Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

The Bottom Line #39 – My Top30 WrestleMania Matches (3)

Finalmente chegamos ao fim das 3 partes que compõem o meu Top 30 dos melhores combates da história da Wrestlemania. No terceiro e último artigo sobre o tema, apresento o Top 10 final dos melhores combates. Porém irão existir algumas alterações. O que quero dizer com isto é que vou introduzir mais duas posições à lista. Essas posições seriam os nº 10,5 e 5,5. O que quero dizer com isto é que irei apresentar mais dois combates para além dos 10 últimos. Um deles é aquele que quase entrava no Top 10 final, mas acabou por não acontecer (sendo essa a posição 10,5), enquanto que o outro quase entrava no Top 5 final ( sendo essa a posição 5,5). Sem mais demoras, vamos então começar o artigo.

10,5 – Shawn Michaels vs Razor Ramon – Wrestlemania 10

Para começar o artigo, temos o combate que quase entrava no Top 10 final. Ocorreu na décima edição da Wrestlemania, em pleno Madison Square Garden. O combate em questão é o Ladder Match entre HBK e Razor Ramon, pelo título Intercontinental. Tudo começa quando no final de 1993, Jack Tunney, o “presidente” da WWE, retira o título Intercontinental de HBK, pois este não o defendia com a regularidade necessária. Assim sendo, o título fica vago, e Razor Ramon é coroado o novo campeão, após ganhar uma Battle Royal. Porém, Michaels afirma que ele ainda é o verdadeiro campeão, e não Ramon. Assim sendo, para resolver a disputa. é marcado um combate entre os dois, pelo título Intercontinental na Wrestlemania 10. Contudo, não é apenas um combate normal, mas sim um combate escadote, onde os dois títulos Intercontinentais iriam estar suspensos no ar. Ambos têm um combate fabuloso, onde ambos revolucionaram o estilo de combate até aos dias de hoje. Muito graças à performance de HBK, o combate Ladder Match tornou-se num dos melhores da história e inspirou outras inovações do combate, que iriamos ver nos anos seguintes. Razor Ramon acaba por ganhar o combate e afirmar-se como o derradeiro campeão, mas para a história fica o revolucionário combate que inspirou uma geração.

10 – Shawn Michaels vs Undertaker – Wrestlemania 25

O combate que dá inicio ao derradeiro Top 10 aconteceu na Wrestlemania 25, entre Undertaker e Shawn Michaels. Undertaker, que naquela altura já tinha um legado lendário dentro da indústria do Wrestling, com enormes feitos, começava a abrandar o seu ritmo de competição. Contudo, fazia questão de continuar a competir na Wrestlemania, de modo a defender a sua Streak invencível contra qualquer oponente. Existia muita especulação sobre quem poderia ser o próximo adversário de Taker na Mania. Veio-se então descobrir que Shawn Michaels seria o novo oponente de Taker. Os fãs sabiam que HBK era um sério candidato a terminar finalmente a Streak. E eles tinham razão para pensar nisso. O combate entre os dois acontece e foi algo de fantástico. Bastante equilibrado, grande wrestling, high spots, false finishes, muito drama e tremendo storytelling. Contudo não considero este combate como a melhor coisa à fase da Terra como muitos os fazem. Foi fantástico? Sim. É o melhor combate da história da Mania? Não. Eu acho que nem é sequer o melhor combate que os dois wrestlers já tiveram um contra o outro. É um combate excelente, mas muito Overated. No fim, após um erro crucial de HBK, Taker consegue agarrar a vitória e continuar invicto.

9 – Owen Hart vs Bret Hart – Wrestlemania 10

De seguida na nona posição, temos o Opener da Wrestlemania 10, Owen Hart vs Bret Hart. Os irmãos Hart, entraram em ruptura no inicio do ano de 1994. Porém, as histórias já vinham de trás, em 1993. No Survivor Series 1993, a família Hart defrontava Shawn Michaels e os seus cavaleiros num combate de 5 contra 5. Owen Hart estava na equipa da família e ajudou a conseguir a vitória no combate. Porém, nem tudo era o paraíso no ceio da família, pois nessa mesma noite, notasse um certo ciúme de Owen no seu irmão Bret. As coisas continuam estranhas durante poucos meses, mas no Royal Rumble 1994, as dúvidas foram tiradas. Owen realmente invejava o irmão, e trai-o durante um combate, lesionando a sua perna. Owen justifica-se, dizendo que Bret só pensava em si e era um egoísta. Assim, os dois entram em ruptura e uma guerra entre irmãos começa. Um combate é marcado entre os dois para a Mania 10. Os dois entram dentro do ringue e magia acontece. Ambos mostram uma química incrível. Claramente conseguiam ler a mente de um do outro pois a precisão de cada manobra foi feita de maneira praticamente perfeita. No final, Owen consegue vencer o irmão de uma forma limpa, deixando todos no recinto chocados. Por uma noite, Owen levou a melhor e os fãs presenciaram, talvez, o melhor combate de abertura de um PPV da história do Wrestling.

8 – Shawn Michaels vs Ric Flair – Wrestlemania 24

Na oitava posição, temos um combate bastante emotivo, que aconteceu entre Ric Flair e Shawn Michaels, na Mania 24. Ric Flair, The Nature Boy, durante 35 anos, espalhou elegância e prestigio nos ringues de wrestling. No final de 2007, Falir é obrigado cada combate onde participa, ou a sua carreira chega ao fim. Durante meses, Flair consegue vencer as adversidades, e a sua lendária carreira continua activa. Porém, Flair propõe um combate a HBK para a Wrestlemania 24. Michaels ao principio não o quer fazer, pois não quer ser aquele a terminar a carreira do seu ídolo. Mas, após provocações de Flair, HBK acaba por aceitar o combate. Será que Michaels seria aquele a terminar a lendária carreira de Ric Flair? Essa pergunta seria respondida na Mania 24.

Os dois entram no ringue, e antes sequer do combate começar, o ambiente já é bastante emotivo. Flair têm uma grande ovação e uma entrada de um verdadeiro campeão. Durante mais de 20 minutos, ambos tiveram um excelente combate, deixando a incerteza no resultado. Porém, as coisas chegam ao fim em determinado momento. Michaels tem Flair nas suas mãos, bastando um Sweet Chin Music para terminar o combate. Contudo, HBK mostra fraqueza e não quer dar por encerrado o combate. Flair implora para que Shawn lhe dê tudo o que tem. Assim sendo, Michaels diz algo a Flair, que a maioria só conseguiu perceber pelos ecrãs de televisão: I am sorry, I love you! HBK atinge o Super Kick em Flair e o combate chega ao fim. Michaels abandona o ringue destroçado por ter acabado a carreira do seu ídolo. Ao fim de 35 anos, uma das carreiras mais brilhantes da história do wrestling chegava ao fim. Os próximos minutos são bastante emotivos, com Flair a receber uma grande ovação, de fãs que durante anos acompanharam os melhores momentos desta lenda viva. Não só um dos melhores momentos da Wrestlemania, mas dos melhores do Wrestling.

7 – Chris Benoit vs HBK vs Triple H – Wrestlemania 20

O próximo combate da lista é o único combate Triple Threat que aparece no Top total. Aconteceu na Wrestlemania 20, e ponha frente a frente Triple H, Shawn Michaels e Chris Benoit. Em jogo estava o Título Mundial. Tudo começa quando Chris Benoit, contra tudo e contra todos, consegue vencer o combate Royal Rumble, entrando na primeira posição. Após este grande feito, Benoit tem de escolher se fica na Smackdown e enfrenta Brock Lesnar pelo título da WWE, ou vai para a Raw e enfrenta Triple H pelo Título Mundial na Wrestlemania 20. Como Benoit estava em divergências com Paul Heyman á já alguns meses, Chris prefere ir para a Raw e enfrentar Triple H. Quando parece que será apenas um combate singular pelo título na Mania, HBK decide “molhar a sopa”. Michaels afirma que Triple H não o venceu realmente no seu último combate (Royal Rumble 2004) e assim sendo, Shawn deveria também ser o nº1 Contender. Assim sendo, é marcado uma Triple Threat entre os 3 wrestlers para a Mania. O combate foi absolutamente fantástico. É talvez o melhor combate Triple Threat da história da WWE. Os 3 wrestlers tiveram uma prestação notável e o combate foi algo de outro mundo. No final, Benoit consegue obrigar Triple H a desistir com o Crossface e consegue obter a vitória. Chris finalmente conseguia conquistar um título Mundial na WWE, no Main Event de uma wrestlemania. Benoit festeja o título com o seu amigo Eddie Guerrero, numa imagens que os fãs de wrestling nunca esquecerão.

6 – Triangle Ladder Match – Wrestlemania 16

No sexto lugar, aparece um dos combates mais populares da Attitude Era, que ocorreu na Wrestlemania 16. No ano de 2000, a WWE estava num dos seus auges a nível criativo, dispondo de um Roster invejável por qualquer companhia de Wrestling. Não importa se era o MidCard, Divas, Tag Team ou Main Event, a WWE estava forte em todos os sectores. Num desses sectores, o de Tag Team, a WWE estava no seu auge, algo que até aos dias de hoje não se voltaria a repetir. De várias Tag Teams que estavam na WWE, 3 equipas estavam em maior destaque: Dudley Boyz, Edge & Christian e os Hardy Boyz. Estas três Tag Teams estavam no topo das exibições em vários shows e tinham se tornado em personagens bastante “over” na WWE. Sendo bastante diferentes entre si, as 3 nunca se tinham defrontado num único combate. Isso ia finalmente acontecer na Mania 16, num Ladder Match, onde foi dado o nome Triangle Ladder. Em jogo estava os títulos de Tag Team, na posse dos Dudley Boyz na altura. O combate foi absolutamente inovativo e viram-se coisas que até aquela altura não tinham sido feitas em combates escadote. Após o absoluto caos, Edge & Christian conseguem a vitória e tornam-se nos campeões de Tag Team. Isto deu início a vários combates extremos que as 3 equipas viriam a ter entre si. Este apenas deu inicio a tudo e acabou por ser um dos melhores combates da história da Mania.

5,5 – Shawn Michaels vs Bret Hart – Wrestlemania 12

De seguida temos o combate que quase entrava no Top 5 final. Falo do famoso combate Iron Man que aconteceu na Wrestlemania 12, entre Bret Hart e Shawn Michaels. Bret Hart, em 1994, afirma-se como a cara da WWE, numa nova fase da história da companhia, de nome “New Generation Era”. Hart comandava uma nova geração, onde wrestlers mais pequenos começavam a conseguir o seu espaço na WWE. Se Bret era a cara principal, HBK tornou-se no segundo wrestler mais importante da companhia. Porém, as coisas abalaram sobre quem realmente era o nº1 entre os dois, em 1996. Shawn Michaels ganha o combate Royal Rumble de 1996 e desafia Bret para um combate na Wrestlemania pelo título da WWE. Hart não tem opção senão aceitar o combate, mas o embate não ia ser apenas uma disputa normal, mas um novo tipo de combate, de nome Iron Man.

O combate consistia em que os dois wrestlers lutassem durante uma hora completa. Após o final da hora, aquele que tivesse mais vitórias, seja por qualquer método, seria coroado campeão e vencedor do combate. Durante uma hora, ambos os wrestlers têm um combate espectacular, onde existiu bastante química e grande qualidade de wrestling. O mais impressionante é que o combate nunca aborreceu, apesar de ser de uma hora completa, o que mostra a qualidade dos dois wrestlers. A hora acaba, mas nenhum dos wrestlers conseguiu assegurar uma vitória que seja. É proclamado que o combate atinge a “morte súbita” e só iria acabar após um dos wrestlers conseguir uma vitória. Bret protesta a decisão, mas acaba por voltar ao combate. Pouco depois, Michaels consegue finalmente atingir o Super Kick e conseguir a vitória no combate. Michaels festeja a conquista do seu primeiro título da WWE, numa das imagens mais famosas da história da Mania.

5 –  Shawn Michaels vs Kurt Angle – Wrestlemania 21

Ao entrarmos no Top 5 final, o combate que aparece de seguida aconteceu na Wrestlemania 21 e opôs Kurt Angle e Shawn Michaels. Shawn Michaels é, sem dúvida, o Showstopper, fazendo sempre exibições espectaculares dentro do ringue. Porém, á medida que os anos foram passando, muitos novos wrestlers tentavam agarrar o mérito de conseguirem ter sempre grandes combates, não importa o adversário, tal como HBK conseguia fazer. Kurt Angle é talvez aquele que mais perto estava desse mérito e apesar de ambos os wrestlers estarem no mesmo Roster durante 3 anos, um combate ainda não tinha acontecido entre os dois. Contudo, tudo muda em 2005. A WWE decide colocar os dois wrestlers em confronto. Apesar de ter tido uma construção de combate boa, mas não atingido picos de genialidade, a companhia fez uma comparação excelente, na caminhada para o combate: HBK ganhou o seu primeiro título Mundial em 1996, enquanto que Angle ganhou a sua medalha de ouro também nesse ano. Quem era o melhor? Essa pergunta ia ser respondida na Wrestlemania. O combate foi algo de especial, onde se viu dois dos melhores performares dentro do ringue em confronto. Nos momentos finais do combate, Angle consegue prender Michaels num Ankle Lock. Durante segundos e segundos, HBK tenta libertar-se, mas não tem para onde fugir. Após vários momentos de dor e agonia, HBK não tem opção senão desistir. Angle consegue a vitória, num combate frenético. Um dos melhores combates que já vi!

4 – Tables, Ladders and Chairs – Wrestlemania 17

De seguida na lista, aparece o que foi, para mim, o melhor combate Tables, Ladders and Chairs da história. Curiosamente, não foi a primeira edição deste combate que mais me cativou, mas sim a segunda. A primeiro combate deste tipo, ocorreu no Summerslam 2000, entre 3 das melhores Tag Teams da altura e da história da WWF. Os Hardy Boyz, os Duddley Boyz e Edge & Christian, lutavam pelos títulos de Tag Team, neste combate bastante inovador, que chocou tudo e todos, pelo novo nível de “High Spots” que o Wrestling atingira. Porém, apenas alguns meses depois, na Wrestlemania 17, um segundo combate TLC foi marcado, mais uma vez, entre estas 3 equipas. O prémio? Novamente os títulos de Tag Team. O que se passou nessa noite foi algo de espectacular, que na minha opinião, nunca foi batido. Estas 3 equipas travaram com unhas e dentes, uma guerra para se descobrir qual das 3 era a melhor. Este segundo foi melhor, pois pegou em tudo o que foi de bom na primeira edição, melhorando em todos os aspectos. Não só as 3 equipas tiveram momentos neste combate, mas lutadores como Spike Duddley, Rhyno e Lita também alegraram a festa. Escusado será dizer que foi absolutamente fabuloso. No final, E & C ganharam o combate, tal como na primeira edição.

3 – Bret Hart vs Steve Austin – Wrestlemania 13

O combate que abre o Top 3, é entre Steve Austin e Bret Hart, num combate se Submissão. Tudo começou em 1996, entre alguém que estava a crescer na companhia da WWE, “Stone Cold” Steve Austin e o veterano que já tinha feito, até aquele ponto, coisas grandes no wrestling, Bret Hart. Esta rivalidade ficou marcada pelo ódio que existia entre estas duas Superstars e os fãs ainda não tinham visto nada do género entre personagens tão diferentes. Por um lado tinhamos o rebelde Steve Austin que a pouco e pouco começava a ganhar cada vez mais fãs, apesar de supostamente ele ser o heel. E noutro lado tinhamos o veterano que faziam sempre grandes combates para os seus fãs, mas que ultimamente utilizava muitas desculpas para os seus fracassos recentes, coisa que alguns fãs passaram a não gostar.

O primeiro combate dos dois aconteceu no Survivor Series 1996 e o resultado favoreceu Bret Hart. O problema é que Steve Austin não desistia de atormentar Bret, custando-lhe o Royal Rumble de 1997 e o título da WWE, uns meses depois. Outro combate tinha que acontecer e assim foi. Wrestlemania 13: combate de submissão. Bret era o único que tinha um arsenal de manobras de submissão, mas isso não abrandou Austin. Ambos lutaram tanto dentro do ringue como fora do mesmo, lutando no meio do público, quebrando as regras. Os dois mostraram que conseguiam ser muito técnicos dentro do combate (o Austin neste ponto ainda não tinha partido o pescoço) e também contar uma grande história dentro do ringue, conseguindo ser muito mais violentos quando necessário. Mas o melhor deste combate foi o final, o que torna este combate tão especial.

O Bret Hart tinha o seu Finisher, o Sharpshooter, aplicado no Steve Austin no meio do ringue. O Austin estava a sangrar e não tinha para onde fugir. Ele estava cheio de dores e não desistia, e o sangue continuava a escorrer a cara, numa das imagens mais famosas da história da Wrestlemania. E Austin a um certo ponto, perde os sentidos de tanta dor sofrida e o arbitro não tem outra alternativa do que parar o combate e atribuir a vitória a Bret. O importante é que Austin nunca desistiu, preferindo desmaiar do que faze-lo. Mas a coisa mais interessante ocorreu no final do combate. Quando o combate termina, Bret ataca a perna lesionada de Austin, apesar de já ter ganho o combate. Neste momento ocorre um processo de transição, o turn duplo. Bret torna-se heel, e ao mesmo tempo, Austin torna-se num Babyface, num processo que se tem tentado reproduzir com o passar dos anos, mas nunca teve o mesmo impacto. Este é um dos melhores combates da história da Wrestlemania e um dos melhores combates de sempre no Wrestling.

2 – Chris Jericho vs Shawn Michaels – Wrestlemania 19

Na segunda posição da lista, temos um combate que aconteceu na Wrestlemania 19, entre Shawn Michaels e Chris Jericho. HBK, em 1998, sofre uma lesão que lhe ameaça gravemente a carreira. Durante 4 anos e meio, Michaels  fica de fora dos ringues e parece que nunca mais iria recuperar. Porém, HBK consegue realmente regressar aos ringues, no Verão de 2002, num dos maiores regressos da história do Wrestling. Porém, o panorama da companhia é muito diferente nesta altura, comparado com 1998. Michaels já não é visto como um dos wrestlers de topo, mas sim como um veterano e um alvo a abater. Dos vários wrestlers jovens que se destacam nesta altura, um que salta à vista é Chris Jericho. Jericho durante anos criou um legado muito bom e em pleno 2003 já não tinha muito mais a provar. Contudo, este entra em rota de colisão com Michaels, um dos seus ídolos de infância.

De forma a construir esta rivalidade, a WWE decide mostrar como ambos os wrestlers são parecidos e como HBK influenciou Jericho como wrestler. Uma das fases importantes desta rivalidade é quando Jericho afirma que não quer ser o “novo HBK” mas sim o “primeiro Chris Jericho”. O combate fica assim marcado para a Wrestlemania 19. Jericho e HBK tem um combate absolutamente brilhante, onde assistimos aos clássico: New vs Old School. Durante largos minutos, Michaels e Y2J têm um dos melhores combates que já assisti. HBK consegue uma vitória surpresa, ao ser mais esperto que Jericho. Após um combate brilhante, as coisa melhoram após o embate. Quando Jericho abraça HBk num sinal de respeito ao seu ídolo. Porém, Jericho, sendo o grande heel que era, atraiçoa Michaels e atingi-o com um golpe baixo, deixando-o caído no chão. HBK podia ter ganho o combate, mas Y2J era o último a rir. Sem mais palavras para descrever um combate perfeito.

1 – The Rock vs Steve Austin – Wrestlemania 17

E na primeira posição, temos o meu combate preferido de sempre. Ocorreu á 13 anos na Wrestlemania 17 no Texas. Era o Main Event dessa Wrestlemania e o Título da WWE estava em jogo. Tínhamos de um lado o “People’s Champion” The Rock, o actual campeão da WWE, que tinha ganho o título 6 semanas antes ao vencer Kurt Angle. Do outro tínhamos “Stone Cold” Steve Austin, que tinha ganhou a sua oportunidade pelo título ao vencer o combate Royal Rumble desse ano. Isto também coincidiu com o facto destes dois wrestlers serem as maiores estrelas do wrestling naquele momento. Mas qual era o melhor? Este combate ia tirar todas as dúvidas. Austin teve uma grande reacção do público pois estava na sua terra natal, enquanto que Rock ainda tinha algum apoio, não estando totalmente sozinho no que toca a público.

O Combate começou e daí para a frente foi pura acção de ambos os lados, tendo um pouco de tudo, quer seja wrestling técnico, rixa de rua, armas usadas e muita imprevisibilidade. Depois de vinte e tal minutos de muito combate renhido, Vince Mcmahon dirige-se para o ringue com ar de que estava a preparar alguma. Mcmahon na altura tinha desavenças com ambos os wrestlers e por isso não sabiamos o que ia acontecer. O que acabou por acontecer foi algo que nenhum fã esperava.

Com a ajuda de Vince Mcmahon, Steve Austin vence The Rock após vários finishers e cadeiradas violentas, apertando a mão a Vince, assinalando o seu heel turn. Este heel turn é muito criticado pelos fãs e eu apoio essa critica pois tornar o Austin um heel é contra a personagem dele e faze-lo na sua terra Natal provou ser pouco consciente. Mas eu não posso criticar o pós-combate pois estava uma certa pessoa a comentar o combate:  Jim Ross. O JR fez um trabalho fantástico a tentar por “Over” este heel turn e por momentos fez-me odiar o Vince e o Austin. Concluindo este combate foi espectacular, 5 estrelas, com coisas inesperadas e uma grande forma de terminar a Era mais popular da história da WWE: Attitude Era. É na minha opinião, o melhor combate da história da Wrestlemania.

E chegamos ao fim do artigo. O que acharam do Top 10 final? O que achaste do Top 30 no geral? É essas perguntas que gostaria que respondessem de forma a prolongarmos esta conversa. Daqui é tudo, espero que tenham gostado do artigo e do meu Top 30. Até para à semana!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “The Bottom Line” e Ex- escritor do artigo "One on One". Acompanha Wrestling à 10 anos.

16 Comentários

  1. João Ccruz - há 3 anos

    Punhas algum combate da WrestleMania 30 no Top 10?

    • Rúben Rosa - há 3 anos

      Interessante que me perguntes isso. Muito provavelmente o combate entre HHH vs Bryan iria entrar. Já o Triple Threat teria de ser muito bem pensado se merecia ou não

      • João Ccruz - há 3 anos

        E o do Brock Lesnar vs Undertaker teria lugar no Top 30 ou no Top 10?

        Afinal de contas foi o fim da Streak

      • Rúben Rosa - há 3 anos

        Infelizmente em nenhum. É verdade que a Streak acabou, mas a qualidade de combate deixou a desejar, na minha opinião

  2. Talles Bhering - há 3 anos

    Muito bom Artigo.
    Sendo esses os combates que se podem sempre ser revistos
    só num gostei do 1º pois acho que o 10º devia estár no lugar dele, más o nome do artigo é “MEUS COMBATES FAVORITOS DA WRESTLEMANIA” ou sejá é sua opnião

  3. rodrigomcb99 - há 3 anos

    Excelente top 10 combates da Mania
    É interessante ver que Michaels está em 7 dos 12 combates aqui apresentados é incrível o que este grande Senhor do Wrestling fez

  4. ddRay - há 3 anos

    gostei do top, só achei estranho teres criticado o heel turn do Austin na WM17 e teres mesmo assim considerado que foi o melhor combate das WM.
    Eu não era fã de wrestling na altura do combate, também pudera… foi em 2001, eu na altura queria era saber da bonecada que passava na SIC de manha. Quando vi depois o combate (há cerca de 2/3 anos) achei fantástico aquele heel turn, mesmo à Austin.
    Se formos ver bem o percurso dele é cheio de momentos que ele aproveita para ir subindo de posição, notou-se desde sempre que ele seria homem para vender a alma ao Diabo para conseguir o que quer, e com a mesma facilidade daria a facada no Diabo para ganhar a posição dele. E este heel turn foi a parte da venda da alma xd
    Agora, a WWE precisava de fazer isto em Texas para causar o ódio todo, foi sem dúvida um grande momento e para mim um delírio porque costumo gostar dos heel turns. A partir deste combate o Austin tornou-se um dos meus wrestlers favoritos.

    PS: HBK em 7 do teu TOP12 (visto que puseste 12 combates na lista xd), sem dúvida um verdadeiro SENHOR do wrestling profissional.

  5. Conde - há 3 anos

    The Rock contra Stone Cold é um bocado clichet, e acho que um bocadinho influenciado pelo nome dos lutadores do que pela qualidade do combate em si…

  6. Rúben Rosa - há 3 anos

    É o meu combate preferido, pois naquela noite o turn foi excelente, mesmo que no final, nao tenha sido a melhor opção. Mas naquela noite apenas, tudo foi perfeito na minha opinião.

    • ddRay - há 3 anos

      o Austin com aquelas cadeiradas no fim foi épico xd

      • Rúben Rosa - há 3 anos

        Exacto, mostrava o quanto ele queria aquele título. O Rock fez o selling perfeito a tudo o que aconteceu

  7. Rúben Rosa - há 3 anos

    Ok, respeito. Já agora qual ponhas em primeiro?

  8. Hildo - há 3 anos

    Excelente ultima parte Rubem.
    Apenas não acho que Hbk vs HHH vs Crhis benoit é melhor que nenhum dos que ficou na frente.

  9. Luís Bryan - há 3 anos

    The Rock VS Stone Cold Steve Austin! Nem sabia que esse combate tinha ocorrido!

  10. danielLP21 - há 3 anos

    Bom Top, embora não concorde com as posições.

    O melhor para mim foi, sem dúvida, o Shawn Michaels vs The Undertaker da WrestleMania 25. O Triple Threat da WrestleMania XX também merecia estar mais acima. Os combates de escadote pelos Títulos de Tag Team, o Shawn Michaels vs Kurt Angle, o Shawn Michaels vs Chris Jericho, o Shawn Michaels vs Bret Hart (ó Shawn, já chega não?!) e o Triple H vs The Undertaker de 2012 estariam no meu Top 10, independentemente da ordem.

  11. Francisco Edge - há 3 anos

    A edição 25 foi o palco do melhor combate de sempre numa Wrestlemania.
    The Phenom vs The Showstopper

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador