Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Smoke and Mirrors #229 – New Blood in the Division

Na ressaca da Wrestlemania esta semana foi marcada pelo aparecimento de novos nomes na companhia vindos do NXT, sendo que a maioria desses nomes veio para reforçar a divisão de Tag Team. Mas não só de nomes do NXT se fez este abanão na divisão, muito pelo contrário algumas equipas que pareciam estar estagnadas poderão aparentemente ganhar novo ímpeto neste inicio de temporada.

Não quero com isto dizer que as principais equipas divisão irão perder impacto, mas os próximos tempos prometem ser de transição para nomes como Lucha Dragons, Usos e League of Nations , uma vez que irão estar afastados da corrida aos títulos por alguns meses. E enquanto no caso dos Lucha Dragons esse afastamento acontecerá devido à aposta no Kalisto como campeão dos Estados Unidos, nos outros dois exemplos isso acontecerá devido ao aparecimento de novas prioridades.

Claro que uma equipa como os Usos será sempre uma aposta segura da companhia para um novo reinado, até porque são o estereótipo de equipa face que a WWE aprecia, e por isso é que mesmo que estejam afastados alguns meses dos títulos eles podem surgir na luta pelos mesmos a qualquer momento. Já a League of Nations deverá ter nova oportunidade pelos títulos no próximo PPV, mas depois dele deverão afastar-se da rota do título e possivelmente focar-se numa rivalidade com “a Nova Wyatt Family”.

A esses nomes junto os Dudleys que deverão passar os próximos meses a elevar algumas das equipas novas que vieram do NXT, e por isso não os vejo a ter nova oportunidade pelos títulos em breve.

Até porque esta é uma divisão onde os New Day ainda são reis e senhores, e continuarão a dominar durante mais algum tempo até que uma das quatro novas equipas tome o seu lugar enquanto campeões de Tag Team. E é sobre essas quatro novas equipas, mais uma, que me irei focar até porque vi como positivo esta injecção de sangue novo na divisão.

Tal como referi esse processo teve duas equipas vindas do NXT, sendo os Vaudevillains aqueles que vejo a ter mais dificuldades em afirmar-se no roster principal. Digo isto porque as personagens têm características únicas e que precisam de ser apresentadas de forma correcta. Com isto quero dizer que não basta dizer na Raw que têm um “estilo de luta vintage “ para que os fãs percebam toda a dinâmica que envolve esta equipa.

Eles são dois wrestlers que incorporam bem as suas personagens, e pessoalmente gosto bastante da postura “grappler “ que são verdadeiros “cavalheiros “ como os da década de 20 do século XX. Contudo, penso que deviam ter tido mais vignettes de promoção e introdução antes da sua estreia na Smackdown, aliás a ausência de promoção de estreias não tem ajudado algumas da subidas do NXT.

Digo isto porque esses instrumentos ajudam os wrestlers porque permitem que os fãs desenvolvam expectativas para a sua estreia, e sobretudo auxilia-os na compreensão das ideias-base das personagens em causa. E sem dúvida que a dupla de Aiden English e Simon Gotch beneficiaria bastante desse tipo de promoção, até porque eles podem perfeitamente ser uma aquisição para a zona dos vilões da divisão.

Outra novidade desta semana foram os vídeos de reintrodução no roster da dupla de Epico e Primo que largaram a personagens de Matadores, e voltaram às suas personagens originais de porto-riquenhos. Ainda não sabemos os nomes das personagens ( espero que sejam as iniciais), mas eles ficam bem mais interessantes com esta faceta ligada às suas raízes do que propriamente como “toureiros” espanhóis.

Contudo eles vão enfrentar um problema: o facto de existirem muitas equipas novas. E a verdade é que dificilmente a WWE conseguirá encontrar um modelo de booking onde todas elas serão valorizadas simultaneamente, mesmo que não sejam campeões de equipas. E por isso acredito que eles só tinham a ganhar caso tivessem um porta-voz que fizesse promos por eles, e sem dúvida que o  ” seu familiar” Carlito seria a solução ideal.

E por falar em mudanças de rumo, esta semana revelou um novo caminho para a Wyatt Family, que após ter sido humilhada na Wrestlemania pelo Rock e pelo Cena atacou a League of Nations na Raw dando inicio a um possível face turn da Stable. E sinceramente até gostei desta nova tentativa da WWE com a família de Bray Wyatt, porque pelo menos revela uma tentativa de tentar fazer algo com ela.

Por um lado gosto da possibilidade de serem menos heel porque permite que tenham um leque de rivais mais alargados, e sobretudo diferentes dos que tiveram durante o período em que foram vilões. Contudo, esta pode ser perfeitamente a última vida de Bray e dos seus porque já tiveram a sua dose de grandes derrotas, e chegou a altura de arriscar tudo e o face-turn é uma escolha de tudo ou nada por parte da WWE.

Contudo e tendo em conta o historial da WWE com esta stable e com a forma como foram bookados até agora duvido que esta mudança seja bem sucedida. E digo isto porque até o próprio Bray referiu em entrevista que a WWE não soube direccionar, nem desenvolver a stable da melhor forma até agora. E se não o conseguiu em quase três anos de main-roster duvido que seja como faces que consiga, mas adorava estar errado e que esta mudança de postura simbolizasse uma nova vida para a Wyatt Family.

Mas se alguns procuram uma nova vida outro tiveram o “inicio da sua vida” no main-roster, uma vida que teve um pontapé de partida bastante positivo no caso da dupla Enzo e Cass. A reacção à sua estreia foi muito positiva, e mesmo que o tipo de público em questão tenha ajudado em muito acredito que eles podem resultar junto dos fãs casuais, e para isso a escolha dos seus primeiros rivais pode ajudar bastante.

Os Dudleys não sendo um primor do ponto de vista técnico tem uma noção de como se conta uma história no ringue, e por isso mesmo não lhes será difícil elevar os jovens talentos provenientes do NXT nesta rivalidade. Até porque para quem conhece Enzo e Cass sabe perfeitamente que são uma dupla que funciona muito bem numa guerra de promos, sobretudo o Enzo, e essa guerra só pode jogar a favor do desenvolvimento da sua popularidade no main-roster.

E sim, eles não são a melhor Tag Team do ponto de vista técnica mas têm vindo a melhorar as suas performances dentro do ringue, e sobretudo possuem uma capacidade enorme de gerar reacção juntos dos fãs, muito em parte devido ao carisma de Enzo Amore. Por fim, as suas catchphrases são “orelhudas” o que os ajudará sem dúvida à sua popularidade junto dos fãs casuais, dado que possuem personagens que são mais facilmente compreendidas pelo tipo de audiência do main-roster. E por isso mesmo não me surpreenderia nada se fossem uma das figuras mais populares da divisão nos próximos anos.

Por fim resta-me falar da equipa que fará os maiores estragos da temporada: Machine Gun e Gallows. Muitos, incluindo eu, esperavam que tivessem feito a sua estreia esta semana fosse na Raw ou na Wrestlemania, contudo a WWE está a guardar a sua estreia para outro momento. E se o está a atrasar deliberadamente é porque terá planeado algo com impacto que os envolverá, e que depois desta semana acredito que poderá estar envolvido com o confronto Styles e Reigns.

Por um lado existe a teoria que o Bulletproof vai chegar à WWE e ajudar o Styles a vencer o título. E mesmo que existam hipóteses reais para essa teoria a verdade é que seria a escolha óbvia, e sobretudo faria com que o Reigns tivesse novamente outro reinado muito curto. Embora admita que o cenário tem alguns aspectos positivos, acho que um auxílio dos seus parceiros no Japão empurraria Styles para um heel turn e não tenho a certeza se essa seria a melhor opção para ele.

Pelo outro lado não podemos descurar a criação de uma outra stable ao qual estariam ligados, uma espécie de Roman Empire que seria liderada por Roman Reigns e que poderia servir para firmar um possível turn do Reigns. Em primeiro lugar isso daria interesse ao reinado e à personagem do Reigns, e em segundo lugar seria uma traição ao Styles pelas pessoas que os fãs menos esperariam.

Os fãs esperam uma recriação do Bullet Club, contudo a WWE nunca nos prometeu isso, tudo o que sabemos sobre possíveis alianças de Gallows e Anderson são apenas rumores. Ou seja, caso a companhia opte por os juntar ao Reigns seria sem dúvida uma jogada arriscada mas que daria um ímpeto enorme a essa aliança. Em todo o caso, e seja qual seja a decisão da WWE não tenho muitas dúvidas que eles irão deixar um enorme impacto na divisão este ano, e ficaria muito surpreendido se não fossem campeões pouco tempo depois da sua estreia.

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Smoke and Mirrors”.

31 Comentários

  1. Marco Túlio - há 8 meses

    Muito bom o artigo.

    Nele você falou de um hell turn do AJ, duvido muito que aconteça, o número de vendas do cara ta muito grande, e mesmo que ser hell ou face as vezes não interfere no tanto que se vende não acredito que a WWE vá arriscar e mexer nisso por agora.

    Uma outra coisa, eu vi o Finn falar em uma entrevista pra um canal no youtube que onde um vai, os três vão juntos, ele estava falando da possível estreia Machine Gun e Gallows

    • José Sousa - há 8 meses

      Falo mas acho que não seria benéfica para ele. Preferia o turn do Reigns.

      Sim, mas não é liquido que essa stable aconteça como sonhamos.

      • Marco Túlio - há 8 meses

        Concordo, não seria bom pro AJ mesmo não, seria melhor ver um turn do Reings, vai que é o que salva ele.

        Eu tenho 90% de certeza que a WWE não vai acertar com a stable, se tiver uma stable, torço muito pra estar errado mas a empresa não anda tenho bons antecedentes.

      • José Sousa - há 8 meses

        Os Shield eles acerteram. Se a Stable tiver todos os títulos, e com o Reigns seria fácil de fazer é mais fácil eles resultarem

  2. RFBM - há 8 meses

    Bom artigo, concordo com todos os aspectos.

  3. BRUNOju - há 8 meses

    Bom artigo. Gostei da ideia de criarem uma stable “Roman Empire”, ficarei legal, mas duvido que Roman Reigns fará Heel turn.

    Esse combate no Payback trará muitas surpresas…

    • José Sousa - há 8 meses

      Não acho que essas surpresas sejam contra o Reigns. Ele não devia ter um reinado de um mês, por mais que existam muitos haters.

  4. Lucas - há 8 meses

    O kalisto dura no máximo até o extreme rules com o título, falando disse a situação dos títulos secundários demonstram como está o booking atual da WWE.
    John cena conseguiu elevar a credibilidade do título USA e meses depois dão ao kalisto que está tendo um péssimo reinado.
    O título intercontinental com Ambrose e owens, em especial sua rivalidade, consegue alcançar uma boa credibilidade e atualmente está sendo disputado por dois jobber, sendo um que nem aparecia nos programas semanais e estava no nxt fazer um tag team.

  5. Reigns one versus all - há 8 meses

    Bom artigo,José.

    Começando pelos Vaudevillans,acho que não vão ter muito sucesso no main roster,acho que eles não são uma prioridade para a WWE,aliás a sua personagem e algo muito específico e como o booking está eles iram cair em “desgraça”.

    Enzo e Cass:Estes sim tem tudo para ser a cara da divisão tag team,a par dos New Day.
    Nestes primeiros tempos iram em feuds menos importantes e talvez lá para o Summerslam conquistem os títulos aos New Day.
    Acho que nas promos eles são brutais e são muito competentes em ringue.

    Por fim,acho que o Primo e o Épico,apesar da nova gimmick,continuaram a ser os jobbers da divisão,não estou a ver eles a ter muito destaque.

    Concluindo,gostei desta ” renovação, agora espero que a WWE comece a dar mais valor a divisão

    • José Sousa - há 8 meses

      Eu só vejo o Primo e o Epico a safarem-se se tiverem o Carlito a falar por eles, ai o jogo é completamente diferente.

      Concordo com os SAWFT, só não digo que serão campeões tão cedo porque o Gallows e o Anderson devem entrar a matar.

  6. A estreia destas tag teams, a estreia de alguns talentos individuais do NXT e o talento que ainda existe no NXT, vai obrigar a WWE a uma brand split, se não o fizer muita gente será queimada e acho que ninguém quer isso.
    Quando a Anderson e Gallows, sinceramente preferia uma estreia como tag team. Uma possível estreia numa espécie de Bullet Club ou Roman Empire, cheira sempre a cópia o que não me parece positivo, pelo menos não para já. Das alternativas que deste prefiro o Roman Empire, se o Roman Reigns tem outro reinado curto então temos mais do mesmo este ano, além disso mais um reinado curto para o titulo da WWE é mau para todos.

    • José Sousa - há 8 meses

      Exacto. Se a ideia for o Reigns fazer o turn a ideia de nova stable ao seu lado é melhor do que para o Styles. Além do que como referes reinados curtos não beneficiam ninguém. Sinceramente algum tipo de Brand Split deve acontecer com isto do Shane aparentemente ficar, temos Tags e talentos em excesso e que seriam melhor aproveitados com uma divisão.

  7. Eugen3 - há 8 meses

    Sinceramente acho que os Vaudevillans não vão ter muito sucesso. Teria sido melhor se eles se tivessem estreado na Raw com uma plateia mais interativa.
    Olho para eles e só me vem a cabeça e que vão ser 2 Sandow’s.

    • José Sousa - há 8 meses

      Além que eles precisam de introdução. Vignettes de promoção só os teria ajudado.

      • Eugen3 - há 8 meses

        Será? Não sei se o Primo e o Epico concordam.

      • José Sousa - há 8 meses

        Claro que concordariam. Eles dão-se bem e viu-se quando o pai do Carlito e do Primo foi induzido no Hall of Fame.

      • Ryback Rules - há 8 meses

        Os Ascension tiveram muitas vignettes de promoção e foram apresentados como uma verdadeira ameaça quando na noite do seu debut derrotaram a tag team que na noite anterior era a Campeã da divisão (Miz e Sandow). E foram completamente enterrados…

    • Marco Túlio - há 8 meses

      Nunca gostei da gimick deles nem no NXT onde o booking é melhor imagina agora no main roster, mas espero que eles tenham sucesso, são bons wrestlers.

    • Não vejo nem eles nem a Bailey. Não com estas gimmicks.

  8. Excelnte artigo! Concordo com tudo aquilo que disseste, excepto o Bullet Club com o Roman Reigns. seria a sua segunda stable, e isso poderia tirar lhe alguma força (e ele ja tem pouca). Vejo no entanto um heel turn do RR como algo optmo. Prefiro e quero mesmo o bullet club com o Finn Balor

    Ja agora, gostaria ue abordasses no proximo artigo outras tag teams, e se, tendo emm conta a quantidade que existem agora, nao sera isto um indício de uma possivel Brand Split…

    • José Sousa - há 8 meses

      Eu acho que não tirava força, dava ainda mais. Era o choque dos melhores amigos do Styles o terem traído preferindo sucesso ao lado do Reigns ao invés de serem fieis Não digo que o Bulletproof não possa acontecer, mas não excluam a hipótese da WWE ter planos diferentes dos nossos sonhos.

      Eu acho que a Brand Split pode acontecer especialmente depois desta semana, o Shane ter aparentemente ficado parece ser sinal que algo poderá acontecer.

  9. Half man half amazing - há 8 meses

    Duvido que Gallows e Anderson vao ser campeoes pouco depois do seu debut. Acho que eles vao ser destacados primeiro noutro angle totalmente diferente embora com grande destaque diria ate destaque bem superior à tag team divisão e só depois da conclusao desse mesmo angle é que irão partir atrás dos titulos um pouco à imagem do que aconteceu com a Wyatt Family embora eu considero que o destaque que eles vão ter vai ser maior.

    • José Sousa - há 8 meses

      Talvez. Mas pensa que se juntam ao Reigns, faria sentido ele ser o WWE Champion e eles os Tag Team Champions. Pouco tempo digo numa questão de meses, em eles serem os próximos campeões.

  10. RybackChampion2016 - há 8 meses

    O Wyatt virou face? Näo acho, ele atacou a LON pelas costas.

    • Anónimo - há 8 meses

      A gimmick do Wyatt simplesmente não funciona como face, funcionaria como tweener se ele fosse aquele que todos temem, como Brock ou Taker. Não vai funcionar assim, se é que isso foi um turn.

    • José Sousa - há 8 meses

      Sim mas eles estavam a agir como vilões. Mesmo não sendo faces eles são tweeners.

  11. Runner - há 8 meses

    Achei a idéia do “Roman Empire” genial, gostaria mesmo que isso acontecesse.

    • José Sousa - há 8 meses

      Eu gostava por acaso. Trair o face underdog com os melhores amigos era bem feito. O Styles ficava mais popular e o Reigns ficaria credível.

  12. Anónimo - há 8 meses

    Cadê o luke harper ????

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador