Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Smoke and Mirrors #124 – Cinderella Man

Alguns homens não estão destinados a chegar ao topo, ou pelo menos para lá chegar têm que ultrapassar demasiados obstáculos, têm que ir ao fundo para um dia voltarem ao topo. É isso que retrata o filme com o título deste artigo, é a história de um ex-campeão de boxe que tem que ir trabalhar para uma fábrica para ganhar dinheiro durante a Grande Depressão, para que um dia mais tarde alguém volte a ver a estrela de campeão que ele tinha, e volte a coloca-lo no topo como campeão. É uma história real, mas cuja mensagem que procura passar é que todos podemos ter aspirações mas só com muito trabalho, e dedicação é que essas histórias de sonho podem acontecer na realidade.

http://youtu.be/_5sDvymrCwM

Tal como herói desse filme, também o herói desta Road to Wrestlemania está a viver o que poderíamos chamar o seu Fairy Tale. Uma vez que ele seria a última pessoa que poderíamos esperar que estivesse num main-event do maior evento da WWE há um ano atrás. Claro, que começávamos a ver uma evolução no seu status, mas a verdade é que poucos seriam aqueles que arriscariam ver um main-event com este herói há um ano atrás.

Aliás, quem diria que o mesmo homem que há dois anos perdeu um título Mundial em 18 segundos iria ter toda a popularidade que tem, e que chegaria ao main-event de uma Wrestlemania em tão pouco tempo. É uma evolução na carreira brutal, e por mais que seja forçada pelas circunstâncias não podemos negar as evidências, e de facto o Bryan teve uma evolução no card da Mania espantoso em apenas duas edições.

E fê-lo ao mesmo tempo que evoluiu como performer, mas sobre isso já falamos diversas vezes neste espaço, e mesmo noutros espaços do site. O que muita gente ainda questiona é o mérito dele em estar a receber este destaque, mesmo depois de todas as provas que deu dentro e fora do ringue. Se será alguém para ser a “cara” da companhia talvez não, mas para ser uma dos tops faces dos próximos anos não tenho dúvida alguma que o Bryan tem potencial.

Por isso, esta edição final da trilogia será dedicada á Fairy Tales, especialmente a do Bryan porque goste-se ou não dele, o facto é que ele é o face sobre o qual incidem todos os holofotes desta Wrestlemania. Dessa forma, só faria sentido concluir esta Road to Wrestlemania a falar do homem que procura o seu sonho, um sonho que não é só seu, e que irei analisar nesta edição do Smoke and Mirrors.

Outras “Fairy Tales” de Manias passadas

Daniel Bryan não é o primeiro dito underdog que vive o seu grande momento da carreira numa Mania, já outros no passado tiveram esses momentos, sendo que nem todos conseguiram ser bem sucedidos depois desse momento de apogeu. Aliás, para alguns deles este foi claramente o momento alto de toda a carreira, como foi o caso do Rey Mysterio e de Chris Benoit

Sendo que no caso do Benoit esse foi mesmo o momento alto da sua carreira, e infelizmente é um momento que ficará na história mas sempre escondido, tudo por causa da forma idiota como terminou com a sua vida e da sua família. E, não posso deixar que é triste enquanto fã do bom wrestling que uma das melhores histórias de sonho numa Mania, não seja reconhecida por culpa de um erro estúpido do Benoit, e é uma pena porque provavelmente estamos a falar do melhor Triple Threat por um título máximo de sempre.

Já o caso do Rey Mysterio na Wrestlemania 22 é outro caso de Fairy Tale, mas neste caso e ao contrário do seu amigo Benoit dois anos antes, ele acaba por receber este brinde por causa da morte do seu amigo Eddie Guerrero. E digo isto com infelicidade, porque o talento do Rey merecia que ele tivesse tido um reinado digno por ele próprio, mas infelizmente foi precisa aquela tragédia para ser reconhecido e mesmo assim o reinado dele foi tão curto, que o sonho de uma Mania acabou destruído pouco tempo depois por JBL.

Tal como estes dois nomes também Mick Foley viveu este sonho, mas nunca o atingiu totalmente porque sempre que estava próximo de o conseguir algum dos big Names tinha prioridade para ser o destaque da Mania. Mas mesmo assim não deixou de ser um dos maiores nomes da sua época, e uma verdadeira lenda da WWE, que apenas faltou um grande momento na Wrestlemania. E provavelmente por causa disso é que consegue identificar-se com a história do herói desta Mania, porque sente que ele sendo a pessoa mais improvável do mundo merece ter a sua fairy tale nesta Mania.

Mas 20 anos antes, na Wrestlemania 10 tivemos a primeira história de um underdog ser a estrela de uma Mania: Bret Hart. É verdade que já tinha sido campeão da WWF antes, mas nunca tinha tido o seu Wrestlemania Moment, aliás no ano anterior fora retirado o spotlight para que perdesse com Yokozuna só para que Hulk Hogan tivesse mais outro momento de protagonista. Mas, na Mania 10 e depois de perder no opener com o seu irmão Owen Hart no melhor opener de sempre de uma Mania (na minha opinião), Bret foi ao Main-Event derrubar o gigante Yokozuna e tornar-se WWF Champion, tendo finalmente o momento onde se firmou como uma figura inquestionável do main-event da WWF até á data da sua saída da companhia. Assim, o pequeno wrestler ágil e talentoso tinha concretizado o seu sonho, o gigante tinha sido derrubado e a WWE tinha criado verdadeiramente o seu primeiro Cinderella Man.

Revisão da Story de Daniel Bryan e do Yes Movement!

“When it started we had high hopes
Now my back’s on the line, my back’s on  the ropes
When it started we were alright
But night makes a fool of us  in daylight”- Coldplay, YES!

A história do movimento começa há dois anos na Wrestlemania 28 depois da famosa derrota por 18 segundos com Sheamus, e nesse momento intencionalmente ou não, a WWE tinha gerado um movimento de revolta a favor de Daniel Bryan. Não tanto a pedir para que fosse campeão, mas que o seu talento fosse respeitado e não tratado como lixo como foi naquela noite.

E, tal como disse na introdução do artigo não deixa de ser espantoso e irónico, que o mesmo homem que há dois anos poderia ter sido queimado numa Wrestlemania, iria viver o seu Dream dois anos depois. Aliás, não acredito que Bryan alguma vez imaginasse que iria atingir o main-event da Wrestlemania depois do incidente de há dois anos, ou pelo menos se lhe perguntassem se achava que poderia vir a ser main-eventer na Wrestlemania 30 e com o foco centrado nele, provavelmente diria que seria uma loucura.

E verdade seja dita, acho que poucos de nós acreditava nisso, mesmo dentro aqueles que já eram fãs dele ou que tornaram depois desse incidente, poucos seriam os que se atreveriam a dizer que ele ia viver uma verdadeiro milagre como o que ele poderá vir a vivenciar. Aliás, poucos acreditavam que ele evoluísse tanto como performer como evoluiu desde dessa Mania, e cujo apogeu foi a vitória limpa sobre o Cena no Summerslam. Mas, como não é tudo um sonho na vida de um Cinderella Man nessa mesma noite começava uma fase mais negra no trajecto de Daniel Bryan.

Ele tinha conquistado o título máximo e perdido esse mesmo prémio no espaço de minutos, e perante esse cenário todos esperávamos que ele passasse um calvário para voltar a ser campeão. Mas, pelo contrário a WWE deu-lhe o título na Night of Champions só para lhe retirar no dia seguinte, num momento em que cortou ímpeto á guerra que ele estava a travar contra o Triple H e o Orton. E desde daí que nunca mais se aproximou desse título, ou pelo menos sempre que esteve próximo alguém (HBK ou o Kane) impediram que ele conquistasse o título.

Todavia, o mais espantoso desta história toda é que mesmo perante os erros de booking ou tentativas de o baixar em termos de impacto junto do público, ele resistiu sempre, e o WWE Universe quase todo sempre o acompanhou nessa luta. E prova disso foi o falso heel turn, que poderia ter sido prejudicial para ele e para o Wyatt, mas que acabou por não prejudicar ninguém, apesar de não ter decorrido da forma como a WWE pretendia.

Mas, possivelmente a maior prova que o Universe não iria desistir de Bryan aconteceu no Royal Rumble, quando o apoiaram e chamaram por ele quando a WWE decidiu não o bookar para lutar no Rumble Match. E as pessoas acreditaram que ele vinha e venceria porque achavam que era essa a história que a WWE deveria ter contado, e não a vitória do Batista, mas lá está nós (e nisso incluo-me) nunca tivemos sinais que ele lutava os dois combates. Apenas sabíamos que seria a escolha mais lógica, mas a WWE nunca nos prometeu isso, ao contrário do que está a fazer agora na Road to Wrestlemania.

Mas este caminho não era o plano inicial, tal como já abordamos nas outras duas partes em que abordamos os protagonistas da Road to Wrestlemania, este caminho foi forçado pelas circunstâncias que ficaram fora do controlo por parte da WWE. Ou seja, eu não tenho dúvida alguma que a WWE nunca tinha planeado este cenário para o Bryan, e por isso todos os segmentos fantásticos (desde do Raw Occupy, ao ataque de Triple H ao Bryan) não iriam acontecer em condições normais.

Porém, o WWE Universe forçou esta situação, e por isso mesmo aconteça o que acontecer daqui a uma semana na Wrestlemania isto já foi uma grande conquista, e faz do Bryan um dos maiores underdogs de sempre da WWE. Porque conquistou isto tudo quase sozinho, e se está onde está deve ao seu talento, porque foi ele que criou a empatia com os fãs que criou, e isso é visível e sentido quando as pessoas vibram com um Occupy da Raw, ou revoltam-se contra um vil e notável ataque do Triple H e da Stephanie ao seu herói.

Por isso, até agora esta é a história que mais envolve os fãs para esta Wrestlemania, porque mesmo os que não gostam dele estão a apoiar o Triple H ou o Orton e Batista. E quem é fã dele quer que esta história tenha um final feliz, e como esta é uma história de um herói que emociona e cria vínculos com os fãs, mas igualmente também suscita divisões e ódios a questão que temos que responder é: Será que ele merece este foco todo?

Prós e contras do Daniel Bryan no Main-event da Wrestlemania

O que vamos debater de seguida em nada tem a ver com os meus gostos como fã, até porque guardo esse tipo de opinião para os momentos certos, ou seja quando estou a ver um show, aí tenho tanto direito como qualquer um de vós a ter os meus favoritos. Se sou fã do Bryan? Sim sou, mas esse facto raramente me toldou as análises, aliás como referi várias vezes eu já tive que dizer que o mais lógico era ele perder, e voltarei a dizer no futuro. Claro que já fraquejei e expressei revolta de forma mais parcial, e ameacei não ver mais WWE, mas isso é normal. Nós, cronistas somos pessoais normais, com erros, não sofremos do “Síndrome de Cena”, ou seja, também temos o direito de nos ligar emocionalmente a uma história e a um wrestler.

Aliás, se alguém como o Foley ligou-se emocionalmente a esta história de superação eu também tenho todo o direito como fã de o fazer. E isso não implica que não apresente contras sobre o Daniel Bryan, ou sobre o seu possível futuro reinado como campeão, até porque neste momento é isso que ele é: possível. Mas, essa análise sobre o que acho que poderá acontecer na Wrestlemania será feita somente para a semana na antevisão da Wrestlemania, no entanto podem ter a certeza que essa análise será feita com imparcialidade, mas como é lógico com margem de erro porque eu tal como todos tenho o direito a ser falível. Até porque a Mania é sobre histórias que te envolvam emocionalmente, e este ano com esta história isso acontece algo que foi uma lacuna durante anos.

Posto isto, o mais importante é analisarmos os motivos pelos quais considero que é justa a presença de Daniel Bryan no Main-Event da Wrestlemania, e na minha opinião esta história toda de castigo e superação tinha que ter a sua conclusão no grande evento. Não fazia sentido ele passar por todos os ataques, para que do nada colocarem o homem simplesmente contra o Sheamus, em termos racionais seria uma incoerência em termos de storyline. E isso não tem nada a ver com gostos pessoais, é uma questão de lógica, ou seja, não podes criar uma história em que tramas constantemente alguém e depois essa pessoa não tem sequer uma hipótese de tentar a sua vingança.

E isto é algo que tem ser compreendido por todos os fãs, mesmo aqueles que não gostam do Bryan têm que compreender que apesar de este ser o plano de recurso, não deixa de ser o mais lógico. Como disse o Triple H semana passada, o Bryan sofreu de tudo e manteve-se sempre em pé na luta, e essa superação e capacidade de aguentar todas essas situações, inclusive com erros de booking é o principal motivo pelo qual o Daniel Bryan, e o Yes!Movement merecem este destaque na Wrestlemania.

Claro, que pode ser dito que ele já merecia ter vencido o Rumble, ou que esse seria o cenário mais correcto, mas isso é passado e a WWE não podia fazer nada para alterar isso. Só lhe restava mesmo corrigir, e dar exactamente o que os fãs queriam: Daniel Bryan com possibilidade de ser main-event da Wrestlemania 30. E a verdade é que esse acto mudou o interesse de muitos fãs para o evento, aliás ao ponto de ter contaminado a forma como olharam para muitas outras rivalidades.

E quando falo que as pessoas queriam ver este Fairy Tale no main-event, falo como é óbvio da maioria, e é aqui que alguns haters entram e dizem que estou a ser parcial, mas como é óbvio vinha preparado com contra-argumentação. Quando falo da maioria falo dos mesmos que queriam o Cena, o Rock, Stone Cold, Batista, Bret Hart e mesmo o Hulk Hogan e os Ultimate Warrior. Ou seja, a WWE no passado quando alguém estava over e popular sempre lhe deu esse reconhecimento e não poderia ser diferente com o Bryan, e não poderia ser diferente porque alguns não apreciam o Bryan como a maioria aprecia.

Não quero com isto dizer que o Bryan vai ou tem que vencer o Main-event, até porque existem possibilidades altíssimas que não aconteça. Apenas, quem não o aprecia deveria reconhecer o mérito da sua evolução e história, e perceber que a sua inclusão no cenário foi positiva para o PPV porque de facto foi. Tal como foram todos os nomes que eu falei, e alguns deles não aprecio como wrestlers, mas não posso negar a popularidade e elogiar o trabalho deles em prol do wrestling (como é o caso do Hogan). Aliás, se hoje eu e vocês vemos wrestling muito se deve ao Hogan porque ele popularizou e mediatizou o wrestling, e isso é algo que todos nós temos que reconhecer.

Agora toda esta história de superação têm riscos, e eles devem ser ditos, porque nem tudo é uma maravilha no que diz respeito ao Yes!Movement. E os principais riscos são sobretudo para depois da Wrestlemania, e está nas mãos dos fãs decidirem o sucesso ou insucesso deste movimento. Ou seja, eles até este ponto apoiaram sempre o homem, a grande questão é como é que vão reagir caso ele atinja o apogeu, o tal momento que se pediu durante meses.

E sobre isso o Triple H falou com toda a razão: as pessoas reclamam na net, mas na hora da verdade ficam sentadas, e depois ficam tristes quando vêem que algo que queria que acontecesse acaba por se esfumar. Esta mensagem que aparentemente é anti-Yes Movement é provavelmente a mais forte a favor desse movimento, é uma mensagem de apelo á acção por parte dos fãs.

O que ele quis dizer é: Se querem que o homem seja importante façam por isso. Porque se os fãs ficarem quietos á espera de ver o Bryan reconhecido e nunca derem audiências durante o seu reinado, ou não comprarem o homem como campeão, então não adianta de nada a WWE dar esse momento. E, por isso é que o trabalho do Triple H é de forma critica apresentar estes riscos, dizendo que quer parar com o movimento para evitar desilusões, com isso quer fazer com que o publico se mantenha com o face e isso ajuda a elevar o Bryan, e nisso o Triple H tem estado impecável.

A WWE com isto tentou espicaçar os fãs, impelir para que finalmente demonstrem com actos que estão mesmo investidos no Bryan como main-eventer, e que não vão desistir dele depois de ele conquistar o título. Porque, para uma grande maioria esse risco acontece, e é essa maioria que o Triple H criticou. Aquela que está sempre do contra, e que satura muito facilmente de algo, mas que na prática no momento certo não dá ajuda o wrestler a passar de um grande talento a um fenómeno de popularidade, uma lenda.

Eu não sei se será isto que irá acontecer com o Bryan, ou que lhe trará o futuro depois desta Wrestlemania. O que sei é que esta simples mensagem do Triple H tratou de forma simples de começar a trilhar esse caminho, como quem diz: Nós vamos arriscar no homem, agora é o momento de nos darem provas que aposta nesta história de superação tem resultados além deste percurso cheio de obstáculos. Dessa forma a WWE usou a figura do Triple H para fazer uma espécie de pedido aos fãs para que estes acompanhem de forma tão determinada a parte boa do percurso, tal como estiveram no calvário. Porque caso não façam a WWE muito facilmente poderá atirar o Bryan para fora da rota do título por sentir que foi uma Fairy Tale de uns meses, e é por isso que os fãs vão ser tão importantes nos pós Mania como foram no Pré.

Claro que alguém que bateu limpo o John Cena, e poderá fazer isso ao Triple H nunca será um midcarder, mas o sucesso de um possível reinado estará totalmente nas mãos dos fãs, além claro do booking da WWE, mas esse não será insensível á reacção dos fãs.  Daniel Bryan goste-se ou não é uma futura lenda da WWE, e claro que não será a cara da WWE, mas isso não implica que não possa ser um dos principais faces da WWE, ele pode ser nesta era o que o seu mentor HBK foi na sua altura. Ou seja, alguém muito importante mesmo que não tenha sido verdadeiramente a cara da companhia, mas main-eventer ninguém pode negar que ele será, até por todas as conquistas que teve.

Quanto á Wrestlemania, eu só falo de previsões para a semana, mas o que posso dizer é que aconteça o que acontecer o que ele já conquistou, e a forma como o fez é algo gigante porque tudo isto não era para ter acontecido. Quanto a mim, como cronista cá estarei para a semana para antever a Wrestlemania XXX, e como fã estarei para apoiar os meus wrestlers preferidos porque tenho direito a tal. Se a história deste Cinderella Man terá um final feliz? Não sei, mas as respostas começarão a ser dadas dentro de uma semana, o que sei é que ele está perto de conquistar o sonho não por ser um “super-herói” invencível, mas sim por ser alguém real que conquistou o seu espaço por mérito próprio, e isso por si já é um Fairy Tale.

“ I want be WWE Champion for one Reason only,it´s not for the Fame, it´s not for the Glory, it´s so everybody knows and proves that when i put a step in ring there´s nobody better than Daniel Bryan”.

Ah! E caso estejam nunca se esqueçam a da simples palavra que pode vir a marcar a Wrestlemania. Nunca se esqueçam agora e no futuro digam: YES! To the Yes Movement!

http://youtu.be/AsCHPwZU2UM

Figuras da Semanas

Magnus/Abyss/ Samoa Joe/ Eric Young- Bons avanços nesta história agora a quatro, sendo que praticamente não existem alianças entre os quatro wrestlers. Excelente promo inicial, e segmentos entre os participantes do title match da próxima semana.

Wolves- Excelente Tag Team, mereciam já serem os verdadeiros campeões de Tag Team da TNA. São exactamente o que TNA precisa para credibilizar de novo os títulos de equipas.

EC3 e Spud- Excelente os segmentos deles á procura do Willow. É impressionante como conseguem ser actores sérios, e simultaneamente bons no lado da comédia fazendo-o de forma divertida e inteligente.

Sam Shaw- Creepy Bastard. Basta-me um segmento para ter que o elogiar, porque de facto é um excelente actor com uma personagem notável nas suas mãos.

Beautiful People-Estão de regresso, e só por isso são um dos destaques de um Impact com grande qualidade. Aliás, foi uma ótima semana para ser-se fã de wrestling em termos de qualidade.

Storm e Gunner- Excelente batalha entre eles no Main-event. Só tenho pena é que o James Storm esteja constantemente a sair por baixo nesta feud, mas fora isso só tenho elogios a fazer a estes dois talentos.

Bully Ray e Bobby Roode- Outro segmento fantástico entre estes dois, nem dar para gastar muitas palavras em descrever, porque são dois performers de topo e isso viu-se naquela Brawl.

Undertaker, Lesnar e Heyman- Segmento brilhante que culminou mais uma excelente Raw na Road to Wrestlemania. Performance notável por parte dos três intervenientes, conseguindo criar mais magia e vontade para o embate entre a Beast e a Streak.

Shield- Mais uma semana onde os Hounds of Justice estiveram alta, sobretudo é muito agradável ver a nova vida que eles ganharam com o turn, onde conseguiram equilibrar muito mais as forças dentro da stable.

Wyatt Family e Cena- Excelente trabalho de construção da feud, e sem dúvida merecem todos os elogios do mundo porque conseguiram tornar uma feud aparentemente desinteressante em algo cativante.

Fatal 4 Way – Combate absolutamente notável, podem até discutir o vencedor mas não podemos discutir a qualidade da performance dos quatro intervenientes deste nº1 contender match.

Stephanie McMahon- Teve muito bem na promo inicial, mostrando como deve ser uma promo heel, e dando a volta a uma situação imprevista como foi a falha do micro do Batista.

 Triple H- Lição de como fazer um promo heel, sem exuberância ou exageros. Como ele diria foi uma promo ajustada á Reality.

Surpresa da Semana

Consistência da qualidade da Raw e do Impact- Em três semanas tivemos quase sempre show interessantes nas duas companhias, o que faz com que ambas estejam agradáveis de assistir mesmo tendo em conta as diferenças entre as companhias.

Desilusão da Semana

Batista- Sim é a desilusão porque as promos dele não saem dali, constantemente a dizer Deal with it mas quase nunca sem contextualizar e argumentar de forma veemente, e sobretudo convincente esses argumentos.

Perguntas da Semana

Qual a tua opinião sobre as história do passado de outros Cinderella Mans?

Como vês a história do Bryan? Será um fairy Tale ou apenas uma ilusão que durará até á Mania?

Concordas com as figuras, surpresa e desilusão da semana?

Desafio Smoke and Mirrors

Esta semana deixo-vos um desafio que vos pode dar a hipótese de terem uma participação na Antevisão da Mania. Não será directamente no texto, mas sim no bónus do texto, ou seja, o que pretendo é que escolham uma banda sonora(diferente das da Mania) para cada um dos principais combates da WM: Shield, Wyatt vs Cena, Bryan vs Triple H, Taker vs Lesnar, e WWE Title. De todas as músicas que me apresentarem para cada feud, eu irei escolher a que acho mais adequada para a feud em questão.

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Smoke and Mirrors”.

74 Comentários

  1. Franciscoxb - há 3 anos

    Muito bom artigo!

    Qual a tua opinião sobre as história do passado de outros Cinderella Mans?

    Só conheço a do Benoit e a do Rey, e acho que mereciam essa conquista pois tinham muito talento em ring

    Como vês a história do Bryan? Será um fairy Tale ou apenas uma ilusão que durará até á Mania?

    Eu acredito que essa história terá um final feliz, que será a conquista do Wwe champion e um reinado decente

    Concordo com as figuras surpresa e desilusão

    Desafio Smoke and Mirrors

    Para o combate dos shield, não arranjo tema

    Para o combate do Wyatt vs Cena escolheria o tema Feer of the dark dos Iron Maiden

    Para o combate do Bryan vs HHH e para o main event escolheria o tema You´ill never walk alone do Liverpool

  2. Micael Duarte - há 3 anos

    Excelente artigo José.

    Como já estou farto de dizer, sabes a minha opinião sobre o que vai acontecer com o combate Bryan/HHH e o combate pelo Título WWE WHC. No entanto, acredito que o Bryan acabe por vencer o Título máximo na noite do dia 6…

    Se a qualidade dos quatro grandes combates não desiludir, especialmente Undertaker/Lesnar e Bray/Cena, então temos chances de ter uma bela WrestleMania… Já para não falar de outros combates de “mid-card”, que também estão interessantes.

    • José Sousa - há 3 anos

      Micael não vou responder, porque sobre os resultados só dou a minha opinião para a semana. Ah já agora, alguma sugestão musical para banda sonora para os principais combates?

  3. Coiso - há 3 anos

    Adorei este artigo! Foi mesmo bom ler histórias destes wrestlers, merecem o destaque que deste no artigo.
    Concordo com os destaques
    Já agora respondo ás perguntas e aos desafios:
    -acho que são histórias que vale a pena ver e relembrar, porwue os cindrellas men são exemplo de esforço e de quem não desistiu
    -isso depende dos fãs, tal como falaste no artigo. agora falo como fã do Bryan: sempre gostei dele na WWE, mas não tanto como agora, e eu gostava muito que fizesse história na WM. Se houver gente que pensa assim, a subida de Bryan será merecida, senão volta ao fundo
    -concordo, sem dúvida
    agora o desafio:
    -shield vs autority – seek and destroy, dos metallica
    -whyat vs cena – paranoid, dos black sabbath
    -Bryan vs triple h – you’re gonna go far kid, dos Offspring
    -undertaker vs lesnar – hallowed be thy name, dos iron maiden
    -campeonato da WWE – stairway to heaven, los led zepplin

    • José Sousa - há 3 anos

      Exacto esse é o grande desafio para o´pós -Mania, ou o pós conquista do titulo, é perceber se as pessoas estavam verdadeiramente com ele, eu sinceramente espero que sim.

  4. GonRodri - há 3 anos

    Excelente artigo José Sousa :)

    Agr respondendo às tuas perguntas:

    Qual a tua opinião sobre as história do passado de outros Cinderella Mans? Como o Francisco XB, eu tmb so conheço a do Benoit e a do Rey Mysterio, eles sao/eram excelentes performers e mereciam ter o seu Wrestlemania moment !!

    Como vês a história do Bryan? Será um fairy Tale ou apenas uma ilusão que durará até á Mania? Acho q essa historia vai acabar bem, pois o Daniel Bryan ja merece o seu Wrestlemania moment, para depois da derrota sobre o Sheamus por 18 segundos …

    Concordas com as figuras, surpresa e desilusão da semana? Sim

    Nao respondo ao desafio porque n sei escolher musicas assim para essa feuds, desculpa la XD

    • José Sousa - há 3 anos

      Na boa. Eu sinceramente espero que o sonho aconteça, agora se acho que ele vai acontecer é outra questão e que falarei para a semana.

      • GonRodri - há 3 anos

        Vou tar aqui à espera para ver :)

  5. José Sousa - há 3 anos

    Sobre o caso do Bryan eu não vou alongar, porque já disse tudo e ainda tenho que me reservar por causa da antevisão da Wrestlemania. Sobre os casos que falas, o meu preferido foi o Benoit e o Bret Hart, e claro o Foley.
    Obrigado pelas sugestões musicais.

  6. Silveira9 - há 3 anos

    Excelente artigo como sempre José.
    Quanto as músicas só te deixo para um combate
    HHH vs Bryan-This could be the year do Ryan Star

  7. Ângelo Martins - há 3 anos

    Excelente artigo José, não há nada a acrescentar.
    Depois de vencer o título e mesmo depois de o perder será até ao dia em que acabar a carreira um main-eventer. Para mim a WWE contou mal a história com os Wyatts. Principalmente no final. Bray Wyatt venceu Daniel Bryan no Royal Rumble. Claro que Bray não podia perder pois iria enfrentar o Cena na Mania, mas assim fizeram toda a gente esquecer essa rivalidade, rivalidade essa em que o Bryan saiu por baixo.
    Este cenário faz todo o sentido, tal como faria o Big Show enfrentar um membro da Authority, pois tal como o Bryan foi castigado pelo Triple H.
    Sobre os Shield, posso estar errado, mas ainda não vi o público do lado deles. Podem ter alguns momentos de apoio, mas no fim, depois da “Triple Powerbomb”, são sempre vaiados.

  8. José Sousa - há 3 anos

    E tiveram no turn. Sim ainda não é totalmente unánime mas melhorou, aliás a minha preocupação está sobretudo no Ambrose, porque é o elemento que actualmente menos destaque.
    Ainda existe quem duvide disso, mas quem vence limpo o Cena não pode ser considerado nunca na vida um midcarder.

  9. WWE_GN´R_22 - há 3 anos

    Exelente artigo José.

    Quanto ao desafio:

    The Shield vs Kane and NAO:Boulevard of Broken Dreams – GREEN DAY

    Bray Wyatt vs John Cena: Fear of The Dark – Iron Maiden

    Daniel Bryan vs Triple H: Tears don’t Fall – Bullet for My Valentine

    The Undertaker vs Brock Lesnar: Heaven’s on Fire – Kiss

  10. Sandow For Champion - há 3 anos

    Mais um grande artigo!
    Pergunta1:O impacto do Bryan junto ao publico e a sua ascensao sao mais notaveis.
    P2:Penso que o publico ja deu provas que conta com ele e seria meio ironico desistir dele no momento em que ele fique na mo de cima.A minha curiosidade é msm pro Extreme Rules pk exceçao feita ao Lesnar e ao Cena qq outro combate nao seria assim tao apelativo independentemente do vencedor da Mania,a nao ser que HHH decida permanecer mais alguns tempos em ringue.
    P3:O Batista devera ficar super contente se vir isto pois ele é a deceçao do ANO.Pd parecer polemico mas pra mim a grande desilusao desta WM e da semana pk esta cada vez mais confirmado é msm os The Shield,pois nao so se queimou uma rivalidade que poderia ter tomado outras proporçoes se fosse na WM como teremos o combate que podera mt bem a vir ser o pior dos Shield em PPV tendo em conta as limitaçoes dos oponentes.
    DESAFIO:Shield – Get Throught This – Art Of Dying
    Wyatt vs Cena – Video Games – Lana Del Rey
    Bryan vs HHH – Good Life – One Republic
    Taker vs Lesnar – Radioactive – Imagine Dragons
    WWE Championship – Alaways – Saliva

    • José Sousa - há 3 anos

      Para mim não. Felizmente percebo porque os colocaram com eles e não vejo nada contra, não vou chamar do Kane e dos New Age de egoístas porque eles já elevaram muita gente. Inclusive os Usos, por isso eu não entro na onde da critica ao cenário dos Shield, embora respeite quem está.
      Eu pessoalmente gostava do Triple Threat mas com os 3 em igualdade de circuntancias.E neste momento teria sido um Ambrose vs Reigns com um actor secundário, o Rollins. Infelizmente é a verdade também.
      Obrigado pelas sugestões.

    • Don_Ricardo_Corleone - há 3 anos

      Saudações Leoninas!! :D

  11. Edjandro Martins - há 3 anos

    Excelente artigo!
    Concordo contigo com relação ao Bryan, depois de tudo que ele passou desde o Summerslam essa é a altura prefeita para ele se tornar campeão e ter um “WrestleMania Moment” e depois ter um longo reinado quem sabe. sobre a questão dos fãs pararem de apoiá-lo após conquistar o titulo, isso realmente é um risco, pois se com ele como campeão não tivermos bons ratings, boas vendas de PPV´s ou toda a questão do WWE Network que precisa de um certo numero de assinantes ou será um tiro no pé da WWE, não custariam nada tirar ele do rota do titulo e colocarem Cena, Orto, Batista para se revezarem com o cinturão e em feud´s entre si como há alguns anos, esperamos que isso não aconteça e tenhamos a solidificação do Bryan como uma das caras da companhia de vez.

    • José Sousa - há 3 anos

      Sim ele também foi mau nos rating porque vejamos ninguém achava que ele ia vencer, ou seja deram o titulo quando menos esperávamos, e o booking todo da historia com o Orton foi muito sempre a denunciar que ele não vencia,, o que também ajuda.

  12. JoãoRkNO © - há 3 anos

    Mais um ótimo trabalho José. Posso estar a ser ingênuo, mas acho que o Bryan terá o seu Dream Moment na próxima WM. Não acredito sinceramente que tudo isto seja só para acalmar o Universe, porque eles sabem que se estragarem as coisas, contestação a dobrar surgirá nos próximos tempos.

    Em relação ás Figuras, Desilusão e Surpresa da semana estou 200% de acordo contigo, realçando o possível regresso do Abyss ao ME, que acima de tudo é bastante merecido, a feud Storm/Gunner, tendo ali verdadeiro material de Main Event em ambas as partes, e por fim o regresso dos contender´s Match´s, que aqueles quatro nos brindaram com uma excelente performance.

    Desafio:

    Shield: Every Lie- My Darkest Days

    Wyatt vs Cena: Break My Fall- Breaking Benjamim
    Bryan vs Triple H : Already Over- Red
    Taker vs Lesnar: Set the World on Fire- Black Veil Brides
    WWE Title: Brand New Start- Alter Bridge

    • José Sousa - há 3 anos

      Sim a constestaçao será a dobrar? Será mesmo? Ou se for pela Triple H tramar as pessoas aguentam mais uns meses. Ou se ele vence será que não baixa o apoio? São tudo questões complexas.
      Esta semana foi muito boa para quem gosta de Wrestling sinceramente. Admito que o meu momento preferido do Impact foi mesmo o Search for Willow.

      • JoãoRkNO ® - há 3 anos

        Sim, e com o Spud no meio melhor ainda, ele é perfeito no Acting.

    • Rafael Simao17 - há 3 anos

      Woow. Mais alguém que conhece Red! x)

      • JoãoRkNO © - há 3 anos

        Banda fantástica, apesar de pouco conhecida ;)

  13. danielLP21 - há 3 anos

    Gostei do artigo José.

    Neste momento, diria que o Daniel Bryan vai vencer o Triple H e que o Batista ganha o Título da WWE. Veremos se a última Raw antes da WrestleMania me faz mudar de ideias.

    Daniel Bryan vs Triple H- “Born With Nothing, Die With Everything”, dos Papa Roach;
    The Shield vs Kane & The New Age Outlaws- “Awake And Alive”, dos Skillet;
    Bray Wyatt vs John Cena- “Lost”, dos Within Temptation;
    Triple H/Daniel Bryan vs Batista vs John Cena- “Viva La Gloria”, dos Green Day;
    Brock Lesnar vs The Undertaker- “Do Or Die”, dos Papa Roach.

  14. danilo'-' - há 3 anos

    Well, excelente artigo José, não deixou passar nada despercebido, muito bom mesmo :)

    Sobre a historia do Bryan, parece ser mesmo algo que vai durar muito mesmo e eu penso que as pessoas vão mesmo continuar com ele pós-mania, acho que basta ver qualquer entrance dele na RAW ou até ver o quanto explode as coisas quando ele está, eu acharia estranho ver isso tudo que acontece e no final puff… mas é uma real possibilidade que só teremos a resposta quando passar a Mania, quanto aos 18 segundos foi sem duvidas uma forma de meter o Sheamus over mas pronts…, confesso que quanto ao trabalho de heel do HHH nessa historia está a ser mais que espetacular a forma que ele despreza o DB nos segmentos é tão nojenta que acaba por meter o homem cada vez mais over e mais over, nesse caso de falar das pessoas que “abandonam” de certa forma quando acontece, as pessoas podem reclamar de não darem um “push”, por acaso até eu as vezes reclamo mas ele tem total razão, de que adianta se vão deixar de lado depois que acontece, repito, está com a razão, o Bryan vence o Triple sem duvidas e se por acaso tenhamos o Batista a vencer o titulo, a Mania vai ficar marcada muito mais pelo “B” Player que venceu o “A” Player, eu estou mesmo ansioso para ver a Mania e ver o momento da “vingança” do Bryan, mais um momento mark para ter.

    Desafio Smoke and Mirrors:

    Triple H vs Bryan: Escape The Fate – This War is Ours (sNip mix)

    Wyatt vs Cena: Linkin Park – Crawling

    Não escuto muitas musicas que se enquadre, mas vou deixar essas duas :)

  15. José Sousa - há 3 anos

    Não foi claramente limpo, teve ajuda do Laurinaitis. Tal como o Punk nunca foi totalmente limpo. Mas, são situações incomparáveis.

  16. José Sousa - há 3 anos

    Mas o EC3 também esteve muito bem. O Spud é o lado cómico da dupla, aquele disfarce é qualquer coisa sinceramente.

  17. José Sousa - há 3 anos

    Sim ainda bem que percebeste o que eu percebi no discurso do Triple H, aliás já tínhamos comentado isso no chat. E de facto é isso que o Hunter queria passar, ou seja, criticando o Bryan ele coloca-o over, e mais que isso manda recados para os fãs dele. Quase a dizer, nós até podemos dar-vos o que vocês querem, mas também não podem ficar quietos e depois criticar ou não apoiar quando for preciso. Foi um apelo á acção, não basta( sobretudo no USA porque tem influencia no lucro do produto) que a net não reclame e não mude de opinião muito rápida, e que aja quando assim é necessário.

  18. Hildo - há 3 anos

    Grande Artigo José, Parabéns

    Acho que a mais gritante É o que fizeram com o Foley. Pois os outros 2 querendo ou não tiveram seu ”Wrestlemania moment”

    Como vês a história do Bryan? Será um fairy Tale ou apenas uma ilusão que durará até á Mania?

    Sinceramente espero que Seja um ”Faire Tale” Mas tenho em mente que o risco de ele não sair da mania como campeão é muito grande.

    Concordas com as figuras, surpresa e desilusão da semana?

    Sim, Sobre a desilusão, O Batista tem sido um desilusão desde seu regresso…

    • José Sousa - há 3 anos

      Sem duvida. Os medos e os sonhos estão perto, há distancia de uma pequena semana, e de uma decisão. Uma coisa é certa, será uma Mania de emoções.

  19. akujy - há 3 anos

    Batista sucks. xD Acho que nng esperava que este regresso fosse tão mau. A respeito do Bryan, excelente artigo e grande comparação com a história de Braddock. Um grande filme, uma grande história verídica e um paralelismo acertado no que diz respeito a DB. O conto de fadas continua e talvez venha mesmo a ter uma conclusão feliz na WM, ou pelo menos um final de capítulo feliz. Pq caso ele ganhe o título, o principal desafio será msm o booking que lhe vão dar.

    • José Sousa - há 3 anos

      Sem dúvida. Sem adensar muito o que acho que vai acontecer, acho que o reinado numa primeira fase só poderá continuar se continuar tudo como está agora. Ou seja, ser perseguido pela Autoridade porque quanto hostil forem contra ele mais o publico vai ficar com ele.

  20. xXSecondCitySaintXx - há 3 anos

    Exlente artigo e quanto ao desafio:

    The Shield vs. Kane e The New Age Outlaws: Nothing Stands in Our Way – Lacuna Coil

    John Cena vs. Bray Wyatt: How The Gods Kill – Danzig

    The Undertaker vs. Brock Lesnar: End Of The Beginning – Black Sabbath

    Daniel Bryan vs. Triple H: Light It Up – Rev Theory

    WWE Title Thriple Threat – Tear Away – Drowning Pool

  21. Lucas Siqueira - há 3 anos

    pra luta do hhh & bryan eu colocaria in the end, do linkin park !!!

  22. Don_Ricardo_Corleone - há 3 anos

    Quanto à crónica, muito bom. Provavelmente o Daniel Bryan irá sofrer do mesmo que sofrem todos os wrestlers populares que alcançam o topo, será odiado pelos hipsters do wrestling, como o CM Punk o foi a determinada altura, enquanto que outros fãs mais dedicados, a maioria, estará do lado dele.
    O Daniel Bryan não engana. A WWE tentou fazer com ele o que fez com o Zack Ryder quando este alcançou popularidade, no entanto percebeu tarde que o Daniel Bryan é um caso de carisma que apenas aparece de tempos em tempos, que já teve Shawn Michaels, The Rock e Stone Cold Steve Austin, ou seja, nada irá parar esse mesmo carisma, por mais que a WWE tente. Por isso, penso que o futuro dele está seguro. No entanto concordo que ele será como HBK, Edge e Jericho, o main eventer adorado por todos, que na maioria das vezes terá reinados curtos e por vezes estará no mid card, outras vezes estará a construir talentos mas sempre pronto quando é preciso e sempre como o main eventer do povo.

    Aqui ficam as dugestões musicais:

    Shield: Iron Maiden – These Colours Dont Run.

    Wyatt vs Cena: Metallica – Master Of Puppets (Já vi aí “How Gods Kill” e “Fear of The Dark”, boas escolhas).
    Bryan vs Triple H: Judas Priest – Blood Red Skies.
    Taker vs Lesnar: Slayer – War Ensamble.
    WWE Title: Motörhead – Death Or Glory

  23. john3:16 - há 3 anos

    O artigo foi muito bom josé, e sobre as tuas questões já irei responder, quanto ao desafio, infelizmente não tenho jeitinho nenhum pra escolher musicas.

    • José Sousa - há 3 anos

      Muito obrigado pelas elogios(para a semana vou antever a Wrestlemania) acho que já tinha. Sim não é novo, mas não deixa de ser recorrente, o curioso e a diferença é a popularidade do Bryan que é diferente de alguns nomes que referiste nomeadamente o Regal( e eu gosto do Regal), mas este não teve este pop.
      Sim, o que não faz sentido é provavelmente continuarmos com o Orton como campeão, porque isso provavelmente leva a uma estagnação do interesse nas histórias pelo título, pelo menos á primeira vista.

  24. Miguelfcarlos - há 3 anos

    Bom artigo. Concordo com tudo. Os contras do Daniel Bryan ganhar o título fizeram-me temer… Mas há-de correr bem, se é que ele chega sequer ao main-event do PPV. Quanto ao desafio, é uma excelente iniciativa e espero que a repitas, mas eu não tenho muito jeito para associar músicas a storylines.

    • José Sousa - há 3 anos

      Ao main-event acho que chega(pelo menos quero acreditar que não lhe fazem isso).

      • Miguelfcarlos - há 3 anos

        Vamos ver. Se eles estão determinados em acabar com o movimento, então pudemos esperar uma WrestleMania de pesadelo. Só de pensar que o mais provável é o Batista sair da WrestleMania campeão… Até o Drew McIntyre luta melhor que ele.

      • José Sousa - há 3 anos

        Eu estou calmo. Acho mesmo que vamos ter uma Boa Mania, mesmo que o Batista vença o title, o ppv não deixará de ser interessante.

      • Miguelfcarlos - há 3 anos

        Mas diz lá que, com um roster tão underrated e que podia aqui construir uma WrestleMania cujo todos os combates fossem interessantes, é triste pensar que o seu campeão, o que representa a WWE, é o Batista?! A WrestleMania passada até teve CM Punk-Undertaker, mas este ano o único lutador interessante está em fued com o Batista, o Randy Orton e o Triple H. Podiamos ter aqui um Bryan-Orton, um Punk-Triple H e um Sandow-Cody Rhodes pelo WHC, mas é o que se vê…

      • José Sousa - há 3 anos

        Sinceramente eu acho que a saída do Punk até foi benéfica. E não vejo o card de forma tao negra quanto estão a ver, mas lá está é a minha visão, e acho esta Mania mto mas muito melhor construída que a anterior.

  25. DheFan - há 3 anos

    Excelente artigo Sir José , um tema que de facto me interessou esta semana : como um underdog deverá sobreviver numa companhia como a WWE.

    Um dos pontos que me agrada neste push do D-Bry é o facto de FINALLY a companhia reconhecer as suas capacidades tanto ao micro como no ringue , algo que para nós não tem sido difícil de ver . No entanto , fico com um pé atrás pois tal como aconteceu com o Mysterio , WWE poderá fazer o mesmo com Bryan já que nunca o irão considerar a cara da companhia. A questão nesse aspecto é a seguinte: se fizeram com ele o que fizeram com o Rey será que o público americano terá , mais uma vez , um papel importante caso o Daniel Bryan seja enterrado definitivamente?

    Bem, agora relativamente aquele bónus que mencionas-te no final do teu artigo irei pôr os combates indicados com as músicas a frente destes e irei tentar explicar o porquê das minhas escolhas.

    Shield vs Kane & New Age Outlaws – This War is Ours by Escape the Fate :
    Podemos dizer que os Hounds of Justice estão do “nosso lado” na luta contra o regime da Autoridade na WWE e podemos ter a certeza que este grupo repleto de talento não irá descansar “until they conquer them all”. Basicamente a música remete para um clima de guerra em que ambas as forças de autoridade querem superar a outra.

    John Cena vs Bray Wyatt – In My Remains by Linkin Park ; Demorei um bocado a encontrar uma música para esta feud , pois tive que focar o legado do Cena com os jogos psicológicos que este tem vindo a sofrer nas mãos da Wyatt Family. Não duvido que iremos , assim espero, testemunhar um grande combate entre o Lider da Cenation contra o Patriarca da Familia dos Bezerros , xD , no entanto esta música leva-me a acreditar que será John Cena o vencedor , atenção não sou fâ dele.

    Daniel Bryan vs Triple H – I Will Not Bow by Breaking Benjamin : Foi uma brincadeira quando escolhi esta música pois sendo Bryan , a superstar mais pop de momento é também a mais rebelde , que não se curva perante ninguém especialmente para o rei dos reis!

    Undertaker vs Brock Lesnar – Not Gonna Die by Skillet: Faz sentido ….. acho eu….. quer dizer estamos a falar da tenacidade e resistência do Morto em não permitir que a onda invicta não morra na noite da Mania ás mãos da Besta: http://www.youtube.com/watch?v=kuu1tfPTTTc

    WWE World Heavyweigth Championship – New Divide by Linkin Park : New Divide …. Nova Geração , eu sei que não quer dizer isto mas até assenta bem neste contexto pois seja quem for o vencedor desta Triple Threat ele vai ser mais do que o mero campeão da WWE , ele vai ser mais do que a cara da WWE ELE vai ser o LIDER DA NOVA ERA , DA NOVA GERAÇÃO.

    • José Sousa - há 3 anos

      Essa é questão. No caso do Bryan eles insurgem-se isso eu tenho a certeza, tenho mais medo da reação do publico ao reinado dele do que propriamente á perde do Main-Event, o que não deixa de ser caricato.

  26. Don_Ricardo_Corleone - há 3 anos

    Bom, parece que o meu comentário não ficou, devo ter feito asneira. lol

    Bom artigo, o Daniel Bryan tem um carisma apenas comparável ao Steve Austin, HBK ou The Rock, nada poderá apagar a sua chama. Claro que terá haters, como acontece sempre com os hipsters do Wrestling.

    Sugestões:
    Shield vs aquela malta toda: Iron Maiden – These Colours Don’t Run;
    Wyatt vs Cena: Metallica – Master of Puppets (The End dos The Doors também não seria mau mas vi aqui boas escolhas como How Gods Kill dos Danzig ou Fear of the Dark dos Iron Maiden mas escolho esta);
    Bryan vs Triple H: Judas Priest – Blood Red Skies;
    WWE Championship: Mötörhead – Death or Glory (Era para escolher “One Shot at Glory” dos Judas Priest mas não quis repetir bandas).

  27. Excelente artigo José.

    Todos os Cinderella Mans, tiveram seus grandes momentos, cada qual a seu estilo. Dos quatro que citaste, achei o Foley a caminhada mais complicada delas, eu sempre torci muito para que ele tivesse seu grande momento e uma pena que ele tivesse durado tão pouco, devido ao excesso de talentos da Attitude Era.

    Bret Hart após aquele momento se consolidou de vez, assim como Benoit após sua grande vitória. Rey Mysterio, acabou tendo seu grande momento, devido a ausência de Guerrero e concordo que merecia um reinado mais consistente, acabaram lhe proporcionando uma grande historia, mas ele merecia mais.

    Tomara que com Bryan a WWE não venha a acabar com esta grande história, lhe dando mais um reinado pífio. Bryan merece ter um reinado consistente e com o público a lhe apoiar por uns bons meses, mas só começaremos a ter esta resposta na Wrestlemania.

    • José Sousa - há 3 anos

      Falta uma semana para percebermos que vai verdadeiramente. Já não tenho ilusões, mas vou estar do lado do que acho justo, mesmo que seja o que não vá acontecer. A Mania até vai ser interessante.

  28. José Sousa - há 3 anos

    A imagem que puseste é absolutamente fantástica. Falta uma semana, eu falo por mim(enquanto fã dele) estou pronto para a Guerra.

  29. José Sousa - há 3 anos

    Sim não será a face da companhia, mas acho que estes dois anos provaram que podem tentar deita-lo ao chão, que ele vem sempre para o topo. E vem porque o talento dele é único, e isso conjugada com a empatia que parece-me ser verdadeiramente genuína com o publico só podia dar nisto.

    • Don_Ricardo_Corleone - há 3 anos

      Por acaso lembrei-me agora de um pormenor em que o mau booking pode estragar tudo, que foi o que aconteceu ao John Cena. O Cena era muito popular quando se tornou campeão, no entanto o booking que o tornou um Super-Homem, campeão por dois anos quase seguidos, com poucas interrupções, acabaram por o tornar num caso de amor e ódio. Há que ter isso em atenção e não o tornarem no face chato, incorruptível e invencivel como fizeram com o John Cena.

      • José Sousa - há 3 anos

        Mas o Bryan não é um Super-homem, e espero que não o façam assim, até porque ele não será verdadeiramente a “cara” da Companhia. Depois ele é real, aliás essa é uma das minhas curiosidades, será que o Triple H inaugurou mesmo uma nova Era na Segunda? É que a forma como o disse foi muito solene.

      • Don_Ricardo_Corleone - há 3 anos

        Não quero fazer batota, apenas dar mais uma sugestão musical para o combate entre o Triple H e o Daniel Bryan: AC/DC – If You Want Blood.

  30. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    José que artigo brutal. Brutal mesmo! O video inicial foi uma excelente escolha, O conteúdo do artigo é TOP!

    Bryan vs HHH – Dream Theater – “Take as i am!” – https://www.youtube.com/watch?v=2ktA0tWpJtM&list=PL43CA58D4F06136FF

    Wyatt vs Cena – Metrallica – “Master of Puppets” – https://www.youtube.com/watch?v=6AKBOrS46X4

    Taker vs Lesnar – Moonspell – “Alma mater” – https://www.youtube.com/watch?v=0pC77cuATEQ

    • José Sousa - há 3 anos

      Muito obrigado. Devo admitir que o conceito foi todo pensado já com alguma antecedência. Mesmo a colocação dos vídeos foi e a ordem, porque como diz a musica do Eminem “Tecnically wasnt supposed to be here” e isso é uma das frases que melhor descreve o percurso do Bryan.

  31. Diogo7 - há 3 anos

    Excelente artigo José! Acho que esta história vai ter um final feliz, com o herói a sair por cima na WrestleMania. Pelo menos, é o que faz mais sentido, na minha opinião.

    Quanto ao desafio “Smoke and Mirrors”:

    Shield vs Kane & NAO: Rev Theory – Justice
    John Cena vs Bray Wyatt: Skillet – Falling Inside The Black
    Daniel Bryan vs Triple H: Breaking Benjamin – Until The End
    Undertaker vs Brock Lesnar: Hollywood Undead – Been To Hell
    WWE WHC Title: Clement Marfo & The Frontline – Champion

  32. Rated-R Dc - há 3 anos

    Excelente artigo José
    Quanto ao desafio
    Bray Wyatt vs Cena – Legacy do Eminem
    Daniel Bryan vs Triple H – Survival Eminem
    The Shield vs Kane and NAO – Hero dos Skillet
    WWE Title Match – Written in the Stars do Tinie Tempah
    Undertaker vs Brock Lesnar – Monster dos Skillet

  33. The Miz - há 3 anos

    Qual a tua opinião sobre as história do passado de outros Cinderella Mans?

    Particularmente dos casos citados sou grande fã quer do Chris Benoit quer do Rey Misterio e lamento mesmo muito a falta de oportunidades para mostrarem o seu real valor porque mereciam bem mais do que aquilo que tiveram. Já relativamente ao Foley e mais recentemente Daniel Bryan reconheço-lhes o seu merito e talento mas nao fui/sou grande fã de nenhum dos dois. Por algo que provavelmente nao poderei explicar admirei mais as historias de superação do Rey e do Chris porque a meu ver eram extremamente talentosos, tinham personagens que pelo menos a mim me cativavam e foram dos meus wrestlers favoritos no seu tempo.

    Como vês a história do Bryan? Será um fairy Tale ou apenas uma ilusão que durará até á Mania?

    Eu acredito que é irremediavel e que Daniel Bryan terá sucesso não só porque o publico o apoia mas também porque a wwe cometeu um erro enorme. Cometeu o erro de lhe dar demasiado destaque e permitir as coisas chegarem a este ponto. Agora nada poderá fazer para parar o Yes movement nem o sucesso de Bryan como ainda tentou. O mal já está feito e sem querer a wwe vai ver-se obrigada a ter Bryan no topo. Pessoalmente nao o acho o tipo de atleta ideal para estar no topo da wwe mas se o publico assim o entende só há respeitar e reconhecer-lhe o merito.

    Concordas com as figuras, surpresa e desilusão da semana?

    Sim sem duvida.

    • José Sousa - há 3 anos

      Surpreendido pela vossa participação este semana. Ele nunca será a Cara da WWE, o tal de topo, como já disse ele terá esta afirmação e será tipo um Edge, HBK ou mesmo um Jericho. E isso ele tem talento suficiente para o ser sinceramente.

  34. Vinícius Nunes - há 3 anos

    Grande artigo José, assim como foi com Hart, Benoit e Eddie, Rey… Acho que o nosso amigo e amigo da garotada, como o Booker T adora falar, ‘D.Bryan’, vai ter o seu ápice nessa Wrestlemania, porque tudo indica a isso, a manobra que a WWE fez para por o Bryan no main-event foi algo que o público pediu e a empresa sabia que o evento seria um fiasco caso não desse aquilo que os fãs clamam tanto… Depois de quase dois anos de Yes Movement, acho que esse é o momento da consagração de Bryan, bem, se eu acho que o reinado dele será longo? Duvido, mas sei que ele vai ter um momento inesquecível em uma Wrestlemania inesquecível, nunca estive tão hypado para uma Mania desde a 26 onde HBK definiria a sua carreira e pela boa rivalidade entre Batista e Cena… Espero coisas boas desse main-event, principalmente no que se trata de Orton (que me matou na Raw passada com suas expressões faciais) e Daniel Bryan, bom artigo e boa semana!

    • José Sousa - há 3 anos

      Também eu já não estava assim hypado desde dessa Mania, e ainda bem. Sim tivemos remendos, se isso é bom claro que não, mas não nos podemos queixar por que eles foram positivos. Não podemos ser do tipo de fãs que pedimos algo, e quando dão também estão mal. Ui o Booker chamava sempre assim quando ele tinha a mala na Smackdown.
      Longo não será, 3 meses a 4. Ele será como eu e tu já falamos um Main-eventer tipo o Jericho, o HBK ou o Edge, que ficarão mais pelos combates e historias do que pela duração dos seus reinados. E isso não tem nada de mal, olha o Roberts não teve nem um e não deixa de ser uma lenda.

  35. 434 Days - há 3 anos

    Mais um excelente smoke and mirrors José.

    Partilho a tua opinião enquanto fã para que o Daniel Bryan vença tudo no WrestleMania 30. A partir daí dependerá tudo do investimento que o Universo meter nas histórias do heroi. Acho que o D Bryan vai comprir mas veremos se o publico corresponde.

  36. Diogo_67 - há 3 anos

    Excelente artigo :)

    Quanto ao desafio:

    Shield vs Kane and New Age Outlaws – “Undead” Hollywood Undead

    Wyatt vs Cena – “Fading” Decypher Down

    Bryan vs Triple H – “Say It” Evans Blue

    Taker vs Lesnar – “Motherless Child” Danny Farrant & Paul Rawson

    WWE Title – “Downfall” TRUSTcompany

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador