Junta-te ao nosso grupo de Facebook: "Fãs de Wrestling"!

Top Ten #182 – O título que lhes falta…

Sejam bem-vindos a mais um Top Ten. Esta semana trago-vos um tema que até acaba por ter algo a ver com o tema da semana passada. Títulos e aqueles senhores que os detêm. Mas aqui é mais ou menos o contrário. Digo mais ou menos porque não sei se tem suficientemente a ver para ser uma inversão directa. Mas avancemos que mal sei o que estou para aqui a dizer e ainda agora comecei.

Actualmente temos Kevin Owens e Dean Ambrose como United States e Intercontinental Champions respectivamente. Já ambos tiveram os dois cintos do midcard, tiveram um dos principais e voltaram ao do midcard. Um tem rival em AJ Styles, outro em The Miz, dois ex-competidores que também são ex-WWE Champions e que aos títulos de midcard retornam. Owens retirou o título a um senhor que já os teve todos e Ambrose… ao mesmo com quem rivaliza agora. E entretanto, ainda muitos estão a processar o facto de Jinder Mahal ser candidato ao WWE Championship.

Os títulos de midcard antes dos títulos Mundiais são assim tão essenciais e essa é uma questão assim tão grande? É que muitos passam por todos. Mas olhemos a dez casos de ex-Campeões Mundiais que já tiveram de tudo… Menos aquele título. Aquele título Intercontinental ou aquele título United States que se calhar ainda lhe rói faltar-lhe no currículo. Os quase completos.

10 – Rey Mysterio, United States Championship

Resultado de imagem para rey mysterio championship

O eterno underdog já teve de tudo, mesmo que esse estatuto não lhe dê reinados propriamente dominantes em nenhum deles. Já provou ouro mundial, nas suas duas versões, tendo o World Heavyweight Championship e o WWE Championship por cerca de uma hora. Mas o seu estatuto e tamanho muitas vezes o atirava mais lá para o “meio”. Mas vá lá, que nem só de Cruiserweight Championships se encheu ele. Foi Campeão Intercontinental por duas vezes, já após a sua primeira aventura como Campeão Mundial, sendo um desses reinados notável por ter sido vencido a JBL, em 21 segundos, na Wrestlemania. Também é moço de trabalhar em conjunto e foi Tag Team Champion por 4 vezes na WWE e por mais 3 vezes na WCW, tudo com parceiros diferentes. Foi um pouco de tudo, mas nunca foi United States Champion. Não podemos saber a diferença que fará a um Mexicano como ele. O certo é que ele tem orgulho nas duas nacionalidades!

9 – Kane, United States Championship

Resultado de imagem para kane championship

Kane, este monstro, parece mais feito para assustar pessoas, pegar fogo às coisas e choques eléctricos a testículos e engravidar mulheres do que para ganhar títulos. Lembramo-nos dele em muitas histórias notáveis mas ele não tem um historial de títulos assim tão preenchido. O que ele teve foi muito ouro de Tag Team, isso sim. Espera-se de Kane um autêntico anti-social incapaz de trabalhar com alguém, mas lá conseguiu vencer 11 títulos de pares. É claro que nos lembramos melhor dos seus triunfos com o meio-irmão Undertaker, mais recentemente com Big Show e nunca nos esqueceremos das peripécias da Team Hell No, mas ele já teve muito parceiro diferente. Ora lembrem-se lá daquela vez em que até o Hurricane ou o X-Pac foi parceiro dele. Títulos Mundiais cheirou-os mas não abusou deles. Um curtíssimo reinado como WWF Champion, ainda ele era relativamente recém-chegado; um reinado como World Heavyweight Champion já em 2010 como recompensa de anos de trabalho; o ECW Championship pode contar como um título semi-grande, mas pronto, ele teve-o. Nem o título Intercontinental esteve na sua posse assim tantas vezes, duas apenas. E uma delas originou a inesquecível epopeia da Katie Vick, portanto ele se calhar até se quer afastar daquilo. United States Championship, nunca o teve. Competiu por ele por várias vezes, até mesmo em tempos mais recentes, mas não o alcançou. Pena, era um adereço engraçado para andar a pegar fogo a coisas e a atacar jogadores de baseball reformados.

8 – Seth Rollins, Intercontinental Championship

Resultado de imagem para seth rollins championship

E este ainda vai a tempo, bem fresco está ele para fazer o que lhe apetecer. Até está na brand certa para ir atrás dele, é só uma questão de ele achar que não é um passo abaixo e fazer dele uma prioridade. Especialmente quando o Universal Championship está lá para casa-do-tanas e deve voltar no Verão só. Rollins ainda pode caçar o Intercontinental Championship mesmo que já seja um main eventer cimentado, com um inesquecível reinado como WWE Champion e uma segunda conquista desse mesmo título de curtíssima duração e sabor agridoce. Estreou-se nos títulos na WWE – já depois da FCW e do NXT, onde foi Campeão inaugural – em Tag Team e o United States Championship veio já quando era WWE Champion e quis brincar com John Cena, o então US Champion ao “vamos colocar os cintos todos em jogo”. O título Intercontinental nunca o teve nem há registo de altura em que tenha estado no seu radar, como seu principal foco. Mas é só uma questão de ele querer. E trocar aí uns açoites com um velho amigalhaço!…

7 – Roman Reigns, Intercontinental Championship

Resultado de imagem para roman reigns championship

…Que por acaso não é este, mas podia ser, o berço de origem é o mesmo. E este tem um currículo bastante semelhante. Talvez um certo ênfase maior para Roman Reigns, o “big dog”, o gajo de topo, o retirador de Undertakers. Começou pelo mesmo sítio que Rollins, pelos Tag Team Championships, afinal foram eles o parceiro um do outro. O United States Championship também veio e já depois de contar com o WWE Championship no seu histórico, mesmo que tenha vindo em altura em que Reigns recuperava o seu estatuto após uma polémica suspensão. O título principal, esse já o teve por três vezes, para já é quem vai à frente. E podia ir atrás do título Intercontinental também, se quisesse. O Universal Championship anda ausente e mesmo que saibamos que vai ser ele quem o vai recuperar eventualmente ele vai atrás dele, podia entreter-se com outro. E trocar também aí uns açoites com um velho amigalhaço!

Nota: O “velho amigalhaço”, Dean Ambrose, a estrela do trio que mais pende e anda pelo midcard é, ironicamente, aquele com o currículo mais preenchido, tendo de tudo, menos ouro de equipas. No que falta aos seus dois ex-parceiros, ele já bisou.

6 – CM Punk, United States Championship

Resultado de imagem para cm punk championship

Se este anda atrás de títulos onde está agora, falta-lhe muita sopa. Onde estava antes, teve quase tudo. Título Intercontinental? Teve-o. Títulos de Tag Team? Lá veio um reinado, ao lado de Kofi Kingston. ECW Championship? Até valia mais qualquer coisa no seu tempo e teve-o. Títulos Mundiais? Não lhe faltam e é do melhor que se resgata para o definir. Três World Heavyweight Championships e dois históricos WWE Championships: o primeiro sendo o clássico já instalado na vitória pós-pipebomb em Chicago e o segundo também histórico pela sua longevidade e a gravá-lo na pedra como um dos grandes Superstars de sempre, mesmo que não queiram. O United States Championship, esse nunca lhe apareceu à frente nos seus tempos de midcarder ascendente. Já com um estatuto mais elevado, Punk dava entrevistas em que afirmava querer o United States Championship, não o rebaixava e mostrava desejo por ter a lista completa. Então avancemos uns anos para um futuro que muitos esperam, uns até acham inevitável, outros não vêem isso a acontecer nem quando o Diabo esfregar os dois olhos. Punk e a WWE fazem as suas pazes, beijinhos, abraços, muito amor e reconciliação. E Punk regressa aos ringues a que já estava mais habituado. Ele vinha para lutar pelo United States Championship?

5 – Sheamus, Intercontinental Championship

Resultado de imagem para sheamus championship

Às vezes até pode nem parecer mas Sheamus já é um Superstar bastante completo, pelo menos em termos de realizações. Foi de ascensão muito rápida, logo não houve cá títulos de midcard até escalar para o main event. Foi muito rápido a tornar-se WWE Champion e viria a repetir essa proeza pouco depois e, novamente, uns anos mais tarde, já depois de vários altos e vários baixos pelo meio da carreira. O outro, o World Heavyweight Championship, também o teve, mas tudo nesse reinado foi infame. Desde a forma como o venceu na Wrestlemania XXVIII ao reinado longo em que lutava com o Alberto Del Rio todos os meses. Desfruta já de recente ouro de equipas, na divisão onde se instalou recentemente e onde compete actualmente. Já teve os Tag Team Championships actuais do Raw e sei lá eu se no momento em que lêem isto, já não o tem outra vez. Pelo meio desses altos e baixos, visitas e quedas do main event, Sheamus tinha pouco rumo ou o United States Championship. Ou até podia estar nas mesmas situações ao mesmo tempo. Teve o título por duas vezes. Título Intercontinental, esse faltou-lhe sempre. Está bem apto para ele, caso queira dedicar-se de novo a carreira a solo e a Brogue Kicks solitários. Nem risco a possibilidade de vir ainda a acontecer nem lhe vejo propriamente algum mal.

4 – Shawn Michaels, United States Championship

Resultado de imagem para shawn michaels championship

E realmente… Para quê? Shawn Michaels a United States Champion até parece algo redutor. Mas ele estava activo enquanto o título também. Os caminhos cruzar-se é que era mais difícil. Mas os tempos de ascensão de Shawn Michaels e de saltos para dentro e fora do main event deram-se noutros tempos e ele por acaso até chegou a ter o European Championship que era mais ou menos um equivalente nos seus dias. O título Intercontinental, nem vale a pena falar muito, tem muita história com esse título, é um dos recordados “daqueles” tempos de prestígio desse cinto e será recordado como um dos grandes Campeões Intercontinentais de sempre e a protagonizar épicos a constar entre os melhores combates por esse título de sempre. É um grande Superstar singular mas veio de uma tag team, que lhe deu ouro, e viria a ter mais do já moderno, mais tarde. E claro, uma estrela foi sempre ele e nos seus velhos tempos, claro que foi WWE/F Champion senão ainda fazia birra. E o gajo era uma estrela e impecável no ringue também. O United States Championship já veio tarde. Apesar de ter vindo na altura de um HBK renascido, de ego controlado, que já não caçava os grandes títulos com frequência – e, de facto, nem o ganhou mais – e que dava umas ajudinhas à malta mais nova. Um saltinho à cena do United States Championship não era assim tão descabida. Mas não, não lhe faz qualquer falta. Mas… Quem sabe. O seu amigalhaço Bret Hart veio a ter esse título já numa fase pós-reforma!

3 – Triple H, United States Championship

Resultado de imagem para triple h championship

Sejamos redundantes, então. Para quê? Quando o United States Championship chegou à WWE, já o Triple H se tinha pregado ao topo e não o tiravam de lá nem com um gancho. Esse título, só se interessasse ao Terra Ryzing. Por esse tempo, a ascensão, o Hunter Hearst Helmsey ganhou os títulos Europeus e Intercontinentais que fossem necessários para dar passos largos em direcção a um futuro com o qual talvez nem sonharia inicialmente. Nunca foi lutador Tag Team e raramente era gajo de muitos amigos mas quando era preciso ganhar qualquer coisa a pares, também o fazia. Agora tudo o que seja WWE e World Heavyweight Championships… Nem a uma mancheia de Superstars chega, os que têm mais títulos desses que ele. Até há bem pouco tempo, quando já não o esperávamos e havia pouca actividade competitiva dele, ele lá conseguiu mais um. E ele quer o United States Championship para quê, então? Só se realmente a ideia de Triple H ter tudo e mais alguma coisa não lhe seja assim tão impertinente…

2 – Randy Orton, United States Championship

Resultado de imagem para randy orton championship

E entramos agora no pódio que também podia ser o grupinho dos que têm títulos Mundiais para gastar o dinheiro deles a expandir a montra onde os expôr. Randy Orton também é dos mais galardoados com WWE e World Heavyweight Championships, chegando mesmo a ser o actual WWE Champion. E não demorou a chegar a isso, lá com a brincadeira do World Heavyweight Champion mais jovem e isso tudo, a indicar que não estavam para esperar que a barba lhe engrossasse assim tanto até lhe dar coisas. Mas não foi logo ao estrear e ainda pôde provar as águas com o título Intercontinental, quando era o miúdo-prodígio dos Evolution. Também desfrutou de vários reinados como Tag Team Champion, fosse com alianças em storyline ou actos mais notáveis como os Rated RKO. Também recentemente teve desse ouro no Smackdown, com Bray Wyatt. Realmente a sua ascensão foi rápida e não vai agora andar atrás do United States Championship. Mas até podia ter tentado nos seus tempos de “Legend Killer” no Smackdown, onde tinha o título lá à sua beira. Mas nunca o teve, nunca pareceu estar nos seus planos. Agora, mesmo com um título bem grande na sua posse, se calhar também lhe dava esse ou mais qualquer outra coisa para se entreter, em vez de andar aí a pegar fogo a casas e afins.

1 – John Cena, Intercontinental Championship

Resultado de imagem para john cena championship

Pois é, parece que falta mesmo alguma coisa ao Cena. Mas até deve ser bem sabido. John Cena, o homem que já partilha o recorde de títulos Mundiais com o outrora aparentemente intocável Ric Flair, nunca foi Campeão Intercontinental. A sua ascensão no midcard foi feita com o United States Championship e até tem alguns curtos reinados como Tag Team Champion, com parcerias de storyline com rivais seus da altura – especifique-se que foram Shawn Michaels, Batista e The Miz quando rivalizavam e aquela vez em que era lacaio dos Nexus e foi forçado a fazer equipa com David Otunga. Assim que encontrou felicidade no main event e começou a ganhar WWE Championships como quem ganhava tazos no átrio da primária, ele sabia sequer que existiam outros títulos? O certo é que uma surpresa se deu há relativo pouco tempo quando, já numa fase pós-Super Cena e já ali a roçar o recorde de Flair, conquista o United States Championship. E por acaso até fez maravilhas com aquele cinto. O título Intercontinental teve enormes nomes e multi-Campeões Mundiais a desfrutar da sua posse. Mas Cena não é um deles. Mas quem sabe… Para ficar mesmo com tudo ainda pode ir atrás dele!

Por aqui fica o Top Ten, espero que tenham gostado. Talvez até se encontrem aqui algumas curiosidades, pormenores que nunca tinham reparado. Ou então isto nem é nada por aí além e já estavam fartos de saber isto e não acham nada de especial interesse por aí além. Mas comentem lá e com muita memória na base disto, fica sempre muito espaço para acrescentar alguma coisa, logo gostava de vos ver a comentar como sempre. Para a próxima semana cá devo estar, quem sabe inspiradíssimo por algum grande acontecimento do Payback que já lá vai. Ou então uma lista fraquinha qualquer. Estejam cá para ver. Até lá portem-se bem e muita saúde! #MahalforChampion

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Top Ten”.

7 Comentários

  1. feed me more - há 4 meses

    faz um artigo sobre mulheres que póderiam ter titulos masculinos

  2. 13cm - há 4 meses

    Bom artigo, os membros do Shield pouco a pouco vão fazendo historia.

  3. Awesome One - há 4 meses

    cm punk lenda? kkk risos risos

  4. Sou do Russo - há 4 meses

    Por favor, Mahal a WWE champion não xD

  5. ou um artigo dos que ja venceram tudo, sei que sao poucos apenasme lembro do edge e do chris jericho

  6. KILL OWENS KILL - há 3 meses

    Pelo visto, os grandes nomes não gostam muito do US Championship…

    Excelente artigo.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Newsletter Wrestling.PT

Subscreve a nossa Newsletter receberás conteúdos exclusivos no teu email!