Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Sting dá entrevista à Muscle and Fitness

Sting deu uma entrevista muito interessante à revista Muscle and Fitness onde abordou diversos tópicos.

Fala-nos um pouco do teu personagem no filme Revelation Road.

“O meu personagem é um membro de um gang de motoqueiros. Chama-se Brian e nós dedicamo-nos a causar o caos onde passamos. Eu sou o tipo que fez as escolhas erradas a vida inteira e acaba num gang. É uma história sobre o quanto Deus tenta nos segurar a todos enquanto fazemos o nosso caminho. Aliás é essa a razão porque aceitei fazer este filme. Não é só um filme de acção, é um filme com uma mensagem. É algo que vai além do pro wrestling, além do entertenimento e além desta vida.”

Parece um filme muito pessoal.

“E é. Em Agosto de 1998 a minha vida ficou de pernas para o ar. Eu deu a minha vida a Jesus Cristo e ele tornou-se a minha salvação, exatamente no momento mais alto da minha carreira onde eu tinha todo o dinheiro, poder e fama para fazer o que bem entendesse. É por isso que gosto deste filme. Deus continuo a tentar me abrir os olhos. A minha atitude era: »não me falem de Jesus. A minha vida está bem», mas em Agosto de 1998, eu tive um momento de verdade e fiz uma confissão à minha mulher. Houve drogas, alcool, adultério…o pacote completo e decidi libertar-me e contar toda a verdade”.

Nos teus melhores tempos de forma, como era o teu treino?

Eu nunca fiz aquele tipo agressivo de levantamento de pesos, mas tinha esse objectivo de conseguir levantar muito peso. Fazia muitas repetições com 100 kg, 160 kg e treinava muito as pernas. O meu máximo foram 200 kg, mas era mais novo e estava com imensa motivação. Havia tipos que pesavam menos que eu e também faziam isto facilmente. Mas eu não treinava para ter força e resistência. Eu treinava para ter tamanho. Era esse o objectivo. Os meus joelhos hoje sofrem com artroses. Já não tenho muita flexibilidade. Mas felizmente, nem sei bem como por volta de 1990 tornei-me esperto e deixei de tomar esteróides. Deixei totalmente. Há muitos tipos daquele tempo com quem eu me cruzo hoje e que já tiveram os joelhos operados ou as ancas substituidas. Eu não digo que toda a gente que já foi operada aos joelhos ou às ancas que tomou esteroides. Apenas constato que havia tipos que tomavam, que eram demasiado grandes, demasiado pesados e os seus corpos não aguentaram. Essa foi uma salvação. Mas hoje iria treinar de forma diferente. Eu até estou bastante bem para um tipo da minha idade. Acabei de fazer 54 anos e ainda estou por cá. Consigo mexer-me um pouco no ringue. Claro que não faço metade do que fazia antes, mas consigo aguentar-me”

Quem foram os tipos mais duros com que entraste no ringue?

“As melhores e mais memoráveis rivalidades foram com Ric Flair e Hulk Hogan. Um dos adversários mais dificil que tive foi o Kurt Angle. Ele é um medalhado olimpico e chamam-no »wrestling machine» e é isso mesmo que ele. O seu ritmo, resistência e ética de trabalho é de topo. Não há nada que ele não consiga fazer…o Lex Luger treinava como eu fazia, basicamente para ter um aspecto fantástico, mas ele tinha uma força sobrehumana. Eu vi-o a levantar quase 200 kg e a fazer repetições. Ele conseguia levantar 230 kg facilmente. Era um tipo realmente forte.”       

You’re 54 years old now and still wrestling with TNA. How much longer do you want to stay in the ring? Tens 54 anos e ainda lutas na TNA. Quanto tempo mais vais ficar nos ringues?

“Eu aprendi que não devo dar uma data. Eu não posso lutar muito mais tempo. Eu estou, literalmente, a levar um mês de cada vez. Tenho contrato até Janeiro de 2014 e depois veremos. Gostava de fazer mais filmes. Estou a olhar para muitos projectos, com os reality shows a serem um desses projectos. Mas quero preparar bem a próxima etapa da minha vida. No que toca a wrestling, eu mantive-me afastado da parte criativa todos estes anos, não quero simplesmente sentar-me nas reuniões e tomar conta dos wrestlers e das personalidades e tudo isso. Mas, há coisas que gostaria de ver acontecer no pro wrestling e posso vir a tentar concretizá-las. Não sei.

Tens alguma notícia que não está publicada no site? Clica aqui e envia-nos!

Sobre o Autor

- Colaborador do Wrestling.PT para os conteúdos da Total Nonstop Action!

14 Comentários

  1. danielLP21 - há 3 anos

    “A minha atitude era”. Assustei-me xD

    “O meu personagem é um membro de um gang de motoqueiros.” Olha olha, o Sting nos Aces… :D

  2. Senshi - há 3 anos

    Respeito é o que tenho a dizer…

  3. João Macedo - há 3 anos

    Com 54 anos ainda faz muita coisa que tipos com menos uma data de anos já não conseguem fazer…

  4. Jorge Rebelo - há 3 anos

    O que me pareceu igualmente interessante nesta entrevista é a questão sobre o uso de esteroides. É óbvio que essa é uma prática comum em todas as promoções, mas mesmo assim não deixa de levantar grandes questões quanto aos riscos para a saúde destes atletas.

  5. FAlmeida_10 - há 3 anos

    Gostei daquela parte em que abordou o uso de esteróides xD

  6. akujyTheHeartless - há 3 anos

    Muito respeito pelo Sting! Aos 54 anos ainda consegue combates sólidos, ao contrário de outros que muito mais novos não dão uma para a caixa. Gostei da entrevista, mas enjoa-me sempre o ênfase exagerado com que os born again falam de jesus. Enfim…são escolhas de vida.

    • FranciscoAP - há 3 anos

      Que outros muito mais novos? O David Otunga? Eu sou um enorme fã do Sting, mas dizer que faz combates sólidos ou que dá alguma para a caixa, tirando raras excepções, é só idiota. Só. O Sting está à beira de entrar em modo Hogan e Flair no que toca aos combates. E já o disse antes, tivesse outros moves característicos mais puxados e já era, já não o víamos combater há anos.

  7. Theory - há 3 anos

    Melhor momento da entrevista:

    Tenho contrato até “Janeiro de 2014”

    UAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAL…

  8. Darth Mordred - há 3 anos

    Sting realmente não faz metade, está ainda na ativa pelo nome que têm, pelo menos isso ele admitiu, antes que se alguém dissesse, viesse a ouvir disparates.

    Grande nome, grande wrestler, o lance agora é se aposentar, fazer filmes, manager e curtir sua aposentadoria.

  9. Dcastanho - há 3 anos

    Mas tendo o Sting contrato ate Janeiro de 2014 sera que poderiamos ter um Undertaker vs Sting na Wrestelmania??????’

    • danielLP21 - há 3 anos

      Todos os anos é a mesma história. Os contratos dele com a TNA são sempre até Janiero e ele acaba sempre por renovar por um ano.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador