Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Smoke and Mirrors #65 – Ain’t No Grave Can Hold My Body Down

“My mystery partner weighting 299 pounds, acompenied by Brother Love,from Death Valley, Kane The Undertaker”. 22 de Novembro de 1990- WWF Suvirvor Series, ”Million Dollar Man”Ted Di Biase

Foi desta forma, e como membro surpresa da equipa de Ted Di Biase no Survivor Series que a lenda começava. Estávamos no dia 22 de Novembro de 1990, e esse dia irá ficar na história do wrestling e da WWF como o dia em que começava a jornada épica do maior mito de sempre da WWF ou WWE. E será essa jornada imbatível na Wrestlemania, que será relembrada e analisada nesta edição do Smoke and Mirrors.

Nesse Survivor Series o impacto do Undertaker foi tão grande que em pouco tempo de combate eliminou nomes como Koko.B.Ware e Dusty Rhodes, antes de ser eliminado por count out. No entanto o impacto inicial tinha sido brutal, e em pouco tempo a WWF retirou a parte de”Kane” do seu nome e trocou o seu manager, passando do seu manager inicial Brother Love para Paul Bearer. Com o qual iniciou o caráter místico da sua personagem, uma vez que Paul Bearer trazia uma urna para o ring que segundo o próprio dava poderes ao Undertaker melhorando a sua performance no ring.

Perante o rápido crescimento e impacto da personagem do Undertaker, ele consegue imediatamente o seu primeiro combate e feud em Wrestlemania, na WrestlemaniaVII contra Jimmy “Superfly” Snuka, num combate em que obteve a vitória de forma rápida e aparentemente fácil. Essa vitória acabou por lança-lo rumo ao main-event e a feuds com o Ultimate Warrior, Hulk Hogan, Sid Justice, Randy Savage e Sgt.Slaughter, e por fim no Survivor Series de 1991 tornava-se o campeão da WWF mais novo de sempre ao bater Hulk Hogan com o auxílio de Ric Flair. Mas esse reinado durou apenas seis dias, pois no This Day in Texas o presidente da WWF Jeff Tunney deu a rematch a Hulk Hogan que acabou por reconquistar o título. Por isso podem ver que a história nunca é tão diferente da actualidade, e por vezes os grandes nomes tem reinados mais fracos ao início só para que os principais faces recebem ainda mais destaque.

Mas em Fevereiro de 1992 quando salva a “namorada” de Randy Savage de um ataque de Jake”Snake” Roberts, o Undertaker tem o seu primeiro face turn da carreira, e começa a sua feud para a Wrestlemania desse mesmo ano. E assim foi, e na Wrestlemania VIII e num combate já com mais algum tempo de duração e de grande qualidade tivemos a segunda vitória do Undertaker na Wrestlemania, colocando a sua streak em 2-0. Sendo importante referir, que nessa altura a WWF não planeava nem imaginaria a magnitude e a importância da streak do Taker na história do wrestling.

Durante o resto do ano tem feuds com Giant Gonzalez e Yokozuna, mas é com Giant Gonzalez que acaba por lutar na Wrestlemania XIX, a sua terceira Wrestlemania. E tal como das anteriores edições, mais uma vez o Undertaker saíu vencedor do seu combate com Giant Gonzalez. Mas existe uma particularidade interessante neste combate, e no 3-0 da streak do Undertaker. Essa particularidade é que é única da vitória da streak que ele obteve por Desqualificação, isso porque ganhou devido ao uso de clorophorm. Ou seja, apesar da qualidade da feud e do combate que é inegável, esta vitória ficará para sempre na história como a única vitória “não limpa” do Undertaker numa Wrestlemania.

Depois de meses de ausência, e de vários vídeos de promo ao regresso do Undertaker, ele regressa á WWF no Summerslam de 1994 ao derrotar o impostor que na Wrestlemania X Ted Di Biase tinha apresentado como o Undertaker. Sendo que este angle levou a uma feud com a Million Dollar Corporation durante o restante ano de 94. Dando essa situação origem ao seu quarto combate em Wrestlemania, uma vez que lutou contra King Kong Bundy na Wrestlemania XI  e uma vez mais obteve nova vitória na Wrestlemania, elevando para a quatro o número de vitórias da streak. No entanto durante esse combate Kama roubou a urna de Undertaker e derreteu-a, dando origem a um combate no Summerslam que Undertaker igualmente venceu.

No Survivor Series de 95 regressa, após uma lesão usando uma máscara do tipo ”Fantasma da Opera”, e mantêm essa máscara até ao Rumble de 1996 onde Diesel desmascara-o e faz com que Undertaker perca a sua oportunidade pelo título da WWF contra Bret Hart. Nesse mesmo mês no WWF In Your House: Rage in the Cage, o Undertaker vinga-se de Diesel arrastando-o para debaixo do ring de onde tinha acabado de surgir, ajudando Bret a vencer esse Cage Match. Isto levou a uma feud brutal entre o Undertaker e Diesel que culminou na Wrestlemania XII em 1996 com a vitória de Undertaker sobre Diesel, naquele que foi o combate mais brutal da streak até aquela data. Pelo menos para mim (mesmo não vivendo o produto na altura) foi o melhor combate da streak até ao 5-0, porque mesmo não sendo fantástico do ponto vista técnico, foi do ponto de vista de termos tido uma feud brutal com um combate na Wrestlemania muito físico, mas com uma história por detrás do combate construída de forma simplesmente brilhante pela WWF.

Link para o ataque na Cage: http://youtube.com/watch?v=D4l2TGGNRC0

Um ano depois, e depois de um ano com uma feud brutal contra Mankind e da traição de Paul Bearer que levou-o a ser Buried Alive, o Undertaker chegava á Wrestlemania XIII em 1997 como campeão da WWF pela segunda vez, isto depois de se vingar do The Executioner  e de Paul Bearer. Nessa Wrestlemania XIII o Undertaker tem novamente um desafio ardúo ao defender o seu título da WWF contra Sycho Sid, num combate de qualidade. Não é que seja dos meus combates preferidos da streak, mas também não foi péssimo, aliás ele vale pelo culminar de um ano cheio de adversidades e traições às quais foi sujeito, e por isso essa defesa do título e a continuação da streak nesse ano, é marcado por essa ultrapassagem de obstáculos. Mesmo assim Sycho Sid provou ser um adversário á altura, tanto que só ganhou através do Tombstone Pildriver depois de uma interferência a seu favor por parte de Bret Hart. E dessa forma estávamos em 1997 e a streak já num 6-0.

Mas o ano seguinte fica marcado por uma das feuds mais brutais do Undertaker numa Wrestlemania, a feud com o seu irmão Kane. Numa feud que começou a ser desenvolvida a quando do Hell in The Cell com Shawn Michaels no Badd Blood: In Your House, onde Kane se estreou comandado por Paul Bearer, entrando pela Cell a dentro e fazendo um Tombstone que permitiu a vitória de HBK.  Nos tempos seguintes, e mesmo apesar dos desafios recusou sempre defrontar o irmão, até que no Royal Rumble, Kane trai o irmão e coloca-o no Caixão dando a vitória a Shawn Michaels no Casket Match.

E é neste contexto de rivalidade com o irmão que o Undertaker regressa á WWF na Wrestlemania XIV para um combate contra o irmão Kane, num confronto épico e que ficará para sempre como um dos embates mais marcantes da streak devido á qualidade do combate, mas também pela sua intensidade no ring e na storyline. O resultado deste confronto foi o mesmo de sempre numa Wrestlemania, ou seja na Wrestlemania tivemos mais uma vitória do Undertaker que elevou a streak para 7-0. Mas se este combate na Wrestlemania foi brutal, aconselho-vos que vejam o combate Inferno entre eles no Unforgiven:In Your House, que é simplesmente brutal, num exemplo de um combate hardcore de qualidade.

Em 1999 na Wrestlemania XV eleva para 8-0 ao vencer Big Boss Man no primeiro Hell in The Cell da história de uma Wrestlemania. E para primeiro não podia começar melhor, porque na minha opinião foi um combate brutal e um verdadeiro Hell in The Cell no sentido da palavra, e ilustra na perfeição como podemos ter combates de qualidade com essa gimmick. Num combate que marca o ínicio da aliança com os The Brood( Christian, Edge e Gangrel), que viriam a formar com o Taker, Paul Bearer, Farook, Bradshaw, Viscera e Mideon os Ministry of Darkness. Nesse combate eles ajudam o Undertaker a destruir Big Boss no topo da Cela, para que posteriormente ele batesse Big Boss e colocasse a streak no 8-0.

Essa stable que respondia a ordem superiores, que mais tarde soube-se que era Vince McMahon, conseguiu dominar o panorama da WWF durante o ano de 1999, e revelou uma das facetas mais sombrias e fantásticas da carreira do Undertaker. Mas após conquistar o título da WWF pela terceira vez no Over the Edge contra Stone Cold, devolve o título ao próprio na noite depois do King of Ring, e revela a sua ligação a Vince McMahon, e no Fully Loaded perde um First Blood contra Stone Cold e quebra a sua ligação a Vince e assim dissolvia-se a Corporation of Darkness.

Mas em Janeiro de 2000, e depois de uma ausência de quatro meses devido a lesão, o Undertaker tem uma nova lesão peitoral, que o impede de regressar no Royal Rumble, e que igualmente impediu-o de participar na Wrestlemania desse ano. Sendo essa a segunda ausência do Taker de uma Mania na sua carreira, e a última até aos dias de hoje.

Mas em Maio de 2000, regressa como American Bad Ass, e ataca a família McMahon-Helmsley e o seu líder Triple H. Esta feud levou-nos a um Tag Team Handicap onde aliou-se novamente a Kane, e juntos defrontaram e derrotaram Vince e Shane McMahon e ainda Triple H, originando a um regresso em grande dos Brothers of Destruction. No entanto esta feud só iria culminar com a vitória do Undertaker face a Triple H na Wrestlemania XVII, em mais um dos fantásticos combates da Streak do Undertaker, que veio a culminar uma das feuds mais marcantes da carreira do Undertaker. E com esta vitória tínhamos uma streak de 9-0, e foi a partir deste momento que a streak começou a ser levada a sério pela WWE, e a ser construída como um objectivo a abater.

Em 2001, e depois de um heel turn e transformação na gimmick de Big Evil por obrigar JR “ kiss Vince Ass”, o Undertaker inicia uma feud com Rock, depois do Rock gozar e provocar o Undertaker devido á sua eliminação no Royal Rumble. Ao que Undertaker respondeu custando a oportunidade pelo título de WWE Undisputed Champion, que teve como resposta no combate pelo título de Hardcore de Taker contra Maven. Tudo isto levou a um combate entre ambos no No Way Out onde Ric Flair interfere no combate e faz com que Undertaker perca o combate contra o The Rock.

Esta interferência levou a um desafio do Undertaker para lutar contra Ric Flair na Wrestlemania X8, desafio que Flair inicialmente declinou inicialmente. O que levou a que Undertaker ataca-se o filho de Ric Flair, David Flair, e ameaçou fazer igual á filha de Flair. Mas perante esse cenário Flair cedeu e tivemos um combate No DQ na Wrestlemania X8, e esse combate foi do ponto de vista de intensidade e de qualidade de elevada qualidade. E mesmo que não gostemos muito de Flair devido ás acções dele depois do final da carreira, a verdade é que naquela altura ainda era membro do roster da WWE, e aquele combate demonstrou toda a qualidade e classe de dois mitos do wrestling. Como é óbvio o Undertaker venceu aquele combate, e se no 9-0 foi o despertar da WWE para streak, então naquele ano o 10-0, confirmou exctamente isso nem que seja pelo gesto final de Undertaker depois de derrotar Ric Flair, desse modo estava oficialmente aberta a caça á streak, e já estávamos em 2002.

Mas o desafio do ano seguinte foi provavelmente o desafio “mais gigante” de sempre da streak, e digo-o de forma literal. Porque após ter sido afastado da WWE por Big Show, o Undertaker regressa no Rumble de 2003, e vinga-se de Show no Now Way Out derrotando-o por submissão, mas no final do combate A-Train tenta atacar Undertaker, mas este é protegido por Nathan Jones. Mas é nesse momento que começa a feud entre Taker e Big Show e A-Train para a Wrestlemania 19. Jones que surgiu como protegido de Undertaker que o iria treinar, e dessa forma os planos iniciais era para que na Wrestlemania tivéssemos um Tag Team, mas a WWE decidiu tornar o combate num Handicap Match entre Undertaker e Big Show e A-Train.

Esse combate não foi propriamente o melhor combate da Streak, mas foi o tal desafio gigante devido ao complexão física dos seus dois adversários. No entanto e mesmo sendo um Handicap Match, o Undertaker venceu com ajuda de Nathan Jones, num combate que embora faça parte da Streak, nunca será recordado como um dos melhores. Mas a verdade é que o 11-0 marca a presença de A-Train( actualmente Tensai) na streak, e isso esse facto deveria ser algo valorizado por ele no final da carreira, uma vez que com maior ou menos qualidade, o nome dele faz parte desta lenda.

Mas o capítulo 11 da lenda da streak, fica marcado por ser o primeiro capítulo onde o adversário foi alguém que Undertaker já tinha defrontado e derrotado numa das anteriores Wrestlemania. Mas essa feud começa quando no Survivor Series, o Vince McMahon ganha um Buried Alive Match contra Undertaker, graças á ajuda de Kane, que afirmou depois dessa derrota que Undertaker “ estava morto e enterrado para sempre”, e que nunca mais iriamos ver sinais dele.

Mas com o aproximar do Royal Rumble surgiram vignettes a sugerir o regresso de Undertaker que vieram “assombrar” Kane, que posteriormente é eliminado no Royal Rumble por Booker T, que aproveitou a distracção do “Big Red Monster” devido ao soar dos sinos dos Undertaker. E como era óbvio na Wrestlemania XX o Undertaker acaba por regressar acompanhado por Paul Bearer para defrontar Kane pela segunda vez numa Wrestlemania, e uma vez mais temos um combate intenso entre os “dois irmãos”, e mesmo que tenha tido ligeiramente menor qualidade que o primeiro Kane vs Undertaker na Wrestlemania, não deixou de ser um bom combate. Quanto ao resultado do Kane Vs Undertaker 2 nem é preciso referir que o Undertaker ganhou, uma vez que isso era previsível, e por isso mesmo no final da Wrestlemania XX a streak já ia num 12-0, datava o ano de 2004.

Mas a Wrestlemania 21 fica marcada pelo facto de ter sido a primeira vez que a streak é verdadeiramente alvo de desafio oficial, e que se torna main-event por ser um desafio á streak do Undertaker. E esse desafio foi feito por Randy Orton, na altura na gimmick de “Legend Killer” e em plena ascensão no main-event. E por isso mesmo esta oportunidade que a WWE lhe deu pela streak não foi pelo enorme estatuto que tinha no main-event, porque na altura era apenas um jovem a afirmar-se no topo da WWE. Na minha perspectiva o Orton recebe esta oportunidade devido á sua rápida afirmação como o mais jovem campeão mundial de sempre, e pela sua performance na sua gimmick onde derrotou todas as grandes lendas da WWE na altura. Por isso este embate acontece porque Randy Orton fez por merecer essa oportunidade naquela altura e não porque o estatuto do Undertaker pedia alguém como o Orton.

E sendo que ser sinceros que ele naquele momento mereceu esta recompensa, e o combate entre ambos na Wrestlemania falou por si. Porque na minha opinião foi um dos melhores combates do Undertaker na Wrestlemania, a qualidade de Orton e Undertaker no ring foi absolutamente fantástica e combate foi muito emotivo, mas onde Undertaker como sempre acabou por vencer Randy Orton, mesmo com Bob Orton a tentar ajudar o seu filho. Mesmo assim o 13º capítulo da streak é um dos meus preferidos, e Randy Orton mesmo saindo da Wrestlemania derrotado saiu ainda mais valorizado e consolidado como main-eventer.

Mas em 2006, o Undertaker volta no final do combate pelo título mundial do Royal Rumble quando Kurt Angle comemorava a defesa do seu título contra Mark Henry, e desafiou Angle pelo título. E teve essa oportunidade no No Way Out num fantástico combate de 30 minutos que perdeu, mas mesmo assim pediu uma rematch contra Angle que perdeu devido a interferência de Mark Henry. E desse modo e quando todos já sonhavam com um Undertaker vs Angle na Wrestlemania pelo título mundial, Mark Henry torna-se o alvo da vingança do Undertaker e seu adversário na Wrestlemania 22.

O Combate foi o primeiro combate Casket de uma Wrestlemania, e onde Mark Henry prometeu acabar com a streak do Undertaker tal como Randy Orton. Mas o resultado final foi um dos melhores combates de sempre de Mark Henry, mas mesmo assim acabou derrotado e dentro de um caixão como a décima quarta vítima de streak do Undertaker.

O capítulo da streak de 2007 na minha opinião foi apenas o início de um ano de feud absolutamente fantásticas para o Undertaker e os seus adversários. E tudo começou com a vitória do Undertaker no Royal Rumble de 2007, vitória essa que levou-o a desafiar Batista pelo seu título Mundial na Wrestlemania 23. Desafio esse que culminou num fantástico embate do ponto de vista físico e não tanto do ponto vista técnico, e onde Undertaker venceu Batista e tornou-se pela primeira vez campeão Mundial. Mas o 15-0 na Wrestlemania foi apenas o início de uma feud que nos deu mais dois fantásticos combates, sendo um deles um Last Man Standing no Backlash, e ainda num Steel Cage numa Smackdown onde acabou com um empate, mas que ficará marcado pelo regresso de Mark Henry que simplesmente destruiu o Undertaker fora do ring, fazendo com que Edge fizesse o seu segundo cash-in. E assim começava o angle para uma das feuds mais fantásticas que eu assisti e que iria ter um dos seus capítulos na Wrestlemania 24.

Link para o de Henry e Cash-in do Edge:

Mas essa feud só começava verdadeiramente depois do Undertaker regressar e vingar-se de Mark Henry no Unforgiven, e começa dentro de um Hell in The Cell onde Undertaker e Batista lutavam pelo título Mundial no Survivor Series até que Edge surpreende todos e regressa e custa o combate ao Undertaker, que como resposta ataca Vickie Guerrero “namorada” de Edge. Esse angle leva a um combate entre Taker, Batista e Edge pelo título mundial no Armaggedon que Edge venceu.

Perante esse cenário o Undertaker vence no No Way Out uma Elimination Chamber pelo título de nº1 Contender pelo título de Edge, derrotando Batista, Finlay, MVP, Big Daddy V e o Great Khali. E na Wrestlemania o Undertaker vence o Edge num combate fantástico através do seu Hell´s Gate, marcando assim o 16-0 da sua streak. Quanto á feud ela continuou durante quase todo o ano, e é uma das feuds mais marcantes de sempre de Edge, aliás quem não se lembra de La Familia e daquele TLC fantástico entre Edge e Undertaker no One Night Stand, onde Vickie baniu da WWE o Taker depois de perder para Edge esse combate. Mas a ironia do destino levou a que Vickie recontrata-se o Taker e no Summerslam recuperou o seu título Mundial.

O 17º capítulo da Streak é provavelmente o mais brilhante de todos, e fica marcado pelo conflito entre Luz e Escuridão, onde o Undertaker é a Escuridão e o Shawn Michaels a Luz. Mas mais que isso era o maior desafio de sempre á streak uma vez que o Undertaker nunca tinha batido o HBK num singles Match. E foi com essa premissa que Shawn Michaels defendeu que iria acabar com a streak do Undertaker na Wrestlemania.

E assim no 25º aniversário da Wrestlemania tivemos na minha opinião o melhor de sempre da história da WWE. E para atestar a qualidade e emoção do combate, eu quando penso neste combate lembro-me da minha sensação ao vê-lo em directo e foi simplesmente brutal, sem dúvida que não faltariam adjectivos para classifica-lo. E por certo que seria daqueles combates e feud que daria para uma análise num artigo dedicado só a ele. Mas como não neste artigo isso não é possível, a melhor forma que posso descrever este combate é como fantástico quer na qualidade técnica como no patamar da emoção do combate onde ambos estiveram ao seu melhor, e onde eu dei por mim a acreditar que o HBK ganhava o combate. Mas como era lógico o Undertaker tinha que manter a sua Streak, mas mesmo assim o Mr.Wrestlemania saiu do 17-0 com uma das suas melhores performances na memória.

Mas no ano seguinte a história repetiu-se mas desta feita HBK colocou a sua carreira em jogo, porque segundo ele a carreira dele não valeria de nada se não conseguisse acabar com a Streak do Undertaker. E dessa forma desafiou o Taker para a Wrestlemania por várias vezes, até que o atacou na Elimination Chamber pelo título Mundial permitindo a vitória do título a Chris Jericho, e aí Undertaker aceitou logo na Raw seguinte o desafio colocando a carreira de Shawn Michaels em jogo na Wrestlemania 26 num no DQ.

Esse combate não tendo tanta qualidade quanto o anterior, foi igualmente de excelente qualidade e fisicamente exigente para qualquer um dos dois wrestlers. E claro que mesmo sabendo de antemão qual seria o resultado final, ele foi bastante emotivo e irá ficado na memória dos fãs como o fim da carreira de um dos melhores de sempre. Sim porque mesmo acabando a carreira não terminando com a streak, HBK será para sempre um dos melhores wrestlers da história da WWE e estes dois combates com o Undertaker serão uma página dourada da carreira destas duas lendas. Até porque este 18-0 ficará marcado pelo facto de ter sido o último combate em Wrestlemania em que o Undertaker estava próximo de 100% da sua forma, pois a exigência deles levou-o ao limite fisíco.

Tanto que tivemos que esperar praticamente um ano pelo regresso do Undertaker depois de vários vídeos misteriosos sobre um regresso, que muitos suspeitaram que seria Sting para confrontar Undertaker pela Streak. Mas não foi isso que aconteceu, e na Wrestlemania 27 tivemos um Triple H a desafiar a streak do Undertaker como vingança pelo fim da carreira do seu amigo HBK um ano antes.

E na Wrestlemania tivemos um No Holds Barred agressivo e brutal que pôs a nu as fragilidades físicas de Undertaker depois dos combates com o Shawn Michaels, mas mesmo assim resistiu a três Pedigrees e um Tombstone Piledriver para vencer o combate a Triple H com um Hell´s Gate. No entanto e mesmo vencendo o Undertaker teve que sair de maca do combate o que comprovou que não estava em plena forma, mas mesmo assim a realidade é que tinha vencido novamente na Wrestlemania e a streak já estava num 19-0, e tínhamos tido um bom combate que não equipara á qualidade dos embates com o HBK, mas mesmo assim foi um bom combate.

E no ano passado tivemos o último capítulo até agora da streak, e foi novamente um Triple H vs Undertaker desta feita num Hell in The Cell com HBK como arbitro especial. E tivemos um combate sobretudo emotivo e só por isso foi o melhor combate do ano passado, apesar das críticas de Bret Hart ao combate e a Triple H. Críticas que eu refuto porque mesmo não sendo tecnicamente dotado, o Triple H não é tão mau quanto ele pintou no ring e depois tem algo que sempre fez a diferença(e não falo das influencias), que é a qualidade da sua performance das suas gimmicks e promos. E isso não é algo que é importante só nos dias de hoje sempre o foi, e Million Dollar Man, The Rock, Stone Cold, Jericho, Edge e entre outros comprovam exactamente o que eu disse. E por isso mesmo admirando o talento técnico do Bret Hart discordo dele e para mim o Triple H é um dos 30 melhores wrestlers de sempre da WWE, e provavelmente dos melhores heels de sempre a par de alguns nomes que referi anteriormente.

Mas voltando ao combate, ele foi claramente o fim de um Era porque aqueles três nunca mais estarão juntos num ringue para um combate e por isso mesmo, o combate valeu pela carga emocional do combate, que culminou com o angle ideal e com a streak em 20-0. Aliás aquele era para mim o angle ideal para o fim da carreira do Undertaker, eu sei que muitos acham que sem ele não existe Wrestlemania, mas a verdade é que o desgaste dele é enorme e algum dia a WWE ficará sem ele por isso tem que começar a preparar novas formas de cativar o público para Wrestlemania.

E assim chegamos a 2013 e não sabemos ainda se a streak terá novo capítulo ou não este ano. Mas se tivermos o mais certo é que seja CM Punk a desafiar a Streak do Undertaker, e tal como no caso do Randy Orton em 2005 isto não é sobre se o Punk tem estatuto para o Taker. Este combate é a recompensa pelo trabalho do Punk durante um ano e meio como a cara da WWE, quer ela queira reconhecer isso ou não, e por isso mesmo é que acho justo que ele tenha essa oportunidade. E acho-o porque ele fez por merece-la e este combate vai provavelmente eleva-lo ainda mais, tal como o Undertaker fez com o Randy Orton, mas com uma diferença é que o CM Punk já fez mais na WWE do que o Randy Orton na altura que desafiou o Undertaker.

Mas este embate ainda não é certo que irá ocorrer, mas o mais provável é que ocorra e que surga por desafio de CM Punk a Undertaker, até porque o contrário não faz sentido uma vez que a feud entre eles já foi á vários anos e o Punk não fez nada que justifique que seja o Taker a desafia-lo. Mas isso são pormenores que iremos conhecer dentro de poucas semanas, até porque para semana no Elimination Chamber já deveremos saber com certezas (ou com grande probabilidade) se o Undertaker irá estar presente na Wrestlemania e desse modo gravar mais um capítulo na sua Streak Lendária.

E é deste modo que concluo a edição desta semana, que foi especialmente mais longa devido ao tema do artigo, mas mesmo assim espero que este tenha sido do vosso agrado. Para semana volto para fazer a antevisão do Elimination Chamber, por isso desejo-vos um óptimo fim-de-semana e encontramo-nos no mesmo dia aqui no Wrestling.Pt.

Momentos da Semana

Perguntas da Semana

Na tua opinião quais foram os melhores combates e feuds da Streak do Undertaker? E quais foram os piores? E porquê?

Qual seria o teu top 5 dos combates do Undertaker na Wrestlemania?

Concordas com os momentos da semana? ou escolhia outros?

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Smoke and Mirrors”.

52 Comentários

  1. David Villa "maravilla" - há 4 anos

    Sem duvida que o combate com o Shawn (o primeiro) foi o melhor de todos onde tivemos sobre o ringue provavelmente os dois maiores wrestlers de todos os tempos e um espectaculo absolutamente fantastico e irrepetivel!

    especula-se muito em relação ao facto de ser cm punk a desafiar taker e sim seria a recompensa ideal para o enorme trabalho que desenvolveu neste ultimo ano onde demonstrou que é claramente o melhor do mundo!! apesar disso discordo de ser ele o eleito pa combater o taker depois de nomes como o shawn, triple h, edge ou flair!! penso que neste momento um lesnar vs taker seria o ideal uma vez que lesnar destruiu os dois ultimos adversarios da streak do taker que tanto trabalho teve em vence-los!! e deste modo o punk deveria ir atrás do titulo da wwe na mania e conquista-lo e isso igualmente iria consolida-lo ainda mais para um futuro combate com o taker!! é apenas por isso que nao defendo essa ideia neste momento e porque será das ultimas oportunidades de o lesnar poder desafiar a streak! de resto sei que isso nao vai acontecer e que tere-mos lesnar vs triple h seguramente e claro compreendo a exigencia de tal combate para o taker ser impossivel!

    por outro lado foi pena o combate com o kurt angle nunca ter acontecido na mania pois teria sido fantastico e também seria muito bom ver um combate Y2J vs taker na mania, outro excelente opção!!

    E claro por tudo o que representa na wwe o ultimo combate da streak deveria ser um John Cena vs Taker num I quit match!

    • José Sousa - há 4 anos

      Mas sabes que o Taker só aguenta mais duas ou três Wrestlemanias e já estou a ser simpatico David. Sim ele merece a reconpensa é como eu expliquei esta situação é em todo semelhante á do Orton quando o Orton lutou contra o Taker. E como demonstrei a streak só começa a ser objectivo real a partir do Flair, e não quero com o Cena e nessa estipulação é que não se não ainda vejo o Cena a acabar com a streak.

      • José Sousa - há 4 anos

        Depois tu falas de nomes fantásticos que faltaram mas o Punk merece por uma razão, se o A-Train teve direito porque é o Punk não tem?

  2. Frederico_WWE - há 4 anos

    Amo te Undertaker :) o melhor de todos os tempos embora o Shawn Michaels esteja num patamar practicamente igual.

    RESPECT VS STREAK isso é que era :D muito bom artigo e oxalá o Undertaker lute nesta WrestleMania e ponha os eventuais amuos “financeiros” a serem verdade de lado.

    • José Sousa - há 4 anos

      Sim eu espero que sim e sinceramente é como eu digo o Punk tal como o Orton quando era Legend Killer é que fizeram por merecer este destaque. Eu quando comparo ao Orton naquela altura é um elogio, porque eu adorava aquela gimmick do Orton.

  3. MicaelDuarte - há 4 anos

    Um bom resumo desta grande Streak levada pelo Taker.

    Na Wrestlemania 21, onde vimos Undertaker defender a sua Streak frente a Randy Orton, vimos um combate muito bom que teve um grande build up, e realmente toda aquela atmosfera à volta deste combate, fez-me acreditar que poderia ter sido o Orton a por um fim à Streak.

    Depois tivemos também o embate Batista vs Undertaker que também gostei bastante, e mais uma vez, foi uma grande rivalidade, o combate foi bastante intenso mas deveria ter sido mais longo, pois estávamos a falar de: uma grande rivalidade, do título mundial em jogo e a própria Streak do Taker…

    O combate Edge vs Taker na Mania 24 foi bom também, e devido ao Edge já ter na altura um historial ao estilo “shock the world”, era bem possível que por meio de qualquer jogada (até mesmo com a interferência de alguém) ele acabasse com a Streak, mas mais uma vez, tal não aconteceu.

    SHAWN MICHAELS VS UNDERTAKER (Mania 25/26) – poderíamos estar à espera de algo mais que não dois combates de absolutamente elevada qualidade? Claro que não! E mais, estes combates tiveram uma componente emotiva fantástica. Certamente, dois dos melhores combates da história da Wrestlemania e do Wrestling em si.

    Undertaker vs Triple H (WM 28) – Para mim foi um grande combate, mas não um grande combate em termos de manobras, aliás, para um combate Hell In A Cell, o uso deste conceito foi quase nulo. Foi um grande combate sim, mas pela emoção tremenda que passou. Tinhamos um HBK que garantia ter a Streak nas mãos e tivemos um sweet chin music seguido de um pedigree que quis fazer-nos acreditar que, mais do que nunca, a Streak acabava ali mesmo. Mas no balanço final sim, foi um grande combate.

    O que nos espera para a WM 30? CM Punk vs Undertaker? Seria muito bom! Só de imaginar a rivaliade que poderia crescer entre estes dois…
    Já li algures que caso Punk vs Taker não aconteça, teremos um Punk vs Ryback que, para mim, é um ATENTADO a todo o desempenho fantástico do Punk e à sua qualidade enquanto wrestler! Já para não falar que ele ficaria assim, fora do panaroma dos grandes combates da WM 30, repito é um ATENTADO ao Punk…O mínimo dos mínimos, caso Punk e Taker não possa acontecer devido à saúde de Taker, é Punk entrar na disputa do título da WWE com The Rock e Cena…

    Bom fim-de-semana pessoal ;)

    • danielLP21 - há 4 anos

      WrestleMania 29 e não WrestleMania 30.

      Ainda não perceberam que o Punk não vai lutar pelo Título da WWE na WrestleMania? A WWE não quer colocar ninguém entre o Rock e o Cena, mesmo que o Undertaker não esteja presente. Esqueçam essa ideia. A desilusão será menor.

      • MicaelDuarte - há 4 anos

        Sim, 29 e não 30, enganei-me.

        Eu falei no mínimo dos mínimos, isto é, mesmo que não entre nessa disputa pelo título, que tenha pelo menos um grande destaque na Wrestlemania como merece.

    • José Sousa - há 4 anos

      Essa rivalidade com o Batista vale pelos combates a seguir e aquele cash-in fantástico do Edge,aí o Henry fez o que faz melhor ser destruidor e quando é ele é abslutamente fantástico.

      A do Orton é fantástica até porque o ano do Orton também o é, um pouco á semelhança do Punk agora. Quando escrevi sobre esse combate lembrei-me de quão brutal era aquela gimmick do Orton.

      A do Triple H é boa, mas as feuds com o Edge e com o HBK são a minhas preferidas são mesmo combates de roubar o espetaculo.

      • MicaelDuarte - há 4 anos

        É verdade. A gimmick actual do Ziggler faz-me lembrar bastante a gimmick antiga do Orton (a parte de se exibir em tudo o que faz), que lhe acentava que nem uma luva e tinha muita mais margem de manobra que esta à “The Viper”…

        A do Edge foi boa mas a do HBK e do Orton para mim foram as melhores para mim. Na WM 25, todo aquele contraste entre o brilho-escuridão, bem e mal, enfim…tinhas ali um grande combate garantido (e assim foi!).

        A WWE deveria começar a arranjar novos motivos que atraissem o pessoal para ver a WM, porque uma Wrestlemania sem Undertaker é uma coisa um pouco difícil de se imaginar e ele está mais que nos últimos dias…

      • José Sousa - há 4 anos

        Só que a gimmick do Orton era fantástica, não que a do Ziggler não seja. Mas ele já tinha grande impeto tinha derrobado quase todas as lendas.

        Isso também eu acho, mas olha que somos ainda poucos a dizer isso aqui no site. Muito ainda acham que ele devia ficar até aos 30-0. Para mim é este ano e próximo para mim o último era o Jericho.

      • MicaelDuarte - há 4 anos

        Ui! Na 30-0 já teria de ser um No Desqualification Match porque o Taker teria obrigatoriamente que usar muletas! Há uma grande ideia que esta Streak tem que permanecer e “terminar” com um número redondo mas eu não penso assim, o importante é conseguir manter o feito (apesar de eu ser da opinião que a Streak poderia ser terminada), independentemente de acabar a 21-0 ou 23-0.

        MAS ainda sonho em ver um Punk vs Taker, Cena vs Taker e, tal como disseste, um Jericho vs Taker. Não seria muito difícil o Jericho meter-se ao barulho com o Taker, argumentando que já o venceu uma vez (numa smackdown em 2010, ainda que com uma ligeira “ajuda” do Edge) e conseguiria fazê-lo outra vez na WM…mas pronto, como para sonhar ainda não se paga nada, vamos continuar a fazê-lo xD

      • danielLP21 - há 4 anos

        30-0?!! Era o que mais faltava… Já bastou o que aconteceu ao Jerry Lawler. Têm a noção do que era o Undertaker a lutar mais 10 (!) anos?!! Ahahah que piada…

      • José Sousa - há 4 anos

        Eu também acho louco, é aquele pessoal que tem a mania que tem que acabar num número redondo. Uma Streak é uma streak será sempre impressionante. mesmo que seja 22-0 ou 23.

  4. special one - há 4 anos

    Na tua opinião quais foram os melhores combates e feuds da Streak do Undertaker? Com Edge e HBK
    E quais foram os piores? E porquê? Giant gonzalez… vi um video do combate… horroroso. o pessoal da altura contenteva-se com pouco
    Qual seria o teu top 5 dos combates do Undertaker na Wrestlemania? 2HBK, HHH (hell in the cell), Edge, Batista, Orton.
    Concordas com os momentos da semana? ou escolhia outros? concordo..

    O que acho mal nisto tudo é nunca se verá o que seria o maior de todos estes combates: Taker vs Cena… Sinceramente acho depois de shawn michaels deveria ter sido Cena, nao HHH. Espero que contra cm punk aconteça… Estranho para mim nunca ter ocorrido na altura uns taker cs stone cold ou vs rock ou vs lesnar ou vs jericho quando estavam no auge..

    • José Sousa - há 4 anos

      O maior Cena vs Taker? seria bom seria mas técnicamente não seria melhor que do HBK depois desse nenhum irá igualar na minha opinião a qualidade dos embates com o Michaels.

      • special one - há 4 anos

        eu disse maior!! não melhor que é bem diferente… melhor mao seria que o hbk mas acredito que venderia mais que rock vs cena…

  5. Vinícius Nunes - há 4 anos

    Muito bom artigo José, com o tema que é um dos fatores que mais marcam a Wrestlemania.

    Achei muito boas as feuds do Taker principalmente contra o Triple H, o Kane, o Randy Orton, Shawn Michaels e o Edge, para mim são as grandes feuds do Taker que culminaram na Wrestlemania, desse lutador fantástico, desse mito no pro-wrestling, cada um desses lutadores ajudaram muito ao fenômeno que o The Undertaker é e sempre será em termos de pro-wrestling.

    Um top 5 dos combates do Undertaker seria assim, claro que é mais pelo gosto pessoal e pela minha emoção: 1- Undertaker vs Michaels (WM25), 2- Undertaker vs Triple (WM28), 3- Undertaker vs Randy Orton (WM21), 4- Undertaker vs Edge (WM23) e 5- Undertaker vs Kane (WM14).

    Concordo com os momentos da semana, pois foram os momentos que mais marcaram a semana de cada empresa, o da WWE pois tivemos um Mark Henry que nós gostamos, aquele heel que é um destruidor de lutadores; na TNA tivemos a dupla de Roode e Aires, tag team formada com dois grandes main-eventers, ganhando o título de maneira extreamente rápida sem aquela construção de feud para vencerem os títulos de tag team.

    • danielLP21 - há 4 anos

      As tuas escolhas são exactamente iguais às minhas!

      Só uma correcção: o combate com o Edge foi na WrestleMania XXIV. Na 23 o “Deadman” lutou com o Batista.

      • Vinícius Nunes - há 4 anos

        Perdão, é isso mesmo, foi na 24, e foi Edge vs Taker nesse main-event, a 23 foi o Cena contra o HBK no main-event, sendo que o combate entre eles na Raw seguinte, foi um dos melhores da história e o melhor que eu me lembro do Monday Nigth Raw.

    • José Sousa - há 4 anos

      Olha Vinicius sinceramente o meu preferidos são as do Kane, HBK, Edge e Orton sinceramente são feuds fantásticas. Eu a fazer este artigo quis fazer algo especial, era mesmo relembrar-me da paixão por isto. E lembra-me do Legend Killer que sei tu também adoravas, aquele cash-in do Edge, as feuds com o Kane. Olhem como era a Smackdown tinhamos momentos como aquele cash-in, com brand split era tudo tão melhor.

      • Vinícius Nunes - há 4 anos

        Não me fale em Legend Killer e em brand split, aí você me desperta o lado saudosista, para se ter uma ideia, se as promos do Orton atualmente são horríveis e pensam que ele têm péssimas mic-skills, é só ver na época de Legend Killer, quando o Taker ‘ressucitou’ a cara do Orton foi épica, que feud maravilhosa.

        E teve fases que eu gostava mais da Smackdown do que da Raw, 2005 e 2008 por exemplo, que saudades dos tempos em que as brands eram rivais.

      • José Sousa - há 4 anos

        Olha imagina como senti-me a fazer o artigo, sinceramente eu adorei fazer isto admito. Eu adorava aquele Legend Killer. E no cash o Henry é igual ao que é agora, uma besta destruidora

  6. danielLP21 - há 4 anos

    Sinceramente, um dos melhores “Smoke And Mirrors” de sempre. Apenas um erro: “mas é com Giant Gonzalez que acaba por lutar na Wrestlemania XIX, a sua terceira Wrestlemania.” Claro que não é “XIX” mas sim “IX”. No entanto, é um erro insignificante.

    Kane The Undertaker ahahah Que nome tão estranho! Principalmente para aqueles que não viam Wrestling na altura e que estão habituados a que haja um Kane e um Undertaker :D

    Confesso que ainda não vi os primeiros 4 combates da “Streak”. Sim, eu sei, é imperdoável :P

    Dos combates que vi da “Streak”, o pior foi, na minha opinião, o Hell In A Cell contra o Big Boss Man. Acho mesmo que foi o pior Hell In A Cell de sempre, a par do Ryback vs CM Punk. Claro que ambos os combates tiveram bons momentos, mas está-se a falar de um Hell In A Cell…

    As minhas rivalidades favoritas do Undertaker em termos de WrestleMania foram as que ele teve com o Kane, Randy Orton, Edge, Shawn Michaels e Triple H, apesar de esta última estar um pouco mais abaixo em relação às outras que eu referi.

    As rivalidades com o Kane foram brutais. É a minha história favorita em termos de Wrestling, apesar de haver algumas que se aproximam. E o Undertaker está presente em quase todas… Mas voltando à história entre irmãos. A estreia do Kane foi, a meu ver, a melhor de sempre, por tudo o que aconteceu nos meses anteriores. Para quem não viu, aconselho-vos a verem as 13 partes ( se não estou em erro) correspondentes às 13 semanas anteriores ao Bad Blood 1997 e observem as promos fantásticas do Paul Bearer. Depois daquelas promos, aquele regresso foi a cereja no topo do bolo. O combate entre eles na WrestleMania XIV foi brutal, seguido de um “Inferno Match” ainda melhor!

    Depois fizeram equipa, voltaram a rivalizar no SummerSlam 2000 ( acho eu), num combate em que o Kane ficou sem a máscara e foi a correr para os bastidores. Em 2003, o Kane ajudou o Vince a vencer o Undertaker ( depois de quase ter morto o filho do Vince na mesma noite xDD) e começou aí mais um capítulo desta grande história. O problema é que o combate da WrestleMania XX desiludiu um pouco. Esperava-se mais tempo de combate, pelo menos eu esperava. Ainda me lembro que nessa altura eu não pescava nada disto e “caguei-me” todo ao ver estes dois monstros ao mesmo tempo :D

    Adorei quando, no Draft de 2004 ( uma das melhores Raw’s de sempre, para mim, como é óbvio), o Kane exigiu ao Paul Heyman e ao Eric Bischoff que não queria saber se ficava na Raw ou na SmackDown, desde que não ficasse na mesma brand do ‘Taker. Em 2006 ou 2007 uniram-se, em 2010 voltaram a rivalizar ( desta vez, sem tanta qualidade na feud), e em 2012 protagonizaram aquele momento emocionante na Raw 1000…

    A rivalidade com o Randy Orton teve momentos únicos, dos quais destaco as caretas que o Orton fazia sempre que ficava assustado ahah Grande feud, e o combate entre o Orton e o Undetaker na WM 21 deve ser um dos que eu já vi mais vezes. Acho que já decorei a sequência toda do combate :D E que combate!

    Será que preciso mesmo de explicar o porquê de amar a história Edge/Undertaker? Aquele cash-in foi perfeito ( tirando a parte em que o JBL diz “Not this way Edge, not this way dammit!” e 20 segundos depois já está a dizer que o Edge é genial xD

    A interferência do Edge no Hell In A Cell entre ‘Taker e Batista foi épica, o combate deles na WrestleMania XXIV épico foi, e a continuação da feud levou-a um patamar de excelência. Uma das melhores de sempre! Que “Hell In A Cell” excelente no SummerSlam 2008, quando o Edge levou uma “Chockeslam” para debaixo do ringue, e depois regressou no Survivor Series para roubar o Título da WWE num dos seus maiores pops de sempre eheh Que história… E ainda acho que o Curt Hawkins e o Zack Ryder podiam ter sido uma das melhores Tag Team’s dos últimos 10 anos. Sem exagero!

    A história com o “HBK” é aquilo que todos nós sabemos. Tiveram aquele que é, para muitos, o melhor combate de sempre. E atenção que a história deles vem do ano de 97′, no tal “Hell In A Cell” em que o Kane se estreou, e no Royal Rumble 98’ onde o Shawn tem a lesão que muitos pensavam ser o fim da sua carreira… Mas ainda bem que não foi! Senão não teríamos tido aqueles combates em 2009 e 2010, curiosamente em dois anos fracos por parte da WWE…

    3 WrestleMania’s com o HHH… Já chega! Ambos os dois ( xDDD) deviam ter acabado a carreira no “End Of An Era”… Ah esperem, estou a faltar ao respeito ao HHH e ao ‘Taker por dizer que gostava que eles já estivessem reformados. Peço imensa desculpa. Mais uma história linda e uma daquelas que nos dão orgulho em ser fãs de Wrestling.

    O meu Top 5? Ui…

    1- Shawn Michaels vs The Undertaker ( 25th Anniversary of WrestleMania)
    2- Triple H vs The Undertaker ( WrestleMania 28, o tal que tem nota 4/10…)
    3- Edge vs The Undertaker ( WrestleMania XXIV)
    4- Kane vs The Undetaker ( WrestleMania 21)
    5- Randy Orton vs The Undertaker ( WrestleMania XIV)

    Parece-me ser o mais justo. Não repeti adversários e estão reunidas as minhas 5 histórias favoritas. Julgo que fui coerente. Só mais uma nota: os combates com o Edge, o Kane e o Orton estão muito próximos em termos de qualidade e o meu critério de desempate foi a minha oredem de preferência entre os 3 adversários do Undertaker nesses combates.

    Concordo em absoluto com os momentos da semana.

    Mais uma vez, um artigo fantástico. Parabéns!

    • Renato - há 4 anos

      Daniel, aprecio muito os seus comentarios… Bem desta vez queria agradecer por concordar em tudo o que disse, voce so me poupou trabalho, tudo o que queria dizer esta aqui em cima explicado por ti…

      • danielLP21 - há 4 anos

        Agradecer? Não há nada a agradecer! Obrigado pelo elogio e ainda bem que concordas comigo :D

      • Renato - há 4 anos

        De nada DanielLP21! Simplesmente falas muito bem de Wrestling! :)

      • vascosilvavasco - há 4 anos

        Renato concordo contigo o danielLP21 percebe muito de wrestling e sabe comentar bastante bem,de todos os comentadores aqui do site é o que me dá mais prazer ler os comentários

      • Renato - há 4 anos

        Ja somos 2 Daniel! Concordo em tudo vascosilvavasco!

      • danielLP21 - há 4 anos

        Assim fico mal habituado :D

    • José Sousa - há 4 anos

      Desculpa pelo lapso. Ainda bem que gostaste, quando pensei no tema quis que fosse algo especial, o Taker é especial não podia fazer algo banal. Os primeiros quatro não são geniais mas fazem parte da lenda.

      Quanto ás tuas escolhas concordo e percebo porque escreveste tanto porque até eu quis cingir ao maximo na Streak, porque esse pormenores da estreia do Kane que é realmente brutal, as feuds entre eles foram fantásticas. Essa cena do Draft é mitica.

      No caso do Orton é igual, eu adorava o Legend Killer naquela altura, aquele Orton impressionava-me. Ah Rated RKO que saudades!

      Falando em Rated esse cash-in é fantástico, eu nem sei se prefiro este ou o que ele faz ao Cena. Ambos são fantásticos mas também é o Edge o que podia esperar tinha que estar perto do genial não é? O JBL aí é fantástico digo-te já, e depois o Cole a insultar o Edge porque o Cole era totalmente face na altura. Bela altura onde o Smackdown era importante, ou pelo menos tinha impacto. Bem devia voltar o split.

      Sobre o HBK não comento mais, acho que faltam palavras para descrever aqueles combates, sobretudo o primeiro e juro que não sabia que o Salvador ia escolhe-lo quando começei o artigo.

      Sobre o Triple H concordo eu disse na altura que era o cenário ideal para culminarem a carreira. E o Triple H acredito que o combate com o Lesnar possa mesmo ser o último.

      Olha ainda bem que gostaste, concordo com as tuas escolhas seriam as minhas, e foi a minha oportunidade de fazer um tema mais racionalmente numa altura em que os temas vão estar muito mais fechados a partir da próxima semana.

      • José Sousa - há 4 anos

        Ah e não deixa de ser curioso, mal eu vi o regresso do Henry lembrei-me do Cash. Como é fixe aquele Henry destruidor.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Eu também tentei escrever o menos possível mas simplesmente não consegui porque quanto mais avançava mais coisas me vinham à memória.

        O Orton de hoje nem parece a mesma pessoa comparado ao “Legend Killer”… Aquele sim era o grande Orton, apesar de o de 2009 ser igualmente brutal! A partir daí, by-bye…

        Eu também não sei quais dos cash-in prefiro… Epá o Edge representava tão bem… Era um actor fantástico! As expressões dele quando viu o Undertaker e o Cena a darem luta enquanto ele pensava que era canja. Ele fazia as coisas parecerem reais! Os meus cash-in favoritos são os dois do Edge, o 2º do Punk ( o 1º também gostei mas depois o reinado foi uma porcaria…) e, sinceramente, o do Jack Swagger. Não conto com o do RVD porque ele avisou quando iria usar a mala, mas o combate foi, sem dúvidas, histórico. Este “Smoke and Mirrors” foi mesmo de nostalgia pura…

      • José Sousa - há 4 anos

        É impossível porque faz parte das nossas boas memórias de começar a gostar disto a sério. E são esses momentos que ainda me fazem querer continuar ver isto, mesmo que tenha dias que me passe com algumas decisões da WWE ou da TNA.

        Eu nos cash do Edge não consigo escolher porque são dois de grande impacto. São daqueles momentos que não te esqueçes, eu a escrever esta semana contive-me muito a sério, mas não resisti ao link do segundo cash, porque a historia entre eles começa aí( para verem o produto era bem feito que já naquela altura sem darmos por ela ja tavam a trabalhar a Wrestlemania). Sim o do RVD foi como o do Cena mas para pior. Dos cash também nao gostei muito do Bryan e sou fã dele, e do Del Rio também não.

        O do Swagger tás a gozar? Tens a noção que devemos ser dos unicos que gostam dele. Tipo no micro é mau, mas no ring eu mantenho que acho que ele tem tudo para dar grandes combates. Esse cash eu adorei a forma como ele limpa a casa com os Gutwrenches mesmo fantástico.

        Oh sabe bem ser nostalgico por vezes, olha para a semana volto para a realidade e fora um combate ou outro é das antevisões mais previsiveis que fiz. Mas pronto.

  7. dxhbkdx - há 4 anos

    Adorei!! Sem dúvida o Undertaker é fantástico.
    Combates fantásticos principalmente com Shawn Michaels .
    Ele é realmente dos melhores ( a seguir ao hbk).

    Adorava realmente era também Respect vs Streak era fantástico.

    • José Sousa - há 4 anos

      Sim para mim são dois das lendas que eu mais admiro na história do Wrestling. Por isso é que concordo com os DX no HOF, querem dizer que é ego do Triple H, por favor nao relativizem a importancia deles, porque eles foram brutais. Os cinco membros claro.

  8. PedroSWWE - há 4 anos

    Para ser sinsero ainda não vi metade dos combates completos da Streak, apesar de ter sacado o dvd The Streak 20-0 2012.
    Gostei do combate com Diesel na WM12, gostei de combates com Triple H e Shawn Michaels, entre outros, detestei na WM9 o combate contra Giant Gonzalez.

    • José Sousa - há 4 anos

      Eu o do Gonzalez tambem nao gosto, aliás que fato horrivel o do Gonzalez diga-se já! Eu do Diesel gosto é do link que pus fogo ele a ir pelo ring a baixo lindo pf.

  9. Opportunist - há 4 anos

    Otimo artigo Jose a falar sobre o meu wrestler favorito de sempre e um dos pilares da historia da Wrestlemania Undertaker.Pra mim os piores combates dele foram com o Biss Boss Man eo Giant Gozalez e os melhores combates e feuds foram contra Edge,Batista,Orton,Flair,HHH,Kane e HBK.O meu top 5 de combates seria o seguinte:

    1 – HBK vs Undertaker (WM 25)
    2 – HHH vs Undertaker (WM 28)
    3 – Edge vs Undertaker (WM 24)
    4 – Kane vs Undertaker (WM 14)
    5 – Orton vs Undertaker (WM 21)

    Concordo com o moento da TNA alias adorei ver o Aries eo Roode tirarem os titles dos latinos adoro ambos Roode e Aries,e concordo tbm com o momento da WWE o Henry e mesmo muito bom como heel um belo monstro destruidor.Enfim otimo artigo e confesso q quero muito ver Punk vs Taker na Mania se o Taker estiver em condicoes claro aguardo mt esse combate pra consolidar ainda mas esse homem q teve um ano espetacular na WWE.

    • José Sousa - há 4 anos

      Sinceramente concordo com estas escolhas so colocava ainda o Batista, apesar de e ter um relação amor/odio com o Batista. Sim esses dois são sinceramente os piores mas de resto a maioria dos combates são muito bons.E ainda bem que percebes o mérito do Punk para este ano, porque ele fez por merecer este prémio, e sejamos honestos se o Tensai(A-Train) teve direito porque é que o Punk não tem?

  10. Eduardo - há 4 anos

    Ual que Smoke and Mirrors! Undertaker é simplesmente fantástico, fala dele é fala da historia da WWE e ultima luta dele foi simplesmente fantástica aquele final os três maiores se abraçando foi lindo foi como um abraço despedida selando o fim de uma era e como o William Regal falou ” Steve Austin se aposentou, Shawn Michaels se aposentou, os dois únicos restante desta era, estão fazendo seu caminho para ir também, ano apos ano, Undertaker e Triple H… é muito triste, muito triste”

    20-0 é um numero redondo seria um bom numero final pra Streak com uma boa match pra fecha com chave de ouro, porem como fã esperançoso que sou ainda sonho em ver:

    Undertaker vs CM Punk ( Rezando pra todos os santos pra que isso aconteça )

    Undertaker vs John Cena em uma I Quit Match ( Never Give Up ? Hmmm sei http://www.youtube.com/watch?v=tweJQj-R9Qc http://www.youtube.com/watch?v=fJ7pYK3aqok )

    e claro Undertaker vs Sting ( bem que a WWE podia fazer um acordo com a TNA pra essa luta acontece isso sim seria once in a lifetime )

    e o meu Top Five é igual do Opportunist e danielLP21 :
    1 – HBK vs Undertaker (WM 25)
    2 – HHH vs Undertaker (WM 28)
    3 – Edge vs Undertaker (WM 24)
    4 – Kane vs Undertaker (WM 14)
    5 – Orton vs Undertaker (WM 21)

    • José Sousa - há 4 anos

      Esse top também já disse que seria o meu. Para mim é natural reformarem-se o mais importante é a WWE perceber isso e construir novos talentos para não depender só destas lendas. E não é uma questão de falta de talento por vezes é apostas erradas.

      Quanto ás tuas ideias: O do Sting teve próximo mas já não deve acontecer; O do Cena só tinha medo que o Cena ganhasse porque nunca perdeu com essa estipulação.

      • Eduardo - há 4 anos

        Eu tenho certeza que quando o Undertaker se aposenta no outo ano ele já entrara no Hall Of Fame igual ao Edge e WWE tinha que fazer algo na WrestleMania pra homenagear ele, sei la, uma estipulação especial algo que todos se lembrariam da Streak.

        Cara, se acontecesse mesmo essa match com essa estipulação e se o Cena quebrasse a Streak fazendo o Taker desisti acho que os verdadeiros fãs invadiriam o a sede da WWE atirando pra tudo que é lado contrataria um homem bomba pra explodi tudo já que isso seria o cumulo do desrespeito, se o Shawn Michaels não conseguiu ninguém mais tem o direito de quebra.

        E sobre esse acordo entre a WWE e a TNA podia ser assim, WWE daria uma boa grana e “empresta” algum Superstar de peso pra participa de algum PPV e em troca a TNA “emprestaria” o Sting pra participa de segmentos no Raw e uma luta que seria a ultima do Taker em WrestleMania e assim fecha com chave de ouro sua carreira, eu sei que as chances pra isso são minimas porem como é sempre bom sonhar :p .

      • José Sousa - há 4 anos

        Não custa mas em road to Wrestlemania já aprendi que o parece o óbvio é o que vai acontecer. Para este ano já tenho quase a certeza dos combates na maioria( tipo tenho quase a certeza de quem ganha a Chamber para lutar com o Del Rio).

  11. dxhbkdx - há 4 anos

    meu top 5 : 1 – HBK vs Undertaker (WM 25)
    2 – HHH vs Undertaker (WM 28)
    3 – Edge vs Undertaker (WM 24)
    4 – Kane vs Undertaker (WM 14)
    5 – Orton vs Undertaker (WM 21)

  12. Adriano Garcia - há 4 anos

    Não tenho muito á acrescentar a tudo que foi dito…Parabéns pela excelente matéria, traduziu bem a carreira de Taker e no geral eu concordo com tudo que está escrito..Inclusive com a sugestão de Promo para Punk vs Taker..

    Só quero deixar aqui o registro que sempre faço quando fala-se de Undertaker…Pra mim ele é o Maior Pró-Wrestler da história e o maior Ícone/Personagem da TV Mundial..

  13. vascosilvavasco - há 4 anos

    Gostei muito deste artigo José,este homem merece a distinção que lhe fizeste.

    Gostei de quase todos os combates da streak,só detestei o combate com o Giant Gonzalez,que diga-se de passagem tinha um fato que mete medo ao susto.

    O meu TOP seria:´
    Hbk vs Undertaker(primeiro)
    Edge vs Undertaker
    Kane vs Undertaker
    HHH vs Undertaker
    Orton vs Undertaker

    Concordo com os momentos da semana!

    • José Sousa - há 4 anos

      Mete susto! Era horrível meu deus, é dos piores outfits que já vi em wrestling por favor.

      • vascosilvavasco - há 4 anos

        Eu quando vi esse combate,comecei a pensar se estava a ver wrestling ou se estava a ver um vídeo do carnaval por causa do outfit do gonzalez.

      • José Sousa - há 4 anos

        Ui mal por mal Olha ao menos o Jake Roberts era fixe tinha a cobra mesmo mas isso era fixe. Agora o Gonzalez parecia meio macaco mas para o ridiculo.

      • Adriano Garcia - há 4 anos

        Até nisso eu concordo..Aquele combate e aquela Gimmick do Gonzalez eram “Telecatch” demais pro meu gosto..

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador