Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

The Bottom Line #47 – Análise DVD: “My Journey”

Olá a todos e sejam muito bem-vindos a mais uma edição do “The Bottom Line”. Na edição desta semana, resolvi trazer até vocês, mais uma análise a um DVD Set da WWE. Desta feita, irei analisar um dos muitos DVD Sets que existem sobre o “Mr.Wrestlemania” Shawn Michaels, sendo que este têm o nome de “My Journey”. Porquê este, podem perguntar vocês? Porque este foi, na realidade, o primeiro DVD Set que comprei. Irei então analisar a versão DVD deste Set (não o conteúdo Blu-Ray).

Esta colecção de 3 discos foi lançada em 2010, precisamente no ano em que HBK retira-se do mundo do Wrestling. Por esta razão, na altura que saiu o Set, muitos se perguntavam se valeria a pena comprar, visto que outro Set que saiu em 2007 (Heartbreak and Triumph), já conseguira perspectivar de uma grande maneira toda a carreira de Michaels. Porém, a WWE apostou forte neste Set. Será que valeu a pena? Vamos então descobrir!

Disco 1

Ao contrário do Set “Heartbreak and Triumph”, My Journey não possui documentário sobre a carreira de HBK. Porém possui alguns minutos de conversa (entre os combates), entre Michaels e Michael Cole, onde o entrevistador vai perguntando a HBK algumas perguntas curiosas, servindo também de introdução para o os combates que vamos ver de seguida. Temos logo a começar o DVD, um Video Tributo ao HBK, que faz um bom resumo do impacto da carreira de Michaels no Wrestling. Para os maiores fãs de HBK, como eu, este video é bastante especial.

1) Sean Michaels vs The One Man Gang -World Class Championship Wrestling – 11 de Janeiro de 1985

Temos então o primeiro combate do Set. Basicamente este combate é mostrado para que o fã visualize os anos de jobber de HBK. O “gigante” One Man Gang enfrenta o “pequeno” Sean Michaels. Basicamente é um combate “Squash”, mas Michaels consegue uma pequena iniciativa no combate, mas não dura muito. Classificação – 1/10

Antes do começo do próximo combate, Michaels fala da sua parceria de Tag Team que teve com Marty Jannety e o quanto foi importante para a carreira. Diz também que lutador no evento “WrestleRock” da AWA era uma grande oportunidade e que aquele era o evento onde estrelas podiam ser feitas.

2) Midnight Rockers vs ‘Playboy’ Buddy Rose & ‘Pretty Boy’ Doug Somers (com Sherri Martel) -AWA WrestleRock – 20 Abril de 1986

Duas grandes equipas, um grande combate. Nesta altura, os Rockers eram uma equipa bastante enovativa, sendo bastante diferente de todas as outras. O tipico combate de Tag Team entre uma equipa Face e uma equipa Heel. Os Rockers raramente tinham maus combates, garantindo sempre grandes exibições. Como é normal, Michaels e Jannety apresentavam um estilo High Flyer, enquanto que os Heels, Somers e Rose, faziam contacto mais físico, com ataques a vários membros do corpo. Interessante ver também Sherri Martel, numa perpectiva de adversária de Michaels, ela que mais tarde viria a ter papel importante na carreira Single de HBK.  Apesar dos Rockers dominarem a maioria do combate, Rose e Somers conseguem ganhar, graças a uma interferência de Sherri. Um bom combate para o tempo que lhe foi dado (12 minutos). Classificação – 6,5/10

Após o final do combate, temos Michaels a falar de como é importante ter confiança quando estamos a trabalhar dentro do ringue com o nosso oponente, sendo essa a chave para evitar lesões e para ter um bom combate. HBK afirma também que os Nasty Boyz era uma Tag Team em que ele sempre confiava quando os tinha que enfrentar, o que nos leva até ao próximo combate.

3) Midnight Rockers (campeões) vs Nasty Boys pelos títulos Mundiais de Tag Team da AWA – 5 de Março de 1988

É importante referir que a maioria dos combates dos Rockers eram com lutadores muito maiores que eles. E isso era necessário, pois eram com os maiores lutadores que Jannety e Michaels tinham os melhores combates. Um bom combate de Tag Team, que podia ter sido melhor se não tivesse levado tanto tempo. Nós últimos 2 a 3 minutos, parecia que o combate se estava a arrastar um pouco. No final, os Rockers conseguem a vitória, quando Jannety efectua um Crossbody no Bryan Knobbs. Classificação: 6/10

Michaels fala de como a WWE estava interessado neles e como o “salto” foi feito da AWA para a WWF. De seguida, HBK mostra bastantes elogios a Arn Anderson e a Tully Blanchard, dizendo que era sempre muito bom trabalhar com eles. Isto serve como introdução ao próximo combate.

4) The Rockers vs Brain Busters (Arn Anderson & Tully Blanchard) -18 de Março 1989

Estas duas equipas fantásticas defrontavam-se num combate em pleno Boston Garden. Quando se têm duas grandes Tag Teams como estás. podemos sempre esperar um grande combate. Mais uma vez, o contraste entre as duas equipas ajudou bastante este combate. O público de Boston também é fantástico durante o combate. Durante cerca de 20 minutos, as duas equipas têm um embate muito bom entre sí, onde vemos as manobras de alto risco dos Rockers, e o wrestling Técnico dos Brain Busters. No final, os Rockers ganham por desqualificação, num grande combate. Classificação: 7/10

De seguida, Michaels fala do quanto “over” os Rockers estavam na WWE e que um confronto entre a Hart Foundation estava para vir. Quando as duas se defrontavam e tinham grandes combates, Michaels sabia que tinha conseguido triunfar na divisão.

5) The Rockers vs Hart Foundation – 25 de Novembro 1989

Duas das melhores Tag Teams de sempre defrontam-se num grande combate no Madison Square Garden. Desde o primeiro minuto, os4 wrestlers derem todo o que tinham, com o público ao rubro. Era estranho nesta altura que 2 Tag Teams Faces se enfrentassem. Ao fim de 20 minutos, o combate é declaro como um “Empate”, por ter ultrapassado o tempo limite. Mesmo assim, o combate foi muito bom e é o melhor de todo o primeiro disco. Classificação: 8/10

Michaels fala agora da perpectiva de se tornar num lutador singular e de como ele sentia estar pronto para essa situação. A Sherri como Manager também é um assunto abordado, bem como os seus primeiros combates com Bret Hart.

6) Shawn Michaels (com Sensational Sherri) vs Bret Hart (campeão) pelo título Intercontinental – 2 de Junho 1992

Um dos combates raros entre estes dois grandes wrestlers. Uns meses depois deste combate, ambos estariam no Main Event do Survivor Series, um contra o outro, com o título da WWE em jogo. Neste combate, temos tudo o que podemos esperar de um Bret vs Shawn: grandes performances e wrestling. Com quase 15 minutos de combate, Bret consegue a vitória, depois de Sherri tentar interferir no combate, sem sucesso. Para um combate TV e para o tempo que foi dado, até foi bom. Classificação: 6/10

Antes do próximo combate, HBK fala do grande wrestler que era o British Bulldog, e das suas grandes qualidades e virtudes. Afirma que tinha sempre bons momentos a lutar com Davey e que era sempre um grande oponente.

7) Shawn Michaels (com Sid) vs British Bulldog – RAW – 6 de Março, 1995

Um combate de Televisão entre 2 das melhores estrelas que a WWE tinha na altura para oferecer. Michaels tinha acabado de vencer o Royal Rumble e ia enfrentar o homem que eliminou por último nesse combate, Davey Boy Smith. O combate é bom em partes, mas o facto de durar 17 minutos arrasta um pouco a sua qualidade. Se fosse um combate de PPV, seria diferente, mas o facto de existirem cortes no combate (devido a anúncios comerciais), prejudica. Porém, foi um combate satisfatório, e que não se costuma ver em Sets. Classificação: 5/10

Para promover o próximo combate, HBK fala de como era dificil combate com Sycho Sid, devido aos diferentes estilos que ambos possuíam.

8) Shawn Michaels (campeão) vs Sycho Sid pelo título Intercontinental – RAW – 11 de Setembro 1995

Mais um combate raro que não se costuma ver todos os dias. Michaels tinha acabado de vencer Razor Ramon num combate escadote à poucos dias atrás, antes deste combate. Este combate foi mais curto do que os anteriores neste Set. Acabou por ser nada de especial, mas é interessante ver estes combates menos conhecidos de Michaels. Classicação: 4/10

Para fechar o primeiro disco, o Set promove o próximo combate entre os 2 amigos, 1-2-3 Kid e HBK. Michaels fala um pouco sobre Sean Walkman antes do começo do combate.

9) Shawn Michaels vs The 1-2-3 Kid -RAW – 4 de Março 1996

Um combate que se adivinha interessante, muito pelos estilos de combate idênticos entre os dois wrestlers. Mais um combate raro neste Set. O combate acaba por ser bom, sendo uma boa maneira de acabar o disco. Penso que quase 10 anos de carreira de Michaels são bem representados neste disco. Sim, podia ter combates mais conhecidos e melhores, mas gosto da abordagem dos embates mais desconhecidos. Classificação: 6/10

Disco 2

O segundo disco começa com HBK a falar de Mankind e de como gostava de combater com ele. Ele diz que sentia prazer em ter combates com ele, pois o permitia ser mais violento, dado o estilo de combate de Mick Foley. Michaels diz que naquela altura (1996-97) odiava a maneira de ser promovido como o Face que não podia fazer nenhuma maldade, pois ele não era assim naquela altura. Um dos pontos mais interessantes no DVD Set, pois achei interessante que HBK falasse um pouco do seu periodo como Face naquela altura, dando um panorama diferente de como era.

10) Shawn Michaels vs Mankind – RAW – 11 de Agosto, 1997

Este combate é espectacular. Teve apenas 9 minutos, mas foi caótico. Um dos combates de televisão mais Underated de sempre. Os dois wrestlers tiveram um embate bastante violento,mas que delicia qualquer fã. Michaels consegue a vitória graças a interferências de Triple H e Rick Rude. Para muitos, este foi o começo dos D-Generation X. Classificação: 8/10

Para promover o próximo combate, Michaels fala da formação dos D-Generation X. Ele não diz assim nada de novo, contando praticamente aquilo que já todos sabemos, como o grupo foi revolucionário, não andava a obedecer a guiões, entre outros.

11) Davey Boy Smith (campeão) vs Shawn Michaels (com Hunter Hearst Helmsley, Chyna e Rick Rude) pelo título Europeu – One Night Only – 20 de Setembro, 1997

Neste combate, Michaels tinha acabado de formar os DX e até teve uma reacção mista por parte do público: as mulheres adoravam-o, enquanto que os homens o odiavam. Um dos momentos da entrada de HBK, é quando este decide pegar num boneco de brincar do Bulldog, que pertencia a um fã, e mete-lo dentro das suas calças, para depois o voltar a tirar. O combate é muito bom, com o público a ser espectacular a apoiar o seu “menino” de Inglaterra. No final, depois de uma ajuda de todos os membros dos DX, Michaels consegue a vitoria por submissão e torna-se assim no novo campeão Europeu. Depois do combate, HBK e HHH começam a criticar a família de Bulldog, noutro grande momento DX. Muito Bom. Classificação: 8/10

De seguida, HBK fala da sua rivalidade com Undertaker, de forma a promover o próximo combate. Nada de mais aqui, pelo menos em termos de curiosidades.

12) Shawn Michaels (campeão) vs The Undertaker num combate Caixão pelo Título da WWE -Royal Rumble 1998

Michaels e HBK sempre tiveram grandes combates ao longo dos anos. A rivalidade entre os dois entre 1997 e 1998 trouxe sempre grandes combates entre os dois e este não foi excepção. Michaels enfrentava Taker na sua especialidade, ou seja, um combate caixão. Os dois tiveram uma grande performance, dando fim a uma grande rivalidade. No final, HBK consegue vencer Taker, depois da ajuda de Kane. Este combate também marcaria a lesão nas costas de HBK, que se tornou muito conhecida. Classificação: 8/10

5 anos se passaram depois da última Mania de Michaels. HBK aborda esse facto e diz que seu combate contra Chris Jericho na Mania 19 iria provar se ele conseguia voltar a ser o grande wrestler que tinha sido.

13) Shawn Michaels vs Chris Jericho – WrestleMania 19

Este combate é especial pela maneira que foi construída. HBK influenciou Jericho como wrestler e agora Y2J queria superar o seu ídolo. Jericho e HBK tem um combate absolutamente brilhante, onde assistimos ao clássico: New vs Old School. Durante largos minutos, Michaels e Y2J têm um dos melhores combates que já assisti. HBK consegue uma vitória surpresa, ao ser mais esperto que Jericho. Após um combate brilhante, as coisas melhoram após o embate, quando Jericho abraça HBk num sinal de respeito ao seu ídolo. Porém, Jericho atraiçoa Michaels e atingi-o com um golpe baixo, deixando-o caído no chão. Um combate perfeito. Classificação: 10/10

De seguida, Shawn fala da forma como era especial enfrentar o seu ídolo, Ric Flair, no Bad Blood 2003. Também conta a história de como Flair tinha dúvidas de se ainda conseguia ter boas performances dentro do ringue.

14) Shawn Michaels vs Ric Flair -Bad Blood 15 de Junho 2003

Este combate não foi promovido como deveria ter sido feito. O combate nem se compara ao combate da Mania 24. O combate até foi razoável, mas nada de especial, quando podia ter sido muito melhor dado os participantes. Flair consegue vencer o combate, depois de uma ajuda de Randy Orton. Classificação: 5/10

15) Shawn Michaels vs Kurt Angle – Wrestlemania 21

Em 2005, WWE decide colocar os dois wrestlers em confronto. Apesar de ter tido uma construção de combate boa, mas não atingido picos de genialidade, a companhia fez uma comparação excelente, na caminhada para o combate: HBK ganhou o seu primeiro título Mundial em 1996, enquanto que Angle ganhou a sua medalha de ouro também nesse ano. O combate foi algo de especial, onde se viu dois dos melhores performares dentro do ringue em confronto. Nos momentos finais do combate, Angle consegue prender Michaels num Ankle Lock. Durante segundos e segundos, HBK tenta libertar-se, mas não tem para onde fugir. Após vários momentos de dor e agonia, HBK não tem opção senão desistir. Angle consegue a vitória, num combate frenético. Um dos melhores combates que já vi Classificação: 10/10

Para terminar o Disco nº2, temos uma promo de HBK, que é por sinal, uma das minhas preferidas.

16) Shawn Michaels Promo em Montreal – RAW – 15 de Agosto, 2005

Ora bem, em 2005, quando o HBK já tinha vencido os seus problemas com as drogas e encontrou Deus, Michaels era uma pessoa bastante diferente do que nos tinha habituado, pois já não era o pequeno “diabo” que arranjava sempre discussões no backstage ou tentava sempre “enterrar” os outros wrestlers em favor de si próprio. Agora era um homem de família que tentava sempre por “over” os jovens talentos. Em 2005, Michaels estava a entrar numa feud com Hulk Hogan e em Montreal, cidade onde à 8 anos atrás ocorreu o Screwjob onde HBK esteve envolvido, Shawn resolveu mostrar durante uma promo o seu lado “negro” que nos tinha habituado. E o resto é pura magia. Shawn goza com o público e com Bret e Hogan, ao mesmo tempo que se glorificava. Esta promo fez esta feud. Qualquer um merece vê-la. Bela maneira de fechar o Disco.

Disco 3

17) Boot Camp Match Shawn Michaels vs Triple H -RAW – 19 de Dezembro, 2005

Mais um combate raro que não se vê todos os dias. Basicamente um combate como Tributo às tropas Américas. Nada de especial aqui, tudo muito razoável. Classificação: 4/10

De seguida, para promover o próximo combate, temos o HBK a falar de como é ser um veterano nos seus últimos anos de carreira e como isso afecta as suas exibições e performances dentro do ringue.

18) John Cena (campeão) vs Shawn Michaels vs Edge vs Randy Orton – Fatal 4-Way No Holds Barred Match pelo título da WWE Backlash – 29 de Abril 2007

Acção absolutamente fantástica neste combate. 4 dos wrestlers mais importantes da WWE, na altura, enfrentavam-se numa ameaça Tripla com o título da WWE em jogo. O que gosto bastante neste combate é de deixar o fã na dúvida sobre quem irá vencer o combate, pois todos os wrestlers têm bastante tempo de combate para mostrarem toda a sua qualidade. No final, Cena consegue escapar com o título, num combate de qualidade elevada. Classificação: 8/10

Michaels fala do próximo combate, dizendo que o seu embate contra Randy Orton no Survivor Series de 2007 foi divertido, pois ele não podia usar o Sweet Chin Music, o que lhe dava espaço para construir o combate de outra maneira.

19) Shawn Michaels vs Randy Orton (campeão) pelo Título da WWE – Survivor Series 18 de Novembro, 2007

Temos aqui uma grande história a ser contada dentro do ringue. O facto de HBK não conseguir usar o sua manobra principal, ajudou bastante no “Storytelling”. Michaels, ao não conseguir usar o Super Kick, perde o combate ao sofrer um RKO, e Orton mantém o seu título. Combate muito bom e um dos melhores desse ano de 2007. Classificação: 8.5/10

De seguida, Michaels dá importância ao seu papel como “homem de família”, uma das características da sua pessoa . Isto é falado para promover o combate seguinte.

20) Shawn Michaels vs Chris Jericho – Unsanctioned Match -Unforgiven 2008

A melhor rivalidade do ano de 2008. Shawn Michaels e Chris Jericho sempre tiveram grandes combates, mas este é um dos meus preferidos. Foi bastante violento e acima de tudo, foi uma história muito bem contada. Adorei o tom negro do combate, numa PG Era já presente. Fantástico. Classificação: 8/10

HBK fala agora de toda a personagem Mr.Wrestlemania, quando nos preparamos para o último combate do Set.

21) The Undertaker vs Shawn Michaels -Wrestlemania 25

Talvez o combate mais famoso de toda a Streak do Undertaker. O combate entre foi algo de fantástico. Bastante equilibrado, grande wrestling, high spots, false finishes, muito drama e tremendo storytelling. Contudo não considero este combate como a melhor coisa à fase da Terra como muitos os fazem. Foi fantástico? Sim. É o melhor combate da história da Mania? Não. Eu acho que nem é sequer o melhor combate que os dois wrestlers já tiveram um contra o outro. É um combate excelente, mas muito Overated. No fim, após um erro crucial de HBK, Taker consegue agarrar a vitória e continuar invicto na Mania. Fantástico. Classificação: 9.5/10

Para acabar o Set, temos o Michaels a falar sobre como queria que os seus filhos recordassem a sua carreira. O momento é muito emotivo para ele e deixa qualquer fã com compaixão para com tudo o que ele sacrificou para nos entreter. Quer gostemos quer não, Michaels é um dos melhores de sempre e ficará na história pela sua imensa qualidade.

Conclusão

Apesar de não ter um documentário, este DVD Set é muito interessante. Achei que os pequenos seguementos entre os combates era interessante e dava-nos uma “pausa” entre a acção dos combates. Também gostei do Set pelos seus combates raros que continha e outros combates conhecidos, mas cheios de qualidade. Concluindo, é um Set muito bom e vale a pena ser visto.

Classificação Final: 8.5/10

Espero que tenham gostado do artigo desta semana. Quero muito a vossa opinião sobre tudo isto e quero saber o que acharam da análise. Achaste que foi correcta ou não? Se gostaram e querem ver mais, que Sets acham que devia fazer? Muito obrigado por terem lido. Até para à semana.

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “The Bottom Line” e Ex- escritor do artigo "One on One". Acompanha Wrestling à 10 anos.

5 Comentários

  1. Alexandre Romano - há 2 anos

    Excelente analise Ruben gostei muito do contiudo do DVD só acho que poriam ser adicionados 3 combates: a primeira vez que o HBK foi WWE Champion em 96, o seu combate de escadotes com Razor Ramon pelo IC Champion e o seu combate com Stone Cold na Mania 14 pelo WWE Champion em que Mike Tyson pos KO HBK

  2. John_3:16 - há 2 anos

    Bom artigo, de facto apresenta combates interessantes, vou ver se o encontro.

  3. Rúben Rosa - há 2 anos

    É normal que o combate IronMan não esteja presente, pois dura muito tempo e ocupa muito espaço no DVD. Outro que gostava que aparece-se e nunca se costuma ver é a segunda vez que ele ganha o título, contra o Sycho Sid no Rumble 97

    • Alexandre Romano - há 2 anos

      sim tambem foi um excelente combate tambam gostava que estivesse o seu combate com Ric Flair na Mania24 embora tenha sido um pouco grande demais para o DVD

  4. Hildo - há 2 anos

    Muito boa analise Rúben, HBK é um dos meus favoritos de sempre, é sempre bom recordar um pouco de sua carreira. penso que poderia ter aparecido o segundo combate com o Taker, na Wrestlemania 26, que eu acho que melhor que com combate do ano anterior.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador