Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Top Ten #78 – Surpreendentes Novos Campeões

Sejam bem-vindos a esta novíssima edição do Top Ten que sai horinhas após termos um bem recheado Survivor Series. E eu aqui ainda a focar-me em acontecimentos do Raw porque ainda não consigo prever o futuro ou escrever este espacinho durante a madrugada. Mas também não fica algo pequeno para fixar a atenção, foi um Raw bem recheado de acontecimentos e é bem possível que ainda nos ecoe na cabeça o anúncio de Luke Harper como o novo Campeão Intercontinental.

Por acaso até é merecido, mesmo que fique a pena da perda do Dolph Ziggler. E foi algo surpreendente. Do bom tipo de surpreendente. Porque às vezes acontece. Alguém ganhar um título e nós, o pobre povo, deixar cair algum órgão desprevenido, em surpresa. Porque não o víamos a acontecer a nenhuma distância. Acho que está a chamada feita, espreitemos lá dez casos desses mesmos:

10 – Santino Marella, Intercontinental Champion

http://youtu.be/pGju3Wl34QU

Construíram-no de uma forma tão credível que qualquer título que vencesse ultimamente seria uma surpresa. Mas nem é por aí. Temos que olhar à forma como ele estreou. Existe uma lista modesta de lutadores que capturaram ouro logo à sua estreia – e até acho que eu mesmo a listei – mas Santino teve um toque especial. Ninguém esperava que alguém plantado no público fosse seleccionado para enfrentar um dos mais temíveis e raramente derrotados Heels monstruosos, na forma de Umaga, pelo seu título Intercontinental… Para ficar com o título. Não é todos os dias que se vê disso. Depois pronto, não se quiseram dar ao trabalho de construir a sua credibilidade como lutador e parece que em toda a sua carreira foi “um gajo que veio do público” e virou o personagem cómico de serviço. Porque ele até tinha jeito para a coisa. Para isso e para surpreender fãs.

9 – Hulk Hogan, WWF Champion

http://youtu.be/Qk1nLeZoN4c

Mais uma daquelas vezes em que vocês pensam que eu pirei de vez. Mas tenham atenção que não me refiro só a nomes, pode muito bem ser um momento em específico. E quando falo em surpresas, também me posso referir a más surpresas. Sempre fui muito vocal em relação à fraca qualidade da Wrestlemania IX, evento que ainda mantenho no fundo do ranking de todas as Wrestlemanias. Foi esse o evento que podia ter fechado com o monstruoso Heel Yokozuna a derrotar Bret Hart num combate renhido pelo título da WWF e a começar o seu reino de terror. Mas eram os conturbados inícios de 90 e a companhia procurava desesperadamente um novo Hogan. Tentaram com Lex Luger, Diesel, etc. Até com o próprio Hogan a quem lhe deram um regresso em ’93 para comparecer nesta Wrestlemania para perder um combate por desqualificação e ficar a fazer taunts por demasiado tempo. E, claro, para aparecer após o main event porque sim, porque é o Hogan e pode, a reclamar pela forma duvidosa como Yokozuna venceu… E conseguir um combate pelo título, que ganha em segundos. Lembram-se do “reino de terror” que começaria no Heel monstruoso que nunca tinha sido derrotado? Esqueçam, Hulkamania still running wild, brother!

8 – James Storm, TNA World Heavyweight Champion

http://youtu.be/N2iNsmyAv1E

Um caso recente e que começou a queda dos Beer Money. Já muita coisa mudou e Bobby Roode ocupa a posição de heróico Face de topo e James Storm é um excelente Heel – que precisa de uma distância um pouco maior das analogias possíveis ao Bray Wyatt – que recruta malta nova para uma “revolução” e faz asneiras. Por esta altura, ainda havia Beer Money e dirigiam-se ao topo. Especialmente Bobby Roode, que vencera as Bound for Glory Series mas perdera o combate com Kurt Angle pelo título, devido a manhas. Desiludido, cedeu uma chance ao seu parceiro que, para surpresa de todos… Acaba com o combate num instante ao deixar Angle a dormir com uma patada nos queixos e vencendo. Novo Campeão Mundial… Até elas se darem!

7 – Luke Harper, Intercontinental Champion

http://youtu.be/Icka4nPsAx4

O caso mais recente, que deu que falar e que deu a ideia para este artigo. Em TV, eramos brindados com uns perturbadores olhos a dizer coisas esquisitas. Notou-se o padrão quando se viu que apareciam sempre a chatear o Dolph Ziggler. Fez-se as contas de cabeça sobre quem seria suficientemente esquisito para estar por trás daquilo e chegámos a Luke Harper. E ele apresenta-se atacando o então Campeão Ziggler e a dizer que é um “team player”, juntando-se à Authority. Pensávamos que as coisas abrandariam por aí e que teríamos festa entre esses dois depois do Survivor Series. Mas não. Foi neste último Raw que se deu o embate, o título foi colocado em jogo e para choque de muita boa gente, Harper conquista o cinto. Merecido e do bom tipo de inesperado. O mais curioso: foi ele o primeiro integrante da Wyatt Family a conseguir ouro de singulares e não o líder. Que tenha um brilhante futuro!

6 – Chris Sabin, TNA World Heavyweight Champion

http://youtu.be/LSZCZv5U6DA

Mais um caso da TNA e mais recente que o já mencionado. No ano após Austin Aries inaugurar a “Option C” de trocar o título da X Division pelo título Mundial – sendo a particularidade dessa opção que, por essa mesma altura, o Campeão da X Division podia voltar a fazer o mesmo – com sucesso e bater Bobby Roode, chega a vez de Chris Sabin e não estava muito à vista a sua chance de derrotar Bully Ray por aquele título bonito. Convencidíssimos estavamos todos que ele não conseguia, até que o sacana vira as trafulhices dos Aces & Eights contra eles e vence. O seu reinado não foi dos mais longos e Bully Ray recuperou o título. Mas ninguém retira dos livros que Chris Sabin já venceu o título Mundial, “against all odds”, derrotando Bully Ray. Longa vida à “Option C”! – que falhou no ano seguinte logo.

5 – Paige, Divas Champion

http://youtu.be/AHneJ0JTFJI

É mais uma daquelas situações em que ganha-se logo a uma estreia mas de uma maneira brutal. AJ Lee ainda a ressacar de uma tremenda vitória na Wrestlemania onde ela acabava de, literalmente, derrotar todas as Divas do plantel. Quem raio a ia derrotar? Ela já tinha provado que era melhor que todas as outras. É situação digna de vir outra Campeã lá da “II Divisão” para dar os parabéns. “Ah e tal, és fixe por seres Campeã, parabéns, e agora lutamos pelo título. Olha, ganhei, sou Campeã. Que cena!” Podia ser assim de uma forma mais desmazelada, mas na verdade foi mais épica. Foi este ano e ainda está fresco nas nossas memórias. Dos maiores momentos na divisão das Divas ultimamente. E há uma razão para elas, recentemente, terem andado em feud durante meses…

4 – Sheamus, WWE Champion

http://youtu.be/ubfjDLE8pWc

Há muitas razões para isto ter sido uma grande surpresa. É certo que eles utilizaram o “Tables Match” como forma de lhe dar a vitória e o título, num combate onde pode acontecer muita coisa. Neste combate, um gajo pode perder por descuido. Mas a surpresa não foi pequena. É verdade que Sheamus anda mais perdido no midcard actualmente para ser uma surpresa como WWE Champion agora, mas na altura ele era praticamente um recém-chegado. Não se vê muito disso. Ainda para mais a ganhar ao John Cena! Mas foi o que aconteceu, combate de mesas e, com um simples empurrão, Sheamus, o gajo pálido de cabelo e barba esquisitos… era WWE Champion. De forma limpa. Até os comentadores perguntaram se aquilo estava mesmo a acontecer. Já na Wrestlemania XXVIII, ao vencer o World Heavyweight Championship a Daniel Bryan… Esse aconteceu mesmo?

3 – David Arquette, WCW World Heavyweight Champion

http://youtu.be/a3g37-9nu_g

Claro que isto só está cheio de agradáveis surpresas. Não há nada que encha um bom fã de wrestling de regozijo e satisfação do que pagar para ver um evento da sua modalidade teatral favorita ou ligar a TV para perder o seu tempo a assistir, e ver o maior prémio dessa companhia a ir parar às mãos de um actor convidado. Cai bem. E quando falo em “bom fã”, também me posso referir ao próprio Arquette que não achou piada nenhuma a esta ideia e foi preciso muito para o persuadir. E até utilizou o dinheiro do seu cache como Campeão para ajudar famílias de lutadores vítimas de acidentes fatais. Mas o Sr. Vince Russo apenas queria uma boa surpresa. Ou uma surpresa. Ou qualquer coisa. Deu-lhe entrada aqui, se calhar até lhe chega.

2 – Edge, WWE Champion

http://youtu.be/MBoT5QUGqQQ

Muita coisa mudou desde então para que banalizasse aquilo que está aqui marcado como uma grande surpresa. Edge é hoje um Hall of Famer, já ganhou títulos grandes um total de 11 vezes e tornou-se uma das melhores coisas a caminhar num ringue durante a anterior década. E o “cash in” do Money in the Bank também é algo que agora acontece todos os anos. Mas na altura… Edge ganhava o seu primeiro WWE Championship para concluir a sua transição para o main event e tornar-se a lenda que já andava a dar pistas de se vir a tornar anteriormente. E o Money in the Bank era totalmente novo, e mal nos era conhecido o conceito e como aquilo funcionava. Podia ser usado assim tão repentinamente? Se podia. Foi logo a aproveitar um Cena ensanguentado que acabara de sobreviver a uma Elimination Chamber, um par de spears e novo Campeão para choque geral. Bons tempos e um momento que já está bem gravadinho nos livros de história da WWE. Tão bom que até deu para uma celebração à maneira mais “Rated R” que ele podia ter arranjado. E isso também já se está a banalizar, parece que o Adam Rose e o Bunny também já entraram nessa brincadeira.

1 – Vince Russo, WCW World Heavyweight Champion

http://dailymotion.com/video/x2mupw

Vince Russo também já foi Campeão Mundial porque claro que já foi, por que raio não havia de ter sido? Querem maior surpresa que um tipo que devia andar tão perto de um ringue como de um guião a ganhar o principal prémio de uma companhia? À maneira podre que é sendo arremessado por uma jaula fora, ganhando acidentalmente o combate? Espectáculo! O Sr. Russo, com quem gozo ocasionalmente ou com frequência, é um indivíduo inteligente que respeito como qualquer outro, a gente é que só está cá para se divertir. E aqui até justificou dizendo que aquele não era o plano e que ele até ganhou o título sem querer. Poderá ser, acredita quem bem o quiser, mas ninguém retira isto do registo: Vince Russo já foi Campeão Mundial. E nem vou enumerar todos os que não foram. Mas foi assim uma surpresa tão grande ou naquela altura um gajo já tinha que estar à espera de tudo?

Dez posições preenchidas é sinal que já não vos farei perder mais tempo, é altura de concluir. Espero que tenham gostado do tema e que dê em algo que possa ir criando conversa. Especialmente quando é uma enumeração muito baseada em memória e existirão muitos mais casos, que vos confio, sabendo que tenho sempre leitores com conhecimentos estupendos. Até já atiro umas menções honrosas que não couberam como o próprio Vince McMahon ou o caso recente de Eric Young. Mas agora o artigo está a vosso dispor. E planeio dar-vos mais um com o mesmo propósito na próxima semana. Que corra tudo bem e que desfrutem bem da semana!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Top Ten”.

14 Comentários

  1. FLAVIO BRUNIERA - há 2 anos

    Que artigo delicioso de se ler… parabéns!

  2. Sawyer - há 2 anos

    Lembro-me de ficar desiludido quando soube que o Santino Marella afinal tinha sido um lutador da OVW. Eu na altura pensei mesmo que ele era um fã qualquer. O Edge a conquistar o WWE Championship também foi um momento chocante para mim. Na altura, John Cena estava em 1º lugar no meu TOP de lutadores favoritos e eu fiquei todo lixado com a vitória do Edge, ainda por cima nem sabia para que é que a mala servia (e ja via WWE desde 2005). Fiquei a olhar para aquilo a pensar: Mas que raio aconteceu? Luke Harper e Paige foi uma surpresa agradável. O Sheamus sinceramente, acho que nem liguei a vitória dele. De resto, não vi nenhum dos momentos.

    PS: Esse momento do Hulk Hogan foi ridículo.

  3. Vitor Oliveira - há 2 anos

    Ótimo artigo. Que tal uma matéria sobre os melhores eventos PPVs de sempre da WWE (pode ser TNA também)

  4. Hildo - há 2 anos

    Muito bom Artigo, Chris. Parabéns.

  5. Napolitano_Jr - há 2 anos

    Faltou o Mankind…

  6. Anónimo - há 2 anos

    Eu nunca tinha comentado aqui antes até porque não sigo muito wwe, já segui mais à uns anos atrás mas ainda me lembro daquela que foi para mim das melhores rivalidades que já vi Edge vs Cena.
    E para mim(do pouco que vi) a troca de título mais surpreendente foi quando o Cena perdeu o título da wwe para o RVD na ECW num table match quando o edge de capacete lhe mandou um spear contra a mesa xd

  7. Superstars - há 2 anos

    o mais surpreente que vi foi Rey Mysterio Campeão sobre Randy orton e Kurt Angle, quando vi aquele baixinho entrando na epoca achei que seria espancado aqui a luta https://www.youtube.com/watch?v=UmvAkivfTUg

    como o amigo disse acima Manking campeão superando Stone Cold e Triple h também foi epico https://www.youtube.com/watch?v=44v22XlUNe4

  8. Don_Ricardo_Corleone - há 2 anos

    Tivesse eu assistido a um Nitro e estaria também entre os campeões da WCW. :P

  9. Mr. Money In The Bank - há 2 anos

    Eu até soltei fogos de artificio quando a Paige conquistou o DC logo na sua estréia e ainda mais sendo em um Raw pós WM, noite inesquecível!!!

  10. JustAnAhole - há 2 anos

    Concordo com praticamente todos, se calhar até se podia por o Jericho neste artigo, eu fiquei muito surpreendido quando o vi com os dois títulos. A vitória da Paige também me surpreendeu muito. Grande Artigo

  11. DiogoPunk - há 2 anos

    A vitoria do harper so foi minimamente surpreendente por ter sido mais rápido um mesito mas não foi nada de anormal ele ter ganho o titulo. No lugar do Harper tinha posto o primeiro titulo mundial do Orton.. A não ser que estejas restrito pela WWE em colocar combates do Chris Benoit XD

  12. Dude - há 2 anos

    Quando entrei aqui, pensava que o Fingerpoke of Doom iria figurar o nº1 :P

  13. danielLP21 - há 2 anos

    Também acho que a conquista do Mankind podia aqui estar… Hulk Hogan e os momentos da WCW foram patéticos.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador