Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Smoke and Mirrors #223 – Apostas de Alto-Risco

Esta semana a WWE arrancou verdadeiramente a construção da Wrestlemania de 2016 em Dallas com uma Raw de boa qualidade, e no qual nos apresentou as três principais histórias do evento deste ano. E verdade seja dita a promoção das mesmas vendeu o evento, e convenceu a minha pessoa que afinal a edição deste ano da Mania tinha emenda e poderá ser de boa qualidade. Mesmo que não seja a melhor de sempre, estará longe de ser uma má edição se as próximas semanas derem continuação ao que nos apresentaram na passada segunda-feira.

Obviamente nem tudo é um mar de rosas nesta situação sobretudo se tivermos em conta o booking da WWE, uma vez que rapidamente oscila entre o muito bom e péssimo, contudo a situação agora é muito menos “sombria” para o principal evento da companhia.

Em todo o caso, e apesar das suas diferenças, estas três rivalidades apresentam todas um aspecto em comum. Sendo esse denominador o facto de serem apostas de arriscadas da WWE, onde a possibilidade de existirem mais consequências negativas do que positivas é elevadíssima.

Assim, decidi que o Smoke and Mirrors iria analisar as principais histórias da Wrestlemania nas semanas que antecedem o grande evento. E nada melhor que começar com a análise dos prós e contras dos três main-events do PPV, tentando prever o que essas histórias nos reservam nas próximas semanas.

Se existe um bom exemplo de uma rivalidade com interesse e química neste card, então sem dúvida que esse exemplo é o Ambrose e Brock Lesnar que sem darmos por ela começaram a desenvolver uma rivalidade nas últimas semanas, eclodindo no passado Domingo quando Ambrose “custou” o combate a Brock Lesnar.

Isso levou a que Brock Lesnar se vingasse na passada segunda-feira antes da Raw atacando Ambrose no parque de estacionamento fazendo com que este “se deslocasse ao hospital” para receber tratamento médico.

E bastou esse ataque para que a rivalidade se revelasse interessante e se tornasse numa das mais importantes da Wrestlemania, porque envolve um dos principais nomes da WWE actual( Lesnar) e um dos principais nomes do futuro da WWE Dean Ambrose. Aliás se existe algo que fica comprovado com esta rivalidade é que a companhia vê o Ambrose como uma aposta de main-event.

Mesmo que por vezes o booking pareça omitir isso, não iriam apostar numa rivalidade em alguém no qual não vêem futuro de main-event para uma rivalidade com Brock Lesnar no maior evento da WWE. Aliás, esta rivalidade poderá ser a chave que abrirá a porta para o topo ao Dean Ambrose, e para isso ele não terá necessariamente que vencer a mesma.

Pelo contrário quanto mais ele se apresentar como fez na Raw melhor para ele, porque vende a imagem que resiste a tudo o que lhe possam pôr à frente, e que por maior que seja a tareia ele irá sempre levantar-se e lutar. E isso é a melhor apresentação que a sua personagem podia receber neste momento, sobretudo numa rivalidade com o Lesnar que é uma besta.

Genericamente esta é uma rivalidade que nos apresenta dois homens que se “detestam” e que se querem destruir, e nesse sentido a estipulação de No Holds Barred para o combate da Wrestlemania é perfeita. E é porque é daquelas situações onde colocar estipulação faz todo sentido, uma vez que é combinação perfeita para um combate e uma rivalidade entre estes dois wrestlers.

Sendo claramente o combate onde o risco é menor, porque por mais que seja arriscado apostar no Ambrose com o Brock numa Wrestlemania, a verdade é que é fácil de perceber que eles possuem química suficiente para desenvolver uma rivalidade ao nível do evento em questão.

Aliás, tenho a certeza que as próximas semanas trarão momentos tão ou ainda mais interessantes que os que nos apresentaram na passada segunda. Até porque quando numa rivalidade se junta promos de Ambrose, Heyman, e segmentos físicos envolvendo o Lesnar e o Dean não existe modo da mesma falhar. Arriscaria mesmo a dizer que esta arrisca-se a ser uma das rivalidades/combates da Wrestlemania, e acabará por ser ligeiramente uma reedição da rivalidade Punk e Brock do Summerslam de 2013.

No entanto, não posso dizer o mesmo do confronto entre Roman Reigns e Triple H pelo título da WWE, onde por mais que a WWE tente emendar e colocar interesse na história a verdade é que os fãs parecem reagir da forma oposta à que a companhia pretendia. Ou seja, esta é a típica história onde o vilão devia ser odiado pela tareia que deu ao herói, contudo os fãs continuam a rejeitar o herói ( Roman Reigns).

E tal como já foi referido por mim, e por outros cronistas seja aqui no W.PT ou noutros locais, essa rejeição deve-se sobretudo ao booking da WWE com o Reigns depois da separação dos Shield. Grande porção dos fãs pensa que ele recebe as oportunidades numa bandeja de ouro, e que é sempre relativamente previsível que ele irá superar os obstáculos e vencer grande parte das suas rivalidades.

E mesmo que isso seja parcialmente verdade, também não deixa de existir por parte de alguns fãs uma pequena embirração com o Reigns. O que quero dizer é que ele infelizmente sofrerá do “síndrome Cena”, ou seja, terá sempre reacções mistas e dividirá os fãs por mais que uma rivalidade seja construída correctamente, e de modo a que ele seja apoiado.

Por isso mesmo é que concordo com o facto de ele ser contender é a escolha mais lógica para a história que nos contaram desde do período do Royal Rumble . Por mais que os fãs não aceitem totalmente o Reigns, só ele é que faria sentido como oponente do Triple H para a Wrestlemania, e na verdade a previsibilidade do combate não me afasta o interesse no mesmo.

E não afecta porque desde que me contem a história de forma interessante aceito que ela seja previsível. Até porque todos nós já assistimos a rivalidades previsíveis com enorme qualidade, e não creio que esse seja o único aspecto que devemos ter em conta quando analisamos a qualidade da dita rivalidade.

Claro que esta é uma história com um fim conhecido, mas nem por isso deixou de ser bem desenvolvida esta semana, e prova disso foi o main-event da Raw. Apenas parece-me que neste momento é arriscado apostar em Reigns mesmo sendo a escolha óbvia, porque nunca será alguém com uma reacção unânime.

Porém, quando a WWE iniciou esta história já sabia estes factos, e neste momento acredito que vamos ter uma boa rivalidade, e que só faz sentido a história ter a conclusão previsível por mais que Triple H tenha um maior apoio que o Reigns. A verdade é que a WWE se colocou sem outra opção que não fazer esta rivalidade quando tomou a decisão do Reigns atacar o Triple H, por isso mesmo esta é melhor solução possível e acredito que ela pode surpreender muitos fãs.

Por fim, temos o confronto que todos falam esta semana: Undertaker vs Shane McMahon num Hell in the Cell. E no papel este combate não faz sentido algum tendo em conta os nomes envolvidos, parecendo claramente uma solução de recurso da WWE perante a ausência de nomes “credíveis” para defrontar o Undertaker este ano.

Porém, estou do lado daqueles que ficaram interessados no mesmo após o segmento da passada Raw no qual Shane O´Mac voltou para confrontar o seu pai e irmã com o objectivo de tomar “as rédeas da Raw e da WWE”. E grande questão para mim nem é tanto se Shane irá lutar ou não, mas sobretudo se irá ficar após a Wrestlemania porque isso permitirá ver com outros olhos esta rivalidade.

Contudo acredito que este não seja um regresso por meses, até porque se esteve tantos anos afastado da companhia e das decisões da mesma não voltaria à TV só porque sim, mesmo que estejamos a falar de um McMahon. Não quero dizer que uma possível era do Shane como GM da Raw será um sonho, no entanto essa possibilidade permite algo positivo: refrescar o produto.

Não acredito que ele irá trazer a Brand Split ou algum milagre, mas neste momento este ângulo e Shane McMahon oferece a possibilidade de retirar a Autoridade do ecrã de vez de forma lógica, mesmo que para isso derrube o Undertaker.

Sei que muitos fãs acham que o Undertaker não deveria perder nunca mais na Wrestlemania, mas a verdade é que ausência da Streak permite isso, e a forma como construíram a história na passada Raw também parece ser uma construção de uma derrota do Taker. E quanto mais a WWE construir a imagem que é impossível que o Shane vença maiores se tornam as suas hipóteses de surpreender.

Claro que esta história poderia ser contada com outro wrestler a representar o Vince. Até porque não faz muito sentido ser “ controlado pelo Vince”, contudo acredito que as próximas semanas trarão surpresas nesta rivalidade, e ainda muita coisa poderá mudar ou novas condições poderão ser apresentadas.

Em todo o caso acredito que caso Shane vença esta guerra o fará com ajuda, seja ela por via da apresentação de alguém que o represente no combate ou por alguém que ajudará a vencer o mesmo. Ou seja, em qualquer um dos cenários acredito que este será o combate mais surpreendente da Wrestlemania, e por isso mesmo estou curioso para perceber como será construído nas próximas semanas.

Até porque apostar num combate com este tipo de estipulações é uma aposta que decidirá o destino de uma Wrestlemania. Por outras palavras, do sucesso da Wrestlemania dependerá e muito da forma como estes combates serão construídos, e sobretudo do booking dos mesmos no evento.

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Smoke and Mirrors”.

17 Comentários

  1. RFBM - há 9 meses

    Bom artigo José, concordo em relação aos combates entre o Ambrose e o Lesnar e o Reigns e o Triple H, mas faço parte da porção de fãs que acha que o Taker nunca mais deveria perder numa Mania, compreendo a escolha do Shane, porque o Taker o poderá vencer e não será um combate onde o Taker será levado ao limite, como por exemplo, era com o Lesnar. Apenas acho que a sua derrota para o Lesnar na Mania 30 terá de ser recordada como a única, algo que recordemos com sentimento.

    • José Sousa - há 9 meses

      Eu compreendo e respeito. Mas se de facto do Shane voltar para ficar( coisa que não sabemos) quero que ele vença, porque entre mais um derrota do Taker ou manter a Autoridade no poder, eu prefiro ver a Autoridade a cair.

      • nao cara - há 9 meses

        que loucura, 100000000000000000 de vezes Taker vencer.

        prefiro ihhh muito autoridade comandando do que Taker perder.

      • José Sousa - há 9 meses

        Eu não acho louco. Para mim uma Streak faz sentido quando está invicta, depois é me indiferente se o Taker perde mais ou não, já não é a Streak que lhe faz o legado mas sim a carreira. E entre aturar uma Stable a cair de podre mais anos ou ligeira mudança, prefiro ligeira mudança.

      • RFBM - há 9 meses

        É apenas uma questão de opiniões, sinceramente, não gosto da Autoridade em quanto stable, mas neste momento, preferido, acabar por vê-los no poder, do que ver o Taker a voltar a perder. Preferia que nunca mais ninguém vencesse o Taker na Mania e uns meses mais tarde alguma estrela em ascensão (Ambrose, Cesaro, KO, …) pusesse fim à Autoridade.

  2. Miguel Carlos - há 9 meses

    Excelente artigo. Só acho improvável que o Shane McMahon vença o Undertaker, até porque não faz sentido um homem que nem é lutador derrotar o Undertaker na WrestleMania, seja de forma limpa ou não. Ainda assim, não deixa de ser uma feud com potencial, embora eu preferisse que o combate fosse entre um representante do Shane O’Mac e outro representante do Vince McMahon (que não o Taker), mesmo que fossem o Roman Reigns e o Triple H.

    • José Sousa - há 9 meses

      Para mim dependerá se ele fica ou vai embora. Nesta altura não é conhecido completamente o conteúdo do contrato. Quanto ao resto concordo totalmente contigo. Mas que gostava que a Autoridade acabasse na Wrestlemania lá isso gostava.

  3. Reigns one versus all - há 9 meses

    Bom artigo,José.

    Acho que é por estes 3 combates que se vai basear a WrestleMania, tiveram uma construção interessante no RAW, a ver se não estragam nada na próxima semana.
    HHH vs Reigns
    Foi impressionante a reaçao ao Reigns no RAW,a rejeição de que ele é alvo e o apoio ao HHH pelo público.Mas se a WWE apostou no Reigns,a que levar com as consequências.
    Mas pronto,voltando a feud,era o que fazia mais sentido na história era o Reigns ganhar a n°1contender.
    Ambrose vs Lesnar
    Este rivalidade,ben construída,pode elevar o Ambrose para o main event e possivelmente a mala MITB.
    Este feud irá basear-se no Lesnar dar um enxerto de porrada no Ambrose e ele levantar-me sempre,e a estipulação foi muito bem escolhida.

    Shane vs Taker
    Primeiro que tudo,o segmento do regresso do Shane foi muito fixe,mas não sei ainda até que ponto vai esta storyline e se o Taker irá mesmo lutar pelo Vince,só se houver alguma estipulação adicional(fim de carreira).
    E será que o Cena volta para lutar pelo Shane?
    Coisas que espero ver respondidas nas próximas semanas

    • José Sousa - há 9 meses

      Pois é ainda uma fase embrionária, mas sim acredito que mantenham nas próximas semanas o nível. Não tão surpreendente mas a apostar em segmentos fortes nestas três rivalidade. Como disse no artigo não sei se essa rejeição por vezes não será por birra, mas é impossível de ser perceber isso.

  4. Boa crónica, um tema muito interessante.
    Quanto ao Lesnar vs Ambrose, concordo. Vai certamente ser uma boa rivalidade e estou certo que será a rivalidade que levará o Ambrose ao topo, contudo temo que o combate seja o heel a dar uma coça ao face e no fim o face vence do nada.
    Quanto ao Roman Reigns, eu já desisti. Há qualquer coisa estranha nos fãs que assistem aos eventos da WWE no caminho para a Wrestlemania. São uns autênticos cromos que acham que ou um wrestler vem das indys ou então tem de jobar para toda a gente. O Reigns já provou que é bom e que merece o lugar de destaque. A WWE tem sim de lhe dar o titulo e continuar com os plano que tem para ele. Na Wrestlemania talvez seja apupado, na RAW seguinte também mas depois os fãs são outros.
    Por fim, não me parece o combate mais apropriado para o Undertaker. Vejamos, o Undertaker está 22-1 e, Wrestlemanias, só perdeu uma vez e foi contra um wrestler de part-time só para construírem esta imagem de um cyborg destruidor quase invencível para o Lesnar. As rivalidades do Undertaker nos últimos 10 anos têm sido sempre rivalidade pessoais, ou o desafiavam para terminar a streak, ou à procura de vingança ou era ele mesmo que queria a vingança ou um desafio.
    Ora, não vejo o Undertaker querer representar o Vince McMahon e a Authority, estar do lado dos heels a lutar pelo futuro da WWE, além de que contraria precisamente o tema dos combates dos últimos anos.
    Além disso das duas uma: 1) Ou o Shane vence e o Undertaker fica com duas derrotas, contra dois wrestler de part time, um deles um empresário que não luta há anos e que na WWE já lutou mas nunca foi lutador; 2) O Undertaker vence e este combate e rivalidade não significam nada.
    Espero que a WWE faça o Undertaker recusar o combate, ser atacado pela Authority e aí sim resolvem tudo, torna-se pessoal e evita-se o embaraço de uma vitória do Shane sobre o Undertaker, mesmo que com ajuda.

    • José Sousa - há 9 meses

      Concordo contigo. Já pensei se não será mesmo apenas birra contra ele, quer dizer o Reigns Shield era bom, e o pós não, e é exactamente o mesmo wrestler. Claro que as pessoas têm o direito de gostar ou não, e preferir outro wrestler ao Reigns, mas isso é uma escolha pessoal e não de massa.

      Eu tenho dúvidas que o Ambrose vença o combate. Acho que vai sair muito valorizado do combate, mas é bem provável que o Brock Lesnar vença.

      Sobre o Taker. Eu gosto da logica do confronto Shane e Vince, mas concordo com a parte do Taker. Veremos o que irá acontecer nas próximas semanas.

  5. Half man half amazing - há 9 meses

    Claramente que dean ambrose, brock lesnar e paul heyman são dos mais capazes na wwe de oferecer uma rivalidade brutal e um combate de excelente qualidade isso ninguem o pode negar. O problema aqui reside mais no fato do Lesnar viver num mundo à parte no que diz respeito ao estatuto que possuiu. Logicamente que Lesnar tem de ser especial e diferente pois é assim que resulta mas sou da opiniao que a wwe nao planeou esta rivalidade com a antecedencia devida nem credibilizou o Ambrose como deveria nos ultimos meses de modo a este constituir uma real ameaça para a besta. É a realidade. Lesnar passa o ano inteiro a ter rivalidades que se definem por ser ele quem domina, quem destroi o rival e quem mete respeito é natural nele. Esta rivalidade vai funcionar em termos de historia e de combate acredito bem nisso mas nunca em termos de coerencia pois nao vejo o Ambrose no nivel de Brock Lesnar. Aliás nao deveria vê-lo dessa forma apenas melhor bookado para o ver como um rival digno do mesmo. E não consigo ver isso pois isso nao sao coisas que se conquistam com um mes de bom booking nem com 2 ou 3. Por outro lado preferiria ver o Lesnar noutra posiçao nesta wrestlemania. Rivalidades em que ele é o elo dominante e o grande favorito ele ja teve inumeras. Eu queria vê-lo à porrada com alguem que o fizesse ter receio, alguem que lhe plantasse cara, alguem do mesmo nivel dele para assistir-mos a uma rivalidade 50/50 e era isso que gostaria de ver por ser uma wrestlemania e para ser especial. Até aceitaria ambrose com outro booking. Contudo nao era o adversario que mais empolgava ver com o Lesnar.

    Nao partilho da opiniao que uma rivalidade previsivel pode ser interessante. É a mesma coisa de eu ir vir um jogo de futebol que já sei quanto vai ficar. Não existe ali nada que me empolgue a assistir se já sei como vai acabar. ok nao sei de que forma vai ocorrer mas acaba por nao ser o mesmo que assistir a um embate em que ambos oponentes tem 50% de probabilidades de sair vitoriosos. E é dessas rivalidades que eu gosto. Em relação ao main-event reprovo totalmente (apesar de fazer sentido!) ter um wrestler com o calendario do HHH como campeao em 2016. Por mim o main-event pelo titulo seguindo o booking da wwe seria dean ambrose vs roman reigns heel pelo titulo pois isso era o que faria mais sentido na atualidade. Nao critico o reigns por ser fraco nas promos ou limitado no ringue como alguns dizem pois ate nem concordo muito com o ultimo aspeto. O que critico é a sua apresentaçao incorreta e que denuncia ainda mais as suas debilidades e a ansia da wwe em forçar os fas a gostar dele. Sinceramente e ate para criar alguma imprevisibilidade (motivo principal pelo qual assisto wrestling!) era de acrescentar dean ambrose ao combate pois ai mesmo vencendo o reigns nao seria tao previsivel. A wwe optou assim agora é esperar um bom combate nada mais que isso pois o resultado esse é demasiado obvio.

    Quanto ao Shane/Undertaker eu reprovo totalmente outra derrota do undertaker aconteça o que acontecer depois da mesma. Em primeiro lugar porque nao acredito que a wwe ia colocar o undertaker do lado da equação menos favoravel de os fas apoiarem e em segundo porque o undertaker no meu entender jamais deveria perder na wrestlemania nem com o lesnar nem com ninguem. Agora o mal (no meu entender!) ja foi feito e por isso mesmo considero que essa vitoria torna o lesnar o unico gajo a consegui-lo e isso deve permanecer com ele a meu ver. O undertaker perder de novo so retiraria o brilho da vitoria do Brock e levaria a creer que o undertaker ficou velho e que agora qualquer um o pode vencer. Gostei do regresso do shane, brand split é um sonho que tenho à muito (com o retorno do titulo mundial claro!) mas considero que o undertaker atingiu um patamar que neste momento so se justifica coloca-lo a lutar com algum dos melhores de sempre pois embora no final este va vencer a imprevisibilidade do combate sera maior. Olhando para Shane e seu historial é impensavel acreditar na sua vitoria. Ele é bom sim e pode oferecer bons combates mas nao tem estatuto para ser o 24 desafiante de uma streak com apenas 1 derrota (poderia ter sido desafiante mas nao agora que o undertaker chegou a este patamar!). Por mim era simples. Undertaker teria de forçosamente passar para o lado do Shane e representa-lo no combate e o Vince teria de recorrer a alguem para lutar por ele e esse alguem por mim seria sem duvidas John Cena. E nessas condições faria desse embate o main-event.

    • José Sousa - há 9 meses

      Percebo-te e concordo. A WWE colocou-se numa posição complicada porque o Taker é Face e ele defender a Autoridade parece-me mau para uma personagem que começa a caminhar para o fim do sua carreira.

  6. The Cobra 619 - há 9 meses

    Ótimo artigo José.
    Acho que esses 3 combates serão bons. No Raw podemos ter provas disso. Aquele ataque de HHH ao Reigns foi brutal. Ambrose mesmo rastejando desafiando ao Lesnar, e o Lesnar respondendo com um F5 também achei muito bom. E o retorno do Shane foi excelente. Acho provável que não seja Shane a lutar e sim Cena ou Sting.

  7. José Sousa - há 9 meses

    Obrigado e espero que estejas correcto.

  8. Sergio - há 9 meses

    para mim o taker vai ” trair ” o vince e deixa-se perder quase de proposito para shane é a minha opiniao

    • José Sousa - há 9 meses

      Não sei, mas por exemplo aperecer uma certa Stable do lado do Shane seria interessante( falo do Bálor e dos seus Bulletfriends ;)

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador