Top Ten #30 – Combates: Hell in a Cell

Sejam bem-vindos ao Top Ten desta semana. E já podem ver pelo título… Não arranjei um tema estranho para o Top Ten, que ninguém se lembrasse, foi mesmo um tema simples, que já muitos o fizeram e que deve haver em cada gazeta de wrestling, quer profissional ou amadora. Mas não há a minha lista e espero que ainda abra curiosidade para a malta clicar no artigo e ler as escolhas bem feitas ou descabidas que fiz. A razão para isto é muito simples: o Hell in a Cell foi muito recente e ainda está nas nossas memórias. Espero que tenha sido satisfatório para todos. Vejamos então que 10 combates Hell in a Cell escolhi para constar nesta lista – e lembrem-se que é apenas uma lista minha e que eu não conheço os combates todos – para que depois possam vocês fazer a vossa.

10 – Unforgiven 2006: D-Generation X vs Vince McMahon, Shane McMahon & Big Show

Começo por dizer que é normal que mais ninguém inclua este combate na sua lista pessoal e é compreensível. É bem possível que nem o considerem o mais espectacular combate, nem vejam nos seus integrantes algo que justifique a sua colocação num Top Ten, acima de muitos no meio de 28 ocorrências desse bruto combate. A colocação deste combate aqui é puramente pessoal e marca bem os meus bons e velhos tempos em que eu me deliciava a ver wrestling como podia e em que era um grotesco mark dos DX. Um combate que colocou a comédia desta rivalidade de lado por um momento e mostrou-nos o que os McMahons estão dispostos a fazer – pai e filho ensanguentados foi uma imagem que nunca vou esquecer – para entretenimento. Um combate violento, colocando os meus favoritos da altura a sair por cima. Tinha que ficar na minha memória. Ali a retaguarda do Big Show também ficou na memória, mas não pelas melhores razões…

9 – SummerSlam 2008: The Undertaker vs Edge

Outro caso não muito antigo, mas que já foi há mais tempo que o que nos parece. Com uma intensa rivalidade entre Edge e Undertaker a culminar no interior do Hell in a Cell, seria de esperar combates tremendos. O que até contou menos aqui foi a história com Vickie Guerrero e todo o “encorneamento” que ela descobriu, que levou a que Vickie fizesse isto como castigo ao Rated R Superstar. O combate… Foi um sofrimento para o pobre Edge, mesmo que houvesse equilíbrio. Talvez haja quem considere este o último combate Hell in a Cell realmente violento. Muito bump levou Edge e ainda por cima, o “Dead Man” parecia que nunca se dava por satisfeito… Nem deixava o homem respirar…

8 – No Mercy 2002: Brock Lesnar vs The Undertaker

A história envolveu uma novela mais ou menos. Uma intensa e quente rivalidade entre Undertaker e Brock Lesnar – que conseguiu meter o Matt Hardy ao barulho de alguma forma – que, com a ajuda de Paul Heyman, deu uma estranha viragem para o torto… E começou a envolver uma mulher chamada Tracy, que afirmava ter tido um caso com Undertaker enquanto este ainda era casado com Sara… Está bonito, está. E isso que já havia o título da WWE em jogo, nem era preciso assim tanto mais do que isso. Mas eles lá sabem, não deu má TV – um pouco estranha às vezes – e culminou num combate tremendo, que viu Brock Lesnar a sair vitorioso, no ambiente familiar de Undertaker. Semelhanças com um caso do passado Domingo? Paul Heyman andava lá a fazer asneiras. Mais uma razão para ter sido bom…

7 – No Way Out 2000: Triple H vs Cactus Jack

Um marco importante na história da “McMahon-Helmsey Era”, visto que até foi dos primeiros episódios importantes. Saído de uma tremenda luta com o seu sogro – na altura kayfabe, agora real – Triple H conquistou o título da WWF e deu início a essa tal era. Mankind foi dos primeiros a revoltar-se contra isto e, para isso, tinha que mudar de atitude, e com isto resgatou Cactus Jack, para enorme choque de HHH – porque, claro, passou a ser um homem completamente diferente a competir. Triple H, a ser Triple H, saiu por cima em duas ocasiões: primeiro numa violenta Street Fight que viu Jack quase a cegar com um pioné espetado muito perto de um olho, após um Pedigree; depois neste Hell in a Cell que viu violência, sangue, arame farpado, paredes da Cell a cair, mesas de comentadores a partir, lutas no tecto da Cell que viria a ceder – déjà vu ali para o Jack – enfim… Um combate que não se devem importar de recordar. Uma outra estipulação que isto levava era a de que Foley teria que se retirar do wrestling se perdesse. MAs nós sabemos como é que ele é com as reformas…

6 – Armageddon 2005: The Undertaker vs Randy Orton

Acho que não é preciso grande recapitulação quanto a esta rivalidade. Foi praticamente a feud que “fez” o Randy Orton. Desentendimentos com Undertaker, perder para ele na Wrestlemania – duh! – e depois apresentar uma impressionante onda de vitórias sobre o Dead Man, incluindo a parte em que pega fogo a um caixão com Taker supostamente lá dentro. Para levar a alcunha de “Legends Killer” mais a sério. Mas Undertaker já estava farto de aturar este magarefe que andava a ficar bastante over e prendeu-o no Hell in a Cell para o bater finalmente. Meia hora grotesca e que colocou Randy Orton no topo de forma permanente…

5 – Armageddon 2000: Kurt Angle vs The Undertaker vs Triple H vs Steve Austin vs Rikishi vs The Rock

Ficou conhecido como o “Armageddon Hell in a Cell” pelo PPV em que se deu e pelo seu louco formato que poderia ser associado a essa palavra. O arraial que se pode imaginar com seis homens dentro desta jaula… E que seis homens são esses. Um combate destes já leva as expectativas mais altas que o costume, então quando o elenco é de luxo… Viu-se muita coisa, desde Vince a tentar acabar o combate, à homem, tentando demolir a jaula, passando por homens a esquecer-se onde é o chão e fazer as coisas no telhado, passando pela épica queda de Rikishi na palha e acabando em Kurt Angle a reter o seu título da WWF de forma inteligente. Uma meia hora que passa a correr…

4 – Wrestlemania XXVIII: The Undertaker vs Triple H

Quem é que já se esqueceu tão rapidamente deste? O que mais descolou traseiros das cadeiras na Wrestlemania XXVIII, o promovido como “End of an Era”, o encontro entre duas lendas com outra lenda a arbitrar. Shawn Michaels ainda fez parte da história e meteu-se ao barulho. Mas acabaram todos abraçados. Acho que é o que menos precisa de resumo aqui nesta lista, e já na própria altura não tinhamos assim tantas palavras. A rever, um dos últimos combates com a streak de Undertaker em jogo.
Nota curiosa: Só depois de ter posicionado os combates e ter começado a escrever é que me apercebi que tinha colocado este na 4ª posição entre 10 exemplos. HA! 4 em 10… Acidentalmente táctico…

3 – Bad Blood 2004: Triple H vs Shawn Michaels

Tudo isto começou com aquele combate entre o Triple H e o Shawn Michaels pelo World Heavyweight Championship, que ficou vago até que o Randy Orton o encontrasse mais tarde no SummerSlam – leia-se, era uma Triple Threat pelo título, que Benoit venceu e foi capaz de manter o título até o poder para Orton. As coisas foram azedando entre Triple H e Shawn Michaels, os amigalhaços e obrigou Eric Bischoff a ser bruto: Hell in a Cell no Bad Blood! Serão 47 minutos e meio suficientes para dar um combate? Foi violento, e analisando o que HBK fez a Daniel Bryan no passado Hell in a Cell, só porque ele agrediu o amiguinho dele… Aqui não parecia estar com muita disposição para o proteger…

2 – Badd Blood 1997: Shawn Michaels vs The Undertaker

Retire-se um “D” ao nome do PPV. E acrescente-se muita mais brutalidade. E duas estreias: a do próprio combate Hell in a Cell, que inauguraria aqui a sua violenta tradição; e Kane, que vinha fazer asneiras. O propósito da Cell, inicialmente, era mais para manter os D-Generation X fora do ringue para interferir no combate… Isto enquanto era uma estrutura assustadora, intimidadora e com muito aço para ser utilizado como arma. Foi o primeiro combate e foi o primeiro a expôr tudo o que se podia fazer com ela: comer aço, lutar lá encima, comer aço, sangrar, comer mais aço, interferências, armas, saborear mais um pouquinho de aço e storytelling até dar com um pau – com aço a dar sabor. E foi graças a Kane que Shawn Michaels conseguiu vencer o Mr. Hell in a Cell, de acordo com a votação recente na WWE App. Podia colocar este em primeiro por ser o inaugural e por ser o último combate da WWF/E a ter uma classificação de 5 estrelas por Dave Meltzer, até ao encontro de John Cena e CM Punk no Money in the Bank de 2011, mas existe uma imagem associado a este combate que não sai da cabeça de qualquer fã de wrestling…

Nota curiosa: Este combate era por uma candidatura ao título da WWF, na altura detido por Bret Hart. Esse combate seria disputado no Survivor Series… Shawn Michaels ganha… Bret Hart é o Campeão… 1997… Já podem fazer as contas para saber o que aconteceu nesse encontro entre os 2…

1 – King of the Ring 1998: The Undertaker vs Mankind

É preciso descrever este? As imagens já não foram vistas umas 200 vezes? Alguém ainda tem dúvidas que Mick Foley é o tipo com o maior par de tomates a passar por aquele ringue? É que nem sequer caiu uma, foram logo duas vezes que Foley preocupou todo o mundo e colegas que pensavam que ele jazia ali morto. Nada disso, ainda se ria, o sacana. E ainda aterrou em pionés porque… Se já caiu de não-sei-quantos metros, já deslocou um ombro, já partiu dentes, já deslocou o queixo, já perdeu os sentidos e a memória… O que é que uns piquinhos vão fazer por cima disso? E pronto, assim se deu um combate que deu o respeito a Foley que merecia e que o colocou no topo e hoje no Hall of Fame… Não é todos os dias que se vê um combate tão extremo entre um lutador que tem um pé partido e outro que… ao fim já nem se sabia o que é que tinha inteiro. “O” bump. Lutadores podem esquecer tentar superar aquilo…

E assim concluo este batido Top Ten, mas que espero que não tenha caído mal e que, para a décima quinta tabela de combates de Hell in a Cell que já tenham visto nestas duas semanas, que tenham gostado na mesma. Não li muitas para fazer comparações e talvez as comparações sejam melhor feitas com as vossas opiniões. A ver se comentam isto, que isto dos comnetários não correu lá muito bem na semana passada, o pessoal não parecia estar commuita paciência para mais Bound for Glory. A ver se tiveram paciência para mais Hell in a Cell ao menos. Para a semana, verei que assunto vos trago e se será algo mais diferente. Até lá fiquem bem.

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Top Ten”.

3 Comentários

  1. Dcastanho - há 3 anos

    Nome predominante – Undertaker (e ainda bem porque sem ele porque razao haveria hell in the cell)

  2. Eugen3 - há 3 anos

    Repetido? Sim. Mas continua a a ser dos melhores espaços.

  3. Coisa - há 3 anos

    Outra vez um top de hell in a cell?

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador