Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

The Bottom Line #24 – Top10 Best Matches (WWE’13)

Quando nos encontramos a pouco mais de uma semana do final do ano de 2013, é altura para nós, fãs de wrestling, olharmos para o que aconteceu ao longo de 365 dias, e discutir quem foram aqueles que se destacaram durante todo o ano. Assim sendo, na edição desta semana, irei apresentar um Top 10 dos melhores combates da WWE no ano de 2013. Esta lista só contém combates da WWE, pois não acompanhei com rigor, durante tudo o ano, companhias como a TNA e a ROH. Olá a todos e sejam bem-vindos a mais uma edição do “The Bottom Line”.

10º – Cody Rhodes & Goldust vs The Shield (Rollins & Reigns) – Battleground

Para começar este Top, temos um combate de Tag Team que aconteceu no PPV Battleground. Tudo começou quando Cody Rhodes foi injustamente despedido, depois de se fazer ouvir sobre as injustiças que o “Poder” da WWE estava a exercer na altura. Os familiares de Rhodes revoltaram-se, tendo o seu irmão, Goldust, e o seu pai, Dusty Rhodes arranjando maneiras de ser ouvidos pelo CEO Triple H e a mulher, Stephanie Mcmahon. Porém, isto de nada valeu, pois o “Poder” continuava a ignorar a Família Rhodes com ataques verbais e físicos. Os Rhodes, não conseguindo o que queriam de maneira civilizada, resolveram contra-atacar de uma outra maneira, ao interferirem com o bem estar do programa de televisão, Raw. Assim sendo, a Família Rhodes foi finalmente ouvida, tendo um combate sido marcado para o PPV Battleground. Se a equipa dos irmãos Rhodes vencessem os campeões de Tag Team, Roman Reigns e Seth Rollins, então Cody Rhodes e Goldust recuperavam o emprego. Antes do combate começar, ambos fazem uma promo bastante sentida. Depois de muita imprevisibilidade e “storytelling” os irmãos Rhodes conseguem a vitória, recuperando as suas carreiras no wrestling e a sua dignidade. Bem que merece entrar no Top!

9º – Daniel Bryan vs Randy Orton – Night of Champions

O próximo combate deste Top é entre Daniel Bryan e Randy Orton, com o título da WWE em jogo, no PPV Night of Champions. Após ter sido roubado do seu momento no Summerslam, Daniel Bryan tinha apenas uma coisa em mente: recuperar o que era seu, o título da WWE, e mostrar ao “Poder” da WWE que era realmente um lutador de topo. Após ter sido ridicularizado e atacado durante semanas, Bryan iria ter a sua oportunidade no PPV Night of Champions, ao defrontar o campeão da WWE, Randy Orton, aquele onde era visto o “verdadeiro” talento para estar no topo. O combate foi muito bom, sendo que foi o melhor da noite. Ambos os wrestlers conseguiram dar o sentimento de “Main Event” a este combate. Ambos tiveram bastante bem nos seus papeis. Tudo neste combate tinha o sentimento de um Main Event, o que é muito bom. No final, Bryan consegue derrotar Orton e recuperar o título da WWE para o delírio de muitos fãs. É verdade que no “fim das contas” Bryan não ficou com o título, mas foi um grande momento naquela noite.

8º – Alberto Del Rio vs Dolph Ziggler – WWE Payback

Na oitava posição temos o combate pelo título Mundial, entre Alberto Del Rio e o campeão, na altura, Dolph Ziggler, que ocorreu no PPV Payback. Tudo começou na noite após a Wrestlemania. Dolph Ziggler, que na altura era detentor da mala Money in the Bank, faz o cash in num campeão enfraquecido, Alberto Del Rio. Ziggler sai vencedor e torna-se no novo campeão Mundial. Ziggler, sofreu um traumatismo pouco depois da sua conquista e, só pode fazer a sua primeira defesa do título quase 2 meses depois no PPV Payback. O seu adversário iria ser o mesmo homem que derrotará pelo título, Alberto Del Rio. Num ambiente como Chicago, Ziggler, apesar de ser o heel, foi aquele que foi mais apoiado durante o combate pelos fãs. O combate entre os dois foi muito bom, pois ambos os wrestlers mostraram wrestling muito técnico e contaram uma “história” dentro do ringue fenomenal. O final do combate foi chocante pois vimos Del Rio, o face, atacar Ziggler na mesma zona onde este sofrerá o traumatismo, várias vezes até conseguir obter a vitória. Após o combate, Del Rio ainda teve a “lata” de fazer um discurso de vitória perante fãs que estavam bastante chateados com a derrota de Ziggler. Isto marcou o principio do “heel” turn de Del Rio, que se viria a confirmar na noite seguinte no Raw.

7º – Nº1 Contender Elimination Chamber – Elimination Chamber

De seguida na lista, temos o combate dentro de uma Elimination Chamber, no PPV de mesmo nome. Este combate tinha a participação de 6 estrelas que já tinham estado no topo no passado. O prémio? Uma oportunidade de enfrentar o campeão Mundial na Wrestlemania 29. Randy Orton, Daniel Bryan, Jack Swagger, Mark Henry, Kane e Chris Jericho lutavam por essa mesma oportunidade, dentro desta estrutura implacável. Graças aos intervenientes, mostrou-se que existia bastante química entre os indivíduos, o que ajudou bastante ao combate. A cela foi usada como arma, vimos boas manobras dentro do ringue e a acção foi sempre constante. Foi uma Elimination Chamber como a maioria, mas isso significa que foi muito boa. O que também ajudou este combate, foi a imprevisibilidade, pois foi uma surpresa quando vimos o Jack Swagger a derrotar Randy Orton para vencer o combate. Mais uma vez, combate bastante bom.

6º – Smackdown Money in the Bank – Money in the Bank

The Bottom Line #2   Summer of Oportunities

Na sexta posição, temos o combate Money in the Bank da Smackdown, realizado no PPV de mesmo nome. Este combate tinha algo de invulgar, pois todos os participantes, na altura, eram “heels”. Este pormenor tornou este combate mais interessante, na minha opinião. Em jogo, estava uma oportunidade de desafiar o campeão Mundial, a qualquer altura, durante os próximos 12 meses. Damien Sandow, Wade Barrett, Cody Rhodes, Dean Ambrose, Fandango, Jack Swagger e Antonio Cesaro tinham apenas uma coisa em mente: ganhar a mala e ter uma oportunidade única de se tornar campeão. O combate foi muito bom, com muita acção, bom uso dos escadotes, a diversidade de estilos apresentados pelos wrestlers tornaram o combate melhor. Achei que os grandes protagonistas deste combate foram o Dean Ambrose, pois teve bons spots durante o combate, o Cesaro e o Jack Swagger, pois adorei o facto de os dois trabalharem em equipa durante todo o combate, nunca traindo um ao outro mantendo sempre uma coesão atacante bastante boa e Damien Sandow, que acabou por ser o vencedor do combate, traindo o seu parceiro, Cody Rhodes. Foi um grande combate de Escadote!

5º – CM Punk vs Chris Jericho – Payback

No meio da tabela, temos um combate entre dois grandes wrestlers, Chris Jericho e CM Punk, que ocorreu no PPV Payback. O build up para este combate foi feito semanas antes do mesmo, quando foi anunciado que CM Punk iria regressar, depois de 6 semanas de ausência. Chris Jericho foi o escolhido para defrontar o Punk neste regresso. Punk iria ter a vantagem, pois estava a combater na sua cidade natal, Chicago. Assim que o Punk apareceu para o combate, o público foi ao delírio. Foi praticamente um “face” turn, que só viria a ser confirmado na noite seguinte no Raw. O que dizer do combate? Fantástico! Ambos os wrestlers mostraram tudo, fizeram de tudo para conseguir fazer o melhor combate possível. Tivemos High Spots, wrestling técnico, Submissões, manobras de grande impacto e muita imprevisibilidade. No fim, CM Punk consegue atingir o Jericho com o Go to Sleep e obtêm a vitória e um regresso vitorioso. Este é, na minha opinião, o segundo melhor combate entre os dois, apenas um pouco atrás do clássico do Extreme Rules de 2012.

4º – John Cena vs Daniel Bryan – Summerslam

De seguida na lista, temos o Main Event do Summerslam este ano. A história por detrás deste combate é o de John Cena ter escolhido o seu adversário para o Summerslam, com base na reacção do público. Os fãs fizeram-se ouvir e expressavam claramente que queriam ver o Daniel  Bryan receber uma oportunidade pelo título da WWE. Assim sendo, um combate entre os dois foi marcado para esse evento. Contudo, Vince Mcmahon não via o Bryan como um lutador adequando para defrontar o campeão, tentando de tudo “alterar” a imagem de Daniel Bryan para uma, aos olhos de Vince, “mais respeitável”. Daniel recusou à força as tentativas de Vince o mudar, e Triple H saiu em defesa de Bryan, pondo-se no lugar de arbitro do combate, para que um verdadeiro vencedor ganha-se com justiça. Ambos os wrestlers desempenharam o seu papel bastante bem e o público também esteve fantástico. Durante 26 minutos, ambos deram todo o que tinham num dos melhores Main Events da história do evento. Depois chega  a altura que todos os fãs esperavam: Daniel Bryan atinge o Cena com uma potente joelhada na cara, no meio do ringue e faz a contagem para a vitória. Foi fantástico ver este wrestler que durante 15 anos lutou para chegar onde chegou e finalmente chegou ao topo do Wrestling. Foi uma pena que a noite não acaba-se com o Bryan como campeão, mas o combate foi excelente.

3º – Undertaker vs CM Punk – Wrestlemania 29

Na terceira posição, temos o melhor combate da Wrestlemania este ano. A história por detrás deste combate começa quando CM Punk ganha uma oportunidade de defrontar a Streak do Undertaker na Wrestlemania. Porém, o build up que foi feito ao combate não foi de todo, o que se esperava. Poucas semanas antes da Wrestlemania, Paul Bearer, antigo manager e fiel amigo de Taker, falece, deixando um grande legado nesta indústria. Taker decide fazer uma homenagem no ringue, mas vê os seus planos estragados por CM Punk, que de forma audaz, desrespeita Paul Bearer e a sua homenagem. Isto não era um cenário normal, pois estávamos habituados a ver o Taker a ser aquele a produzir os “Mind Games”. Mas, desta vez, é o Punk o autor destes “jogos” ao decidir provocar a irá do morto, ao mostrar desrespeito para com a memória de Bearer. Este “ingredientes” todos bastavam para que qualquer fã quisesse ver este combate. Na Wrestlemania ambos os wrestlers dão tudo o que têm. Um deles tenta derrotar uma Streak com mais de 20 anos e imortalizar a sua carreira, enquanto o outro não só tenta manter o seu legado vivo mas também vingar o desrespeito mostrado para com o seu falecido amigo. No final de um grande combate, Taker consegue a vitória e aumentar a sua Streak para um impressionante 21-0. 

2º – CM Punk vs John Cena – Raw

Em segundo desta lista temos um combate que decorreu numa edição da Raw, em Fevereiro. CM Punk, antigo campeão da WWE que perderá o cinturão para o The Rock no Royal Rumble, desafia a oportunidade de Cena pelo título, que este ganhará no mesmo evento. Ambos tinham bastante história juntos, pois já se tinha defrontando muitas vezes no passado, com o título principal em jogo. Este combate foi absolutamente espectacular, com ambos os Wrestlers a darem o seu melhor dentro do ringue. Ambos utilizaram os seus melhores atributos e produziram um dos melhores combates do ano. Nós, enquanto fãs, sabíamos que era pouco provável que Cena perdesse o combate, mas a qualidade demonstrada mostrou que esse factor não era, de todo, importante. No fim, Cena ganha o combate e, ambos os wrestlers mostraram, com qualidade dentro do ringue, que são dois dos melhores dentro da companhia. Não foi melhor que o combate dos dois no Money in the Bank de 2011, mas é um sério candidato a ser o segundo melhor combate.

1º – Brock Lesnar vs CM Punk  – Summerslam

No topo do meu Top dos melhores combates deste ano, está o combate entre CM Punk e Brock Lesnar no Summerslam. Tudo começou quando Paul Heyman traiu o seu amigo e “cliente” CM Punk, no PPV anterior Money in the Bank. Agora Punk queria vingança, mas deparava-se com um outro “cliente” de Heyman, este já mais antigo, de nome Brock Lesnar. Após violentos ataques de ambas as partes, um combate foi marcado entre os dois para o Summerslam. Só tenho uma palavra para este combate: Fantástico! Foi algo de excelente, o melhor combate do ano, na minha opinião. Ambos os participantes tiveram excelentes: o Brock Lesnar ao ser uma máquina de destruição que todos nos lembramos dos tempos de 2002, o Paul Heyman que foi um manager heel fantástico e um CM Punk que enfrentava todas as adversidades, mas que conseguiu abalar a “Besta”. . O público esteve bastante bom durante toda a duração do combate. Este  marcou o melhor combate do Lesnar desde que voltou à WWE, na minha opinião. No final, Lesnar consegue a vitória, depois de 25 minutos de acção total. Isto foi um completo “Hino” ao Wrestling e, o melhor combate de 2013!

E aqui está o meu Top10 dos melhores combates deste ano da WWE. Espero que tenham gostado do artigo. Achas que a ordem dos combates está boa? Concordas com os combates presentes? Existe algum que tiravas? Se sim substituías por qual? O que pensas deste Top e do primeiro lugar? É essas perguntas que gostaria que respondessem de forma a prologarmos esta conversa.

A todos um excelente Natal. Até para á semana!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “The Bottom Line” e Ex- escritor do artigo "One on One". Acompanha Wrestling à 10 anos.

16 Comentários

  1. danielLP21 - há 3 anos

    Na minha opinião, o Punk vs Cena fica em 4º lugar, o Punk vs Undertaker em 3º e o Cena vs Bryan em 2º. Ainda assim, Top 10 muito bom Rúben.

    • Rúben Rosa - há 3 anos

      Daniel, admito que os 4 primeiros podiam estar em qualquer posição, no Top4

      • danielLP21 - há 3 anos

        Tirando o Punk vs Lesnar (que foi mesmo o melhor do ano), até sou capaz de concordar contigo.

  2. João Pedro - há 3 anos

    Concordo com o Top 10 e com os comentários. Como menção honrosa, colocaria o combate The Shield VS The Usos em alguma edição do Raw que eu não estou lembrando agora. Meu palpite para 2014 é que os Usos vão ganhar mais destaque pois eles merecem.

  3. Dolph Ziggler - há 3 anos

    Penso que há combates melhores que o Punk/Jericho do Payback que mereciam estar no top10, mas de resto, concordo.

  4. Catchphrase - há 3 anos

    O meu top seria:
    Jonh cena vs mark henry /sinceramente gostei deste combate o cena esteve bem e o henry ainda se mexe bem
    Raw money on the bank/bom combate com lutadores que gosto muito e com bastante potencial(punk,bryan,christian)
    Alberto del rio vs christian /sinceramente nao sei como e que nao puseste este combate com vencedor bastante imprevisível
    Rhodes vs shield /que combate rhodes e reigns sao tipo AWSOME rollins e bom high flyer e goldust still got it!
    Elimation chamber/ adorei tudo neste combate o final algo chocante
    Cm punk vs chris jericho/que combate o punk teve fora 6 semanas e eu já estava a morrer
    Cena vs punk /cena com hurricana ,crossface,powerbomb,piledriver e o punk bem como sempre
    Cena vs bryan/pra mim foi um combate óptimo mas quando o bryan aplicou o dropkick eu nao estava a espera que acabasse logo ai
    Punk vs taker/que combate ta no meu top 5 streak matchs
    Brock vs punk/meu deus que Combate a minha aposta inicial era o Brock mas a certo ponto fiquei muito confuso em relação ao combate

  5. Roberto Barros - há 3 anos

    Acho que faltou RVD vs Jericho main event da Raw e aquela luta entre Daniel Bryan e cesaro também em uma Raw.

  6. AFFALLOU - há 3 anos

    Jericho x van damme foi um baita combate tbm , mas muito bom esse top

  7. Kevin Steen - há 3 anos

    Os melhores combates desse ano a maioria The Shield ,CM Punk e Daniel Bryan estiveram envolvidos ,mas também não tinha como ser diferente ,pela capacidade desses cinco.

    Concordo contigo em quase todo o Top ,trocando apenas alguns combates de lugar.

  8. gonçalo " the best in the world" - há 3 anos

    Excelente top, o meu é igualzinho!

  9. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Bom Top Rúben. Partilho contigo a escolha do primeiro lugar.

  10. Rubinho16@ - há 3 anos

    Era para comentar isto ali no artigo do Mário, mas por esta hora duvido que alguém vá ler: é de louvar a forma física com que o Cody Rhodes esteve este ano. Sempre fui grande fã da sua capacidade atlética e do seu talento em ringue, mas este ano foi demais, com combates muito bons como o Money in the Bank, os combates com e contra o Sandow, todos os combates com o Orton, os combates a par do Goldust e contra qualquer membro dos Shield. Pode não ser nenhum Bryan ou Punk, mas este menino tem mais talento em ringue do que metade dos que andam lá dentro a “desfiapar pevides”, mal calha se este “push” fica por terra …

    Quanto ao teu artigo, o tema foi mal escolhido, a meu ver, pois com a lista divulgada pelo Mário e a polémica em torno dos Slammys, sujeitavas-te a ser repetitivo.

    Mas o artigo em si acabou por ficar bom, as opiniões são subjetivas mas em geral concordo com todos os combates, apenas trocava o Punk vs Cena pelo Cena vs Bryan.

    • Rúben Rosa - há 3 anos

      Eu comecei a faze-lo antes de saber que a lista do Mário tinha sido divulgada. Tinha tido a ideia ao longo da semana e não prévia que outro dos meus colegas fosse fazer o mesmo.

  11. Edjandro Martins - há 3 anos

    Concordo plenamente com o teu top, deixo aqui meus parabéns ao senhor chamado CM Punk que mesmo machucado e sem totais condições nos deu os 3 melhores combates deste ano, os clássicos contra Lesnar, Tacker e Cena, sem falar contra o Jericho, BEST IN THE WORLD sem dúvidas.

  12. fã numero 1 - há 3 anos

    adorei a elimination chamber de 2013. Grandes intervenientes todos eles, e uma grande vitória para o Jack Swagger que podia ter-se tornado world heavyweight champion se não se tivesse metido nos charros.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador