Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Top Ten #81 – Tesourinhos dos Slammys

Sejam todos bem-vindos a uma nova edição do Top Ten que não vem entregar Slammys, nem ganhou nenhum para meu escândalo. Mas como foi o assunto da semana, ao ser o tema do passado Monday Night Raw, achei que alguma coisa se devia recordar em relação ao evento. Evento que já tem muitos aninhos consigo. Logo já deu para acontecer muita coisa. Muita coisa engraçada. Porque não recordar alguns dos momentos cómicos que nos podem ficar para a memória na já longa história dos Slammys? Como se o título sugerisse outra coisa!

10 – The Boogeyman!

http://youtu.be/qmCxbMZwdp8

“Tell me I did not just see that.” Catchphrase cómica de Booker T que deu origem ao título da categoria que o próprio viria a apresentar. Uma grande percentagem do cómico deve-se simplesmente ao facto de ser dito por Booker T à maneira Booker T, mas nada que impedisse de dar nome a um prémio. Mas não podia ser só apresentar, entregar, agradecer e já está feito. Tinha que se fazer algo que desse juz a esse nome e que fizesse Booker T dizer a frase para nos lembrar porque é que era engraçada. Chame-se o Boogeyman! Regresso só por uma noite, mas por razões nostálgicas, já foi perfeito. E logo com Booker T, que já tivera experiências traumáticas com o bizarro bicho! “Tell me I did not just see that”, indeed.

9 – Todos os Slammys para Owen Hart

http://youtu.be/_5l4rK72-cI

Muitos merecia ele. E não se pode dizer que andasse de mãos a abanar, em 1997 já ele tinha vencido um e podia dar-se por satisfeito. Mas não, para ele não estava bem. Teve que roubar um! Para tornar-se o primeiro vencedor de dois Slammys numa noite na história, algo que hoje em dia é muito comum. E o que fazer? Aproveitar o momento em que sobe ao palco para apresentar o prémio de melhor “bowtie” – a ânsia de saber quem tinha o melhor lacinho – e roubá-lo e considerá-lo seu, tendo apenas a ele próprio para agradecer. Um momento caricato e que mostra Owen Hart como um personagem cómico subvalorizado, para além do badass que ele normalmente já sabia ser. E em mais nenhum momento da história, Superstar alguma foi digna de ganhar um Slammy pelo melhor laço! Se o Rockstar Spud estivesse na WWE

8 – Fraca qualidade

http://youtu.be/dBl5qYsQDU8

Não do segmento e muito menos do Superstar/Hall of Famer em questão. Mas sim do material do Slammy que não apresentava força suficiente para premiar alguém do alto calibre que é “Rowdy” Roddy Piper. Num instante se partiu nas mãos de Piper – como planeado – e este reage a fazer aquilo que melhor sabe fazer: ser Roddy Piper. É certo que para a qualidade deste lendário senhor, tinha que se lhe dar um saco de Slammys, todos eles em ouro maciço, nem que seja para compensar a falta de títulos Mundiais no seu currículo. Mas se é para arrancar reacções destas, então que se lhe entreguem montes de Slammys em papelão!

7 – Fat Albert!

http://youtu.be/Gb8DsjhBSb8

O momento em que soubemos que se abortava a ideia de fazer de Tensai um “monster Heel” ao aperceberem-se de que trazer o Albert/A-Train de volta com mais uma gimmick sem continuidade foi uma má ideia que não ficou over. O início da sua descensão para personagem cómica onde, sinceramente, estorvava menos e em momentos talvez se divertisse mais. A acompanhar um já habitual bobo da corte, Santino, este entra à moda Shockmaster: de cabeça. Já estava aí um segmento feito. Só melhora com Santino a chamar-lhe Albert durante toda a introdução – algo que eles evitavam a todo o custo fazer, por muito alta que a plateia fosse – e culminando na tradução de “Tensai” como “Fat Albert”, para cólera de Tensai. Coube ao Italiano culpar um teleponto que não estava lá. Comédia da mais simples mas não se pode dizer que não tenha a sua eficácia. Principalmente porque o ser humano foi feito para ser suficientemente parvo para se rir com a mera visão de alguém a cair.

6 – A visível química entre CM Punk e Johnny Ace

http://youtu.be/Ok2qGH63O_0

Muitos contestarão e poderão afirmar que há algo de errado com John Laurinaitis neste segmento de aceitação de Slammy. Talvez digam que ele aqui tinha demasiada personalidade, euforia e carisma para o seu costume. Mas isso é só porque na verdade era um boneco bem avantajado em cabelo, que CM Punk transportava para dar um discurso a antagonizar o fundador do “People Power” um pouco mais. Apesar da piada, temos que admitir que é na sua falta de personalidade, apatia, fraca voz, pobre discurso, enganos nas palavras e no próprio nome que nós mais gostamos do Mr. Excitement. E era aí e na sua capacidade de vencer um GTS com a mesma adrenalina de quem espera pelo toque da campainha do microondas que residia o seu encanto. Mas alguém consegue dizer que não a um segmento com CM Punk numa era pós-pipebomb e a um vídeo-tributo desta qualidade?

5 – Animais ganhavam Slammys antes do Bunny

http://youtu.be/0u62jGzrXOU

Antes de brincarem aos gajos vestidos de animais, havia quem se comportasse mesmo como um animal e ganhasse a sua alcunha. Já mesmo antes do “Animal” Batista, havia outro Animal e nem me refiro a uma metade dos Road Warriors. Com tantos, já se vê que para aqui vai um zoológico tremendo. Mas refiro-me, claro, ao lendário e mítico “Animal” George Steele. Que ganhou esse seu apelido através dos seus comportamentos selvagens que incluiam actos tão mundanos como comer as protecções dos cantos. Todos os grandes já o fizeram, perguntem-lhes, consta em todos os combates mais épicos. George Steele, como a lenda que era, merecia um Slammy por qualquer coisa que fosse, mas acontece que estavam mesmo a premiar animais já em 1987! A parte caricata é a recepção. Nada de fatinhos, discursos, lágrimas e abraços. Uma recepção de prémio verdadeiramente à George Steele! Assim que ele encontrasse o caminho para o palco.

4 – Batista vs Kanye West, Wrestlemania XXXI

http://youtu.be/iGs2RLg_CJE

E passamos do Animal antigo para o mais recente. E confesso que este é um clip bastante engraçado com Batista como integrante, do qual me esqueci quando enumerei momentos cómicos na carreira do ex-Campeão Mundial aqui no Top Ten. Envolve a entrega de um prémio para Diva do Ano. E não, o prémio não foi atribuído a ele se acham que ele era um candidato credível. O prémio também não foi apresentado por ele, para premiar aquela com a qual ele se divertiria mais, acabando por entregar umas três estatuetas à Melina. Também não foi isso. Foi mesmo durante o discurso de agradecimento de Maria, a vencedora, que ele decide dar uma de Kanye West e, em referência ao infame momento dos Video Music Awards da MTV, e interrompe-a de forma semelhante e decide começar a queixar-se. Visto que essa parecia ser a sua gimmick por aquela altura. Apenas temos que questionar: com o tamanho do ego de Kanye West, será que este permite esta infracção de direitos de autor?

3 – Ao juntar Harley Race e Jim Duggan…

http://youtu.be/2XnKNYSPtAo

… Ou sai asneira ou sai um clássico. Ou saem os dois. Olhando para este segmento saem os dois. Tudo porque Jim Duggan se recusou a dizer o nome do vencedor do prémio, que era o rival “King” Harley Race. Foi obrigado por Bobby Heenan mas, de maneira nenhuma que estes dois durões iam deixar as coisas ficar como estavam. Toca a andar à bulha pela arena toda! Vamos à festa de Natal dos bastidores, aos comes e bebes, lutas de comida, de tudo. Com direito a actos bem cartoonescos para envernizar a comédia daquele segmento. A intensa luta voltou ao palco e praticamente começou a loucura deste tipo de batalhas cómicas em que se procura tanto magoar o adversário como envergonhá-lo. Ou adoçá-lo.

2 – FACKEN BOOLSHET!

http://youtu.be/P6ETWydpLss

Iron Sheik merecia um Slammy todos os anos por ser o Iron Sheik. Mas nem este caso aqui se trata dele. O prémio era para o seu parceiro Nikolai Volkoff, numa altura em que não se arranjavam Heels à altura e do calibre desta dupla estrangeira. Mas mesmo assim, foi o Sheiky Baby que roubou a atenção toda, para não variar, ao dar também uma de Shockmaster – antes do Shockmaster – e cair de bentas no chão, ao tropeçar no palco, para alarido do público que já lhe devia estar a deitar um mau olhado há muito tempo, tamanho era o ódio que tinham pelo lendário e cómico personagem. Da mesma forma que hoje em dia Sheik diz mais coisas no meio dos seus disparates sem sentido, na altura deu mais show ao cair num segmento que não era sobre si do que muitos debaixo da sua própria ribalta! FACKIN’ BOOLSHET!

1 – Stand back!

http://youtu.be/BxtCTaCxDUc

Não, não é o Hurricane. Por muito estranho que pareça, é ainda melhor. É claro que guardei para a primeira posição um clássico dos tempos em que a gala era completa e até performances musicais tinha. Todas com níveis elevados de comédia embaraçosa, mas este é que é o derradeiro clip que devia ter uma entrada no Hall of Fame, só por si. Vince McMahon, em toda a sua glória. Com o fatinho adequado, banda de backup com a mesma credibilidade e genuinidade de uns Milli Vanilli, bailarinas q.b. e um movimento de ancas de fazer invejar muitos imitadores do Elvis em Las Vegas. Completo com a cantoria e temos o clip perfeito para qualquer situação que exista. Permanecerá num museu de momentos épicos da WWE. Os DX já o utilizaram para humilhar Vince. Toda a gente o devia utilizar para melhorar o seu dia. Stand back!

Nada ultrapassaria esse momento, tinha que acabar por aqui e acho que já compilei uma jeitosa colecção de bons momentos dos Slammys. Se os prémios até podem ser inúteis, por vezes duvidosos e destacam o Roman Reigns como Superstar do Ano, para contestação do povo… Até conseguem ser divertidos quando querem. Em todas as eras se encontrou diversão nesta entrega de prestigiosos prémios. E sobram mais alguns momentos, com certeza, que poderão recordar e acrescentar aqui ao ainda incompleto artigo, que só se completa com a vossa participação. Espero que tenham gostado e que estejam receptivos à ideia de gostar de mais uma listinha destas na próxima semana, se conseguir voltar com mais um Top Ten como bem quero e planeio. Por esta altura já passou um TLC, esperemos que tenha sido bom. Tão bom como aquele Takeover: (R)Evolution? Dificílimo. Sei que vocês se portarão bem mas deixo o conselho na mesma. Até à próxima!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Top Ten”.

2 Comentários

  1. I Hear Voices *** - há 2 anos

    Como sempre este espaço está inovador e engraçado, sempre com assuntos da atualidades, por muito que não esteja a ter um feedback elevado não deixa de ser dos melhores espaços deste site!

  2. danielLP21 - há 2 anos

    UM comenátrio?!! Mais um artigo fenomenal. As minhas favoritas foram a do Boogeyman (e eu nunca gostei dele, mas neste caso teve piada, até porque foi só por uma noite) e a do 1º lugar… “Stand Back! There’s a Vinny Mac coming through…”

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador