Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

The Bottom Line #11 – Re-booking “The Invasion” (1)

Na edição desta semana queria fazer a análise ao PPV Night of Champions que ocorreu à uma semana. Infelizmente não tive muito tempo esta última semana para ver nada relacionado com wrestling, por isso essa análise terá que ficar para a próxima edição. Sendo assim, hoje gostava de começar um espaço que irá ter várias partes, de nome “Rebooking the Invasion”.

Ora irei fazer o Booking da Invasion que ocorreu em 2001, ano onde muita coisa aconteceu no Mundo: A Apple anuncia o revolucionário Itunes, a Wikipedia aparece online pela primeira vez, o ataque ás torres gémeas, entre muitos outros acontecimentos. No caso do Wrestling, o grande acontecimento foi o fim das Monday Night Wars que deu lugar à storyline Invasion, que foi um desastre (podem ver a minha opinião sobre o mesmo neste meu artigo.

Assim sendo tentarei fazer um Booking novo desta “história”, uma storyline onde pelo menos os talentos de ambas as companhias sejam valorizados. Sejam bem-vindos a mais uma edição do “The Bottom Line”.

Ora para começar gostaria de mostrar a lista de Wrestlers que a WWE decidiu contratar da WCW em Março de 2001:

– Billy Kidman
– Booker T
– DDP
– Shane Helms
– Kanyon
– Lance Storm
– Mike Awesome
– Mike Sanders
– Reno
– Sean O´Haire
– Shawn Stasiak
– Stacy Keibler
– Arn Anderson
– Brian Adams
– Bryan Clark
– Buff Bagwell
– Chavo Guerrero
– Hugh Morrus
– Chuck Palumbo
– Johnny Stamboli
– Kaz Hayashi
– Mark Jindrak
– Torrie Wilson
– Os árbitros da WCW

Bem, a minha ideia era usar estes wrestlers todos na minha storyline, pois mesmo que não usa-se todos na televisão, utilizaria o resto para house shows. Também queria desembolsar o dinheiro necessário para comprar os contractos de wrestlers de calibre como Sting, Goldberg, Ric Flair, entre outros.

Mesmo que fosse preciso muito dinheiro, a WWE financeiramente podia faze-lo e no final das contas, se a storyline fosse bem sucedida conseguiria recuperar o dinheiro rapidamente. Os únicos campeões da WCW da altura que provavelmente iria reconhecer como campeão, seria o Booker T que era o campeão mundial. Faria isto pois tenho intenções de utilizar esse título nesta storyline. Assim sendo vamos começar o Booking.

Nota: Bem sei que durante esta altura o Triple H e Chris Benoit se lesionam e apesar de isto ser uma espécie de fantasia, irá ter limites no campo da realidade, sendo que irei enquadrar essas lesões na storyline. O mesmo para os despedimentos de Chyna e Eddie Guerrero.

1ª Noite: 26 de Março de 2001 (Vince Mcmahon anuncia a compra da WCW)

Ora aqui iria manter o seguimento inicial e final onde Vince anuncia a compra da WCW. A única coisa que mudaria seria naquele que comprou na realidade a WCW, debaixo do nariz de Vince. Não seria o Shane Mcmahon a faze-lo, mas sim o Ric Flair, que em pleno Nitro, louco de raiva e de alegria ao mesmo tempo, anuncia que afinal foi ele que comprou a WCW, depois de mais de 2 décadas a ganhar milhões por ser o melhor wrestler e o Nature Boy. Flair diz a Mcmahon que apesar de não ter um programa de televisão, pois o Vince destruiu qualquer possibilidade disso acontecer, os lutadores da WCW não iam desistir e iriam fazer impacto à sua maneira. O seguimento acaba com o Vince bastante zangado.

Wrestlemania 17:

No que toca á Wrestlemania 17, manteria tudo como estava, com as mesmas pessoas a ganharem. A única coisa que faria de diferente seria no final do Main Event do Austin vs Rock. O Austin ganharia limpo após aplicar três Stunners no Rock. No final ambos os wrestlers apertam as mãos em sinal de respeito e o evento acaba.

Raw pós-Wrestlemania:

A Raw começa com o The Rock a vir ao ringue dizer que na última noite esteve no melhor combate da sua vida e que Austin foi o justo vencedor. Acrescenta também que ainda tem uma cláusula onde pode pedir a desforra pelo título e diz que o irá fazer hoje. Após dizer isto alguém do público, mascarado e com uma cadeira, ataca o segurança mais próximo e entra no ringue, atacando o Rock com a cadeira, focando-se na perna, lesionando-a. Após uma boa dose de cadeiradas, mais seguranças entram no ringue, mas acabam por não conseguir apanhar o mascarado em fuga. Rock tem que ser levado de maca pela sua lesão na perna (isto irá fazer o Rock desaparecer por uns meses, pois tinha na altura que participar nas filmagens de um Filme). Vince está furioso com o que se passou e vem ao ringue no final da noite com alguns dos seus wrestlers a pedir o confronto com a WCW, Flair aparece no Titantron dizendo que é bastante esperto e que não cai nos truques de Vince assim tão facilmente, afirmando que o ataque ao Rock foi apenas negócios e uma forma de fazer impacto. Este seguimento continua com Flair a revelar o seu braço direito nesta operação, Arn Anderson. Anderson faz uma promo onde critica Vince pelo que ele fez ao wrestling e por ter extinguindo e comprado os seus adversários de forma a dominar o mercado. Anderson também afirma que qualquer wrestler da WWE que se queira juntar à WCW nesta causa é bem-vindo. A Raw acaba com Vince a olhar para os seus wrestlers com ar de desconfiado.

Build up para o Backlash de 2001:

Ora o build up para este PPV não seria nada de mais. Iria concentrar em encontrar candidatos aos campeões actuais (ex: Triple H atrás do título de Austin). A guerra entre a WWE e a WCW continuaria num confronto de palavras com Vince a aumentar a sua segurança ao pé do ringue. Numa das Raws, Vince continua furioso por não conseguir resolver o problema da WCW, sendo que descarrega a sua fúria em Chris Jericho, marcado um Fatal 4-Way no Backlash pelo seu título Intercontinental. O mesmo para o Big Show que, ao não ter aparecido no card da Wrestlemania, tenta pedir a Vince uma oportunidade no Card do próximo PPV, sendo que Mcmahon rejeita essa proposta.

Backlash 2001:

– Chyna vence Trish Stratus pelo título Feminino – Chyna mantém o título
– Jericho vs Benoit vs Angle vs Raven pelo título Intercontinental – Raven vence fazendo o pin em Benoit, com Jericho furioso por ter perdido o título.
– Kane vence Tazz e Test num combate Triple Threat pelo título Hardcore. – Kane mantém o título
– Eddie Guerrero vence Jeff Hardy mantendo o título Europeu – no final do combate Ric Flair, que comprou bilhete no fila da frente diz a Eddie Guerrero em voz alta para “voltar para casa” que eles podem dar o devido valor a alguém como ele. Eddie ouve isto e apenas volta para os balneários, parecendo pensar naquilo que lhe acabaram de dizer.
– Edge & Christian vencem Dudley Boyz para manterem os títulos de Equipas
– Steve Austin vence Triple H para manter o título da WWE –no final do combate DDP aparece no Titantron dando a ideia que este está no parque de estacionamento, sendo que Vince ordena que todos os seguranças se desloquem para o local. Com Austin sozinho no ringue, aparece Booker T que vem do público com o seu título da WCW atingindo Austin na nuca, sendo que levanta o seu título em sinal de superioridade, acabando assim o PPV.

Bem pessoal, assim acaba está primeira parte no meu Re-Booking da Invasion. Sei que em termos de storyline parece pouco o que acabei de apresentar (2 PPVs no artigo), mas prometo que nas próximas partes irei ter mais Booking e irá incluir mais meses de Storyline por cada parte. Considerem este primeiro artigo como uma introdução a tudo. Porém, gostaria de saber a vossa opinião sobre como me estou a safar até agora neste modelo.

Se pensam que devia melhorar em certos aspectos e, se for assim possível, irei ter em consideração cada comentário. Devo desde já afirmar que já tenho mais ou menos uma ideia de onde quero acabar esta Storyline e as feuds que irei ter. Mas se quiserem dar sugestões no que fariam de diferente até agora, estejam à vontade. Mais uma vez espero que tenham gostado da primeira parte desta “série”. Até para à semana com a análise ao Night of Champions!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “The Bottom Line” e Ex- escritor do artigo "One on One". Acompanha Wrestling à 10 anos.

13 Comentários

  1. Bernardo_JR - há 3 anos

    Você vai continuar a fazer o booking da Invasion?

    • Rúben Rosa - há 3 anos

      Sim vou continuar a fazer o booking. Apenas irá ter um intervalo na próxima semana, pois vou fazer a análise ao Night of Champions.

  2. simba - há 3 anos

    Pessoalmente nao gostei muito

  3. Rúben Rosa - há 3 anos

    Compriendo. Porém irei continuar com esta ideia até à parte 2. Se mais pessoais, tais como tu, não gostarem desta ideia irei abandona-la

  4. gonçalo " the best in the world" - há 3 anos

    Estou a gostar, ansioso pela 2º Parte!

    Parabéns Ruben!

  5. Miguel - há 3 anos

    Adorei a ideia.

    Principalmente dessa época.

    Continua!

  6. gonga555 - há 3 anos

    Gostei deste formato.Continua assim.

  7. PunkGuy - há 3 anos

    Gostei do artigo !

  8. Jabardo - há 3 anos

    Para mim pessoalmente, é um bocado complicado compreender na sua plenitude tudo o que está aí escrito, porque não vivenciei a “Invasion” quando ela ocorreu. Mas até estou a gostar da história, por mim pode continuar. Espero é não esquecer-me de ler as seguintes partes…

    • Rúben Rosa - há 3 anos

      Sim é um pouco complicado para quem não viu. Mas tentarei não tornar as coisas muito complicadas de se perceber. Booking rule 101 – Fazer o Booking mais simples é na sua maioria a melhor coisa a fazer

  9. zackryderfan - há 3 anos

    Torrie wilson e stacy keybler sao bue bonitas

  10. Senshi - há 3 anos

    Para já não se pode opinar muito, são como ideias soltas… depois de mais uma ou duas partes já se começa a perceber onde queres chegar…

  11. danielLP21 - há 3 anos

    Até agora, nota bastante positiva.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador