Top Ten #126 – Rivais dos Brothers of Destruction

Dou-vos as boas vindas a mais uma edição do Top Ten. Novamente me debruço sobre um dos assuntos actuais relevantes. E um dos principais pontos de interesse no conteúdo televisivo da WWE. A Wyatt Family decidiu meter-se com uns alvos não muito ligeiros. E ainda por cima por andar a comer-lhes almas ou lá o que era. Mas estes já não são Roman Reigns e Dean Ambrose que, com toda a sua força, qualidade, respeito e futuro, ainda não têm a história que os indivíduos em questão já têm.

Os Brothers of Destruction, Undertaker e Kane, foram atacados e aparentemente raptados pela cambada de tolos que é a equipa liderada por Bray Wyatt. E quando este pensava que já lhes tinha consumido as almas e que lhes tinha roubado os poderes… Eis que os irmãos voltam e varrem o ringue à sua antiga maneira. Até têm aqui uma rivalidade jeitosa. Olhemos a um ranking de principais rivais e adversários dos históricos Brothers of Destruction.

10 – KroniK

Estão aqui porque tiveram uma rivalidade de destaque no seu tempo, envolveu títulos e convém enumerar as várias passagens dos Brothers of Destruction, incluindo na Invasion. Porque de resto, nem isto foi lá muito bom, nem eu tenho muito a certeza que esta equipa seja muito recordada. Os KroniK consistiam na equipa que Stevie Richards trazia à WWF, constituída por Brian Adams e Bryan Clark. Se os nomes não vos disserem nada não é de estranhar, mas já se tinham tornado mais notáveis na WWF como Crush e Adam Bomb respectivamente. Por esta altura, Taker e Kane detinham ambos os títulos de equipas da WWF e os da WCW – estes que tinham sido conquistados aos não aqui enumerados Natural Born Thrillers, constituídos por Chuck Palumbo e Sean O’Haire. E a introdução dos KroniK na WWF foi já com os irmãos como alvo. Custaram-lhes os títulos da WWF aos Dudleys e conseguiram uma oportunidade aos da WCW no Unforgiven de 2001. Falharam. O que conseguiram de mais notável aqui? Vencer o prémio de “pior combate do ano” pela Wrestling Observer Newsletter, enquanto ganhavam o prémio de pior tag team… Pelo segundo ano consecutivo. E ainda estranhavam não se lembrar destes?

9 – Rikishi & Haku

Mais uma feud com pouco e por pouco. Serviu mais para reintroduzir os Brothers of Destruction como uma tag team em 2001, especialmente após a Royal Rumble desse ano, notável pelo recorde de eliminações por parte de Kane. Aqui se plantaram duas sementes: Undertaker e Kane iam fazendo parceria sempre que podiam por lhes dar jeito e para dar o gosto ao público. A segunda semente foi a eliminação de Undertaker que se deu por parte de Rikishi. Isso ajudou a originar uma reunião da tag team para enfrentar Rikishi e o seu parceiro, o veterano Haku – esse mesmo que competiu na década de 80 e pai do Camacho/Mikah – num First Blood em pleno Smackdown. Na altura em que se fazia destas coisas nesse programa. A rivalidade prolongou-se quando interferiram numa oportunidade aos títulos num combate de mesas – envolvendo os Dudleys e os E&C – no No Way Out de 2001. Ao custar-lhes os títulos e ao meter o nariz na cena dos títulos, seria de esperar que a rivalidade continuasse e envolvesse as outras duas duplas mas uma lesão de Rikishi cancelou os planos. Haku ficou reduzido ao lowcard e aos “C Shows” até voltar a abandonar a companhia. Podia ter sido mais que o que foi…

8 – Diamond Dallas Page & Chris Kanyon

Ponto importante na Invasion e fulcral para que a tal rivalidade com os KroniK se desse. E sempre era com uma equipa melhor e mais relevante, apesar que é de destacar que também não foi dos angles mais aclamados e que apresentava um Undertaker na sua pior fase – uma fase pouco recordada hoje em dia em que Undertaker ganhava prémios na WON de “Mais Overrated” ou do lutador menos favorito dos leitores, dava maus combates e dava mais nas vistas pela sua má forma física. Mas já foi outra coisa. Começou com a infame história do stalker de Sara, a então esposa de Undertaker. O tal perseguidor foi revelado como sendo DDP e não atacou Undertaker sozinho, contando com Kanyon, seu amigo da WCW para o fazer. Enquanto esta dupla vencia os títulos de tag team da WWF aos APA, Undertaker podia contar com o seu irmão para o ajudar na guerra contra DDP e Kanyon. Já eles entretanto tinham vencido os títulos da WCW aos Natural Born Thrillers quando as duas equipas se enfrentaram com os dois pares de cintos de equipas em jogo. Foi no SummerSlam de 2001 e foi dentro de uma jaula. Undertaker e Kane derrotam DDP e Kanyon para vencer os WWF Tag Team Championships e reter os WCW Tag Team Championships, unificando-os por um curto espaço de tempo. Quem é que estava já à perna? Exacto, os lendários KroniK!

7 – JeriShow

Diga-se que não foi inteiramente uma feud mas sim que conseguia envolver ambos com um embate que servia como marca de reunião. Deu-se já em 2009 quando Chris Jericho formou a equipa Jeri-Show com Big Show, algo que se viria a tornar bem mais interessante do que qualquer um esperava. A feud era, na verdade, com Undertaker, então World Heavyweight Champion, que rivalizava com Chris Jericho à volta desse mesmo título. O problema é que Big Show tinha que andar sempre por perto e a coisa tornava-se difícil. Felizmente para ele, Undertaker podia contar com ajuda e lá podia vir Kane escorraçá-lo quando estivesse a estorvar demais. No entanto a feud dá-se mais com Undertaker, daí que esta rivalidade consista menos em “Jeri-Show vs Brothers of Destruction” do que em “Jeri-Show vs Undertaker featuring Kane”. Mas o combate deu-se no Smackdown mesmo que não tivesse grande resolução, com Jericho a desqualificar-se e a fugir. A feud seria resolvida por Undertaker individualmente após reter o título no Survivor Series numa Triple Threat contra… os Jeri-Show. Que não conseguiram manter a aliança durante todo o combate.

6 – MVP & Mr. Kennedy

Foi mais uma junção de duas feuds individuais mas acabou por se fundir verdadeiramente, pois ambas começaram em simultâneo. MVP e Mr. Kennedy eram duaa forças jovens em crescimento com muito potencial e tinham feuds sólidas com veteranos para se estabelecer. Acabaram por se aliar e foi logo contra dois nomes de peso, o que se compreende. Foi uma interferência de MVP num combate de Kane contra Mr. Kennedy que originou um salvamento que consistiu simplesmente num apagar de luzes, um início de tema familiar de entrada e o desaparecimento de Kane. Obrigou Teddy Long a fazer algo que lhe custa e incomoda tanto: marcar um combate tag team, reunindo os Brothers of Destruction. De forma muito peculiar, os reunidos Brothers of Destruction saíram vencedores por três vezes nessa noite. À primeira, um abandono de MVP e Kennedy forçou uma contagem. Teddy Long marca um combate sem contagens. À segunda, Kennedy recorre a um golpe baixo à cara podre e é desqualificado. Teddy Long marca um combate sem desqualificações. Já sem saída, os irmãos puderam ganhar como deve ser. As feuds continuaram individualmente, com Kane a resolver problemas com MVP e Undertaker a aterrorizar Mr. Kennedy – esta segunda ficou como uma das feuds do Smackdown na altura que ainda hoje melhor me lembro, tanto no bom sentido como no mau sentido quando me lembro do fraco finish que teve um combate First Blood entre ambos. Mais um combate de equipas se deu no Smackdown mas este nem vencedor teve com tanta confusão que houve no exterior, já a envolver ameaças de atropelamentos e outras coisas assim normais no wrestling. Mais modernos e nem são nomes que se associem rapidamente aos Brothers of Destruction mas ainda causaram muita confusão juntos…

5 – The Dudley Boyz

Olhando à primeira, até nem parece que as rivalidades que Undertaker e Kane tenham tido com aquela que é uma das maiores tag teams de todos os tempos tenham sido assim tão prioritárias. Mesmo que envolvessem títulos, havia sempre alguém que era o principal rival dos irmãos que interferia. O primeiro caso foi a tentativa no No Way Out de 2001 que também envolvia Edge & Christian, mas que viu interferência de Rikishi e Haku, já aqui referidos. A segunda já foi na altura da Invasion e viu mesmo os Brothers of Destruction perder os WWF Tag Team Championships para os Dudleys, graças aos célebres KroniK. Tudo malta já conhecida. Mas tem que se olhar com mais profundidade para esta última rivalidade que já envolveu mais confrontos. Os KroniK basicamente estorvavam. Porque já haviam azedumes entre os irmãos e os Dudleys e por coisas ligeiras. Os ex-ECW integrantes da Alliance apenas colocaram a já famosa Sara, então esposa de Undertaker, por uma mesa dentro. Por que havia ele de tomar isso a mal? Tal desencadeou galhardetes, combates de mesas e, como já mencionado, mudanças de títulos. Mas também… Qual é a sua surpresa? Existe alguma equipa com quem os Dudleys nunca tenham rivalizado?

4 – Edge & Christian

Num caso semelhante aos Dudley Boyz, a equipa de Edge & Christian – que num caso semelhante aos Dudleys, também são facilmente uma das maiores tag teams de todos os tempos – nunca foi uma rivalidade prioritária. E também num caso semelhante aos anteriores, apareciam mais quando existiam títulos envolvidos. Dessa forma ficaram como os gajos que estavam sempre lá, apareciam sempre que Kane e Undertaker tinham que se mexer para algum lado. O primeiro caso foi um teste introdutório à sua reunião em 2000, com Undertaker recém-chegado como “American Badass” que viu os reunidos irmãos enfrentar os que também antes faziam de conta que eram irmãos, pelos títulos. Uma desqualificação deixou-os de mãos a abanar e nova oportunidade forte viria na tal Triple Threat que também envolvia os Dudleys e que meteu Rikishi e Haku a fazer asneiras. Desencadearia uma feud entre as quatro equipas mas uma lesão de Rikishi mudou os planos, como já disse. Não adianta repetir-me muito. O caso mais significativo viria em 2001, com uma feud a servir de intermédio para outra feud maior. Triple H e Steve Austin tinham formado uma aliança pouco provável da qual não adianta estar a pormenorizar já e tinham em mãos um desafio destes Infernais irmãos. Mas a única forma de chegarem a eles seria livrando-se da pedra no sapato que lá estava com uns títulos na sua posse. Edge e Christian eram os Tag Team Champions que os Brothers of Destruction tinham que derrotar, pelos títulos, para chegar a Triple H e Stone Cold. E, num combate sem desqualificações, mesmo com interferências dos vilões, Kane e Undertaker conseguiram aquilo que lhes tinha estado sempre a escapar até então: derrotar Edge e Christian e tirar-lhes os títulos de equipas finalmente. Persistência. Nem que andassem sempre a pedir “one more match” como o outro…

3 – The Wyatt Family

O que nos tem ocupado a TV actualmente. Confrontos entre Undertaker e Bray Wyatt já não são novidade… Ele já foi arrumado pelos Nexus! Mas não, também não me refiro a isso, é óbvio que falo da rivalidade que os levou à Wrestlemania XXXI e que viu Undertaker voltar às vitórias nesse evento. Foi Bray Wyatt quem começou o conflito, estava ele sozinho, e foi ele que começou este novo, agora já acompanhado pelos seus três gunões. Inicialmente o ataque foi a Undertaker em altura oportuna. Quando este absorvia aplausos e agradecimentos do público após um grotesco combate Hell in a Cell que perdia para Brock Lesnar, mais duro rival que já teve na carreira. Vem a Wyatt Family, dá-lhe porrada como se ele não tivesse levado que chegue e carregam-no para fora. A rivalidade estende-se para a dupla quando Kane vem ao salvamento e/ou para pedir justificações e tem o mesmo destino. O mais esquisito de tudo veio depois quando Bray Wyatt afirma ter-lhes… consumido as almas? Hábitos alimentares esquisitos mas o raio do estafermo veio mesmo cheio de poderes iguais aos deles! As coisas ainda estão por culminar neste Survivor Series mas, com ou sem alma, Undertaker e Kane já puderam também eles provar um pouco da vingança…

2 – Steve Austin & Mankind

Uma posição muito alta para uma dupla que nem sequer era uma dupla quando tal se deu. Quando mal tiveram uma feud com os Brothers of Destruction porque o incidente aqui destacado deu-se antes de haver propriamente uns Brothers of Destruction. Se tudo isto causa confusão, justifica-se a inclusão e destaque destes dois: estavam no centro da formação dos Brothers of Destruction, da sua primeira aliança, após uma feud muito intensa e pessoal os dar a “conhecer” um ao outro. Kane rivalizava com Steve Austin pelo WWF Championship e culminou num famoso “First Blood” onde Undertaker interferiu e acertou com uma cadeira em Stone Cold “acidentalmente” em vez de prejudicar o velho rival. A aliança formou-se pela primeira vez mas não agiriam ainda como uma equipa. Stone Cold recuperaria imediatamente o WWF Championship que perdera para Kane e viria a rivalizar com Undertaker à volta dele e da vingança. Entretanto Kane teve uma bizarra aliança com Mankind que resultou em vencer os Tag Team Championships… Que muito curiosamente defenderiam contra a equipa forçada dos rivais Undertaker e Steve Austin. Os títulos voltariam para Kane e Mankind enquanto Undertaker e Austin continuavam a lutar pelo WWF Championship. Foi no SummerSlam de 1998 que se deu definitivamente: Kane abandona Mankind e deixa-o a defender os títulos sozinho e a perdê-los para os New Age Outlaws, para interferir a favor do irmão e ajudá-lo contra Stone Cold Steve Austin no main event pelo WWF Championship para iniciar o apelidamento de “Brothers of Destruction”. Curiosamente, a inicial formação desta aliança não deu em ouro de tag team ou parecido. Em vez disso foi dar a… Nova feud entre ambos. Undertaker recusou a ajuda e Kane tomou a mal. Pegaram-se durante mais um longo tempo. Bem à moda deles que não podiam ser os irmãos bonzinhos que gostam muito um do outro…

1 – Steve Austin & Triple H

Até podem confirmar que realmente não se encontra tão facilmente nem se aponta imediatamente um derradeiro rival dos Brothers of Destruction. Sabemos que mais depressa os vemos como o maior rival um do outro. Mas temos que olhar para o seu percurso e ver qual a maior combinação de nomes e qual o combate com as mais gigantes proporções que existiu. E recuamos até 2001 na altura em que o povo assistia, confuso, à mais improvável das alianças entre Triple H e Steve Austin, que se davam pelo nome de “The Power Trip”. Uma equipa cheia de força, domínio e poder com Stone Cold a WWF Champion e Triple H a Intercontinental Champion. Rapidamente se tornaram alvo dos irmãos conturbados e surgiu-lhes uma oportunidade de os enfrentar no Backlash de 2001. Para isso tiveram que derrotar s E&C pelos Tag Team Championships e isso já aqui foi mencionado. Foi nesse PPV que se deu um gigante combate com imenso em jogo. Um Campeão da WWF e um Campeão Intercontinental e dois Campeões Tag Team. O que estava em jogo? Tudo. Todos os títulos que ali entravam estavam em jogo, sendo que se algum entre Triple H e Stone Cold sofresse um pin, perdia o seu título para quem conseguisse o pin sobre ele, sendo o título do parceiro entregue ao outro adversário. Foi tudo aos arames. E deram um combatão como se esperava. E apesar do plano não agradar nada aos Campeões singulares, foram eles que singraram, tornando-se Tag Team Champions, juntando esses cintos aos seus belos pedaços de ouro singulares. A rivalidade acalmaria um pouco com uma breve lesão de Kane, mas Undertaker não largou o seu já velho rival Steve Austin. Já com Kane recuperado, as rivalidades culminaram em modos singulares, com Kane a conseguir tirar o título Intercontinental a Triple H e Undertaker a não conseguir tirar o título da WWF a Steve Austin. Acalmaram-se as águas por aí e partiram para outra. Das feuds mais directas e com menos rodeios sinistros mas algo a ser bastante recordado hoje em dia.

E aqui se chega ao habitual fim que vem sempre, espero que tenham gostado desta contagem dos rivais encontrados ao longo do percurso dos Brothers of Destruction como equipa. Estão à vontade de acrescentar algum que se lembrem e achem que devia estar aqui – apesar de achar que pesquisei suficientemente a fundo para ter aqui o essencial – e comentar cada um destes casos. Encontram-se muitas eras diferentes, logo existem aqui muitos pontos de vista e muitas memórias e impactos diferentes. Que eles saiam em grande e que dêem um bom espectáculo com a Wyatt Family. Planeio voltar na próxima semana e a ver se bem me recebem até lá. Cumprimentos a todos, comportem-se como sempre e um bom Survivor Series a todos!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Top Ten”.

4 Comentários

  1. Thiago - há 1 ano

    austin e hhh. que epoca.

  2. RFBM - há 1 ano

    Bom Top Ten.

  3. Reigns one versus all - há 1 ano

    Bom top ten

  4. Vitor Oliveira - há 1 ano

    Boa edição

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador