Smoke and Mirrors #231 – “Um Novo” Jericho

Durante anos todos falamos do modo como os regressos de Jericho eram sempre iguais, estando vazios de interesse e credibilidade muito em parte porque era praticamente certo que voltava para perder a maioria dos combates e rivalidades. Mas se esse exercício nos primeiros tempos valorizou wrestlers como o Ziggler e o Punk, com o tempo acabou por se tornar uma rotina esmorecendo o efeito que o estatuto do Jericho possuía.

Ou seja depois da rivalidade com o Fandango o Jericho era um face com pouca credibilidade e que os fãs sabiam exactamente o que poderiam esperar: derrotas e uso abundante das suas catchphrases. Durante quase 3 anos a WWE adormeceu o potencial do Jericho enquanto veterano, o que fez levou a uma banalização das suas derrotas. E se derrotar alguém se torna banal então deixa de valorizar quem o faz, daí a rivalidade entre Jericho e Bray Wyatt não ter resultado tão favor do Bray quanto a WWE poderia pensar à primeira vista.

Graças a isso a imagem que a WWE passou é que o Jericho já não era tão relevante quanto fora no passado, e os fãs deixaram de o ver como uma ameaça, e ser um competidor que concilia capacidade técnica no ringue e a capacidade de vencer grandes combates. Aliás, os fãs quase que davam por garantido a derrota do Jericho em quase todas as rivalidades, dado que era o veterano face que voltava para valorizar jovens.

A questão é que tantas derrotas faziam com que os fãs apenas gostassem dos segmentos e promos divertidas dele, e não tivessem tão investidos nos seus combates e rivalidades pois sabiam o resultado final. Contudo esta passagem de Jericho pela WWE de 2016 mudou o jogo, e para isso bastou uma coisa: uma boa história e um heel turn.

O Jericho heel é mais credível e sobretudo um dos melhores vilões que a WWE pode apresentar aos fãs, e numa altura onde o roster tem tantas lesões ele alguém que acrescenta muito à companhia especialmente enquanto vilão. Contudo não basta um turn para que se torne imediatamente credível, era fundamental que tivesse uma grande vitória, num grande palco contra um adversário que não necessitava dela para se valorizar.

E é exactamente o que AJ Styles foi para ele, aquele rival que provocou a sua transformação fazendo com que descarregasse toda a sua fúria nele e nos fãs que o apoiam. E nesse sentido a rivalidade foi das melhores coisas da construção da Wrestlemania, porque mesmo depois de três combates conseguiram surpreender-nos tanto no desenvolvimento do combate como na qualidade do mesmo.

Contudo, os fãs dividem-se nas suas opiniões sobre o resultado final da mesma, ou pelo menos não foi unânime a visão sobre a vitória de Jericho na Wrestlemania. Uma vez que muitos imediatamente o acusaram de ser mais um veterano egocêntrico que acaba por “enterrar” os novos talentos, e que só fazia sentido o Styles vencer o seu primeiro combate na Wrestlemania.

E embora essa possibilidade fosse correcta, e aquela que quase todos defendíamos, não era a única opção e a verdade é que a vitória do Jericho acabou por fazer muito sentido em termos de opções criativas. E afirmo isto porque ela ajudou a consolidar o turn do Jericho, tornando-o credível, algo que seria impossível caso fosse vilão e tivesse perdido um grande combate semanas depois.

O que quero dizer é que faltavam vitórias importantes ao Jericho nos últimos anos que fizessem dele novamente alguém relevante na WWE, e verdade seja dita fê-lo sem que a credibilidade de AJ Styles fosse afectada. E se dúvidas existiriam disso a prova do contrário foi a conquista do lugar de contender pelo título principal no dia seguinte, conquista essa que emendou os possíveis danos que a derrota na Mania poderiam ter tido.

E sem dúvida alguma que esta rivalidade proporcionou essa revitalização da personagem do Jericho, tornando-o novamente naquele heel arrogante capaz de irritar os seus próprios admiradores. Cada segmento, cada promo que fazia para provocar AJ Styles foram uma lição brilhante de como ser um vilão de topo, e sobretudo conseguia atingir um duplo objectivo.

Por um lado conseguia valorizar-se a si mesmo porque se apresentava como aquele heel que diz aquilo que os fãs não gostam de ouvir, mas que suscita reacção por parte do mesmo. O Jericho vilão é daqueles nomes que é impossível passar ao lado de cada palavra, cada provocação feita ao adversário ou público, simplesmente porque ele sabe lidar com esse factor.

Ao mesmo tempo o Jericho conseguia fazer com que os fãs apoiassem cada vez mais Aj Styles, e fê-lo sem que a rivalidade tivesse de expor excessivamente a maior fragilidade de AJ nas promos. Pelo contrário a WWE sempre apresentou o Styles como um underdog de topo, uma verdadeira ameaça credível a Jericho e prova disso foi a forma como ele o derrubou na Raw depois da Wrestlemania, quando tinha perdido um combate contra ele há menos de 24 horas.

Em suma, posso dizer que me incluo na lista de fãs que não achou um erro a vitória do Jericho, muito pelo contrário ela voltou a fazer dele um nome credível e ajudou a recuperar a relevância que não tinha há algum tempo. E mesmo não sendo o contender ele tem sido muito protegido desde da Mania com o intuito de passar a imagem que é um competidor difícil de derrubar, e isso só pode jogar a favor do seu novo rival.

Assim espero uma rivalidade de boa qualidade, e que dure pelo menos dois PPV´s de modo a credibilizar o Ambrose enquanto aposta de futuro da WWE. E nesse sentido gosto da forma como a WWE tem colocado o Jericho por cima da rivalidade porque demonstra que ele é uma ameaça, o que irá valorizar ainda mais a vitória do Ambrose no final da mesma.

Para concluir, admito que enquanto fã do Jericho é com enorme prazer que o vejo neste momento, porque está num dos momentos mais interessantes da sua carreira na WWE desde da rivalidade com o Punk. Este Jericho heel é verdadeiramente dos melhores do mundo neste papel, e espero que assim continue até ao fim da sua passagem pela WWE.

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Smoke and Mirrors”.

26 Comentários

  1. Antonietti_wwe - há 8 meses

    Falas te tudo, adorei.
    alguém me sabe dizer ate quanto o y2j fica a full time?? Porque ele nos últimos anos sempre se retira a maioria do ano

  2. JoãoRkNO - há 8 meses

    Antes de mais, ainda bem que alguém pegou no assunto Jericho. Partilho também da tua opinião, não sou contra a vitória do Jericho sobre o Zayn, porque a mesma serviu para o credibilizar ainda mais, o que pelo menos a mim me agradou muito mesmo. Sempre fui fã dele, e desde a rivalidade com o Fandango, que por acaso também gostei bastante, andou por aí apenas a dar uma de “ocupante de combates”, uma vez que só era bookado para alguém precisava de um opositor.

    Excelente artigo.

    • José Sousa - há 8 meses

      Exactamente. Pela primeira vez em seculos a presença do Jericho fez sentido, e isso é bastante bom de se ver.

  3. Reigns one versus all - há 8 meses

    Bom artigo,José.

    Acho que o Jericho com este heel turn ficou mais interessante a sua personagem,até porque ele é melhor como heel do que como face.
    Digo isto porque como face é aquele gajo que diz uma cenas engraçadas nas suas promos e valoriza heels que depois acabam por não ser aproveitados(Wyatt,Fandango) e estar constantemente a perder para talentos “sem futuro criativo” acabaram por prejudica-lo.
    Como heel,acho que é das melhores personagens no roster atual e refresca a sua personagem,como face já estava gasto,a meu ver.
    Agora,espero que valorize o Ambrose nos próximos 2/3 meses(duração da feud)e depois sair,como já é hábito.

    Já agora,quando fazes uma análise a season do Lucha Underground?

    • José Sousa - há 8 meses

      Estou a pensar fazer essa análise em breve. Sobre o Jericho subscrevo totalmente o que referiste sobre ele.

  4. RFBM - há 8 meses

    Bom artigo, concordo com todos os aspectos à excepção de um. Estou do lado dos fãs que acha que o Styles deveria ter vencido, contudo não acho que o Y2J seja um “veterano e egocêntrico”, simplesmente a WWE decidiu seguir o caminho de credibilizar o heel-turn do Y2J do que o próximo nº1 Contender ao título da WWE. Simplesmente tenho esta opinião, porque o Styles estaria agora com mais ímpeto para o seu combate com o Reigns pelo título da WWE.

    • José Sousa - há 8 meses

      Eu acho que o Styles tem na mesma ímpeto porque deu o pin no Jericho duas vezes na mesma semana, embora perceba a tua perspectiva.

  5. Elyas Nogueira - há 8 meses

    Estava pensando justamente nisso. É muito bom ver Jericho de volta nos main events dos episódios semanais como RAW e SmackDown. Nos retornos anteriores, Y2J se envolveu em feuds sem nexo algum. Gerou ótimos combates, mas sem muito brilho no storytelling. Dessa vez, teve uma grande feud com Styles e vai ter outra com Ambrose. Talvez pedir uma última vez om o título mundial seja muito, mas um último reinado com Intercontinental Champion seria ótimo para encerrar essa “tour” dele.

    • José Sousa - há 8 meses

      Não sei se será campeão. Mas se ele continuar assim durante o tempo que estiver na WWE, e quando regressar sem dúvida que é um valor acrescentado para o roster e para a valorização de alguns wrestlers.

  6. Magnifico - há 8 meses

    Grande Artigo Parabens Jerico e demais sempre fui fan com esse seu heel turn gostaria de ver ele ate com o titulo mundial nos ombros mais como isso nao passa de um sonho vou me contentar com a realidade um 10 reinado com ic title seria foda tb

    • José Sousa - há 8 meses

      Obrigado. Sinceramente não sei se será alguma vez mais campeão, mas pelo menos IC gostava que fosse nem que servisse apenas para valorizar um jovem talento.

  7. Samu_Minho_Samu - há 8 meses

    legal mas nao é ziggler e punk o correto seria punk e ziggler

  8. Artur - há 8 meses

    Muito bom artigo José.

  9. Nas últimas semanas, Jericho venceu Styles, Zayn e Ambrose. Se fosse o Cena, já estariam a reclamar que está a enterrar jovens talentos.

    • danielLP21 - há 8 meses

      E perdeu com o Styles e com o Ryder.

    • Anónimo - há 8 meses

      Não me lembro do Jericho ter afundado uma stable inteira sozinho de ter ganho um combate na Wrestlemania contra alguem que realmente estava tentando despontar sua carreira (Styles é novo na WWE não no circuito mundial de Wrestling e já tem sua carreira mais do que consolidada) e de sair por cima em todas as rivalidades contra jovens talentos que após perderem pro Super Cena sua posição no hoster nunca mais se consolidou.
      Jericho ganha um combate ou outro durante as suas rivalidades e perde tambem e sabe a hora certa de perder.

      • José Sousa - há 8 meses

        Exacto. O Jericho nesta passagem está a ser tratado como devia ter sido das ultimas vezes, com vitorias importantes mas sendo derrotado nos momento certos para valorizar os jovens,

  10. David Silva - há 8 meses

    Parabens excelente artigo expressou exatamente os que os fãs sentiram com o resultado.
    E eu tambem me incluo na parcela que achou a vitória do Jericho algo positivo para a imagem do próprio que andava meio desgastada e suas rivalidades para lá de previsíveis por causa dos ultimos anos que a história era praticamente a mesma ele chega entra numa rivalidade com algum talento em ascenção perde a rivalidade e vai embora.
    A unica coisa que reclamo nesta rivalidade dele com o AJ é que na minha opinião ele deveria ter acabado no Payback e não na raw num fatal four way com ele a sofrer o pin do AJ.
    Más no geral o Jerichó deste ano está bem mais interessante que o de anos anteriores.

    • José Sousa - há 8 meses

      Mas pelo menos ganhamos algo com o facto de não termos mais um Jericho e Styles no Payback. Temos Styles vs Reigns num combate que vai por certo surpreender muitos mesmo que o Reigns defenda( o mais provável).

  11. Y2Jean - há 8 meses

    O que acham de Y2J entrar em feud com Cesaro pelo IC title?
    Jericho heel conseguiria fazer o público parar de vaiar Roman Reigns? (missão impossível k?)

    • José Sousa - há 8 meses

      Eu acho que nesta altura o melhor seria o Reigns virar heel para que essas vaias possam jogar a favor dele.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador