Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Smoke and Mirrors #168 – Buiding up the Empire

Um ano depois o cenário de apupos ao vencedor do Rumble repetiu-se, o que mudou foi o alvo desses apupos, ou seja, em vez de um público revoltado com a vitória do Batista, tivemos um público revoltado pela vitória do Reigns. Claro que a situação em si é diferente e a razão de queixa dos fãs é diferente, e possivelmente mais infundada, porém todos nós sabíamos que aquele cenário era previsível, mas igualmente sabia-se que não seria uma situação onde as opiniões seriam unânimes.

Não estou com isto a tomar partido dos fãs e do Bryan, mas sobretudo a sublinhar algo que disse na edição passada: A WWE sabendo que ia dar a vitória ao Reigns com tanta antecedência, podia ter pensado numa formula alternativa de eliminação dos outros wrestlers populares para minimizar reacções adversas dos fãs na arena. Contudo, e ao contrário do ano passado a vitória do Bryan não era obrigatória, e por isso mesmo concordo com quem diz que a reacção é exagerada.

Porém, não posso deixar de referir que a WWE têm culpa nesta reacção porque têm, e sobretudo não gostei do que vi e li nos sites especializados durante esta semana em reacção aos eventos de Domingos. E não gostei porque vi os chamados “smarks” com reacções similares á do ano passado quando a situação é diferente, mas também vi fãs que dizem não ser smarks insultar ou revoltarem-se contra esse segmento de fãs.

E perante isto, e antes de analisar os acontecimentos do Rumble sinto-me na obrigação de dizer que os fãs que dizem anti-smarks são smarks, e digo-o assumindo estas afirmações tal como critiquei os fãs no período antes do Summerslam. Primeiro de tudo devo dizer que todos temos direito á critica e à nossa opinião, mas isso não nos faz menos smarks, tal como pesta reacção de insulto aos Smarks e defesa do Reigns não faz estes fãs menos smarks.

E não faz porque esta reacção é condicionada pelo apreço que têm pelo Reigns, o que quero dizer é que o argumento de lançar jovens para o main-event nesta situação é válido sem dúvida alguma. Mas tenho sérias dúvidas se diziam o mesmo se no lugar do Reigns estivesse alguém como o Ryback, e é ai que digo que os anti-smarks são smarks, porque criticam os fãs que gostam de indy guys mas depois vêem e adoram NXT e NJPW que são “paraísos” para os ditos smarks. Ou seja, é um ciclo vicioso de contradições que envolve os discursos dos fãs na Internet, onde o erro mais grave é não assumirem que todos nós num momento ou outro somos smarks, porque não existe ninguém na comunidade online que seja totalmente imune a isso.

Por isso mesmo, e antes que comecem a insultar-me, eu também assumo-me enquanto smark exactamente pelos motivos que referi anteriormente. E sinceramente duvido que exista alguém que na comunidade que não o tenha sido no passado ou venha a ser no futuro, desde que saibamos analisar os nossos erros e assumir essas situações. Por isso, mesmo é que disse que a reacção dos fãs no Domingo foi despropositada porém condicionada e provocada por más decisões da WWE, e o reflexo dessas decisões esteve á vista de todos no Domingo, até porque existirá sempre uma grande parcela dos smarks que nunca estará contente com nada que a WWE apresente, e que não é capaz de dar uma hipótese ao que é diferente.

Assim, comecemos pela análise dos eventos do Rumble onde o “foco “ de toda a ira dos fãs começou a quando da eliminação do Bryan numa fase inicial do combate, e mesmo que eles soubessem que ele não vencia o facto de o terem eliminado tão cedo foi uma decisão péssima por parte da WWE porque catalisou toda aquela hostilidade. No entanto, e tal como já muitos disseram este não era o ano do Bryan embora não fosse uma má decisão dar-lhe a vitória, aliás muitos achavam a escolha mais segura devido às desconfianças que têm no talento do Roman Reigns.

No meu caso não vejo a situação dessa forma, este ano era sem dúvida um ano em que tínhamos vários nomes aceitáveis para vencedor do Rumble, e o Reigns era um deles, todavia não concordo quem defende que era totalmente descartável a escolha do Bryan, e sobretudo os argumentos utilizados. Ora vejamos, tal como o Bryan disse na Raw era o confronto de um David contra Golias de altíssima qualidade técnica, com potencial de vir a ser um clássico de Wrestlemania e isso podia ter influenciado a opinião da WWE. Mas o facto de não ter influenciado não torna a decisão da WWE errada, porque dar a vitória ao Reigns é correcto, no entanto o argumento utilizado pelos fãs que ele já teve o seu momento é errado.

E é errado porque quando dizem isso a mensagem subjacente a essa expressão é: Ele já teve um main-event da Wrestlemania, este ano é o ano do Reigns. E em teoria essa filosofia estaria correcta num cenário idílico, mas é exactamente aquilo que é, ou seja, um sonho que dificilmente acontecerá. O que pretendo dizer com isto é que essa visão é claramente utópica e nunca na vida acontecerá essa rotação de presenças em main-events da Wrestlemania ou PPV´s nos próximos ano.

E acreditar nisso na minha opinião é um direito que os fãs possuem, mas não deixa de ser uma criação utópica. E atenção que isto não é uma defesa do Bryan ou crítica ao Reigns, apenas estou a verificar a realidade, e a realidade é que no passado grandes nomes tiveram presenças consecutivas no main-event de Wrestlemania( Rock, HBK, Hogan, Stone Cold, Bret Hart, Triple H, Cena etc). Por esse motivo o argumento que o Bryan só pode ter um momento de main-event na Wrestlemania é inválido, e apesar dos fãs no Domingo terem dado razão á Autoridade, a verdade é que esse tipo de opinião também dá razão á Autoridade quando diz que o Bryan é apenas um wrestler de categoria B+ .

Não quero com isto dizer que o Bryan devia ter vencido o Rumble no Domingo, e que estou contra o Reigns porque não estou, aliás tal como disse o Jericho a vitória do Reigns é um passo para o futuro é importante é que o construam bem a partir de agora. E disse a partir de agora porque a construção até ao Rumble, e da vitória do Rumble foi um absoluto desastre por parte da WWE, porque mesmo que ela tenha razão nos fundamentos apresentou-os de forma errada. E quem diz o Bryan, também diz o Ambrose, ou mesmo o Ziggler que até poderia ter sido compensado pelo momento do Survivor Series, ou seja, existiam várias hipóteses e apesar de termos preferidos diferentes temos que aceitar o mérito da conquista do Reigns, o que não implica não apresentar alguns aspectos a melhorar na sua gimmick.

Mas antes de falar dos erros na construção do Reigns e de como penso que ele deveria ter sido desenvolvido como vencedor do Rumble, tenho que falar da forma como venceu porque a história foi muito mal contada. Porque se a reacção dos fãs foi errada, a forma como a WWE eliminou o Bryan, Ziggler, Ambrose e Wyatt( apesar da boa performance que teve) foi errada, porque parecia que estavam a despejar só mais uns wrestlers. E o mais grave foi o facto disto ter sido feito pelo Kane e o Big Show que são dois veteranos, que devido aos constantes turns e transformações tornaram-se irrelevantes aos olhos dos fãs.

O que quero dizer é que a WWE fez bem em guardar o Rusev para último eliminado, no entanto ele devia ter sido mais dominador no combate e possivelmente teria colocado o homem a eliminar esses faces populares para aumentar o seu heat, e ao mesmo tempo isso daria uma “almofada” de maior apoio dos fãs ao Reigns. Ao não fazer isso a WWE expôs-se a estas opiniões radicais, quando o ano passado devia ter servido como lição a aprender, mesmo que as reacções deste ano sejam bem mais exageradas que o ano passado.

Sobretudo porque o Reigns é talentoso e não merecia ter sido colocado nesta posição por parte da WWE, e acredito que ela fará tudo o que seja possível para dar a volta à situação, mas para isso será necessário que finalmente limem as arestas que faltam na sua personagem a solo. Quanto aos fãs, volto a afirmar que não é obrigatório que o Bryan vença sempre mas não o podem descartar do main-event e colocar novamente com o Sheamus só porque “já teve” o seu momento o ano passado.

Claro que sei que o Bryan não é o futuro e que não pode ser o centro do mundo, nem sempre o main-event mas como disse o ano passado num artigo uma pessoa que muito admiro: O Bryan tinha potencial para ser uma espécie de HBK um verdadeiro fenómeno dento da WWE. E nessa lógica preferia vê-lo envolvido num grande combate nesta Wrestlemania contra um jovem, e a elevar esse jovem do que a assistir ao combate “refúgio” com o Sheamus . Até porque acho que a WWE, e sobretudo a Wrestlemania ganharia mais com o Bryan vs Ambrose( com um turn deste) , porque valorizaria um dos três pilares dos próximos anos da WWE( Ambrose, Rollins e Reigns).

O que quero dizer é que tão importante do que vencer é como se vence, e aí a WWE falhou claramente no Domingo porque deu margem de manobra para que aparecessem os fãs irados do Bryan. Ou seja, tal como fez desde do momento que o separou dos Shield o Reigns não foi devidamente protegido por parte da companhia, ou pelo menos protegeram de forma errada, porém isso é um erro recorrente no booking dele até agora, e a análise a essa situação é importante para que se perceba esta aparente “desconexão “ dos fãs com ele.

Porque muito embora alguns o critiquem cegamente, outros têm apresentado de forma fundamentados alguns erros no desenvolvimento do “Next Big Dog”. Sendo que mesmo dentro do ceio da WWE existem posições divergentes, inclusive existem “lendas” que se dividem neste assunto, e isso é observável nas declarações do Jericho e de Stone Cold que são completamente divergentes no que este assunto diz respeito,  ao ponto de Austin dizer que o Reigns passou parte do Rumble encostado no canto a “fazer uma sesta”.

“If you’re trying to earn the fans respect, you’re really starting in the hole because people feel like he’s being forced down their throats. He’s not ready. They’re looking at the body of work. With the two other guys — three total in the Shield — he’s doing one-third of the work, come in and shine and get out. Now all the sudden you’ve got all these gaps to fill in the blanks, and he hasn’t been able to fill in those blanks.” – Stone Cold Steve Austin

“Congrats to @WWERomanReigns for winning the #WWERoyalRumble!! I endorse this decision 1000%!!! #itstimeforachange” – Chris Jericho

Na minha opinião o Reigns é um protótipo de um main-eventer powerhouse da WWE: Tem talento, carisma, intensidade. Basicamente tudo nele diz main-eventer, ou pelo menos deveria dizer, porém e como referi o ano passado num artigo os fãs agora procuram heroís que lutam por objectivos reais e que ultrapassam obstáculos. Não é preciso que sejam heróis tipo “midgets”, o que as pessoas procuram é identificação pessoal com o “heroí” e com a sua missão. Uma vez repito, o perfil de heróis que as pessoas gostam mudou e isso não é algo exclusivo do wrestling, é algo visível no cinema e séries actuais quando procuram apresentar o lado mais “real” dos heróis.

E nesse aspecto a WWE têm falhado com o Reigns, e tinha os argumentos suficientes para não falhar. O que quero dizer é que era importante que tivessem surgido obstáculos no percurso do Reigns, e se lançassem a tal rivalidade com o Triple H esses obstáculos teriam aparecido e o Reigns teria criado mais empatia junto do WWE Universe. E quem diz o Triple H diz o facto de a WWE ter ignorado a traição do Rollins até ao momento da “saída” do Ambrose, e a verdade é que esse facto não deveria ter sido escondido, pelo contrário até teria ajudado no desenvolvimento do Reigns.

O que pretendo dizer não é que ele não está preparado para o main-event, porque considero que está, apenas a WWE apresentou-o de forma errada desde do fim dos Shield, pelo menos na minha opinião. Ou seja, ele devia ter sido construído como estava na altura dos Shield mantendo a personalidade bad ass, sendo mais um homem mais de acção do que palavras. Não quero com isto dizer que ele não deva fazer promos, apenas que elas devem ser direccionadas para verbos de acção evitando ao máximo aquelas promos jocosas que apresentou contra o Big Show.

Assim, se ele tiver uma missão, tudo torna-se mais fácil para que se reverta estas críticas, porque embora vá existir sempre críticos, não tenho dúvidas que estes seriam muito menos caso estes aspectos tivessem sido acautelados por parte da WWE. Desse modo, a WWE durante um ano mais do que limar a gimmick do Reigns a solo, preocupou-se mais em apresenta-lo como “ o futuro vencedor do Rumble”, do que em resolver estes pequenos detalhes que para alguns fãs são os motivos pelos quais ele não está pronto para o main-event da Wrestlemania.

Na verdade eles não tem completamente razão, mas a WWE não nos apresentou motivos suficientes que refute a tese destes críticos, daí eu dizer que ele não foi é bem construído como vencedor do Rumble. A ausência de missão clara até agora não foi benéfica para ele, porque cria mais obstáculos que no caso do Cena e do Batista, porque o primeiro sendo um promer foi lançado para o topo ainda jovem contra um dos melhores heels da altura, o JBL. Enquanto o Batista tinha toda a história dos Evolution a protegê-lo, e a minimizar as lacunas que apresentava nessa fase inicial a solo.

Como é óbvio o Roman nunca será o promer que o Cena é, ou sobretudo que o seu primo The Rock foi, mas a verdade é que ele tem evoluído bastante nesse campo nos últimos meses, estando cada vez mais á vontade e com melhores expressões faciais no seu discurso. Além disso, ele é um competidor determinada e humilde, e com vontade de melhorar a sua performance técnica dentro do ringue e por isso mesmo discordo de quem o chama limitado enquanto wrestler.

No máximo podem dizer que antes da lesão a WWE limitou-o de forma excessiva, e isso é verdade, porém desde do regresso de lesão que ele vem mostrando um leque bem mais alargado de manobras, e essa melhoria da sua qualidade devia ser admitida pelos seus críticos. Até porque é preciso dizer que para quem não teve “escola de wrestling” até aos 23 anos ele tem tido uma evolução impressionante, e isso só é possível quando tens uma dose enorme de determinação e igualmente talento.

Não quero dizer que não existem aspectos a melhorar, porque é óbvio que existem, mas uma coisa é apresentar esses mesmos aspectos apresentando soluções razoáveis, outra completamente diferente é fazer exigências inalcançáveis. Porque é exactamente isso que por vezes acontece no caso dele, querem ver resultados mais rápido do que é possível, e a construção de um estrela de topo nem sempre acontece á “Bryan”, o que quero dizer é que por vezes é necessário crescer estando já no topo e é essa a solução que a WWE quer para o Reigns.

Claro que a WWE ajudou a este excesso de exposição crítica à evolução do Roman Reigns quando todos sabíamos que ele iria vencer o Rumble praticamente com um ano de antecedência. E toda essa antecedência não jogou a favor dele, porque fez com que os fãs olhassem para aspectos na sua performance que não tinham reparado no momento em que era um dos Shield, de repente ele estava excessivamente exposto e isso tornou o seu caminho muito mais difícil.

Juntando isso às tentativas de modificação do estilo cool e badass para um estilo mais jocoso a situação do Reigns aos olhos “dos fãs que criticam tudo” ficou claramente mais precária, sendo que isso agravou-se no Royal Rumble pelo modo como venceu. Não precisamos de um “Super-Man”, o que precisamos é de um “Brawler” que seja um homem de acções, mas que igualmente apresente e lide com fragilidades de forma natural, até porque vai travar uma guerra-dupla neste caminho para a Wrestlemania: uma contra o Lesnar, e a luta de reconquistar os fãs “mais críticos”.

Claro que nunca conseguirá ser unânime, e será sempre alvo de críticas ao longo da carreira: seja por não ser um indy Guy, pela sua herança familiar, por não ter as promos do Ambrose, etc. Sejamos realistas, o Reigns é um main-eventer natural, ele tem o carisma e o talento para isso, o que a WWE precisa é de criar motivos e missões para que os fãs sigam o caminho dele, até porque não nesse campo a WWE não tinha feito nada, pelo menos até à Raw de segunda.

E foi aí que a WWE acertou finalmente e começou a rivalidade mais importante da carreira do Reigns com o “pé direito”, e tudo graças á presença do Heyman. O Heyman tem um enorme talento como talker, mas mais importante do que isso o que ele diz parece sempre tudo real e muito pessoal, e isso ajuda sem dúvida à construção de uma rivalidade. E consegue isso porque de facto usa factos reais aos quais podemos criar ligação de forma muito natural, e não existe nada melhor que uma rivalidade que tem contornos pessoais, onde está em jogo o respeito e dignidade do wrestler em questão.

Melhor que isso a Raw trouxe á tona o melhor Reigns, ou seja, não sendo ele um actor de excepção o melhor que a WWE pode fazer para que os fãs criem o elo com ele é deixa-lo ser ele próprio. Quanto mais natural e sem máscaras for o seu discurso melhor porque percebes que ele é honesto, e que a determinação e o carácter dele é real, ou seja ele torna-se aquele “herói” que não tem medo de mostrar-se de forma transparente, mesmo que isso implique que se vejam os seus defeitos, além das suas virtudes.

Além disso, vi um Reigns pronto para o desafio e para a rivalidade com o Lesnar, e vi porque a WWE deu o tom certo para o início da rivalidade, e uma vez mais o mérito vai em parte para o Heyman, sem retirar o mérito do Brock e do Roman. Mas quando falo do mérito do Heyman falo no sentido de ter sido um “mentor” naquele segmento, e acredito que o seja ao longo de toda a rivalidade.

Ele tal como o Jericho vêm da mesma escola de talkers, ou seja, são do tipo de talkers que brilham quando falam mas que não tiram o spotlight dos outros, pelo contrário eles potenciam o melhor que os outros têm. E assim, e tal como o Jericho tirou o melhor do Ziggler na sua rivalidade, eu vi o Heyman a fazer o mesmo com o Reigns na segunda, tal como já tinha feito com o Rollins semanas antes.

Sinceramente começo a acreditar que a WWE acertou na muche na rivalidade para a Wrestlemania porque o Heyman é a pessoa certa para potenciar o Reigns ao máximo. Não digo que outros nomes não fossem certos para adversários do Brock na Wrestlemania, apenas quero dizer que a escolha do Reigns não foi errada, e se dermos uma hipótese á rivalidade podemos sair surpreendidos pela qualidade que poderá apresentar, e pela evolução do Reigns.

Isto porque o Heyman não vai funcionar como obstáculo ao Reigns, pelo contrário, tal como referi ele vai fazer com que este tenha um discurso mais agressivo e mais sério, e sobretudo vai elevar a sua qualidade enquanto performer. E não tenho dúvidas que o facto de usarem as heranças familiares, o orgulho pessoal e a conquista do respeito poderá fazer com que tenhamos um bom main-event da Wrestlamania este ano.

Claro que isso implica que os fãs dêem uma hipótese ao Reigns, mas penso que na segunda a WWE deu o passo correcto, porque sendo esta uma rivalidade na qual sabemos o resultado final a WWE precisa de apresentar o Brock o mais dominante e arrogante que for possível. Ou seja, têm que inverter o que fez no Rumble e por mais previsível a derrota do Brock ela têm que nos “iludir” que ela é impossível, porque se o conseguir fazer de forma exemplar consegue criar o ambiente correcto para o combate na Wrestlemania.

Sendo que o paralelismo usado pelo Heyman em relação á situação do Brock em 2004 contra o Rock, e a situação actual é sem dúvida uma passo correcto para criar essa sensação de dúvida. Porque sem dúvida que o Brock é um atleta único, e quanto mais tivermos a sensação disso melhor para a transição para o Reigns porque mesmo que este perca o título pouco tempo depois ( ou no próprio dia ou no dia depois), ele terá feito uma conquista única que o protegerá do facto de ter sofrido o cash-in, e por isso é que acredito que não é necessário modificar o Main-event da Wrestlemania deste ano.

Em suma, e apesar de ter tido outros favoritos á vitória do Rumble, eu vou dar uma hipótese á rivalidade e ao Reigns porque ele merece essa hipótese por todo o seu caminho até agora. O que espero é que estas picardias entre apoiantes dele e os críticos acalmem, porque tal como disse este ano não é justificado este mar de críticas ao vencedor do Rumble, mas também não ajuda a um debate saudável o diálogo crispado que assistimos nos últimos dias. Para a semana o Smoke and Mirrors volta para fazer a antevisão do NXT Takeover de dia 11, e até lá tenham uma óptima semana.

Figuras da Semana

Adrian Neville- Excelente combate e vitória contra Tyson Kidd que lhe garantiu o direito de estar na semi-final do torneio para number contender contra o Baron Corbin.

Buddy Murphy e Wesley Blake– É verdade que venceram os títulos do nada, mas acredito que com o talento que possuem facilmente conseguirão tornar-se numa das figuras do NXT e em bons campeões.

Sami Zayn e Kevin Owens- Excelente segmento de assinatura de contrato para o combate no Takeover, apesar de não termos tido agressões físicas, no entanto existiu a tensão necessária para criar a necessidade de ver o combate no Takeover.

Robbie E- O segmento das malas valeu pela performance dele, mesmo que tenha uma personagem parva, a verdade é que ele deu a vida á aquele momento.

Austin Aries- Conseguiu ficar com a mala com a oportunidade pelo título Mundial. A questão é se será o primeiro a usá-la e a ser bem sucedido.

BDC- Continuam a ser o foco dos Impact e a sair por cima na rivalidade com o Lashley, e por isso até ver são um dos destaques da TNA no primeiro mês de 2015.

Seth Rollins- É verdade que não venceu o combate, mas deixou uma marca clara no mesmo com uma performance extraordinária que demonstra que o futuro passa por ele.

Brock Lesnar- Este Brock está ao nível do melhor Brock de 2004, e isto é um elogio á forma que ele possui neste momento, e a performance no Domingo foi sem dúvida um dos destaques da semana.

Roman Reigns– Venceu o Rumble como era esperado, e tal como referi no artigo até pode nem ter sido bookada da melhor forma pela WWE, mas não deixa de ser um dos dias e marcas mais importante do inicio da sua ascensão ao topo.

Surpresa da Semana

Anuncio para a Raw- O facto de Triple H prometer um anúncio chocante e que alterará possivelmente o main-event da Wrestlemania é uma das surpresas da semana. E é porque não era expectável alguma alteração, pelo menos não tão rapidamente, sendo daqueles casos em que pode acontecer tudo ou nada.

Menção honrosa – Bubba Ray no Rumble.

Desilusão da Semana

Feud começa no Backstage- Sinceramente a feud Cena e Rusev começar no backstage é claramente uma desilusão, ou pelo menos é começar com o pé esquerdo.

Perguntas da Semana

Qual a tua opinião sobre “ a polémica” da semana? E que anuncio pensas que será feito pelo Triple H na RAW?

Como vês o booking do Reigns até agora? E o que alterarias para a Road to Wrestlemania na sua gimmick?

Concordas com as figuras, surpresa e desilusão da semana?

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Smoke and Mirrors”.

72 Comentários

  1. Inzayn - há 2 anos

    Qual a tua opinião sobre “ a polémica” da semana? E que anuncio pensas que será feito pelo Triple H na RAW? a polemica anda mais a volta de recuperar o publico a volta de reigns e a autoridade vai ajudar… penso que nno fast lane reigns lutará contra Rollins pelo lugar no main event na Mania…

    Como vês o booking do Reigns até agora? E o que alterarias para a Road to Wrestlemania na sua gimmick?
    O booking do Reigns é um booking a vince: ele gosta dele e enfia-nos este pela garganta abaixo quer queiras ou n queiras.. Da gimnick dele? se fosse eu era jobber pk n tem talento para mais…

    Concordas com as figuras, surpresa e desilusão da semana? em geral sim mas adicionaria como figura o publico do RR, e como desilusao o booking aos melhores talentos na wwe

    Resumindo o pessoal n queria que reigns ganhasse pq quere-se que alguem com talento ganhasse e nao alguem a ser imposto para gostarmos… como fa de bryan adoraria um bryan vs lesnar, mas com o booking certo ainda melhor opçao seria Cesaro

    • José Sousa - há 2 anos

      O Cesaro ? A sério? É verdade que tem talento, mas colocar um main-event da Wrestlemania entre Brock e Cesaro depois do booking de um ano do Cesaro é impossível que fosse levado a sério. Eu não me oponho á vitória do Reigns, apenas acho que foi muito mal contada, e ele tem talento, mas tal como o Austin diz acho que ele têm que preencher os espaços da gimmick que faltam ser preenchidos, tal como o Rollins e o Ambrose fez.

      • Inzayn - há 2 anos

        se comparares cesaro e reigns, cesaro é melhor… cesaro tem um força de outro mundo… se o booking fosse melhor para ele… mas ele ja tinha ganhou dois combates deste tipo. poderia ganhar, e no show a seguir poderia fazer uma promo como o sami zayn fez a procuea de redençao…

      • José Sousa - há 2 anos

        Nesta altura? Tipo eu acho o Cesaro brutal, mas ele não vendia uma Wrestlemania nesta altura sinceramente não acredito nisso.

  2. Awesome_Mark - há 2 anos

    Excelente artigo e concordo contigo. Só não gostei da longa explicação acerca do ser ou não ser smark,mas estiveste muito bem.

    Esta foi certamente a pior história contada num Royal Rumble Match e espero que a WWE remedie o assunto na próxima segunda. Apesar de achar improvável qualquer um dos cenários, penso que o ideal seria adicionar o Rollins e o Ambrose ao combate ou então fazer um double-turn, talvez com o Heyman a aliar-se ao ex-Shield.

    Finalmente dizer que eu penso que o justo vencedor seria o Ziggler, dos 4 favoritos, é o único que já demonstrou estar à altura dos grandes desafios, tem o público ao seu lado, já está lá há mais tempo que os outros e se não me engano, nunca esteve sequer num Main Event de um PPV em combates individuais.

    • José Sousa - há 2 anos

      Talvez tenha excedido aí, mas genericamente quis dizer que todos temos momentos smarks tudo depende dos wrestlers que estão envolvidos e do nosso envolvimento na altura: Exemplo Ambrose vs wyatt onde a Internet estava dividida.

      Eu pessoalmente não mexia, acho que alterar novamente como o ano passado é um erro, sobretudo porque este ano acho que não existem motivos para tal. Imaginemos que “temos” o Ambrose no combate, e ele não vence( o que seria provável), a reacção dos fãs seria má , e a WWE tinha que lhe dar o titulo esquecendo os possíveis planos que podem ter para o cash?

      Mais uma vez, apesar de defender o direito de critica acho que não alteraria. Porque tal como diz o Stone Cold ele não tem a personagem pronta, mas inversamente ao que ele diz acho que esse trabalho pode ser feito nesta Road to Wrestlemania.

      • Awesome_Mark - há 2 anos

        Ter pop’s e heat’s invertidos no Main Event da WM não seria o ideal, porque acredito que é isso que vai acontecer se os planos se mantiverem.

        Não percebo o que é que queres dizer com não ter personagem pronto. E se não tem agora, também não a tinha no Survivor Series e todo o destaque que o deram nesse PPV acabou por ser um sucesso

      • José Sousa - há 2 anos

        Já passou um ano, e quando digo pronto é não oscilar entre o lado sério e badass( o do Survivor) e o lado mais “piadas” como fez com o Big Show. O tipo de promos sobre contos infantis não é o que lhe assenta melhor pelo menos para mim. Eu digo isto pensando no melhor para ele, porque não vejo tantas deficiências quanto alguns veem. Mas pelos vistos o Austin vê, e vais ver o Austin a cair em cima disso na segunda( não tenho dúvidas algumas).

      • Awesome_Mark - há 2 anos

        Eu pensei que estivessemos a falar do Ddolph Ziggler. O Reigns está na cara de todos que ainda não está pronto.

  3. Tibraco - há 2 anos

    Vou dividir a minha opinião por vários tópicos.

    A reacção dos fãs. Sou 100% a favor da frase “a minha liberdade acaba quando a tua começa”. Ou seja, criticar os fãs por manifestarem a sua opinião parece-me desconexo. Pá, eles pagam o bilhete e têm todo o direito de manifestarem aquilo que entenderem. Se eles quisessem apoiar o Curtis Axel quem éramos nós para criticar? Ser fã não é um dever, é um direito. Ninguém tem que ir para lá apoiar aqueles que supostamente deveriam apoiar, mas sim quem lhes apetece.

    A interpretação das vaias. Também me parece fascinante como se consegue interpretar os motivos pelos quais o Reigns foi vaiado. “Ah, porque só queriam que o Bryan ganhasse”. A sério? Eu não tenho essa certeza. Quando o Bryan foi eliminado precocemente ouvi o público a reagir mal. No entanto, quando o Ziggler também foi eliminado, ouvi esses mesmos apupos. Portanto, interligar as vaias ao Reigns com a derrota do Bryan parece-me uma teoria pouco consistente.

    O booking do Rumble. Já foi quase tudo dito, até por ti, sobre este assunto. Claro que foi um booking terrivel, especialmente pelas eliminações precoces do Bryan e do Ziggler. Ficou óbvio, demasiado cedo, que iria ser o Reigns a vencer. Além do mais, o destaque do Show e do Kane só serviu ainda mais para irritar o público.

    The Rock. O aparecimento do The Rock é um insulto à inteligência dos fãs. Parece que queremos distrair uma criança quando vai ser vacinada e oferecemos-lhe um doce. Dos momentos mais ridiculos que já vi acontecerem na WWE.

    Em suma, acho a vitória do Reigns aceitável mas não desta forma. Também concordo contigo quando dizes que a rivalidade Reigns/Lesnar será boa. Muito melhor do que a eventual rivalidade Batista/Orton. Vou gostar de assistir a esta rivalidade mas gostava que a WWE não deixasse de lado o Bryan o Ziggler.

    • José Sousa - há 2 anos

      Sim. O que quis dizer é que essa reação não deveria obrigar a WWE a alterar a rivalidade nem o combate pelo título da Wrestlemania, porque acredito que a rivalidade pode surpreender. Todavia, caso altere também é preciso a mesma humildade de dar a mesma oportunidade á nova rivalidade, tal como se deve dar á actual. Apenas isso.

      Quanto á tua análise do booking: Subscrevo. Não é com o Rock e com a família que a WWE vai colocar os fãs do lado do Reigns. Usando essa família para questionar o orgulho, e colocar o Heyman a rebaixar já é outra conversa. Agora pura passagem de testemunho não creio que resolva algo aqui, e isso foi visível no Domingo.

      Fala-se de Bryan vs Ziggler para opener da Mania. Mas esse combate teria um problema: Seria o combate do evento e possivelmente colocaria a fasquia muito alta para todos os outros combates da noite.

      Eu acho que o anuncio da Raw não será uma revolução no cenário, mas não é impossível que seja e que seja a WWE a impedir a indefinição até ao dia da Mania como no ano passado.

    • Awesome_Mark - há 2 anos

      Excelente comentário Tribaco, sobretudo quando te referes ao direito dos fãs se manifestarem como quiserem e de que todo o heat de domingo não se deveu unicamente ao que aconteceu ao Bryan

      • José Sousa - há 2 anos

        Não unicamente. Mas chegar-se ao ponto de apupar o Ambrose e ele é dos mais populares também não acho justo. Mas eles estão no direito, pagaram por isso.

      • Awesome_Mark - há 2 anos

        Eu não ouvi apupos ao Ambrose

  4. Miguel Carlos - há 2 anos

    Excelente artigo, como sempre. Eu concordo contigo em tudo.

    Não faço ideia de qual será o anúncio do Triple H na Raw e estou muito curioso por saber. O que é que tu achas que será, José?

    • José Sousa - há 2 anos

      Não faço a mínima Miguel, eu não alteraria o Main-Event da Wrestlemania até porque tal como disse a WWE pode remediar o ambiente hostil de forma bem mais fácil este ano: é só usar o cash do Rollins no máximo até ao Extreme Rules.

      Acho que alterar tudo daria a imagem que todos os anos a WWE poderá alterar, basta o resultado não ser do agrado dos fãs. E se é verdade que pagam para isso, não podemos pedir sempre vitórias do Bryan, se não acabam por chamar ao homem o Super-Bryan.

      Sobre o anúncio espero e acho que será o tal Last Man Standing entre o Reigns e o Big Show com o lugar em jogo. Mas até pode ser mesmo algo que envolva( aumentar o numero de homens no combate). só sei que a Raw de segunda é imperdível, e já vi que o Stone Cold não vai ser meigo com o Triple H.

      • Miguel Carlos - há 2 anos

        Concordo totalmente contigo. Também estou ancioso por ouvir o podcast.

      • José Sousa - há 2 anos

        Até porque será depois do anuncio. Ou seja, dependendo do que for dito o Triple H vai levar com a opinião do Stone Cold e de forma directa.

  5. Brunodust - há 2 anos

    Qual a tua opinião sobre “ a polémica” da semana? E que anuncio pensas que será feito pelo Triple H na RAW?

    Acho que Triple H vai anunciar um combate entre Curtis Axel contra Roman Reigns para decidir o number one contender pelo WHC. Roman Reigns ganha o combate, mas Curtis Axel é anunciado como novo membro da Autoridade.

    Como vês o booking do Reigns até agora? E o que alterarias para a Road to Wrestlemania na sua gimmick?

    Roman Reigns deveria ter tido melhores feuds, pois o Big Show e Kane são dois veteranos e não os vejo como adversários temíveis. No entanto, não concordo contigo quando dizes que o Roman é um bom wrestler, sendo este muito limitado no seu moveset e os seus golpes não contam uma boa história em ringue. Acho que o Roman em combates singulares expõe todas as suas fraquezas que eram imperceptíveis quando ele estava com os Shield. Além disso, as suas promos são horríveis ao ponto do Iron Sheik ter dito que até o Mad Dog(Maurice Vachon) fazia melhores promos do que ele. A única virtude que o Roman Reigns tem é a sua presença em ringue que demonstra carisma e que talvez seja o motivo da WWE o ter escolhido para vencer a Royal Rumble. No que diz respeito à sua gimmick eu tirava-lhe o colete e tentaria afastá-lo da imagem que ele tinha nos Shield.

    • José Sousa - há 2 anos

      E qual é a vantagem do Axel na Autoridade? Eu não vejo nenhuma. Essa conversa da limitação é uma treta, porque o Brock Lesnar só tem usado quatro moves e tem tido boas performances. O bom wrestler não é só apenas aquele que tem centenas de manobras. Eu acho que ele tem talento, e não sigo o Iron Sheik cegamente, o Sheik lutou com um pior que ele e não o insulta( sim o Hogan ).

      O mal foi a construção, como diz o Austin todos os Shield conseguiram criar a personagem durante o ano, e o Reigns devido ás promos do Vince nunca o fez. Para mim esse é o problema até, é eu não saber exactamente se posso contar com u Reigns sério ou com um Gozão.

      • Brunodust - há 2 anos

        A autoridade precisa de um novo membro, pois apenas o Seth Rollins é um heel credível e fresco ao invés do Big Show e Kane. Neste momento, a WWE está com muitos babyfaces e poucos heels. Discordo também quando comparas o Brock Lesnar ao Roman Reigns. Apesar do Brock usar poucos moves estes causam muito impacto e ele faz quase sempre uma boa storytelling na maioria dos combates. O Roman Reigns é um wrestler muito limitado que usa poucas manobras de powerhouse mas que mesmo assim continua a ser referido como tal pelos comentadores só para que se pareça mais forte do que aparenta ser. Se fores ver o combate que ele teve com o Rollins ha uns meses atrás num single match vais perceber que o Roman não conta um boa história em ringue através do seu arsenal de manobras.

      • José Sousa - há 2 anos

        Sim. Mas o Axel não tem o carisma necessário para ser importante, acho que esta atenção sobre ele advém do que lhe aconteceu no Rumble.

      • Inzayn - há 2 anos

        Ai é que estas errado. Rollins e Ambrose tem uma personagem mas estes tem talento de sobra no ringue, sao mto superiores em ringue ao reigns. Nunca gostei do reigns nos shields pela falta de qualidade e agora ve-se mais ainda…

    • Brunodust - há 2 anos

      Há imensos wrestlers talentosos dentro da WWE como Daniel Bryan, Dolph Zigler, Dean Ambrose, Cody Rhodes, Cesaro ou Kofi Kingston que são melhores do que Roman Reigns em “work” no ringue. Acho que a WWE não fez a escolha certa para o main event de uma Wrestlemania, mas ainda têm tempo para adicionarem alguém ao combate ( The Rock, Dean Ambrose) ou até mesmo Seth Rollins se este fizer o cash-in antes da wrestlemania e poderíamos ter os 3 ex-membros do Shield a lutarem pelo título.

      • José Sousa - há 2 anos

        O Kofi? Cesaro? A sério? Tipo o Cesaro é muito melhor wrestler sem dúvida, mas se criticam o booking do Reigns penso que dar a alguém como o Cody, Kofi e Cesaro depois do ano que tiveram seria parvo. Ninguem no seu perfeito juízo acharia que o Kofi venderia uma Wrestlemania. Wrestling não é só talento em ringue, pelo menos não para mim.

    • Brunodust - há 2 anos

      Eu apenas quis dizer que estes lutadores mereciam um “push” para serem main-eventers de ppv’s. Claro que seria ridículo dar a vitória na RR ao Cody, Cesaro ou Kofi depois do mau booking que tiveram este ano.

  6. MR Perfection André Santos - há 2 anos

    Mais uma excelente edição.

    Sendo eu um Ambrose/Wyatt/Rollins guy (por esta ordem de importancia, e até nem sou um dos maiores apoiantes do Bryan, tenho que afirmar que este é o ano do Reigns. Ele foi construído para estar este ano no Main Event, infelizmente a lesão tirou algum ímpeto a promoção dele.

    O Lesnar (tal como referes) está como os grandes anos da sua carreira na WWE e, mesmo nas promos, é incisivo e directo, algo que o Reigns deveria de ser e não estar agarrado aos genes do Rock.

    A único aspecto negativo na minha opinião, é como vai chegar Reigns na Wrestlemania, ou seja, o apoio vai totalmente para o Lesnar na minha opinião. Aqui vai entrar o Heyman para virar esta tendência, algo que vai ser difícil mas não ´
    e impossível.

    Excelente meu caro.

    • José Sousa - há 2 anos

      Enganei-me!: o comentário que era a tua resposta ficou como individual mas aqui vai repetido:

      Sim. E não é por termos o Ambrose lá que mudaria muita coisa meu caro, claro que adoro o Ambrose mas se for para perder prefiro que não o envolvam. Se não ainda assistimos a manifestações pelo facto de não vencer, e até os planos do cash-in do Rollins poderia ser alterado. E é como digo no artigo, acho que o cash está a ser pensado em função da evolução da construção deste combate.

  7. Luís Ziggler - há 2 anos

    Ninguém ta a perceber nada do que aconteceu.

    As pessoas não se revoltaram por não ser o Bryan a ganhar, tal como o ano passado. Revoltaram-se por a WWE ser a cena mais previsivel de sempre:

    1) Toda a gente já sabia que ia ser o Roman a ganhar pelos boatos na net
    2) De repente, o Roman Reigns aparece 3 ou 4 vezes em cada genérico da Raw / Smackdown etc
    3) Os 4 concorrentes finais do Rumble são o Roman Reigns, o Kane, o Big Show e o Rusev. Isto é nojento, porque todos sabemos que os outros nunca vão ganhar, que piada tem ver? É que faltam 15 minutos para o fim do combate e já sabemos o fim.

    As pessoas odeiam previsibilidade. Não é para isso que vêm os programas e compram os bilhetes. É por isso que apoiam o Daniel Bryan e o Ziggler. Porque sabem que ele não vai ganhar e pior que isso sabem que eles merecem mais que o Reigns.

    Atenção, eu até curto do Reigns e admiro a forma como ele tem sempre evoluído, tanto no ringue como no micro desde o inicio dos Shield até agora. E tenho pena porque ele não está a ser bem protegido e isto foi um erro da WWE. Ele está no rooster principal há 2 anos, ainda tem muitas falhas in-ring. Sim tem bué potencial, mas nõ está pronto para isto porque o público não está pronto para ele.

    Agora espero que quando o Reigns ganhar o titulo ao Lesnar de forma ridicula que o Rollins lho tire logo a seguir.

    • José Sousa - há 2 anos

      Sim eu disse o mesmo no artigo se leres com atenção. Disse que o facto de ser previsível devia ter feito com que a WWE bookasse de modo errado.

      Eu também gosto do Reigns e acho que a rivalidade e ele podem resultar. Mas em termos de gimmick revejo-me no que o Stone Cold disse, ou seja, talvez também por causa da lesão ele não desenvolveu totalmente a personagem. E para alguns( onde o Austin se inclui) ele está a ser empurrado para que gostem dele, e não podemos chamar ao Austin um smark ou idiota porque ele não é conhecido por isso.

  8. José Sousa - há 2 anos

    Sim. E não é por termos o Ambrose lá que mudaria muita coisa meu caro, claro que adoro o Ambrose mas se for para perder prefiro que não o envolvam. Se não ainda assistimos a manifestações pelo facto de não vencer, e até os planos do cash-in do Rollins poderia ser alterado. E é como digo no artigo, acho que o cash está a ser pensado em função da evolução da construção deste combate.

  9. gonçalo"the best" - há 2 anos

    Para mim uma das tuas melhores edições!

    Como tu o meu problema não é a vitoria do Reings( gostaria que o Ziggler ganhasse mas já que não aconteceu não me importo com a vitoria do Reings) mas sim a maneira como foi construído a sua vitoria no Royal Rumble. Ter 2 “velhotes” a dominar uma rumble, o Bryan eliminado cedo, os faces importantes terem ficado pouco tempo e etc…

    Eu fazia o Royal Rumble na seguinte maneira: tínhamos os últimos 7 lutadores( Reings, Bryan, Ziggler, Kane, Big Show, Bray Wyatt e Ambrose) todos os faces viram-se contra o Kane e Big Show e depois de um pouco de tempo de domínio deles(sem eliminações) o Reings elimina o Big Show e o Ziggler o Kane.Os heels ficam irritados e tentam entrar no combate mas o Bryan e o Ambrose mantem-los fora. Depois de muitos “suicide dives” por parte do Bryan e do Ambrose o Reings contra ataca com um “double spear”. O Ziggler faz um “zig-zag” no Reings e depois tenta eliminar o Wyatt mas o Rusev elimina-o. O Ambrose consegue eliminar o Wyatt mas é eliminado pelo o Rusev. Ficam Rusev, Reings e Bryan. O Bryan elimina o Rusev mas é destraído pelo Kane e o Big Show e então Rusev elimina o Bryan( o Rusev está com super heat por eliminar os faces mais importantes para os fãs). O Big Show e o Kane ajudam o Kane a eliminar o Reings mas o Bryan aparece furioso e ajuda o Reings a expulsar o Kane e o Show e com isto o Reings consegue eliminar o Rusev. O Bryan e o Reings fazem a festa.

    Acho que assim o Reings não ia ser apupado.

    • José Sousa - há 2 anos

      Exacto! Para mim o maior problema foi o booking. Eu preferia o Ziggler ou o Ambrose, e o Bryan, o Reigns era o meu quarto preferido no combate. Sim eu gosto do Reigns, mas tenho o direito de ter outros preferidos á frente dele.

      A questão ali e até agora é de booking. Desde do final dos Shield que os outros dois membros definiram personagem especificas e desenvolveram-se. O Reigns por culpa da WWE desviou-se da personagem ideal dele( estilo dos Shield), e com isso gerou-se toda esta divisão dos fãs. Não digo que ele não precisa de promar, mas não precisa de ser engraçado( não é a praia dele), como disse eu quero e ele resulta como Reigns “natural” como vimos na Raw.

      • gonçalo"the best" - há 2 anos

        Exatamente o Reings dos The Shield era perfeito, um powerhouse bad-ass.

        Já agora o que achas do meu booking do rumble?

      • José Sousa - há 2 anos

        Penso que não modificaria muito, talvez conseguisse amenizar alguns dos ânimos. Mas se o Rock não conseguiu colocar o Reigns over não seria o Bryan, mas uma vez mais digo: penso que não era o ano do Bryan, ou pelo menos não era obrigatário.

  10. Damien Mizdow - há 2 anos

    Partilho dessa opinião mas continuo a acha-la muito pouco viavel. A construçao do combate pecou e muito é um facto e acredito que Reigns poderia ter vencido o combate sim sem ser tao assobiado se as coisas tivessem sido bem feitas. Agora está claro que se noutros anos os fãs suspiravam por ver o rock e o austin nos main-events da wrestlemania ou o HBK ou o Undertaker ou muitos outros nao é o caso de Reigns. Dai eu achar que a melhor solução fosse colocar todos os 3 shield a disputar o combate pelo titulo porque eles como facção sao lendarios e isto aconteceria apenas no caso de eles quererem colocar Reigns lá porque a maioria dos fãs iria preferir de longe dean vs seth mas se eles queriam tanto insistir no Roman Reigns força nisso. O Lesnar ficaria com o Rock facil dai nao me parecer a melhor solução.

    Dai eu e tendo em conta as reacções dos fãs parece-me obvio que apostar em lesnar face contra roman heel ou fazer o heymar trair o lesnar e ficar com o Reigns seriam as melhores soluções uma vez que o maior erro ja foi cometido.

    • José Sousa - há 2 anos

      Não é preciso isso. A minha questão é: E se o Ambrose não vencer? o que fazem? outra manifestação para ele ser campeão sem pensarem no Rollins e no Reigns? Tipo depois da Mania o Rollins só tem até Junho, por isso a WWE deve pensar nisso caso precise de remediar algo.

  11. crazydigchiks - há 2 anos

    Excelente artigo , olhe eu só acho que um dos motivos do WWE Universe não simpatizar com o Reigns são as vitórias excessiva , vitória ou derrota pra mim não são de muita relevância para um wrestler e um Match , o mais importante é a luta ser boa com ótimas performances e vontade dos wrestlers envolvidos no combate para que seja agradável para os fãs , mas o Reigns se prosseguir até o Wrestlemania 31 sem derrotas por Pin talvez perca um pouco da graça que teria se ele tivesse várias derrotas consecutivas e conquistasse o Título no PPV , assim ele poderia mostrar que ele teve “garra” ao obter o cinturão , mais ou menos como foi com o Bryan no ano passado e retrasado , ele tentava , tentava mas não conseguia de forma alguma obter o WWE World Title , até que então com 2 combates no WM finalmente teve o tão querido WWE World Heavyweight Championship

    • crazydigchiks - há 2 anos

      Era só o WWE Title que o Bryan não conseguia ganhar , pronto ta corrigido , pois naquele tempo o World Heavyweight estava ainda separado do WWE Title

    • José Sousa - há 2 anos

      Mas é normal um powerhouse sofrer bem menos que um wrestler do perfil do Bryan. Até ai eu compreendo, é o mesmo que o Rusev perder antes da Wrestlemania, os obstáculos podiam surgir sem que ele perdesse mas sim de forma que os fãs tivessem mais dúvidas. Sobre ele vencer já todos sabíamos, e honestamente tanto ele, como o Bryan,Ziggler e Ambrose seriam todos boas hipóteses.

  12. Labras - há 2 anos

    Excelente artigo José!!
    Concordo com a maioria do que foi dito, mas discordo da desilusão da semana. A maior desilusão, para mim, foi mesmo o público de Phily. Quanto ao incio da rivalidade, creio que o segmento que fizeram na SD era para ser feito na Raw, por isso não achei assim tão negativo, dadas as circunstâncias.

    • José Sousa - há 2 anos

      Sim. Mas era escusado. O publico de Phily? A reacçao não foi só na arena, por isso critiquem a Internet em geral.

  13. Tunes9 - há 2 anos

    Excelente artigo e análise, gostei bastante, muito bom.

    Quanto às perguntas:

    # Qual a tua opinião sobre “ a polémica” da semana?

    R: se “a polémica” é a ausência de RAW, então acho que as condições meteorológicas foram determinantes para tal mas acredito que também se deveu um pouco ao facto de quererem proteger o Reigns de levar com apupos e vaias novamente, assim têm mais algum tempo para pensar bem o que vão fazer a seguir.

    # E que anuncio pensas que será feito pelo Triple H na RAW?

    R: é o desafio ao Sting por parte do HHH ou então algum special referee no combate pelo titulo ou até o acréscimo de algum lutador ao combate do titulo fazendo uma Triple Threat (Seth Rollins talvez), tirando estas três hipóteses não estou a ver mais nada assim de repente, mas veremos.

    # Como vês o booking do Reigns até agora?

    R: o Reigns era o meu lutador preferido dos The Shield porque via nele potencial como dizes e bem, ele tem talento, carisma, presença física e intensidade para ser um Powerhouse de topo e apesar de ser não ser excelente em ring-skills a verdade é que se nota que é humilde e trabalhador e tem evoluído nesse aspecto, a única coisa que me fez perder um pouco do interesse que tinha nele (não sou um hater, nem perto, até gosto dele e espero que triunfe) foi o booking de que tem sido alvo até ao momento e o rumo que a sua “gimmick” está a levar, eu também já disse várias vezes aqui no WPT que ele deveria continuar a ser um “Bad Ass” que deixava as suas acções falarem pelas palavras, podia fazer promos mas apenas para dizer algo curto e marcante, depois tinha que ter as tais “missões” nas suas feuds e enfrentar o HHH tinha que ser uma prioridade porque só o ia ajudar, assim como entrar em choque com o Rollins logo após a traição deste, na Royal Rumble é óbvio para quase toda a gente que o Rusev deveria ter sido um dos destaques do combate e tinha que ser dominador e eliminar os lutadores mais adorados para ganhar “heat” e no fim ficar com o Reigns e ser eliminado, o DBryan também deveria ter sido um dos 4 finalistas do combate, sendo que a lesão do Reigns também não ajudou nada na sua evolução, não tenho duvidas em afirmar que o Reigns estaria numa posição de afirmação e ascensão total se não se tivesse lesionado e a sua “gimmick” fosse bem trabalhada e fosse alvo do booking correcto e não de promos humorísticas e patéticas com feuds e combates de “encher chouriços” como vs Orton e vs Big Show, mas enfim, vamos ver no que isto dá e o que acontece nesta RTWM e no próprio evento quando o Reigns vencer o Lesnar e subir ao topo da montanha.

    PS1: O facto da possível vitória no Royal Rumble Match por parte do Roman Reigns estar prevista há cerca de 1 ano também não ajudou nada, foi tudo muito previsível, até o facto de terem deixado Big Show e Kane para o fim que neste momento não têm credibilidade (com todo o respeito) e nunca venceriam o combate e as eliminações dos babyfaces tornou tudo mau de mais para ser verdade e a WWE é a principal culpada e nunca o Reigns e os fãs têm que perceber isso.

    PS2: já fui smark e voltarei a ser no futuro, é inevitável, mas neste caso não me considero porque não sou um “FanBoy” do Reigns nem um “hater” e o mesmo não acontece em relação ao DBryan mas não deixei de achar exagerados os apupos e vaias do público e este não merece porque é um jovem talentoso e com potencial para ser um Main-Eventer de topo e além disso é um full-timer e está a chegar o seu momento de brilhar, nada a ver com a situação do Royal Rumble 2014, mas pronto.

    # E o que alterarias para a Road to Wrestlemania na sua gimmick?

    R: parava com as promos forçadas e humorísticas e deixava de o ter a falar tanto tempo, dar-lhe mais acção e “missões” e deixar-lhe dizer algo curto e marcante sempre que falar é o caminho a seguir e depois cabe-lhe a ele trabalhar e dar o litro para melhor no ringue e no micro e em todos os aspectos, tem tudo para ser enorme mas ainda tem o seu caminho a percorrer, contudo acredito que vai chegar lá.

    # Concordas com as figuras, surpresa e desilusão da semana?

    R: sim, concordo com tudo e destaco o Seth Rollins e a participação surpresa do Bubba Ray Dudley no Royal Rumble Match, depois o inicio da feud Cena/Rusev foi desastrado, até se percebeu as intenções para entrarem em colisão mas foi tudo um pouco forçado, a meu ver.

    Bom trabalho José Sousa. :-)

    • José Sousa - há 2 anos

      Exacto andamos anos a pedir que fosse um full-timer a aposta da WWE e um jovem, e quando fazem isso também não gostamos. Penso que acabamos por cair em contradição e a dar razões para que apostem novamente só em lendas. A Raw foi adiada pelo nevão mesmo, mas espero que não acrescentem alguém ao combate, e não acho que seja o desafio o anuncio porque olhou claramente para o Reigns.

      Se ele está pronto ou não? Vamos ver, mas pelo menos vamos dar uma hipótese ao Reigns e ao reinado, porque se as coisas não começarem bem a WWE tem o cash para usar e para mudar a situação, mas mudar de novo não creio que seja correcto.

      • Tunes9 - há 2 anos

        Exacto, se defendemos que devem ser os jovens e full-timers a ter destaque então é para ir até ao fim e não vaiar porque não é o Daniel Bryan, Ambrose ou Ziggler mas sim o Roman Reigns, há que começar por algum lado e devemos dar uma hipótese e esperar para tirar as conclusões, às vezes é preciso apostar e arriscar para colher o fruto e este é um desses casos, e há sempre um plano B e chama-se Seth Rollins.

        Pois, realmente, o combate HHH vs Sting é mais que certo, portanto deve ter a ver com o combate pelo titulo, pode ser acrescentado um special referee (não se fala nessa hipótese mas nunca se sabe) ou então um 3º elemento ao combate, são as hipóteses mais prováveis.

        PS: sim foi o nevão, estava mais na brincadeira.

      • José Sousa - há 2 anos

        Eu acho que ele vai mandar fazer novo Battle Royal com menos gente( Axel, Reigns, Big Show, Ziggler, Bryan, Ambrose por ai) para confirmar a vitória do Reigns, ou pelo menos fortalecer a ideia que ele venceu.

        Acho que o terceiro nome( rolins não faz sentido). O Seth quando entrar num title match agora só quando fizer o cash, a mesma situação que no Rumble não me parece benéfica para ele.

      • Tunes9 - há 2 anos

        Não pensei nisso, tens razão, faz sentido fazerem uma nova Battle Royal com menos gente mas desta vez remendarem os erros que cometeram e fortalecer o Reigns, sem duvida.

        Sim, concordo, o Rollins está mais que pronto para o topo e é um dos melhores heels dos últimos tempos, enorme talento, portanto a próxima vez que estiver envolvido na rota do titulo deve ser para fazer o cash-in e conquista-lo, concordo.

        No entanto, acrescentar o DBryan ou Ambrose até seria interessante, mas duvido.

  14. Fabrício Quadros - há 2 anos

    Primeira vez que leio sua coluna e gostei bastante.

    Qual a tua opinião sobre “ a polémica” da semana? E que anuncio pensas que será feito pelo Triple H na RAW?

    Bom gostei até desta semana da WWE, todos sabíamos que Roman Reigns era o franco favorito a vencer o combate, só não gostei de alguns criticando ele, sendo que a WWE que cuida do booking dele, mas não ruim ele vencer, muito pelo contrário foi até bom, eu até era adepto a Daniel Bryan, mas sinceramente a WWE tá precisando de mudanças e desde que chegou a WWE Daniel Bryan já teve suas oportunidades e só não conquistou o Intercontinental Title, pois se for ver já conquistou praticamente tudo na WWE em menos de 5 anos.

    Como vês o booking do Reigns até agora? E o que alterarias para a Road to Wrestlemania na sua gimmick?

    Acho que não tem nada há mudar, gostei bastante dele ter vencido, é esperar para ver como será está feud com Lesnar até o combate no evento.

    • José Sousa - há 2 anos

      Sinceramente tenho o artigo há três anos e meio e sempre queixei-me da WWE não apostar em jovens no main-event e de não criar novos main-eventers, então o Reigns é exactamente isso. O tempo do Ambrose e do Rollins também vai chegar, ou seja os três Shield pelo menos esses serão main-eventers e isso é muito bom. Além claro do Kevin Owens o homem diz main-event claramente.

      • Brunodust - há 2 anos

        Também acho que o Kevin Owens pode ser um top guy na WWE daqui a alguns anos. Ele é o wrestler mais completo da atualidade, mas só tenho pena que a WWE o proiba de usar moves arriscados como o “package piledriver” e o “steenlizer”.

  15. Don_Ricardo_Corleone - há 2 anos

    Excelente artigo.
    Eu sei que estou sozinho mas eu acho que a Rumble foi bem escrita, este em linha com o ano da WWE e com as storylines do momento e não entende tanto barulho à volta deste assunto. Num ponto prévio, para mim qualquer wrestler no activo em full-time é uma escolha aceitável para vencedor da Rumble, até porque tudo vai depender do que é feito daqui para a frente.
    Falando dos pontos negativos que levantas, na segunda-feira antes de começar a trabalhar vim aqui ver os comentários, tinha ficado com a ideia de que o Kane e o Big Show tinham entrado cedo e dominado o combate todo, que o Daniel Bryan tinha ficado 1 minuto no ringue e pensei para comigo “olha que bela asneira que a WWE foi fazer”. Depois fui ver o PPV e fiquei sem perceber o porquê de tanto barulho.
    Ora vejamos, o Kane entrou com o número 24 e o Big Show com o número 29, salvo erro, ou seja, foram dos 6 últimos a entrar o Rumble. Depois comportaram-se como uma tag team, ou seja, foram coerentes com as gimmicks actuais de lacaios da Authority, estavam lá para assegurar que alguém da Authority vencesse o combate. Por isso eliminaram os principais babyfaces e o heel mais popular, mesmo que o Dolph Ziggler entrado como número 30 e eliminado pouco depois, a verdade é que tanto o Kane como o Big Show ainda o conseguiram valorizar e foi preciso um gigante e um monstro para o eliminar. Depois viraram-se um contra o outro, como heels que são, levando à eliminação pelo Reings. O ataque deles ao Reigns é que era dispensável mas lá está, a Authority a tentar que o face que tem sido construído como o mais forte pudesse vencer o combate.
    O Rusev chegou até ao fim e considero que foi dominador. Como heel que é juntou-se ao Wyatt e ambos conseguiram eliminar o mais popular face e ainda eliminaram mais uns quantos. Poderia ter eliminado mais, mas aceito que as eliminações tenham partido dos monstros da Authority, mais uma vez foram coerentes.
    Quanto ao Daniel Bryan, entrou cedo, foi eliminado cedo, mas foi eliminado pelos dois heels mais populares do momento. E foi necessário o Bray Wyatt e o Rusev para isso. Aceito que poderia ter acontecido mais tarde mas talvez estejam com pouca confiança de que esteja completamente curado. Não foi perfeito mas aceito a sua eliminação a meio do combate.
    Quanto ao vencedor, considero completamente aceitável. Podemos não gostar deste tipo de personagem mas a WWE sempre teve o face super-herói como uma das referências e nesse sentido foi bem construído ao longo deste último ano. Também preferia alguém mais bad-ass, que tivessem feito a feud com o Rollins, mesmo quando o Reigns voltou de lesão, mas a WWE quis construí-lo na linha do Hulk Hogan e do John Cena, certamente continuará a fazê-lo depois do Reigns. As crianças vendem bem e eles vão continuar a aproveitar esse mercado, para o bem e para o mal.
    Penso que foi bem escolhido, teremos um confronto de bestas na Wrestlemania que no RAW mstraram que pode vir a ser bom e que terá sido a melhor opção. Certamente que o Daniel Bryan teria um grande combate com o Lesnar mas já está um pouco gasta a história do David contra Golias, embora fosse perfeitamente aceitável.
    Espero que a WWE não altere o main event. No ano passado até gostei dos apupos e da mudança para aquilo que o público queria, porque penso que se justificou pois deram a vitória a um part-timer depois de uma sequência de main events com part-timers. Mas agora penso que não podemos correr o risco de ter este final de Royal Rumble todos os anos, cada vez que não vence o Daniel Bryan ou teremos o Daniel Bryan a vencer a Royal Rumble todos os anos. Mais valia mudar o nome do combate e do PPV para Daniel Bryan. Sinceramente até tenho medo do que vai sair da boca do Triple H no RAW…Estou à espera do anúncio da participação de mais alguém ou algum combate de qualificação pelo qual o Reigns terá de passar. Neste último caso gostava da interferência do Sting mais uma vez só para o irritar ainda mais.
    Por fim, gostava de um cash-in do Rollins, para variar em plena Wrestlemania, assim que o Reigns obtivesse a vitória. Assim teríamos a tão aguardada e adiada feud entre ambos. Não me chocaria um primeiro reinado de alguns minutos para o Reigns até porque no fututo próximo certamente que ele terá um daqueles reinados que a WWE tanto gosta para os seus top-babyfaces.
    Critico sim a presença de superstars e lendas sem qualquer relevância como o Zack Ryder ou o Boogeyman e ainda a não participação e não eliminação de um wrestler que acabou por transformar o combate num Royal Rumble de 29 homens.
    Na semana passada disse que o Rusev teria um momento igual ao do Muhammadad Hassan. Tinha-me esquecido da participação do Rusev na Royal Rumble de 2014, caso contrário nem teria dado esta opinião pois não faria sentido.
    Quanto aos destaques da semana. Na feud entre o Cena e o Rusev concordo contigo. Sinceramente preferia uma promo do Rusev no RAW (ou nesta semana no Smackdown) a atacar de tal forma dos EUA que levaria a que o Cena o confrontasse. Seria mais um clássico EUA vs Rússia mas sempre teria mais interesse e não acredito que não acabem por ir por aí.
    O segmento do Robbie E foi bom pelo seu personagem, embora tenha sido bastante irritante. Contudo sou bastante critico de como despediram a Velvet Sky que originou aquele segmento. Ele nem fez parte do combate mas venceu a mala porque foi lá buscá-la? Então por pouco não tivemos Velvet Sky contra Bobby Lashley…

    • José Sousa - há 2 anos

      Eu embora não concorde totalmente com o booking revejo-me no teu discurso, o main-event não pode ser só feito por wrestlers tipo Ambrose, Bryan, Ziggler, Rollins. Tem que os ter como é óbvio mas é preciso diversidade e é preciso “bestas” e neste momento os melhores que a WWE tem e que não pode perder é o Reigns e o Rusev.

      E com isto não incluo pessoal do NXT tipo Zayn, Bálor e sobretudo o homem que “tem Main-event escrito na testa” Kevin Owens.

  16. ddray - há 2 anos

    Qual a tua opinião sobre “ a polémica” da semana? E que anuncio pensas que será feito pelo Triple H na RAW?
    Já falei sobre isto noutro tópico, mas digo aqui também.
    Das duas uma, ou ele investe no Reigns Lesnar por completo, ou muda por completo o esquema.
    Vendo a tua opinião até concordo agora que deva deixar o ME como está e dar uma oportunidade ao Reigns de crescer. Mas isto, como dizes, ou vai lá com o Heyman ou não vai. De qualquer forma não tenho dúvida alguma que o Heyman é capaz de por o Reigns a calar os criticos. Se inventarem histórias para estes 2 senhores então teremos um main event que irá calar muito critico.
    Por outro lado também pode querer dar destaque aos companheiros Shield que bem merecem também, e vendendo o Lesnar como um monstro que nem 2 main eventers conseguiram controlar (Seth e Cena) e portanto, meter lá 3.
    Acho que nunca vi Fatal4Way no ME da WM portanto até gostaria de ver algo do genero: Rollins vs Reigns vs Ambrose vs Bork Laser.

    Como vês o booking do Reigns até agora? E o que alterarias para a Road to Wrestlemania na sua gimmick?
    É como tenho dito, te vi dizer e tenho visto também muita gente a dizer. Gimmick de Baron Corbin (NXT) mas sem squash e com mais promos nesse genero. Resumindo, gajo que tem atitude e carisma e portanto não precisa da letra.
    O Reigns esteve assim enquanto membro dos Shield mas desde a separação que tem virado aos poucos a anedota dos dias de hoje. Sinto que o que falta aqui é imprevisibilidade. Vejam, o Rollins ninguém o via como heel, o Ambrose ninguém o via como face. Os 2 funcionam porque surpreendem dia após dia. O Reigns já todos esperavam que fosse dar nisto, daí a não funcionar.

    Concordas com as figuras, surpresa e desilusão da semana?
    A desilusão concordo, apesar de não ter grande interesse naquela feud. Se for pelo título acaba em DQ antes sequer de começar. Se não for pelo título acaba em DQ também, mesmo antes de começar. Isto cá para mim é uma forma de não fazerem title match na WM para o Cena poder ganhar. De qualquer forma não quero saber se enterram o Rusev ou não. Gosto do gajo no ringue mas estou cansadinho da gimmick dele. 1 ano naquilo foi demais.
    Nas figuras destaco os jovens do NXT que se tornaram champs. Sinceramente não estava à espera e fiquei de certa forma feliz por apostarem em mais duplas. Se no main roster nao tratassem as duplas do NXT como o lixo que tem feito, teriamos agora uma divisão de tag muito mais interessante.
    Já a surpresa, para a semana falamos xd

    • danielLP21 - há 2 anos

      WrestleMania 2000: The Rock vs HHH vs Big Show vs Mick Foley

      • José Sousa - há 2 anos

        Elimination e cada um deles a representar um membro da família McMahon.

    • José Sousa - há 2 anos

      Nem sempre é mau a previsibilidade . Eu acho que é lhe faltou a aquela rivalidade para lhe dar o balanço e impacto a solo que precisaria, claro que os Shield já eram importantes.

  17. Kauê Souza - há 2 anos

    Digo uma coisa, Daniel Bryan nunca será um main event de topo ou o cara da WWE, não importa o quanto os fãs fiquem igual uns loucos com o “Yes” e o que ele ganhe, será apenas mais um que passou na WWE.

    • José Sousa - há 2 anos

      Pode não ser constante main-eventer sim, mas tal como nomes como o Jericho vai ser um Hall of Famer. O que ele fez o ano passado é histórico e nunca ninguém fez o que ele fez, por isso o impacto desse feito histórico.

      • Tunes9 - há 2 anos

        Concordo com ambos, o DBryan é um excelente Wrestler e a “gimmick” dele está a ter sucesso e popularidade mas o “hype” do YES! Movement vai acabar e depois ele continuará com sucesso porque é excelente no ringue e é impossível não gostar dele, será um Hall of Famer e terá os seus momentos memoráveis e históricos mas nunca será um lutador ao nível de The Rock, Undertaker, Steve Austin, HHH, HBK, o próprio John Cena, etc, etc, porque estes são nível máximo.

      • José Sousa - há 2 anos

        Sim claro. Tal como o Mankind( foley) não foi o topo da geração, o Bryan será dentro do género, mas depois dos factos que aconteceram nunca será apenas Mais UM, um igual a Brodus Clays ou Jinder Mahal.

      • Tunes9 - há 2 anos

        Subscrevo.

        Em relação ao mais UM, realmente nunca na vida se pode comparar o DBryan a um Brodus Clay ou Jinder Mahal, entre outros, é mais UM mas a ter sucesso e ser um hall of famer, isso sim.

    • Kauê Souza - há 2 anos

      É o modo de dizer colegas, até porque não sou uma pessoa que se interessa pela divisão de superstars KKKK, mesmo não gostando muito dele, todos sabem que ele terá seu lugar ao sol, ou Hall Of Fame.

  18. Guilherme Quitério - há 2 anos

    Belo artigo José.

  19. 434 Days - há 2 anos

    Mais um excelente artigo José

    Se me permites lançar aqui o meu lado “smark”, eu queria que ganhasse o Bryan, pois é o meu wrestler preferido na WWE e acho que (e deves concordar comigo) era uma opção viável para o Main Event do Mania. Na altura fiquei fulo com a eliminação não só dele, como também do Ziggler, Ambrose e Wyatt. Com o decorrer da semana fui aceitando a ideia do Reigns vs Lesnar e aquele segmento do Raw também ajudou. Penso que o Heyman pode ajudar muito a construção deste confronto e por isso estou á espera de tudo nesta história e que sobretudo consiga-me surpreender pela positiva. Quanto ao anuncio do Triple H, pessoalmente gostava que ele colocasse o Rollins no combate pois poderia sempre melhorar a qualidade do combate caso o Reigns não mostrasse sinais de melhoria. No entanto, entendo que de certeza o tempo do Rollins há de vir quando fizer o cash-in.

    O booking do Reigns tem sido o seu pior inimigo e é uma pena porque eu gosto do Reigns e custa ver ele uns passos atrás do Rollins e do Ambrose no que diz respeito á personagem. Daqui para a frente uma gimmick de badass como já tem sido referido seria o mais indicado.

    Concordo plenamente com as figuras da semana. Cada vez mais adoro o Rollins e o Zayn vs Owens promete.

    • José Sousa - há 2 anos

      Claro que permites, eu próprio tenho um lado smark que demonstro quando estou como fã quando vejo os shows live( mesmo no Chat), e não me arrependo. Porque é possível distanciar-me do José Cronista do fã. E já agora o fã concorda contigo e tinha o Bryan nos meus favoritos( pronto admito era ele e o Ziggler). Mas a minha admiração por eles já vem do período pré-Smoke por isso é normal.

      Sinceramente é isso. Eu acho que o Heyman pode trazer á tona o melhor Reigns, ou pelo menos se existem deficiências pode ajudar a melhorar essas deficiências. Tal como o Jericho fez com o Ziggler na altura da mala, por isso é que vou dar uma hipótese. Quanto ao anuncio: acho que é algo envolvendo o Reigns e colocar o lugar em jogo, talvez contra o Axel. O Rollins por mim só entraria nas contas do título quanto fosse o cash, outro Triple onde não saia de lá não me parece o melhor para ele.

  20. MicaelDuarte - há 2 anos

    Bom trabalho.

    Quanto ao Royal Rumble e tudo o que está ligado a esse assunto, já sabes a minha opinião, que se mantém intacta. Já agora, sublinho o que o Stone Cold Steve Austin afirmou em relação ao Reigns. Revejo-me nas suas palavras.

    Relativamente à feud entre o Lesnar e o Reigns, também já sabes o que penso. O segmento da última Raw deixou-me com uma perspectiva diferente em relação a esta rivalidade. Tal como tu, vou dar uma hipótese ao Reigns.

    • José Sousa - há 2 anos

      Eu sei e agradeço o teu apoio. Eu sinceramente fiquei surpreso pela reacção ao artigo, sabia que era polémico, mas obrigado por terem-me feito sentir de novo que o Smoke pode continuar a ter impacto. E para a semana cá estarei para debater o Takeover : Rivals contigo e com quem quiser comentar.

  21. Mort Nobody - há 2 anos

    Bom artigo. O booking da WWE precisa melhorar muito para evitar os apupos que tem recebido tanto nos últimos meses, evitando que resultados previsíveis sejam tão óbvios e mal construídos como foram no Royal Rumble, desvalorizando wrestlers queridos pelos fãs com eliminações ridículas, prejudicando e muito o vencedor Reigns no final.

  22. Fábio Peres - há 2 anos

    A única coisa que me passa pela cabeça nesses tempos pós-Royal Rumble: a quem a WWE quer agradar, ao WWE Universe ou ao pai de família que quer um novo super-herói para seu filho (mais especificamente, um “novo John Cena”)? Tipo, quem paga as contas da WWE atualmente, o fã antigo ou o que se encantou com a PG Era?

    • José Sousa - há 2 anos

      Os dois. A WWE não vai voltar á AE nem aos tempos antigos, nem acho que queiramos isso, porque antigamente tiveste o Hogan também era Super-heroi, e nessa altura toda a gente gostava. Os gostos mudam, e as pessoas também, e nós queremos é uma nova geração no topo: e sinceramente desde que tenha outros nomes lá( Tipo Zayn, Rollins, Ambrose, Wystt, Bálor e Owens)não me importante nada que um powerhouse como o Reigns esteja lá, até porque ele tem talento não tem culpa é do mau booking.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador