Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Top Ten #142 – Lendas Sem Título

Bem-vindos a um novo Top Ten que chega a vós num clima muito especial. Um clima pós-Wrestlemania! O que anda no ar… As surpresas, as exaltações, os desgostos… Sei lá eu que raio aconteceu, ainda nem lá tão perto estou enquanto escrevo estas linhas. Também foi fim-de-semana de celebração do Hall of Fame, com uma nova turma integrada na elite de prestígio de lendas na história da WWE. Portanto, ligado ao tema, trago-vos um Top Ten com os dez melhores discos do Snoop Dogg! Ou então não, não conheço a obra do senhor a fundo, nunca para lá me virei.

O que aqui está em questão são feitos. Muita malta a não querer ver o Roman Reigns a WWE Champion, com todas as indicações de ser essa a imagem de fecho da Wrestlemania – será que aconteceu? Nada sei! E com tanta lenda, no Hall of Fame, ou não, que nunca teve o principal título, mesmo que tenham um legado possivelmente maior que o próprio cinto. Sim, eles são bem mais que dez. Mas aqui estão meros exemplos de indignação justificada:

10 – Jimmy Snuka

Bem, podemos focar-nos noutras coisas em relação a este senhor evaporado do Hall of Fame, não podemos? Lá pelas pausas entre homicídios voos do topo de jaulas para fazer história, Jimmy Snuka não parecia arranjar grandes abertas para ganhar títulos. Na WWE, pelo menos. Ganhou cintos por todo o lado e até foi um importante marco na embrionária ECW, tornando-se o inaugural ECW Heavyweight Champion, assim como o primeiro ECW Television Champion também. Na WWF, no entanto, não só não se encontra o grande título no seu currículo, como não se encontra nenhum. Tem as suas honras, como a atribuição de título de pioneiro do estilo de wrestling mais high flyer, a primeira honrosa vítima de Undertaker na Wrestlemania e um lugar no Hall of Fame que assumimos que ainda lá esteja, oculto que seja. Títulos para o Superfly é que não parecia haver. Algo que parece ter passado, por ADN, à filha, em quem não se encontra sequer o material de Campeã. Mas sinceramente, podia ter herdado pior, não é…

9 – Jerry Lawler

Na terra dele era o maior. O que é uma expressão terrível utilizado para alguém com uma mania das grandezas que não lhe corresponde. Não é o caso de Jerry Lawler, por acaso, ele foi mesmo uma lenda de contornos gigantes no território de Memphis. E não só. Um pouco por todo o lado, o homem é capaz de ter ganho mais títulos que o que o Ryback consegue contar. Também com uma semente plantada um pouco por todo o lado – outra expressão terrível que escolhi e que tive logo que empregar ao Jerry Lawler – existem números a destacar. Na United States Wrestling Association, unificaram-se os títulos da World Class Championship Wrestling e da American Wrestling Association, para formar o USWA World Heavyweight Championship. Pronto, o Sr. Lawler teve esse título umas míseras 28 vezes. Em Memphis, na Memphis Wrestling? O Southern Heavyweight Championship? Umas 52 vezitas, só. Tem algum peso, mas o raio do WWE Championship nunca lhe pertenceu. E até há bem pouco tempo, nem na Wrestlemania tinha competido! Foi numa storyline em que competia pelo título de Miz, que conseguiu um combate na Wrestlemania… com Michael Cole. Oh King, com aqueles títulos todos, de certeza que precisavas assim tanto desse combate?

8 – Scott Hall

Razor Ramon, the bad guy. Hall of Famer relativamente recente. Carreira de luxo. Sem títulos Mundiais. E por estranho que pareça, também não é dos que foram lucrar para a WCW, onde também só pode desfrutar do United States, do Television e de muitos Tag Team Championships com Kevin Nash. Scott Hall fez muita história na WWE e muitas maravilhas com o título Intercontinental, esse sim. Na sua posse por quatro vezes, juntamente com o seu amigalhaço Shawn Michaels já fez algumas das melhores e mais memoráveis coisas a passar por aquele quadrado entre cordas. Tão representativo do título Intercontinental, sem títulos Mundiais, sem o título da WWE, mas um Hall of Famer tão famoso e tão óbvio… Será Scott Hall o melhor e maior midcarder de sempre? Ou um deles?

7 – Mr. Perfect

Ah pronto, então continuemos a falar de eternos midcarders históricos que são bem mais lendários que muitos que já contam títulos Mundiais com uma mão cheia ou mais. Curt Hennig, conhecido também para os amigos como Mr. Perfect, era o lutador perfeito. Mas aparentemente não era suficientemente perfeito para ganhar os títulos grandes, pelo menos nas grandes companhias e territórios. Também na WCW foi limitado ao United States Championship em termos singulares, na WWF apenas se pode gabar de ser bicampeão Intercontinental. Apenas mais uma vez que o seu filho, que actualmente se encontra nos Social Outcasts. Nada para degradar coisa alguma, sempre gostei de Curtis Axel, achei que podia ter sido bem mais aproveitado como Campeão e adoro os Social Outcasts. Logo era apenas uma nota curiosa. O problema não é o que o filho ganhou, mas sim o que o pai não ganhou. Que foi um WWE Championship para melhorar toda aquela perfeição…

6 – Ricky Steamboat

Estamos numa boa carreira de bons representantes do título Intercontinental. Este tem que ser dos que melhor o colocou no mapa e uma das principais caras do cinto. E até esse, apenas o teve uma vez e foi o único que conseguiu na WWE. História a brincar à volta desse cinto foi feita na Wrestlemania III, com uma preciosa ajuda de Randy Savage. O “Macho Man”, que também se pode responsabilizar por essa bela história escrita para o título “secundário”, sempre teve mais fruto na carreira, chegando a ganhar o grande título um par de vezes. Ricky Steamboat não teve a mesma sorte e ficou “apenas” conhecido como um dos melhores wrestlers do plantel, de sempre, dos mais atléticos e dos mais carismáticos e simpáticos. Nunca lhe foi dada a chance de competir como Heel, nem a pedido, por razões como, e cito, “podia ir ao ringue e arrancar os braços ao Hulk Hogan, que continuariam a adorá-lo.” Pois… Mas parece que não era suficiente para sequer um pequeno reinado como WWF Champion…

5 – Owen Hart

Um caso diferente dos restantes. Na introdução referi-me a esta lista como sendo composta por Hall of Famers e não só. O “não só” é mais referente aqui ao grande Owen Hart, paz à sua alma. Fica aqui a destoar porque a lista podia muito bem ser de Hall of Famers e fazia todo o sentido. Inclui-se Owen Hart porque também ele encabeça a lista dos que já deviam estar na maldita elite prestigiosa onde está o Donald Trump. É o Hall of Famer que ainda não o é e o WWE Champion que nunca foi. Facilmente um dos melhores wrestlers do seu tempo e de todo o tempo, já competiu muito com o seu irmão por esse títulos. Os combates eram brilhantes mas o seu currículo não enriquecia. Foi-se contentando com dois títulos Intercontinentais, um Europeu, quatro de Tag Team, um torneio King of the Ring e o mais honroso e prestigioso dos prémios, um Slammy por melhor “Bow Tie” – desculpa, Rockstar Spud. Infelizmente já é impossível acrescentar esse título ao seu currículo. Mas lá o tal Hall of Fame…

4 – Ted DiBiase

Ele bem queria, mas não deu. As coisas não funcionavam bem à sua maneira. Não se pode comprar o título. Pelo menos com dinheiro, ele não tentou graxa interna, creio eu. Teve uma infame tentativa a WWF Champion no icónico segmento de Andre the Giant roubar uma vitória a Hulk Hogan para vencer o título e vender o cinto a Ted DiBiase. Era um bom plano para o “Million Dollar Man” que provava, mais uma vez, que toda a gente tem um preço. Mas o reinado não foi oficializado e, fora a tentativa de compra, nunca conseguiu ganhar o título de topo. Teve mais sorte em Tag Team com Irwin R. Schyster e, claro, não há maior Million Dollar Champion na história do que ele. Nem o Virgil!

Nota: Muitos não reconhecem o tal reinado de Andre the Giant, que foi vendido. O título foi declarado vago quando passou para a posse de DiBiase, sendo considerada uma desistência. Mas, enquanto o reinado de DiBiase não existe, é reconhecida a conquista de Andre e oficializado um reinado de minutos. É o seu único mas conta, daí não constar nesta lista.

3 – Jake Roberts

Um caso mais extremo. Mais trágico, digo eu. Jake “The Snake” Roberts também viu a sua entrada para o Hall of Fame bastante adiada e a vir já tardia. Este que eu – e muitos – considero um dos melhores Heels de todos os tempos, um fantástico worker ao microfone e um lutador psicológico muito à frente do seu tempo. Não, nunca foi WWE Champion no seu tempo. O mais dramático nisto tudo? Nunca teve nenhum título na WWE sequer! Uma infeliz ocorrência na sua carreira que quase viria a ser ofuscada pela mais infeliz queda na sua vida pessoal e demónios que o puxaram para baixo, para perto do fundo do poço. Conseguiu limpar-se com a ajuda desse santo que é o Diamond Dallas Page – haja um lugar no Hall of Fame para ele também, nem que seja pelas vidas que já salvou. É bom ver Jake Roberts a manter a saúde. É pena que títulos já não lhe possam ser trazidos.

2 – Dusty Rhodes

Parece surreal mas o lendário Dusty, das maiores lendas que a WWE já viu, também nunca pôde sagrar-se WWE Champion. A sua constituição física e o seu eterno aspecto anti-wrestler do seu tempo fariam dele um perfeito underdog para conquistas gigantes, ainda para mais com o seu carisma maior que as arenas onde dava espectáculo. Mas tudo o que teve, no que diz respeito a títulos Mundiais, foram World Heavyweight Championships da NWA, provando também United States e Tag Team Championships para os lados da WCW. Na WWE, é outro caso de pasmo, em que não chegou a ter algum título e muitos culpam a gimmick de “Common Man”, de fato às bolinhas que hoje é icónico mas que na altura parecia propositado para o envergonhar. Antes de nos deixar, era mentor das estrelas do futuro, no NXT. Ele formava Campeões. Porque ele sabia bem o que era ser um WWE Champion e o que era necessário. Mesmo sem o ter sido. Sabia-o melhor que muitos que o foram.

1 – Roddy Piper

O caso mais flagrante e cujo posicionamento no primeiro lugar não é de estranhar. É dos primeiros ou o primeiro a subir à mente quando se fala nestas lacunas na história do wrestling onde há Superstars deste calibre que nunca tiveram o WWE Championship ou algum título Mundial. Roddy Piper é um representante dessa desgraçada categoria. Hall of Famer que também deteve o título Intercontinental por apenas uma vez, era o “full package” e outro a destacar como um dos melhores talkers, dos melhores Heels, dos mais inovadores dos seus dias. Um dos grandes rivais de Hulk Hogan, protagonista de alguns dos segmentos mais históricos. Tudo menos WWE Champion. Fica só como um dos melhores de sempre. Ora bolas!

Assim fecho o Top Ten. Dez lendas que nunca tiveram o grande cinto na sua posse. Que não tiveram a mesma sorte que o felizardo vencedor da já passada Wrestlemania. Olhem bem para ele e para o seu privilégio. Olhem, que eu não posso fazer isso que eu não sei quem é. E sim, como estes existem imensos e podem lembrar alguns que podiam muito bem aqui constar e que vos façam muita mais confusão. É que são muitos para além destes e eu próprio, de cabeça, lembro-me de vários. Comentem e marquem presença na próxima semana, um fim-de-semana mais calmo, sem Wrestlemanias e afins. Pode é ainda estar a pica desta, mas já está tudo mais calmo. Penso cá estar de qualquer forma. Até lá quero é que fiquem bem e estão a ver aquela cena da Wrestlemania que vos causou um imenso incómodo? Sabem, aquela coisa? Pronto, animem-se, tudo passa!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Top Ten”.

6 Comentários

  1. Afonso Quintela - há 8 meses

    Adoro o teu artigo!
    Interessante, facil de ler, boa escrita e a tua ponta de ironia que tem mt piada!
    Para mim este é o melhor espaco do site! Parabens ;)

    P.S. so faltam mais comentarios ehehe

  2. Anónimo - há 8 meses

    Santino Marella tmb passou por isso

  3. Jim - há 8 meses

    Big John Studd fez história, mas ganhou apenas um título tag team com Killer Kowalski.

  4. Valugi - há 8 meses

    Um nome que poderia acrescentar e que apesar de não ser do Hall da fama, acredito que um dia ele será é o William Regal, esse cara merecia ter tido um título mundial, lutador completo, bom no microfone, excelente em ringue.

    • RFBM - há 8 meses

      Concordo em absoluto, o Regal merecia ter sido melhor tratado, mesmo que tenha tido inúmeros reinados com títulos do mid-card, muita da sua carreira na WWE poderia e deveria ter sido melhor.

      Bom artigo.

  5. Miguel Carlos - há 8 meses

    Muito bom artigo. Acaba por esse injusto para essas lendas, mas não deixam de ficar relembrados entre os melhores. Há grandes wrestlers do roster atual que provavelmente também nunca serão campeões mundiais na WWE.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador