The People’s Elbow #91 – Hall of Shame

Na entrevista de SCSA ao convidado especial HHH, foi levantada a controvérsia acerca das razões de Chyna não estar no Corredor da Fama.

O Vice Presidente Executivo e Criativo escarneceu “Google It”, não se alongando no assunto, talvez por ter tido uma relação de longo prazo ao lado dela.

Todos saberão o que Chyna (nascida Joan Marie Laurer a 27 de Dezembro de 1970) fez ou faz fora do Wrestling, só que, obediente que sou, fui consultar ao motor de busca da Internet.

Fingindo que não sabia, descobri que apareceu na revista Playboy duas vezes e que é actriz pornográfica! Da sua relação tumultuosa com Sean Waltman, saiu uma sex tape lançada no ano 2004.

Será esse motivo suficiente para desguarnecer a sua proeminência pela World Wrestling Federation?Bodybuilder da stable D-Generation X, deteve o Intercontinental Title por duas vezes e o Women’s por uma.

A Ninth Wonder of the World foi ainda a 1ª lutadora a participar no evento Royal Rumble e, desde que saiu da empresa no princípio do século, esteve na New Japan Pro Wrestling e Total Non Stop Action.

Para Hunter Hearst Helmsley é fácil julgar os outros quando a sua regularidade na elite do desporto é coincidente ao caso amoroso de 1999 com Stephanie McMahon.

Este romance da vida real deu-lhe influência considerável na direcção da sua caracterização e da companhia, auferindo salário de 1,5 milhões de dólares.

Só porque é ou foi prostituta (vendeu o corpo por dinheiro, eu nisso sou conservador e antiquado) não significa que se esqueça o seu trajecto no ringue.

No sentido inverso, não se sobrevalorize isso apenas devido ao que o COO disse e não se inicie já encruzilhadas para a pôr no Hall.

Ela teria passado despercebida não tivesse Steve Austin perguntado por ela e o entrevistado respondido aquilo que respondeu.

Os indignados que estão agora a chamar de tudo ao Assassino Cerebral são aqueles de memória curta que pensa que a divisão feminina se fica por Lita e Trish Stratus.

Tendo dois pesos na balança, há que analisá-los ao pormenor, algo que farei ao detalhar a sua biografia. Não menos pertinente será perceber o manual de instruções do HOF e o que é preciso fazer para pertencer a essa galeria cada vez menos restrita.

Antes disso, vale recordar a sociedade machista e a hipocrisia que invade os balneários da WWE: Batista revelou na sua autobiografia relações com divas, entre elas Melina e Rosa Mendes.

Isso conduziu a angles e feuds, sobretudo contra o traído John Morrison, que levou descasca de Vince McMahon pela sua serenidade. O guloso, o encornado e a ordinária, cada qual teria o seu adjectivo.

Situação idêntica foi a do triângulo Lita, Edge e Matt Hardy, tendo a Rated R Superstar despoletado o final da relação dos antigos Team Extreme.

No decurso de 2005 e 2006, pouco depois do incidente se ter tornado público, o drama entre o trio foi transladado para storyline.

Fora os comilões, as aproveitadoras e os cegos são os mal vistos. Apedreja-se Chyna e, se calhar, dá-se valentes palmadas nas costas do X-Pac. Se as coisas dão para o torto ela é a cabra e ele fica a rir.

Aos 16 anos, saiu de casa após a mãe a tentar forçar à reabilitação das drogas, indo viver com o pai. Devido à força muscular dos seus abdominais, não sentiu dores quando desenvolveu tumor nos ovários.

Faria o Ensino Secundário na Espanha e estudaria Literatura Espanhola na Universidade de Tampa. Durante festa e achando-se alcoolizada, seria violada por dois alunos.

Querendo usar o seu conhecimento de línguas estrangeiras para ir trabalhar para o FBI, aprendeu Alemão e Francês, juntando-se ao Corpo de Paz na Guatemala.

O seu primeiro combate seria no ano 1995 frente a lutador vestido de mulher, tendo muitas das suas lutas iniciais por várias promoções independentes.

Paul Levesque e Shawn Michaels, a seguir à visualização de cassetes das suas lutas, decidiram trazê-la para a World Wrestling Federation.

Enquanto esperava pela decisão de Vince McMahon, foi abordada pela World Championship Wrestling, que a queria para membro da New World Order.

A oferta foi aceite para ser rejeitada logo de seguida, quando Shane McMahon a informou que estava prestes a ser admitida.

A 16 de Fevereiro de 1997, fez a sua estreia, tendo o papel de guarda-costa do grupo D-Generation X. No mês de Janeiro de 1999, tornou-se a primeira mulher a entrar no Royal Rumble.

No dia seguinte, virou vilã ao traí-los e aliar-se aos inimigos Vince McMahon e Big Red Monster, junto do qual constituiria par no St Valentine’s Day Massacre contra HHH e Sean Waltman.

Na WrestleMania XV, reaproximou-se do Rei dos Reis para se revoltar contra os DX e fazer parte da Corporation de Shane McMahon.

No final de 1999, durante a sua longa feud contra Jeff Jarrett, seria das favoritas dos fãs. No Unforgiven, teve luta contra ele pelo Intercontinental Championship.

A 17 de Outubro, no No Mercy, derrotou-o pelo título, tornando-se a única mulher a tê-lo feito. Hesitante a ser apoderado por lutadora, Jeff Jarrett exigiu e recebeu 300 000 dólares.

A sua feud contra Chris Jericho andaria à volta do cinto, defendendo-o no Survivor Series e perdendo-o no Armageddon, tornando-se a Mamacita de Eddie Guerrero.

O duo encarou Val Venis e Trish Stratus numa Tag Team Match com o título Intercontinental “on the line”, tendo este ido parar de novo às suas mãos.

Duas semanas depois, entregá-lo-ia ao Latino Heat numa Ameaça Tripla e a separação ocorreria. Nos finais de 2000, pousou nua para a Playboy, gerando storyline contra os conservadores Right to Censor.

Isto daria inicio à feud contra Ivory pelo Women’s Championship, culminando num Squash na Mania 17 e na defesa perante Lita no Judgement Day.

A relação entre o Game e Stephanie McMahon (pela qual foi trocada) foi o factor que a levou a prescindir da recente conquista e a optar por sair, a 30 de Novembro de 2001.

Faria aparições na New Japan Pro Wrestling, promoção pela qual lutou dois meses (Setembro e Outubro de 2002). Na edição do Impact de 12 de Maio de 2011, debutou pela TNA, sendo introduzida e associada ao Olimpic Gold Medalist.

Entretanto, nestes 9 anos de distância, dedicou-se ao mercado pornográfico a partir do One Night in China, video caseiro distribuído pela Red Light District.

O segundo, de 2009, seria intitulado Another Night in China, seguindo-se, dois anos mais tarde, o seu primeiro filme profissional.

Descontrolada por causa do abuso de substâncias, foi detida por violência doméstica sobre Sean Waltman, que alegou doença do foro psicológico para a agressão.

Desde 1 de Janeiro de 2012, está no Japão a ensinar Inglês. Não sobra dúvidas que, pelo que efectuou pela divisão e pelo desenvolvido junto do género oposto, terá o seu canto reservado.

Criado a 22 de Março de 1993 para induzir personalidades do Wrestling, o Hall of Fame conta o total de 120 homenageados, dos quais 104 são Wrestlers.

Alguns deles são seus críticos, declinando convites: Pedro Morales não esteve presente na cerimónia de 1995, sendo o único que não apareceu para aceitar a indução.

Dos tais 120, 90 são individualidades, 6 equipas, uma stable, uma família e 7 celebridades, o que poderá não corresponder aos requisitos imprescindíveis.

Pete Rose (nascido a 14 de Abril de 1941) foi jogador e treinador da Major League Baseball. Anos depois de se retirar do activo, foi banido da lista de eleitos ao Baseball Hall of Fame derivado das acusações permanentes de adulteração dos jogos enquanto jogava ou treinava.

Depois de negação pública, admitiu as apostas e, nisto, a possibilidade da sua reinserção para eleição ao Baseball Hall of Fame continua sob contenção.

A 20 de Abril de 1990, foi culpado de dois casos de evasão fiscal, sendo sentenciado, a 19 de Julho, e libertado a 7 de Janeiro de 1991, cumprindo 1000 horas de serviço comunitário.

Apareceu no evento anual WrestleMania da World Wrestling Entertainment, servindo de “guest ring announcer” e provando o Tombstone Piledriver da Big Red Machine.

Foi a primeira celebridade a ir para o Corredor da Fama e, a 22 de Março de 2010, foi o guest host da Raw. Por ser obsessão de tortura do Devil’s Favourite Demon, conseguiu algo que não teve habilidade para atingir na sua especialidade.

Drew Carey é actor e comediante, tendo sido o primeiro dessas áreas a entrar na luta 30 Man Royal Rumble, no que foi uma breve participação.

Ele eliminar-se-ia ao saltar por cima das cordas, recusando opor-se a Kane e, a 2 de Abril de 2011, este induziu-o ao HOF.

Promover comédia parece ser boa maneira de chegar lá e ter Glen Jacobs para estas coisas é 50% do percurso percorrido.

Não vejo onde mereça esta distinção, talvez por ter sido pioneiro dos participantes inusitados daquele PPV, porque não se viu nada para lá disso.

Donald Trump (14 de Junho de 1946) é reconhecido como fanático pela World Wrestling Entertainment e pela sua amizade com Vince McMahon.

Disponibilizou a Trump Plaza para duas Manias e foi ávido participante e investidor no show que, à data, ainda estava por desenvolver.

Foi representado por Bobby Lashley na Hair versus Hair Match, procedendo à tosquia do adversário. A 15 de Junho de 2009, fez parte da storyline na qual lhe tinha sido vendida a Raw.

No Madison Square Garden, entrou para o HOF devido às suas contribuições citadas nos parágrafos anteriores, facto que eu aceito e considero justificável.

Mr T (Laurence Tureaud, 21 de Maio de 1952) foi o actor que encarnou Baracus na série televisiva Os Soldados da Fortuna e o pugilista Clubber Lang de Rocky.

As suas imagens de marca são o corte de cabelo à guerreiro africano, as jóias de ouro e as suas aparições como Pro Wrestler, entrando nesse mundo na 1ª WrestleMania.

Hot Rod Piper não deu a sua aprovação para este actor que nunca deu nada pelo Pro Wrestling, enquanto Hogan escreveu na sua autobiografia que ele salvou o Main Event da Mania.

Permaneceu como pugilista, levando de vencida Cowboy Bob Orton no Saturday Night’s Main Event, tendo outro combate de boxe contra Roddy Piper na 2ª Mania.

A 17 de Março de 2014, foi anunciado que ficaria circunscrito ao HOF. Entendo isto por ter ficado ligado aos anais da história da WrestleMania e da Golden Era.

Afinal, o produto não estava estabelecido, era risco atrás de risco, e aproveitou-se as vedetas daquela época. Ele tinha experiência e a sua popularidade rebentava pelas costuras.

Gosto dele e da sua mãe, Deus lhe guarde essa senhora por tê-lo concebido, a mãe dele… Já chega, eu sei, vou parar e passar ao “The Baddest Man on the Planet”.

Michael Gerard Tyson (nascido a 30 de Junho de 1966) foi preso no início da década de 90 pela violação de Desiree Washington, Miss Rhode Island, num quarto de hotel.

A 26 de Março de 1992, foi sentenciado a 6 anos de prisão, cumprindo metade. Na desforra de 1997 para Evander Holyfield, foi desqualificado por lhe morder e arrancar pedaço da orelha direita.

No que se tornou o evento desportivo mais controverso, declarou que as suas acções foram retaliação às cabeçadas do opositor para, dois dias depois, pedir desculpas e para não ser banido.

A 9 de Julho de 1997, a sua licença foi rescindida, proibindo-o de praticar boxe nos EUA, fazendo aparição na WrestleMania XIV, no main event entre Shawn Michaels e Steve Austin.

Durante esta época, soube-se ter-lhe sido pagos 3 milhões para ser membro não oficial dos D-Generation X. A 12 de Junho de 2011, foi indicado ao International Boxing Hall of Fame pelo seu estilo e comportamento feroz e intimidador dentro e fora do ringue.

A 29 de Dezembro de 2006 e 24 de Setembro de 2007, foi culpado pela posse de cocaína e condução sob influência. A 26 de Maio de 2009, a sua filha de 4 anos faleceu sufocada numa corda dum dos seus aparelhos de exercícios e ele foi diagnosticado como bipolar.

A 11 de Janeiro de 2010, foi guest host da Raw, fazendo o seu retorno ao ringue numa Tag Team Match com Chris Jericho sobre os D-Generation X. A 2 de Abril de 2012, foi induzido ao Hall of Fame.

Não deve ter existido caso semelhante a este: publicidade negativa a ser acolhida de braços abertos. Acabado de marcar a sua dentição noutro desportista, estava ele de mão estendida para o caro preço que ia custar, para não falar na negligência que afectou uma das suas crianças.

São cenas demasiado graves para poder ser privilegiado com tão alto galardão, se até no do Boxe não deveria estar.

Se não se condecora uma mulher por se prostituir ou ter prostituído, não sei o que faz aqui este abusador, ou por ser macho muda tudo de figura?

A 26 de Janeiro de 2015, Arnold Schwarzenegger (nascido a 30 de Julho de 1947) foi anunciado para a classe deste ano. Aos 14 anos, iniciou os treinos para ser bodybuilder, sendo que aos 20 já era Mister Universo. Durante a sua campanha inicial para governador da Califórnia, acusações sobre a sua conduta pessoal e sexual foram reportadas.

Admitindo ter agido mal, desculpou-se, discutindo orgias e o uso de substâncias como a Marijuana. Apoiante do Pro Wrestling e tendo feito amizades junto a Wrestlers, contratando-os para os seus filmes, apareceu na programação da WWE.

Aqui está outro que vai ter o seu momento, ele que poderia ter seguido esta carreira se tivesse apanhado o contentor que tantos escultores corporais trouxe para o negócio.

Não cessou de ser divulgador e defensor desta arte e, para os cargos e o prestígio que ele já teve, nunca escondeu esta sua preferência.

Cada macaco no seu galho não é, pelos vistos, de todo o modo de seleccionar os elegíveis para algo que se deveria manter puro.

Tendo perdido a virgindade, continuar-se-à a aceitar gente que pouco ou nada fez, que esteve no lugar certo na hora certa ou que se serviu dos seus interesses.

Pressinto que da avalanche ainda saia Floyd Mayweather, Meat Loaf, Sharon e Ozzy Osbourne, Cindy Lauper, não sendo fácil descortinar se cada qual merece ou não.

O Wrestling não é feito apenas dos seus atletas e alguns dos que citei foram dando dinheiro e até boas recordações, outros não tanto.

É preciso situar-nos no tempo, o que era importante ontem poderá não ser hoje e amanhã sabe-se lá. Esta cadeia de favores permitiu interacção e exposição para os dois lados da barricada.

Não sou contra, sei reconhecer estes actos sinceros de solidariedade e desprezar os que não o são, fico é fulo ao observar este desleixo nas habilitações dos nomeados.

Posso ser duro e ingénuo quanto ao significado deste acontecimento anual, só que quando vejo que certas pessoas que de santos não têm nada vão passando à frente dos escorraçados cujos delitos são iguais ou de menor relevo, fico chateado.

Nunca tinha demorado tanto na preparação de artigos como neste (três dias), espero que tenha ficado do vosso agrado.

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “The People’s Elbow”. Nascido a 25/2/90 na margem Sul, fã desta modalidade desde 2009.

2 Comentários

  1. Fábio Peres - há 2 anos

    Quer saber porque ela não está lá?

    Pergunta para quem está do lado do HHH.

    • FrancisDreez - há 2 anos

      Ninguem quer ter uma pessoa no hall of fame da sua companhia, que mostre ma impressão ou imagem..
      O mesmo caso com o Chris Benoit

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador