Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Vintage #75 – NXT is Wrestling!

Hoje é quarta-feira, e ontem começou as aulas para a maioria dos aspirantes a engenheiros, médicos e quiçá carpinteiros ou pedreiros, porque sem dúvida, faz muita falta Homens com esses atributos para desenrascar muita malta, como por exemplo eu…

Bem, hoje o vintage vai ter um conteúdo de aprendizagem e, recordar o show que actualmente proporciona momentos fantásticos, momentos de voo de Adrian Neville ou, um tecnicista como Sami Zayn, entre equipas com o potencial dos Ascension.

Tive bastante dificuldade para ver o último PPV do show black and yellow devido à falta de tempo, e também dificuldades técnicas do Dailymotion mas, lá consegui ver o Main Event e fiquei deliciado, dando 20 a 0 ao main event da RAW, e já nem falo daquele show que marcou uma Era, que se chama Smackdown…que até passou de Friday para Thursday

Sim, estou um bocado aborrecido com o panorama actual mas não vou esmiuçar e debater o podre em que está a WWE e vou valorizar o que tem OURO e QUALIDADE, ou seja NXT, que por acaso até está a “TAKEOVER” a WWE…

Foi em 2010 que iniciou o NXT, com um método bastante interessante, que consistia na ligação de mestre e discípulo, mas com uniões que deram sucesso e, com (des) uniões como a Bryan e Miz. Foi um conceito fenomenal na minha opinião sendo bastante positivo o que a WWE criou e proporcionou ao público. Desuniões que foram uma delícia para o público deixando variadíssimos pontos positivos, como catapultar muitos wrestlers e, se não foi esse o caso, pelo menos foram acrescentados ao roster, dando alguma qualidade e versatilidade, onde alguns, ainda estão passados ¾ anos. Para além dos combates, também existiam desafios entre os concorrentes onde a capacidade e atributos dos respectivos eram postos a prova.

O NXT era isto, e teve 4 temporadas com vencedores como Barret que tinha o exímio mestre Heel Jericho, ou com a vitória a sorrir na 3ª temporada a uma wrestler feminina como Kaitlyn, onde teve todos os intervenientes mulheres, onde uma delas era AJ Lee.

Who are they?

Rookies com mestres não teve continuidade e, actualmente, temos um show com  jovens talentosos onde objectivo é faze-los crescer e torna-los estrelas. A adição de KENTA, Prince Devit e Kevin Steen vai dar mais qualidade a um roster que já a têm. Certamente vai encher os olhos a um fá de wrestling. Não só os wrestler masculinos têm destaque, mas também o wrestling feminino, que deixa satisfeito certamente aqueles que apreciam esta divisão.

Bryan…where is the beard?

Five NXT Moments

Daniel Bryan first promo:

Aconteceu na primeira edição do NXT e, o como me deixa completamente de boca-aberta é saber que tudo tem um inicio, mas nunca sabemos o futuro, que por vezes, quando recordamos o passado, deixa-nos surpreendidos com a evolução de um Homem, que talvez meio mundo do wrestling ( fora as indys) nunca arriscassem e soubessem se querer, que iria ser.

http://www.youtube.com/watch?v=uTUCSZ1YAto

Barret wins…Oh my God Otunga is in the final…

Sim Otunga esteve na final (pausa para rir). Este momento do anuncio da vitoria de Barret foi o culminar do lutador mais completo que esteve nesta temporada. Desde o arsenal de manobras, bem como Jericho ao seu lado. Por momentos pensei que a desgraça ia acontecer mas no fim houve … um final feliz!

http://www.youtube.com/watch?v=ngzjlPkMQS8

Seth Rollins is the first NXT Champion!

O arquitecto dos Shield e actual Mr Money in the Bank foi o primeiro a ser NXT Champion. Ter  vencido Jindar Mahal não retira o mérito deste excelente performer, que será talvez dos melhores a ter saído da universidade da WWE. Rivalidades e combates contra Ambrose foram uma delicia.

Como é ter um Pro como Ziggler….

Na segunda temporada do NXT, Dolph Ziggler era um dos mestres, ou melhor Pro. Ele tinha ao seu lado…who cares! O que realmente importa é que Zig não queria ensinar ninguém, queria sim era um bajulador feito a medida.

http://www.youtube.com/watch?v=Cy9dW-pXv_c

Michael Cole owns NXT!

Este foi para mim das melhores fases de Michael Cole enquanto parte de uma história, ou melhor, parte integrante da NXT, com um papel de contra de tudo que havia de bom no ringue ou, ao seu redor.

Excelentes momentos de pura diversã,o autoria de Cole….Michael Cole!

http://www.youtube.com/watch?v=jUjACgZmcE8

É com estes elogios que concluo esta edição do vintage. Dou uma salva de palmas a Triple H por defender estes maravilhosos wrestlers e potenciais main eventer’s e espero fervorosamente que cheguem preparados ao main roster e que comecem a brilhar na RAW ou naquele show que já foi o MEU FAVORITO da WWE…aquele …que agora só é transmitido à Quinta-Feira e SÒ teve rivalidades no seu seio como a de Edge vs Taker… enfim!

Partilha o ou os teus momentos favoritos da NXT!

NXT is vintage this Week!

Sobre o Autor

- Autor da rubrica Vintage e escritor de algumas edições do Onde Andas Tu?, e play by play do PSN. Nascido a 7 de Dezembro de 1981, pertenço a uma geração onde os videojogos estavam a começar a desbravar barreiras inacreditáveis, onde 16 bits era uma loucura.Aficionado fervoroso de Wrestling e do glorioso Benfica.Orgulhoso por fazer parte de uma equipa talentosa, como o Wrestling PT.Segue-me no twitter e Facebook - ansnicola@iol.pt e canal Youtube,Daylimotion e sapo videos!

15 Comentários

  1. JoãoRkNO ® - há 2 anos

    Há que diversificar ás vezes , e fizeste isso muito bem . A evolução da primeira temporada do NXT para o NXT atual é estrondosa . Concordo com os teu Top 5 , apenas adicionaria o Jericho vs Bryan da primeira temporada , que foi estupendo , e a primeira vignette dos Ascension , ainda com o Cameron , que é algo que não me canso de ver , por incrível que pareça .

    • filipe - há 2 anos

      ja repararam que foi o unico combate entre os dois!?!? a wwe anda a dormir para fazer um jericho vs bryan

  2. MicaelDuarte - há 2 anos

    Sinceramente, acho que a antiga fórmula do NXT não servia para nada. Ter um gajo como o Daniel Bryan, que já tinha a escola toda no que diz respeito às “in-ring skills”, e vê-lo a ser transformado no “rookie” do Miz e a fazer jogos em todos os programas, acho que era um insulto à inteligência de quem já conhecia o Bryan Danielson (e ao próprio Bryan Danielson)… Eu sei que o NXT actual é a FCW com a mudança de nome, mas podiam ter feito do antigo NXT um programa que ajudasse verdadeiramente os “rookies”. Portanto, é óbvio que considero este modelo do NXT muito melhor.

    Bem, mas falando em alguns momentos que gostei, tenho a destacar alguns:

    1. Combate “2 Out of 3 Falls” entre o Sami Zayn e o Cesaro;
    2. A última presença da Wyatt Family no NXT;
    3. Rollins, Ambrose e Reigns regressam ao NXT enquanto Shield.

    Existem mais, claro, mas estes foram os que me ocorreram de imediato.

    Bom trabalho, André ;)

  3. Tunes9 - há 2 anos

    Excelente artigo, um tema interessante e original, muito bom.

    Concordo com praticamente tudo.

    A NXT no formato anterior era uma banalidade, para além de joguinhos e segmentos sem sentido e desnecessários, os “rookies” pouco aprendiam com os “pro´s” e, em alguns casos, os “rookies” já tinham mais ring-skills que os “pro´s”, a única coisa decente foi o facto de termos alguns combates de qualidade e depois os Nexus se terem formado a partir do programa, assim talentos como Barrett e DBryan ganharam o seu espaço, mas também ajudou talentos como a AJ (principalmente), Kaitlyn e Naomi a afirmar-se, depois do NXT acabaram por chegar ao Main-Roster e por lá ficaram, teve coisas positivas e negativas, é verdade que foram mais negativas que positivas, mas pronto.

    Quanto ao formato actual, a NXT é a FCW com algumas mudanças, mas confesso que gosto muito mais da arena, nome e logo NXT no lugar de FCW e não há comparação com a visibilidade que uma tinha e que a outra tem, o avanço da tecnologia e das redes sociais também ajudou bastante, e agora os talentos evoluem em todos os sentidos e têm os seus momentos de glória antes de subir ao Main-Roster, assim como maior visibilidade, portanto está muito, muito melhor.

    Os combates entre o Sami Zayn e o Cesaro (sobretudo o “2 Out of 3 Falls”), a conquista dos títulos por parte da Paige e do Rollins (onde tudo começou) e o regresso de Reigns, Ambrose e Rollins como The Shield à NXT foram alguns dos meus momentos preferidos, entre muitos outros, não faltam momentos memoráveis, feuds interessantes e combates de qualidade na NXT, sem esquecer o aproveitamento dos jovens talentos, e é por isso que, muitas vezes, é muito mais entusiasmante ver os shows que a própria RAW, e o futuro está assegurado, sem duvida.

    Bom trabalho Andre Santos. :-)

  4. John_3:16 - há 2 anos

    Gostei do tema que escolhes-te, esta grande evolução que o NXT teve e continua a ter.

  5. Hildo - há 2 anos

    Gosto bem mais do formato do NXT atualmente do que antes, a evolução é brutal.
    Gostei do seu top 5, acrescento Os combates Bryan vs Jericho e Corey Graves vs Adrian Neville. tal como as batalhas entre o Zayn e o Cesaro, o combate entre a Natalya e a Charlotte, Paige vs Emma. a promo ”iluminati” do Bray em uma edição do NXT…

  6. MR Perfection André Santos - há 2 anos

    Obrigado a todos que leram e comentaram e perderam um bocadinho de tempo para ler o vintage!

  7. MR Perfection André Santos - há 2 anos

    Fiquei pasmado quando soube disso, nem tinha noção!

  8. Mafi - há 2 anos

    Eu nem desgostava da antiga fórmula do NXT, achava piada mas também não levava aquilo muito a sério. Gostava pouco da arena e da atmosfera da FCW, portanto esta nova mudança para o NXT foi excelente em todos os aspectos. O único ponto positivo que encontro no antigo formato é que ficavam logo haituados às arenas maiores, agora há uma transição muito grande que por vezes corre mal.

    São tantos momentos e a maioria já foram mencionados que não vou ser redudante. Adorei o tema ;)

  9. danielLP21 - há 2 anos

    Michael Cole heel! <3

    A SmackDown vai continuar às sextas… De resto, excelente trabalho André.

    • MR Perfection André Santos - há 2 anos

      Pois vai Daniel , tens razão. Já não vejo a Smackdown…sei lá a quanto tempo , e estava convicto que tinha mudado LOOL!

  10. José Sousa - há 2 anos

    Os meus momentos preferidos claramente: Michael Cole a fazer o NXT 3 todo a valer a pena. Depois o Bryan, eu sei que ele não precisava do NXT mas verdade seja dita o facto de lhe chamarem um looser e um Nerd ajudou a que as pessoas ganhassem mais empatia.
    Depois da nova era: 2-3 Falls Cesaro, o Regresso dos Shield, os Wyatt´s, e o grande e enorme Breeze vs Zayn.

  11. Foto de perfil de Facebook

    Luís Salvador - há 2 anos

    Excelente artigo André ;)

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador