Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Top Ten #52 – Sessão de Terror

Bem-vindos a esta assustadora edição do Top Ten! Assim até parece alguma edição especial de Halloween, mas em Maio parece um pouco esquisito. É mesmo em referência ao último Monday Night Raw, capaz de nos brindar com alguns arrepios inesperados. Mais um segmento com Kane a querer arrastar gente consigo para o Inferno – parece que para ir para o Inferno, basta ir para baixo do ringue – e um bizarro momento com Bray Wyatt, coros de crianças mascaradas e Cena quase a chorar. Acho que isso já seria suficiente. Mas foi surreal e dos melhores segmentos em anos.

De uma maneira ou de outra, a WWE de vez em quando vai-nos brindando com alguns momentos capazes de causar medo e desconforto. Por razões diferentes, seja por levarem aquele ambiente “creepy”, por conter coisas sobrenaturais ou simplesmente por uma bizarra natureza na violência. Não quis incluir algumas coisas cujo objectivo fosse assustar, mas que acabam por ser mais cómicas que outra coisa (Boogeyman, Papa Shango ou Josh Mathews possuído pelo Undertaker são exemplos). Mas até quis incluir algumas coisas diferentes.

Vejamos que filmes de terror há por aqui:

10 – Kane e Zack Ryder, amigos para sempre

http://youtu.be/4f0OciqlQ_s

Pronto, já começamos mal. Então eu a acabar de dizer que não ia incluir os segmentos de terror mais aparvalhados e começo logo com uma história que envolve o Zack Ryder. Sim, as coisas mais fáceis a reter nesta história são básicas: o Ryder não presta a mudar um pneu nem é lá muito esperto para lhe ocorrer fugir a pé após 3 horas a tentar mudar um pneu; o Cena é suficientemente fresco para se aproveitar da situação; a Brie Bella safou-se melhor sozinha que o Zack Ryder a livrar-se do Kane. Numa história em que Kane atormentava Ryder para chegar à pele de John Cena, vimos muita coisa bizarra e vimos um bump tremendo de Ryder numa carreira de rodas – o único “push” a sério na carreira dele, hã? Eventualmente lá veio o momento em que Kane tentou puxar Ryder para os quintos dos Infernos ou, como já disse numa edição anterior do Top Ten, para o convidar a uma churrascada lá embaixo – se o Jerry Lawler pode reciclar as suas piadas sem piada vezes sem conta, eu também posso. No caso de dúvida, a cara de John Cena que ainda hoje é mítica serve como um perfeito poster para filme de terror…

9 – I lie, I cheat, I snap

http://youtu.be/BoRXf8ZYMqo

Eddie Guerrero era daqueles tipos tão carismáticos que até parecia que transpirava simpatia. Sempre muito risonho e voltado para a galhofa, se havia Superstar genuinamente divertido, que dava vontade de conhecê-lo era Eddie Guerrero. Daí que para virar um desses Heel tinham que fazer a coisa um pouco mais extrema que o habitual. Podia ter atacado Rey Mysterio. Podia, mas não dava assim em tanto. Logo o melhor foi mesmo… Mudar-lhe drasticamente a personalidade, num “snap” perturbador e fazê-lo dar uma desconfortável carga de porrada em Rey Mysterio, nada característica do Latino Heat. Não, não recorre a esquisitices, escuridão ou coisas sobrenaturais. Mas o que não falta são filmes de terror que apenas precisem de um psicopata para espalhar a arte do cagaço. E imaginar alguém tão simpático e tão boa-onda como Eddie Guerrero com aquela cegueira é perturbador. E nota-se o conforto da porção mais jovem daquela plateia…

8 – “The Stalker”

http://youtu.be/YUIOTUdJbvQ

Podia ser o DDP a perseguir a mulher de Undertaker, mas este caso é um passo mais longo. E, se não houvesse uma recusa por parte de um outro lutador, teria dado um passo enorme além da linha. É um caso em que o mais assustador podia ter vindo mas não veio. O lutador em questão é Barry Windham – um Horseman, no caso de dúvidas – que apresentou-se na WWF em 1996 como The Stalker. As vinhetas eram “creepy” e mostravam o tal “Stalker” como um ex-militar demente, com promos Heel perturbadoras. O plano inicial é que é o de dar voltas ao estômago: a sua feud inicial seria com Marc Mero e consistia na perseguição da sua mulher Sable e consequente rapto. Pior que isso? O plano inicial para Stalker era também CORTAR A GARGANTA DE SABLE! Mero não concordou com isso e o plano foi abortado, apresentando Stalker ao público como um Face mais… esquisito. Perdeu-se o terror e é um caso de que o filme de terror maior não chegou a acontecer. Não quer dizer que o que já tivesse dado fosse lá grande conto de encantar.

Mas afinal… Porque raio havia de ser má ideia colocar uma tentativa de homicídio em plena TV num programa de wrestling? Ora essa…

7 – Ainda hoje o Macho Man adoraria cobras

http://youtu.be/Sbv54NTqEmo

Aqui nem é preciso ir muito longe e já se pega num medo bastante comum. É muito regular ter pavor a cobras, bichinhos rastejantes com uma tendência a morder e a matar, se fizer parte da natureza delas. E como haviam cobras de ir parar ao wrestling, se não fosse por um certo Hall of Famer com uma personalidade já assustadora de si e que fazia questão de andar com uma serpentezinha a acompanhá-lo: Jake “The Snake” Roberts. Para alguns já seria suficiente qualquer segmento em que Damien aparecesse, mas destaca-se um incidente com Randy Savage. Já é suficientemente mau que a cobra o morda e que Savage aceite sujeitar-se a tal… A coisa teve que piorar quando ela não quis largar! O pânico já estava instalado em Savage e até Roberts já estava preocupado, mesmo que conseguisse disfarçar bem. Aquela plateia também não digeriu aquilo com total conforto. E as imagens, sendo um pouco fortes e gráficas chegaram a ser censuradas para TV – e assim se mantêm no vídeo apresentado. E o que não devia faltar era miudagem a ter pesadelos com Savage ou eles próprios presos na mandíbula daquele réptil…

6 – Kane e Undertaker, irmãos exemplares

http://youtu.be/UefYx8bv9Ug
http://youtu.be/lBr_Kz2MCrk

Um pequeno paralelismo com o Top Ten da semana anterior, já que eu faço isso muitas vezes. A eterna rivalidade entre dois Superstars de terror andantes. Como não haviam de ter pelo menos um segmento ou pelo menos uma storyline aqui inserida? Escolhi a feud que os levou à Wrestlemania XX e que, creio que apenas se encontra a par da história de estreia de Kane, como a história mais negra que arranjaram entre estes dois. Tudo começou num conflito entre Undertaker e Vince McMahon, que levou a interferência de Kane, que veio a enterrar Undertaker vivo e a alegar ter morto o seu próprio meio-irmão. A partir daí, viriam a dar-se alguns segmentos de bastante espectáculo, recorrendo ao sobrenatural de Undertaker para assustar Kane. Até que regressa na própria Wrestlemania… Introduzido por Paul Bearer, acompanhado pelos encapuçados que ele tanto gosta e, de volta à sua forma de “Dead Man”… Para descrença de Kane, que tinha a certeza que o tinha morto. Assustador ou não, é daquelas histórias que quem era puto na altura e assistiu, adorou e hoje recorda com uma nostalgia daquelas…

5 – The Age of the Fall

http://youtu.be/tvXotHRiFxo

Se não estou em erro, isto é uma estreia aqui pelas andanças do Top Ten. Acho que é primeira vez que insiro algo retirado da Ring of Honor! E neste caso, recuamos a 2007, quando a companhia atravessava uma boa fase. E voltamo-nos para Jimmy Jacobs, um indivíduo que só de olharmos para ele, já sabemos que ele é… Vá… Extravagante. E que também gosta de se inserir em grupos, como ainda temos a memória recente dos SCUM ou dos seus actuais Decade. Mas em 2007, quis impressionar e chocar umas quantas pessoas mais sensíveis ao recrutar Necro Butcher – outro fino da cabeça – e o estreante Tyler Black – este já o conhecem muito bem – para formar os The Age of the Fall. Como apresentar este grupo? Com um ataque violento aos Briscoe Brothers, após um combate Ladder… Que daria num segmento simplesmente macabro: Jay Briscoe viria a ser pendurado de cabeça para baixo no local onde se coloca o cinto num combate Ladder… Com o sangue a pingar para cima de Jacobs enquanto este dava a sua promo a anunciar os The Age of the Fall. O segmento macabro foi tão polémico que a Ring of Honor chegou a bani-lo das imagens do PPV, até que os depravados fãs exigiram que mostrassem as imagens. Assim o fizeram e assim foi conhecida a imagem sádica de Jimmy Jacobs a banhar-se no sangue de Jay Briscoe. Mas também… Aos bumps de cabeça que ele sofre… Até lhe podia ter dado para pior…

4 – Se7en

http://youtu.be/QWtXAtGJ4JQ

Mais um caso semelhante ao Stalker, de uma gimmick que ia para ser mas não foi, para as coisas não ficarem piores. No seu regresso à WCW em 1999, foi atribuída a Dustin Rhodes uma bizarra gimmick – ele sabe lá o que é isso – baseada no filme “Dark City”, de seu nome Seven. A personagem era perturbadora. Os segmentos com Seven a espreitar pela janela do quarto de uma criança eram mais perturbadoras ainda. E pior que tudo isso é a fácil má interpretação que dá a entender: quão bem podia correr uma gimmick de pedófilo?! Um caso de mais uma gimmick estranha para Rhodes, mas que acabou sendo abortada porque aqueles segmentos arrepiantes… Davam a entender outra coisa mais infeliz ainda. Eu não confiava uma criança perto do Seven… Mas para ser muito sincero… Também acho que não confiava uma criança perto do Goldust… Ou do Cody Rhodes de bigode, já de passagem…

3 – “He’s got the whole world…”

Gostei tanto do segmento do passado Monday Night Raw que até lhe garanti um lugar no pódio deste Top Ten. E porque envolver criancinhas torna sempre as coisas mais assustadoras. Ou criancinhas a cantar. Ou criancinhas de máscara. Tudo junto, e ainda mais um gajo a rir-se que nem um maníaco depravado. Isto do ponto de vista do Cena ainda deve ser melhor: assistir àquele espectáculo preso dentro de uma jaula, enquanto vê uma faixa demográfica que corresponde à dos seus fãs: eram os seus fãs que estavam vestidos de preto, com máscaras de ovelha, a acompanhar a cantilena daquele tipo esquisito das profecias. Foi a coisa mais esquisita que já vestiram desde as t-shirts coloridas do líder da Cenation…

2 – Crucifiquem o Sandman!

http://youtu.be/XEwyLIiSlAs

O Raven também é menino de fazer coisas destas. Também líder de um culto no qual recorria às lavagens cerebrais para tormentar o seu pobre rival, Sandman – afinal isto já nem é novo – Raven fez o impensável e intocável: conseguiu a lavagem cerebral ao próprio filho de Sandman, virando-o contra ele, colocando nele a culpa do divórcio dos pais. Coisas simpáticas, como podem imaginar. As coisas tomariam um rumo mais perturbador quando Raven, com ajuda dos seus subordinados Stevie Richards e Blue Meanie, crucificam Sandman, numa grotesca cruz de madeira, com ajuda de arame farpado. Kurt Angle, devoto homem de fé e religião, explica no vídeo o seu horror que o levou a ausentar-se do programa, onde estava presente. No que o Johnny Polo se foi meter…

1 – A bondade e simpatia dos Ministry of Darkness

http://youtu.be/8qVo6LGg_jI
http://youtu.be/h-c6wDFjQ8I
http://youtu.be/g98rhQ2O_yc

Estes também gostavam de brincar aos crucifixos, mesmo que talvez a situação deles em comparação à mais gráfica da posição anterior seja para meninos. Estes é que se envolviam num cenário de filme de terror. O grupo pseudo-Satânico era o terror da WWF em finais da década de 90, recorrendo a coisas tão mundanas e agradáveis como rituais, tentativas de homicídio, sacrifícios, crucifixos, entre outras coisas que constam nas mais comuns festas universitárias de Sábado à noite. Daí que tenha escolhido vários segmentos para incluir nesta posição, porque se queria fazer um Top Ten temático de terror… Não ia encher as dez posições com segmentos do grupo liderado por Undertaker e o seu manager Paul Bearer, que contava com apoio dos seus Acólitos – Bradshaw e Farooq – ou os The Brood – Gangrel, Edge e Christian, entre outros. Ficam aqui vários momentos que devem ter dado pesadelos à miudagem na altura e que deve ter causado um arrepio àqueles que não se davam ao trabalho de pensar que andava um indivíduo a fazer coisas daquelas à solta, empregado, sem consequências e sem castigo, em plena TV sem arranjar qualquer problema com a lei – menos no último caso, afinal há limites. De resto, foi uma história do caraças. A parte mais assustadora? Lembrar o que fizeram a Stephanie McMahon e lembrar a revelação final do “alto poder” – “IT WAS ME AUSTIN, IT WAS ME ALL ALONG!!”

Por aqui fica o cagaço e acabo com as coisinhas assustadoras para este Top Ten temático. Porque é assim que se entra em Maio, com horror. Espero que tenham gostado do tema e dos segmentos e espero que se lembrem de outros, porque o que não falta são segmentos desse calibre – confessem os vossos medos e relatem os episódios de wrestling que mais terror e desconforto vos causaram – a Dixie vestida de homem no Sacrifice não conta… Ou se calhar conta, decidam vocês. Há muitas mais personagens que dão para isto, mas só tinha dez posições e uma memória humana a trabalhar nisto. O artigo estende-se por vossa conta. Para a semana espero cá estar com a mesma conversa de esperar ter-vos agradado. Que ninguém me crucifique ou me rapte, ou me ataque com cobras ou persiga e eu possa cá estar…

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Top Ten”.

5 Comentários

  1. Dragon Bryan - há 3 anos

    Adorei! Excelente artigo! Algumas bem sinistras!

  2. Alexandre Romano - há 3 anos

    Muito bom artigo Chris lembro-me de algumas e são mesmo assustadoras até faz passar um arrepio pela espinha.

  3. Miguelfcarlos - há 3 anos

    Bom artigo. Destaque para as tuas piadas, especialmente no ponto 10: “a Brie Bella safou-se melhor sozinha que o Zack Ryder a livrar-se do Kane.” “vimos um bump tremendo de Ryder numa carreira de rodas – o único “push” a sério na carreira dele, hã?” “para o convidar a uma churrascada lá embaixo” looool

  4. John_3:16 - há 3 anos

    Gostei bastante de relembrar algumas destes momentos assustadores e outros ja nem me lembrava, bom artigo !

  5. danielLP21 - há 3 anos

    Aquela do “push” do Zack Ryder matou tudo… xD

    Mais um excelente artigo!

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador