Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!
Post da Comunidade do Wrestling.PT

The Last Ride #7 – Análise: WWE Royal Rumble

Boas pessoal, sejam bem-vindos a mais um The Last Ride. Como prometido, esta semana irei analisar o Royal Rumble, que teve lugar no passado dia 24. Irei perspetivar tudo o que aconteceu, comentar os combates e prever o que pode vir a acontecer nos próximos eventos da WWE.

Kickoff: Mark Henry e Jack Swagger derrotaram Darren Young e Damien Sandow, The Ascension (Konnor e Viktor) e The Dudley Boyz (Bubba Ray Dudley e D – Von Dudley) para se qualificarem para o Royal Rumble Match

Num Kickoff sem nada de especial, este combate também não trouxe nada que não se esperasse antes. Como disse na antevisão, para vencer este combate esperava ou os Dudley ou Mark Henry e Jack Swagger. Ficaria contente com qualquer um destes resultados, por serem os mais previsíveis. Acabou por ser Henry e Swagger a triunfar, algo que entendo perfeitamente.

Foi um combate curto para o tempo que tinham, e acabou por mostrar pouco do que estas tag teams sabem realmente fazer. O grande spot foi mesmo o 3D dos Dudley e Henry e Swagger a aproveitaram-se disso para conseguirem ganhar.

No entanto, se eu soubesse o que ia acontecer na Rumble, acharia melhor os Dudley vencerem, pelo menos davam mais luta do que Henry e Swagger, mas quanto a isso já falaremos mais tarde.

Nota = 12/20

Dean Ambrose © derrotou Kevin Owens num Last Man Standing Match para manter o WWE Intercontinental Championship

Para iniciar o show, nada mais do que este grande combate, que não desiludiu em nenhum aspeto. Esperava grandes coisas dos dois, e isso acabou por acontecer.

Neste combate, tivemos Owens por cima numa boa parte do mesmo e Ambrose sempre a resistir, como se esperava do campeão. No momento certo, Ambrose soube capitalizar para pôr Owens fora de jogo.

Gostava que esta rivalidade continuasse, no entanto também quero ver Owens em novas histórias. Quanto a Ambrose, espero que este consolide o seu reinado e que sejam determinados novos contenders. Mas para já, as expetativas estão altas, é esperar para ver o que vai acontecer.

Nota = 19/20

The New Day (Big E e Kofi Kingston) © derrotaram The Usos (Jimmy e Jey Uso) para manter os WWE Tag Team Championship

E depois de um excelente combate para iniciar o evento, eis que um combate para acalmar.

Resultado mais que esperado e combate perfeitamente normal, nada de muito especial, tendo em conta o que vemos no Raw e Smackdown, envolvendo a divisão de Tag Team.

Espero que a rivalidade entre estas duas equipas continue, e que da próxima vez a história seja bem construída e que nos faça entusiasmar pelos combates por estes títulos. Acho que é o único ponto que precisa de ser melhor desenvolvido, pois por trás de uma rivalidade está uma história que faz com que um determinado combate seja realizado.

Nota = 15/20

Kalisto derrotou Alberto Del Rio © para ganhar o WWE United States Championship

Gostei do combate, foi juntamente com o combate pelo Intercontinental Championship um dos melhores combates até agora.

Não esperava a vitória do Kalisto, mas lá no fundo não punha essa hipótese de parte. Acabou por acontecer, e ainda bem, porque pessoalmente prefiro o Kalisto como campeão do que o Del Rio.

Espero que seja um reinado para durar algum tempo e que não seja uma conquista passageira, que no próximo evento passa para outro wrestler. Essa hipótese só tira entusiasmo a uma storyline e para os fãs de wrestling não perderem o entusiasmo nesta história, peço que o novo reinado de Kalisto que agora começa sirva para o credibilizar enquanto campeão e enquanto um wrestler que se quer elevar, levando-o para novos desafios e conquistas.

Nota = 16/20

Charlotte © derrotou Becky Lynch para manter o WWE Divas Championship

Adorei o combate, Becky Lynch esteve bastante bem, no entanto não gostei da maneira como Charlotte venceu, mais uma vez de forma suja com a ajuda de Ric Flair.

Após isso, Charlotte atacou Lynch, o que deu a entender que esta rivalidade vai continuar, até à entrada de Sasha Banks, para delírio de todos e de mim mesmo também, pois como já disse num dos Last Ride anteriores, Sasha é uma das divas que mais merece uma oportunidade ao título neste momento.

Acontece que Sasha quando aparentava estar do lado de Charlotte e atacar Becky, acabou por se virar contra Charlotte, dando a entender que ela quer uma oportunidade ao título. Se isso efetivamente acontecer, e tenho a certeza que vai acontecer, estou bastante ansioso para ver esse combate.

Ultimamente, a Divas Division tem me agradado bastante e espero que assim continue, de forma a que continue interessado e entusiasmado em cada vez mais ver combates entre Divas, seja pelo título ou não.

Nota = 16/20

Triple H vence a 30 Man Royal Rumble Match e sagra-se novo WWE World Heavyweight Champion

E eis que chegámos à tão esperada Royal Rumble Match pelo WWE World Heavyweight Championship. As expetativas estavam altas e isso efetivamente confirmou-se.

Tivemos boas surpresas, com as entradas de AJ Styles, Sami Zayn e Triple H, algo que já se esperava mas que não deixou de surpreender. Destaque para além destas surpresas para as boas exibições da Wyatt Family, Brock Lesnar, Roman Reigns, Dean Ambrose, Chris Jericho, entre outros.

No final, acabou por ser Triple H a levar a vitória e o título, algo que não tinha previsto, mas que não descartava a hipótese de acontecer. Não esperava no entanto que Ambrose tivesse sido o último eliminado, preferia que fosse Roman Reigns.

Daqui para a frente, e como se viu na Raw seguinte, iremos ter uma triple threat entre Dean Ambrose, Roman Reigns e Brock Lesnar para determinar quem irá defrontar Triple H pelo título na Wrestlemania 32. Já esperava que algo do género fosse acontecer, e neste momento qualquer um destes três lutadores merece uma oportunidade ao título. Mas para falar disso, falarei mais tarde aquando da antevisão do Fast Lane, um evento que este ano promete, por estar diretamente ligado à Wrestlemania, e por ser nesse evento que a maior parte das decisões se irão tomar, na minha opinião.

Nota = 19/20

Surpresa do PPV = Triple H vence o 30 Man Royal Rumble e sagra-se novo WWE World Heavyweight Championship

Desilusão do PPV = Vitória de Charlotte, após um golpe sujo de Ric Flair sobre Becky Lynch

Tendo em conta todos os acontecimentos, a nota final que eu atribuo a este evento é 18/20. Foi um evento muito bom, no entanto houve coisas que falharam, e que por isso não fazem com que atribue a classificação máxima.

Em linhas gerais, o Royal Rumble foi um bom evento, superou as expetativas e mal posso esperar para ver o que vai acontecer no futuro próximo. Estava bastante ansioso para o PPV e não fiquei desiludido com nada em geral. Mal posso esperar pelo Fast Lane, e claro pela Wrestlemania 32.

E assim termina mais um The Last Ride. Votos de bom wrestling e até para a semana!

Sobre o Autor

- Wrestling é uma das minhas paixões. The Last Ride no Facebook! Apareçam por lá, comentem e dêem sugestões.

4 Comentários

  1. Vitor Oliveira - há 10 meses

    Bom artigo. Apesar de ter alguns “erros”, o RR foi um evento bom que teve algumas surpresas muito interessantes

  2. Filipe - há 10 meses

    surpresa HHH ganhar?!? Só havia 3 pessoas para ganhar esta Rumble: Reigns, Lesnar e HHH… confirmou-se HHH e Wyatt vs Lesnar na WM

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador