Top Ten #106 – Antigos Rivais de Brock Lesnar

Sejam bem-vindos a uma nova edição do Top Ten! Já estamos recuperados de mais um Money in the Bank, temos um novo Mr. Money in the Bank, mudanças de títulos, muita coisa aconteceu no evento. Mas mal nos deixaram respirar e no dia seguinte já nos estavam a dar uma festa. Na procura de um novo adversário para Seth Rollins para o Battleground, a Authority selecciona o retornado Brock Lesnar para cagufa do Campeão. Compreende-se.

Actualmente Brock Lesnar é aquela besta que vem de vez em quando apenas para combates de altas implicações, destrói pessoas de topo e dá espectáculo enquanto está nisso. Mas isso é agora. Em tempos foi ele um Superstar activo no plantel e rivalizava normalmente com estrelas nossas conhecidas. Num Top Ten de estrutura simples, listo aqui os dez principais rivais da primeira fase da carreira de Brock Lesnar na WWE. Com ou sem título envolvido, muita porrada saiu destes desentendimentos.

10 – Rob Van Dam

Algo que não parece muito ponderável nos dias de hoje aconteceu quando Lesnar ainda era um recém-chegado. Como é sabido, o seu push foi rápido e num instante estava a vencer o torneio King of the Ring de 2002. Havia um bónus nesse torneio: o vencedor, para além da honra de se poder chamar “King” – acho que a honra de virar jobber e/ou ser enterrado ainda não havia na altura – ganhava uma oportunidade pelo WWE Undisputed Championship no SummerSlam. Lesnar passou, inicialmente, por cima de Test, o que não nos parece algo que fosse difícil – depois de já ter derrotado Bubba Ray Dudley antes do PPV – e encontrou Rob Van Dam na final. Venceu. E tirou daí um segundo bónus: RVD era Campeão Intercontinental e isso despertou o interesse de Lesnar, após este o derrotar. A feud pelo título estendeu-se até ao Vengeance e levava alguma carga pessoal devido ao manager de Lesnar, Paul Heyman, que até era um conhecido de Van Dam. Mas se não se lembram de Lesnar a Campeão Intercontinental e veem estranheza num campeonato ter acontecido: RVD safou-se por desqualificação. E Lesnar arranjou logo o que fazer a seguir.

9 – Hardy Boyz

Foi a sua recepção. Primeiros a provar a força de Lesnar quando este chegou. A sua estreia em PPV deu-se no Backlash de 2002 contra Jeff Hardy, combate que acabou devido a paragem por parte do oficial. Continuou após uma vitória por KO contra Matt Hardy num episódio do Raw e uma DQ num combate Handicap após interferência de Paul Heyman, o que marcou um combate Tag Team no Judgement Day desse ano, com Paul Heyman em ringue. E sim, foi desses combates em que é Heyman quem consegue o pin. A coisa acalmou por aí mas ainda durou um par de meses. Pelo meio, ainda se enfrentaram no Insurrextion – PPV especial em território Britânico – com Lesnar a ter Shawn Stasiak como parceiro de equipas. Se não se lembram dele, é um daqueles midcarders que chegou a ser Hardcore Champion por quinze vezes. Primeira feud de Lesnar na WWE envolvia um gajo que, no meio de todos os bumps doidos que já levou, tem que incluir ir simplesmente contra Brock Lesnar.

8 – Hardcore Holly

De vez em quando, lá há um midcarder que tem uma oportunidade pelo título principal. Foi o caso de Hardcore Holly em inícios de 2004, que só não teve muita sorte pelo WWE Champion ser Brock Lesnar. Mas foi ele que quis ir atrás dele e o título, por acaso, já estava nele. Lembram-se daquela infame powerbomb mal executada que o deixou com uma lesão grave no pescoço? Isso foi o que deu origem à feud. Após longos meses de recuperação e reabilitação, Holly regressou no Survivor Series de 2003, atacando Lesnar e desafiando-o para um campeonato no Royal Rumble. Duvido que alguém acreditasse mesmo que Hardcore Holly fosse derrotar Brock Lesnar e tornar-se WWE Champion. E, de facto, isso não aconteceu. O fruto que Holly obteve desta sua chance deve ter sido apenas mais dores no pescoço!

7 – John Cena

Sim, isto foi antes do regresso e de andar a fazer dele gato-sapato e atirá-lo por todo o ringue fora com German Suplexes, para lhe tirar o seu 15º título Mundial. Isto foi antes de ele ter algum sequer. Isto até é dos tempos em que o Cena era um dos midcarders que recebia um push temporário ao main event! John Cena, o rapper-sensação, tinha interesse em tornar-se WWE Champion e desafiou Brock Lesnar. Antes disso ainda teve que passar por Chris Benoit que o gozava com uma genial t-shirt de “Toothless Aggression”, mas assim que viu chance virou-se para Lesnar, mandou as bocas à sua moda e conseguiu o seu desejo: saiu vencedor de um torneio para apurar um candidato ao título e enfrentou Lesnar no Backlash de 2003. Pronto, estes eram outros tempos e ninguém esperava também que Cena fosse vencer, quem raio era ele para vencer combates importantes? Lesnar venceu de uma forma menos bruta e chocante que no SummerSlam do ano passado. Sonharia Cena com o que estaria para vir, mais de dez anos mais tarde?

6 – Goldberg

Se os Hardy Boyz aqui aparecem como a sua primeira feud, Goldberg destaca-se como sendo a última. E ainda há memória do quão infame e mal recebida foi a sua culminação. Até tinha o seu potencial, era o culminar de duas bestas quase intocáveis que se queriam um ao outro para provar quem era o melhor. Goldberg era World Heavyweight Champion quando voltou a mira para Lesnar e este era WWE Champion. Podia partir daí, mas não. Já Goldberg não era Campeão quando Lesnar lhe custou uma Royal Rumble e, mais tarde, Goldberg custou o WWE Championship a Lesnar – perdido para um outro lendário senhor que aparece já aqui. Caldo entornado e já estavam a pedir combate para a Wrestlemania XX. Mas tinham que deixar as coisas piores, ao meter Stone Cold Steve Austin ao barulho com envolvimentos e Spears acidentais. Deu-lhe a posição de árbitro convidado, algo que Stone Cold muito gosta de fazer. O combate? O tão antecipado combate? Foi um desastre. Já era sabido que seria o último combate de ambos e a plateia – desculpem lá o Português – cagou-lhes encima todo o tempo. Lesnar e Goldberg não se esforçaram por dar espectáculo no seu último dia de trabalho e saiu um aborrecimento coberto de heat. O que valeu a pena daqui? Austin a ter um Stunner guardado para cada um deles como prenda de despedida. Como se ele já não fosse suficientemente adorado. Anos depois, julgando pelo regresso aclamado de Lesnar e pela forma como ele é recebido actualmente, acho que está perdoado…

5 – Eddie Guerrero

Não foi preciso esperar muito para chegar ao tal homem que aproveitou intromissões de Goldberg para retirar o WWE Championship a Brock Lesnar. É este mesmo! Achavam que era preciso alguma besta a pesar 3 toneladas, com músculos a sair-lhe das orelhas para deter Lesnar? Nada disso. Viva la raza! Foi no início de 2004, no Smackdown, numa semi-Royal Rumble – de 15 homens – que Eddie Guerrero ganhou a sua oportunidade ao título e não mostrou assim muito medo do Campeão. Chegou ao No Way Out e Guerrero soube como aproveitar e ser Guerrero, com a tal ajuda de Goldberg, para capitular e vencer. A maneira de melhorar tudo isso: foi este o mesmo WWE Championship que ele defendeu na Wrestlemania XX contra Kurt Angle, com sucesso, e celebrou num emocional segmento em que abraçou ninguém naquele ringue. Uma bela história que começou com derrubar Brock Lesnar.

4 – The Rock

Quando Lesnar bateu Rob Van Dam para vencer o King of the Ring e ir atrás do WWE Championship no SummerSlam, isso implicaria mais uma feud com um novo Superstar para lá culminar. E quem guardava aquele título era The Rock que se viu logo de mãos cheias com o “Beast Incarnate” quando ainda era o “Next Big Thing”. Como é sabido, pouco valeu o esforço a The Rock, numa altura em que este transitava progressivamente para o lado do cinema. Não só ele enfrentava uma besta como Lesnar, como tinha Paul Heyman a armar-se em esperto e algum auxílio de cadeiras forasteiras. Nada chegava contra Lesnar e este saiu por cima, iniciando o seu percurso no main event. Deixou The Rock tão desorientado que ele até tirou umas férias. É que não só lhe tirou o título como lhe tirou o recorde de WWE Champion mais jovem da história. As coisas andavam difíceis para Rocky, fora os trocos que iam começando a entrar de bilheteiras…

3 – Big Show

Todos sabemos quais os momentos históricos que mais marcam esta rivalidade. Que nada teva a ver com a amostra de rivalidade que tiveram no início do ano passado que culminou numa amostra de combate que ficou ofuscado por um festival de cadeiradas. Isso veio mais tarde e não chega nem perto destes tempos. O primeiro foi o primeiro pin sofrido por Lesnar e sua primeira Face Turn, tudo graças a Paul Heyman que o traiu e aliou-se a Big Show, ajudando o gigante a vencer o WWE Championship e a conseguir forjar ali um contrato de modo a não permitir rematch. Foi a base e desenvolvimento da feud. O outro épico e histórico acontecimento, já num segundo alongamento da feud, foi quando estes dois autênticos Cruiserweights começam a brincar no canto, na corda superior. E acham boa ideia fazer um Superplex e destruir o ringue. E foi uma excelente ideia, de facto. Saiu um segmento tão belo como aquele!

2 – The Undertaker

Pronto, eu sei que ainda dói na alma de muitos ler estes dois nomes perto um do outro. Mas isto foi muito antes de andarem com brincadeiras de streaks e tudo isso. Isto foi assim que Lesnar se tornou o WWE Undisputed Champion e andava a precisar de rivais. Undertaker, no seu mais biker, chegou-se à frente e lá aceitou o desafio/desafiou. Foi uma rivalidade bem intensa a bastante física, proporcionando momentos bastante violentos e combates bem melhores que o histórico combate da Wrestlemania XXX, muito mais notório pelo seu resultado do que pelo seu desenvolvimento. Envolveu combates que acabavam em dupla desqualificação porque ninguém segurava aqueles animais, Lesnar a partir a mão de Undertaker e um Hell in a Cell bastante sangrento que roubou o show naquele PPV – No Mercy 2002 – e quase naquele ano inteiro. Lesnar foi capaz de reter o título. Os dois retomariam a rivalidade brevemente, um ano depois, de novo a culminar no No Mercy, enfrentando-se desta vez num Biker Chain Match, que Lesnar voltou a vencer. Não necessito de recordar o seu terceiro encontro. Apenas faço a observação: olhando para o geral, Undertaker nunca foi gajo de conseguir vencer Lesnar…

1 – Kurt Angle

Há muita boa memória dos encontros entre estes dois tremendos lutadores. Partiu, inicialmente, da rivalidade com Big Show, na qual Heyman também se aliou a Kurt Angle quando este era WWE Champion, de modo a tornar a impedir que Lesnar combatesse pelo cinto. Mas ele queria o raio do título e teve que ir pelo caminho mais longo: vencer a Royal Rumble e defrontar Kurt Angle na Wrestlemania XIX. Foi aí que se desenrolou um histórico spot recordado imensas vezes nos dias de hoje. Lesnar tentou um momento “Holy shit!” ao tentar executar um Shooting Star Press. A manobra é falhada e Lesnar aterra de cabeça, originando… um momento “Holy shit!” na mesma. Creio que o efeito foi o mesmo. É que nem assim o combate pecou, só ficou mais bruto e natural. E o desempenho atlético de Lesnar na manobra mal executada acaba por ser impressionante na mesma. E aquilo foi uma queda de cabeça e pêras! Já tinham aqui história feita mas lá tiveram que rivalizar outra vez, mais tarde, e com mais amizade e respeito, visto que tinham em Big Show um rival comum. Mas num instante as coisas deram para o torto quando Lesnar se aliou a Mr. McMahon e voltou a ter Paul Heyman no seu canto – o raio do homem esteve nos dois lados do campo nesta rivalidade – e levou a combates épicos como um Iron Man de 60 minutos que sorriu para o lado de Angle e uma vitória deste por submissão, tornando-se o primeiro a conseguir forçar o “tap out” em Lesnar. Curiosamente, o segundo e último foi Chris Benoit, fazendo desses dois bastante propícios a serem os únicos a forçar a submissão em gajos que não têm muito esse hábito…

E são estes os dez principais rivais a destacar para Brock Lesnar na sua primeira fase, os seus dias da velha guarda, os seus tempos em que era activo a tempo inteiro e integrava o plantel como os restantes, sem necessitar de ter os “especiais” reservados para si. Eras diferentes, mas a besta é a mesma, mesmo que ela aja e destrua de maneira diferente. Destruía na mesma. E espero que tenham gostado de recordar esta fase antiga de Brock Lesnar, quer sejam grandes fãs dele ou não. Convido-vos, como sempre, a comentar o assunto, a falar das vossas memórias quanto a estas rivalidades, como as veriam nos dias de hoje e a acrescentar alguém que se lembrem e que não conste aqui. É a lengalenga do costume mas gosto de vos lembrar sempre. O mesmo para a minha promessa de voltar cá na próxima semana ou, no mínimo, tentar. Se cá estou após uma semana tão ruim como foi esta última para mim, estou na próxima. Que vos traga bom tema. E até lá tudo de bom, portem-se bem e toca a ir para a praia que o Verão vem com a pica toda!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Top Ten”.

27 Comentários

  1. Bully - há 1 ano

    Excelente Top tem como sempre!

  2. Wrestling Life - há 1 ano

    Excelente Top 10

    “e celebrou num emocional segmento em que abraçou ninguém naquele ringue.” Parti-me a rir xD.

  3. MicaelDuarte - há 1 ano

    Excelente.

  4. danielLP21 - há 1 ano

    Muito bom :D

    O Top 3 está perfeito.

  5. Reigns one versus all - há 1 ano

    Excelente top ten.
    Boa escolha de tema,nada melhor que falar dos principais nomes que a “besta” destrui.

  6. DMartins_WWE - há 1 ano

    Excelente Top Ten. “…e celebrou num emocional segmento em que abraçou ninguém naquele ringue.” Pahahaha

  7. Bruno Alves - há 1 ano

    Reunião dos the Shield contra o Brock

  8. Nadson'Blackout' - há 1 ano

    Angle and Benoitt , seth poderia usar isso contra o lesnar , nao necessariamente falar sobre o angle.

  9. MR Perfection André Santos - há 1 ano

    Excelente Chris,grande Top!

    Angle vs Lesnar é simplesmente épico!

  10. randy orton - há 1 ano

    Brock lesnar vs edge foi uma boa rivalidade, ótipo top !

  11. Anónimo - há 1 ano

    Batista u.u

  12. The referee - há 1 ano

    Parece o Custom Showcase que o Denkops fez

  13. Sorlei Rui Oltramari - há 1 ano

    HERE COMES THE PAIN. Ótimo artigo, Chris.

    Devo admitir que não gosto do Lesnar como pessoa,por não ter a mínima consideração pela WWE e por ser pura e simplesmente um mercenário. Mas é inegável que o homem é um wrestler fantástico.

    Vê-lo retornando foi bom, pois desperta a curiosidade em saber como será o desenrolar dessa história. Provavelmente, o Rollins vai culpar o HHH e a Stephanie por colocarem o Lesnar em seu caminho e vai iniciar a feud Rollins – Authority.

    Quanto aos wrestlers citados, estão em ótima ordem e posicionamento e não creio ter faltado nenhum mais relevante.

  14. Cenation - há 1 ano

    PT Wrestling, ambos sabemos que o Combate no summerslam entre o cena e o brock lesnar foi feito. Li isso numa publicação vossa. Abraco

  15. Don_Ricardo_Corleone - há 1 ano

    Estou a ver que o autor não é fã das recentes feuds do Lesnar. :P

  16. CardosoL26 - há 1 ano

    Falta ai Cm Punk, um dos melhores combates e uma grande feud entre os dois.

  17. RAI dust - há 1 ano

    faltou cm punk entre esses 10

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador