Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Smoke and Mirrors #201 – The Demon is Back

Esta semana teve alguns acontecimentos interessantes no que ao wrestling diz respeito, até porque se por um lado não tivemos grandes surpresas no PPV, a verdade é que as poucas que tivemos foram positivas. Sobretudo porque algumas delas iniciaram novas rivalidades e ângulos que possivelmente irão prosseguir nos próximos meses, e alguns destas situações poderão ser interessantes caso tenham um booking interessante.

No entanto, não podemos dizer que em todas essas situações acabarão por nos apresentar storylines interessantes até porque isso só será perceptível com o desenvolvimento das mesmas. Contudo, algumas das novidades que a WWE apresentou esta semana parecem-me indícios positivos para que tenhamos um Hell in The Cell interessante e que poderá ter efeitos directos na Wrestlemania 32.

E quando falo em consequências no card do principal evento da WWE, estou a referir-me sobretudo ao terceiro Brock vs Taker que foi anunciado para o PPV de Outubro, e que deverá ser o capitulo final desta rivalidade. Ou seja, seja quem seja o vencedor a verdade é marcará o fim de uma história que ao contrário do que seria expectável não terá o seu final na Wrestlemania 32.

Ou seja, tanto o Deadman como a “Besta” terão outros adversários na próxima Wrestlemania, mesmo que neste momento essa situação tenha complicado bastante uma vez a possibilidade de termos Taker vs Sting baixou substancialmente com a lesão de Sting no combate com Rollins. Assim, à partida o cenário para o combate que irá culminar a Hell Tour do Brock Lesnar parece ser imprevisível, no entanto a construção que o combate terá nas próximas semanas será importante para perceber o que poderá acontecer no dia 24 Outubro em LA. Até porque saí a partir dai é que será possível compreender quais poderão ser os possíveis planos estas duas “lendas” no maior evento da WWE em 2016.

Contudo esta foi também a semana onde assistimos à coroação de um novo campeão Intercontinental na pessoa de Kevin Owens, e devo admitir que fiquei surpreso com essa conquista não porque duvidasse que ela aconteceria, mas porque acreditava que iria acontecer apenas no Hell in the Cell. Não quero com isto dizer que a WWE errou no timing da troca de campeão, apenas pensava que iriam adiar a troca por um mês, mesmo que o reinado do Ryback já não oferecesse grande interesse em parte por culpa de mau booking.

Aliás, essa é a minha principal curiosidade com o reinado de Kevin Owens porque se por um lado ele possui o carisma e talento necessário para tornar o título de novo relaxante. Também não deixa de ser igualmente importante que o seu booking enquanto campeão não seja igual ao booking da maioria dos anteriores campeões Intercontinental. Resumidamente, ele é o campeão certo, e na altura certa, resta saber se saberão potenciar o seu talento durante o seu reinado. E embora tenha dúvidas, espero que isso aconteça porque seria importante para ele que este tempo como campeão servisse como antecâmara para o main-event, e simultaneamente que auxiliasse (nem que temporariamente) a restaurar o prestigio deste título histórico.

Mas não só de novos campeões viveu esta semana, ela teve igualmente novos aliados para Reigns e Ambrose na guerra com os Wyatt´s. Contudo o resultado dessa ajuda não foi exactamente a esperada, pelo menos no caso do aliado da Night of Champions onde Chris Jericho regressou mas não conseguiu ser uma força capaz de derrubar a “Ovelha Negra” da Familia de Bray Wyatt, acabando o combate revoltado com o resultado demonstrando desprezo pelos seus parceiros, num ângulo que ficou por explicar na Raw.

Pelo contrário, a Raw assistiu ao primeiro rombo na família desde da chegada de Strowman quando Randy Orton voltou para vingar-se do ataque que sofreu há duas semanas atrás. E sinceramente gostei bastante da inserção da “Viper” nesta rivalidade, e parece-me que poderá ajudar a mesma. Aliás gostaria bastante que isto fosse o inicio de uma rivalidade entre Orton e Bray para o Survivor Series, mas sei que isso dificilmente acontecerá sem que a WWE retire o Ambrose e o Reigns do caminho da Wyatt Family, algo que não é bastante improvável à partida.

Contudo é impossível falar desta semana e não abordar a defesa do título de Tag Team por parte dos New Day, e da reconquista do título dos Estados Unidos por parte de John Cena. E se no caso dos campeões de equipas esta defesa teve como objectivo a continuidade da rivalidade em curso, já no caso do título dos Estados Unidos parece-me claro que será uma das maiores incógnitas da WWE nos próximos meses.

Ou seja, é verdade que o primeiro reinado do Cena deste ano foi valorizado pelos open Challenges, e pelo modo como eles acabaram tornar o mesmo mais especial aumentando o valor do título dos Estados Unidos. Porém, neste novo reinado será bem mais difícil de repetir o sucesso do primeiro, pelo menos é quase impossível que a mesma fórmula resulte exactamente da mesma forma.

Isso não quer dizer que este reinado será menos interessante, mas a verdade é que a WWE terá que criar rivalidades que valorizem o mesmo. E sobretudo é importante que desta vez a perda do título seja feita para alguém que vá ser verdadeiramente valorizado, e não para novo reinado transitório como aconteceu com Seth Rollins. Por fim, tudo isso terá que acontecer trazendo adversários que sejam surpreendentes, e essa será a parte mais complicada pois o Cena já lutou com quase todos os up-midcarders durante o primeiro reinado.

Em suma, este novo reinado de Cena será muito mais exigente porque as expectativas estão altas, e caso estas não sejam correspondidas facilmente os fãs poderão vê-lo como apenas mais um reinado como campeão, como muitos outros que ele nos apresentou nos últimos anos.

Já no caso dos New Day, e tal como tinha referido salvaram os seus títulos por DQ mesmo que o Woods tenha sofrido um 3D numa Mesa no final do combate. Contudo, e apesar de este final ser uma janela de oportunidade para que a WWE alongue a rivalidade e a vitória dos Dudleys para o TLC, duvido muito que seja essa a opção da companhia. O mais certo é que opte pelo caminho mais fácil, e coloquem os títulos em jogo no próximo PPV num Tables Match e ai é quase certo que a vitória irá para os veteranos, por mais que fosse brilhante dar a vitória aos New Day no “jogo” dos seus adversários.

Esta foi igualmente uma semana de mudanças na divisão feminina com nova campeã e com mudanças no xadrez da mesma. Admito que fiquei surpreso com a vitória da Charlotte, ou pelo menos achava que a WWE iria optar por adiar essa vitória por algum tempo. Contudo não considero que este tenha sido um erro do booking porque conseguiram contar a história dela de forma a colocar os fãs do lado dela, mesmo que em parte isso se deva ao facto de ser “filha do Flair”.

Até porque o mais que óbvio turn da Paige acabou por acontecer na Raw, numa “mini-pipebomb” que serviu sobretudo para a colocar numa postura mais Anti-Diva aproximando-a da sua personagem do NXT. E se tivermos em conta que a divisão agora tem mais nomes do NXT, esta postura poderá trazer benefícios à jovem inglesa que desse modo poderá ser uma rival interessante para Charlotte.

Claro que não a vejo a derrubar a actual campeã, pelo menos não nos próximos meses, mas se esta mudança da atitude trouxer combates interessantes entre as duas poderá ser algo verdadeiramente positivo para divisão. Até porque se a revolução de facto foi mesmo uma treta, a divisão pode evoluir caso comecem a desenvolver boas rivalidades e combates a partir de agora. E só desse modo é que a WWE pode começar a construir mudanças na forma como os fãs olham para divisão feminina no main-roster.

Por fim, esta foi também uma semana “infernal” para o campeão da WWE Seth Rollins que depois de perder o título dos Estados Unidos para o Cena acabou o PPV a ser vítima da vingança do Kane, que igualmente atacou o Sheamus impedindo o cash-in do mesmo. E devo admitir que até gostei do regresso do Kane, claro que ele não voltou para ser campeão, mas este jogo de personalidades foi interessante tendo em conta o objectivo dele. Além que isto tudo aconteceu sem que tivesse perdido credibilidade como campeão com o combate com o Sting.

Sendo que não acho esta história em nada similar com a do Abyss/Joseph Park, muito embora seja igualmente uma história de dupla personalidade. Porque no caso da TNA o Abyss não tinha consciência da situação, enquanto aqui trata-se claramente de mind Games do Big Red Demon. E tendo isso em conta a história começou a ser bem contada esta semana, e espero que assim continue nas próximas edições da Raw, mesmo que o resultado final da rivalidade seja previsível.

Ou seja, todos nós sabemos que o Rollins acabará por vencer o Kane no Hell in the Cell, mas é importante que construam a história de modo a criar a ilusão nos fãs que de facto o reinado do Rollins está de facto em risco, e que o Kane pode vingar-se e derrubar o campeão dentro da Cell. Porque quanto maior for essa ilusão que o heel irá finalmente tramar-se melhor a história será contada, e valorizará a vitória do Rollins no final.

Concluo assim a minha revisão dos principais consequências do PPV do passado Domingo prometendo regressar para novo Smoke and Mirrors na próxima semana, sendo que esse será dedicado à antevisão do NXT Takeover: Respect do próximo dia 7 de Outubro. Antes de me despedir gostaria de deixar uma última palavra para desejar as melhoras ao Sting, esperando que recupere a sua saúde o mais brevemente possível.

Perguntas da Semana

Qual a tua opinião sobre cada um dos acontecimentos desta semana analisados neste espaço?

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Smoke and Mirrors”.

19 Comentários

  1. GonçaloFerreira77 - há 1 ano

    Bom Artigo continua o trabalho ;)

  2. Cronos HHH - há 1 ano

    eu acho que talvez o kane possa ganhar,para entao começar uma rivalidade do rollins contra o triple h

  3. Vitor Oliveira - há 1 ano

    Excelente texto, bom ponto de visto

  4. Dan Lannister - há 1 ano

    Bom ártigo.
    Realmente é praticamente impossivel q o Kane saia do PPV campeão, vamos torcer para que a historia continue bem contada e que favoreça o Rollins no final.

    • José Sousa - há 1 ano

      Sim o que me interessa é que contem bem a historia de modo a termos o melhor combate possível.

  5. Reigns one versus all - há 1 ano

    Ótimo artigo,José.

    Começando pelo Lesnar vs Taker|||,acho que com este combate deve ser para terminar a feud e lança-los para outros adversários.
    Deixando só um aparte,eu gosto de ver Taker vs Lesnar,mas não será perigoso colocar Taker num HIAC match?

    Quanto a situação do Rollins,acho que já era esperado ele não sair com os 2 títulos,mas eu acreditei que houvesse cash in,mesmo UE o sheamus perdesse,até pa despachar a mala.
    O regresso do Kane foi uma coisa que gostei de ver,e a cena da dupla personalidade até achei cómica.

    O heel turn da Paige foi brutal,foi uma coisa que adorei ver,acho que podemos ter aqui o real início da Divas Revolution.

    Para terminar,espero ver um reinado do Cena ao nível do anterior,até para o público não achar que este seja só um reinado para o Super Cena.

    • José Sousa - há 1 ano

      Sinceramente eu também achei que teríamos cash, mas ainda bem que não. No entanto não deverá demorar muito para termos o Cash-in.

      Quanto ao Brock e o Taker. Riscos existem, espero que optem por um HIC menos violento e sobretudo com história.

      No que diz respeito ao Cena, sinceramente acredito que possa sair algo de positivo, apesar das ressalvas que coloquei no artigo.

  6. Miguel Carlos - há 1 ano

    Excelente artigo. Concordo com tudo.

  7. BRRM - há 1 ano

    Muito bom artigo.

    Adorei que os New Day tivessem retido e que o Owens tenha ganho o título, não tenho muito mais a dizer sobre isso.

    Acho que a vitória da Charlotte foi um bocado prematura mas ao mesmo tempo já estava à espera que ela ganhasse o título. Agora é esperar para ver como é que ela se safa, como vai ficar a storyline da Paige (da qual gostei muito do inicio) e o que é que vão fazer com a Sasha para ela não perder este momentum.

    Também gostei da inclusão do Orton na rivalidade das “famílias” e mal posso esperar para o ver numa feud, “a solo”, com o Bray. Estou também curioso para saber qual o seguimento que vão dar à situação com o Y2J e se vão dar seguimento. Eu adorava vê-lo numa rivalidade com o Ambrose…

    No inicio a vitória do Cena desiludiu-me um bocado porque eu acreditava mesmo que o Seth ia ganhar os dois combates, mas depois pensei bem no assunto e vi que foi o melhor a fazer porque o Cena é o único com credibilidade para derrotar o campeão da WWE pelo US title (no entanto acho que não deviam abusar disso). Quanto à rivalidade com o Kane, eu adoro o Demon, ele é o meu 3-4 favorito de sempre, e o trabalho que ele está a fazer nesta storyline é brutal e faz com que ele seja um dos poucos veteranos que eu não me importo de ver no main event.

    Sobre o Lesnar/Taker, eu preferia que eles não voltassem a lutar um contra o outro mas se o vão fazer mais vale ser num PPV secundário que na WM. No entanto estou preocupado com a saúde do Deadman devido à estipulação do combate. Espero que ele não se lesione gravemente.

  8. Dolph Ziggler - há 1 ano

    Bom artigo, José. Concordo contigo em tudo. A vitória do Owens no PPV também me surpreendeu – pensei que ele fosse ganhar o título mais à frente, talvez no Hell in a Cell ou Survivor Series. Still, gostei que lhe tivessem dado já o título, visto que o reinado do Ryback estava a ser bastante fraco, muito por culpa também do booking.

    Quanto ao Cena, já estava à espera da sua vitória. Por um lado tens razão no que diz respeito aos Open Challenges visto que ele já enfrentou grande parte do mid-card, no entanto também abre a janela para mais estreias do NXT ou até mesmo para um return. E nem sabemos se os Open Challenges vão na verdade voltar, mas espero que sim.

    Acho que os New Day vão perder os títulos no próximo PPV. Se for mesmo um tables match, então aí é quase certo.

    Eu estava convicto que a Charlotte ia ganhar. Só estavam à espera que a Nikki passasse o record para lhe tirarem de imediato o título. E com o turn da Paige, abre a porta para rivalidades mais interessantes na divisão feminina, como por exemplo, Paige vs Becky Lynch e Paige vs Charlotte que pode vir a ser bastante interessante.

  9. Boa análise, no entanto discordo por completo quanto ao Kane. Porque duas situações podem acontecer:
    1) Ou temos algo parecido com a treta do Abyss/Parks, o que sinceramente não me agrada nada e mais uma vez teríamos a história do Kane mau com a máscara e Kane bom sem a máscara, como se fosse a máscara que tem a força e a maldade, como se o Kane nunca tivesse sido o monstro sem a máscara. Ou;
    2) Temos os piores mind games de sempre, com Kane a agir à frente de toda a gente, inclusive a Autoridade enquanto finge que afinal nada se passou. É quase tão absurdo como quando vemos segmentos com coisas que acontecem apenas na cabeça dos wrestlers…

  10. RFBM - há 1 ano

    Bom artigo, na feud pelos títulos de Equipas, gostaria que os Dudleyz vencessem os New Day só no TLC, até porque um reinado longo faria bem aos New Day.

  11. danielLP21 - há 1 ano

    Bom artigo, José.

  12. you cant see me - há 1 ano

    Excelente artigo.
    Começando com o taker vs lesnar o terceiro ou o ultimo combate da rivalidade.
    É uma boa feud e foram bons combates.

    Kevin owens campeão.
    Já estava a espera que isso acontecese o ryback não tinha capacidade contra o owens.

    John cena outra vez campeão dos estados unidos.
    Estava à espera disso acho que o seth rollins podia ganhar mas não ganhou

    New day retem os títulos tag team
    Estava à espera disso só se eles ganhassem por desqualificaçao não estava à espera se eles ganhassem por pin.

    A paige revoltar-se contra a team pcb
    Pensavava que a paige ia se revoltar atancandoas mas não estava que ela revolta se falando.

    Regresso do kane no night of campions
    Não estava a espera que ele volta se agora mas foi um bom regresso.

    Sting lesionado e rollins retem o título
    Sting lesionado não estava a espera que ele se lesionar se.
    Rollins retem o título wwe world heweweight championchip se o seth rollins perde se algum título ganhava outro.

    a que ía ataca las mas não estava a espera que se revolta se a falar

  13. Superstars - há 1 ano

    WWE fazendo heel vs heel isso é raro, enfim bom artigo.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador