira dimensão desta aposta durante este ano.

Ou seja, todos nós temos a noção que correndo dentro da normalidade EC3 irá vencer a feud com Sting, nem que seja com a ajuda de Dixie Carter ou do seu “ajudante” Rockstar Spud. E será com este que ele deverá fazer equipa para usar a Mala que conquistou no “Feast or Fired”,e muito provável deverão ter um reinado como campeões de Tag Team minimamente interessante. Ou pelo menos, será um reinado onde continuará a fazer impacto e admito que será interessante ver a conjugação dentro do ringue de dois dos melhores novos talentos em acting da TNA.

Claro, que este reinado seria dispensável ou pelo menos eu via-o mais depressa como campeão da X-Division até á altura do Destination X para depois usar do factor C, e fazer com que tivesse uma oportunidade pelo título Mundial. Mas, provavelmente a TNA que ser paciente com EC3 e primeiro coloca-lo com feuds individuais importantes durante este ano, dando-lhe o título de Tag Team como prémio pela sua performance, ficando os voos mais altos adiados para 2015.

Não quero com isto dizer que é impossível que ele até possa ter um push para o título Mundial mais próximo do fim do ano, mas não me acredito que a TNA lhe dê já um reinado este ano, pelo menos o cenário actual não indicia essa possibilidade. Mas como é lógico tudo poderá mudar a qualquer momento, e com “protecção “ que ele possui até podemos ser mesmo ser surpreendidos por uma subida galopante para o main-event e World Title Picture.

Porém, na minha opinião a posição mais racional que posso ter sobre o potencial dele este ano é mesmo a que referi, ou seja, feuds com Sting, talvez com o Jeff Hardy posteriormente, e depois títulos de Tag. De resto, acho que podemos esperar uma performance forte dele no Bound for Glory Series, sendo que não ficaria em nada surpreendido se ele acabasse por ficar nos quatro finalistas. De qualquer modo, dificilmente consigo ver um ano negativo para Ethan Carter III, e provavelmente será um ano de afirmação enquanto potencial main-eventer, deixando essa consolidação para o próximo ano.

Deste modo concluo esta edição do Smoke and Mirrors, espero que esta tenha sido do vosso agrado mesmo abordando uma companhia que não é claramente a que mais fãs têm neste site. Conto com vocês para a semana naquela que será provavelmente uma das edições mais inovadoras da história deste espaço, assim não percam o Smoke no próximo Sábado aqui no Wrestling.PT.

PS: gostaria de vos pedir desculpa por na passada semana ter colocado por lapso o artigo como a edição 111, quando era a edição 112, por isso mesmo peço desculpa por esse pequeno erro.

Figuras da Semana

Dixie Carter-Gostemos ou não dela, a verdade é que esta semana teve um papel fundamental no Impact Wrestling, e se Magnus ainda é campeão é graças a ela e ao seu plano de destruição dos aliados de AJ Styles.

Bully Ray e Mr.Anderson- Segmento absolutamente notável entre este dois monstros das promos, e graças a isso ficamos com mais um excelente combate, com uma excelente história para o Genesis. Aliás, na minha opinião esta é uma das feuds mais fantásticas da actualidade na TNA.

Sting e Kurt Angle- Decidi coloca-los no mesmo local porque os dois veteranos da TNA estiveram em excelente nível esta semana. No caso de Angle tivemos uma performance de grande qualidade no Steel Cage contra os Bad Influence que o coloca em melhor posição para o embate com Roode no Genesis. Já Sting tem estado em alta nas suas promos e momentos in ring que estão a envolver a rivalidade com Dixie Carter e EC3, e o jovem talento só tem beneficiado com esta situação.

Magnus e Bobby Roode- Coloco estes nomes novamente em pé de igualdade porque não podemos retirar o destaque a Magnus porque ele continua como campeão Mundial, mesmo que tenha sido com ajudas, a sua promo no inicio do show foi muito boa. Quanto a Roode acho que basta dizer que se existe responsável fisico pela defesa do título por parte de Magnus então ele é claramente esse homem.

Wyatt Family- Continuam em destaque mesmo não tendo vencido o seu combate na Raw, isto porque a entrada de Bryan trouxe-lhes importância e mais tempo de antena. Esta semana, pareceu-me cada vez mais claro que este turn não durará muito, e por isso espero que sirva para algo benéfico para o Bryan, de resto tenho gostado do que vi das interacções dele com os Wyatt.

Alberto Del Rio e Batista– Esta picardia não poderia deixar de estar entre os destaques da semana na WWE, isto porque a WWE usou um método muito inteligente de usar as redes sociais para promover uma possível feud entre eles.  E não podemos negar que provocou impacto porque a verdade é que ele foi bem visível.

New Age Outlaws- Não poderia deixar de destacar um bom regresso aos ringues por partes dos New Ages Outlaws na Smackwdown, numa performance de qualidade aceitável e onde novamente os Shield voltaram a ser muito valorizados.

Roman Reigns- Até poderia destacar os Shield, mas a verdade é que mesmo com a boa performance de Ambrose e Rollins no Pipper´s Pit, o foco continua todo no Roman Reigns, até porque para o bem e para o mal ele fez os spears e os pins que deram as vitórias da semana ao Shield, tornando-se na Raw o único Shield que venceu o Punk.

Surpresa da Semana

Regresso de Jake Roberts na Raw Old Scool- Foi claramente a grande surpresa da semana porque poucos acreditariam que ele faria uma presença nesta Raw temática. Agora espero pela confirmação da sua entrada no Hall of Fame deste ano.

Desilusão da Semana

Público da Raw- Costuma-me dizer-se que o público reflecte a qualidade dos programas, mas na Raw de Segunda nem com um produto excelente aquele publico teria reagido de forma correcta. Público mesmo muito fraco.

Perguntas da Semana

Qual a tua opinião sobre a gimmick de EC3 e a sua performance até agora na TNA?

Como perspectivas o seu futuro nessa companhia?

Concordas com as figuras, surpresas e desilusões da semana? Ou escolherias outros?

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Smoke and Mirrors”.

34 Comentários

  1. Franciscoxb - há 3 anos

    Exelente artigo José

    Qual a tua opinião sobre a gimmick de EC3 e a sua performance até agora na TNA?

    A Gimmick de EC3 está a ser muito bem construida, essa personagem tem criado heat, pois é dificil uma pessoa ter uma gimmick dessas e não ter heat.Mesmo assim acho que tem feito um grande trabalho e atualmente é das minha superstars preferidas na tna e tem uma exelente theme

    Como perspectivas o seu futuro nessa companhia?
    No ano de 2014 irá ter uma feud com sting onde deverá sair por cima e depois juntamente com rokstar spud ter uma feud com os american wolves pelo tna tag team champion e voltar a repor o bom nome desta devisão

    Concordas com as figuras, surpresas e desilusões da semana? Ou escolherias outros?
    Concordo pelenamente com as figuras,surpresa e desilusão

    • José Sousa - há 3 anos

      Concordo totalmente contigo, e já sabia dos riscos de escrever sobre o Ethan Carter, ou seja, eu já sabia que não ia ter muitos comentários. É a TNA, mas de facto o trabalho dele tem sido muito positivo, e acho que defendes um cenário muito similar ao que eu defino.

  2. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    José mais uma vez o tema TNA e muito bem, agradeço por isso pois é sempre bom ver que um “expert” como tu, não deixa de parte uma companhia de wrestling, que tem vindo a nos surpreender pela positiva.

    Gostava de acrescentar mais alguma coisa em relação ao EC3, mas disseste tudo.Não estava a gostar da construção da personagem mas agora compreendo.

    A WWE simplesmente não aproveitou o potencial de EC3, e acredito que foi um erro brutal deles, basta ver que ainda temos alguns potenciais a subir ao roster que já deviam lá estar…e tu sabes bem quem são…

    A TNA esta a crescer, a cativar, portanto prevejo um ano muito bom.

    Concordo com os momentos, excelente teres colocado Angle e Sting e sem duvida o publico de Baltimore como a desilusão…não a desgraça da semana!

    Excelente Artigo!

    • José Sousa - há 3 anos

      O EC3 é daquelas gimmicks que tu tens que esperar porque é feita de pormenores. Ele tem que passar por incompetente no ringue, por favorecido, mas com o Samoa Joe já se notou a qualidade dele no ringue. E isto vai melhorar com a confiança que a TNA vai depositar nele.

      De resto falo da TNA quando sinto que é motivo para tal, e achei que isto era exatamente um tema que tinha que ser abordado neste momento.

  3. JoãoRkNO - há 3 anos

    Excelente edição, apesar de diferente do costume, mas é bom inovar de vez em quando.

    Bem José, a sua gimmick é genial. Acho que se continuar a ser bem construída e se o colocarem em feud´s, com nomes tipo Sting, Hardy poderá ser um excelente inicio para ele. Em relação á mala de Tag Team, prevejo uma grande tag num futuro próximo. Acho que juntá-lo com o Spud e criar a Tag da DixieLand seria espetacular, e visto o desempenho dos dois, atrevo-me a dizer que poderão ser eles a elevar de novo a divisão Tag. Mas, acima de tudo, acho que tem que melhorar a sua Package Move, já sabes o que penso acerca do finisher do Ambrose, e acerca do EC3 é igual. Mas não é só o finisher, também tem que começar a usar moves mais apelativos, mas acredito que num futuro breve vamos ver um EC3 muito melhor in ring.

    Visto a sua gimmick, é provável que tenha bastante futuro nesta empresa, e talvez consolidá-lo no ME aos poucos e poucos seja uma boa cartada para esta empresa.

    Acho que os momentos “altos” da semana foram mesmo os dois que referiste, seja na surpresa ou mesmo na desilusão. Esperava-se muito mais do público numa Raw destas. E em relação ao Jake, é preciso dar mérito a Sir Ambrose, é absolutamente genial, destacando também a forma como o Rollins se portou no Piper´s Pit.

    • José Sousa - há 3 anos

      Sim uma feud com os American Wolves seria o ideal porque colocaria um verdadeiro teste a ele e ao Rockstar Spud. Ele tem qualidade, é verdade que este finisher não é o melhor do mundo mas não deixa de ser um bom move que precisa de um bom seller.

      Quanto á gimmick acho que é mesmo muito boa, e ele e o Spud são as revelações deste inicio de ano, o Ethan convenceu-me semana passada naquele momento em que goza com o Jeff Hardy, acho que ai ele esteve um heel notável.

      Se achaste este fora do habitual então para a semana ainda é mais, isso posso garantir.

      • JoãoRkNO - há 3 anos

        Melhor ainda então, precisamos é de inovação xD

  4. Fandangooo!! - há 3 anos

    Bom não tenho muito o que dizer sobre este Smoke and Mirrors pelo simples fato de não acompanhar a TNA,de resto concordo com tudo a respeito das Figuras, Surpresas e Desilusões da semana, só acrescentaria Brock Lesnar as figuras desta semana pois teve um grande destaque esta semana.

    • José Sousa - há 3 anos

      Sim mas o Brock saiu por baixo do Big Show, e isso para mim não pode ser destacado mas pronto foi uma semana relativamente positiva mas sem grandes avanços.

  5. AwesomeTheMiz - há 3 anos

    Grande artigo, José! EC3 é mesmo uma grande aposta e 2014 deve ser um grande ano ao mesmo

    – Qual a tua opinião sobre a gimmick de EC3 e a sua performance até agora na TNA?

    Excelente! Gosto dele, seu estilo heel é aquele que os fãs amam odiar. Seu estilo mesquinho mostra que nada irá acontecer com ele e Dixie sempre irá o acobertar.

    – Como perspectivas o seu futuro nessa companhia?

    Acredito que esteja no main-event dentro de alguns anos (talvez em 2015/2016) lutando pelo título mundial. Acredito que dando-lhe uma oportunidade ao abandonado Television Championship e vencendo a besta Abyss era uma excelente aposta (nem sei se ainda “existe” mesmo o Television Championship, de tanto tempo que não o vejo, pelo menos no site consta que sim).

    – Concordas com as figuras, surpresas e desilusões da semana? Ou escolherias outros?

    Sim, concordo. Até achei uma surpresa Bryan, Rowan e Harper terem sido derrotados pela tag dos Usos, acresceria. Mas, sem dúvida, o regresso bem “Old School” de Jake Roberts foi a “Surpresa da Semana”.

    • José Sousa - há 3 anos

      Exctamente ele nunca vai ser aquele wrestler que tu vais adorar como heel, ou seja não vai ser aquele heel cool tipo Roode, ou mesmo o Punk que tu acabas por gostar porque são rebeldes. Eu sinceramente sempre gostei muito deste estilo de gimmick, quase como era o Drew Mcintyre quando era o Choosen One. O TV Title seria sem duvida uma bela escolha para o EC3 para primeiro titulo a solo,claro que depois do Tag Team.

  6. Ângelo Martins - há 3 anos

    Também não vejo a TNA, logo não li o artigo. Gostaria ainda assim de comentar as figuras da semana.
    Também concordo que Bryan não estará muito tempo com os Wyatts. Quando sairá? Não sei. Agora que essa saída vai causar impacto, isso vai.
    Acerca da rivalidade via Twitter entre Del Rio e Batista. Confesso que essa rivalidade não me aquece muito enquanto fã. Como Batista irá participar no RR match, e muito provavelmente num Elimination Chamber match, resta-nos a WM para um possível combate entre os dois. Espero que essa rivalidade não se prolongue até lá. Gostaria sim de ver Batista vs Brock na Wrestlemania. Alberto Del Rio não tem tido aquele starpower que costumava ter, apesar de continuar a ser um bom heel. Ficou é descredibilizado com aquelas duas derrotas para Sin Cara. O que eu não percebi.
    Sobre o Reigns… acho que a WWE se está a precipitar, dando-lhe todo o destaque. Ou se torna numa figura importante quando o grupo acabar, ou podem arrepender-se.

    • José Sousa - há 3 anos

      Sinceramente não me importo nada de ver Del Rio vs Batista acho que era um teste á verdadeira capacidade do Del Rio ele podia mostrar definitivamente se tinha poder para criar heat ou não.

      Sobre o Reigns eu sei que pessoal gosta dele pelo spear e talento, mas não sei se ele tem os instrumentos todos para se safar sozinho. Ele tem a base mas não sei se está totalmente pronto para rolar a solo, já o Ambrose eu não tenho duvidas.

  7. The Mentalist - há 3 anos

    Não acompanho TNA, mas esse Feud do EC3 com o Sting me lembra a feud do Taker com o Orton. É claro que tem suas diferenças, porque o Orton já tinha sido campeão mundial e feito parte de uma stable de topo, Evolution

    Bom artigo essa semana José e fico no aguardo na edição especial da semana que vem :D

    • José Sousa - há 3 anos

      Sim eu comparo a atitude dele á do Drew McIntyre um protegido, que se safa sempre por ter a ajuda do patrão.

      • The Mentalist - há 3 anos

        Sim parece com o Drew, mas quando me referi da feud Taker/Orton eu quis dizer no sentido da lenda ajudar elevar o jovem talento. Que naquele caso foi o Undertaker e aqui seria o Sting

      • José Sousa - há 3 anos

        Sim, mas neste caso o veterano deve perder para o jovem talento. Convêm que o jovem saia bem do seu primeiro grande confronto.

  8. danielLP21 - há 3 anos

    Artigo muito bom José. Concordo com a tua análise sobre o EC3 a 100%.

    • José Sousa - há 3 anos

      Muito obrigado meu caro Daniel. Já agora que o Atlético ganhe hoje á noite;)

      • danielLP21 - há 3 anos

        Sim, mas principalmente o Estoril eheh

        Amanhã, estaremos em lados opostos. Que ganhe o melhor… Nahhh, que ganhe o Benfica xD

      • José Sousa - há 3 anos

        Oh eu acho que vai dar empate, não me perguntes porque mas é um feeling que tenho. O Estori vai tirar pontos ao Sporting.

  9. Dolph Ziggler - há 3 anos

    Muito bom artigo, José. É bom que por vezes também faças artigos sobre a TNA, mesmo que estes não tenham muitos comentários. Quanto á tua análise ao EC3, concordo plenamente. Já sabia que tu eras adepto dele e que apreciavas a forma como este representava a sua personagem.

    Qual a tua opinião sobre a gimmick de EC3 e a sua performance até agora na TNA?

    Eu estou como tu. Apesar de ser mais apreciador da gimmick do Rockstar Spud, o EC3 não fica nada atrás. A gimmick é interessante e o EC3 tem vindo a portar-se bem. A TNA pode criar uma ótima história com a sua “undefeated streak” e pode ajudá-lo muito no futuro. O que podiam ter feito com o Crimson, podem fazê-lo agora com o Carter. E já agora, a sua rivalidade com Sting pode fazer maravilhas á sua personagem. Só espero que seja tudo “bookado” da melhor maneira.

    Como perspectivas o seu futuro nessa companhia?

    Se tudo correr bem, ele vai ser um main-eventer na companhia. Tem o fisico, a capacidade em ringue e o carsima. Não sou grande apreciador das suas qualidades no micro, mas isso é um aspecto em que ele pode melhorar.

    Concordas com as figuras, surpresas e desilusões da semana? Ou escolherias outros?

    Concordo plenamente. O Raw merecia de facto um público muito melhor que aquele. Foi uma pena…

    • José Sousa - há 3 anos

      Sim é bom, e esta semana pelos vistos até resultou em comentários(pelo menos para o normal). Eu gosto deste tipo de gimmick, porque é aquele heel que os fãs nunca vão adorar, não é cool gostar de um protegido, e isso só joga a favor dele.

      A feud com o Sting é importantíssima para ele, estou curioso para a sua performance. Não me surpreendia se tivesse uma feud com o Jeff quando este voltar. É importante construi-lo com calma, ao mesmo tempo que confirmam que vão apostar nele.

      • Dolph Ziggler - há 3 anos

        Sim, o combate contra o Sting vai ser importante para perceber como é que este se consegue portar num ringue com um adversário como o Sting. O Sting já não está nos seus melhores dias portanto estou curioso para ver se o EC3 consegue carregar este combate. Eu, sinceramente, estou positivo quanto a isto. Acho que é uma aposta certa e tenho a certeza que o Sting, com a grande experiência que tem neste ramo, vai ajudar imenso o EC3 ao longo de toda a feud.

  10. Dreamer - há 3 anos

    Excelente artigo. Não acompanho a TNA, mas vejo muitos comentários falando de EC3. Pelo que vejo, ele deve fazer um bom trabalho in-ring e tem uma excelente Gimmick. Acho que seria bom destacar o que você falou acima em resposta a um comentário quando o compara ao Drew McIntyre. Bem, ando querendo ver TNA há um tempo, mas ou não lembro ou me falta tempo para ver. Acho que vou aproveitar e ver o último iMPACT agora. Quanto as figuras da semana, concordo com todas, acrescentaria a saída de Kaitlyn, mas acho que seria desnecessário colocar isso.

    • José Sousa - há 3 anos

      Sim sobretudo gimmick, in ringue ainda não mostrou muito ainda é muito cedo para o avaliar. Tipo quem já o viu no NXT(como Derrick Bateman) já tem uma pequena noção do que ele pode valer dentro do ring como wrestler.

  11. Allweneedislovewwe - há 3 anos

    Acompanho a TNA à pouco tempo mas sinceramente tenho gostado muito da gimmick do EC3, tal como o daniel não tenho nada a acrescentar.
    Gostei muito do artigo, até para a semana!

  12. akujy - há 3 anos

    Mais um belo S&M. Gostei bastante do destaque que escolheste dar esta semana ao EC3. Acho que o rapaz está a fazer um bom trabalho e penso que se continuarem a dar-lhe o seu push com calma, coisas ainda melhores podem estar nos horizontes dele. Gostei da anaálise muito boa que fizeste e com a qual concordo. De realçar ainda que é normal que nem todos consigam este destaque na WWE. A companhia é maior, o roster também e será normal que nem todos tenham oportunidade.

    • José Sousa - há 3 anos

      Sim tem que se ter calma com ele, sem pressas porque os destaques vem com calma. Olha isto é uma boa lição para os pushes rápidos demais que tanto a TNA e a WWE já fizeram e deram asneira.

  13. The Mentalist - há 3 anos

    Alguém poderia me informar quantas horas de duração tem o Impact Wrestling ? Desde já agradeço

    • danielLP21 - há 3 anos

      Em directo, duas. Se vires os vídeos no dia seguinte, tem cerca de uma hora e meia. É igual à SmackDown.

      • The Mentalist - há 3 anos

        Obrigado Daniel, queria saber porque eu queria acompanhar a TNA mas infelizmente não tenho muito tempo.

  14. FAlmeida_10 - há 3 anos

    Excelente artigo José! Fui apanhado de surpresa esta semana, até pensei que ias falar do envolvimento do Bryan como Wyatt, contudo gostei na mesma do tema, porque tal como tu também sou fã deste senhor.

    Sou da opinião que a WWE não gosta de ter muito trabalho com a maior parte dos talentos. E como o Bateman não mostrou potencial sem investimento da companhia acabou por sair. Enquanto que a TNA decidiu apostar no EC3, e veio ao de cima todo o talento dele, com o investimento na sua personagem.

    O EC3 tem se portado muito bem neste seu papel, e gostei do facto de teres referido que o Heat que ele recebia, era o Heat no bom sentido, porque caso recebesse o tipo de Heat que tinha o Bo Dallhas, a personagem não iria muito além. Uma das coisas que destaco neste envolvimento que ele tem com a Dixie, é também a química que estabeleceu com o Spud, ele funcionam mesmo bem juntos. Ele já provou estar á altura da aposta que a TNA lhe deu (no segmento do Feast or Fired e no “combate” com o Hardy ele esteve genial), eu vejo mais esta feud com o Sting como a prova se pode mesmo ser um Main Eventer no futuro, coisa que acredito mais que plenamente que ele seja capaz.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador