Top Ten #11 – Piores Nomes de Tag Teams

No passado Raw vimos uma aliança entre Sheamus e Randy Orton a tomar mais enfâse e quem sabe, não se terá encontrado aí uns candidatos aos títulos dos The Shield. Para oficializar mais a dupla, parece que recorreram ao Twitter para procurar um nome e um que mais correu por aí foi… Team WhiteSnake. Não dos nomes mais inspiradores, mas abre espaço para uma reflexão a ser abordada neste Top Ten: nomes de Tag Team simplesmente maus. Seja por serem parvos, por fazer pouco sentido ou por serem pouco imaginativos… Aqui ficam dez exemplos de nomes infames… E hão de haver muitos mais…

10 – La Résistance

A equipa era boa e tinha bastante potencial. E o nome, para além de uma questão de hábito, também combinava com a gimmick dos lutadores integrantes – seus membros eram Sylvain Grenier e René Duprée, e mais tarde também Rob Conway. Hoje em dia até não há qualquer sentimento de estranheza ou constrangimento ao falar nos “La Résistance”, o hábito já tomou conta disso. Mas fora isso, não deixa de fazer com que uma equipa de lutadores soe a um nome de perfume rasca… Há qualquer coisa em dizer “La Résistance” com um tom sério referindo a um conjunto de homens crescidos e fortes e não com um tom sussurrado de anúncio de uma nova fragrância qualquer que deixa a coçar cabeças…

9 – Team WhiteSnake

Ainda nem sei se é oficial. Mas se foram eles que deram a ideia para este Top Ten, achei que devia incluí-los. É que o nome até nem é assim tão mau. Até é uma fusão relativamente inteligente. Até pode passar por ser engraçadito – o que faça mais diferença talvez seja o “Team” que agora tem que estar em todas. Mas será boa ideia referirmo-nos a uma equipa de wrestling sem parecer que estamos antes a falar de uma banda de Hard Rock de grande sucesso na década de 80? E não me interpretem mal, eu gosto bastante dos Whitesnake, quer seja na sua fase mais Blues dos 70s, a fase Glam dos 80s ou os seus dias presentes a lançar malhas maduras de Hard Rock à antiga. Mas a cada vez que me referir à equipa, se ficar este nome, não quero imaginar o Randy Orton e o Sheamus a cantar isto ou isto.

8 – Suicide Blondes

Recuando à velhinha ECW quando ainda era a Eastern Championship Wrestling, tínhamos uma equipa de seu nome “Suicide Blondes”. Por muito flamejante que fosse a equipa de Christopher Candido e de Johnny Hotbody, não deixa de ser um nome com umas quedas algo mais femininas. O nome foi de novo utilizado pela equipa feminina nas independentes de LuFisto e Jennifer Blake. E aí já se adequava mais. Mas para além de não ser um grande nome, ainda há a cereja no topo do bolo: Johnny Hotbody, um dos integrantes, nem sequer era loiro. Exactamente, tínhamos a equipa dos Suicide Blondes com um membro de cabelo escuro. Mesmo que comentassem isso constantemente, não deixa de ser um parvo nome.

Uma curiosidade: Edge e Christian também já chegaram a utilizar este nome no circuito independente. Ou seja, para além de mau também é repetitivo. Vá lá que se tornaram lendas com outro nome. Até porque no meio dos nomes todos que utilizaram nas indys, poucos se aproveitavam e talvez “Canadian Rockers” não fosse muito melhor…
Outra curiosidade: Acidentalmente este Top Ten está a tornar-se muito musical. Mas também não consigo evitar pensar nestes sem me lembrar disto.

7 – AirBoom

Este aqui nem é assim tão ridiculamente insultuoso. Mas é tão fraquinho que até mete impressão. Aliás toda esta equipa levava assim um “foge-que-te-borras” com ela. A combinação foi inteligente e bem feita, dois grandes atletas que combinavam, estavam suficientemente over com o público, mesmo que nada de extraordinário e podiam trazer atenção à divisão Tag Team. E parecia pesar sobre eles essa responsabilidade e a atenção à divisão de equipas devia começar por eles, teoricamente. Mas onde está o esforço? O nome é isto – só ganhou piada quando o R-Truth se referiu a ele como uma flatulência – e a música de entrada era preguiçosa. E a equipa realmente acabou por fazer “Boom”, mas isso foi porque o Bourne andou aí a meter-se numas coisas… Às tantas até era para esquecer o nome da equipa dele…

6 – The American Males

Olha, estes são específicos. A gimmick da equipa composta por Marcus Bagwell e Scotty Riggs na WCW era supostamente a de dois “meninos bonitos” que tinham as meninas todas. Já a gimmick é pobre. E para tornar mais pobre ainda, arranja-se um nome que em vez de mostrar a particularidade da equipa, leva um nome que parece referir-se a, por aí, uma metade de toda a população Americana. Não podiam ser um bocadinho mais restritos para que os adversários não pareçam sempre que vão partir numa aventura contra a população masculina do país, ou abrangendo ainda mais, do continente?

Apesar do nome, a equipa conseguiu atingir algum sucesso e chegou a deter os títulos Tag Team por uma vez. Foi aquela vez em que os títulos estavam na posse de dois “machos Americanos”. Impressão minha ou isso acontece muitas vezes?

5 – The Bodydonnas

A melhor parte deve ser dizer o nome com cara séria. Nem o facto de estar lá a Sunny como manager justifica alguma coisa. No ringue estavam a combater dois tipos que eram os “Bodydonnas”. Eu até diria que não consigo dizer o substantivo “bodydonna” no masculino, mas lembrei-me que não faça a mais mínima do que seja um/uma “bodydonna”. A equipa era composta por Chris Candido e Zip – Tom Prichard, irmão do Bruce – o que nos leva a entender que o desgraçado do Candido tem um historial de maus nomes de tag teams jeitoso. Fusão? Porque não os “Suicide Bodydonnas” ou os “Blonde Bodydonnas”? OK, já tenho o cérebro a sangrar…

4 – Tekno Team 2000

Isto mais parece o nome de algum grupo azeiteiro de Eurodance. Aliás, assim de repente dizendo-me o nome até sou capaz de pensar que são aqueles que cantavam a “Blue (Da Ba Dee)” – mas só para saciar a curiosidade, esses são os Eiffel 65. A gimmick da equipa era suposta ser de uns tipos – Troy e Travis – que estavam “à frente do seu tempo”. Porque isto foi em 1996 e naquela altura era assim, para parecer que uma coisa era super-futurista, bastava pôr 2000 à frente. Hoje em dia, 2000 lembra-me o Batatoon, o King África e tazos de Pokémon, mas na altura era assim. Nunca chegaram a ter assim muito sucesso e lá se foram juntamente com o seu nome de videojogo rasca da SEGA de baixo orçamento que foi presente de um parente mas que não gostaram porque passam-no depressa e está cheio de bugs. É realmente um nome que dá para muita coisa e em nenhuma é algo de jeito…

E já que fiz a referência vamos manter a musicalidade? Ouçam e curtam!

3 – Two Dudes with Attitude

Olha outro que também é específico. Até parece mal incluir Shawn Michaels em qualquer lista que envolva os “piores” de qualquer coisa – talvez se fosse de personalidades do backstage na década de 90 ele até ficava pelo topo – mas não pensaram muito ao dar nome à sua equipa com Diesel. Nada mais preguiçoso que nomear uma equipa como “dois gajos com isto”, “dois gajos que fazem aquilo” ou “dois gajos daqueloutro”. Fixe era que as equipas actuais fossem assim. “Two Dudes with Mental Superiority” para os Rhodes Scholars. Team Hell No eram os “Two Dudes with Anger Issues”. The Shield ficavam como os “Three Dudes in Black”. Junte-se outra vez a equipa de Zack Ryder e Santino Marella e temos os “Two Dudes That Job a Lot”. Ou vai-se buscar ali os WhiteSnake e chama-lhes os “Two Dudes the Crowd Is Sick Of”. E só porque é fixe junte-se o Goldust e o Orlando Jordan da TNA para os “Two Dudes That Not Sure If Dudes”. Nome fraco que fica ali mal visto no currículo de Shawn Michaels. E do Kevin Nash… Ou do “One Dude That Tore His Quad”…

2 – The Ding Dongs

Pronto então. Retire-se tudo o que foi dito acerca dos nomes anteriores, há algo neste aqui que os intimida. O que é um “Ding Dong”? Uma onomatopeia para uma campainha? Um delicioso doce de chocolate com recheio cremoso? Um eufemismo estupidamente infantil para a genitália masculina? É tudo isso até… Só faltava também que fosse uma Tag Team e a WCW tratou disso com a parelha de Jim Evans e Richard Sartain com uma gimmick que, felizmente, apenas durou um punhado de combates. É pena, “The Ding Dongs” é um nome que manda pinta… Para o Hall of Fame, logo…

Só mais uma musiquinha então? Pronto, se me perdoam… Cantem lá isto.

1 – The Dicks

Oh meu Deus, por onde é que se começa aqui? Pronto, os seus membros eram o James Dick e o Chad Dick… Não, não é desculpa. Um “dick” também pode ser um autêntico otário nojento que se comporta como uma besta, um “asshole”… Não, também não serve… O Vince às vezes tem um sentido de humor todo torcido e bastante infantilóide… Essa sim já parece mais plausível. E o mais interessante é que o raio da equipa até era séria. Agora se todos conseguiam dizer o nome deles seriamente é que duvido. Pena é que tenham tido uma vida curta no Smackdown em 2005, mal chegando a 2006. Acontece aos melhores… E aos Dicks também…

E é este o Top Ten que tenho para vos apresentar, com muito conteúdo atroz mas que consegue ser engraçado pelas mesmas razões. Espero que se tenham divertido e que tenham gostado do tema e agora é a vossa vez de despejar péssimos nomes de Tag Teams que se lembrem e que achem que eram dignos de constar nesta tabela, para além de comentar os nomes já apresentados. Conhecem essa gangada toda? Para a semana, tentarei voltar a entreter-vos com um novo Top Ten e um novo tema!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Top Ten”.

11 Comentários

  1. WWEdge - há 4 anos

    Gostei deste Top Ten e a verdade é que quando vi “Suicide Blondes” também me lembrei logo da música dos INXS :)

    Ao ler este Top recordei-me de uma tag team que na altura achava a sua entrada ridícula e ao mesmo tempo engraçada, até a imitava com os meus irmãos, assim como a dos DX e muitas outras :) A verdade é que ainda hoje a tenho na cabeça :/

    Eram os “The Heart Throbs”, só encontrei este vídeo em que eles lutam contra o Viscera.
    http://www.youtube.com/watch?v=_-bIwBEtto0

  2. El Shaarawy - há 4 anos

    Maus demais!! O unico que ainda se aproveita é os La Resistance porque o nome se enquadra bem na gimmick e nao soa assim tao ridiculo a meu ver!!!

    Um aparte: é mau demais ter de continuar a ver sheamus e orton a trabalharem em conjunto e espero bem que o randy traía o sheamus em breve!

    • WWEdge - há 4 anos

      Também partilho da mesma opinião, sempre que fazem tag team num combate estou sempre à espera que o Orton traia o Sheamus e se torne heel :)

  3. don_ricardo_corleone - há 4 anos

    Achei muito engraçado e tens razão na maior parte dos casos. Mas no caso dos La Résistance, sempre gostei. E a mim não me faz lembrar um perfume mas sim o grupo de resistência francesa à invasão Nazi, precisamente conhecida como La Résistance. A ideia devia ser essa, só nunca percebi no que a França é aqui chamada.

  4. danielLP21 - há 4 anos

    “Two Dudes That Not Sure If Dudes” Ahahahahahahahah! O que eu me ri, obrigado ahahahah!

    Excelente Top Ten. Eu nem sabia disso da equipa do Orton e do Sheamus. Pode ser que sirva para dar mais destaque à divisão de equipas. Sinceramente, gostava, desde que o Orton fizesse o heel-turn uns meses depois.

  5. FábioVaz - há 4 anos

    hahahaha Adorei o artigo

  6. Duarte_WWE - há 4 anos

    The dicks ahahahah, 2 dudes with attitude xD muito bom!

  7. MR Perfection André Santos - há 4 anos

    Gosto dos La Resistance!

  8. bdias14 - há 4 anos

    o que eu me ri com isto ahahahaaha. keep up the good work

  9. Tiago locais - há 4 anos

    Ri-me quando vi THe Dicks

  10. Venser - há 4 anos

    De 10, 3 referências aos orgãos genitais masculinos… Ding Dongs, Whitesnake e Dicks…

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador