Clica aqui e junta-te ao nosso grupo de Facebook: "Fãs de Wrestling"!

Smoke and Mirrors #151 – Who is the Man of the Year?

Todos os anos a Pro Wrestling Ilustraded revela uma lista como os melhores do Mundo do Wrestling, com nomes de diversas promoções incluindo alguns nomes do Japão e do México. Com esta publicação pretendem promover os melhores, com escolhas diversificadas afirmando desse modo que nem todo o melhor wrestling do mundo provêm da TNA, ROH ou WWE, mas a verdade é que essas são as companhias com maior impacto a nível mundial, com a NJPW muito próxima do nível das rivais da WWE.

E assim e inspirado pelo trabalho deles decidi fazer uma lista com os melhores performers do ano do Pro-wrestling, apresentando uma lista das cinco melhores Tag Teams, e dos quinze melhores wrestlers individuais do ano. Claro que sendo esta uma lista diferente da PWI e feita segundo a minha perspectiva, será sempre uma lista cuja classificação será subjectiva, mas qualquer lista é sempre subjectiva por mais que se tente ser imparcial na avaliação dos performers.

Por isso mesmo, o que pretendo neste Smoke and Mirrors é apresentar aqueles nomes que considero que nestas duas divisões tiveram as melhores performances do ano dentro de ringue, mas não só. Ou seja, as conquistas e o impacto das conquistas (ou vitórias) influenciarão claramente a classificação final dos wrestlers e das equipas que vou apresentar. Até porque as acting skills também influenciarão este ranking, uma vez que em alguns casos a capacidade de storytelling fez com que a qualidade das performances fosse superior. Mas deixemo-nos de introduções e passemos á apresentação, e respectiva reflexão dos melhores do ano para o Smoke and Mirrors.

Top 5 de Tag Teams de 2014

Em termos de Tag Team este ano não têm sido dos melhores anos para a WWE, porém noutras companhias têm sido um ano profícuo em combates de altíssima qualidade no que diz respeito á divisão de Tag Team. E esse facto será bem visível tanto na classificação que elaborei, assim como nos intervenientes que ocupam cada um dos lugares deste top 5.

5.reDRagon- Em quinto lugar deste ranking de Tag Teams de 2014 coloquei os actuais campeões de Tag Team da Ring of Honor, a equipa de Bobby Fish e Kyle O´Reilly: os reDRagon. O estilo ágil e complementar de cada um dos membros da equipa torna esta equipa algo diferente do que existe na actualidade. Se gostam de equipas talentosas tecnicamente, e ainda dirt como “heels” então vão gostar deles, e sem dúvida que performances como as que tiveram com os Young Bucks justifica este lugar no top dos melhores do ano.

4.The Addiction( Kazarian e Daniels)- A equipa de Kazarian e Daniels mudou-se durante este ano para a Ring of Honor, e apesar do curto período nessa companhia eu tinha que os colocar no meu ranking. Porque verdade seja dita, eles só precisam de um combate para mostrar que são das melhores equipas da última década, e apesar de ter sido um ano mais oscilante não os podia colocar fora do ranking, mas nunca no pódio.

3.The Usos- No primeiro lugar do pódio ficam os ex-campeões de Tag Team da WWE, os gémeos Usos que no meio de tanta decisão duvidosa acabaram por ter um excelente 2014, e um belíssimo reinado como campeões. As performances enquanto equipa, os grandes combates que conquistaram fãs justificam para mim este terceiro lugar, e são sendo os únicos representantes da WWE no ranking, mas mesmo assim não os poderia colocar em primeiro lugar porque considero que existiram equipas melhores este ano.

2-The Wolves– Na segunda posição encontram os actuais campeões de equipas da TNA, e sem dúvida que eles merecem todo o destaque que receberam por parte da TNA este ano. Eles são a melhor equipa do roster, e o facto de terem brilhado com equipas míticas como os 3D e os Hardyz só os valorizou, e sem dúvida que alguns desses combates foram dos melhores do ano e por isso esta posição é justíssima.

1- Young Bucks- Assim em primeiro lugar surgem os ex-campeões de equipas da NJPW e ROH, e membros do Bullet Club: Matt e Nick, os Young Bucks. Eles depois de saírem da TNA afirmaram-se enquanto um dos maiores nomes nas Indys, e na minha modesta opinião são nesta altura a melhor equipa de Tag Team em 2014. E não preciso de muitas palavras para o justificar, basta verem os combates deles, e percebem que ele por sim são a prova da altíssima qualidade deles como equipa, e por isso mesmo em termos de equipa este foi o ano dos mestres do Super Kick.

Top 15 dos melhores Wrestlers 2014

15.Jay Lethal- Para quem conhece este talento já sabe que ele é um excelente wrestler do ponto de vista técnico, mas igualmente capaz de encorporar personagens diferentes e interessantes. Porém, durante o tempo na TNA e apesar de ter tido performances de altíssimo nível não se conseguia ver o brilho total dele, ou pelo menos não era tão personalizado porque destacava-se mais pelo lado entertainement, nomeadamente pela personificação de uma “espécie de Randy Savage” negro, mesmo que fosse um dos destaques da X-Division.

Mas tudo mudou no final do ano passado, mas sobretudo durante este ano ao formar a nova versão dos Book of Truth, nesse momento ele conseguiu criar a sua própria identidade enquanto performer. E isso conjugado com combates de altíssima qualidade são motivos suficientes para o colocar no meu top 15 de wrestlers deste ano, mesmo que seja um nome surpreendente para alguns de vós.

14.Bray Wyatt- O líder da família até poderia estar num lugar mais acima do ranking, mas tenho que admitir que o booking que teve depois da Mania influenciou e muito na classificação final do “Eater of Worlds”. Em potencial ele tem das melhores personagens de toda a lista, mas as oscilações das performances, mas sobretudo das vitórias acabam por jogar contra o que poderia ter sido um ano fantástico para o Bray.

Porque sejamos sinceros se fosse pelo percurso dele até á Mania teria sido dos 10 melhores do ano, até porque em três PPV´s seguidos conseguiu estar em alguns dos melhores combates do ano: Bryan, Shield e Cena na Mania. Mas, o resultado final da feud com o Cena fez com que tivesse que o colocar num lugar mais baixo do ranking, todavia pelas performances que referi era obvio que teria que estar nesta lista.

13- Adam Cole- O canadiano “ Made in Panama City “ é uma das jovens sensações do pro-wrestling, e um dos valores emergentes. Sendo que o está a conseguir como muitos outros o fizeram no passado, ou seja ganhando nome e evoluindo tecnicamente como wrestler na Ring of Honor, que é uma verdadeira escola de talentos.

Então se é um talento emergente porquê está á frente do Wyatt? Porque tecnicamente é um talento em ascensão, e que com o seu reinado como campeão da Ring of Honor teve combates fantástico (sobre a protecção de Matt Hardy), e igualmente teve num dos combates do ano( contra o AJ Styles). Se para alguns de vós não será suficiente para estar na lista, para mim é e os combates dele são os melhores argumentos que vos poderia dar para justificar esta classificação.

12- Michael Elgin- O homem que se chama “Unbreakable” é outros dos destaques da Ring of Honor deste ano, sendo que o reinado dele como campeão da companhia foi absolutamente dominante e impressionante. Sendo que o fez sendo um powerhouse cheio de técnica e capaz de momentos ágeis, alguns mesmo de high flying, algo que é raro num wrestler com este tipo de porte.

Mas sobretudo o que me impressiona nele é a consistência das performances dele, ou seja, ele não é apenas muito talentoso, ele é daqueles que não consegue fazer um combate mau, aliás muitas são as situações em que é excelente. Por isso, mesmo é daqueles nomes que um dia gostaria de ver numa grande companhia, e a sua consistência durante este ano é premiada com um lugar no meu top 15.

11-Adrian Neville- O britânico foi um dos nomes mais importantes do NXT deste ano, e por isso mesmo não podia deixar de estar nesta lista, mesmo que tenha ficado fora do top 10 por muito pouco. Tivesse ele mais promos, e se calhar até poderia ter hipóteses de entrar nesses nomes, mesmo que os nomes que estão no top 10 sejam nomes fortíssimos, porém isso não retira em nada o talento que Neville tem.

Ele é um dos melhores high flyers do Pro Wrestling actual, e tem um arsenal de kicks fantásticos, sendo que tudo isso foi visível aos olhos de todos nós durante as suas defesas do título do NXT. É impressionante a consistência que ele tem enquanto performer dentro do ringue, e sem dúvida um atleta entusiasmante devido ao seu estilo de wrestling, e isso foi algo que se destacou nos seus desempenhos contra Tyson Kidd ou mesmo no Fatal 4 Way do último PPV do NXT.

10- Dean Ambrose- No primeiro lugar do top 10 surge uma das figuras emergentes da WWE nos últimos três meses, e sem dúvida um dos wrestlers mais populares da companhia neste momento. Aliás, o artigo da semana passada analisou exactamente essa situação, e por isso não compensará perder muito tempo nem palavras a descrever as suas qualidades enquanto performer.

Assim, o motivo pelo o qual coloco nesta posição deve-se sobretudo ás performances dele enquanto membro dos Shield, e igualmente a solo. E poderão questionar-se o que faz dele mais importante que outros nomes que coloquei em posições inferiores? Consistência do seu desempenho, e sobretudo o clássico que teve com o Rollins na Raw que sem dúvida alguma será um dos melhores combates do ano, e sem dúvida que é o embate que o coloca no top 10 de wrestlers em 2014.

9-Jay Briscoe- Como se costuma dizer para ser o “homem” tem que se bater o “homem”, e na verdade ninguém bateu Jay Briscoe no espaço de praticamente dois anos. E antes de acompanhar mais de perto a performance a solo de Jay pensava que ele seria apenas um talentoso wrestler de Tag Team, mas a verdade é que ele é um performer a soo.

Ele têm uma enorme capacidade técnica enquanto wrestler, e ao contrário do seu irmão ele tem a capacidade de ter boas promos e criar impacto com elas. Aliás, não é por mero acaso que este ano tornou-se no segundo wrestler da historia da ROH com dois títulos Mundial, e perante as performances dele deste ano este lugar no ranking poderá ser surpreendente para muitos de vós, mas a verdade é que o “The Man” merece este lugar.

8- Sami Zayn- O canadiano durante este ano deixou de ser uma promessa do NXT, e passou claramente a ser uma certeza. Aliás, para mim ele nunca foi uma dúvida, porque para quem o conhecia antes do NXT já sabia do enorme talento que ele tem, e sobretudo da capacidade de criar empatia com os fãs, mesmo que “alguns críticos” achem que ele não merece estar no main-roster, eu discordo.

E sinceramente acho que a realidade dá-me razão, porque ele quando chegou ao NXT já chegou pronto para o main-roster, apenas precisou de retirar o lado “mascarado”, porque o resto das armas Zayn já as tinha há muito tempo. E se é preciso facto para justificar esta classificação entao o combate com Cesaro, o combate com Breeze, e o Fatal 4 Way falam por si e mostram que mesmo no NXT, Zayn já é um dos melhores wrestlers do mundo.

7- Bobby Roode- Ele é o It Factor da TNA, e este ano foi um ano de mudança para este talent, que passou de um heel de topo para um face de topo. Mas ele não se tornou num face qualquer, ele é o principal face da companhia neste momento, e apesar do tempo de adaptação á faceta a verdade é que ele continua ser na minha opinião um dos atletas mais completos da TNA.

Claro que isso não é suficiente para lhe garantir um lugar de topo neste ranking, mas sem dúvida que o impacto dele no produto ajudou claramente a que tivesse uma posição elevada nesta classificação. Até porque, quando é competente, talentoso, carismático e consistente como ele, então é difícil não estar neste top todos os anos.

6- Cesaro- No lugar que antecede o inicio do top 5 do ranking surge o suíço, que durante este ano oscilou entre uma fase de ascensão da sua carreira, mas que depois da Wrestlemania abrandou essa ascensão para uma situação mais estagnante. Porém, e apesar dessa fase não podia estar fora deste ranking, e não podia porque a qualidade das suas performance não permite que isso aconteça.

Ele até poderá não estar na melhor fase da carreira, mas este ano ele teve combates enormes contra o Orton, Cena, e mesmo com o Sheamus, entre outros. E a excelência que ele apresentou em todos esses combates demonstram que ele é um dos melhores wrestlers do ponto de vista técnico da WWE na actualidade, e por isso mesmo não podia estar fora do ranking, muito menos do top 10, e só não consegue melhor classificação devido á fase que atravessa actualmente.

5- Austin Aries- Ele não é somente o “Best Man Alive”, ele é um dos melhores talentos da TNA da actualidade, mas igualmente um dos melhores performers do Pro Wrestling actual. Sendo que o mais impressionante é que o faz não sendo o wrestler mais alto, nem com mais look de estrela que existe, ou pelo menos não tem o perfil de “estrela” que a maioria concebe como ideal, pelo menos não dentro dos protótipos que muitas vezes conduzem esta indústria.

Mas na verdade tudo o que Aries têm, ou seja promos, acting, e performances dentro do ringue são de excelência. Aliás, arrisco-me a dizer que ele é o melhor wrestler do ponto de vista técnico da companhia, e um dos melhores do mundo dentro desse campo, e este ano não foi excepção e por isso mesmo ele foi sem dúvida alguma um dos cinco melhores wrestlers em 2014, e o reinado dele como X-Division Champion justifica esta classificação.

4-Seth Rollins- Este foi o ano em que o Rollins surgiu a solo, mas a verdade é que começou a brilhar já quando os Shield fizeram o turn para faces, e durante esses meses ele já tinha sido um dos principais destaques da stable. Mas o turn dele para heel e aliado da Autority foi o momento da viragem, e a verdade é que este tem sido o melhor ano de Rollins desde que se estreou no main-roster.

Por esse motivo, ele é claramente um dos top wrestlers da companhia neste momento, e uma das apostas para o futuro, ou pelo menos acredito que assim seja porque não vi sinais do contrário. Assim, sendo este quarto lugar deve-se á performance dele contra os Evolution ainda como Shield, mas igualmente graças às performances a solo dele onde se destaca o já referido combate com o Ambrose, e claro a conquista da mala do Money in the Bank.

3-Brock Lesnar- A “Besta” é uma das figuras do wrestling em 2014, não tanto pela qualidade das suas performances, mas sobretudo pela imponência das suas conquistas. Claro que as qualidades técnicas influenciaram as minhas escolhas, mas tal como disse na introdução algumas das escolhas foram influenciadas pelo impacto das conquistas do wrestlers em questão.

Bem, tendo em conta isso, se existe um wrestler que merece ter uma classificação elevada devido às suas conquistas, então essa pessoa é Brock Lesnar. Seja honesto, ele derrubou a Streak, e conquistou o título de forma arrasadora e dominante, e embora não o tenha feito com performances brilhantes, ele é claramente um dos três nomes mais importantes do ano 2014.

2-Daniel Bryan- Em Segundo lugar surge o homem que para a PWI foi o wrestler do ano, porém eu discordo dessa opinião, e não por não ver talento no Bryan mas porque em 2014 o Bryan só esteve no activo até Maio. E em parte foi esse o principal motivo pelo qual não o coloquei no primeiro lugar do meu ranking, mas não só, porque verdade seja dita toda a Road to Wrestlemania poderia ser suficiente para garantir esse lugar.

Todavia, para mim não bastou uma performance de luxo com o Wyatt, ou mesmo as duas vitórias na Wrestlemania não foram suficientes para que ele ocupasse a liderança da tabela. Tenho a noção que muitos não concordarão comigo, mas apesar da excelência das conquistas e performances do Bryan faltou-lhe algo, esse algo foi o tal reinado que o tornaria por certo na minha opinião o wrestler do ano.

1- AJ Styles- Assim chegamos ao topo da classificação e surpreendentemente para alguns de vós está AJ Styles, o actual campeão Mundial de NJPW, que é conhecido de alguns de vós pelo tempo em que esteve na TNA. Mas, verdade seja dita o ano que ficou marcado pela saída da TNA foi claramente um dos melhores anos da carreira de Styles, e tudo porque no Japão e na ROH têm tido o que lhe faltava na TNA: Importância. No entanto, isso não basta para ser o melhor wrestler do ano, era preciso que tivesse algo mesmo especial para conseguir ultrapassar o Bryan e o Lesnar no ranking.

E claro que não foi pelo facto de ser membro dos Bullet Club, mas esse facto deu-lhe algo: uma personagem com impacto, e sobretudo uma stable marcante e importante. Tudo isso conjugado com performances de excelência fizeram com que fosse uma das figuras do ano do Pro Wrestling. Porém, o que me faz colocá-lo como o melhor wrestler do ano foi claramente a excelência dos combates contra Okada, Elgin e Adam Cole que estão são facilmente dos melhores combates deste ano. E quando consegues dar os melhores combates do ano, e fazes de forma consistente em duas companhias eu não podia deixar de colocar o Phenomenal One como melhor wrestler do ano, juntando-se aos seus parceiros de Stable no topo do meu ranking.

Deste modo, concluo mais uma edição diferente do Smoke and Mirrors, desta feita abordando um assunto diferente do normal, e no qual pretendo suscitar debate sobre as classificações que defini. Até porque o objectivo deste espaço é ser sempre diferente e inovador, e por isso mesmo despeço-me prometendo um novo tema inovador na próxima edição.

Figuras da Semana

Samoa Joe- Excelente combate entre Joe e Aries onde dois dos melhores wrestlers da companhia demonstraram todo o seu talento, e onde o campeão impediu que Aries fosse bem sucedido no desafio que tinha conquistado no anterior Impact.

Havok- Temos uma nova campeã, e graças a isso o mega push á Havok continua. Só espero que apesar das boas impressões que ela tem apresentado não culminem em algo negativo, devido á pressa em colocá-la no topo da Divisão.

Dolph Ziggler- Excelente defesa e performance do Showoff na Raw, onde tivemos claramente um combate de altíssima qualidade. Aliás, claramente o melhor combate da noite, onde ele brilhou ao mais alto nível.

Dean Ambrose e Rollins- Eles são “ a luz e escuridão” da WWE actual, ou seja eles são a feud que dá vida às Raws, e isso centra exageradamente o produto neles, ou pelo menos os momentos interessantes estão focados na rivalidade deles.

Surpresa da Semana

Marcação do Primeiro PPV da GFW- Esta companhia fica na história como a primeira companhia com um PPV sem sequer ter um programa semanal, e com um hype brutal. Eu discordo deste hype mas que não deixa de ser uma surpresa essa novidade.

Desilusão da Semana

Ausência do Lesnar do HITC- Cada vez mais parece certa a ausência do Lesnar do próximo PPV da WWE, e com o foco na Feud Rollins vs Ambrose( e Cena), tenho medo que a WWE preocupe-se mais com o Cena do que com a valorização do Ambrose e do Mr, Money in the Bank.

Perguntas da Semana

Concordas com os rankings apresentados? Que alterações farias (quer em posições como em nomes)?

Concordas com as figuras, surpresa e desilusão da semana?

51 Comentários

  1. Tibraco - há 3 anos

    Gosto imenso deste género de artigos e, por isso, dou-te os meus parabéns.

    Em relação ao conteúdo, com todo o respeito, acho que isto saiu um bocado ao lado. Qualquer lista destas vai ser sempre subjectiva, mas se não tivermos alguns critérios a coisa acaba por abandalhar.

    Cena e Reigns fora do top 15? Mas alguma lista de “melhores do ano” pode ter credibilidade quando não inclui a “cara da companhia” e aquele que foi dos wrestlers mais protegidos durante o ano? Juro-te que ainda reli o artigo para ver se não me tinha distraído.

    Cesaro em 6º? Porque teve excelentes combates? Certo, é um critério. Mas por esse mesmo critério, o Ziggler não merecia um lugarzito na lista? Mais uma vez, não consegui perceber.

    Para mim o Wrestler do ano é o Lesnar mas posso perceber quem discorde, afinal o mesmo só teve quatro combates.

    Enfim, para terminar, devo dizer que gostei do artigo e que não leves os meus “reparos” como “ataques” porque não é isso que pretendo, apenas expor o meu ponto de vista. Continuação de bom trabalho, José.

    • José Sousa - há 3 anos

      Eu compreendo e sei que nunca seria unanime. E talvez o Cena merecia ter um lugar, sim teve grandes combates. Acredita que para escolher o melhor tive dificuldades, mas tinha que dar ao Styles porque quem o conhece sabe que os combates que fez foram fantásticos de nível elevadíssimo, mas se fosse pelas conquistas o homem seria o Brock.

      • Tibraco - há 3 anos

        Como sabes não acompanho a carreira do Styles, portanto nem sequer discuto a tua escolha para 1º lugar. E achei salutar teres alargado o campo de análise para a TNA e ROH. Para quem não acompanha, como eu, é extremamente interessante. Mais uma vez, parabéns pela excelente escolha de tema (nisso és soberbo) e desculpa pelos “reparos”.

      • José Sousa - há 3 anos

        Não peças desculpa, por favor. Eu não sou dono da verdade nem quero ser. Mas concordo contigo quando digo que a PWI errou em dar o titulo ao Bryan, o Bryan não tendo o “tal Reinado” não pode ser o melhor wrestler 2014, por mais que eu seja fã dele, e sou.

  2. PankJamaica - há 3 anos

    Cara, para mim o melhor wrestler do ano foi simplesmente Ricochet, a cada mês ele se supera. Seth Rollins para mim fica em segundo, foi incrível como ele ganhou todo o brilho dos SHIELD enquanto face, tempo esse que seria reservado a ascensão de Reigns, fora a traição e as ótimas atuações do mesmo no mic com aquela sua voz irritante de um típico vilão da Marvel.

    • José Sousa - há 3 anos

      Só espero que este envolvimento do Cena não traga uma “nuvem negra” para cima deles( ambrose e Rollins)

  3. Miguel Carlos - há 3 anos

    Eu sei que tentaste, mas na minha opinião este ranking foi parcial. Acho que o Cena devia estar no top15, por ser o Cena, por ter dado aqueles combates fantásticos com o Cesaro e com o Wyatt e pelo que conquistou este ano.

    Quanto ao Top5 de Tag Team, já acho muito mais imparcial, e concordo com tudo.

    • Miguel Carlos - há 3 anos

      Ainda assim, foi um artigo muito bom, com um tema original e muito interessante.

    • José Sousa - há 3 anos

      Se eu tivesse sido parcial o Ziggler estava ali, e o Bad News Barrett. Claro que os rankings são sempre parciais ou subjectivos, mas se fosse a colocar o Reings, BNB, Ziggler, Cena, Reigns, Orton, Sheamus então o ranking era só sobre WWE. Para mim a prova que é imparcial é o facto de colocar em primeiro lugar alguém que há um ano eu criticava e chamei de Punk wannabee.

      • Miguelfcarlos - há 3 anos

        Claro que o Ziggler, o Barrett e o Sheamus não merecem estar no ranking, mas acho que o Cena e o Bully Ray deviam estar no top e o AJ Styles não devia estar à frente do Lesnar e do Bryan.

      • Miguel Carlos - há 3 anos

        E já agora, eu não acompanho ROH, mas gostava de saber: o Adam Cole é melhor como face ou como heel?

      • José Sousa - há 3 anos

        Para mim claramente heel.

  4. Don_Ricardo_Corleone - há 3 anos

    Há algumas posições que estranhei mas que acabaram por ser bem justificadas, os da ROH não posso comentar porque não acompanho, nem sei onde acompanhar. Mas discordo com a presença do Daniel Bryan no Top-15, ou pelo menos tão alto, precisamente porque está lesionado há demasiado tempo, a maior parte do ano o Daniel Bryan tem estado em casa a recuperar de lesão, motivo pelo qual considero o segundo lugar muito lisonjeiro e sem grande razão de ser.
    Concordo com as desilusões mas infelizmente é algo que a WWE faz muito, valorizar sempre o Cena acima de todas as coisas. Afinal de contas o CM Punk foi o campeão principal por mais de um ano mas quase sempre fora do main event em detrimento do Cena, o Cena enterrou o Damien Sandow e o Bray Wyatt por exemplo, por isso temo por esta feud com o Rollins e o Ambrose porque já se sabe que o Cena nunca perde feuds. O Cena é o irritante, incorruptível e invencível herói da criançada. Numa mais se reforma…
    Consigo admitir que o campeão não defenda o seu título num determinado PPV, mas sempre com uma história que o justifique muito bem, como poderia acontecer uma Survivor Series com o campeão inserido numa das equipas. O que não consigo imaginar e nem admito é que o campeão não tenha um combate no PPV, salvo alguma lesão que apenas o impeça de marcar presença apenas naquela noite, como aconteceu com o Ziggler. Curioso como os campeões têm de defender o seu título num espaço de 30 dias…quando dá jeito. Deram o titulo a um part-timer, não tiraram o titulo logo a seguir como o deveriam ter feito e também não querem pagar mais por isso e ao que parece os fãs só “merecem” o campeão no PPV quando o PPV é caro. Enfim…

    • José Sousa - há 3 anos

      O mais grave disto se me permites é o que li ontem numa dirt-sheet sobre a possibilidade do Lesnar sequer defender mais alguma vez esteano, porque não está a ser anunciado para mais nenhum PPV deste( até ver). E caso aconteça não sei como vão criar algo de jeito para contar o combate com o Reigns, isto se seguirem o plano original.

      Sobre o Cena tenho medo dos próximos meses, porque se estiver em feud com o Ambrose e com o Rollins ainda vamos assistir ao inicio do fim deles. Atenção que não é um ataque ao Cena, mas ficaria surpreso se o booking fosse para beneficiar o Ambrose ou o Rollins. E o mais triste é que ainda vao turnar o Ambrose com o Cena, ou seja estragar um dos faces mais populares do momento.

      • Don_Ricardo_Corleone - há 3 anos

        Se o Lesnar não defender mais o titulo este ano, mais do que o combate do Reigns será o o que fazer com o Seth Rollins, vai passear a mala como um acessório de moda?

      • José Sousa - há 3 anos

        E pior que isso é se ainda o colocam a falhar o cash no Lesnar. Eu já não sei o que pensar porque não podemos ter nada como certo, até pelo Ambrose já temo com esta possibilidade de se meter com o Cena.

  5. Jardel - há 3 anos

    Bom artigo José gostei das posições mas trocaria algumas,e meu top seria assim:
    1-The Young Bucks
    2-reDRagons
    3-The Wolves
    4-The Time Splitters
    5-The Addiction
    e dos ”Man Of The Year”Seria:
    1-Ricochet
    2-AJ Styles
    3-Daniel Bryan
    4-Austin Aries
    5-Bobby Roode
    6-Adam Cole
    7-Michael Elgin
    8-Seth Rollins
    9-Cesaro
    10-Dean Ambrose
    11-Sami Zayn
    12-Kazuchida Okada
    13-Shinsuke Nakamura
    14-Hiroshi Tanahashi
    15-Jay Lethal

    • José Sousa - há 3 anos

      Está aqui uma lista interessante. Mas verdade seja dita não incluir os Usos para mim é injusto, mas é apenas a minha perspectiva apesar de gostar do que vi dos Time Splitters.

  6. Hildo - há 3 anos

    Gostei bastante do artigo, mas não concordo sobre o Cesaro estar na frente do Wyatt, claro que o Wyatt foi claramente prejudicado com a rivalidade contra o John Cena, mas o ano dele até agora foi melhor que o do Cesaro a meu ver, Feud e combate com o Bryan no Royal Rumble, combate com os Shield no Elimination chamber, combate com o próprio John Cena na Wrestlemania e no Payback, combate com Jericho no Summerslam e na Raw…

  7. FAlmeida_10 - há 3 anos

    Ainda não li o artigo, mas dou-te desde já os meus parabéns por seres a primeira pessoa que não se esquece dos reDRagon, do Michael Elgin e do Adam Cole!

  8. "The Architect" - há 3 anos

    Grande artigo Jorge, adoro este tipo de temas!

    Em relação ao teu top das Tag Teams, apenas trocava a posição dos Bucks com a dos Wolves. As restantes Teams, acho que estão bem posicionadas.

    Depois, no teu top de “Melhores Wrestlers” também concordo com quase tudo, apenas trocaria algumas posições, e acrescentava o Ziggler e o Ricochet. Tenho pena do Daniel Bryan não ter lutado quase nada este ano, mas mesmo assim fez grandes combates, antes de se ter lesionado.
    O AJ esteve em alta este ano, e a sua entrada no Bullet Club também o ajudou muito, por isso concordo com o teu 1º lugar, pois também é o meu!

    • José Sousa - há 3 anos

      Eu acho que algumas pessoas não têm a consciência mesmo do ano em termos de performances do AJ Styles, porque têm sido de uma dimensão brutal. É dos melhores anos da carreira dele, e não podia ignorar isso mesmo que para alguns não seja merecedor da liderança do ranking.

  9. Ri F - há 3 anos

    Concordo com a generalidade dos rankings, mas faltou o Bully Ray.

    Foi nos ombros dele que esteve a mudança de rumo e de imagem da TNA, se ele falhasse, a companhia falhava. Aqueles shows em NYC, a Dixie a ir pela mesa, o regresso do Joe e Low Ki a X-Division, a feud Bram-Abyss, foi um periodo muito bom que esteve centrado no Bully e na sua missão de por a Dixie pela mesa.

    • José Sousa - há 3 anos

      Sim sem dúvida, e é complicado fazer uma lista de 15 porque depois tens que pensar se valorizas mais o storytelling ou a performance técnica. E por isso é que o EY e o Bully não apareceram, ou mesmo o Laslhey, no entanto e quando acabar o ano vou fazer um resumo das duas companhias e ai já será algo ainda melhor até pq em 3 meses ainda vão mudar coisas( para melhor ou pior).

  10. TheJohnX - há 3 anos

    tendo em conta as conquistas individuais nao esta o Randy Orton, expliquem-me como, Mr MITB saiu por cima da primeira feud com Bryan , primeiro WWE WHC e foi ate ao WM campeao

    • José Sousa - há 3 anos

      Mas este ano o Orton foi por “ajuda” verdade que continua em bom nível, mas não é nem de perto nem de longe dos melhores anos do Randy Orton em termos de conquistas. Desde da Mania que não vencia um combate em PPV, e se lutar com o Ambrose no HIC vai voltar ás derrotas.

  11. CMelo01 - há 3 anos

    Excelente artigo José!
    Eu não sou propriamente um grande “visualizador” de wrestling fora de WWE, visto que não tenho muito tempo nem paciência para o fazer! Portanto aproveito sempre estes artigos para aprender sempre um pouco mais e mais!
    É claro que conheço praticamente todos os wrestlers e tag teams dos rankings que elaboraste, pelo que não posso dar uma opinião minimamente construída!
    Concordo plenamente com o primeiro lugar para o AJ Styles, mesmo que pense que entre ele e o D-Bryan, a diferença não terá sido muita! Os combates que vi do Styles este ano foram todos “qualquer coisa!” e o primeiro lugar é completamente merecido! De resto, estou de acordo em tudo o que escreveste e “ordenaste”. Continuação de um bom trabalho!

    • José Sousa - há 3 anos

      Exactamente o que me fez colocar o Styles em primeiro foi claramente a qualidade dos combates, que são dos melhores do ano. Claro que o match of the Year vai ser o Cena vs Brock, ou o Taker vs Brock( mesmo sem serem espectaculares), mas tecnicamente os melhores combates do ano são do AJ Styles.

  12. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Fizeste bem em “pegar” nos resultados que saíram e colocares o teu ranking. Sendo difícil, vou fazer o meu do ano, mas também vai mais pelo meu gosto pessoal.

    Faço um ranking de 10 wrestlers:

    10-Bobby Roode- Pelo desempenho sempre positivo na TNA

    9-Lashley – Porque “calou” muita gente, tendo um performence brutal

    8-Austin Aries – Tal como Roode, sempre um desempenho muito profissional.

    7- Reigns -Até um certo ponto foi um dos interesses da WWE

    6- Bray Wyatt – Para mim a melhor personagem do wrestling actual.

    5- Dean Ambrose – A revelação improvavél.

    4- Brock Lesnar – Pelo seu estatuto e sem duvida dominio.

    3- Cena -Quer queiramos quer não, ele transporta a companhia.

    2- Daniel Bryan – 1 ano fenomenal e incrível

    1- Aj Styles – Pelo seu estatuto de wrestler. Não precisa da WWE para ser respeitado e ser um dos melhores.

    Excelente meu caro!

    • MR Perfection André Santos - há 3 anos

      Faltou o Rollins – É difícil fazer um ranking Lool

    • José Sousa - há 3 anos

      Obrigado. E ainda que percebes a lógica do AJ Styles, porque é verdade este ano dele é Absolutamente impressionante, não vale a pena negar a realidade. E olha que eu não era grande fã dele. Ah ele não precisa da WWE, nem da TNA, está a bastar algumas presenças na ROH e NJPW.

  13. FranciscoAP - há 3 anos

    Bom trabalho, José.

    Falando do que “sei”: a TNA este ano teve, até ver, 5 nomes em claro destaque que penso que deveriam estar em qualquer top 20.

    O EY por ter sido um campeão mundial legítimo que conseguiu cativar o público e ter dado, finalmente, o salto para o main-event.

    O Lashley porque tem sido o melhor campeão mundial desde o Roode, muitas defesas do título contra alguns dos melhores campeões da TNA e arrisco-me a dizer que tem feito os melhores combates da vida dele. Tem sido uma agradável surpresa.

    E depois 3 wrestlers que foram andando sempre pelas luzes da ribalta.

    O Bully Ray é o caso mais óbvio, esteve em muitos finais de iMPACT e acabou por ser um belo ano de ressaca depois da história dos Aces & 8’s.

    O Aries por ter estado constantemente numa posição de destaque, seja no panorama do título mundial ou da X-Divison. A TNA não se farta dele e eu não os culpo.

    Por fim, o Mr. Anderson. Apesar de nos últimos tempos ter perdido destaque, teve um primeiro trimestre brutal. A feud com o Bully foi algo fantástico e conseguiu credibilizar e muito o Shaw que, recordo, não era ninguém antes da feud com o Anderson. Claro que dos 5 ainda é o menos “cotado” mas, ainda assim, acho que merece ser reconhecido por ter tido os melhores meses desde que está na TNA.

    Quanto ao Roode, não acho que tenha estado assim em tanta evidência. Gosto de o ver como top “face” e certamente que no futuro ainda vamos ver muito mais dele mas, comparando com o trabalho destes 5 este ano, o Roode andou calminho. Até porque a haver um 6º wrestler, a minha escolha recaria no EC3 que teve um ano muito interessante.

    • José Sousa - há 3 anos

      O Roode vai virar e por certo que vai ter o último trimestre em alta, sem dúvida alguma.

      Os restantes nomes e embora não tenham estado na minha lista alguns fazes uma análise perfeita do ano deles, e sem dúvida que tens razão. Só queria acrescentar que o Lashley como campeão Mundial têm tido dos melhores bookings dos últimos 4 a 5 anos( seja TNA ou WWE), só tenho mesmo pena que o reinado não acabe no BFG que era como merecia que acontecesse.

  14. John_3:16 - há 3 anos

    Achei a tua lista bastante interessante talvez, apesar de adorar o rollins e todo o seu percurso inclusive actualmente, acho que o 4º lugar é um bocado demais mas do resto nada a apontar, e o reigns não entra neste top? acho que devia ter aparecido e claro escusa-se de se meter aqui o cenae companhia como orton, sheamus…
    Estou a gostar de ver o Ziggler finalmente o tal push que merecia, está a ser bom, quanto á feud ambrose vs rollins não á muito a dizer, é algo de espetacular, que se deixarem a feud fluir sem ninguem pelo meio como o MR.Cena tem tudo pra continuar a ser brutal.

    • José Sousa - há 3 anos

      O Reigns entraria num top 20 claramente, mas não acho que tenha tido um combate assim tão extraordinário que o merecesse colocar á frente de alguns dos nomes, por mais destaque que tenha e talento.

      Quanto á feud tenho medo, o Mr.Cena vai-se meter. Tenho quase a certeza disso e a próxima Raw vai confirmar isso quando marcarem os combates para o PPV.

  15. Vinícius Nunes - há 3 anos

    Bom artigo José e não se tem muito o que comentar, achei que faltou nomes com o do Cena, o do Okada, mas nada de tão grave assim, mas entendo o Bryan ser o número 1 da PWI, pois a Wrestelmania 30 (maior evento do ano) foi totalmente em torno dele, por isso não estranho o Bryan no topo, apesar de concordar que o ano do AJ Styles foi incrível.

    • José Sousa - há 3 anos

      A Mania foi em torno dele, e do Cliente que derrubou a Streak e que nos foi spoilado pelo Heyman apesar de não termos ligado a isso.

  16. Diogo7 - há 3 anos

    Excelente artigo, José. Como só acompanho regurlarmente a WWE, não consigo fazer uma lista assim, por isso não vou opinar sobre a tua lista. Só acho que o Lesnar devia ser 1º, pelo facto de ter conseguido o maior feito da história do wrestling.

    • José Sousa - há 3 anos

      Dois dos maiores feitos: Vencer o Taker na WM e squashar o Cena. Um terceiro seria maior tempo sem defender um titulo( caso seja verdade que não defende até ao Rumble).

  17. YO - há 3 anos

    Boas escolhas José.Meus tops seriam:
    Tags:
    1-Young Bucks
    2-reDRagon
    3-Time Splitters
    4-Wolves
    5-Usos
    Wrestlers:
    1-AJ Styles
    2-Ricochet
    3-Kazuchika Okada
    4-Brock Lesnar
    5-Bobby Roode
    6-Daniel Bryan
    7-Kyle O’Reilly
    8-Dean Ambrose
    9-Adam Cole
    10-Marufuji
    11-Shinsuke Nakamura
    12-Seth Rollins
    13-Austin Aries
    14-Yujiro Takahashi
    15-Jay Briscoe
    16-Hiroshi Tanahashi
    17-Yujiro Kushida
    18-Sami Zayn
    19-Bobby Lashley
    20-Bray Wyatt

  18. danielLP21 - há 3 anos

    Bom trabalho José, mas há coisas com as quais não consigo concordar.

    Cesaro à frente de Dean Ambrose? Percebo que o Cesaro tenha tido grandes combates e uma fase muito boa, mas o Ambrose está há há dois anos no topo (desde que se estreou) e também deu grandes combates este ano. Achei estranho.

    Não esquecendo que não acompanho a ROH há muito tempo e que nunca acompanhei a NJPW (acredito que o AJ Styles tenha tido um gra, fica aqui o meu Top 15:

    15- Bully Ray

    14- Bobby Roode

    13- Cesaro

    12- Bray Wyatt

    11- Austin Aries

    10- Eric Young

    9- Batista

    8- John Cena

    7- Randy Orton

    6- Lashley

    5- Dean Ambrose

    4- Roman Reigns

    3- Seth Rollins

    2- Brock Lesnar

    1- Daniel Bryan

    • José Sousa - há 3 anos

      É normal, porém não posso achar que o Batista teve um ano melhor que o Styles. Aliás nenhum dos combates do Batista esteve sequer próximo do nível dos do Styles.

      • danielLP21 - há 3 anos

        Eu não disse que o Batista teve um ano melhor do que o do Styles. O meu Top é baseado naquilo que eu vi, e eu não vejo o AJ há um ano. O Batista ganhou um Royal Rumble, daí ter entrado no meu Top.

    • Onegreat - há 3 anos

      concordo sobre o batista, porque em pouco tempo em que esteve, ele foi envolvido em grandes storylines na wwe. e ganhou o Rumble!!!!!

  19. BOlieve - há 3 anos

    Cesaro? Apenas pelas performances em ringue? Não concordo com essa nomeação até porque ele só sabe mesmo fazer isso e isso está muito longe de ser tudo num wwe superstar. E achei o Dean Ambrose muito injustiçado nesta lista quando foi claramente o melhor elemento dos The Shield. E como é logico destaco a ausencia de Reigns, Cena e Randy Orton que deveriam estar aí porque os dois ultimos venceram o titulo maximo e o primeiro tem sido a grande aposta da wwe. Para terminar Rusev merecia um destaque pela sua invencibilidade tambem.

    • José Sousa - há 3 anos

      A questão é que isto não é um ranking WWE, é geral e a qualidade técnica está acima de tudo. Não podia dizer que estou analisar as restantes companhias e só escolhia homens da WWE.

  20. zackryderpt - há 3 anos

    Desde ja parabens pelo exelente artigo que foi muito bom como de costume apesar de concordar com tudo teno de descordar acerca do Dean Ambrose que para mim deveria de trocar com o Rollins e o Bryan que deveria de trocar com o AJ.

  21. MicaelDuarte - há 3 anos

    José, conheço todos os nomes que apresentaste no teu artigo, mas a minha opinião acaba por ir de encontro à opinião do Tiago Correia.

    Acho que poderias ter feito um artigo baseado nos vários aspectos que contribuem para avaliar um wrestler. Falo, portanto, das mic-skills, das in-ring skills, das conquistas, entre outros factores que tu pudesses achar pertinentes para a elaboração do teu Ranking.

    Por exemplo, onde estão o Roman Reigns e o John Cena? O Cena teve boas performances (com o Bray, Cesaro, Rollins, Harper…), venceu o título e esteve envolvido nalgumas das rivalidades mais importantes do ano. O Reigns, por sua vez, além do enorme destaque que teve este ano, venceu vários nomes importantes (Punk, Orton, Rollins…), detém o novo recorde de eliminações do Royal Rumble, entre outras coisas.

    Foi um bom artigo, mas pecou pela fraca utilização de critérios.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Desenvolvido por Luís Salvador / Wrestling PT © 2006-2017