Post da Comunidade do Wrestling.PT

Suspeito do Costume #4 – Análise: WWE Hell in a Cell

Boas pessoal, bem-vindos ao 4º artigo do Suspeito do Costume. Em semana de pós-PPV, venho falar-vos do que achei deste evento, dos combates, dos resultados e das performances de alguns superstars.

Antes de começar a fazer uma análise aos combates um a um, queria só falar de um facto que para alguns pode ser só um mero detalhe mas que para mim é algo importante, que foi a ordem dos combates. Se por um lado fiquei surpreendido pela positiva ao terem posto o combate pelo título da WWE depois do Reigns vs Wyatt, por outro não consigo perceber qual a razão de o combate pelo Intercontinental Title estar somente atrás do Taker vs Lesnar. É que não vejo um único motivo mesmo, são decisões da WWE que para alguns pode passar ao lado mas a mim intrigam-se, são coisas sem nexo nenhum.

Mas vamos ao que interessa. Confesso que não vi o Kickoff porque não me cativava minimamente e não tinha uma pontinha de interesse que fosse pelo combate. Vi o final só para saber quem seria o vencedor, e tal como tinha previsto, venceram os faces. E pelo menos a WWE teve a preocupação de não pôr o Sheamus a sofrer o pin. Comecemos então a análise ao PPV.

US Open Challenge – John Cena vs Alberto Del Rio

Bem, isto não podia ter começado de melhor forma, foi completamente inesperado este regresso do Del Rio, a WWE conseguiu esconder muito bem esta novidade e foi algo surpreendente pela positiva. Quando vi o Zeb Colter, pensei por que raio a WWE ia pôr o Cena a lutar com o Swagger depois de tanto “mediatismo” à volta do combate, mas felizmente a escolha foi bem melhor e tivemos o regresso do mexicano.

Quando ao combate, não gostei. Não foi muito longo, também não foi propriamente o melhor combate que podíamos esperar destes 2 intervenientes e mesmo o final não foi grande coisa, mas também tendo em conta que o finisher principal do Del Rio é submission e estando a ele a lutar com o Mr. Never Give Up, é normal terem procurado outra maneira de finalizar o combate, apesar de poderem ter feito algo melhor. Uma pessoa está habituada a ver o Cena a safar-se de 2 e 3 finishers e agora perde sem dar muita resistência, acho que não foi muito coerente. Mas pronto, valeu pelo regresso do Del Rio e espero que tenha um bom reinado e que o Cena aproveite agora este tempinho para descansar, sendo certo que pode ir satisfeito porque fez um trabalho brilhante com o US Title.

Hell In A Cell Match – Roman Reigns vs Bray Wyatt

Este foi possivelmente dos melhores combates que já vi na cela e sem dúvida o melhor combate do PPV. A química entre estes 2 foi brutal, foi uma história muito bem contada e nunca teve partes “aborrecidas”. Desde o uso de armas como kendo stick, o uso da própria cela e os spots fantásticos nas mesas, com destaque para o spear do Reigns, tudo contribuiu para termos um excelente final de feud. Apesar do vencedor não ter sido quem talvez precisava mais da vitória, a qualidade do combate fez com que nenhum dos dois saísse prejudicado, sendo que tanto a feud como a sua conclusão foram de elevado nível. Melhor combate da noite excelente trabalho dos dois intervenientes.

Tag Team Championship Match – New Day vs Dudley Boyz

Este combate, não sendo o melhor que as duas equipas podem fazer, foi razoável e serviu para o efeito, que era manter os títulos nos New Day não lhes dando uma vitória totalmente limpa, devido àquelas “falcatruas” com o trombone. Xavier Woods faz alguma falta, não no combate propriamente dito, mas na história do combate, pois as suas interações fora do ringue, tudo o que ele faz torna mais divertido assistir aos combates. Mesmo assim, não foi mau de todo. Como ponto negativo, aquele botch dos Dudleys, mas é um ponto negativo que não interfere em nada porque são coisas que acontecem, não são planeadas ou propositadas, e por isso não interfere na qualidade co combate e acaba por nos dar um momento para rir, pelo menos a mim. Espero pela continuação da rivalidade.

Divas Championship Match – Charlotte vs Nikki Bella

Aqui foi uma das surpresas agradáveis da noite. Um combate muito bom que nos proporcionaram Charlotte e Nikki, bem acima das expectativas e bem acima do que fizeram no Night Of Champions. Apesar de eu cada vez gostar menos da personagem da Charlotte, embora isso não seja culpa dela, o combate foi de boa qualidade e se tivermos em conta os combates que tivemos nos últimos 2 anos no main-roster, é bem capaz de estar nos 10 ou 15 melhores. Claro que ainda falta muito para chegar aos pés dos combates no NXT, mas nota-se uma clara melhoria em relação ao último PPV. Quanto à vitória de Charlotte, nada de surpreendente, qualquer outra decisão não seria lógica e agora devemos ter uma rivalidade com Paige, segundo o que aconteceu na Raw de segunda.

WWEWH Championship Match – Seth Rollins vs Kane

Primeiro facto a salientar logo de início: SETH ROLLINS GANHOU LIMPO. Já não me lembrava de dizer isto, finalmente dão uma vitória em condições ao homem e sem artimanhas nem truques nem interferências. Por coincidência, esta vitória é contra um dos homens que mais vezes interferiu a favor de Seth desde que este está sob proteção da Authoriy. Tivemos um combate razoável, claro que tem que se dar um “desconto” pelo facto de Kane já não ter a idade que tinha e como é natural os anos pesam, mas aguentou-se bem e, não mostrando a forma física de outros tempos, conseguiu dar um combate que não fugiu muito das expectativas. E com estas condicionantes, é normal que Rollins também não tenha feito o melhor combate de sempre, mas esteve em bom nível como de costume e conseguiu uma importante vitória, mais por ser das únicas 100% limpas nos últimos tempos.

Destaque para o spot da powerbomb de Rollins na mesa de comentadores e que podia ter acabado mal para Kane, mas acabaram por ter sorte e não haver nada de grave.

Quanto ao futuro dos lutadores, Rollins vai agora ter uma rivalidade com Reigns pelo título, depois de este ter vencido a Fatal 4 Way no Monday Night Raw e ser o 1#Contender, e quanto a Kane vai entrar numa rivalidade que vou falar mais à frente.

Intercontinental Championship Match – Kevin Owens vs Ryback

Como já referi, não percebo a razão deste combate ter estado depois de Seth vs Kane, mas é uma questão à qual nunca vou ter respota.

Quando ao combate em si, não me cativou minimamente de início ao fim. Não têm química nenhuma entre si (apesar de ser também pela diferença de qualidade em ringue), e foi um combate que esteve de acordo com a rivalidade, ou seja, toda uma feud fraca e que me deixa contente por ter acabado. Espero agora que o próximo adversário de Owens esteja mais ao nível dele para que possam ter bons combates e tentar elevar novamente o Intercontinental Title.

O campeão tem tudo o que é preciso para isso acontecer.

Main Event – Hell In A Cell Match – Undertaker vs Brock Lesnar

Ora bem, sobre o main-event só tenho coisas positivas a dizer. Claro que não foi o melhor combate de Lesnar, nem o melhor combate do Taker, nem o melhor combate Hell In A Cell nem sequer o melhor combate entre os 2, mas que foi um combate bem acima das expectativas, isso acho que não se pode negar. Contaram uma boa história, claro que com alguns “tempos mortos”, mas isso entende-se porque o combate já de si era violento, então com um “jovem” de 50 anos lá dentro é que é mesmo preciso essas paragens. Mas, e aqui tenho que falar em especial do Taker, teve uma noite (porque não foi só durante o combate) onde mostrou uma atitude brutal e foi uma enorme demonstração de força e querer. Quer durante o combate, que não foi fácil de aguentar devido ao uso das armas e da cela mas também ao estilo agressivo de Lesnar, como mesmo no fim quando fazia um esforço para se levantar enquanto recebia os aplausos e agradecimentos de todo o WWE Universe. Confesso que foi um momento que me emocionou, porque Undertaker é um ícone e um ídolo para todos que veem WWE à alguns anos, mesmo que não seja regularmente, e vê-lo ali, depois de tudo o que já fez, tudo o que já conquistou, a fazer aquele esforço, foi sensacional.

Como já disse, o combate teve bons spots e acabou por ser de boa qualidade. Vencedor acertado e assim o Lesnar continua (quase) invencível e a ter a oportunidade de no futuro um jovem talento poder ter uma rivalidade e sair com uma vitória limpa sobre The Beast.

Quanto ao que aconteceu depois do combate, excelente a Wyatt Family com uma “jogada” surpreendente e a “desrespeitar” o Phenom, atacando-o e levando-o em ombros para fora do ringue. Gostei do pormenor do Taker ir como se estivesse “crucificado”. Uma rivalidade que deverá culminar no Survivor Series num combate entre Team Taker vs Wyatt Family. Já vimos na última Raw (onde Bray fez mais uma promo espetacular) que Kane será um dos integrantes da Team Taker, tendo ido ao ringue na Raw confrontar Bray Wyatt mas sofrendo o mesmo destino do irmão.

Espero uma boa rivalidade e que seja o início da run final do Taker que poderá culminar na Wrestlemania do próximo ano.

Espero que tenham gostado do HIAC e do artigo, um bocado mais extenso que o habitual. Comentem, digam a vossa opinião, o que quiserem, a bola agora está do vosso lado. Boa semana a todos.

Sobre o Autor

Foto de perfil de Facebook

6 Comentários

  1. Uma Ideia pra finalizar o combate Del Rio vs Cena, Del Rio aplicava o seu Finisher, o ArmBreaker, e Cena ficava com os ombros no chão, Referee fazia o Count. E daria a vitória a Del Rio.

  2. Foto de perfil de Facebook

    Rodrigo de Oliveira - há 1 ano

    Hey Yo!
    Gostei de sua opinião, mais uma vez. Mas vamos lá. :)

    Eu assisti o kickoff por exatos dois motivos: Ziggler e CESARO! Gosto do Ziggler desde sempre, ele tem muito potencial. E o Cesaro é provavelmente o meu dileto hoje. Sou fã assumido e sempre estou compartilhando coisas com #CesaroSection e #PushCesaro mesmo! Vida que segue.

    Começou o USOC do Cena, toca a theme de Swagger. Pensei: sério?! deixaram Ziggler de fora pro Swagger?!
    Entra Zeb, anuncia Del Rio e eu tive ataque típico de uma adolescente ao ver seu cantor pop favorito aparecer naquele programa da tarde dominical. Só faltei gritar, hahaha.
    Não esperava mesmo que El Patron voltasse. E fiquei satisfeitíssimo com isso.
    E sim, Cena fez um ótimo trabalho como USChampion.

    No mais não tenho nada a adicionar e tô concordando com tudo.

  3. pirikito - há 1 ano

    Curti sua opinião sobre o PPV, mas uma coisa certa, a WWE nunca vai dar uma vitória limpa, ou um titulo pra um lutador do nxt, sobre a suas estrelas principais, único q conseguiu ganhar limpo foi o Owens, mas perdeu todos os outros combates a seguir

  4. JBL - há 1 ano

    Para mim foi um PPV de transição e sem grande interesse.

    Pontos positivos:

    – Surpresa no regresso de Del Rio;
    – Bom combate entre Wyatt e Reigns;
    – New day a mostrarem como uma tag vence um combate de forma manhosa;
    – Undertaker vs Brock Lesnar – Combate do ano na minha opinião.

    Pontos negativos:

    – Praticamente não houve grande desenvolvimento nas rivalidades;
    – Quase todas as lutas foram repetições de combates que vimos na raw ou em PPVs anteriores;
    – O combate pelo título não teve interesse nenhum.

    Claro que isto é só uma opinião. Certamente que haverá que discorde totalmente comigo.

    Cumprimentos a todos.

  5. Vitor Oliveira - há 1 ano

    Ótimo artigo

  6. "Awesome" Hater - há 1 ano

    Olha, discordo bastante no geral, mas quero fazer apenas uma observação, considerando os combates do card, o com mais sentido para estar antes do ME era, de fato, o pelo IC title. Era o com menos importância e o que podia ser menor, mais tranquilo. Uma pena, mas é a verdade.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador