Clica aqui e junta-te ao nosso grupo de Facebook: "Fãs de Wrestling"!

Top Ten #171 – A saga John Cena vs Randy Orton

Tempo para um novo Top Ten, enquanto por lá ainda repousam os corpos doridos de andar a aterrar em aço e vocês se recompõem de toda a exaltação que possa ter vindo do Elimination Chamber. Como sempre, venho aqui ainda em rescaldo do PPV, ainda está ele fresquinho, mas eu sem nada saber acerca do que dele aconteceu.

O que se vende e, tendo em conta que nada se altera no Elimination Chamberm é que na Wrestlemania há um reencontro de velhos rivais. John Cena e Randy Orton. Há total descrença dos fãs de que isso realmente aconteça e já muitos faros detectaram os reais planos – que já se terão concretizado ou não, na passada noite – mas o panorama chegou a ser mesmo esse. Ao ponto de já ter acontecido no passado Smackdown, naquela a dizer-nos que não se vai repetir na Wrestlemania portanto é melhor fazê-lo já… Porque nunca o vimos. O certo é que a história Cena/Orton, este romance, já é usado como piada corrente no que diz respeito a feuds repetidas, longas e gastas. Dos combates mais reproduzidos, há novamente muito humor à volta do potencial encontro novo entre eles.

Aqui apresento um Top Ten diferente que se debruçará sobre a rivalidade entre os dois míticos Superstars. Não é um Top cronológico, nem é um comum resumo dos maiores acontecimentos. É mais à base de detalhes, pormenores, episódios específicos. Também há momentos importantes no geral e até é capaz de estar aqui um desordenado resumo suficientemente completo do que Cena e Orton já fizeram, mas o que aqui se lista não são os momentos mais evidentes. Mas que vocês, com certeza, se recordarão:

10 – O staredown

Resultado de imagem para john cena randy orton royal rumble staredown

O início de 2011 era uma altura que trazia mudanças. Randy Orton cada vez mais se estabelecia como um Face de topo desde a sua Turn, John Cena acabava de se livrar dos Nexus, Jerry Lawler era um candidato ao WWE Championship. OK, talvez essa última parte não seja muito relevante aqui para o assunto, mas é maneira de mostrar que toda a época tem a sua aura de estranheza. Cena e Orton já não tinham grandes razões para se continuar a enfrentar, estavam do mesmo lado, eram dois meninos bonitos. Mas aproveitaram que tinham muita história e quiseram tanto dar-lhe a “vibe” de “The Rock vs Stone Cold” dos dias de então que não puseram deixar passar. Na Royal Rumble de 2011, como potenciais finalistas lá tiveram o momento que tinham que se enfrentar e despertar chamas antigas, num “staredown” perante uma plateia ao rubro. Ou então não e, com Randy a Face, e com a feud já mais que mastigada e ruminada, ninguém estava muito para aí virado. O momento que devia ser intenso perante uma grande reacção ficou sem reacção e eles lá tiveram que avançar com as suas vidas, nem que os fãs os tivessem que os empurrar à força!

9 – Ainda antes de tudo

Resultado de imagem para john cena randy orton 2007 backlash

Como os dois já eram de uma muito significativa dimensão antes de se enfrentar realmente – foi isso que tornou os seus iniciais encontros tão especiais, quase como no conceito de “dream matches” – tinham que ter interacções antes. Numa entrevista de bastidores, Cena teve que trazer o seu habitual piadolas para fazer algumas referências humorísticas a… Bem, às tendências e orientações de Randy Orton. Tudo quando este lhe sugeriu que se juntassem, por muitos motivos, inclusive por serem os dois uns indivíduos muito bem parecidos. Cena não se deixou seduzir e, sem discriminar, afastou essa ideia. Tudo por uma fácil risada. Randy bem tenta resolver a situação mas só faz pior. Pior ao ponto de só ter uma reacção de… Ron Simmons. Que já sabemos qual é. Muitos acharão um segmento parvo mas até acho que teve a sua graça, puxou ainda umas boas risadas de mim. Podem dar um saltinho a 2007 e revê-lo, se quiserem.

8 – … Ainda também antes de tudo

Resultado de imagem para john cena shawn michaels rated rko

Até já tinha dado para ter uns desacatos ligeiros nesse mesmo ano mas pronto, eram mais ligeiros. Porque nem o principal alvo era ele, nem eles estavam sozinhos. Aqui Cena deu uns soquinhos para trás e para frente, mas foi com os Rated RKO, se essa dupla vos traz boas recordações. A feud de Cena era com Shawn Michaels e bem nos lembramos de tremendos combates que tiveram na Wrestlemania e no seguinte Monday Night Raw. Mas antes disso lá quiseram brincar com o respeito existente entre eles em simultâneao com a intensidade e dimensão da rivalidade e lá os forçaram a fazer equipa, pelos World Tag Team Championships, que por acaso pertenciam aos Rated RKO. Cena tinha um grande rival conhecidíssimo aí, mas tinha-o em Edge. E isso e o bom funcionamente em conjunto com esse amador que é HBK e eles conseguiram mesmo ganhar os títulos. A rivalidade nem se estendeu por aí e seria o próprio Michaels a custar os cintos a Cena numa Battle Royal. Quem ficaria com os cintos até seriam os Hardys, tal como a premonição de Matt Hardy lhe tinha dito. Quê? Isso só acontece agora?

7 – Two vs All

Resultado de imagem para john cena randy orton vs raw roster

Estamos no tempo do “One vs All” de um outro rapaz que lá procura o seu rival deste gabarito. Mas é um lema que se calhar podia ter-se adequado a qualquer um destes dois, nunca foram vendidos como propriamente muito vulneráveis – sim, já se colocou “John Cena” e “underdog” na mesma frase, mas isso leva-se tão a sério como o Alex Riley a Campeão Mundial. Seria plausível colocar Cena contra um plantel inteiro? Não, era demais. Randy Orton sempre foi vendido como um “badass” de sangue frio, não havia ninguém que ele não pisasse. Dá para colocá-lo a correr com o plantel inteiro? Não, também é demais. Mas se forem os dois juntos? Dois contra todos já parece algo mais razoável. Então siga! Enquanto estes percorriam a estrada em direcção à Wrestlemania onde teriam um dos iniciais pontos altos da sua saga e se encontrariam, com Triple H também a juntar-se à brincadeira, decidiram também brincar com eles. Longe de serem os melhores amigos, lá tiveram que fazer parceria… Contra todo o plantel do Raw. O comum. Acho que é às custas de coisas destas que o Teddy Long tem ataques cardíacos em TV. O Super-Homem e o seu super-rival varreram com o plantel todo? Se calhar ir logo assim, de cabeça, era demais…

6 – FIRST TIME EVER!

Resultado de imagem para john cena randy orton smackdown 2017

Não há assim tanto sarcasmo neste título, é mesmo uma citação directa que eu estou a fazer de um post da WWE no Facebook, Caps Lock incluídas e tudo. Mas não é realmente um hype para a primeira vez de sempre em que se enfrentaram, nem eu podia tirar algo a um post do Facebook nesse tempo. Isto é mesmo da semana passada. Em relação ao main event do último Smackdown. Tenho que acreditar que 50% disso foi a forte tentativa de ainda tentar colocar alguma novidade nisto. Mas os outros 50% são mesmo uma “rib” e até eles já começam a brincar com a situação. É que lá tinham o post no Facebook a falar no embate, pela “FIRST TIME EVER”… no Smackdown. Se já viram esse combate mais vezes que já viram a palma da vossa mão… Ainda não o tinham visto no Smackdown! Volto a realçar, para que não me interpretem mal: não usei sarcasmo, foram eles mesmo a ligar o Caps Lock para essa parte!

5 – “I Quit!”

Resultado de imagem para john cena randy orton i quit

Não, não é uma exclamação dos espectadores que já não queriam ver mais deste encontro. Foi mesmo um dos vários combates em que Cena e Orton se enfrentaram na sua longa feud. Com o carácter associado ao heróico John Cena, o combate “I Quit” é bem aceitável como seu combate de assinatura, onde ninguém o derrota. Cena seria o último tipo em qualquer arena a desistir, é muito à base do seu lema e ele não é um vilãozito midcarder fraco qualquer que pode romper isso. Portanto já vimos vários combates deste tipo com Cena e já saiu de tudo, do muito bom ao abismal. Recordamo-nos de um encontro antigo, ainda com Cena recém-chegado ao topo, com JBL com muito sangue a desafiar a “Muta Scale” e violência que lhe tira o estatuto de recomendável aos mais sensíveis, mas que o regular fã de wrestling deve ver. Por outro lado, também existiu um entre Cena e Miz que muito certamente constará entre os piores combates “I Quit” já vistos. A juntar a essa contagem, é claro que Cena também enfrentou Randy Orton num desses. Ocorreu na única edição do Breaking Point, em 2009, PPV que tinha como gimmick o dimínio de variados tipos de combates de submissão. Era natural que o “I Quit” ficasse para o Cena. E, talvez ao contrário do que possam esperar, este está na lista dos bons. Ainda a constar como um dos favoritos encontros entre todos os inúmeros que John Cena e Randy Orton tiveram. Não, Randy também não conseguiu forçar Cena a desistir por palavras ou de nenhuma maneira. E por acaso… Os fãs também não desistiram disto e até se deixaram levar…

4 – Royal Rumble e antecipação do prémio

Resultado de imagem para john cena royal rumble surprise entrance

Definitivamente falar da Royal Rumble colou e permanece mesmo depois de passar. Mas nada tem a ver com o que passou, o raio da Rumble encaminhou mesmo Cena em direcção a Orton. A famosa Rumble em que Cena surpreendeu todos com um antecipado regresso e entrou na trigésima posição e ganhou a Rumble. Um grande momento, gravado na história da Rumble, recorrem sempre a ele. Mas depois disso é que não se quis ficar pelo usual. Cena estava um homem apressado em tudo. Antecipou a sua recuperação, o seu regresso… E quis antecipar o seu prémio da Rumble. Se na Wrestlemania, o combate foi uma Triple Threat que envolvia John Cena, o WWE Champion Randy Orton e Triple H, é porque algo aconteceu pelo meio. E isso foi Cena a fazer história ao fazer o “cash in”, diga-se assim, da Rumble já no No Way Out pelo WWE Championship de Orton. Randy foi para o grande palco de cinto ao ombro, o que significa que algo não correu tão bem para Cena. Foi uma desqualificação que o deixou ficar mal, claro, é o que mais acontece. Mas chegou à Wrestlemania na mesma. Que se registe: para quem via esta vitória de Randy na Rumble a encaminhar para um encontro com Cena e encontrou humor, lembrem-se… Nem é a primeira vez que é a Rumble que lhes marca encontro!

3 – “Give me the other guy”

Imagem relacionada

Tempos mais recentes pela WWE. Tempos de Authority com Seth Rollins e Randy Orton a dominar. Rollins no topo da sua “dickery” – nenhuma referência a cenas que caíram na net, é em relação à sua atitude – e basicamente, todos lhe queriam ir à tromba. Tanto Cena como Dean Ambrose e até tinham combates Russescos “On a Pole” para definir o adversário de Rollins para o Hell in a Cell. Entretanto, Orton estava desocupado e pediu aos seus amigos autoritários que lhe dessem o outro que não vencesse o combate. Sim, eles tiveram todo o cuidado propositado em evitar dizer “perdedor”. Foi com um estranho “Whoever wins that match… Give me the other one!” Pois, e quem era o “other one”? Pois claro, Cena. Os dois competiram num Hell in a Cell sem história – mais uma acha para a fogueira daqueles que não gostam do Hell in a Cell banalizado como um combate anual, em vez de um grandioso culminar de feuds colossais – onde uma candidatura ao WWE Championship estava em jogo. Um Hell in a Cell entre John Cena e Randy Orton. Em 2014. Já causava algumas risadas. E eles já tinham tido um Hell in a Cell antes! E este nem tinha nenhuma história por trás! Mas a gente assistiu, entreteve-se e aguardou por um magnífico encontro na mesma jaula entre Seth Rollins e Dean Ambrose…

2 – Unifique-se!

Resultado de imagem para john cena randy orton title unification

Com duas peças de ouro a representar o topo em simultâneo numa era em que já não havia divisão, não fazia sentido manter as duas, tinham que unificá-la para manter apenas uma valiosíssima peça. Não, não me refiro a unificar o Cena e o Orton e a criar uma fusão de um Super-Superstar com as características de ambos. Por muito tentador que seja querer ver um híbrido dos dois que bata com os punhos no chão em tom de predador para fazer um Five-Knuckle Shuffle. E que dá porrada constante ao próprio pai, assumo. Deixemo-nos disso, a unificação era dos títulos. O WWE e o World Heavyweight Championship, que podiam estar na posse de qualquer um, mas claro que para representar realmente a colisão de uma era… E para lhes facilitar a vida no que diz respeito à procura de estrelato para carregar a importância do combate. Isso foi em finais de 2013. Portanto, lá está, o combate até foi bom mas já tinham passado tantos, tantos anos, que já ninguém conseguia depositar tanto interesse e concentração nele. Melhor que isso só o rematch no Royal Rumble – RAIS’PARTA! Já muito inferior e que só serviu para a brincalhona plateia ficar criativa nos seus cânticos. Pronto, que sirva para alguma coisa!

1 – Homens de aço!

Resultado de imagem para john cena randy orton iron man

O que pareceria uma mera expressão para os descrever no geral, aqui é específico. Cena e Orton já são tão conhecidos um para o outro que até dá a sensação que eles seriam capazes de passar aí uma hora no ringue juntos. Pois… Até porque já aconteceu mesmo! Como se, em quantidade, não houvesse Cena vs Orton em fartura, lá tem que haver logo uma hora deles de uma vez! E realmente aconteceu e é um comprovativo do quão longe chegou a rivalidade e a sua grandeza, um combate “Iron Man” de uma hora no Bragging Rights de 2009, em que Cena retém o WWE Championship por 6-5, uma margem mínima e renhida. Pode muito bem ser o mais alto ponto da rivalidade, não só a deste momento, mas no geral. E as críticas ao combate? Foram sublimes. Um combate muito bom. Que só vem sublinhar o facto de que o problema da saga Cena/Orton não é ter acontecido – até porque é uma combinação daquelas que TINHA que acontecer. É mesmo o exagerado recurso, o gasto, a insistência, o esgotamento. Porque estes dois juntos foram ouro! Ou aço, já que escrevi aquele subtítulo giro…

É este o Top Ten que vos trago esta semana. É um Top sobre o quê, exactamente? De momentos? Segmentos? Combates? Um apanhado? Uma cronologia desordenada? Sei lá, é um Top Ten, pronto. Sobre estes dois gajos que conhecemos bem, siga. O que interessa é que tenham gostado, que é o que espero sempre. Verei isso pela vossa participação, comentem acerca da combinação destes dois futuros Hall of Famers, o que acham da insistência na feud, os vossos momentos preferidos, o que gostaram mais, o que gostaram menos, o que ainda gostavam de ver, se ainda for possível ir por aí. O que quiserem, vocês conhecem bem os indivíduos, estejam à vontade. Na próxima semana deve haver mais, cá estarei eu para me estender mais sobre qualquer assunto. Se me receberem já é bom. Até lá fiquem bem e aguentem bem esta Road to Wrestlemania que isto ultimamente tem sido uma estrada com cada cova!…

3 Comentários

  1. Sou do Russo - há 4 meses

    bom artigo, é sempre um prazer ler os teus artigos

  2. KILL OWENS KILL - há 4 meses

    Artigo incrível. É mesmo a melhor pessoa para falar de uma rivalidade com essa importância.

    Muito bacana ver os Segmentos em 2006 e 2007 entre esses dois, dava mesmo uma sensação de “dream match” e até foi por em alguns “encontros”. Uma pena a WWE ter cagado com essa rivalidade há muito tempo, e olha que eles vêem isso como o Rock VS Austin dos tempos modernos, sendo que Punk VS Cena tem muito mais em comum.

  3. 12cm - há 4 meses

    do jeito que a wwe gosta de repetir combates, não seria surpresa se daqui há alguns anos, Kevin vs Samy e Dean vs seth também estivessem nessa situação.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Desenvolvido por Luís Salvador / Wrestling PT © 2006-2017