Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

TNA Joker’s Wild (03/05/2013)

A TNA apresentou esta semana o PPV TNA One Night Only – Joker’s Wild. Em jogo esteve um prémio de 100.000 dólares para quem fosse capaz de ultrapassar as duas fases do torneio – uma competição de tag-teams e uma Battle Royal.

24 lutadores candidataram-se, mas no final só um poderia levar para casa o prémio.

Resultados

– James Storm e Christian York venceram Crimson e Gunner
– Mr. Anderson e Jessie Godderz venceram Douglas Williams e Kid Kash
Samoa Joe e Christopher Daniels venceram Rob Van Dam e Chavo Guerrero
Bobby Roode e Joseph Park venceram Robbie E e Zema Ion
– Devon e D.O.C. venceram Hernandez e Alex Silva
– Matt Morgan e Rob Terry venceram Al Snow e Joey Ryan
– James Storm venceu Christian York, Mr. Anderson, Jessie Godderz, Samoa Joe, Christopher Daniels, Bobby Roode, Joseph Park, Devon, D.O.C., Matt Morgan e Rob Terry (Joker’s Wild Battle Royal)

Vídeos

Dailymotion

Mais Links e Download Directo

Sobre o Autor

- Colaborador do Wrestling.PT para os conteúdos da Total Nonstop Action!

13 Comentários

  1. Jorge Rebelo - há 4 anos

    Ficou provado que o TNA ONO é um conceito descontraído, mas curiosamente este segundo PPV é bem capaz de vir a ter implicações nas actuais histórias da TNA.

    Como já tinha referido, pareceu-me que o prémio monetário foi uma forma fácil da TNA “motivar” os atletas, ou pelo menos dar um razAo para estarem ali a competir.
    Confesso que gostei muito mais da primeira fase (Joker’s Wild Tag-team) que da Battle Royal.

    Começo por referir onde eu penso que vão haver repurcursões…Gunner e Crimson. Esta dupla apresentou neste PPV como dois ex-militares e numa provo surpreendemente boa, o Gunner acabou por desabafar que estava farto de estar sentado em casa, sem razão nenhuma e que ele e o Crimson não se iriam contentar com a situação em que estavam. Para quem ande atento à OVW sabe que o Crimson tem uma nova Gimmick de General Crimson, comandante das Coalition Forces. Será Gunner parte do Crimson’s Army? Parece-me bem que nasceu aqui uma nova tag-team e o Gunner esteve impecável neste PPV.

    Os dois combates mais divertidos da noite foram curiosamente aqueles que eu tinha menos expectativas – Roode/Park vs Ion/Robbie E que acabou por ser um festival de bullying da parte do Roode e de uma actuação brutal da parte do Park. Outra surpresa foi o combate Snow/Ryan vs Morgan/Terry. O Al Snow mostra que quem sabe não esquece e conseguiu a missão quase impossível de cativar o público da Impact Zone. O Final de combate é uma pequenissima história muito bem contada e que levou a que um PPV sem storylines tivesse ali um ponto forte de interesse. Tenho a sensação que esta relação Morgan/Ryan pode voltar a ser uma aposta da TNA no futuro.

    O Joe e o Daniels fizeram uma grande tag-team e o Daniels teve mais uma noite inspirada nas promos. Curiosamente venceram dois possiveis favoritos Chavo e RVD. A Team Boring somou a derrota mais surpreendente da noite e terá sido esta a despedida de RVD da TNA.

    Voltou-me a desiludir a prestação do Alex Silva, que parece pouco motivado e sem grandes argumentos para justificar uma aposta nele.

    Na Battle Royal, fica a ideia de justiça pois o Storm é um dos lutadores com maior sucesso individual e em tag-team. Não fosse o facto de nas histórias actuais o Storm estar a ser utilizado de forma totalmente aleatória e a vitória neste PPV até teria sido um final feliz. Honestamente pensei que o dinheiro fosse ser oferecido a alguma causa mais nobre.

    No geral, o X-Travaganza foi um melhor PPV em termos de combates e este PPV “partido” em duas fases torna-se confuso para quem assiste. Confesso que de todos os ONO este era aquele que menos me despertava interesse e mesmo assim foi um evento sólido, descontraido e cumpre o propósito. O ONO regressa agora só em Julho como Knockouts Knockdown dedicado ao wrestling feminino.

  2. Suicide - há 4 anos

    Gosto da maneira como o Taz e o Tenay fazem referencias à WWE sem problemas, enquanto na WWE a TNA é uma espécie de tabu.-.-

    • danielLP21 - há 4 anos

      Em que parte é que eles falaram da WWE?

      • BernardoJR - há 4 anos

        Eles falaram sobre o Mankind e sobre o Mick Foley.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Pois foi, ouvi agora.

        Engraçado como o Mike Tenay disse “one half of the WWF Tag Team Champions” e não WWE…

        Adorei o Tazz a dizer “I like Mick Foley but I don’t like Mankind” ahahahahahah

  3. BernardoJR - há 4 anos

    Este não era o melhor ONO , mas não foi negativo:
    Para quem não gosta de combates de tsg team , não poderiam aguentar este ONO ‘playa’.

    James Storm e Christian York vs Crimson e Gunner
    Vencedores: Storm e York
    – O MR.Slow e Crimson foram os piorzinhos deste combate , neste combate fiquei surpreendido com o Gunner.

    Douglas Williams e Kid Kash vs Mr. Anderson e Jessie Godder
    Vencedores: Anderson e Godderz

    -Num combate razoável tenho a destacar a promo da equipa vencedora apos o combate.

    Samoa Joe e Christopher Daniels vs Rob Van Dam e Chavo Guerrero
    Vencedores: Joe e Daniels

    -No combate onde os maiores power stars estiveram no mesmo combate , a vitoria foram para uns dos meus lutadores favoritos.

    Robbie E e Zema Ion vs Bobby Roode e Joseph Parks
    Vencedores: Bobby Roode e Joseph Parks

    -Adorei o final do combate , o Parks fica irritado e ativa o adormecido AByss
    que aplica o seu favorito chokeslam e o Spinning side slam .

    Alex Silva e Hernandez vs Devon e D.O.C.
    Vencedores: Devon e D.O.C.

    – 2 Aces&eights juntos? como o R-TRUTH dizia , é conspiração . O combate razoável onde o Alex mao mostrou o porque de ter ganho o GUT CHEK.

    Matt Morgan e Rob Terry vs Al Snow e Joey Ryan
    Vencedores: Morgan e Terry

    -Neste combate tivemos o reviver da feud entre Al Snow e Joey Ryan e o que eu gostaria de ver o inicio da feud Morgan/Terry.

    Combate Battle Royal

    Christian York, Mr. Anderson, Jessie Godderz, James Storm, Samoa Joe, Christopher Daniels, Bobby Roode, Joseph Park, Devon, D.O.C., Matt Morgan e Rob Terry

    Vencedor: James Storm

    -Gostaria que o Samoa Joe vencesse , mas sem nenhuma supressa o Storm venceu e vai gastar tudo em cerveja.

  4. igor silva - há 4 anos

    TNA Se Superando Cada Vez Mais

  5. Henrique Lessa - há 4 anos

    uma coisa que eu gostei bastante neste PPV foram Tazz e Tenay. No X-Travaganza eles também fizeram um ótimo trabalho, me fizeram rir bastante com as piadas que foram contando, pareceu que eles também se divertiram.

  6. truebloud1 - há 4 anos

    nao gostei muito

  7. danielLP21 - há 4 anos

    Gostei deste Joker’s Wild. Divertiu-me mais do que o X-Travaganza…

    Os meus destaques são:

    – Bobby Roode: adoro a forma como ele, da maneira mais séria possível, consegue ser engraçado e proporcionar uma boa gargalhada a quem o vê. Já para não falar do facto de ser do melhor que a TNA tem para oferecer, não fosse ele um dos mais completos do plantel, senão mesmo o mais completo…;

    – Christopher Daniels: que espectáculo! Mais alguém reparou quando ele, na sua primeira entrada, lambeu a mão e depois encostou essa mesma mão à cara de uma fã ( como se lhe estivesse a dar um beijo)? Épico… E depois andou à procura de quem o pudesse ajudar na “Battle Royal”, de uma forma bem engraçada;

    – Joseph Park: sublime. A meu ver, o homem da noite. Que actor fenomenal! Tudo o que ele faz roça a perfeição. Adorei o momento em que o Daniels lhe pede ajuda e ele diz “eu avisei-te que ela só tinha 17 anos” e o Daniels responde-lhe “não é isso, sobre esse assunto falamos depois sem ser em frente às câmeras” ahahahah :D
    Já para não falar do que o Park faz dentro do ringue… Um actor fantástico!

    Tal como Jorge, também a mim me pareceu que Crimson e Gunner podem vir a ser uma das equipas da Tag Team Division da TNA. Pessoalmente, gostei da promo deles.

    Além destes, parece que a TNA quis dar destaque ao Matt Morgan e ao Rob Terry, nomeadamente na “Battle Royal”. Sinceramente, não vejo nada de especial, nem num, nem no outro…

    Christopher Danieles eliminado pelo Rob Terry como um simples mid-carder irrelevante? Poupem-me…

    Na “Battle Royal” adorei o “Beer Money Moment” ( claro que a TNA tinha que usar esta manobra, estranho seria se não o fizesse). Gostei ainda do facto de os 3 primeiros a entrar terem chegado ao fim e da forma como o combate acabou.

    Para o fim, dois elogios e duas críticas. Começo pelos elogios: nunca gostei tanto do Taz. É fantástico! O outro pormenor positivo é a forma como a TNA não deixou que o Devon e o Mr. Anderson se tocassem, visto que na altura em que este PPV foi gravado, este último ainda não era membro do Aces & Eight’s, mas na altura em que foi transmitido ( agora) já o era. Logo, mais um sinal da preparação atempada da TNA. Perfeito.

    Por fim as críticas:

    1º- porque raio é que o Kazarian não participou neste evento?! Jessie, Robbies, Al Snow… Estes entram e o Kaz não?! Aí está um dos candidatos a atleta mais underrated do plantel… Tem que haver sempre algum…;

    2- o que é que leva a TNA a spoilar o próximo PPV ONO? Então deixam, no fim do Joker’s Wild, imagens do próximo PPV?!! Que sentido é que isto faz? Ainda bem que já não me lembro de nada, mas admito que considero isso uma decisão de amadores…

  8. DanielBR - há 4 anos

    gostei bastante deste ONO,espero q o gunner e o crimsom aparecer no roster principal da tna ,unica coisa q fiquei puto foi eles spoilarem o proprio PPV no inicio(ja dava para saber quem iriam ser as tags e talz)unico ponto negativo do show foi este mesmo ,oresto foi tudo de bom :D

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador