The Bottom Line #26 – Wyatts Stronger Than Ever!

Bem como todos sabemos, a última Raw de 2013 mostrou ter conteúdos chocantes. Estou-me a referir ao adicionamento de Daniel Bryan na Stable “Wyatt Family”. Ao que parece, finalmente, Bray Wyatt conseguiu que Bryan se junta-se ao seu grupo, numa fase bastante interessante desta Stable, que começou com bastante promessa, que mais tarde mostrou dúvidas no sucesso e, que agora, parece estar no caminho certo. No artigo de hoje irei analisar esta Stable e o impacto que teve até agora na WWE e o que reserva o futuro com o Bryan agora no seu grupo. Olá a todos e sejam muito bem-vindos a mais uma edição do “The Bottom Line”.

Ora bem, a Wyatt Family estreou-se no Roster principal da WWE no ano passado. Provenientes do território de desenvolvimento do NXT, os Wyatts eram um grupo de 3 homens, onde um deles liderava. Esse homem era Bray Wyatt. Com uma camisa e chapéu que todos conhecemos, Bray Wyatt protagonizava uma personagem algo diferente, porém, não única na história do Wrestling. Ele mostrava-se como sendo um líder de culto Maléfico, que parecia ter uns neurónios a menos e que se mostrava alegre com o sofrimento dos outros. Quando a WWE decidiu finalmente trazer estes 3 para o Roster principal, começamos a ver “Vignettes” que deixavam sempre mais perguntas do que respostas, pairando um clima de mistério à volta destas personagem.

Porém não podemos falar de Bray Wyatt sem falar dos seus dois “lacaios”, Erick Rowan e Luke Harper. Estes dois seguem quaisquer ordens que Bray lhes ordene e são eles que fazem a maioria do “trabalho”. Ambos apelidados “filhos” de Bray, estes homens seguiam este culto Maléfico que Bray lhes ensinara e apesar de Wyatt falar de uma guerra contra a “Máquina”, as verdadeiras razões por detrás do grupo ainda são algo de um mistério.

Como referi, a Gimmick de Wyatt, apesar de ser um “ar fresco” em termos de personagens existentes, não é de todo única. Dos wrestlers que, ao longo da história, se destacam com esta Gimmick, apenas dois são os mais relevantes: Kevin Sullivan e Raven. Kevin Sullivan, wrestler conhecido e famoso nos anos 80 e 90, foi aquele que fez esta Gimmick tornar-se, por assim dizer, famosa, ao mostrar ser apoiante do culto do Diabo. Este, tinha também os seus apoiantes que o acompanhavam e seguiam as suas ordens. Sullivan tornou-se um dos top heels pelas companhias onde passava e apesar desta personagem ter os tons “Cartoon” que o Wrestling nos anos 80 nos habituou, não existia dúvidas que está Gimmick era muito boa e tinha sucesso. Apesar dos momentos “Cartoon”, Sullivan apresentava algumas vezes coisas invulgares e que ninguém estava habituado, como por a Woman (Nancy Benoit e Ex-mulher) acorrentada ao pescoço.

A outra pessoa que, como já referi, teve esta Gimmick e fez dela praticamente a sua carreira foi Raven. Todos conhecemos o Raven como sendo uma das Lendas da “ECW Original”. Porém, o que o tornou tanto uma Lenda foi a sua Gimmick e Personagem. Após 7 anos de uma carreira de Wrestling pouco relevante por parte de Scott Levy, este estreia-se na ECW em 1995 com o nome de Raven, uma referência a um Poema de Allen Edgar Poe. Raven caracterizava-se por ser alguém depressivo, um sociopata que se mostrava um renegado por aquilo que defendia e representava. Tal como Sullivan, Raven tinha este grupo ao seu comando, tanto na ECW como na WCW. Muito me leva a crer que tenha sido em Raven, que o Bray se inspirou mais, pois vejo mais parecenças entre as duas personagens.

Bem, após todos estes vídeos de forma a promover a vinda destes 3 wrestlers, este grupo finalmente estreia-se no dia 8 de Julho de 2013, fazendo a sua primeira vitima: “A Máquina Vermelha” Kane. Após atacarem este wrestler de referência dos fãs, a Wyatt Family mostrava que estava com intenções sérias em se fazer ouvir. Não só este grupo de personagem era interessante, mas a sua entrada também, sendo uma das mais intrigantes de sempre, na minha opinião. Acho bastante misterioso e fascinante, quando vejo estes três wrestlers a entrar na arena, com as luzes apagadas, com uma lanterna elétrica para lhes iluminar o caminho até ao ringue. Isto cria todo um clima fantástico à volta destas personagens.

Porém, nem tudo são rosas, pois apesar da construção e “build up” inteligente destas personagens, os fãs não se deixavam deslumbrar. Esta Stable, apesar de ter feito já bastantes coisas inovadoras e que não se vê todos os dias, tinha dificuldades em ficar “over” com os fãs. O primeiro sinal de que as coisas poderiam não correr tão bem, deu-se no Summerslam de 2013. Brat Wyatt enfrentava o Kane num Ring of Fire Match. O combate provou ser bastante desapontante para a maioria dos fãs, e mostrava a grande fraqueza de Bray. O que quero dizer com isto, é que Bray Wyatt tinha a sua personagem bastante bem desenvolvida, as suas promos eram boas, mas o seu grande problema estava na sua qualidade dentro do ringue. Apesar da Gimmick fantástica, Bray não conseguia traduzir a personagem de culto para dentro do combate, sendo que Wyatt durante os combates actuava mais como um heel genérico. Com Harper e Rowan a coisa era diferente, pois não possuindo qualidades ao microfone, a única coisa que os ia por “Over” era a qualidade do ringue que provou ser razoável, mas não suficiente para alegrar os fãs.

Após alguns meses, parecia que a promissora vinda dos Wyatts não passaria mais disso, uma promessa. Contudo, devemos dar graças aos céus de não estarmos no ano de 2005 e sim no ano de 2013/14. O que quero dizer com isto, é que no passado, se uma nova Gimmick não fica-se “Over” nos primeiros meses, tudo era deixado ao abandono e não se insistia em nada. Porém, hoje em dia e, muito graças aos esforços de Triple H, foi dada mais oportunidades da Família Wyatt ficar “Over”, algo que aconteceu já no final do ano.

O ponto de viragem dos Wyatts ocorreu em Novembro de 2013, quando a WWE resolveu por estas 3 promessas numa rivalidade com CM Punk e Daniel Bryan. Parecia que a WWE fazia o correcto, pois isto ia ser o teste derradeiro para estes 3 wrestlers que enfrentavam anteriores “Top Man” da companhia, numa certa altura da carreira. Graças a esta rivalidade, os Wyatts começam a ganhar “Heat” e começam a ter mais reacção dos fãs. Quando CM Punk se afasta da Storyline, apenas encontramos a rivalidade entre os Wyatts e Bryan. Tal como grandes heels fizeram no passado, Bryan parecia que não conseguia “tocar” em Bray de modo a conseguir livrar-se deles, algo que os fãs queriam que acontece-se. Porém, Bray Wyatt conseguia sempre escapar o que deixava o Bryan furioso. Finalmente, parece que os Wyatt estão para ficar, pois mostram estar no seu melhor, neste momento. Não só isso, mas Bray finalmente estava a enquandrar a sua qualidade dentro do ringue com a sua personagem.

E chegamos ao ponto de agora, ao ponto onde Daniel Bryan finalmente desistiu de enfrentar os Wyatts, preferindo juntar-se a eles. Eu tenho reacções mistas a esta ocorrência, muito porque ainda se sabe muito pouco sobre isto. O facto de termos o Face mais “Over” da companhia, juntar-se a uma Stable Heel tem muito que se lhe diga. Muitos procuram uma ideia sobre o que poderá acontecer. Alguns afirmam que isto é temporário e que Bryan apenas está a usar os Wyatts para se vingar do Regime da WWE. Outros afirmam que Bryan continuará Face e que irá contrariar quaisquer ordens de Bray. E um grupo limitado afirma que os 4 Wyatts é para ficar por algum tempo.

Como já referi, tenho reacções mistas acerca de tudo isto. Por um lado, fico contente que uma Stable que finalmente está a conseguir “Heat”, tenha como novo membro alguém como o Daniel Bryan, já para não falar que o aspecto facial de Daniel é perfeito para o grupo. Por outro lado, ainda tenho preso na garganta o facto do Daniel ter sido tratado como foi na rivalidade com a “Authoraty” da WWE, apenas estando esperançado que este volte à Storyline com os “Top Heels”. Apesar de tudo isto, irei esperar para ver o que acontece.

Concluindo, acho curioso a passagem que os Wyatts tiveram até agora pela WWE. Fico contente que apesar de no início, os fãs não estar a dar o devido valor aos 3, a WWE não desistiu deles e penso que pode estar satisfeita com isso. Neste momento, os Wyatts nunca estiveram tão bem como agora, e qualquer que seja a finalidade do Bryan na Stable, penso que acabou de tornar as coisas bastante mais interessantes. Então e tu, leitor do Wrestling.PT? Como vês a prestação dos Wyatts até agora, desde da sua estreia? O que pensas da inclusão de Bryan na Stable? Obrigado a todos por terem lido e espero que tenham gostado do artigo. Até para à semana!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “The Bottom Line” e Ex- escritor do artigo "One on One". Acompanha Wrestling à 10 anos.

7 Comentários

  1. DUTI - há 3 anos

    na minha opiniao a prestaçao dos wyatts tem sido boa, melhor ficava eles na rota dos titulos.
    e relaçao ao daniel bryan nao creio que ao juntar.se a eles serem o “best for bussiness”, mas como o JBL dizia “se nao o pode vencer junta.se a eles”

  2. Gustavo - há 3 anos

    são simplesmente fodas só nao desejo que eles ganhem algum titulo pelo fato que sera com eles o mesmo que aconteçeu com os shield ou seja vão ficar meio ano com o titulo spo em DQ DQ DQ e quando finalmente apareçer alguem novo para tomar o ou os titulos deles vai acabar em DQ denovo

  3. 434 Days - há 3 anos

    Até agora têm estado muito bem com as fantásticas promos do Bray e a qualidade do Harper no ringue. Muito sinceramente espero que o Bryan esteja a usá-los para chegar a algo mais grandioso, pois não aguento sem gritar YES com este homem.

  4. R8cha - há 3 anos

    Para mim, é provavelmente, a melhor e mais bem representada gimnick da “PG Era”.
    Wyatt tem sido fenomenal no microfone e nas suas actuações, apesar de achar que deveria ter mais tempo de ringue.
    Quanto aos “filhos”, Harper tem tido mais destaque, e tem demonstrado que é um valor segurissimo no ringue e tambem está a desempenhar muito bem o seu papel.Rowan é o mais apagado mas não tem fraquejado e acompanha bem os outros dois.
    Quanto á inclusão de Bryan, achei genial!
    Posso ser o unico, mas achei um golpe de genio, que pode resultar numa storyline muito boa (se os guionistas não tiverem medo).
    Bryan apesar de estar “over” com o publico, estava um pouco perdido nas histórias, e com as inclusões de Lesnar e Batista(?) na rota do(s) titulo(s), este com a sua gimnick “basica” esteve estava arrumado do main-event…Esta mudança foi uma lufada de ar fresco na personagem, que pode trazer coisas boas para Bryan e para Wyatt.
    Vamos ver no que isto vai dar. O que lhes interessa, é que bem ou mal, hoje “toda a gente” liga para a RAW para ver o que se vai passar nesta historia

  5. FAlmeida_10 - há 3 anos

    Bom Artigo Rúben!

    As personagens dos Wyatts vivem de Três coisas essenciais: Os pequenos pormenores que fazem as nossas delícias (Os attires da Family, o próprio look de cada um deles, a masca rachada de um cordeiro usada pelo Rowan, da simples entrada deles, da cadeira de baloiço onde o Bray se senta, os simples gemidos no Harper durante o combate…) tudo isto pormenores que fazem a diferença; da Gimmick é claro que é muito bem pensado e gostei bastante de quando disseste que a inspiração do Wyatt podia ser o Raven, achei bastante interessante; e das Promos, do poder de Storytelling e acting do Wyatt. Sabemos muito bem que o Wyatt não é um primor técnico no ringue, mas nunca me canso de dizer que é um storyteller fantástico. Quanto á entrada do Bryan: virarem no heel era estúpido e enterrariam o gajo mais over da companhia, não irá usá-los para chegar aos títulos como face porque ia fazer os Wyatts passar por parvos e posteriormente desvalorizar-los e manchava a construção do Bryan que teve até aqui (foi construido como um face que mesmo que o tramassem saía por cima, e agora ia usar uma stable heel para chegar ao título como face? não tinha lógica). O Futuro do Bryan neste momento está um incógnita.

  6. Bad News Barrett - há 3 anos

    Sinceramente nao acho o Bray nada de especial! Acho que sim que beneficia e muito da fantastica gimmick que possuiu e de umas fantasticas mic-skills!! No entanto acho que nao é nada de especial no ringue ou pelo menos ainda nao o demonstrou!

  7. Dolph Ziggler - há 3 anos

    Acho que até agora, a Wyatt Family tem-se saído bem. Seja o Bray Wyatt nas suas promos fantáticas e unicas ou seja o Luke Harper com as suas grandes performances em ringue, penso que até agora, têm-se saído bem. O elo mais fraco é mesmo o Erick Rowan e tem sorte de ter o físico e look que tem porque tirando isso, ele é uma nulidade. E claro, a máscara também o ajuda. O Wyatt não é o lutador mais técnico no plantel, mas penso que é perfeitamente capaz de ser consistente e penso que tem qualidade suficiente para se aguentar bem. O inferno match não foi a melhor maneira de debutar o Wyatt, mas sinceramente, o booking foi terrível. O Wyatt levou um squash e limitou-se apenas a fazer o pin no fim, ainda para mais só o conseguiu com a ajuda dos seus amigos. Ainda para mais, combates de inferno, apesar de ser bonito na teoria, poste em prática, nunca dá coisa boa.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador