Smoke and Mirrors #71 – Hall of Fame Class of 2013

Bom fim-de-semana, e sejam bem-vindos ao Smoke and Mirrors, estamos cada vez mais perto da Wrestlemania XIX, e as feuds continuam a ser desenvolvidas, algumas de forma eficaz outras de forma menos eficaz, não estando o card completamente definido, embora seja praticamente previsível qual serão os combates que ainda serão acrescentados ao card da Wrestlemania, mas sobre o card da Wrestlemania falarei mais oportunamente. Esta semana irei fazer a minha análise sobre a lista de 2013 do Hall of Fame da WWE, apresentando os principais feitos de cada um dos induzidos, e as razões pelas quais concordo ou discordo destas escolhas da WWE.

Comecemos pela escolha menos unânime para o Hall of Fame deste ano, ou seja Donald Trump. Na minha opinião ele não deveria ser induzido no Hall of Fame porque este deveria ser composto por personalidades que verdadeiramente fizeram carreira no Wrestling. Mas como já foram induzidas outras celebridades eu compreendo os motivos para introdução de Trump, embora não seja defensor desse facto.

Mas claro que as principais razões pelas quais Trump irá ser um Hall of Fame são o facto de ser um fã do Wrestling e da WWE já de longa data, e sobretudo devido ás suas colaborações em algumas storylines onde a sua intervenção cruzou-se sempre com o seu amigo Vince McMahon.  No entanto a sua primeira participação ou colaboração com a WWE é em 1991 na altura da WWF ao conceder o Trump Plaza para um WBF Championship. Mas os principais destaques de Trump na WWE foram na Wrestlemania XX onde entrevistou Jesse Ventura, e posteriormente na Wrestlemania XXIII no combate Hair vs Hair onde Bobby Lashley o representou e Umaga a Vince, e onde Trump e Lashley venceram obrigando Vince McMahon a rapar o cabelo. Depois regressou em 2009 em 15 de Junho num episódio onde Vince anunciou que vendeu a Raw a Trump, num episódio que foi livre de comerciais, porém uma semana depois Vince “recomprou” a Raw a Trump e desde daí que nunca mais voltou a antena da WWE.

No entanto a WWE considera que o seu impacto e mediatismo justificam a introdução do seu nome no Hall of Fame e por isso mesmo será um dos nomes deste ano, e quase de certeza que será introduzido por Vince McMahon.

O segundo nome, é um dos nomes cujo mérito na introdução no Hall of Fame deste ano é indiscutível, ou seja Mick Foley. Sobre ele já falei diversas vezes, aliás já fiz dois artigos a abordar especificamente a carreira do Hardcore Legend, aliás se pretenderem rever ou descobrir esses artigos é só lerem os Smoke and Mirrors#45 e #9 onde faço análise a carreira e às participações mais importantes de Foley na WWE e mesmo na sua carreira na TNA.

Por isso mesmo, existe muito pouco que eu possa acrescentar ao que já referi nesses artigos. Porque de facto por tudo o que fez na WWE, sobretudo durante a Attitude Era com a sua gimmick de Mankind, que Foley merece ser introduzido no Hall of Fame, porque a sua carreira e o seu legado de títulos na empresa justificam essa introdução. Aliás graças tivemos a valorização de novos talentos como Edge que saiu valorizado na Wrestlemania XXII depois de vencer Foley ao fazer um spear numa mesa em chamas.Mas também ele é um dos principais defensores na WWE dos Shield e principalmente de Dean Ambrose, e em parte é por causa disso que Foley não foi atacado pelos Shield no momento em que foi apresentado como membro do Hall of Fame. Ou seja Foley é um exemplo do que um veterano e um Hall of Famer devem fazer que é valorizar os novos talentos e não voltar para lhes retirar espaço ou tirar-lhes oportunidades de consolidação.

Depois de falar de dois homens nada melhor que falar de uma mulher, e logo uma das melhores Divas de sempre quer em beleza como em talento no ringue. Ela é o elemento feminino do Hall of Fame 2013, ela é a Greco-Canadiana Trish Status. E todo o seu curriculum na WWE justifica a entrada no Hall of Fame.

Trish faz o seu début na WWE em 2000 como manager de Albert e Test, mas acaba o ano de 2000 e fica “internada” no inicio de 2001 para originar posteriormente o seu face turn na Wrestlemania. Destaca-se no seu curriculum a conquista do seu primeiro título feminino conquistado face a Jazz, e um título Hardcore conquistado face a Crash Holly após um ataque de Bubba Ray Dudley, e posteriormente reconquista o título de Women Champion num tag Team igualmente como Bubba Ray Dudley ao seu lado.

Depois destes dois reinados ainda teve mais cinco reinado num total de sete reinados como campeã feminina WWE, tendo por isso um dos curriculum mais completos de sempre do wrestling feminino na WWE, onde destaco as rivalidades com Lita e Mickie James.  Mas depois de 2007 retirou-se e só regressou em 2011 para ser treinadora do Tough Enough e participar num Tag Team Match com Morrison e Snookie na Wrestlemania XXVII. Como é óbvio concordo completamente com a sua introdução no Hall of Fame e concordo com a escolha de Beth Pheonix, que segundos os rumores, deverá introduzi-la no Hall of Fame.

Os próximos dois nomes são duas lendas dos primórdios da WWF e do pro-wrestling, e com 63 anos é exactamente isso que Bob Backlund é, uma lenda do Wrestling e da WWF. Backlund começa como muitos da sua geração na AWA em 1973 e na NWA, e durante esse percurso inicial confronta Terry Funk, Dory Funk e Bob Orton Jr. Em 1977 junta-se á World Wide Wrestling Federation  e começa a carreira com Arnold Skaaland como manager e com uma feud com Billy Graham pelo título da WWWF em apenas 4  meses, mas somente em 1978 é que consegue o seu primeiro título Mundial.

Ele também tentou os títulos de Tag com Peter Mavia mas este traiu e atacou Backlund e o seu manager o que levou a uma entrevista de backstage onde Bob gritou ao entrevistador Vince McMahon “I´m gonna kill that sono f a bitch”. Em 1980 junta-se a Pedro Morales para ser tornar WWWF Tag Team Champions contra os Wild Samoans, mas também destaco em 1979 o histórico confronto entre ele e o campeão da NWA Harley Race num combate pelos dois títulos e que durou 60 minutos.

Mas com a mudança da WWWF para WWF por compra de Vince McMahon da empresa do seu pai, surgem as polémicas porque o reinado dele como campeão da WWF nos últimos meses de 1983 começam a enfraquecer a sua popularidade, e mesmo a critica começou a chama-lo do Wrestler mais Overrated, e perante esse cenário Vince queria coloca-lo como heel e apostar como face em Hulk Hogan para colocar um wrestler mais poderoso como cara da empresa mas Backlund recusou e Vince usou o Iron Sheik para “lesionar” Backlund e assim com o título vago Hogan venceu o título. Depois deste episódio Backlund nunca mais teve uma oportunidade pelo título em 1984 venceu Salvatore Bellomo para a sua última vitória na WWF antes de se semi-retirar.

Isto porque regressa em 1992 mas surge como um desconhecido para a maioria dos fãs, uma vez que pertencia a um período anterior á expansão do produto do Wrestling a nível nacional e internacional de forma mediática como aconteceu durante a Hogan Era. Durante esse regresso manteve sempre a sua gimmick original, que apesar de afastada do novo estilo de gimmicks mais mediáticas foi sempre a sua imagem de marca. E ainda conseguiu ter uma feud interessante com Bret Hart que culminou com uma vitória pelo título da WWF em 1994, no entanto três dias depois Diesel vencia-o num combate não televisionado para se tornar campeão da WWF. E apesar de presenças esporádicas em Royal Rumble como em 2000, na TNA em 2007 na Final do Papparazzi Champion Series entre Austin Starr e Alex Shelley, no Slammiversary onde combateu com Jerry Lynn contra os Motor City Machine Guns, e mesmo em 2012 onde combateu numa Raw num dos segmentos do Slater contra lendas, a verdade é que foram apenas presenças e a sua carreira culmina praticamente em 1997 quando abandona de vez a WWF.

No entanto se analisarmos a carreira dele é totalmente justo esta entrada no Hall of Fame até porque é um símbolo dos tempos da empresa na era anterior á internacionalização e do mediatismo que a WWF, actual WWE foi ganhando a partir de 1984 com a Era da Hulkamania. Mesmo assim ele é uma lenda do tempo onde a técnica e a qualidade valiam mais que as gimmicks e por isso é totalmente justo esta introdução no Hall of Fame.

Para culminar nada melhor que falar do grande destaque do Hall of Fame deste ano, Bruno Sammartino. Sammartino que começa a sua carreira na WWWF em 1959, mas é em 1960 que tem o seu primeiro combate no Madison Square Garden. Mas sem dúvida que o grande marco da sua carreira na WWWF em 1963 quando derrotou “The Nature Boy” Buddy Rogers em 55 segundos para conquistar o seu primeiro titulo da WWWF. Título esse que deteve durante oito anos, no maior reinado de sempre na história da empresa, mas como é óbvio temos que ter em conta que o tipo do produto que tinha uma agenda muito menor tanto em shows de TV como em house-shows do que nos tempos actuais.Mesmo assim e perante o contexto da época ele conseguia esgotar shows no Madison Square Garden e defendeu o seu título durante esses 8 anos contra os melhores heels da época. Sendo que somente perdeu o seu título em 1971 para Ivan Koloff, no entanto do seu curriculum faz parte novo reinado de campeão da WWWF desta feita com a duração de quatro anos.

Em 1978 faz a sua primeira retirada do wrestling mas regressa á WWF de 1984 a 1988 e mesmo com destaque e boas feuds não voltou paa ser a figura principal, e este tempo serviu quase de homenagem mais mediática e pública da sua carreira na WWWF. No entanto ele é um dos principais críticos do wrestling actual e das storylines, dos abusos em drogas, a permissividade ao acesso a esses produtos e preferência por wrestlers de menor qualidade técnica mas com mais músculo ao contrário do seu tempo. E por isso teve que ser Triple H a convencê-lo a entrar no Hall of Fame deste ano e finalmente ver o seu curriculum reconhecido para a eternidade como uma das principais figuras da história do Wrestling.

E culminamos com o último elemento a ser conhecido esta semana para o Hall of Fame: o Cinco Vezes campeão Mundial, Booker T. Sobre ele já falei também na edição#4 do Smoke and Mirrors, tendo feito uma análise á sua carreira , e por isso é que irei apenas fazer uma súmula dos momentos mais importantes da carreira de Booker Huffman Jr.

Claro que tenho que destacar a passagem dele na WCW onde foi quatro vezes campeão mundial, e onde foi campeão de Tag Team com o seu irmão, e igualmente campeão de Television e ainda dos Estados Unidos, chegando a um Triple Crown na WCW, sendo o oitavo na WCW. Contabilizando-se rivalidades com wrestlers como com rivalidades com os Nasty Boys, Lex Luger e Sting, Steiner Brothers, The Outsiders.

Na sua estreia na WWF surge enquanto líder dos The Alliance, torna-se uma vez mais campeão dos Estados Unidos, Intercontinental, de Tag Team e Hardcore Champion. Booker T igualmente luta pelo titulo da WWE e conquista um titulo mundial a Rey Mysterio após ter ganho o King of the ring em 2006, sendo o nono triple Crown da WCW, e 16º da WWE, e oitavo Grand slam champion na WWE.

Tem uma passagem pela TNA após a saida da WWE por pedido do próprio, e lá é o primeiro campeão de Legends e tag Team champion com Scott Steiner enquanto membros do Main Event Mafia. Em 2011 regressa á WWE no Royal Rumble, e posteriormente luta contra Cody Rhodes pelo títuo Intercontinental, e é desde do ano passado GM da Smackdown, após um período como comentador no programa. Não é que seja genial nessa função mas a verdade é que é pela sua fantástica carreira que Booker T atinge o Hall of Fame, e não pelas funções actuais. E a verdade é que tanto a carreira dele na WCW como na WWE justifica o prémio que irá obter este ano na Wrestlemania.

Assim culmino o artigo desta semana dedicado aos novos membros do Hall of Fame 2013, para a semana prometo voltar para mais uma análise de um momento do passado da Wrestlemania. Até para a semana no mesmo dia e no mesmo local, aqui no Wrestling.Pt, bom fim-de-semana.

Momentos da Semana

Tripleh_promo_crop_exact

Promo do Bully Ray

Impact Wrestling Review: Bully Ray Narrates The Aces And Eights Diaries

Perguntas da Semana

Qual a tua opinião sobre os membros que serão introduzidos ao Hall of Fame ano? Consideras justa a sua introdução?

Concordas com os momentos da semana? Ou escolhias outros?

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Smoke and Mirrors”.

59 Comentários

  1. danielLP21 - há 4 anos

    Bob Backlund: nunca vi nada dele a não ser as presenças no Royal Rumble a na Raw com o Heath Slater… Acredito que seja justo, até pelo currículo, embora os números, muitas vezes, não signifiquem nada.

    Bruno Sammartino: para alguns, o maior nome de sempre no Wrestling. Para mim, não é. No entanto, sem dúvidas que contribuiu e muito para a evolução do Wrestling nas décadas 70/80. Finalmente aceitou fazer parte do Hall Of Fame…

    Donald Trump: concordo que ele entre no Hall Of Fame. Foi muito mais importante do que muitos de nós pensa. Contribuiu muito para a divulgação do Wrestling no final da década de 80, por isso não vejo problema nenhum nesta escolha.

    Booker T: um dos lutadores com maior currículo na história do Pro-Wrestling. A mudança fantástica que teve em 2006 quando mudou a “gimmick” para King Booker veio provar que era capaz de desempenhar mais de um papel e não apenas aquele maluco que fazia o “Spin-A-Ronnie”. Justíssimo.

    Trish Stratus: acho que não é preciso dizer nada… Quem disser que a Trish não merece entrar no Hall Of Fame, tem que ir a correr para o hospital porque não está mesmo nada bem da cabeça.

    Mick Foley: não concordo. E porquê? Porque merece ser o “Main Event” do HOF, e isso não vai acontecer este ano. Devia entrar num ano em que fosse ele o destaque… Um dos melhores de sempre, mesmo não sendo ( nem de perto nem de longe!) um dos melhores lutadores técnicos. Não me canso de agradecer o que fez pelo Randy Orton e, principalmente, pelo Edge.

    Não vi o momento da semana da WWE ( apenas um “recap” durante o Main Event) e na TNA foram os vídeos que explicaram a história dos Aces & Eights. Daquilo que vi da WWE esta semana, eu escolhia o segmento em que o Jericho goza com o nome do Fandango. Épico!

      • danielLP21 - há 4 anos

        “Fan-B.I.N.G.O. Bingo was his name-O! O!” Ahahahah

        Só o Jericho para me dar uma gargalhada naquela Raw…

      • Enigma - há 4 anos

        Fan…dambo! Fan…danro! Fan…jango! Fandangler!Fandodgedwango! Fansweetvango! Fan…wangotango! Fan..não entendi porra nenhuma!

        Vi o vídeo que o Diogo7 enviou…LOL!

        Jericho = http://4.bp.blogspot.com/_4uu1aREN9Ow/TRZIwFq6mAI/AAAAAAAADrQ/9ktDjJ_SzTc/s400/DSC00618.JPG

      • José Sousa - há 4 anos

        Ai desculpa mas o Jericho esteve genial nesse segmento meu caro. Como diria o Daniel fosse o maior mal da Wrestlemania e da WWE o Jericho e Fandango e estaria muito preocupado mas felizmente não o é.

      • Enigma - há 4 anos

        Não ando vendo WWE á mais de 1 mês, apenas notícias.

        Dizer que eu não vou assistir a Mania é hipocrisia, porque vou.

        Wrestlemania é Wrestlemania, mesmo que essa tenha caminhado pela “Road” mais desastrosa que me lembro…

        Por isso não ando mais comentando os artigos relacionados e os shows da WWE.

        Uma das coisas que mais me deixou enojado foi o contender ao Título mundial.

        Quando eles melhorarem o nível dos programas e das storylines, volto á acompanhar em tempo inteiro.

      • José Sousa - há 4 anos

        Olha sou sincero eu tenho visto para ter material para a antevisão, só digo isto daqui a duas semanas vem ai bomba e é da grande no meu artigo, acho que vai ser mais forte que as do Fred.

      • Enigma - há 4 anos

        Holy…

        I Can’t Wait!

        :D

        Sério José, deixaste-me brutalmente curioso agora.

      • Diogo7 - há 4 anos

        José: Vem aí pipe bomb?

      • José Sousa - há 4 anos

        Acredita que vai ser bomba, já está a ser preparada aliás já tenho o próximo artigo avançado para começar a escrever a antevisão o mais cedo possível. Depois é acrescentar só os pré-show, aliás é facil adiantar porque já se sabe o card praticamente. Agora só tou mais a travar porque tenho o Perguntas e Respostas, aliás estou a tratar dele agora;)

      • José Sousa - há 4 anos

        É uma antevisão ao meu estilo, mas tem bombas. Eu já tenho as notas escritas no meu bloco. Aliás já o próprio título já mostrará muito do quão diferente será a antevisão;9

      • José Sousa - há 4 anos

        Como é óbvio não vou dizer sobre o que penso se não daqui a duas semanas já sabiam tudo.

    • José Sousa - há 4 anos

      Sendo sincero agradeço o teu comentário Daniel porque pelos vistos a qualidade do meu espaço já não é a mesma ou apenas as pessoas estão a comentar menos, mas pronto nada a fazer sobre isso.

      Olha sobre o Bob e o Bruno descobri mais esta semana ao fazer o artigo, já tinha visto algumas coisas mas não sabia muito sobre a carreira mas claro que merecem a distinção.

      Sobre o Foley estou de acordo, eu acho que merecia ser o destaque principal mas não será, mas claro que isso não retira o brilho e o brio da carreira dele que faz merecer esta distinção.

      A Trish não se debate, e consigo perceber a argumentação para o Trump porque de facto promoveu e investiu dinheiro dele nisso por isso se querem valoriza-lo tudo bem.

      Sobre o Booker T sinceramente dizes o que eu penso, ele quando faz a personagem do King Booker é que pôs com um brilho especial para olhar para ele.

      Ah um pormenor quando refiro a promo do Bully estou a incluir o video e não só a afirmação dele. Olha eu só não pus esse momento senão ainda me chamavam de Jerichoolic ou que estou a apoiar o Fandango, mas a verdade até que estou a gostar do rapaz.

      • Frederico_WWE - há 4 anos

        Qual bomba José? :D Vais falar nos num heel turn do Orton na Mania? Ou vais mandar pipe bombs à construção, ou seja portanto ao booking dessa WrestleMania? xD É que ambas têm pano para mangas :)

      • Enigma - há 4 anos

        Não vejo mau algum em ser um Jerichoholic.

        Eu sou um desses com certeza absoluta.

      • José Sousa - há 4 anos

        Eu não adianta mais sobre a minha antevisão;). Está já a ser preparada e todo o conceito é brutal. Pelo menos na minha cabeça está super-fixe. A sério!

        Ai eu assumo-me como Jericholic, só que o pessoal odeia o Fandango sem sequer ter visto o rapaz a lutar, já partem do principio que vai ser uma gimmick péssima.

      • Enigma - há 4 anos

        A única coisa que vi do tal fandango que tanto falam, foi esse segmento com o Jericho, mais nada.

      • José Sousa - há 4 anos

        Sim lá está na Wrestlemania é que vamos ver o que vale ou não mesmo tu que n
        ao tens acompanhado. E não acredito na tese do castigo ao Jericho, se ele alinhou é porque quis e vê ali algo no rapaz.

  2. David Villa "maravilla" - há 4 anos

    Concordo inteiramente com tudo aquilo que foi dito!! Só concordo com a introdução do Trump pelo facto de outras celebridades já o terem sido anteriormente e penso que vince é a decisão mais acertada para o introduzir!!

    quanto aos outros inteiramente justo por tudo aquilo que fizeram no ringue e pelo talento inegavel que possuem

    • José Sousa - há 4 anos

      Muito obrigado David e concordo contigo eu só concordo com o Trump por existirem antecedentes. Compreendo os argumentos de quem justifica a introdução embora não seja a minha perspectiva.

  3. Diogo7 - há 4 anos

    Concordo com todos os induzidos para o Hall of Fame de 2013.
    O Donald Trump foi uma das celebridades mais importantes para WWE.
    Mick Foley – Uma das maiores lendas de sempre do Wrestling. Por tudo o que fez na Attitude Era, principalmente como Mankind. Embora também tenha desenvolvido muito bem as suas outras personagens (Cactus Jack, Dude Love). E também pela valorização de jovens wrestlers como são os casos de Orton e Edge.
    Trish Stratus – Para mim, a melhor Diva de sempre.
    Bob Backlund – Nunca o vi excepto em 2012 quando enfrentou Heath Slater , mas penso que pelos seus feitos e títulos merece ser induzido.
    Bruno Sammartino – Dizem que é melhor de sempre pelo seu reinado de 8 anos como WWE champion, que para mim não mim. Obviamente merece ser induzido ao Hall of Fame.
    Booker T – É indiscutivel! Ganhou tudo o que havia para ganhar na WWE. A sua passagem na WCW foi determinante onde foi 4 vezes WCW World champion.

    • José Sousa - há 4 anos

      Como já disse ao Daniel, percebo a justificação para o Trump mas para o Hall of Fame da WWE e do wrestling era para wrestlers, como o da musica é para pessoas da música.

      Sim sobre o Foley eu nem debato, até porque como referi já fiz por outras ocasiões artigos sobre ele, e sobre o impacto dele na carreira de vários wrestlers, e na WWE.

      A Trish, o Bob e o Bruno Sanmartino merecem este destaque. Olha vê o combate do Bob Backlund contra o Bret pelo título da WWF para verem melhor o valor do homem.

      Booker T, ou melhor King Booker sem dúvida que merece e uma vénia ao rei.

  4. GJD - há 4 anos

    Concordo com todas as induções mas acho que a wwe esqueceu de fazer uma indução póstuma

    • José Sousa - há 4 anos

      Olha consigo entender a tua perspectiva, mas acho que a melhor a forma da WWE homeneager o Bearer é fazer o que ele queria enquanto estava vivo, ou seja introduzi-lo em conjunto com o Undertaker.

      • GJD - há 4 anos

        Acho que você não entendeu meu comentário , para mim não precisa ser obrigatoriamente o Paul, mas sim alguém que contribuiu para empresa e que morreu poderia ser o Savage , Ruck Rude ou qualquer outro

      • José Sousa - há 4 anos

        Sim a ideia do Randy Savage seria muito interessante sobretudo para mim que acho que ele merecia sinceramente essa distinção. Desculpa a confusão;)

  5. danielLP21 - há 4 anos

    Uma pergunta: olhando para o plantel actual da WWE, quantos Hall Of Famers é que vos parece que vão sair desta geração? Eu só vejo 4… John Cena, CM Punk, Randy Orton e Sheamus… Não comecem apostar nos gajos certos que não é preciso…

    • José Sousa - há 4 anos

      Sim puseste o dedo na ferida Daniel! Sem dúvida que desta geração só estes quatro são Hall of Famers indiscutiveis. Mas se apostarem bem podiam ter Ziggler, Bryan,Sandow, Rhodes, Del Rio como futuros hall of famers. E não falo do Ambrose porque isso era previsivel.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Acrescento o Del Rio à minha lista. Acho que esse também entra, por tudo o que já conquistou ( em números, claro…).

        Até agora ainda não recebemos nenhum sinal de que o Ambrose pode vir a ser um Hall Of Famer. De resto, concordo contigo.

      • José Sousa - há 4 anos

        Sem dúvida o Del Rio acho que vai ser Hall of Famer, pelos factores que dizes Daniel. O Show e o Kane e não só, o Christian para mim também tem que ser Hall of Fame.

      • Diogo7 - há 4 anos

        Falta aí o grande Y2J e talvez o Batista.

      • GJD - há 4 anos

        Concordo com vocês e acrescentaria :Rey Mysterio certo que está praticamente aposentado,The Great Khali é horrível em ringue e nas promos mas como é o primeiro indiano a fazer qualquer coisa acho que a wwe vai induzir ele.

      • vascosilvavasco - há 4 anos

        Sim claro o Christian e o próprio y2j Chris jericho

    • vascosilvavasco - há 4 anos

      Dos que lutam regularmente acho que só Kane e Big Show entram no Hall of Fame,para além dos que o Daniel referiu.Apesar do Show e do Kane não serem bem desta era.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Oh claro, Kane, Big Show, Christian e Chris Jericho estão lá de certeza. Nem me referi a eles porque não são desta geração.

      • José Sousa - há 4 anos

        Na minha opinião o Batista tenho dúvida que seja pelo menos enquanto não pacificar as relações com a WWE. Mas acho que ele merecia essa distinção também.

      • miguel_wwe - há 4 anos

        o batista apareceu nas gravaçoes do nxt esta semana para gravar comentários para o próximo dvd de triple h portanto talvez seja um começo mas como o batista disse que só regressava quando a pg era acabasse nao sei.

    • Sinceramente, não vejo o Sheamus no HOF.

  6. vascosilvavasco - há 4 anos

    Bom artigo e homenagem a estes grandes lutadores/lutadora e celebridade,José.

    Em relação aos homenageados:
    Donald Trump-é justo o Homem promoveu a WWE e o Vince agradece-lhe agora colocando-o no Hall of Fame.
    Mick Foley-Justíssimo.O Mick deu muito a WWE,deu grande espetáculo,ajudou os jovens talentos(Edge e Randy Orton)e é pena que não seja o “prato principal” do HF deste ano.
    Trish Srtatus-Simplesmente a melhor Diva de sempre(na minha opinião).
    Bob Backlund-Pouco ou quase nada vi dele,mas pelo que pesquisei é justo também.
    Bruno Sammartino-Só o seu reinado de 8 anos diz tudo é histórico e ainda bem que aceitou a proposta do Triple H.
    Booker T-Justo,a sua passagem pela WCW valeu-lhe de muito mas ele também esteve bem enquanto esteve na WWE enquanto lutador.CAN YOU DIG IT,SUCKA!!!!!!

    Concordo com os momentos da semana apesar do segmento do Jericho no RAW ser fantástico.

    • José Sousa - há 4 anos

      Olha concordo com vocês sobre o Foley para mim ele merecia ser o prato principal do HF este ano. Mas olha para mim o Booker é o King é a minha gimmick preferida do Booker.

      • vascosilvavasco - há 4 anos

        Sim o King Booker é capaz de ter sido o maior momento do booker na wwe

      • José Sousa - há 4 anos

        É sobretudo o momento onde ele mostra-se como um Wrestler capaz de se adaptar e mostrar-se enquanto wrestler que tem novas gimmicks além da que todos já conheciam.

  7. Tibraco - há 4 anos

    José,

    Em relação ao tema dos comentários, gostava de te dizer que não considero que o teu espaço esteja a perder qualidade. Pessoalmente, nas últimas 2/3 semanas não comentei porque o assunto dos artigos não suscitava a “vontade” de debater. Claro que é bom apresentares variedade e escreveres sobre o HOF ou uma review de todas as WrestleMania’s, mas a consequência são menos comentários. Continuação de bom trabalho!

    • José Sousa - há 4 anos

      Eu compreendo essa perspectiva, mas estou a guardar a bomba Wrestlemania para o fim de semana da Wrestlemania, e por isso é que me guardei em termos de actualidade. Excluindo a TNA mas ai já esperava uma diminuição do número de comentários.

      • Willian Silveira - há 4 anos

        Parei de ler o artigo pela metade depois disso ”usou o Iron Sheik para “lesionar” Backlund e assim com o título vago Hogan venceu o título”.

        Talvez se informando melhor antes de escrever e publicar, o seu artigo ganhe mais comentários.

      • José Sousa - há 4 anos

        E se comentasses de forma constructiva também ganhavas mais. Na minha perspectiva da forma que a WWE fez na altura é como se tivesse deixado o título de vago, porque o Iron Sheik foi campeão de transição para o Hogan tornar-se campeão mais facilmente. Por isso eu sei bem o que se passou, eu não escrevo sem me documentar antes e não escrevo no dia anterior, quando acaba um artigo já estou a pensar no artigo da semana seguinte.

        E quando comentares comenta mesmo de forma construtiva, porque até podes ter feito sem intenção mas fostes ofensivo. E por isso mesmo vou defender-me, tinha mais comentarios se fosse melhor? Se já tenho alguns leitores fieis há quase um ano e meio não é por seu mau….

      • Willian Silveira - há 4 anos

        Meu comentário foi construtivo, no 2° paragrafo até te lhe apresento uma ideia.

        Se te ofendi não foi minha intenção.

        No artigo tu não disseste “é como se tivesse deixado o título de vago” tu disse ”usou o Iron Sheik para “lesionar” Backlund e assim com o título vago Hogan venceu o título”. Percebes a diferença?

      • José Sousa - há 4 anos

        Eu sei mas eu documentei-me antes apenas apresentei a ideia se calhar da forma errada, acredito. Mas acredita que se existe pessoa que fundamenta o que escreve sou eu devido á minha formação;)

  8. gabrielgustavo23 - há 4 anos

    Qual a tua opinião sobre os membros que serão introduzidos ao Hall of Fame ano? Consideras justa a sua introdução?
    Sim considero ,pois todos marcaram a história na WWE.Se eu podusse tirar um ,tirava Donald Trump pois não acho que tem haver com Wrestling ,mas,pela sua bela amizade com Vince McMahon e as participações em WrestleMania está aí.

    • José Sousa - há 4 anos

      Como compreendo a tua perspectiva sobre o Trump, mas também aceito a justificação de quem defende a sua indução no Hall of Fame.

  9. AwesomeTheMiz - há 4 anos

    Não tem muito o que comentar, visto que concordo com o que está escrito no artigo. Sei que é triste ver Trump como Hall of Fame, pois para mim, ser um Hall of Fame da WWE tem que ter representado algo desta grande indústria.

    Se fosse o meu Hall of Fame, também incluiría:
    – Jim “The Anvil” Neidhart: foi um grande responsável por colocar Bret “The Hitman” Hart no topo do Wrestling, principalmente quando fizeram o The Hart Foundation. Além de ser o pai da melhor Diva do momento, Natalya.
    – Owen Hart: o problema, na verdade, é a viúva Martha Hart, mas ele foi um dos melhores wrestlers de sempre e deveria ser introduzido no Hall of Fame. Teve-se aquele incidente no Over the Edge de 1999, mas são “águas passadas”.
    – “Macho Man” Randy Savage: conheço duas histórias do porque da sua não-indução, a que ele só aceitaria entrar no Hall of Fame se os irmãos dele também entrassem e outra versão que ele havia tido relações com a princesinha McMahon. De uma forma ou de outra é um erro não induzi-lo ao Hall of Fame.

    Grande artigo, José, bem interessante e credível!

    • José Sousa - há 4 anos

      Ora nem mais, não vês a entrar no Hall of Fame do Cinema ou da música pessoas exteriores ao mundo deles. Mas pronto não é por ai que fico mais ofendido.

      Olha belo Hall of Fame que acrescentas e seriam todos bem interessantes, é pena que não entrem por factores externos á qualudade deles enquanto performers nesta industria.

  10. MR Perfection André Santos - há 4 anos

    Grande artigo parabens!

    Só vou destacar dois pormenores, esta classe deve de ser das mais fracas a ser indusida, talvez ao vivél da própria Wrestlemania.

    Mas 2 duas superstars que estão com muito mérito:

    Bruno Samartino por tudo que já fez( há vários artigos feito aqui no Wrestling PT para lerem)

    Bob Backlund é com muito mérito e destaco o combate contra Bret Hart que foi épico…

    • José Sousa - há 4 anos

      Oh André com todo o respeito mas o Booker T e o Foley merecem tanto como esses dois que referiste.

      • MR Perfection André Santos - há 4 anos

        Sim sem duvida.. mas estes dois já deviam ter sido á mais tempo, mas claro que sim especialmente foley

      • José Sousa - há 4 anos

        O Booker eu já referi que o admiro sobretudo pelo King Booker, a gimmick do spin-a-roonies não me agrada muito admito.

      • Enigma - há 4 anos

        Eu nunca nem sequer havia ouvido falar no tal Samartino antes se ter várias notícias sobre ele e o Hall of Fame.

        O que sei basicamente é que ele teve um reinado de anos e mais nada.

        Nunca tive nem curiosidade de pesquisar sobre.

  11. Vinícius Nunes - há 4 anos

    Grande artigo José, e achei essa turma do Hall Of Fame de alto nível, turminha da pesada mesmo, todos esles fizeram da sua maneira, só tive tempo de comentar agora, mas deixo aqui meu registro, estou no final do semestre na minha faculdade, por isso o atraso, e o comentário não ser dos mais longos.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador